Home Marcas Mitsubishi Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 1 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa




O ano passado foi estagnado para o segmento de picapes médias nacionais – apenas a Toyota Hilux apresentou uma nova motorização, em novembro. Mas 2012, em compensação, segue repleto de novidades. A líder de vendas Chevrolet S10 lançou sua nova geração em fevereiro e a Ford Ranger já agendou uma ampla renovação para julho.

Enquanto isso, a Nissan Frontier renovou sua motorização e a Volkswagen Amarok ampliou a gama com novas versões. Só faltava a Mitsubishi, que acaba de apresentar a linha 2013 da L200 Triton, a única picape da marca desde que a linha básica Outdoor deixou de ser produzida, no final do ano passado.

Esteticamente, a Triton 2013 preserva o visual apresentado em 2007. Apenas a grade frontal sofreu uma sutilíssima reestilização, assim como o conjunto ótico e os para-choques dianteiros da versão “top” HPE. Para enfrentar adversários de diversos calibres, a Mitsubishi criou para a Triton uma versão Savana – destinada ao “off-road” mais radical –, já que essa configuração era disponível somente na extinta linha Outdoor.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 2 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Aproveitou também para promover a necessária adaptação dos motores diesel às normas do Proconve L6, além novos bancos dianteiros, com maiores possibilidades de ajustes, e ligeiras alterações nos padrões de revestimentos. Mas a alteração mais expressiva, disponível em toda a linha Triton, não é visível. É a nova suspensão SDS, sigla para “Sport Dynamic Supension” – ou suspensão dinâmica esportiva.

Trata-se de um novo conjunto suspensivo desenvolvido pela engenharia da Mitsubishi Motors do Brasil, voltado para ampliar o desempenho esportivo e o conforto. Amortecedores, barras e molas foram redimensionados para reduzir movimentações indesejáveis da carroceira.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 3 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Como o efeito de rolagem – oscilação lateral característica das picapes e outros veículos altos –, o efeito “bounce” – que é a oscilação vertical da suspensão após transpor um obstáculo – e o efeito “pitch” – que é quando a frente e a traseira do carro se movimentam alternadamente na vertical, como em uma gangorra.

Todas essas reações da suspensão nem incomodam tanto os usuários comuns de picapes, mas geram a perda de preciosos segundos nas competições “off-road”. Ou seja, no terreno onde a Mitsubishi afirma sua excelência e baseia boa parte do seu marketing esportivo, com atuações destacadas em provas nacionais – como o Rally dos Sertões e a Mitsubishi Cup – e internacionais – como o Rally Dakar.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 4 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Um dos componentes mais importantes da suspensão SDS são os amortecedores Full Displacement – algo como “deslocamento completo”. Com eles, o conjunto da roda não tende a se projetar rapidamente para baixo quando o carro passa por um buraco, o que reduz a perda de velocidade quando se trafega rápido e em circunstâncias severas.

Para reforçar o desempenho no fora de estrada, além da suspensão SDS, todos os modelos contam com o sistema LSD Hybrid – diferencial de escorregamento limitado – no eixo traseiro, que transfere automaticamente a tração para a roda que precisa de mais força.

Nas cinco versões da L200 Triton é oferecido o mesmo motor diesel 3.2 litros DOHC de 16 válvulas. Fornece 170 cv a 3.500 rpm e 35 kgfm aos 2 mil giros, acoplado a um câmbio manual de cinco velocidades. Todas contam com tração Easy Select 4WD, com opções 4X2, 4X4 e 4X4 com reduzida.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 5 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

A versão mais focada no trabalho é a GL. Com para-choques pretos e rodas de ferro, ar-condicionado e CD player, está disponível apenas para venda direta a frotistas. Seu preço é R$ 83.990, mas atinge R$ 88.990 com airbag e ABS, exigidos por algumas empresas. A mais básica oferecida nas concessionárias é a GLX, com preço de R$ 87.490. Os parachoques já são na cor do veículo e a versão incorpora rodas de liga leve, travas e vidros elétricos.

Acima dela está a intermediária GLS, que além de alguns cromados na grade acrescenta duplo airbag e ABS com EBD. Os revestimentos internos são mais sofisticados que os da GLX e são oferecidos mais itens de conforto. Seu preço sugerido é de R$ 99.990.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 6 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Mas quem vai estrelar as campanhas publicitárias da linha 2013 da Triton é a versão HPE. A “top” de linha é a única que oferece a opção de motorização flex, que vem junto com o câmbio automático de 4 velocidades, também com reduzida. O motor bicombustível é um 3.5 litros V6 SOHC com 24 válvulas, que fornece 205 cv com etanol e 200 cv com gasolina aos 5 mil giros e é o mais potente no segmento.

O torque é de 33,5 kgfm com etanol e 31,5 kgfm com gasolina, sempre em 3.500 giros. Carenagem dos espelhos e maçanetas externas cromadas, bancos de couro, sistema multimídia com GPS integrado ao painel e comandos de áudio no volante acrescentam algum requinte à HPE, que sai por R$ 99.900 na versão flex automática, R$ 112.490 na diesel manual e atinge R$ 121.490 na diesel automática.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 7 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Já a “off-road” Savana vem com o “kit lameiro completo” – snorkel, rack no teto, prancha para desencalhe e caixas de acessórios na caçamba, além de pneus Scorpion Mud 255/70 R16, rodas de aço e adesivação para explicitar a proposta.

