Esportivos Fiat Hatches

Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-3 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

Na essência, versões esportivas de carros de passeio servem para valorizar a imagem de agressividade e luxo de um modelo. Em suma, funcionam melhor no marketing do que nas vendas. Para o Fiat Bravo T-Jet, essa teoria esbarra na representatividade do hatch médio.



Lançado por aqui em 2010, ele ainda não deslanchou nas vendas e mantém a média de mil unidades mensais. Ou seja, a configuração T-Jet oferece uma imagem mais agresssiva para um carro que tem pouca imagem nas ruas. Talvez até antecipando isso, a marca italiana mudou a estratégia de preços da versão em relação ao Punto T-Jet, hatch que recebe o mesmo conjunto dinâmico.

No médio, a versão T-Jet custa R$ 68.950. São R$ 5.470 a mais que a Absolute manual – a diferença diminui para R$ 2.470 quando se equipa o Absolute com o câmbio Dualogic –, a que vem logo abaixo. No Punto T-Jet, o preço de R$ 63.630 é R$ 14.130 maior que a versão imediatamente inferior.

Isso significa que, no Bravo, a T-Jet consegue fisgar alguns clientes que chegam nas revendas com um dinheiro a mais no bolso e que buscam mais exclusividade. No modelo menor, a imensa discrepância de valores inibe tal mobilidade.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-1 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

Como era de se esperar, isso influencia diretamente o share de vendas. O Bravo T-Jet representa 10% do mix de vendas do modelo. É uma percentagem alta quando comparado com outras versões esportivas de modelos de passeio, que costumam rodear os 5%. Com as contas feitas, são cerca de 100 unidades do T-Jet que saem das concessionárias por mês.

O desempenho faz a diferença a favor do Bravo T-Jet, resultado do bom conjunto dinâmico instalado pela Fiat no médio. O motor é o 1.4 T-Jet que oferece 152 cv de potência a 5.500 rpm e 21,1 kgfm de torque entre 2.250 e 4.500 rotações e bebe só gasolina.

Com a função Overbooster ativada, o torque sobe para 23,0 kgfm em um pico nas 3 mil rotações e a curva da potência é ligeiramente modificada. O câmbio também é novo. É um manual com seis velocidades feito na Itália, muito mais preciso que os outros da marca italiana no Brasil.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-2 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

Por ser uma versão topo de linha, o Bravo T-Jet também já vem bem completinho. Destaque para os itens de segurança: airbag duplo, ABS, controle de estabilidade e de tração são de série. Ele ainda vem com ar-condicionado dual zone, rádio/CD/MP3/USB/Bluetooth, rodas de liga leve de 17 polegadas e banco do motorista com regulagem de altura.

Já a lista de opcionais é quase tão extensa quanto. Estão lá airbags laterais, de cortina e para o joelho do motorista, GPS com tela de 6,5 polegadas, teto solar, bancos revestidos parcialmente em couro, entre outros. Equipado como estava o modelo testado, o preço sobe para R$ 85.937. Aí, não existe bom desempenho nem visual bonito que ajudem a acelerar as vendas.

Ponto a ponto

Desempenho – É o maior apelo desta versão do Bravo. E o médio se dá muito bem nesse quesito. Os 152 cv do motor e principalmente o torque de 21,1 kgfm entre 2.250 e 4.500 rpm deixam o hatch bem esperto. E quando o Overbooster é ativado e o torque sobe para 23 kgfm – a potência se mantém, mas chega em rotações menores –, o T-Jet atinge o seu melhor desempenho. Com ele ativado, o zero a 100 km/h fica na faixa dos 9 segundos. Outro ponto positivo do Bravo T-Jet é o câmbio manual de seis marchas. Importado da Itália, é o melhor câmbio que a marca italiana oferece no Brasil, com engates curtos e precisos. Nota 9.

Estabilidade – O Bravo é um carro bom de curvas. E a versão T-Jet melhora tudo isso. Com uma suspensão mais rígida, o hatch da Fiat apoia muito bem no chão, mantendo boa aderência em quase toda situação. Nessa versão, o carro ainda dispõe de controle de estabilidade, para corrigir a trajetória em caso de exageros. Nas retas, até a faixa dos 160 km/h, o carro se mostrou muito preciso. Nota 9.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-4 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

Interatividade – Os comandos são muito intuitivos e facilitam a vida a bordo do Bravo. O banco do motorista e a coluna de direção têm ajustes verticais e horizontais, o que facilita a tarefa de achar a melhor posição de dirigir. O câmbio tem engates precisos, mas ligeiramente ásperos. Já o rádio, até tem boas funções, mas o seu funcionamento é confuso demais. Além disso, a direção elétrica parece neutralizar muito as ações do motorista. Um pecado quando a proposta é ser um esportivo. Nota 7.

Consumo – O Bravo T-Jet marcou uma média de 8,7 km/l de gasolina em circuito misto. O Inmetro ainda não tem medições da versão específica. Nota 6.

Tecnologia – O motor com turbo rende ótima potência para um propulsor de apenas 1.4 litro. A plataforma é uma evolução da que era usada no antigo Stilo, portanto, mais moderna. Destaque também para a lista de equipamentos, bem completa, com airbag duplo, ABS e controle de estabilidade de série. Nota 8.

Conforto – A suspensão mais rigida nessa versão faz com que o rodar do Bravo T-Jet não seja dos mais suaves. As pancadas são passadas para o interior sem muita cerimônia e chacoalham a cabine. A roda de 17 polegadas, calçadas com pneus de perfil baixo, ajudam nessa rigidez. O espaço interno é apenas decente. Quatro adultos e uma criança viajam com boa dose de conforto. Nota 6.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-5 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

Habitabilidade – O interior do Bravo é espaçoso e entrar e sair do carro não é um grande problema. Atrás, o caimento do teto traz alguma dificuldade para os ocupantes maiores. Existe uma boa oferta de porta-objetos na cabine. O porta-malas leva 400 litros, mas tem a boca muito estreita, o que dificulta o seu uso. Nota 7.

Acabamento – Grande parte do painel é revestida por um material de ótima qualidade, emborrachado e que tenta lembrar o visual da fibra de carbono. O console central ganha um plástico rígido de boa qualidade e bem encaixado. A versão T-Jet adiciona detalhes interessantes por dentro, como as costuras vermelhas e as pedaleiras esportivas. Nota 8.

Design – O Bravo já é um carro muito bonito. Com linhas harmoniosas e suaves, é um hatch médio que se impõe e chama a atenção pelo visual. A configuração esportiva aumenta esse efeito. As rodas de 17 polegadas e o imenso teto solar que estava na versão testada são bons argumentos a favor do hatch e deixam o desenho bem mais agressivo. Nota 8.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-6 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

Custo/beneficio – Dentro da linha do Bravo, a versão T-Jet até faz algum sentido no ponto de vista financeiro. Afinal, custa R$ 2.470 a mais que a Absolute Dualogic e R$ 5.470 a mais que a variante com câmbio manual. E por isso, adiciona um comportamento bem esportivo, acabamento melhorado e visual inspirado. Além disso, não tem muitos concorrentes na linha dos esportivos – e o principal rival está “dentro de casa”. É o Punto T-Jet que, com o mesmo conjunto mecânico, custa R$ 5.320 a menos. Nota 7.

Total – O Fiat Bravo T-Jet somou 75 pontos em 100 possíveis.

Impressões ao dirigir – Evolução em curso

Basicamente, o Bravo é um carro muito agradável de dirigir. Estabilidade elogiável, motorização forte e interior bem acabado fazem dele um dos bons hatches médios do mercado. E quando se adiciona a essa mistura um comportamento mais esportivo, o resultado é bem divertido. Com um conjunto mecânico mais apurado, ele se torna ótimo no uso cotidiano e também em pistas livres.

Como em todo modelo “nervoso” que se preze, o destaque fica sob o capô. Está o elogiável motor T-Jet com 1.4 litro e turbocompressor. Quem faz a conexão dele com as rodas dianteiras é uma transmissão manual de seis marchas importada da Itália.

E o casamento dos dois é muito feliz. Com engates precisos – embora ásperos –, o câmbio extrai o melhor do propulsor. Como a maioria dos turbinados, o torque máximo aparece em baixas rotações e continua pleno até quase a faixa de potência máxima.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-7 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

O resultado disso são acelerações vigorosas e retomadas animadoras. E fica melhor quando o botão Overbooster é pressionado, já que o torque sobe mais um pouco. Chega até ser divertido tentar sair do sinal com a função ativada e o controle de tração desligado sem cantar pneu.

A versão T-Jet ainda adiciona mais diversão ao Bravo nas curvas. A suspensão é endurecida e fica mais rígida. Com isso, o carro cola no chão, mesmo nas mudanças de direção. A sensação de segurança é ótima. Em retas, o carro também fica “pregado” ao chão. O lado negativo é que a direção é pouco direta pela assistência elétrica um tanto excessiva, que diminui um pouco a comunicação com as rodas.

fiat-bravo-t-jet-avaliacao-8 Avaliação completa do Fiat Bravo T-Jet

No interior, as mudanças da versão T-Jet foram mais pontuais. São todas estéticas e servem para dar um apelo extra de esportividade. Caso das costuras dos bancos e do volante pintadas de vermelho, assim como os berrantes cintos de segurança, na mesma cor, enquanto as pedaleiras são de aço escovado. No resto, continua o acabamento que já agrada bastante no Bravo, com materiais de boa textura e bem encaixados.

Ficha técnica – Fiat Bravo T-Jet

Motor: A gasolina, dianteiro, transversal, 1.368 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e comando duplo de válvulas no cabeçote. Turbocompressor, intercooler, injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio manual de seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Possui controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 152 cv a 5.500 rpm.

Aceleração 0-100 km/h: 8,7 segundos.

Velocidade máxima: 206 km/h.

Torque máximo: 21,1 kgfm entre 2.250 e 4.500 rpm. Com o Overbooster ligado: 23,0 kgfm a 3 mil rpm.

Diâmetro e curso: 72 mm x 84 mm. Taxa de compressão: 9,8:1.

Suspensão: Dianteira do tipo McPherson com rodas independentes, braços oscilantes e barra estabilizadora. Traseira do tipo eixo de torção, com rodas semi-independentes e barra estabilizadora.

Pneus: 215/45 R17.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. Oferece ABS com EBD.

Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,36 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,48 m de altura e 2,60 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais de série e laterais, de cortina e de joelho para o motorista como opcional.

Peso: 1.370 kg.

Capacidade do porta-malas: 400 litros.

Tanque de combustível: 58 litros.

Produção: Betim, Minas Gerais.

Lançamento na Europa: 2007.

Lançamento no Brasil: 2010.

Itens de série: Airbag duplo, ar-condicionado dual zone, direção elétrica rádio/MP3/USB/Bluetooth, volante multifuncional, rodas de liga leve de 17 polegadas, ABS, apoios de braço, banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo, controle de estabilidade e de tração, Hill Holder – que auxilia nas partidas em ladeiras –, ponteira do escapamento cromada, sensor de estacionamento traseiro e trio elétrico.

Preço: R$ 68.950.

Opcionais: Faróis de xenon, teto solar panorâmico, rebatimento elétrico dos retrovisores, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, sensor de estacionamento dianteiro, rádio com tela de 6,5 polegadas com GPS integrado, airbags laterais, de cortina e de joelho para o motorista e bancos revestidos parcialmente em couro.

