Lançamentos Motos

Yamaha Fazer 250 ganha visual renovado na linha 2016

yamaha fazer 250 2016 1

A Yamaha anunciou nesta segunda-feira, 20, a chegada da linha 2016 da Fazer 250, que traz as primeiras mudanças estéticas da motocicleta. O novo modelo estará disponível no mercado brasileiro a partir da segunda quinzena de agosto, com preço sugerido de R$ 13.620, o mesmo valor cobrado pela versão anterior.

A nova Yamaha Fazer 250 traz tanque de combustível redesenhado, agora com novo bocal de abastecimento ao estilo airplane e capacidade de 18,5 litros (ante os 19,2 l do modelo antigo), além de abas laterais com formato mais agressivo. As carenagens e as laterais do farol também são novas.

yamaha fazer 250 2016 15

Há ainda mesa do guidão com o nome “Fazer” gravado, nova chave e painel de instrumentos totalmente digital e com iluminação branca em LED, com direito ao indicador ECO, que acende quando o motor trabalha em uma rotação de maior eficiência, além de velocímetro, relógio, hodômetro com funções total e duas parciais (TRIP-1 e TRIP-2) e “Fuel Trip” (de reserva de combustível), tacômetro e luzes indicadoras (piscas, farol alto, neutro, alerta de motor e Blueflex).

O motor da Fazer 2016 é o conhecido monocilíndrico, de 249,45 cc, que desenvolve até 20,9 cv de potência, a 8.000 rpm, e 2,10 kgfm de torque, a 6.500 rpm, com câmbio de 5 velocidades.

Galeria de fotos da Yamaha Fazer 250 2016





  • Deivid

    Fazer é uma excelente moto, acertaram em cheio o novo bocal e as 6 marchas (fazia falta) mas achei errado diminuirem a capacidade do tanque de combustível

    • Tosca16

      A Traxx que só tem 16cv, a TSS 250, já dá uma sobrevida com 6° marcha, imagina essa… apesar que não é a YS 250 Fazer a mais potente do mercado, longe disso, mas já é bem melhor em ciclística que a trincadora de cabeçote, perdão Honda CB 300…

      • Adriano Dib

        É O MESMO MOTOR, LEIA DIREITO. AINDA TEM CINCO MARCHAS

    • Halysson Abreu

      E aonde você leu que mudou pra 6 marchas? Continuam sendo 5.

      • Tosca16

        Editaram eu acho…

      • DEIWES

        Na concessionaria dizem que é seis, nas apresentações dizem seis,……más se baixar o manual do proprietário 2016 só aparece dizendo cinco marchas……vai ver que vão fazer algumas com cinco e outras com seis…?!?!, como pode ? coisas de Yamaha, o duro é que tenho uma 2012 !!!!!! (A MINHA TEM CINCO NO CAMBIO E NO MANUAL !!!!)

        • Adriano Dib

          Vc tá viajando, sempre foi 5 marchas.

    • Adriano Dib

      Onde foi que você leu que a moto vai ter 6 marchas? É O MESMO MOTOR, LEIA DIREITO. AINDA TEM CINCO MARCHAS

  • Tosca16

    A TRAXX, colocou câmbio de 6 velocidades na TSS 250, agora é a Yamaha … legal, aos poucos tem se melhorado aqui, nada de muito inovador mas já é um começo . Ao meu ver a Yamaha já poderia ter um modelo para concorrer com a Roadwin 250, Ninja 300 e CBR 250R, e a YS 250 Fazer continuasse na gama para concorrer com CB300 e Next 250, a TSS da Traxx tem preço de 150cc e potência intermediária entre as 150 e 250, já que só tem 223cc reais .

  • Tosca16

    Design é particular, ao meu ver essa da TSS 250 da TRAXX é bem atraente. Falei nessa Jialing (Traxx) por que trouxe também recentemente o câmbio de 6 velocidades, essa tem apenas 223cc reais e 16cv de potência, 1,7 kgfm … Mas só de ter um câmbio melhor, com 6 velocidades, já dá uma sobrevida e diminui a vibração, além de melhorar o consumo rodando em menor giro . Não entro no mérito de quem é melhor, não fiz essa comparação, e esta Traxx tem preço de R$ 9.990,00; concorre com 150cc e traz além do conforto e visual de 250cc uma potência acima das 150cc atuais . Ansioso para ver o câmbio novo na YS 250 Fazer, a Yamaha já tinha bons atributos, agora terá um ganho em conforto e acredito também no consumo . Ao meu ver a Yamaha já poderia ter um modelo para concorrer com a Roadwin 250R, Ninja 300 e CBR 250R, e a YS 250 Fazer continuasse na gama para concorrer com CB300 e Next 250,

    • Wagner Lopes

      Também gostei dessa moto. E o preço de 150 ajuda. Pena o motor de apenas duas válvulas por cilindro deixando a potência e o torque muito baixos. Breve quero conhecê-la.