Sai por R$ 112.490. A expectativa da Mitsubishi é continuar a vender toda a produção da fábrica de Catalão, que fica em torno de 2 mil unidades da L200 Triton mensais – metade da HPE, 20% da GLS, 15% da GLX e outros tantos da GL. Para a nova versão Savana, a Mitsubishi espera comercializar 100 unidades mensais.

Ponto a ponto

Desempenho – O motor diesel 3.2 litros DOHC de 16 válvulas que movia a versão HPE avaliada, entrega bons 170 cv a 3.500 rpm e 35 kgfm aos 2 mil giros. Tanto o câmbio manual de cinco velocidades quanto o automático de quatro velocidades oferecem trocas suaves, sem grandes “buracos”. Seja com a caçamba vazia ou carregado, o conjunto impressiona pela disposição, explicitada em retomadas vigorosas de velocidade. Nota 8.

Estabilidade – É o grande destaque da linha 2013 da L200 Triton. Pensada para os ralis e elaborada a partir da farta experiência da marca nas trilhas, a nova suspensão SDS proporciona resultados surpreendentes em termos de equilíbrio em curvas, retas e frenagens, tanto no asfalto quanto na terra. Os amortecedores Full Displacement se revelaram bastante efetivos nas buraqueiras extremas e permitem sua transposição com aparente desprezo. Nota 9.

Interatividade – A visibilidade dianteira é correta, mas a pequena janela traseira e a caçamba dificultam a retrovisão – pelo menos os espelhos externos são generosos. Como se trata de um modelo parrudo, um sensor de estacionamento não cairia mal, pelo menos na versão topo de linha. Os comandos são intuitivos e não há nada muito mal localizado. É possível trocar a tração entre 4X4 e 4X2 em velocidades até 100 km/h, porém a reduzida só pode ser engatada com o carro parado. Nota 7.

Consumo – A Mitsubishi não fornece dados de consumo e a L200 Triton não oferece computador de bordo. Mas, durante a avaliação, engenheiros da marca revelaram que o consumo do modelo diesel fica em torno dos 10,5 km/l na cidade e em 7,5 km/l na estrada. O que dá um consumo de 8,5 km/l em circuito misto, com 2/3 urbano e 1/3 rodoviário. Nota 7.

Conforto – A versão avaliada foi a HPE diesel com câmbio automático – a mais cara da linha. A nova suspensão SDS elimina boa parte dos sacolejos habituais nos utilitários montados sobre longarinas. O novo conjunto suspensivo é muito bem calibrado e absorve a maioria das pancadas sem repassá-las à cabine. O motor diesel não chega a ser silencioso, mas também não é dos mais escandalosos. O revestimento em couro e os bancos com melhor ergonomia, o sistema multimídia com GPS com entrada USB e para iPod e os comandos de som no volante da versão HPE ajudam a tornar aprazível a vida a bordo. Nota 8.

Tecnologia – O motor diesel de 170 cv é bem atualizado e conta com injeção direta, Common rail, turbocompressor e intercooler. E a versão flex de 205 cv é a mais potente do segmento. Mas a estrela tecnológica da linha 2013 da Triton é mesmo a nova suspensão SDS, que possibilita uma evolução considerável na performance dinâmica do modelo no fora de estrada e também contribui bastante no asfalto. Nota 8.

Habitabilidade – O habitáculo elevado dificulta um pouco o acesso, o que é uma característica das picapes médias. Mas o espaço é correto e dá para transportar quatro pessoas confortavelmente – um quinto passageiro compromete um pouco o conforto. Nota 6.

Acabamento – As linhas internas da Triton mudaram pouco em relação à versão apresentada em 2007, mas ainda não parecem antiquadas em relação à concorrência. Os revestimentos não aparentam requinte e o plástico é rígido em todo o painel. Os encaixes são razoavelmente precisos, mas é possível perceber rebarbas em alguns locais, como em torno dos parassóis. Nota 6.

Design – Embora não tenha sofrido modificações expressivas em relação ao que foi apresentado há cinco anos, a L200 Triton ainda ostenta um dos designs mais interessantes e originais do segmento. A linha curva do encaixe entre a cabine e a caçamba é bem charmosa e empresta alguma criatividade a um segmento onde imperam traços conservadores. Nota 9.

Custo/benefício – A ampliação da gama da L200 Triton permite oferecer alternativas competitivas com as diversas opções apresentadas por S10, Frontier, Amarok e Hilux – a Ranger está às vésperas de sua renovação. Os preços – que variam dos R$ 83.990 da “basicona” GL aos R$ 121.490 da HPE diesel automática – também são equivalentes às versões com equipamentos similares da concorrência. A nova suspensão SDS pode fazer a diferença e tornar a Triton mais atraente, principalmente para quem busca a utilização no “off-road”. Nota 7.

Total – A Mitsubishi L200 Triton HPE diesel automática somou 75 pontos em um total de 100 possíveis.