Preço completo: R$ 85.937.

Por Auto Press

5.0

  • aledalloglio

    Com esses preços é claro que não vai vender mais que mil unidades mensais… Existem outras opções bem mais em conta como o focus… A versão de 85 mil é um absurdo de caro por pouca coisa…

    • MythBH

      85 mil é com todos os itens. Mas mesmo os 68 mil não compensam.

      • leosalzano_

        lembrando que o finado Stilo Abarth com tudo que tinha dísponível passava de 90 mil.

        • danielGT

          Chegava a 120 mil na verdade.

          Eu acho o bravo tjet caro, obvio, mas pelo desempenho, e pelo o que tem eu não acho absurdo.

          O carro completo vem com "só" isso: Airbag duplo, ar-condicionado dual zone, direção elétrica rádio/MP3/USB/Bluetooth, volante multifuncional, rodas de liga leve de 17 polegadas, ABS, apoios de braço, banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo, controle de estabilidade e de tração, Hill Holder, sensor de estacionamento traseiro e trio elétrico. Faróis de xenon, teto solar panorâmico, rebatimento elétrico dos retrovisores, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, sensor de estacionamento dianteiro, rádio com tela de 6,5 polegadas com GPS integrado, airbags laterais, de cortina e de joelho para o motorista e bancos revestidos parcialmente em couro. Isso sem contar o interior que quem ja entrou em um sabe que os materiais usados são impar na categoria e o exterior, que se não for o mais bonito, com certeza tá ali no top 2 da categoria.

          Fora que muito de tudo o que eu citei acima ja vem na versão base da tjet, agora me falem algum concorrente que tenha isso tudo e seja mais barato. Alias a versão de 68 mil ja fica dificil pelo o que vem nela. E não venham com "a questão de gosto"….vc pode até pegar outro carro pelo gosto, mas o bravo t-jet é um dos melhores custo x beneficio da categoria.

          • GuilhermeD.

            C4 Sport?

            • meyerbro

              Motor turbo de 152cv? Motor manco não vale.

              • Sergin162

                MANCO ???
                Que besteira que vc falou hein, no álcool o C4 dá mais cv que o Bravo e o torque é parelho, só perde pro Bravo no Overbooster. Eu tenho um automático que anda direitinho, apesar das falhas do câmbio na cidade, fico imaginando o manual. O carro é bem leve (aqui mesmo no NA ele foi elogiado pelo peso abaixo dos 1.200kg, algo difícil hj) e anda demais.

            • danielGT

              C4 Sport tem Kneebag ??? central multimidia de 6.5'' ???….acho que não hein !!!

              • Sergin162

                Também não tem teto solar, mas por menos que os 68 iniciais do Bravo vem com 6 air bags, ESP e farol direcional com lâmpada de gás – não com um sistema ridículo de ligar o farol de neblina nas curvas (e não sei se ainda vem com banco elétrico e retrovisor retrátil eletricamente – o meu tem tudo isso, mas é automático). Eu prefiro guardar os 20 mil pra por um kit da Caska, um som melhor e, se quiser tanto assim, um turbo, upgrade nos freios e na suspensão e acho que ainda sobra uma grana pro emplacamento, IPVA…

                • danielGT

                  Para vc pode parecer ridiculo mas na pratica é a mesma coisa, talvez vc perca um pouquinho de angulo final, mas o efeito é o mesmo, na verdade com o corneering o funcionamento é baixo (farol de milha) vc ve o asfalto ou o que tiver nele o que deixa as coisas empatadas. Uma solução BEM mais barata da Fiat porem que funciona do mesmo jeito.

                  Realmente da para colocar um kit por fora por bem menos que a fiat pede, mas tem uma coisa, nem c4 e nem bravo tem kits multimidia da caska (a não se se for universal) e se for universal sou mais um pioneer (ainda mais com meu android podendo passar as informações do google maps para ele).

                  O problema é que no papel Bravo e c4 são parelhos, na pratica a vantagem vai para o Bravo. Entãodesempenho, consumo são melhores no Bravo. Vai por mim tenho um Focus GHIA e o Bravo T-Jet deixa saudades mesmo no meu GHIA, motor puxa demais.

                  Suspensão dele é show, comaprando com o Focus, não é o melhor mas deixa ele com um comportamento magnifico, ainda mais se for ve o tipo dela, se for levar isso em conta é perfeito, não precisaria mexer, os freios também são otimos (melhores que o do Focus, só trocaria os discos com mais ventilação na frente e ventilados simples na traseira para poder ter margem pra usar ele da forma mais esportiva possivel sem fadigar, mas isso é puro luxo).

                  Se fosse pegar um, quando fui fazer o test drive, me ofereceram 65 com xenon e a central de fabrica, se tirasse a central caia para 64 (arredondando porque sairia 63 e quebrados) mais 4 mil do skydome (sem desconto nenhum) mais 2 conto do kit piooner com falantes JBL (pra nem precisar de sub) e mais 800 mangos dos discos (desnecessarios mais vamos colcar na conta).

                  75 conto (adicionando o kneebag). Com 75 conto vc deixa seu c4 com uma central show de bola, um som perfeito, teto solar (mesmo que não do mesmo tamanho), Airbag de joelho, melhor no comportamento dinamico, mais potente, mais economico que o Bravo ???

                  Sem contar o preço das revisões e das peças, mais baratas no italiano (alias quanto fica para concertar o farol direcional ???).

                  Fora que o visual do Bravo é BEM melhor que o do c4 e o acabamento interno do Bravo vem com melhores materiais que os do c4…

                  Seu carro é espetacular não estou dizendo que não é, mas vc ta sendo meio tendencioso ao falar do Bravo.

      • RNK

        Me diz um carro mais completo com esse preço e acabamento. O focus é piada. se for pegar o 2.0 guia (que seria o unico concorrente a altura) o preço passa dos 74 mil.
        O focus 1.6 tem acabamento similar ao gol.

        • marciors01

          O focus glx 2.0 deve apenas em equipamentos de segurança, possui apenas abs e ab2, no restante é muitíssimo bem equipado e com um painel bonito e bem acabado, o ponto fraco são as forrações de porta.
          Acrescente seis airbags ou esp e o focus fica de igual para igual com os concorrentes, e ainda possui a melhor suspensão da categoria disparado, é o carro mais gostoso de dirigir.

          • RNK

            Não to criticando o carro. Tbm gosto do focus. Mas o glx perde em equipamentos pro bravo. E o que pedem pelo guia é absurdo!

        • Sergin162

          Tá louco ? Eu quase comprei um manual Titanium (o "novo" Ghia) por 65 mil aqui em Porto Alegre.

    • AutoIng

      A versão de 69 mil já é bem completa e anda muito mais que o Focus. Não me entenda mal, mas a meu ver o problema é que há um desinteresse nos consumidores no Bravo pelo simples fato de ser um Fiat. Querendo ou não ainda há um forte preconceito com a marca, principalmente entre as pessoas mais velhas (e são justamente essas que têm mais dinheiro pra um carro desses). Vai levar ainda um bom tempo pra Fiat vencer essa barreira do preconceito por aqui.

      • Marcelo_Machado

        Realmente o preconceito de que Fiat só faz bem carro popular atrapalha nas vendas do Bravo.
        Basta ver os comentários aqui sempre que o assunto é Fiat.

        • CharlesAle

          Só acrescentando que a fiat insiste e muito nesse câmbio dualogic,que dizem melhorou muito,mas é aquela coisa,se os concorrentes oferecem automático de verdade,a fiat tbm deveria fazer o mesmo……

          • RNK

            O dualogic realmente não é um cambio exemplar, mas pelo que cobram por ele não fica atras de outros cambios automaticos. Vide pagar 5 mil no cambio de 4 marchas do i30.

          • Marcelo_Machado

            O Dualogic é automatico de verdade! Troca as marchas sozinho, automaticamente, sem a interferencia do condutor.

            O que não é verdade é a potencia do Elantra.

            • franklinsa

              Não é, dualogic é automatizado, é bem diferente.

              • Marcelo_Machado

                Automatizado é tornado automatico.
                O carro troca as marchas sozinho, então é automatico. Pode não ser o CONVENCIONAL, que já existe há muito tempo, com conversor de torque, mas é AUTOMATICO.
                O resto é preconceito.

                • Filipe_GTS

                  Finalmente achei alguém que pensa como eu. troca marcha sozinho = AUTOMÁTICO

                  • Marcelo_Machado

                    É isso aí, são tipos diferentes, mas todos automaticos.

                    Só uma pergunta. Como vc escreve em negrito no comentário???

            • GuilhermeD.

              Automático de verdade? Infelizmente não é bem assim…..

              • Marcelo_Machado

                Pode não ser automatico convencional, tradicional, que existe há muitos anos, como o conversor de torque.
                Mas é automatico de verdade, pois faz as trocas sozinho.

              • duduguazzi

                Cambio de dupla embreagem como o DSG não torna o carro automatico então? Não confunda denominação do sistema com funcionamento do sistema. Se for assim CVT não é automatico por que não é o sistema convencional com conversor de torque.

            • Educhs

              Pura besteira essa de não ser automático de verdade. É claro que é automático pelos diversos fatores que você já escreveu. Nem vou me alongar, mas faz marcha sozinho é automático sim.

          • Alex_JW

            O T-Jet não them dualigic, é manual, como um Bom esportivo.

      • Angelo_Silva

        Concordo. Para a Fiat vencer essa barreira ela tem que conquistar o consumidor, baixando os preços dos seus produtos mais caros (reduzindo a margem de lucro) para que eles sejam mais vendidos e assim com um tempo tenham aceitação do público. Foi o que a Hyundai fez.

        • danielGT

          O problema é que se ela cortar o preço ela não vai ter certeza do retorno nas vendas. Sei lá mas acho que só uma mudança muito radical na cabeça do povo é que é capaz disso.

        • RNK

          Hyundai? a Caoa soh consegue vender hyundai pela estrategia de mkt que eles adotaram. Sem dizer que esse lance de preço é relativo. A CAOA não é tao barateira assim nao…

        • rogeriulima

          Pessimo exemplo o da Hyundai, basta ver os preços das novidades que ela lança por aqui…

          • Angelo_Silva

            A Hyundai mudou de estratégia agora, uma vez que conseguiu a "confiança" do consumidor com relação a seus produtos. Estou me referindo quando em 2009 ela lançou I30 a uma excelente relação custo-benefício, Azera em 2011 sendo vendido a 80k, etc.

      • PG1981

        O problema tb é que quando a Fiat trouxe carros sem serem populares eles sofreram alguns reveses, como o Tipo, que pegava fogo ou o Stilo, que a roda caía. E mesmo o Tempra e o Marea ficaram com fama de carros que quebram a toa e de possuírem manutenção difícil.

        • danielGT

          No caso do Tipo ele vendeu muito bem chegou a ser o carro mais vendido do pais por um mes acho…agora do stilo foi a maior piada, até hoje somente em 3 dos menos de 20 casos foram constatado falha mecanica que ocasionou a queda da roda. Fora que se isso for parametro o Stilo vendeu muito bem também no começo de sua vida depois quando o fator novidade ficou passado ai ele caiu.E outra quantos motores VW teve problemas ??? impactou nas vendas ??? Não tem explicação pro bravo vender pouco exceto preconceito e a mania ridicula do brasileiro de comprar carro pensando em vender.