      • Tosca16

        a proposta é ser intermediária entre as 150 e 250, preço é tentador; a TRAXX sempre foi a melhor das chinesas, falta marketing, agora com a linha 2015 tem tudo pra crescer, a FLY 250 que usa esse mesmo motor é ideal ao meu ver para os grandes centros, pois tem visual, conforto e desempenho acima da Brós 160 custando a depender do lugar a mesma coisa ou um pouco menos; suspensão dianteira é invertida, 6° marcha … esses motores de 223cc da TRAXX tem bom desempenho, durabilidade e são econômicos .

    • Yan Oliveira

      Questão dessa moto é: Será que aguenta o rojão mesmo? Revenda já sei que é zero, mas não ligo muito pra isso, o problema todo é manutenção… Hoje eu tenho uma Dafra Riva 150cc, pra próxima moto penso muito em uma Fazer ou Next, mas uma dessas por menos de 10 mil é bem tentadora…

      • Tosca16

        Riva por exemplo é da Haojue, montadora das pequenas da Suzuki; não deixa de ser chinesa, e a Jialing, das chinesas sempre foi a melhor; esses 223cc da TRAXX (Jialing) foram feitos para ser resistentes e bem próximo das tradicionais, Honda e Yamaha . Jialing sempre pecou aqui no marketing, quem deveria ter dado um surto de vendas era a TRAXX e não Sundown com as motos da Qingqi, Kasinski com as motos da Zongshen e as primeiras Dafras que eram projetos da Lifan . Chinesas que eu digo são as que vendem com marca própria, apesar que olhando sua Riva e a nova TSS 150 fico eu bem na dúvida se as que vem com a marca Suzuki são melhores, acho bem ao mesmo nível mas vamos dizer que a Suzuki é japonesa .

        • Yan Oliveira

          A questão não é essa, e sim o pós-vendas. Como você falou, minha moto é Haojue, tá com 25 mil rodados sem nenhum problema (na verdade um ou outro, mas foi resolvido em garantia). Agora, eu liguei pra Traxx aqui e não tem nem tabela de preço dessa TSS250, quem dirá a moto. Quem dirá ainda, peça… Como é que querem vender desse jeito? Fica dificil.

          • Tosca16

            infelizmente a rede Traxx é pequena, e no Norte e Nordeste o foco são as 50cc; se tivesse revenda grande, de um grupo forte na região valeria sim a pena ao menos ir lá testar; aqui lhe diria o mesmo em relação a Dafra…

            • Yan Oliveira

              Pois é. Esse é o problema. Com relação à Dafra, eu não tenho do que reclamar aqui. Inclusive já tomei queda feia de ter que trocar farol, carenagens, pisca, manetes, guidão e tudo tinha em concessionária em estoque. Trocaram minha embreagem em garantia, trocaram a bóia de combustível em garantia… Sempre bem atendido e sempre com peça em estoque. Isso me faria ir de Dafra novamente. Mas e a Traxx que nem tabela da moto tem, acha mesmo que vai ter peça em estoque e mecânico treinado pra fazer revisão em moto maior? Os caras só vão saber mexer nas 50cc… Enfim, deixa de ser uma opção…

              E só pra constar, moro em Feira de Santana BA, interior da Bahia…

              • Tosca16

                sim, aonde mais se tem Traxx é aqui no Nordeste, mas como eu frisei acima aqui é 50cc; tanto é que a maior parte dos anúncios eu ví desta moto em SP, RJ,PR, SC … lá parece que a TRAXX vai dá uma sobrevida com estes modelos maiores .

      • Tosca16

        A Traxx vai lançar essa, das novas será a última a chegar agora depois da FLY 250, TSS 250 e FLY 150 que já chegaram as revendas. Essa é a TSS 150, carburada, vem com rodas esportivas, painel com conta-giros analógico e velocímetro digital… é bem a sua Riva em proposta, é uma street pequena que tenta não aparentar ser básica, mecanicamente eu vejo com bons olhos a linha de motores da Jialing, agora acertaram de vez. Em cidades de interior eu até relevo o medo de ir numa marca “nova” mas em grandes cidades, para o uso no cotidiano e pensando na questão de visibilidade para roubos eu iria sem dúvidas numa destas e não na Titan 150, por exemplo.

      • Lucio Adriano Mendonça

        Boa noite Yan. Tenho uma Riva com 35 mil km e não deu problema ate agora. Meu projeto é pegar uma fazer tambem. Mas usada. Como estou usando a Riva pouco agora ela fica mais parada. Quando peguei era 3 mil mais barato que uma CG. Hoje continua 3 mil mais barato tambem. Mas a Dafra aqui de Uberlandia fechou. É dificil vender mas não me arrependo da compra ela me serviu com valentia e me deixou tranquilo quanto a roubos. Bons km ai com a sua.

      • Adriano Dib

        Revenda zero??? Só se for aí no fim de mundo que você vive. Já tive duas Fazers e sempre que quis vender, foi só abrir a boca, vendi NA HORA. Esse motor já está mais do que aprovado, está rodando por ai desde 2005 sem problemas. A moto é otima

    • André Maia

      O problema dessas motos chinesas e asiática em geral é a fragilidade. Meu amigo comprou uma Next 250 com junta queimada. Acabou de fazer o motor pela segunda vez e a moto está com 32.000 km sem falar que nem na Dafra tem peças, daí tem que arrumar tudo na base da gambiarra.

