Audi RS6: motor, versões, anos, equipamentos (e detalhes)

audi rs6 avant 2021

Audi RS6. A mais veloz de todas as peruas do mundo, é uma familiar de alta performance da Audi e um dos últimos da engenharia alemã, aplicada em carros com motores a combustão.


Imponente, espaçosa e muito rápida, a Audi RS6 é um dos poucos exemplos de esportivos que centraram sua atenção nesse tipo de carroceria e com a irmã Audi RS4, dominam o mercado.

Herdeira da clássica perua Audi 100 Avant, a RS6 nem sempre foi uma perua, tendo nascido igualmente como sedã em 2002. Antes disso, o modelo era conhecido como Audi S6 Plus.

Em 2013, contudo, a Audi aceitou a preferência dos clientes e eliminou o sedã, vencendo a Avant, agora a única opção.

Na geração atual, conhecida como C8 e sob o codinome Typ 5G, o produto é uma máquina de correr, capaz de alcançar 305 km/h.

rs6

Para isso, ela leva um V8 4.0 Twin-Turbo de 600 cavalos, mas já teve motor maior, como o V10 5.0 usado no Audi R8 e Lamborghini Gallardo.

Em quatro gerações, a Audi RS6 continua sendo um dos carros mais apreciados por puristas e entusiastas de velocidade.

Construída sob medida em Neckarsulm, na histórica fábrica da Auto Union sob a Mercedes-Benz, a Audi RS6 é exportada para vários mercados pelo mundo, sempre na melhor especificação.

No mercado brasileiro desde sempre, a RS6 não é um produto barato, custando mais de R$ 1 milhão.

Todavia, trata-se de um carro com a tendência de se valorizar nos próximos anos, quando já não estiver mais disponível como zero km. A Audi RS2 é um bom exemplo disso.

Audi RS6 – detalhes e equipamentos

audi rs6 16

A Audi RS6 tem um visual bem expressivo, com frente dotada de enorme grade com trama contínua, incorporando o logotipo das quatro argolas em preto e dois radares do controle de cruzeiro adaptativo.

Os faróis são Matrix LED e possuem luzes de LED em forma de grelha. Abaixo, molduras triangulares possuem abertura para refrigeração dos freios e também possui molduras em preto brilhante.

Já as rodas de liga leve forjadas tem aro 21 polegadas com cinco raios bifurcados e pneus 275/35 ZR21, tendo ainda saias laterais com apliques em preto brilhante e retrovisores na mesma tonalidade.

No teto, barras longitudinais em preto fosco se apresentam, assim como as laterais possuem saias de rodas abauladas.

Na traseira, a Audi RS6 tem lanternas em OLED com desenho imitando os faróis, dando assim mais harmônia ao conjunto ótico.

audi rs6 17

O para-choque é avolumado com molduras em preto brilhante e difusor de ar, além de duas grandes bocas de escape. A tampa do bagageiro tem defletor de ar prolongado sobre a vigia.

Por dentro, o painel tem um formato retilíneo e o cluster Audi Virtual Cockpit apresenta tela de 12,3 polegadas com grafismos exclusivos e apresentação própria da RS6.

Medidores luminosos de nível de combustível e temperatura da água.

O volante em Alcantara tem formato hexagonal e comandos de mídia, telefonia, computador de bordo e outras funcionalidades, com o controle de cruzeiro adaptativo e limitador em haste na coluna.

Com detalhes em preto brilhante, o volante tem ainda o logotipo RS. No assoalho, os pedais são esportivos e revestidos em aço escovado.

audi rs6 15

O painel tem a parte central em forma de chave com acabamento em preto brilhante e alumínio, tendo ainda multimídia MMI Plus com tela de 10,1 polegadas, com Android Auto e CarPlay.

Há nele navegador GPS exclusivo, instrumentos auxiliares, modos de condução e personalização, câmera de ré, monitoramento em 360 graus, entre outros.

A Audi RS6 tem ainda aplique lateral em alumínio com o nome Quattro, em referência ao sistema de tração nas quatro rodas.

Abaixo da multimídia fica o ar condicionado de quatro zonas, que possui uma tela digital de 8,6 polegadas.

Já o túnel tem acabamento em alumínio com alavanca de transmissão em forma de manete e botões de freio de estacionamento e Auto Hold, além de porta-copos com tampa retrátil.

audi rs6 14

O painel tem detalhes em alumínio Race ou fibra de carbono opcional, enquanto os bancos forrados em couro natural Valcona, com ajustes elétricos, aquecimento e ventilação.

O acabamento é visto nas portas dianteiras e traseiros, enquanto atrás o banco tripartido com controles digitais do ar condicionado e difusores de ar centralizados.