          • Marcelo_Machado

            Uma das principais razões é essa, as pessoas compram pensando na hora de vender. Tem medo de comprar um Fiat mais caro e "perder" dinheiro na venda.

          • rogeriulima

            Pois é, tem gente aqui que ou não se lembra ou finge não saber, mas o Stilo sempre vendeu bem e sempre disputava a liderança com o Golf.
            Ele parou de vender quando o novo Focus e o I30 chegaram e com a fiat anunciando que ia trazer o Bravo.

      • pablo

        Olha, depende, eu acho o Bravo bonito, mas olhando pra ele ele não parece ser tão caro. Enfim, esta versão T-Jet é a que me chama a atenção por ter o ESP, ter desempenho de 2.0 e não ser Flex. Pelo que me lembro, não há ESP disponível nas versões 1.8.

      • vinicarioca

        eu tinha um enorme preconceito com a FIAT, mas mesmo assim comprei um Bravo Essence dualogic, com blue-me, teto solar e kit esportivo 2… não me arrependo nada.

        o carro é show de bola e o teto solar um show a parte.

      • TTropicthunder

        Ninguem fala que 70 mil é muito para um Kia ou Hyundai.

        Eu digo que 70 mil é muito para um FIAT.

        Até aqui em BH o Bravo não pegou.

        Não chega a ser um mico mas o projeto não convence e o baixo custo benefício também não ajuda.

        Só a partir de 70 mil é que você consegue achar ele interessante… mas eu disse 70 mil…

        • Corvo

          Cara…um amigo aqui em SP pegou um Bravo Absolute dualogic por 57 mil no mes passado no feirão de fábrica da Fiat. Borboletas no volante, teto solar, couro. Achei custo-benefício muito interessante. Por esse valor voce compra um i30 pelado.

    • MattTr00

      É interessante saber que o T-Jet é oferecido com descontos de mais de R$5mil nas css, podem conferir.

      • danielGT

        Isso é verdade, fiz um test drive em um a alguns dias atrás e me assustei quando o vendedor disse que dava pra eu tirar por 65 mil com os farois de xenon.

      • RNK

        Isso é verdade. Sem dizer que pode ser faturado como venda direta (cnpj). Nisso vc consegue pelo menos 5% de desconto na compra. Coisa que carros importados nao conseguem.

    • marcelofalves

      estava conversando com vendedor (amigo meu) de uma concessionaria fiat e eles estavam com um bravo azul maserati tjet completo, teto, radio gps, top… menos xenon, ele me disse que esse carro bem conversado com gerente sairia por 71 a 72 mil, preço normal dele é 80 se nao me engano, o bravo bem conversado na concessionaria sai bem abaixo da tabela, justamente pq nao ta emplacando em vendas, 70 mil num tjet completo da pra pensar, mas 85 nem pensar

  • PauloPGomes

    Lindo carro! Só peca pelo valor que chega com todos os opcionais. Mas nessa faixa de preço, se tivesse condições, certamente eu teria um desse!

    • Alex_JW

      Paulo, qualquer carro, quando montado com todos os equipamentos e opcionais, chega a calores irreais.

      No caso do Bravo ele já vem bem completinho desde a versão de entrada da linha T-Jet, eu talvez só fosse incluir o teto skydome, que dá um visual ainda mais esportivo ao modelo.

      • Leandro1978

        Acho que, pelo preço, alguns opcionais deveriam estar disponíveis de série, como rebatimento elétrico dos retrovisores, sensor de chuva, sensor crepuscular, sensor de estacionamento dianteiro, apesar de achá-los meio "perfumaria" (não são itens que adicionaria como opcional e nem seriam determinantes na escolha de um modelo). Agora os de segurança, como airbags laterais, de cortina e de joelho para o motorista deveriam ser de série (apesar da Auto press considerar como "mimo").

        • Marcelo_Machado

          O TJet é um Absolute com adornos mais esportivos e principalmente com conjunto motor/cambio diferente.
          A diferença de 5 mil entre eles já se justifica. Se fosse mais equipado que o Absolute a diferença de preço seria maior.

          • pablo

            Mas o T-Jet é mais equipado. Ele é o único com o ESP.

            • Marcelo_Machado

              Tirando os adornos do Tjet, o cambio/motor, o desenho da roda 17 e o ESP, o Absolute e TJet tem os mesmos itens de série.

              • pablo

                Os mesmos itens de série, menos o ESP (Controle Eletrônico de Estabilidade) e o Hill Holder, ou seja, o T-Jet tem 2 equipamentos a mais (e importantes o bastante pra não serem ignorados), portanto, é mais equipado. Sendo que pelo menos o ESP não está disponível nas outras versões.

                • Marcelo_Machado

                  Eu esqueci do Hill Holder……
                  Ou seja, ESP e Hill Holder, mais o conjunto motor/cambio que é Italiano. Se pensar bem a diferença de preço entre a TJet e Absolute é correta.
                  Só faltou um automatizado no TJet mesmo!!!

                  • pablo

                    Ele oferece o Dualogic. Seria uma boa se trouxessem aquele de 2 embreagens sem óleo. Mas acho que só em 13/14.

                    • Roms

                      É, existia rumores do cambio DCT (aí seria show de bola) que equipa os Alfa na Europa. Mas o Tjet é só manual mesmo. Nem dualogic tem.

            • rogeriulima

              e o Hill holder…

        • Nicholas

          C4 hatch faz quase tudo isso por miseros 70mil

          • Filipe_GTS

            Mas não é turbo, não tem câmbio italiano de 6 marchas, não pode ter o teto-solar duplo, não tem um botãozinho no painel que faz mudar as curvas de potência e aumenta o torque…

            • danielGT

              E tb não faz 15km/l na estrada (só procurar que existem varios relatos de gente que consegue essa faixa de consumo nele e no punto).

          • rogeriulima

            Miseros 70mil????
            As vezes eu acho que eu sou o unico pobre nesse site…

      • danielGT

        eu acho que acrescentaria além do skydome o farol de xenon que no bravo não ofusca quem vem (pois o carro foi projetado para receber ele) e melhora demais a visão a noite, melhora mais que vc instalar o xenon em qualquer carro.

  • RicRB

    Julgando pelos números de vendas, parece que o Bravo não "pegou"!!!
    Eu, sinceramente, não entendo!!! Sei que falta um câmbio automático de verdade para ele ( exigência do segmento que concorre e não um automatizado)!!!
    Mas acho o Bravo um carro bonito!!! Nessa versão, Tjet é muito interessante, visto que este segmento é muito pouco explorado por aqui!!! Sei que não chega a ser um super esportivo, mas tem seus atrativos!!!
    Teria um fácil!!! Não nesse valor completo ( preço completo: R$ 85.937) mas teria!!! rsrs

    • PG1981

      Ngm vai pagar um valor desse num marca com fama de fazer só populares! Foi erro da própria montadora, que não possui carros maiores. Se ela usasse alguns Alfa pra serem Fiat de categorias superiores com o tempo essa fama ia se diluindo. Mas não é só a Fiat que sofre esse "preconceito", a Renault e a Peugeot tb!

      A Fiat tem outra coisa que depões contra ela: qdo ela trouxa carros maiores, eles deram mtos problemas. O Tipo, que chegou a ser o mais vendido do país por alguns meses, superando até o Gol, pegava fogo e a resposta da montadora foi demorada e ruim. O mesmo aconteceu com o Stilo, que a roda caía! E o Tempra e Marea ficaram com fama de carros frágeis e de manutenção difícil!

      Sem falar no vexame e descaso em relação à Alfa!

  • RomuloMadruga

    O top não vinha com rodas de 18"?

    • Leandro1978

      De série vem com rodas 17".

    • thales_sr

      Essa roda é opcional no Absolute.

      • Marcelo_Machado

        Essa roda é exclusiva do TJet. O Absolute vem de série com aro 17, mas com desenho diferente.

        • thales_sr

          Digo, a roda aro 18" é opcional no absolute.

          • Marcelo_Machado

            Aro 18 opcional só no TJet. O Absolute não tem aro 18 como opcional.

            • thales_sr

              Verdade, me enganei. Valeu pela correção.

    • Marcelo_Machado

      Roda 18" são opcionais no TJet, mas essa roda 17" é exclusiva do TJet

      • RomuloMadruga

        Foi o que eu quis dizer, tá faltando na lista de opcionais descrita acima.

    • _biolog_

      A roda 18" deixou de ser oferecida como opcional – aliás, NUNCA o foi em realidade. Disse a Fiat que foi por causa do sensor de pressão dos pneus, mas eu chutaria esses sensores para ter as rodas 18"… É outro visual para o carro, que tem caixas de rodas enormes. As 18" são perfeitas ali (como 17" são excelentes para Civic e Corolla, por exemplo).

      • RomuloMadruga

        Valeu por esclarecer.

  • doug_bc

    O carro é otimo… Tem um desempenho interessante…
    Mas digo e repito…
    Tudo que é diferencial desse carro vem na forma de caros opcionais…
    Está na hora da Fiat repensar essa lista se quiser incomodar a dupla Focus/i30 no ranking de vendas e melhorar sua imagem fora da categoria dos compactos…
    A Fiat precisa urgentemente melhorar suas vendas fora dessa categoria…
    Pra mim é uma montadora que só sabe vender populares…

    • tiago90j

      exatamente, o que dah vontade de ter custa os olhos da cara. de opcional devia ter o sistema de navegacao por 1.500, e o teto sky window por 4.000 e os outros air bags por 2.000,00 e chega de opcionais.

    • Leandro1978

      Olha, alguns meses atrás fui conhecer o 500 mexicano e, como estava lá, aproveitei para perguntar sobre os demais modelos da marca. O vendedor mostrou bastante conhecimento sobre os modelos populares e o 500 (novo Palio não havia sido lançado). Porém não estava tão bem informado sobre os modelos mais caros, como o Bravo (em várias questões teve que olhar no site para ver as informações). Em relação ao Freemont estava bem informado, pois havia acabado de ser lançado. Não sei se tal fato era somente daquele vendedor, ou se isso se estende aos demais vendedores e concessionários da marca, mas saí com a impressão de que são bons para vender modelos populares (conhecem o produto), mas patinam em um médio como o Bravo, que me parece ter condições de vender bem mais do que vende. Imagino que um consumidor que procura um médio, se não obtém respostas satisfatórias sobre o modelo, acaba procurando outra marca. talvez seja o problema do Bravo.

      • Roms

        Tive exatamente o mesmo problema. Fui numa concessionárioa Fiat daqui de SP, e a vendedora não sabia informações e diferenças entre o Essence e Absolute, o que era de série e opcional. A cada pergunta, ela procurava uma outra pessoa. Lamentei bastante, porque o carro é interessante, mas o interesse em vendê-lo é baixo por parte dos vendedores. Fui numa outra Fiat e ocorreu um fato semelhante. Então Dona FIAT, prepare seus vendedores para vender bem seus produtos (sempre espero que alguém da Fiat leia isso, rs). Quem compra Bravo são aqueles que já conhecem o mundo automotivo e/ou foram donos de stilo (eu fui dono de stilo), porque se depender de vossos vendedores, estão fritos!