Primeiras impressões - Nas trilhas da evolução

Mogi Guaçu/SP – A nova Triton foi avaliada no autódromo Velo Cittá, construído pela própria Mitsubishi numa imensa fazenda no município paulista de Mogi Guaçu. O circuito conta com uma pista bem asfaltada de 3,5 quilômetros e, ao lado dele, há uma verdadeira trilha de rali, com diversos níveis de obstáculos e que permite dirigir bastante rápido, como nas competições.

Primeiro foi a vez de andar no asfalto. Foram realizados testes de aceleração com curvas em alta velocidade, frenagem abrupta, slalon e também o chamado ISO 3888, com dupla mudança de faixa – quando o motorista é forçado a desviar abruptamente de um obstáculo mudando de faixa para, na sequência, retomar rapidamente a própria faixa. 

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 8 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Em todos, o conjunto suspensivo se mostrou bastante preciso e o carro se manteve sob controle, sem sustos ou deslizes. Nas frenagens, ajudado por ABS e EBD, a picape parou de forma rápida e extremamente equilibrada. Também no asfalto, mas bem mais devagar, foi também possível dirigir uma Triton num aclive, tracionando mais de duas toneladas de carga.

Mesmo com tanto peso, a picape conseguiu subir bem a ladeira e ganhou velocidade de forma consistente, sem resfolegar. Lá também houve a oportunidade de avaliar a raio de giro, que é de bons 5,9 metros e facilita as manobras, o que é bastante útil num veículo de tal porte.

Mas até as imponentes pedras da bela fazenda em Mogi Guaçu sabiam que a maior diversão estava mesmo reservada para a hora de submenter a L200 Triton ao circuito “off-road”. E, como era de se esperar, a picape de Mitsubishi se sentiu em casa.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 9 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Nas trilhazinhas próximas ao Velo Cittá, foi possível acelerar sem grandes temores e verificar a surpreendente estabilidade do modelo na terra e na lama. Quando parece que ele vai sair da trilha, basta manter a aceleração e corrigir a trajetória no volante que o veículo rapidamente reencontra o “caminho do bem”.

Ao chegar em alta velocidade em algumas lombadas, foi possível protagonizar “decolagens” cinematográficas. E o mais interessante é que, assim que “aterrissa”, a Triton retoma a estabilidade de forma quase instantânea, sem “bobeiras” ou sensação de descontrole. Outro teste interessante foi o da suspensão Full Displacement, quando o carro ultrapassou um imenso buraco numa trilha – de tamanho equivalente a um bueiro sem tampa.

Na velocidade de 80 km/h, o carro passou sobre o buracão de forma elegante, sem grandes trepidações ou barulhos, como se a “cratera” fosse uma pequena irregularidade. Ao atravessar velozmente aclives, lamaceiras e obstáculos com diversos níveis de radicalidade, a L200 Triton deixou claro que é mesmo nas trilhas que ela diz a que veio.

mitsubishi l200 triton 2013 fotos 10 Mitsubishi L200 Triton 2013: avaliação completa

Ficha Técnica - Mitsubishi L200 Triton

Motor: Diesel, dianteiro, longitudinal, 3.200 cm³, turbo e intercooler, quatro cilindros em linha, com quatro válvulas por cilindro. Injeção direta Common-rail e acelerador eletrônico.

Na versão HPE há opção de motor a etanol e gasolina, longitudinal, 3.497 cm³, seis cilindros em V, quatro válvulas por cilindro, com injeção eletrônica multiponto e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio manual de cinco marchas à frente. Na HPE, há opção de câmbio automático de quatro marchas à frente e uma a ré. Tração integral Easy Select 4WD, com opções 4X2, 4X4 e 4X4 com reduzida. Não oferece controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 170 cv a 3.500 mil rpm na versão diesel. Na versão bicombustível, 200 cv com gasolina e 205 cv com etanol a 5 mil rpm.

Aceleração 0-100 km/h: Não divulgado.

Velocidade máxima: Não divulgado.

Torque máximo: 35,0 kgfm a 2 mil rpm na versão diesel. Na bicombustível, 33,5 kgfm com etanol e 31,5 kgfm com gasolina a 3.500 rpm.

Diâmetro e curso: 98,5 mm x 105,0 mm. Taxa de compressão: 17,0:1. Ou 93,0 mm x 85,8 mm. Taxa de compressão: 10,4:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo duplo A, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira com eixo rígido e rodas semi-independentes, com molas helicoidais, amortecedores telescópicos hidráulicos e barra estabilizadora. Não oferece controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 265/70 R16.

Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás.

Carroceria: Picape sobre longarinas com quatro portas e cinco lugares. Com 5,11 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,78 m de altura e 3,00 m de distância entre-eixos.

Peso: 1.945 kg em ordem de marcha.

Capacidade da caçamba: 788 litros.

Tanque de combustível: 75 litros.

Produção: Catalão, Brasil.

Lançamento no Brasil: 2008. Reestilização: 2011.

Itens de série: Versão GL: Ar-condicionado, vidros e travas elétricas, direção hidráulica. Versão GLX adiciona volante com ajuste de altura, console central com porta-CDs. Versão GLS adiciona airbags frontais, freios ABS, grade dianteira cromada. Versão HPE adiciona maçanetas cromadas, ar-condicionado automático, banco traseiro com encosto rebatível, sistema de som CD/MP3/USB com tela sensível ao toque de 7 polegadas, bancos em couro, controlador de velocidade de cruzeiro.