      • Tosca16

        Se formos olhar friamente a Next seria a melhor, excelente conjunto e proposta, mas ao ver diversos relatos de problemas simples mas chatinhos vc fica bem com o pé atrás … acho que o pós venda da Dafra tem que sanar alguns erros já na montagem das mesmas, muita coisa simples que ao menos nas comercializadas aqui poderiam já nem vir …

        • André Maia

          E esse mesmo já teve uma Speed 150 que estragou o câmbio (terceira marcha) antes do 40.000km. Isso você não vê acontecer com motos da Honda, por exemplo.
          ainda bem que o conjunto do câmbio era o mesmo da titan, ou seja, foi fácil de arrumar. O problema maior é a falta de Confiabilidade nessas motos.

          • Tosca16

            se o conjunto era o mesmo da Titan, meu tá osso a Honda kkkkk … Speed era um lixo, essas Speed e as Speed 150 da Shineray que eram ainda por cima carenadas kkkkk … mas voltando agora ao tema, motos chinesas tem lá seus problemas crônicos, mas a dona Honda nas XRE 300 e CB 300 trincou cabeçote
            à rodo, pode isso ? Dona Honda fazendo isso ? Oxidação, trepidação, vazamentos e etc são coisas simples mas chatas; um cuidado à mais sempre é bom. Hoje melhoraram bem, ao menos a TRAXX aparenta ser bem acima das chinesas, e esses motores de 223cc são bem falados até em fóruns do exterior .

      • Wagner Lopes

        Com certeza já comprou moída. Esse motor já provou que é resistente, torcudo e econômico.

        • André Maia

          Ele comprou ruim de ligar e misturando água no óleo, mas o dono tinha acabado de fazer o motor na Dafra e tinha as notas fiscais do serviço.
          Meu amigo comprou por 2.000 mais 800,00 de documento atrazado, teve que mandar fazer assentamento de válvulas, encamisar o cilindro, trocar corrente de comando e trocar todas as juntas e guarnições que encontrou. Mas realmente a moto é muito econômica, ele me contou ontem que fez 500km com um tanque, tirou a moto da oficina Quarta passada.

  • Wagner Lopes

    O motor perdeu potência (era 21 CV), o painel empobreceu com a perda do conta giro analógico mas o preço subiu e muito…feliz com minha Next 250. Honda e Yamaha só na próxima encarnação….kkkkkkk.

    • Tosca16

      É, nem tinha reparado nisso… pelaram o painel, meu aí não dá . Ao meu ver a Next é a melhor street 250 hoje no mercado, fica feliz mesmo que é uma excelente moto …

    • Halysson Abreu

      Ter acabado com o conta giros analógico da fazer e teneré foi LAMENTAVEL.

      • Wagner Lopes

        Economia porca! Sai um painel caro e bem elaborado para entrar uma telinha simplória e de baixíssimo custo…tá osso viu!

  • Robinho

    Linda esta nova Fazer, talvez um dia terei uma.

  • Jaderson

    Gente só eu que achei mais ficou a do mesmo tamanho da Fazer 150cc. MIRRADINHA.

  • Rafael Ribeiro

    O problema da fazer é o seguro caro por ser uma das motos mais roubadas do brasil.

  • wanderson

    É triste que um site de veículos não dẽ atenção a itens de segurança como freios abs, etc.
    A moto tem ou disponibiliza opção de freios abs?

  • wanderson

    Um fator que deveria ser informado é o consumo médio do produto pelos fabricantes.
    Quando você compara o peso de um caro, leva 5 pessoas e mais um bageiro com um moto fica evidente a eficiência do motor do carro diante de um motor de moto no consumo de combustível.

  • julio

    Daqui a pouco os Brasileiros estarão pagando 20 mil em moto de 250 cc Brasil o país da piada

  • Willrock

    Muito Show o novo tanque(apesar de ter diminuído quase 1 litro) e as abas laterais, a Yamaha está de parabéns pelo design…. Tenho uma Fazer 250 Blueflex 2014 e a tampa do taque é muito feia, já faz tempo que ela merecia essa nova tampa, mas a moto é excelente e me atende muito bem, econômica e de manutenção fácil e barata, mas olhando a nova dá até vontade de trocar, rsrsrs… das cores só não gostei da azul.

  • Fabio

    Para quem acha que moto flex não vale a pena, tenho uma Fazer BlueFlex e a diferença é de 4 centavos por KM a favor do Etanol em SP. Parece pouco, porém, em 15mil KM a economia será de $600 reais, ou seja, o jogo de pneus sairá de graça…

  • Adriano Dib

    Onde foi que vocês leram que a moto vai ter 6 marchas? É O MESMO MOTOR, LEIA DIREITO. AINDA TEM CINCO MARCHAS.



Send this to friend