    • Marcelo_Machado

      Motor 1.4 turbo e cambio de 6 marchas são diferenciais para i30 e Focus, que tem "janela" solar tb como opcional enquanto Bravo tem verdadeiro teto solar.

      GPS integrado nenhum dos 2 tem, nem como opcional.

      O que a Fiat precisa é vencer preconceito retrógrado do brasileiro.

    • RNK

      Acho isso uma vantagem. O carro "basico" ja vem bem equipado. Se quiser algo a mais vc pode pedir sem problema algum.

      O que acho errado é a ford (por ex) oferecer o focus 1.6 apenas com "x" ou "y" equipamentos. E nao disponibilizar nem como opcional! Um exemplo é o ar digital, apenas disponivel na versão top. Só que a top custa setenta e poucos mil! Ai é osso!

  • _Icaro_

    Prefiro um i30

    • Leandro1978

      O "pacote" de série (Caoa) não me agrada. Prefiro um Bravo ou um Focus.

      • rogeriulima

        Nas versões de entrada o I30 tem o melhor custoXbeneficio, mas tem esse item de série que vc citou que me deixa com os dois pés atrás.
        Gosto igualmente do Focus e do Bravo, mas na versão de entrada o Focus não me agrada pelo motor e pelos itens de série.

    • vinicarioca

      eu prefiro o Bravo ou o Focus. Comprei um Bravo e faço muito dono de i30 morrer de raiva hahahaha

  • jcrpardal

    86 mil…. o preço de um Jetta Highline ou de um Lancer GT, só pra citar dois de proposta esportiva que humilham o Bravo.

    • tiago90j

      So pra ser JUSTO o jetta highline com pintura mtalica e teto solar custa 94.300,00. com navegdor e banco eletrico PASSA dos 100 mil reais, o bravo tah caro SIM, mas vamos ser justos nas comparacoes ok?

      • Fmonteiro

        Sem falar que o desempenho do T-Jet é superior ao do Lancer GT.

      • pablo

        A tela do navegador é de série no highline. Mas completo ele chega em uns 96k porque, dizem, está com ágio.

        • vinicarioca

          chega a 104k completo

      • _biolog_

        Sem ter os xenon, que custam uma boa grana, ou seja, tire uns 3 mil dos opcionais…

    • Alex_JW

      Esse é o preço do top.

      Ele parte de 68 mil, vem abaixo dos modelos citados.

      Não se julga um carro pelo seu preço cheio e com todos os opcionais disponíveis.

      Se vc for equipar um Gol no talo, é capaz de passar de 50 mil.

      Abçs!

      • AutoIng

        Em outra matéria tinha alguém dizendo que o Gol não varia a pena porque custava 50 mil. Quem raios coloca todos os opcionais disponíveis em um carro? Nunca vale a pena, porque aí invade a faixa de preço de um modelo superior.

        • Pedro_Rocha

          De fato, mas é solução para o pessoal que tem dinheiro mas tem limitação de espaço em garagem (prédios, por ex.). Além disso, quanto maior o carro maior o preço da manutenção: motor, câmbio, suspensão…

          • _biolog_

            No meu caso, por exemplo, só dá pra ter carro com no máximo 4m (fora que privilegio a cidade e seus parcos estacionamentos). Se o Punto tivesse a qualidade de contrução e equipamentos do Bravo, poderia custar a mesma coisa que eu pegaria o modelo menor.

      • jcrpardal

        Sim, mas se alguém estiver pensando num modelo esportivo, ele certamente não comprará 1 com apenas air bag duplo e todo capado, como vem o Bravo T-JET de 68K. Ao colocar os opcionais que se aproximam ao que já vem de série nos dois (isso sem contar que os outros dois são mais potentes, mais econômicos, o Jetta tem câmbio automatizado de dupla embreagem….), o preço fica, sim, semelhante ou com pouca diferença.
        Entendo o que você quis dizer e isso já foi discutido inúmeras vezes em sites e revistas (equipar um modelo com todos os opcionais ou pegar um modelo de entrada de um segmento superior), mas no meu ponto de vista o Bravo T-Jet sem opcionais não tem nada que chame muito a atenção e com opcionais ele perde qualquer chance.

        Abraço!

        • thales_sr

          Ué, o cara quer o carro esportivo ou quer levar um penduricalho de gadgets? Quem gosta de CARRO não fica só olhando ficha técnica: vai e dirige.
          Além do que, carro esportivo é caro e ponto, é por esse tipo de pensamento que não temos esportivos aqui. Pra que a fábrica vai trazer um carro mais caro, pra ver o povo falando "ahhh tá caro e nem eh mais equipado, tsc tsc tsc".

          • pablo

            Tá, concordo que o T-Jet é uma boa opção, mas esportivo não, ok?
            O T-Jet é a versão boa do Bravo. Porque? O motor oferece 152 cv de potência a 5.500 rpm e 21,1 kgfm de torque entre 2.250 e 4.500 rotações e bebe só gasolina. Quero dizer que é esta versão que concorre com os 2.0, não é Flex que pra mim é o ideal e tem ESP, coisa rara.

            Esportivo realmente é o Jetta Highline com o 2.0 TSi. Mas até por isso o preço nos 90k.

            • thales_sr

              Esportivo é o carro que tem um bom desempenho (ele tem), e tem todo o apelo esportivo, além de ser, de certa forma, preparado para andar rápido.
              O Jetta não é esportivo, é um sedan familiar com um conjunto muito bem acertado. Senão, o Azera seria um baita de um esportivo…

              • TopEngine

                Jetta é esportivo, se você dirigiu um, sabe.. já dirigi Azera e a proposta é de um sedan familiar, já a do Jetta é outra..

              • pablo

                Neste caso o Punto é esportivo. E só. Ou o mercado de médios está cheio de esportivos.

              • Marcelo_Machado

                Aí tb não, o Azera é uma barca com motorzão. Só potencia não quer dizer esportivo.

                O Jetta tsi não é um esportivo, mas um sedã com conjunto mecanico mais para o esportivo.

            • _biolog_

              Esportivo é Ferrari, Porsche e Lamborghini, com 2 lugares apertadíssimos, acelerações 100% melhores que qualquer carro de produção normal de bom desempenho (pelo menos 5s no 0/100, mesmo na mão de um anu…).

              Tudo é questão de quanto se pode pagar. Um Mille 1.4 poderia ser esportivo pelo baixo preço, motor mais potente que a versão normal e preço menor que pares 1.0, por exemplo.

              • pablo

                Se for assim um Logan ou um Cobalt poderia ser considerado médio. Um mille com o 1.4 T-Jet e uma boa suspenção seria esportivo porque teria um desempenho bem acima do segmento. Eu considero ter um desempenho bem acima do segmento como parametro.

                • _biolog_

                  "Nada haver, tio", como diria a menina da praça… Esportivo é VERSÃO de um modelo, e não o carro em si (como é o caso do Lamborghini, Ferrari, etc). Médio é a classe do carro, e não a versão, entendeu? Os exemplos seriam possíveis se os modelos viessem com motorização, equipamentos e qualidade de construção equivalentes. Esse, aliás, foi o problema do Linea, que a Fiat adotou por médio, mas por ser derivado de um compacto, o mercado não absorveu.

        • AutoIng

          Tudo bem, então o Bravo precisa ter aquele teto solar gigante pra ser "bom". Só que aí te pergunto: por que então em outra matéria aqui no NA mesmo sobre teto-solar a imensa maioria das pessoas criticou esse item e disse ser inútil no Brasil? E aí de repente no Bravo todos dizem que ele deveria ser de série? Essas coisas que não entendo.

          • pablo

            rsrsrs, como eu sempre falo, o pessoal muda de idéia aqui a cada meia hora.

            Bom, quem fala que teto solar é inútil é porque nunca entrou em um carro com teto. O teto deixa o carro bem mais fresco, muito vezes dispensando ou reduzindo o uso do ar condicionado.

          • _biolog_

            Assim, deveria ter 2 pacotes para o Bravo T-Jet – um com o outro sem o teto-solar, com designações diferentes.

            Quando o opcional é muito caro (caso do teto-solar), ele não agrega na hora da revenda e ainda atrapalha o modelo sem o opcional. Sempre foi assim. Exemplo: o Punto Sporting com teto não ganha 1 real pela Fipe, mas ninguém quer sem o equipamento. Logo deveria ter 2 versões distintas, uma com e outra sem o teto, isolando as Fipes dos dois.

            Esse é o segredo dos japoneses – o Vovorolla tem várias versões, mudando uma ou outra coisa entre elas. O Civic chegava ao cúmulo de ter uma outra versão só por causa dos bancos de couro!

        • RNK

          Não misture as coisas…. São casos diferentes. Até mesmo a proposta de carro é diferente.

      • josenum

        jetta é apartir de 63mil, a vendedora ligou pra mim quarta feira, consegue por esse preço, ja o golf jurassico nao tem nada de desconto e é o preço de tabela. 63mil mais 5 mil se for aut.

        • mho

          Se não tem desconto é porque vende muito bem.

      • mho

        Fiquei curioso e constatei no site da VWB que o Gol Rallye com o tal do i-motion completo sai por R$ 55.210,00.

    • Pedro_Lourenco

      Certamente que sim. O comprador de carros nessa faixa de preço acaba procurando algo com mais status (Jetta, Lancer, Cruze, Elantra por ex.). Assim eu acredito que o Bravo, apesar de ser um excelente carro com uma excelente proposta não consegue seduzir o consumidor disposto a pagar quase 90k num automóvel.

  • MythBH

    Não compraria por ser caro demais….85 mil pra mim deveria vir com mais do q air bag duplo…se ja tem carro com 7 air bags mais em conta.

    • Brdiesel

      85 mil é a versão completa……a de entrada já vem com os air-bags e custa 65 mil…….

    • marciors01

      85000 é o preço da versão tjet top com todos os opcionais, se no modelo comum é possivel comprar o carro por 60k com sete airbags de onde tiraste que o top de 85k vem com airbag duplo?
      O além de sete airbags tem esp e bancos com efeito anti chicote.

      • _biolog_

        E ainda mais 3 "apoiram" o cara! Será que não viram que 85 mil tem air-bag até pro joelho????

        • Roms

          Não sabem ler.

  • Alex_JW

    Já dirigi im Bravo T-Jet e um Bravo Essence.

    Incrível como a dirigibiludade do T-Jet é mais gostosa, até por sua suspensão ser muito mais acertada, já que na Essence a caixa de rodas grita e as rodas, mesmo 17 (qdo com elas equipada), ficam parecendo 15, fora que o carro parece mais bobo, ao contrário do T-Jet, estável e mais seguro na tocada.

    Podem me jogar pedras, mas ao menos a Fiat oferece alguns esportivos, como o Bravo e Punto, que vão muito além das alegorias e adereços, notadamente pela linha de motores turbo e suspensão mais calibrada om a proposta dos carros.

    São caros? Muito! Mas qual carro é barato no Brasil?

    • Leandro1978

      No Brasil, "carro" e "barato" são duas palavras que não cabem na mesma frase… Gosto do Bravo, acho-o uma boa opção em seu segmento (um dos poucos atualizados). Merecia maiores vendas, mas talvez a marca esteja mais interessada nos modelos populares, o seu forte por aqui.