Preços

Mitsubishi L200 Triton GL 2013: R$ 83.990

Mitsubishi L200 Triton GLX 2013: R$ 87.490

Mitsubishi L200 Triton GLS 2013: R$ 95.490

Mitsubishi L200 Triton HPE Flex AT 2013: R$ 99.990

Mitsubishi L200 Triton HPE Diesel MT 2013: R$ 112.490

Mitsubishi L200 Triton HPE Diesel AT 2013: R$ 121.490

Por Auto Press


  • igorcerino

    Uma das mais maneiras à venda no Brasil, além do design diferenciado. Tem o problema do câmbio automático de 4 marchas, porém isso é carro pro mato, sendo assim, tem que ser é manual!

    • Marcola

      Sou muito mais a L200 do que a Hilux.

      • eeeeeeedu

        Com certeza! Essa savana é lindona!

      • bandaxadibar

        dá um banho na S10!!!!

    • Tripa-Seca

      Pois o design diferenciado traz problemas para a verdadeira função de uma pickup, que é transportar materiais na caçamba.
      Vitória da forma sobre a função.

      • Edson Roberto

        Mas no caso da Triton, pelo menos onde li (não tenho vivencia com esse tipo de carro) esse modelo dá conta do recado com muito poder de offroad.

        Nesse caso, ele é bem inferior? (eu não sei mesmo)

        • Sr_Wilson

          o problema da triton é o tamanho da caçamba, com pouco mais de 1,30m de comprimento contra 1,55m das outras, são 15 cm que fazem falta.

          porém isso foi feito, pois a triton tem apelo off-road e alongar a caçamba faria com que o angulo de saída caísse, o que a faria enroscar em alguns obstáculos, igual as suas concorrentes, logo a mit lançou o modelo HB que agora foi substituido pelos modelos GL, GLX e GLS, todos com caçamba de cerca de 1,55m, isso é, igual a de seus concorrentes.

          A mit tem tanto apelo off-road, que a triton tem os melhores angulos de entrada saida e de entre-eixos, ACHO que a maior altura minima do solo, única que eu conheço com uma versão verdadeiramente off-road (tem a da nissan, mas a nissan é uma picape mais asfalto apesar dos pneus de terra) e só tem 4×4, se quiser 4×2 procura outra marca, heheh.

      • _Hofmann_

        Para quem compra a picape com a função de transporte de materiais na caçamba, há (ou pelo menos havia) a versão XB, que tem a caçamba extendida, mais profunda, com ganchos de fixação e tampa mais alta. Aliás, realmente, na versão normal o que mais se ouve são reclamações sobre o formato e tamanho da caçamba.

        • Tripa-Seca

          Ah, nesse caso que você expôs, tendo uma versão própria para o transporte, a pessoa não pode reclamar do formato da caçamba atrapalhar a funcionalidade. Caramba, se esse era um item importante, porque não viu antes qual era a versão que mais te atendia?
          As vezes acho que brasileiro compra carro por telefone, só pode. O que vejo de gente reclamar, não de defeito, mas de característica do modelo, é brincadeira!

    • BCA_83

      Na verdade, acho que o grande contra a L200 (e na verdade conta a Mit) é o preço de manutenção e peças estratosférico! Conheço pessoas que tiveram, adoraram o veículo, mas quando quebrou, se decepcionaram e não compram mais!! Um amigo me falou que o conjunto radiador da L200 custa mais de 3mil dilmasl!!!

  • W_Santos

    Acho a L200 muito bacana. Possui design interessante e passa Robustez. Acredito que não há demerito ou grande disparidade se comparada com suas concorrentes, o que pesa para o consumidor é o preço dessa categoria de carro/utilitario, é muito caro. Essas picapes não oferecem um grau de sofistificação e luxo condizente com o preço cobrado por elas.

    • Sr_Wilson

      eu já acho o contrário, picapes são até baratas se comparadas a outros carros.

      isso é, olha o chassis de uma picape, dá dois de material de um sedan como o fusion, suspensão de picape muito mais robusta também (lógico), motor diesel contra gasolina dos outros carros, isso é, todo o sistema de transmissão tem de aguentar um torque absurdo, pois uma picape com 200cv tem cerca de 50kgfm de torque já um carro com mesmo potencia fica em torno de 25kgfm, isso é todo o sistema mais robusto e mais caro. Sofisticação, já foi o tempo que picape tinha acabamento de caminhão hoje ela tem acabamento de carro de luxo, com tudo quanto é tipo de eletrônica e gadgets que tem em outros carros de luxo.

      Por isso que na minha opinião, se comparada a carros de passeio, picape é até barata. (na verdade picape é caro e carro de passeio caríssimo)

  • YoOdEx

    Essa Savana tem um visual bem diferente.. achei interessante! Dá até vontade de colocar uma no barro!

  • Pedro Evandro

    Descobri agora que a Mitsubishi não vende picapes nos Estados Unidos!

    Brazil 1 x 0 USA
    http://www.mitsubishicars.com/MMNA/jsp/index.do

    • JeraDF

      isso é pq americano tem opções mt melhores pra comprar.

      • Edson Roberto

        Na minha opinião é porque eles gostam de picapes grandes que tenham motor para puxar veiculosde grande porte. E essas picapes de nosso mercado não servem para isso, não?