Há opção de teto solar panorâmico, mas geralmente ela é vista sem ele.

A RS6 tem sistema de som Bang & Olufsen com efeito 3D, subwoofer e alto-falantes de altíssima qualidade.

Já o bagageiro tem 565 litros, mas pode levar até 1.680 litros com rebatimento do banco traseiro.

audi rs6 9

Com 4,995 m de comprimento, 1,951 m de largura, 1,460 m de altura e 2,930 m de entre eixos, a Audi RS6 pesa 2.075 kg.

Ela emprega freios a disco ventilados e há opção de carbono-cerâmica no pacote Performance Plus, que também retira a limitação de velocidade da RS6, indo assim vai de 280 km/h para 305 km/h de final.

Com pinças de freio de seis pistões, a perua superesportiva da Audi tem também suspensão com amortecedores ajustáveis eletronicamente, assim como os foles da suspensão pneumática.

Ela tem ainda o sistema Dynamic Ride Control, que permite o modo Drift, com 100% da força nas rodas traseiras, dando assim a liberdade de acelerar e deixar a traseira escapar controladamente.

A RS6 tem também tampa do bagageiro com acionamento elétrico e sensor presencial sob o para-choque, garantindo conforto e comodidade ao acessar o porta-malas.

Audi RS6 Avant
Fotos de carros – Audi RS6

Com suspensão dianteira de dois braços sobrepostos, a RS6 tem conjunto traseiro multilink, garantindo assim máxima estabilidade em curvas e mudanças de trajetória.

Ela tem ainda carroceria de aço com várias partes em alumínio e detalhes em fibra de carbono.

Construída com medidas diferentes da Audi A6 Avant, a RS6 tem estruturas mais rígidas e ampliadas.

Assim, ela acaba se tornando um carro diferente da A6 Avant, apesar de compartilhar detalhes visuais e carroceria.

Tudo é feito para poder resistir a esforços e torções muito além do normal.

Audi RS6 – motor

audi rs6 16

A Audi RS6 tem um motor EA825, o conhecido V8 4.0 TFSI, mas sendo um biturbo.

Construído com um bloco de ferro fundido e cabeçotes de alumínio, o V8 tem quatro comandos variáveis acionados por corrente.

Tem ainda injeção direta de combustível, por injetores de alta pressão nas câmaras.

Tendo quatro válvulas por cilindro, refrigeradas a sódio, o EA825 bobinas individuais e velas de alto desempenho.

No V8 4.0 TFSI, existem sistemas de refrigeração independentes para bloco, cabeçotes e intercoolers, além de radiadores de óleo para motor e transmissão.

O EA825 tem ainda função de desligamento automático de cilindros, funcionando apenas com quatro deles, de modo a economizar e emitir menos CO2.

Com 3.996 cm³, o V8 4.0 TFSI é um “super quadrado” com diâmetro x curso de 86 mm x 86 mm, respectivamente.

Ele sai do padrão da VW, que padroniza pistões e bielas, porém, esse propulsor segue uma nova linha que, contudo, não irá muito adiante por pressão ambiental.

Na Audi RS6, o EA825 entrega 600 cavalos a 6.000 rpm e 81,6 kgfm a 2.050 rpm. O limite de giro fica em 6.800 rpm.

Audi RS6 – desempenho e consumo

audi rs6 9

A Audi RS6 é uma perua muito rápida, que vai de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e atinge máxima limitada em 280 km/h.

O limite aí não é exatamente técnico, ou seja, relacionado com os pneus.

Isso porque a Audi vende o pacote Dynamic Plus, que permite à perua alcançar 305 km/h.

Ainda assim, ele apenas limita a velocidade final, não interferindo nos demais parâmetros de desempenho da RS6.

Com retomada avassaladora para uma perua, assim como dinâmica de condução apurada, a Audi RS6 garante o máximo em dirigibilidade.

Ela tem ainda o modo de largada para alcançar o menor tempo de aceleração, mostrado no computador de bordo do carro.

Tendo vários modos de condução, a Audi RS6 vai de opção mais econômica até preparada para pista.

No consumo, com um V8 enorme, a Audi RS6 faz 5,6 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada, dada sua enorme potência e torque, além do próprio peso, superior a duas toneladas.

Audi RS6 – gerações anteriores

audi rs6 3

O Audi RS6 nasceu da herdeira da clássica Audi 100 Avant dos anos 70 e 80, quando o modelo se tornou Audi A6. Ainda nos anos 90, quando mudou de nome e geração, surgiu a proposta esportiva com o S6.