      Concordo quando diz que a montadora é uma das poucas a oferecer modelos esportivos com mais de apenas uma roupagem, isto é, com motorização e calibragem da suspensão diferenciados, o Bravo e Punto T-Jet são exemplos disso. Outras, como a VW e Honda tiraram de linha seus esportivos "verdadeiros", como Golf e Gol GTI e Civic Si, certamente tinham baixas vendas, mas também eram muito caros (a diferença entre o modelo top e o esportivo era muito grande).

      • _biolog_

        Isso. Procure um Bravo e voce não terá descontos, e ainda terá que esperar várias dezenas de dias (chegando a centena…) para receber o carro – fora os inúmeros opcionais que não agregam ao carro (e deveriam vir de série ou noutra versão).

    • thales_sr

      Tocou no ponto mais importante! O esportivo DEVE ser mais gostoso de guiar que as versões "civis". Fez isso, já está justificando seu preço. E pra ter essa diferença na condução, se passa mais tempo "afinando" os componentes, testa amortecedor, molas, relações de marcha, tudo isso é custo que vai ser embutido no preço final do carro.
      Além do mais, esportivo não é carro "do povão", então não é pra ser dos mais baratos.
      Não sou muito fã da FIAT, mas devo reconhecer que é a única marca que atualmente oferece um esportivo de verdade na linha de produtos. (KA SPORT: Piada, Jetta Highline: Espetáculo, mas é um carro "familiar")

    • pablo

      O Punto considero esportivo, porque oferece no T-Jet bem mais do que a categoria. Mas o Bravo é um downsize. Com o motor 1.4 ela concorre com os 2.0. A vantagem é que ele tem o ESP de série.

      • danielGT

        Eu até concordo com vc quando vc fala que o Bravo não é um esportivo pura sangue e tal. E chamo a linha T-Jet de esportivo light, pois ele é mais rapido que a grande maioria (chutando por baixo) de todos os 2.0 (VW, Ford, Toyota, Hyundai, Mitsubishi e etc). Jetta pode até bater nos 200cv, mas devido ao peso e ao tipo de carro que é, não deve ir tão mais longe que o Bravo T-Jet. Fora que o consumo do Bravo T-Jet é espetacular para um carro de 152cv.

        • Roms

          Vai sim, o Jetta TSI tem retomadas mais vigorosas que o Bravo, e é mais que nítido isso, não dá para comparar. Senti isso na prática. E não parece que o Jetta é grandalhão, porque o bicho anda de verdade, aliás, come asfalto. Gostei mais dele que do Civic SI.

          • danielGT

            Sim concordo, mas a diferença não é tanta a ponto de dizer que um esportivo e o outro não. Tem mais vigor sim afinal são 38 cv a mais, mas isso não desqualifica o Bravo como esportivo, mesmo que light.

            Se bem que eu acho a diferença pouca para o tanto de cv a mais…um faz de 0/100 em 7.3 o outro 8.7 (meio carro de diferença) um bate nos 206 (real) o outro em torno de 220. O problema é realmente nas retomadas onde os 5kgfm mais falam alto no Jetta junto com um cambio de dupla embreagem, dai vira covardia.

            Mas se fosse assim não existiram esportivos mais, só o Veyron. Foi isso que eu quis dizer.

            E sobre o que vc disse, como esportivo o Civic SI é um achado, não tem igual, agora a diversão acaba quando acaba o asfalto bom, ou quando o relogio bate em 30 minutos… cansa demais, neste ponto o Jetta é MUITO superior.

            Alias se for levar ao pe da letra, esportivo é quem te faz chegar primeiro e se for avaliar por isso o Civic SI chega antes (já que da para desligar tudo e ficar so com o ABS e mesmo assim este só entra em casos extremos) No Jetta não tem anda disso, toda a eletronica fica 100% do tempo ligada…acho que até no Bravo da para delsigar ao menos o ESP e o ASR.

    • Maycon102

      Concordo com vc colega. vide a Chevro que colocou um nome SS em seus carros e chamou de super sport!!! Isso sim é não merecer ser comprado, agora quanto ao Bravo e Punto são os único que chamam atenção na rua entre os ditos sports das outras montadoras.

  • mzmaximo

    belo carro, mas ou a fiat reduz a margem dela ou não vai vender, 85k num fiat?? NUNCA!!!!! vi por acaso um branco ontem aqui no rio, mas era placa de fora? sera q era esse carro do teste??? rs

    • Alex_JW

      Não entendi o pq de um Fiat não poder custar 85 mil.

      Dizer que é só pq é um Fiat é covardia.

      E esse de 85 mil é o T-Jet com TODOS os opcionais, sendo que a versão de entrada, já bem equipada, sai a 68 mil. Isso na tabela, nas CCSs tem choro.

      Lembrando que ao menos é um esportivo que faz de 0 a 100 em 9 segundos, só passo que um Veloster de 85 mil tbm, só pra comparar, passa de 11 segundos.

      • gabrielthw

        E olha que o Veloster tem menos motor e nem faróis de xenon nesse preço

        • Marcelo_Machado

          Hj mesmo vi anuncio na TV de um Veloster branco por 92 mil!!!! Um carro 1.6 aspirado de 126 poneis

          • mho

            Chuta, que é macumba!
            Se continuar assim os carros serão vendidos a R$ 100.000,00 com motor opcional.

        • DRJMM

          e uma porta a menos..hhehhehhehe

      • Maycon102

        Alex, Logo logo vou deixar de fazer comentarios aqui no NA, o preconceito com qualquer assunto a Fiat é muito grande , é chato, as respostas são mais pessoais doque lógicas e maduras, nada que a Fiat faz está bom, Se é barato nao presta, se é caro nao presta, se A Fiat anuncia um recall aff jogam até praga nela, se a BMW, VW faz um fica no esquecimento. Se a Fiat quer comprar a PSA a união não vai prestar , mas as outras montadoras podem comprar o que quizer, etc etc etc… que SACO, não vejo maturidade aqui mais, não sei se boa parte do Brasileiro é nojento mesmo ou se algumas mentes infantis decidiram ficar aqui de prontidão contra a Marca. Eu me sinto mal vendo os comentários aqui, pxxxx a materia está super bem editada pelo NA, está claro quem são os compradores do carro, a materia fala bem ou mau na MEDIDA certa!

        • Marcelo_Machado

          Isso tudo que vc fala vai ver em qualquer site de automóveis, na maioria muito mais do que aqui.
          O que não se pode é deixar o espaço todo para esses trolls.

        • Alex_JW

          Brother Maycon,

          Relaxa meu camarada, os haters e trolls estão por toda parte.

          Cabe a quem não seja "torcedor de marca" colocá-los em seus lugares.

        • Brdiesel

          Concordo com vc amigo…..e aposto que uma boa parte dos que postam esses comentários, nunca tiveram um carro na vida…..Eu tive um Marea turbo preparado, com turbina Garret GT2560R roletada, escape 3", filtro esportivo, que rodava no álcool…..Rodou mais de 45 mil Km nessa configuração, sem dar nenhum problema….tinha 320cv e 48 kgfm de torque…..Um canhão…..Completo, confortável, maravilhoso……Todos tinham inveja, mas se vc fala que tem um Marea, todos fazem careta e falam um monte de besteira…..brasileiro gosta de carro, mas não entende nada…..

        • _biolog_

          Sempre há racionais, meu caro. Não se permita ser vencido por Trolls…

        • Roms

          São molecadas que ouviram o avô falar mal desde o 147, e acham que a fiat continuou na mesma, ou então fã boys. Ou então viram algumas matérias onde o tipo pegou fogo, o marea tem manutenção cara, stilo cai a roda. São parecidos com eles que também falam que a volks funde motor ou pega fogo, que marcas francesas (só por ser francesas) são frágeis e por aí vai. Eu passo direto pelos comentários assim. Já tive vontade também de desistir deste forum por conta disso.

      • Maycon102

        Tem horas que sinto repulsa de de ser de um país assim, com tanta arrogancia e gente sem conhecimento. Provavelmente muita gente que fala mal, nem deve ter 85 mil para comprar um desses, nesta semana a maior parte das matérias nem tive vontade de ver os comentários absurdos que todos os dias saem de alguns. lembro da época que o NA estava bem novinho se eu nao me engano muita gente falava que o Eber era contra a Fiat, pois bem, hoje fico admirado com o respeito que o site tem com qualquer marca inclusive a Fiat, sempre uma materia legal, uma novidade. Isso se chama não ter preconceitos , todo mundo tem direito a ser feliz. A Fiat pode até ser lider ha 10 anos, mas no fundo do coração eu teria um grande arrependimento de ter instalado a fábrica aqui.

        • _biolog_

          Pense o lado positivo – vivemos no País onde Luiza, BBB, carros preto e prata (nada contra, mas tenho amarelo e teria outras cores, se combinar com o carro) e japoneses (idem…), musica boa é axé, pagode, sertanejo e forró, propaganda tem que ter mulher pelada, dentre tantos outros blás… Ter outro padrão de gosto (não necessariamente melhor) é sinal de exclusividade ;)

      • Maycon102

        Tantas coisa a Fiat foi a pioneira a trazer para o país, tantas novidades que só a marca tinha, tanta tecnologia desenvolvida aqui, tantos bilhoes investidos, tantos empregos gerados, tantas conquistas, para depois de 10 anos mesmo sendo lider ser tratado dessa forma.
        Pra mim basta, O site NA é perfeito em tudo , mas estou no limite de suportar esses preconceitos, e desde já não darei mais as caras tão cedo neste forum de comentários. Verei as materias porque o Site merece minha visita pelo otimo trabalho que fez e faz.

        • _biolog_

          Lembro que teria fácil na minha garagem "virtual" (ou seria galpão) a primeira picape fiat (a curtinha…), Oggi CSS, Uno 1.5R, Uno Turbo, Tempra Turbo, fora que tenho o Punto Sporting…

    • AutoIng

      Só pelo fato de ser Fiat? Considerando que é a mesma marca que faz Alfa, Lancia e Maserati, qual é o problema?

    • Leandro1978

      Os R$ 85.000 é da versão completa, com todos opcionais. A versão parte dos R$ 69.000. Qualquer carro completo, com todos opcionais vai custar bem mais caro. Um Jetta Comfortline, por exemplo, parte dos R$ 65.000, mas chega a mais de R$ 80.000 completo.

    • Vish_

      Só não concordo um carro de 152cv ser chamado de esportivo…

      • DRJMM

        fique tranquilo, isso é so pra pagar mais no seguro..heheheheh, mas o veboster vc aceita ser um esportivo né?

      • Werwolf_L5

        O que o faz ser chamado de esportivo é o comportamento e nao a potencia, vide o corsa gsi de 106cv e o vectra gsi de 150cv

        • _biolog_

          O Vectra GSi era o melhor carro do Brasil no seu tempo, com consumos de carro 1.6 e desempenho alucinante para a classe e seu tempo (0/100 em menos de 10s e máxima de 210 km/h). Durou só 2 anos…

      • RNK

        Vai lah pagar 400k num porsche!

    • GuilhermeTucson

      "Num fiat?" como assim? vai pagar 115 pau nom tiguan só pq é um VW? Vai pagar 100 num fusion só pq é um FORD? Se quer requinte escolha marca como audi, mercedez, bmw pq por aqui todas as montadoras nacionais tem carros de 20 a 150 mil reais vide GOLzão a Touareg amigo!