        • JeraDF

          não, pq lá eles nao gostaram mesmo…..nem pajero full vende lá…..só lancer, asx e outlander…….
          veja aqui: http://veja.abril.com.br/300800/p_068.html
          o mesmo que ela fez no japão, a souza ramos faz aqui…..recall branco. sabem que tem problema mas nao divulga, qnd o carro vai pra concessionaria consertam sem avisar….se o cara nao for na concessionaria, tá ferrado. ja passei por isso na bomba da l200 sport. para l200 sport e outdoor existe um kit original para corrigir o problema de aquecimento.
          uma coisa é certa, mitsubishi feito no brasil pela souza ramos nao presta! só os fabricados no japão! é só pesquisar no google sobre l200 e tr4.
          abs!

          • Wanderley Guimaraes

            Bom dia, não entendo deste tipo de veículo e pretendia adquirir um, gostei do modelo da L 200, utilizo para chacara e cidade, gostaria de saber opnial de quem já tem sobre, qual melhor forma de avaliar e qual a media de consumo entre cidade e estrada. Me interessei pela L200 diesel automática.

    • lkanson

      Eu diria Brazil 1 x 124654864 USA

  • Tiago_Ferreira

    Essa Mitsubishi Motors só pode estar de brincadeira!

    Uma pickup de 120 DILMAS que oferece câmbio AT de 4 marchas? Air bag duplo? Pode até ter a tal tradição e ser top para enfrentar trechos difíceis, mas frente ao que a concorrência está oferecendo, com exceção da também já cansada Hilux, falta diferencial!

    Mesmo o modelo mais barato sendo para frotistas, o que custaria colocar air bag duplo e abs de série? Isso sim seria um bom diferencial, já que na Nissan Frontier de entrada também é opcional.

    • JeraDF

      na nissan 2013 airbag e abs é de série!

      como disse abaixo, mitsubishi é só marketing.

  • JeraDF

    Tem o menor torque e potência da categoria 4×4…….

    Sem controle de estabilidade e tração……..

    Único Cambio 4 marchas……….

    Será coadjuvante perante Ranger, S-10, Hilux e Amarok!

    A Mitsubishi é só marketing! Suspensão esportiva, bla bla bla…..diferencial num sei o quê…..bla bla bla………nao é nada diferente que a concorrencia traz! Só o nome que é diferente e eles fazem parecer algo novo! Bloqueio total do diferencial como a Amarok e nova Ranger tem, é 1000x melhor no offroad do que isso aí que a Mit quer parecer ser!

    A Savana, que piada! É uma Triton comum com pneus lameiros……se quisesse um diferencial, que colocasse um bloqueio no diferencial traseiro que nem a antiga L200 outdoor tinha!

    • rodolfo86

      "…..12 Vezes campeã do Dakar e Campeã do Rally dos Sertões…" isso é marketing pra voce???

      • fabvon

        claro que é mkt, se não fosse não seria anunciado! LOL

      • Tripa-Seca

        Campeã do Dakar não conta porque não são os veículos de produção…
        E você tem um Ford? É o maior campeão de F1…Isso diz alguma coisa no seu dia a dia?

        • rodolfo86

          Claro que significa, se a marca não tiver tradição ou algum prestígio eu não compro……..Ford, possui excelentes carros, mas não no brasil, ferrari, mercedes, toyota,bmw, ótimas marcas e que fazem(fizeram) parte da f-1.

          Agora se voce não liga pra isso vai lá e compra um Jac.

          Compra uma plutus 4×4 entao chapa…..tsc tsc…..brincadeira viu……..

      • JeraDF

        hahahahhahahahhahahahha!!!!

        vai ver os carros! kkkkkkkk nao tem um parafuso do carro de produçao!

        foi campeã pq era FABRICA apoiando, mas aí foi só chegar outra Fabrica, VW, investindo forte que nao ganhou mais!

        conta outra piada aí pra gente rir! huahauhauahuahauhauha

        • rodolfo86

          hahaha bem engraçado, nao manja nada e quer falar, a mitsubishi vende l200 preparadas pro rally mesmo,L200 ER, L200 R, L200 RS, L200 RII, L200 RIII, obviamente, é mais preparada, e o custo para comprar nova deve estar na casa dos 200 mil, agora vai la na volks, compra uma amarok preparada, compra uma s-10, ranger preparada………..tem? Não tem, mitsubishi é sinonimo de 4×4, l200 e pajerinho, se quiser colocar na lama é o melhor que voce vai arrumar……..hilux e frontier nunca vi no barro……muito menos amaroka…. kakakkaka me ajuda ai parceiro…….

          • JeraDF

            hahahhahaha. nao manja nada?…..aqui manja, e muito! é o meu meio de convivencia!

            a mit faz isso tudo pq??? nao é marketing?!?!?! ela usa isso pra iludir trouxa! e ilude muuuuiiiiitos! mas muitos logo entendem na cilada que entraram e nao querem ver mitsubishi nunca mais!

            olha, só pra vc saber…….sabe quem ta dominando o brasileiro de cross crountry?!?! uma amarok! é só chegar alguem com grana que os mits ficam pra trás! o regis trocou a triton rs pela amarok. o carro nem ta 100% pronto e ja ganhou etapas!

