Home Comprando e Vendendo Com preço de R$ 70.000, carro tem custo mensal de R$ 3.800...


honda civic 2012 auto press impressoes 3 Com preço de R$ 70.000, carro tem custo mensal de R$ 3.800 no Brasil




Um estudo feito pelo consultor automotivo Leandro Mattera, revelou que um carro de R$ 70.000 no Brasil gera um custo mensal de R$ 3.844.

Esse custo é referente a seguro, manutenção, juros, impostos, depreciação, combustível e custo de oportunidade.

Ele utilizou como exemplo um Honda Civic zero km. O valor do custo mensal é referente ao modelo com financiamento, mas sem isso, o custo cai para R$ 3.538,22. Uma queda de 8% nas despesas mensais.

Para ter um cálculo exato dos custos de qualquer automóvel – no caso do exemplo, o Honda Civic – foram reunidos os custos de aquisição, propriedade, oportunidade, venda e financiamento.

O custo de aquisição – no caso do exemplo – é referente ao preço de compra do veículo (R$ 70.000) mais as taxas de circulação, como registro do veículo (R$ 204,69) e lacração (R$ 70,99).

Custo de propriedade leva em conta os gastos que terão de ser feitos em um ano, tais como:

IPVA – R$ 2.800 = 4% do valor do carro em SP.
Seguro – R$ 2.100 = 3% do valor do carro.
Licenciamento – R$ 62,70 + R$ 11 para envio opcional pelos Correios.
DPVAT – R$ 101,16.
Consumo – R$ 4.050 = 10 km/litro, 15.000 km rodados e gasolina a R$ 2,70.
Revisões – R$ 160 + R$ 180 hora na troca eventual de peça de desgaste natural.
Pneus – R$ 100 = alinhamento/balanceamento.
Multas – R$ 130 = estimativa Dinheirama.
Estacionamento – R$ 1.800.
Lavagem – R$ 720.

Depois há o custo de venda do carro e a desvalorização, que no caso do Honda Civic novo é de 14% no primeiro ano. Assim, seu valor cai de R$ 70.000 para R$ 60.200. Em quatro anos, o Civic perderá R$ 17.500 de seu valor original. Isso ainda é bem pouco se levarmos em consideração alguns modelos do mesmo segmento.

Liquidez é a facilidade de vender o carro sem perder muito dinheiro. No entanto, nem sempre o proprietário vai conseguir vender pelo valor pedido, as vezes até acima da tabela FIPE.

Nesse caso, alguns desvalorizam o veículo em relação à tabela para facilitar a venda. Neste exemplo, o desconto foi de 5% em relação ao preço de tabela, o que gerou uma despesa extra de R$ 2.625 com valor de venda de R$ 49.875.

Já o custo de oportunidade leva em consideração o valor pago pelo veículo, que caso fosse aplicado poderia render R$ 23.482 em quatro anos, com taxa Selic anual de 7,5%.

Por fim, o terrível financiamento de um carro de R$ 70.000 foi calculado levando-se em consideração entrada de R$ 35.000 e saldo em 48 meses. Nesse caso, com juros de 1,5% ao mês, o valor da parcela seria de R$ 1.028,12.

Ao final de quatro longos anos, o valor financiado totalizará R$ 49.349,76. Há ainda o IOF de R$ 595. No final, o valor do Honda Civic pula de R$ 70.000 para R$ 84.944,76. Ou seja, um acréscimo de R$ 14.944,76.

No final das contas, o custo mensal do Honda Civic de R$ 70.000 com e sem financiamento é de R$ 3.844 e R$ 3.538,52. Em um ano, os valores correspondentes são de R$ 46.136,50 e R$ 42.462,25.

Mas estes valores sobem para níveis bem mais altos, se levarmos em consideração o impacto financeiro total (com custo de oportunidade) em quatro anos: R$ 114.794 e R$ 99.849, na mesma ordem.

Já o impacto financeiro com o preço de compra chega a R$ 184.546 com financiamento e R$ 169.849. O custo por km rodado é de R$ 3,07 e R$ 2,83, respectivamente.

Enfim, depois desse complexo conjunto de cálculos e valores, o consumidor que deseja ter um carro e se preocupa com os custos vai pensar muito mais na hora de comprar. Mesmo assim, quem precisa terá que encher o peito e mergulhar nas despesas. Afinal, ninguém vive sem elas nos dias de hoje.

[Fonte: Infomoney]

Agradecimentos ao leitor Wilmar pela dica.


Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.