    • _biolog_

      Se tivesse as rodas 18" nesse preço e um cambio dupla embreagem com borboletas, não olharia para outro carro…

  • hyundaielantra

    A Autopress tá brincando. O carro é esportivo e quer suspensão mole? Conciliar conforno num carro esportivo + aro17 = suspensão segura. Fora que entre os esportivos eu achei o mais aceitavel nos buracos. E outra, consumo misto de 8,7 num carro de 1.300 turbo não está nada mal para levar um 6. Tem vezes que eu não entendo essas avaliações.

    • pablo

      As notas são furadas. É fato. Todos os carros ficam com setenta e alguma coisa.

    • MajorAutomotivo

      Autopress não sabe o que escreve.
      Só vejo as fotos e leio os comentários.

    • mho

      Amigo, tire suas próprias conclusões.
      Consumo é algo que depende de trocentas coisas: trajeto, peso do conjunto rodas+pneus, modo de dirigir do motorista, motor bem ajustado, combustível, sistema de admissão e injeção suficientemente limpos.

  • Readgis

    O desenho do carro é bem melhor que o Punto que parece um grande brinquedo de plástico.

    <img src="http://quatrorodas.abril.com.br/imagem/589/testes/589_punto_abre.jpg"&gt;

    Só que acho que o motivo do carro ainda não ter "decolado" é que muitas poucas pessoas confiam que um motor 1.4 possa ser "esportivo" para um carro desse tamanho e me incluo entre elas. Outra é que brasileiro em geral não confia em Turbos, já que a primeira imagem que vêem a mente são "rachadores" e carros cortados ao meio por um poste depois de um "pega".

    Quem sabe se venderem mais baratinho as montadoras consigam incentivar o uso do turbo no Brasil.

    • pablo

      Eu vejo este Bravo não como esportivo, mas sim como o primeiro carro downsize nacional. Com o motor 1.4 turbo ele faz frente aos 2.0 aspirados.

      • DRJMM

        engraçado, o audi A1 tem menos potencia e ninguem xia…

        • Marcelo_Machado

          Mas o conjunto motor/cambio do A1 é melhor que o do TJet

          • DRJMM

            e o preço também. e o seguro também. mas a potencia, torque e velocidade final, que é o que importa num carro com essa proposta são muito próximas. alem de que o A1, não pode ser usado como carro familiar, pois duas portas e o PORTA MALAS não é adequado…

            • Marcelo_Machado

              A gde vantagem do A1 é que a curva de torque é plana e já esta no máximo nos 1.500 rpm, fora o cambio de dupla embreagem de 7 marchas, o que dá a ele uma agilidade muito gde.

          • _biolog_

            E cobra BEM mais por isso, né? Na verdade o cambio é bem melhor, o motor é só melhor, mas se a Fiat colocar a injeção direta e o multiair no 1.4 e um cambio dupla embreagem com 6 marchas no Punto (bastam 6…), ele poderia custar 85 mil e seria melhor que Audi e ainda mais barato…

            • Marcelo_Machado

              Bom aí já são outros 500. Tirando o conjunto motor/cambio e a frente do A1, nada mais me agrada nele.
              Traseira feia, muito parecida com a do Gol. Painel e quadro de instrumentos bem sem graça, muito estilo VW.
              O que atrae no A1 é o cambio de dupla embreagem e o motor com curva plana de troque que já esta no máximo desde os 1.500 rpm.
              Um Bravo ou até um Punto com dupla embreagem e motor com torque semelhante ao do A1 não teria nem comparação. Ficaria com o Fiat.
              Vamos aguardar o 1.6 ETorque Multiair Turbo em 2014, e torcer para que tenha o cambio de dupal embreagem da Alfa Romeu nos Fiat daqui.

        • pablo

          E eu to chiando? Aliás, isto foi um elogio à esta versão do Bravo, por usar um motor menor ao invés de um 2.0 e ainda por cima ser apenas a gasolina.

          Quanto ao A1, eu acho que o cara que compra um compacto de 90k não tem nada na cabeça, mesmo sendo um Audi.

          • Marcelo_Machado

            Olha se eu fosse gastar 90K num carro compraria o A1,pelo conjunto motor/cambio, com certeza. E eu tenho muita coisa na cabeça.
            É questão de comprar um carro extremamente ágil e prazeroso para dirigir.

            • pablo

              Se for um carro pra ir pro trabalho até pode ser. Mas 90k. Acho que pegaria o 500 1.3 multiair. Ou um Smart.
              Por 90k deixaria pra pegar um carro maior, pra familia.

              • Roms

                Não existe 500 1.3 multiair aqui. É 1.4.

      • meyerbro

        Na verdade ele humilha qualquer 2.0 aspirado.

        • pablo

          5~8cv a mais e 1kgfm de torque não é o bastante pra humilhar. Ele é o melhor, mas não vamos forçar a barra também.

          • meyerbro

            São 9cv a mais na gasolina e são 3 kgfm a mais. Além de ser TURBO… Só isso já gera uma GRANDE diferença.

            • _biolog_

              Lembre-se que o torque e a potencia, na cidade ou saindo da inercia, pouco valem. Um Corolla andou mais que o bravo num teste de subida feita pela C&D.

              • meyerbro

                Bravo T-JET? Truco totalmente! Matéria comprada com certeza!

                E falar que torque e potência não valem nada acaba com a discussão por aqui mesmo…

    • rogeriulima

      Faltou a marca do escorpião nesse punto :(

    • _biolog_

      Sorry, mas não dá pra ler alguém ofender uma obra-prima de Giugiaro, que botou a Fiat nos eixos novamente especialmente pelo seu design… Carro de brinquedo? Fala sério! Por causa dos adornos? A VW usava – e BEM! – em seu Golf MKII, o mais bonito, por sinal. Esses adornos nasceram esportivos e NO BRASIL viraram sinônimo de off-road (isso com rebites aparentes e degraus unindo com os para-lamas).
      O Bravo peca visualmente justamente pela falta do visual mais bandido… Deveria vir sem cromados e com alargadores de para-lamas (obviamente com rodas 18").

  • DarlonSC

    Olha, sou fã de Fiat. Já tive alguns e gostei. Mas, sinceramente, o Bravo me parece um carro muito sem graça e nem mesmo essa versão aí das fotos consegue me demover dessa opinião. Se for para comparar, acho que o Punto muito mais personalidade. E o pior, é que o Bravo parecerá muito mais sem sal quando forem despejados nas ruas o novo i30, novo Focus, 308… Não estou entrando no mérito de motorização, preço ou interior, mas apenas no que se vê logo de cara, que é o que te faz gostar ou não de um modelo imediatamente.

    • _biolog_

      Desses aí, só o i30 terá esse "poder". Focus tem para-choque dianteiro xuning, e 308 continuará parecendo uma minivan com teto alto e aspecto moderninho…

  • Veronez

    Esse aí é médio, então a fiat se quiser ter um sedan médio teria que ser um carro desse porte e não fazer um sedan do compacto Punto (Línea) e tentar vender como se fosse um sedan médio. Acho o Línea um excelente carro, mas está no lugar errado, deveriam é fazer um sedan a partir do Bravo, ou pelo menos do mesmo porte.

    • Marcelo_Machado

      A distancia entre eixos do Bravo e do Linea é de 1,60, sendo que o espaço no banco traseiro do Bravo é mais apertado que no Linea.
      A Fiat poderia fazer um sedã do Bravo só pras belezinhas aceitarem que ele é médio, mas na prática teria o mesmo entre eixos e menor espaço atrás. Grande vantagem………..

      • Veronez

        Ok, punto é médio então, pois o línea não passa de um punto sedan e esticado, só cego não quer enxergar, vou pegar um fiat premio e esticar até ficar do tamanho de um focus, daí será médio também.

        • Marcelo_Machado

          Se ele tem tamanho, espaço e equipamentos de médio, ele será médio.
          O Linea não é simplemente um Punto com porta malas, teve sua plataforma aumentada, assim como o C4 Pallas por exemplo.
          Alem disso o Punto que temos aqui é o grande Punto, já é maior que um compacto.

    • _biolog_

      Mas o que tem a ver o LINEA na presente discussão?

  • iDv_Lima

    Desde qdo o turbo usado na loinha T-Jet estava sendo desenvolvido Eu ouvia boas criticas a respeito.. Estava na espera dele chegar por aki e qdo chegou no Punto 1.4 Turbo pensei.. Nossa.. Deve ser um tesao, motor pqno = consumo bom e pouco peso + um turbo para empurrar.. E num motor DOHC, um turbo eh mto bem vindo..

    Nunk tive a oportunidade de pilotar um, (alias o unico turbo de serie q pilotei foi o Marea Week do Meu tio) mas suponho q seja otima a dirigibilidade…

  • bedotRJ

    Me amarro no Bravo, mas a Fiat comete alguns pecados com ele e com o Linea que os impedem de vender melhor.

    Um rearranjo de preços para baixo na base 7 a 10% seria fundamental. Extensão da garantia p/ 3 anos (no caso do Bravo) também. Finalmente, deixar os dual treco somente do Punto prá baixo, tratando de equipar os modelos mais caros com automáticos de verdade. Não adianta virem aqui dizer que o automatizado é bom, que não dá tranco, que é a mesma coisa que um automático convencional: não é! E o mercado sabe disso perfeitamente.

    Eu compraria um Linea ou um Bravo por 46 a 47k feliz da vida. Não é tão dificil, Fiat! Vale até lançar versões com o E-Torq 1.6. Esses carros têm salvação.

    • Marcelo_Machado

      Realmente o Dualogic não é igual a um bom automatico convencional, mas é melhor que muito AT de 4 marchas sem sequencial e muito menos com trocas no volante.

      Qto ao preço esta igual ao da concorrencia, pq deveria custar menos? Só pq é Fiat?

      • bedotRJ

        Deveria custar menos porque está sendo um fracasso de vendas. Não interessa se o preço é igual ao da concorrência. Para essa faixa de preços, o mercado paga mais pela concorrência do que pelo Fiat. Então que a Fiat trate de tornar seu produto insuperável em CxB de forma a consolidá-lo no mercado.

        Quanto ao câmbio, não adianta, o consumidor de R$ 54mil, que já tem o CVT do Sentra como referência, não vai pagar esse preço por um dual treco. Insista a Fiat com esse equipamento e vai fazer mais um médio seu micar.

        • Marcelo_Machado

          Sentra é sedã. Qual hatch médio tem CVT? Qual tem AT com mais de 4 marchas e que seja moderno?

          • bedotRJ

            A Fiat vence a Ford em praticamente todos os segmentos em que concorrem juntas. Das poucas exceções justamente é o segmento dos hatches médios. O AT do Focus é convencional, mas é AT mesmo. Como o do I30. Como o do Tiida. Como o do C4. Como o do jurássico Golf (quem tem o exemplo do câmbio moderno de mais de 4 marchas que vc pediu – e que, mesmo sendo velho, surra o Bravo em vendas). E como será o do Cruze Hatch.

            Em miúdos, mesmo os hatches de menor sucesso, com poucas concessionárias disponíveis, encostam ou superam o Bravo em vendas. Não adianta os donos de Bravo chiarem. Há uma rejeição do mercado pelo produto. Então ele deve ser aprimorado e barateado. E um dos aprimoramentos urgentes é a troca do dual treco por um AT de verdade, pois a esmagadora maioria dos consumidores desse segmento rejeita os automatizados – com razão.