            200mil??? sabe qnt custa uma triton rs??? começa em 250mil e vai até 500mil!!!! isso sim é um carro de rali!

            • rodolfo86

              Pois bem, eu disse na casa dos 200…….Foi procurar no google preço da triton cross e o carro do regis!!!kkkkk é isso ai parceiro, nada como um forum para debater idéias………Agora, se vc tiver grana e quiser comprasr um carro top para cross, vc vai comprar uma triton, nao precisa ser troxa nao………A amarok pode até tá ganhando alguma coisa, mas nós não competidore profissionais nao conseguimos comprar ela montadinha já preparada para o rally……….Falta muito ainda pra volks chegar lá……abraço jera, bom fds……

              • JeraDF

                nao preciso procurar no google coisa que eu sei! ; )

                bom fds pra vc tb!

  • flaviano22

    Vi uma GL ontem e observei que a carroceria dela nao tem o caimento no final,o final da carroceria e reto e a tampa u pouco mais alta.um detalhe simples mas nao foi citado em nenhum texto a respeito da noa versao..

    • jvjv

      Não é novidade nenhuma: é a mesma caçamba da extinta XB que foi incorporada em toda linha, pelo jeito…

  • igorcerino

    Não sou especialista, mas acho que trilheiro mesmo não trocava uma Trinton pelas outras vendidas por aqui não.

    • jvjv

      Trilheiro usa veículo com entreeixos mais curto, tipo jipe (jeep, niva, troller, wrangler, jimny, samurai e por aí vai)… Picape é pra quem precisa carregar muita tralha em estrada ruim…

      • Sr_Wilson

        mas todo trilheiro adora ter uma picape pra desatolar, afinal onde eles iriam enfiar toda a tralha naqueles veiculos que mal cabem os passageiros, hehehe… afinal no final de toda trilha sempre tem um churrasquinho, uma cerveja e tudo isso vem na caçamba da picape…

  • lipealfano

    "Mas, durante a avaliação, engenheiros da marca revelaram que o consumo do modelo diesel fica em torno dos 10,5 km/l na cidade e em 7,5 km/l na estrada."

    Mais economico na cidade? E pode isso, Arnaldo?

    • http://www.camaquente.com.br/ Jeff_Brown

      Ehehehe, deve ser um erro. Curioso isso, Triton era das mais economicas, fazendo até 14 km/l na estrada, segundo a 4R.
      Agora chutaram o balde, esse lance de aumentar potencia com o diesel S50, só está fazendo as picapes ficarem beberronas.
      Agora, as mais economicas por ordem são a Amarok e Hilux. A S10 é igualmente beberrona. Estou curioso para saber como será o consumo da Ranger com 5 cilindros e 200cv.

      • Matheus_C

        e outra…ou eles testaram a versão pé de boi ou a mit ta maluca em tirar o computador de bordo ''A Mitsubishi não fornece dados de consumo e a L200 Triton não oferece computador de bordo.'' eu ando todo dia em uma HPE 2009 e ela tem um pc de bordo super completo… e a media de consumo sempre fica entre 8 e 10 km/l na cidade

        • rodolfo86

          A partir da 2011 a mitsubishi tirou mesmo o computador e a bussola para colocar a central multimidia……

      • Tripa-Seca

        Pode ser um erro, mas não seria a primeira vez que vejo isso: O Taurus 96, o ovalado, segundo a 4 Rodas da época, era mais econômico na cidade que na estrada. Mérito (Ou demérito) do câmbio automático que na estrada operava em rotação maior, elevando o consumo.

      • Sr_Wilson

        eu estou apostando que a ranger será a mais beberrona, mas ainda não confio plenamente no downsize da amarok.

        sei que é um puta motor, mas mesmo assim ainda fico com os motores grandes e barulhentos, mesmo que bebão um pouco mais.

        • http://www.camaquente.com.br/ Jeff_Brown

          Bem, o motor é bastante usado lá fora. A VW não tem experiência com picape, mas com motor diesel sim.
          Tanto, que a Amarok teve problemas com embreagem. As primeiras tiveram casos de troca com 30 mil km.
          No entanto, nada com relação ao motor, apenas reclamação do cofre do motor que é uma bagunça absurda. Ainda mais por ser um motor compacto, deveria ser melhor arrumadinho.
          Frontier usa 3.0 como a Hilux, mas acaba consumindo bem mais.
          o 2.8 da S10 também é beberrão. Frontier e S10 fazem na faixa de 7-8 na cidade. Enquanto Hilux e Amarok chegam a 10-11.
          Na estrada a diferença de consumo fica nos 30% também.
          Esperava muito mais da S10 com relação ao consumo.
          Mas no caso da Ranger espero na melhor das hipóteses números próximos da S10 em consumo, qualquer coisa melhor que isso será lucro;

    • zemarreta

      Diesel costuma dar igual cidade e estrada, pelo menos é o que eu já vi de teste, mas realmente dar uma diferença assim tão grande, parece estranho mesmo!

      • cristian_sp

        acho que está invertido 7,5 cidade e 10,5 estrada (nos 100/120km/h) ….pelo que vejo da minha, mas se andar mesmo é como vc falou, próximo a 7/8 em qquer situação….