Em forma de sedã e perua, o Audi S6 C4 tinha duas opções de motor, sendo um 2.2 de cinco cilindros com 230 cavalos e um V8 4.2 de 290 cavalos.

O câmbio era manual de cinco marchas no 2.2 e seis marchas no 4.2, além de opção automática de quatro marchas no segundo. Ambos tinham tração nas quatro rodas.

Em 1999, surgiu o S6 C5 com apenas o V8 4.2 de 340 cavalos, tendo transmissão manual de seis marchas ou automática de cinco marchas, mais o sistema Quattro.

Essa geração C5 do Audi S6 teve uma variante com dois turbos, lembrando que o V8 4.2 era aspirado.

Por receber essas e outras modificações, o Audi S6 Plus converteu-se em Audi RS6 perto do fim da vida útil dessa geração.

C5 – Typ 4B

audi rs6 8

Com 450 cavalos, o novo Audi RS6 apareceu em 2002 como um filho do S6, porém, muito mais forte.

Seu desenvolvimento ficou a cargo da divisão Quattro GmbH e incluiu a adoção de suspensão dianteira com duplo braço, além de modificações na geometria de suspensão, diferenciais e a própria tração integral.

Adicionando o Dynamic Ride Control, o Audi RS6 garantia mais desempenho ao médio-grande da Audi.

Ainda com visual discreto em certos aspectos, o RS6 aproveitou a bela carroceria esculpida dessa geração do A6 para atrair a atenção.

Outro ponto é que, como estava perto de ser substituído, o RS6 adicionou uma pitada extra de agressividade com o RS6 Plus.

Este tinha o mesmo motor V8 4.2 biturbo, mas com programação para alcançar 480 cavalos, alcançando 100 km/h em 4,4 segundos e com máxima de 280 km/h.

O bólido também recebeu a “Sports Suspension Plus”, que era adaptativa aos modos de condução escolhidos, reduzindo a altura em 10 mm.

Esta opção surgiu com um lote numerado de 999 exemplares, sendo rapidamente vendido em todo o mundo.

Com rodas exclusivas aro 19 polegadas, o RS6 Plus era uma alternativa mais emocionante para sedã e perua.

C6 – Typ 4F

audi rs6 14

O Audi RS6 ganhou uma segunda geração em 2007, sendo associada com a geração C6 do S6, mas incorporando um conjunto propulsor de alta performance, sendo este um V10 5.0 TFSI.

Trata-se do motor BUH de 4.991 cm³, sendo feito em alumínio e com injeção direta de combustível, além de dois turbocompressores com intercoolers.

Ele entregava 579 cavalos e 66 kgfm, que eram trabalhados com uma transmissão automática de seis marchas da ZF, além de natural tração nas quatro rodas.

Com esse conjunto motriz de grande volume, o Audi RS6 Sedan e Avant iam de 0 a 100 km/h em 4,5 e 4,6 segundos, respectivamente.

Estranhamente, a Audi limitou a perua a 250 km/h, com o sedã chegando a 274 km/h. Talvez tenha sido esse o primeiro movimento da marca para defender a carroceria de três volumes no mercado.

Como se sabe, foi a RS6 Avant que sobreviveu e as vendas iam em direção da perua alemã. Tendo carroceria de aço volumosa, recebeu rodas aro 20 polegadas e pneus de medida 275.

Havia ainda opção de rodas de alumínio forjado, assim como fibra de carbono em muitas partes e discos de carbono-cerâmica nos freios.

C7 – Typ 4G

audi rs6 15

Após 2010, a Audi RS6 Avant ressurgiu em 2013 com a geração C7 dos modelos A6 e S6, já sem a presença do sedã. A perua alemã perdeu o motor V10 5.0 TFSI, adicionando um V8 4.0 TFSI do tipo EA825.

Este propulsor é atualmente usado na geração C8, porém, iniciou na C7 com 560 cavalos e 71,1 kgfm. Menos potente que o V10, todavia, o V8 tinha mais torque e o peso do carro diminuiu.

A redução de peso foi de 75 kg, o que ajudou a perua a reduzir o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h de 4,6 segundos para 3,9 segundos.

Limitada em 250 km/h, a RS6 tinha ainda dois pacotes de performance, sendo eles Dynamic com limite de 280 km/h e Dynamic Plus com 305 km/h.

Foi a primeira perua a superar a marca de 300 km/h, mas a Audi queria um pouco mais, então, criou a versão RS6 Performance, que alcançava 600 cavalos e 76,2 kgfm.

Assim, ela baixou o tempo de 0 a 100 km/h para 3,7 segundos. Nos dois casos, a transmissão automática era de oito marchas com a tração integral Quattro.

Audi RS6 – Galeria de fotos

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.