        • Alex_JW

          Bedo, o dualogic ja deixou de ser dualtranco há muito tempo.

          Tranco por tranco tem ATs de verdade q tbm dão.

          Tem carros automatizados com dupla embreagem que não sofrem preconceito.

          Os automatizados no Brasil ainda tem um bom caminho pela frente, mas é inegável que melhoraram muuuuito, especialmente Dualogic e IMotion da VW.

          Dirigi ambos e curti bastante.

          • Marcelo_Machado

            Eu tive o primeiro Dualogic, assim que lançaram no Stilo, sempre achei ótimo e acho que as mudanças que fizeram nele foram para pior. Ficou muito manso, suave demais para meu gosto. Gostava mais do 1o que era mais bruto, mais agressivo.

  • marciors01

    É possivel comprar um bravo 1.8 acrescentando rebatimento elétrico dos retrovisores, blue and me, som hifi com subwoofer, sete airbags, sensor de estacionamento traseiro, sete airbags e bancos com efeito anti chicote por R$62.900 na tabela, com descontos irá custar um pouco menos.
    Eu considero um ótimo custo benefício, falta apenas esp com o opcional, uma pena que não seja oferecido.

    • vinicarioca

      eu comprei o meu por 65…sendo dualogic, com teto solar, blue-me,sensor de estacionamento e kit esportivo (rodas 17'' e spoilers).

      pelas opções que tinha, achei maravilhoso.

      p.s: na tabela saia por 69

      • marciors01

        Compraste vários opcionais bonitinhos e não incluiste sete airbags?

        • vinicarioca

          peguei a pronta entrega… encomendando no fim do ano iam demorar muito pra entregar o carro e eu não queria ficar as férias sem carro.

  • mzmaximo

    pq no chile ele custa 43k e ainda eh o feito na italia???

    • Pedro_Rocha

      Carga tributária. Lá Pinochet teve a consultoria dos Chicago Boys, enquanto aqui a referência até hoje é Celso Furtado, entusiata de criação de estatais deficitárias, as quais precisam de altos impostos para sobreviver.

  • marcio_cr

    Segredo do sucesso de qualquer modelo sport de um carro, não cobrar muito mais que o modelo normal.

    No Brasil isso é comum, cobra-se certa de 30% a mais em um modelo esportivo, que na maioria das vezes não é aumento do custo e sim do aumento da lucratividade. O modelo tem baixa demanda e a montadora diz que o mercado que não tem demandar por esse tipo de segmento, nunca culpam o preço fora de escala.

    • _biolog_

      Eu já acho que pode cobrar, DESDE QUE ofereça mais por ele – motor, direção, freios, pneus, equipamentos.

  • Marcelo_Machado

    Só faltou a opção de cambio automatizado nesse TJet, se tivesse já teria um…..

    A materia citou que o rádio é confuso de usar, realmente essa versão com GPS não é das mais intuitivas. O rádio original, sem GPS deixa o painel mais bonito tb. Opcional bem dispensável.

  • Absinthe666

    so eu achei o 0-100 em 9s lento? tem muito 1.6 no mercado com 1/3 do valor que faz em 10s… sem falar que na versão de entrada é um carrinho meio sem graça, e aquele preço de 85mil é imoral, o focus é uma compra mil vezes melhor, sem falar que considero mais bonito.

    • bedotRJ

      É só ver o peso-potência desse carro prá notar que seu desempenho não terá nada de extraordinário. Um March 1.6 dá um calor nele tranquilamente. Prá um carro de 68k, deveria oferecer um pouco mais de potência.

      • marciors01

        March 1.6 anda junto de todos os nossos sedãs médios, ele dá calor em muito carro caro.

        • nightwishjp

          o finado clio 1.6 (não mais fabricado) tbm dá calor em muito sedã médio. inclusive deixa o focus e o golf 1.6 comendo poeira…

        • rogeriulima

          Uma coisa é andar, outra é andar com segurança.
          Lembre-se disso antes de querer testar os limites de um carro popular, lembre-se que tudo nesses carros foi projetado para ser barato (pro fabricante) não seguro.

          • marciors01

            Acho que não me conheces o suficiente para dar lição de moral e pre julgar a forma como eu ando, minha velocidade de cruzeiro é 110km/h, meu interesse em carros que andem bem tem a ver com ultrapassagens seguras e não ficar preso atrás de uma fila de carros.
            Tive um clio 1.6 16v e a única vem em que cheguei aos 150/h foi ao ultrapassar três caminhões.

      • _biolog_

        Em compensação, você estará num carro muito menos seguro, estável, confortável, bonito…

      • meyerbro

        Nossa, não fala asneira…

  • MarceloPC1

    Meu cunhado comprou um Bravo 1.8. Possui bom espaço interno, mas com este powertrain o carro é lento ao acelerar. O que mais me chamou atenção foi a declaração do porta-malas com 400 litros – tenho um Vectra GT com porta malas declarado de 345l que é maior que do Bravo, e um Cerato com porta malas de 415l que é muito maior, por isso acredito em algo como 300l ao invés dos 400l.

    • danielGT

      Po cara tenta outra vez, o motor dele não é powertrain é o E.TorQ, e mesmo não tendo a vitalidade do T-Jet, não deixa o carro fazer feio.

      • MarceloPC1

        Companheiro, powertrain é o conjunto motor-embreagem-transmissão (sentido de trem de força) – não me referi ao motor, que é sim o E.Torq. Abraço,
        Marcelo.

  • Turbo_Car

    Além dos percalços de se ter um carro turbo (requer manutenção preventiva antecipada) não anda como um esportivo. Alias, os esportivos aqui no Brasil são vergonhosos. Colocam um motor 1.4 turbo para andar e consumir como um 2.0. Se pelo menos o downsizing tivesse um propósito efetivo de tornar o carro mais econômico… mas nem isso os caras fizeram.

    "O Bravo T-Jet marcou uma média de 8,7 km/l de gasolina em circuito misto. O Inmetro ainda não tem medições da versão específica. Nota 6."

  • PG1981

    Eu prefiro muito mais um i30, me parece mto mais racional que esse, que tem o valor do seguro lá nas nuvens! Um amigo comprou um Bravo, pagou quase 5 mil de seguro (ainda bem q fez seguro, pq ele teve o carro roubado). Sem falar que desempenho (velocidade) não é um quesito fundamental pra mim! Minha cidade é cheia de radares, sem falar que não sou piloto! Os tempos de moleque que queria aparecer já passou rs.. alias hoje em dia prefiro mto mais uma SW À um hatch, pena que esse segmento está quase extinto no Brasil!

    Mas é inegável que o Bravo é mto lindo, uma pena perder em vendas pro Golfssauro. Se ao menos o carro da VW estivesse na geração VI justificaria a superioridade em vendas!

    • Marcelo_Machado

      5000!!!!!!!!! O perfil dele deve ser bem ruim!!!!!!!
      O meu saiu menos da metade disso.

      • PG1981

        Ele é novo e aqui em Niterói o seguro é altíssimo tb! O meu é um 206 SW 2007 e paguei R$ 2.600!!! Tá certo que já dei dois PT rs, mas isso já tem mtos anos!

        • Marcelo_Machado

          Eu que pensei que SP tivesse os seguros mais caros!!!!!!!

        • vinicarioca

          o meu saiu por 3000, tudo no meu nome e com seguro completo e guincho ilimitado. óbvio.

          Solteiro, sem filhos, 20 anos, funcionário publico, sem garagem em casa, garagem só no trabalho, uso carro pra ir pra facul e saio a noite…

          • danielGT

            Que carro que saiu 3000 para vc ??? o 206sw né ??? Pois aqui em sp um t-jet pra mim que tenho 25 anos solteiro, sem filhos com garagem em casa e no trabalho, e so saio a noite saiu mais de 5 conto.

            • vinicarioca

              não… o Bravo Essence.

              óbvio que várias cotações sairam 4, 5 ou 6 mil… cotando em corretoras independentes… mas ai cotei com uma corretora da própria CSS e saiu por 3099, fechei na hora.

              É só procurar com calma.

              • danielGT

                Eu cotei com um amigo que é corretor, ele tirou o lucro dele e mesmo assim deu 5.800 o seguro de um T-Jet pra mim. Se eu tivesse ido a uma corretora independente teria batido na casa dos 10mil, ainda mais se for cotar com seguradoras mais tops tipo Porto Seguro. Tanto que o seguro do meu Focus GHIA é de 6.300. (Sai mais barato com o meu amigo mais ele tava viajando com a esposa na época que eu peguei o focus e não teve jeito rsrsrs)

                • vinicarioca

                  mas o T- JET fica caro pra mim tbm hahhaha… uns 6 mil.

                  • danielGT

                    Bom se for que nem eu cotei com cobertura total + uns mimos, 6 mil ta até um preço bom rsrsrsrsrs…..acho que vou voltar pro Rio rsrsrsrsrsrsrs.

  • Felix_S

    Uma hora o cara diz que o "espaço interno é apenas decente", depois diz que o "interior do Bravo é espaçoso"…..

    • Emerson_Lima

      Era o que eu ia escrever. =D Ainda reli os parágrafos para confirmar se eu não estava enganado, mas foi isso mesmo.

  • paixaoporcarros

    Eu particularmente não gostei dessas rodas, qual o sentido delas, por que tiraram aquelas mesmas que são oferecidas na Europa?

    • danielGT

      Parece que não, mas essa rodas de perto são muito style.

  • GuilhermeTucson

    5000? Eu peguei um da versão essence e paguei 1700, isso ai depende do perfil de cada um cara! i30 mais racional? Eu estou fora de carros importados, pode falar o que quiser mais se der um pau pode esperar um bom tempo para chegar peças e etc falo isso pq conheço varios casos de amigos meus! E outra Fiat é Fiat né amigo nao é CAOA. Na minha opinião é o hatch médio mais bonito que tem no mercado, o i30 já esta cansado de mais.

    • PG1981

      Sim, o seguro desses carros são muito caros por aqui, ainda mais pra gente nova. Um amigo meu desistiu do A3 qdo chegou o valor do seguro: quase 10 mil! Sim, isso mesmoo.. hj ele tem um Fox, a mulher dele proibiu que ele ficasse gastando dinheiro com carro rs.. a corretora disse que se quiser um carro desse porte é pra escolher o Focus, que tem o seguro mais em conta.

      No mais, realmente existe esse fato das peças, mas ainda prefiro o i30. Conheço gente que tem Tucson, i30, Cerato, Picanto.. são só elogios!

  • GuilhermeTucson

    Nunca dirigi um carro turbo voltado para a esportividade então nao sei como é o desempenho deste T-JET em relação as outros mas tenho um com o 1.8 16v em casa e o bixinho anda muito bem, dá pra pegar uma viagem longa com ele sem ser cansativo nem passar apertado na estrada, o consumo não é lá essas coisas pois o máximo que ja fiz foi 13 na gasosa e sem ar, considerando que o carro ta com 4000 rodados acho que na estrada vai subir para uns 14 até 14,5. A suspensão é um pouco seca não sei se porque o meu carro tem as rodas 17 talvez com as 16 seja mais confortavel, eu aconselho que para quem for querer um bravo ele não é o melhor carro para cidade, é preferivel ter um popular para fazer as coisas rotineiras e um carrao deste para pegar estrada e curtir.