  • spok

    Conforto nota 8 !?! tao de brincadeira… Quem ja andou em qualquer L200 no mundo sabe qnt ela é sofrível. Só se essa nova suspensao melhorou e muito o quanto ela era.
    Nao consigo andar 100 km com ela sem sentir alguma dor. A trás mesmo nem se fala, é para criancas de 5 anos.

    • jvjv

      Na Triton??? Vc. não tá confundindo com as L200 quadradas/Outdoor não?!

    • pmol30

      É verdade isso que vc disse. Meu cunhado já teve duas dessas. A L200 anterior a Triton. Todas as duas são muito apertadas não tem como vc andar 100km mesmo sem sentir nenhum desconforto. Os bancos traseiros então nem se fala.

      • Matheus_C

        comparando a triton com a outdoor…a triton e' muito mais espaçosa… nela cabem 3 adultos de porte médio com um poco de conforto,coisa impossível na anterior,e na nova também achei a suspensão mais amigável ás nossas ruas

  • marcelo_ricardo

    câmbio automático de 4 velocidades

    :(

  • Jason

    Câmbio fraco, design defasado, essa mitsubishi tem atributos mas as concorrentes se saem melhores.

  • epicentro01

    Nunca tive um veículo diesel, portanto alguém pode me falar algo sobre o consumo? Veículos à diesel não deveriam ser mais econômicos do que os movidos à gasolina? Essa média é comum nas pick ups? Pergunto isso porque temos algumas vans aqui na empresa (Renault Master) e elas chegam a fazer 11Km/l de diesel. E olha que é um veículo grande, pesado e com 15 pessoas dentro.
    Hoje tenho um Cruze, mas na minha próxima troca de carro estava pensando em partir para uma pick up ou então a nova Blazer, mas a versão à diesel. Agora, com um consumo assim já não é vantagem devido ao preço mais elevado.

    • cristian_sp

      eu tenho uma Outdoor…é outro motor (menor, mais fraco e mais antiquado na verdade..rs..),

      mas faz entre 7 e 8 na cidade…agora comecei a rodar com o novo diesel S-50, mas não vi super diferença, apesar de estar indo para o 2 tanque apenas…quem sabe melhora algo, ou simplesmente não polui tanto (espero)…

      não sei de outras marcas, mas é minha 2a MIT e sempre foi assim…rs…7/8 sem milagres….

      agora certeza é que não dá para comparar com consumos de carros de passeio a diesel… ;)

    • jvjv

      Diesel só vale a pena se você roda MUITO, pq. apesar do custo mais baixo do litro do combustível e da relativa economia no consumo (eu tenho uma l200 87cv que faz aprox. 10km/l e rodo uns 40mil km por ano), o preço do veículo, do seguro, das peças etc. é sempre bem maior.

  • Punto

    Caso semelhante ao Civic 2006: o desenho "original", com frente de protótipo de Paris-Dakar e a grade "aletada" em diagonal, era espetacular, tão a frente que a grade passo por diversas modificações anualmente para ficar mais sóbria e comportada,,, Agora ganhou os faróis duplo refletores, que no entanto não tem a beleza dos "olhos" anterioes.
    Quanto a picape em si, já dirigi em estrada uma V6 (assim como uma Hi-Lux e uma Amarok Turbodiesel), e ela é bem inferior, sendo mais lenta na reação de direção, mais pesada na sensação, freios piores… E andava MUITO menos.

  • JORGE_BAMBAM

    A nova savana ficou animal, agora cobrar 5 mil reais por Air Bag Duplo e Freios ABS na versão GL é extorsão né dona Mitsubishi?

  • JosemarFloripa

    Piada/vergonha/decepção é ver que um trombolho desses não tem freios ABS nas versões de entrada, e pagar 5mil por ABS e Air Bags, itens de segurança é uma vergonha tb…e a FIAT fazendo escola com seus apliques plásticos…adorei a Savana…desanima alguns modelos virem sem cambio automático, e os que tem ainda insistem em um cambio de 4 marchas, sinceramente, não sei como alguém ainda compra, se tem concorrentes que oferecem sistemas mecânicos melhores

  • deleted301272

    121.000 em uma Triton com 4 marchas…

    125.000 em uma Amarok com 8 marchas e um espaço interno único no seguimento…

    aí não dá….

    • Edson Roberto

      Mas não seria esse preço R$10000 mais caro para a Amarok?

      • hltg

        não aqui em brasília… aqui ta 125.000 dizem que é por causa da redução do IPI

  • ubiratamuniz

    mitsubishi cedendo carro pra avaliação? que milagre é esse?

    que venha um lancer.

  • MitsuGyn

    Pra mim a melhor da categoria e agora com a opçao off-road, muito bom

    • JeraDF

      só sendo "mitsugyn" pra achar isso mesmo, pq como é a melhor da categoria se :
      Tem o menor torque e potência da categoria 4×4…….
      Sem controle de estabilidade e tração……..
      Único Cambio 4 marchas……….
      Opçao offroad se nao tem bloqueio do diferencial, onde ela atola, ranger e amarok passam sorrindo! A Savana para a mit é como a linha Adventure da fiat…..só acessórios estéticos. De funcional para justificar o nome, nao tem nada….
      Será coadjuvante perante Ranger, S-10, Hilux e Amarok!

      • ahsoliveira

        concordo com os argumentos mas somente números de torque e nº de marchas não fazem o off-road. tem que levar em conta: pneus, suspensão, peso, entre-eixos… mas a Mit tá com propaganda demais ela realmente poderia colocar alguns recursos a mais.

      • cristian_sp

        me desculpa mas a minha é outdoor e possui bloqueio de diferencial traseiro… (nunca precisei, mas é um botão próximo ao do acendimento de farol e já existia até na minha HPE de 2006…não imagino pq a triton não teria…e sobre o resto…

        me parece bem duvidoso uma ranger andar junto….a Amarok sem dúvidas é a mais tecnologica oferecida atualmente,

        mas com essa nova susp…SDS seria bom ver um comparativo efetivo entre ambas…

        e esperar nova Ranger, pq a atual sinceramente não me parece nada disso que vc está falando…

        • JeraDF

          sobre a ranger, é da nova que estou falando!

          a mitsubishi colocou bloqueio na outdoor até 2011, qnd virou modelo 2012 ela tirou…..acredita? no ultimo modelo fizeram essa sacanagem….
          a triton nunca teve bloqueio, só na europa, onde todas as picapes tem 6 airbags e bloqueio do diferencial.

          e aqui no brasil, apenas a nova ranger e a amarok terão.
          se a mitsubishi quisesse se valer do marketing offroad dela, deveria disponibilizar o bloqueio pelo menos na Savana…..

          • cristian_sp

            economia porca falai!…tudo bem que 99% dos consumidores não precisa/usa, mas na Savana, pela proposta deveria ser obrigatório…já economizaram nas rodas e vários outros itens…rs…

    • flavimmedina

      Para mim tbm é a melhor e mais bonita!
      Anda e curva como um automovel!

  • shdn2010

    Alguem saberia me dizer se aquele probleminha com o tanque… parou..??

    • flavimmedina

      Esse problema nao foi no tanque, eu rodei 140.000 km com a minha 2008, o problema era com o filtro de combustivel muito sensivel com o nosso diesel cheio de agua e solvente, a minha deu problema uma vez com 6 mil km e depois eu so troquei o filtro e comecei a abastecer em postos bons, vendi ela com 140.000 km e nunca mais deu problema

  • fioduma

    Um carrão desses e o pessoal insiste em comprar GOL! Puts…..

    • cristian_sp

      kkkkkkkkkkkk

  • André Luiz

    Como estão falando muito em preços, vou dizer também. Uma BMW X6 TOP custa cerca de 65 mil dólares nos EUA. É para rir ou chorar?

  • jeremias88

    podiam ser mais Ousados, sei lá ao menos mudar as rodas e reorganizar a sinaleira. assim ficou bom mas a lateral e a traseira não sofreram nenhuma alteração

  • sidarth

    Sem ESP e nota 9 em Estabilidade?

    Sem mais.

  • Tiago_Beneditto

    Para ganhar nota dez, só faltou o computador de bordo e o ar condicionado digital.

  • bcaixetta

    faltou muradem essas rodas que agora não combinam em nada com a frente.

  • flavimmedina

    MARAVILHOSA, ESSA CAMINHONETE É EXCELENTE NAO TENHO DO QUE RECLAMAR..JA TIVE 2 uma 2008 e tenho hoje uma 2011, vou trocar nessa pelas mudanças na suspensao!ela tem 4 marchas mas a quarta é muito alongada, a 120km/h ela esta a 2mil giros, nao faz barulho e nem consome muito combustivel nessa velocidade…caminhonete perfeita

  • guga london

    nao gosto da triton desenho estranho sem falar no motor que nao e la essas coisas em durabilidade o toyota e muito bom mas o da mit e fraco .show mesmo e a.dodge RAM 6 cil cummins que tem 330 cvs 56kgfm de torque .totalmente ignorante a RAM e pick-up de verdade o resto e papo

  • markinmoura

    Tenho uma triton e felizmente vou me desfazer dela, pois nao preciso mais do uso off road nem da caçamba. Comprei um jetta tsi. A instabilidade da triton ( 2010), a dureza da suspensão a horrível posição de dirigir ( minha perna bate na alavanca de cambio e desliga o overdrive o tempo todo) o acabamento de gol, com plásticos rígidos e muito finos ( flexíveis) espalhados por todo o carro, nao vão me deixar saudades….se ainda precisasse de uma pick-up esperaria pela nova ranger, que trará ab6 e esp.

  • claudio

    alguem pode me passar a regulagem de valvulas da l 200 triton 3.2 a diesel nao to conseguindo achar nem nos manuais fico grato a todos que puderem ajudar

  • Carlos

    Boa tarde a todos, infelizmente só entrei neste fórum agora dois meses depois de comprar uma L200 Triton HPE 13/13, concordo com alguns dos depoimentos, o conforto a posição para dirigir é das piores que já tive ,faça teste Drive antes de comprar. Tenho uma Hilux e uma L200 a L200 só ganha no consumo o resto perde em tudo o custo benefício melhor é o da Hilux . Fiz uma reclamação para a fábrica sobre a posição de dirigir mandarão um Engenheiro fazer medição nos bancos e responderam por telefone que tudo está certo com o veículo, se eles se garantem porque não respondem por escrito , será que é porque não se garantem?
    Obrigado