    • Marcelo_Machado

      O meu ja ta com quase 15 mil e continua com o mesmo consumo. 13 na estrada com gasolina e 11 no etanol. Alias, esse negocio do carro melhor o consumo depois de "amaciado" é coisa do passado.

      Vc tem razão, na estrada ele é muito bom, pode-se aproveitar bem o bom desempenho em altas rotações desse Etorque.
      Mas o conforto dele na cidade não troco por nenhum popular.

      • GuilhermeTucson

        Poxa sério? Tava esperando em pelo menos uns 14 hehe. Mais ta ótimo o conforto que ele oferece, segurança e ainda vem com uma boa dose de beleza o carra já está ótimo, que carro que nao tem um defeitinho né? Ah na cidade eu uso um golzão mil viu, ainda mais minha cidade do interior, estas ruas no dia a dia iriam acabar com o bravo e otra pra ir na padaria voce tem que colocar o sinto e se o carona estiver junto tbm pois fica uma apitação loca dentro do carro, o seu tbm tem isso né?

        • Marcelo_Machado

          Eu ando em SP e pode ter certeza que o caminho que faço todo dia, 70% parece o solo lunar e o carro tá inteirinho, sem nenhum grilo ou bate-bate.

          Qto ao cinto ele apita mesmo. Mas temos que usá-lo sempre, até nos percursos mais curtos, afinal acidente pode acontecer em qualquer lugar, né?

          Eu quase não uso gasolina pela pequena diferença do consumo desta com o etanol.

      • danielGT

        É não mano. Meu focus melhorou (e olha que é um motor moderno todo cheio de perequetes), o Linea do meu pai tb melhorou muito (e este é um t-jet tb) e a c4 da minha mãe rende melhro na cidade, sendo que na estrada deu uma piorada rsrsrsrs.

        O esquema é saber amaciar, tem gente que sai pisando fundo indo quase ao corte de giro e diz que é para amaciar, se tiver paciencia, passar as marchas no tempo certo, melhora.

        • Marcelo_Machado

          Minha esperiencia é oposta a sua. Marco o consumo numa planilha toda vez que encho o tanque e nos 3 últimos carros 0Km que tive o consumo manteve-se o mesmo desde que tirei da ccs.
          E eu não fico esticando marcha até o corte de giro do motor. Não sou pé de pena, mas tb não exagero.

          • AutoIng

            É muito mais psicológica essa melhora no consumo e no desempenho. Ou melhor, até existe melhora sim, mas é porque o dono aprendeu a guiar o carro de forma mais eficiente (passando marchas no tempo certo, ou se for automático acelerando de forma mais controlada, etc).

            • Marcelo_Machado

              Não tinha pensado nisso, mas acho que vc tem razão. O cara se acostuma melhor com o carro e passa a guiá-lo melhor, melhorando o consumo.

              No meu caso das duas uma, ou eu já aprendo a guiá-lo logo de cara, ou fico o tempo todo sem aprender, rsrsrsrs. Já que o consumo fica o mesmo desde 0Km.

  • vinicarioca

    EU comprei um Bravo faz 1 mês… comprei um Essence dualogic com teto solar, kit sportivo 2 (rodas 17 e spoilers), sensor traseiro e blue-me… saia por 69 na tabela, peguei por 65.

    uma coisa interessante foi a taxa de juros, de 0,99% pra 36 meses. Enquanto o Cruze por exemplo possui taxa de 1,49%. Dá uma diferença enorme.

    Não me arrependo, to carro é show em conforto, silencioso e o desempenho me agrada bastante. Não vende muito? ok, pelo menos eu tenho mais exclusividade, todo mundo para pra olhar meu carro… e meus amigos (um tem um C4 e o outro I30) disseram que meu Bravo tá melhor que os carros deles.

    O Dualogic não dá trancos, o unico problema nele é que se pisar muito em 1ª ou 2ª ele joga o giro lá em cima nos 5000, mas já dirigi um Focus AT de 4 marchas e não senti nenhuma diferença pro dualogic não.

    a unica coisa que precisei mudar foi os bancos que botei 100% couro na cor caramelo… e vou mudar o som tbm, mas isso deixa mais pra frente.

    • GuilhermeTucson

      A cor caramelo deve ter ficado show heim! Como fez com os apliques de tecido nas portas? Tava afim de comprar uma central multimídia para o meu será que eles conseguem ligar ela junto aos comando no volante? pois o meu veio com o som mp3 basico de serie só com comandos no volante.

      • vinicarioca

        po, mandei por couro nas portas tbm hahahhaa.
        ficou um efeito legal.

        quanto a central multimidia, não sei… mas entra lá no http://www.clubedobravo.com.br que a galera tem uns projetos legais lá.

    • Marcelo_Machado

      Esse negocio dos trancos já ficou ridículo, ignorancia de quem não tem e fica repetindo como papagaio o que alguns disseram por aí. Já virou lenda de internet……

      • marcelofalves

        quem da tranco nesse cambio é como vc disse chara, quem nunca andou com um e fica lendo na net e repetindo

      • AutoIng

        No Bravo não sei, mas andei no Siena Dualogic e fiquei bem atento procurando os tais trancos, e não achei. Claro que tem uma cabeçadinha quando se pisa forte, mas isso nos automáticos tradicionais também tem. Andando normalmente, achei o Dualogic super suave.

    • MeekeeB

      Muito legal você ter colocado os couros caramelos, ótima escolha !

    • Alex_JW

      Vini, por 69k vc não teria pego um Absolute ou um T-Jet?

      Não seria mais negócio?

      • Marcelo_Machado

        69 é na tabela, ele pagou 65 com teto. Por esse preço ele até pegava um Absolut, mas sem teto. Aí é questão de gosto. Eu prefiro o Absolut sem teto, do que um Essence com teto. O Absolute é mais equipado e luxuoso.

        • Alex_JW

          Ok, Marcelo.

          Obrigado pela info.

          De fato acho o skydome sensacional, dá outra vida ao carro, não sei bem explicar o pq.

          Mas entre o teto a o maior refinamento do Absolute, acho que optaria pelo último tbm, mas aí tem que ver questão de disponibilidade do carro, cores, prazo de entrega..

          abçs

          • _biolog_

            Eu sei (explicar)… Meu Punto tem. Na verdade usei como teto-solar umas 30 vezes em 4 anos. Agora teto-lunar… hehe…

            • Alex_JW

              Hum… pobres mocinhas que caíram no "canto do skydome"…haha…

              Só falta dizer que tu mandou ver naqueles DVD´s mela cueca tbm…rs…

              Quanto minha filha crescer (falta MUUUUUUUUITO ainda), se o pretendente tiver carro com teto-lunar, não autorizarei a saída… ahahahaha…

              abçs!

            • vinicarioca

              eu to nisso do teto lunar tbm hahahah

      • vinicarioca

        eu queria um automatizado por isso não qria o T-Jet, além do seguro do T-Jet ficar muito mais caro, e como era fim de ano… devido as férias da fabrica me pediram 70 dias pra entregar o carro.

        ai eu esperei pra ver se surgia um a pronta entrega… surgiu esse e aí foi.

        • Alex_JW

          Entendi agora, vini. Maneira a sua compra, parabéns.

          Tá curtindo o carro? Consumo? Como anda o dualogic? Pela configuração por vc informada, tá TOP demais!

          Quanto ao prazo de entrega, a Fiat anda dando mole em vários modelos da linha, como o 500, o Punto e o próprio Bravo, algumas configurações destes chegam a demorar entre 60 e 120 dias! Aí não dá….

          Credito, portanto, à baixa performance de vendas do Bravo, por exemplo, a essa questão da entrega, um gol contra da FIat.

          Sobre o skydome, é matador! Aquilo é que é teto, o resto é janelinha… abçs!

          • vinicarioca

            o consumo tá fazendo 9 km/l… show de bola pra quem anda só na cidade, tá com 500 km e ar ligado o tempo todo.

            dualogic é menos suave que um CVT, mas não senti diferença pra um carro AT de 4 marchas (i30 e focus por exemplo)… os trancos não existem, o máximo é se tu pisar fundo mesmo e com a marcha baixa o motor vai a 5000 giros pq não tem como descer marcha.

            Skydome é outro nivel, melhor que isso só se fosse conversivel hahahah

  • TTropicthunder

    Até aqui em BH o Bravo não pegou. É um mico pelo preço e uma péssima compra quando se compara com outras opções.

    Só a partir de 70 mil é que você consegue achar ele interessante… mas eu disse 70 mil…

  • LucianoRN

    85mil em um FIAT? E tem louco que compra?
    Acredito que realmente 2012 é o fim…….

    • Alex_JW

      Não entendi o pq de um Fiat não poder custar 85 mil.

      Dizer que é só pq é um Fiat é covardia.

      E esse de 85 mil é o T-Jet com TODOS os opcionais, sendo que a versão de entrada, já bem equipada, sai a 68 mil. Isso na tabela, nas CCSs tem choro.

      Lembrando que ao menos é um esportivo que faz de 0 a 100 em 9 segundos, só passo que um Veloster de 85 mil tbm, só pra comparar, passa de 11 segundos.

  • MuriloSoares

    Compraria sem pensar duas vezes, não ligo para se o carro vende ou não, o importante é você gostar, o preço é salgado,sim é!! Quem já viu o carro, dirigiu e entrou nele, vale a pena, o carro é lindo , bem acabado e exclusivo. Agora o Brasileiro acha que carro bom, tem ser muito vendido…eu prefiro ter exclusividade!!

    • leoalmeida81

      Comprei o meu aqui em SC, por R$ 52.500 azul, essence, dualogic + abs e sensor traseiro. Completaço mesmo. Já tem tudo que eu preciso. No i30 completo me pediram 65.000, e eu pensei a mesma coisa (não teria exclusividade), e ainda se precisasse de peça teria de esperar até 2 meses, como já aconteceu aqui na minha região com alguns conhecidos. O Focus é um bom carro, mas o 2.0 aut. estava 65.000 também, é muita diferença!!

      • Emerson_Lima

        Boa compra!

        • leoalmeida81

          Achei o CxB imbatível. Comprei um hatch médio completo, por preço de Polo(que era meu antigo carro, que aliás parecia um trator de tão duro e seco) completo!!!

          • tiards

            Jetta Highline 200 cv é muito mais carro!

            • Marcelo_Machado

              O conjunto motor/cambio do Jetta tsi realmente é imbatível, mas o Jetta é muito mais caro, sem contar os descontos para o Bravo e o ágio para o Jetta.

              Fora que são de 2 segmentos e público bem diferentes.
              Com o valor de um Jetta tsi, eu compraria um A1. Sedãs e principalmente sem graça como o Jetta não me agradam.

              • danielGT

                Com o valor do Jetta eu iria facil de Subaru ou de Volvo c30. É exatamente isso o que vc falou publico é diferente.

            • AutoIng

              Jetta é bonito mas é um carro tiozão demais, e o interior não empolga. É pra um público mais velho.

      • Marcelo_Machado

        No i30 ainda ia ter que se contentar com Prata o Preto.

      • t_L

        Cara, que cidade tu conseguiu esse preço?? Estou disposto a pagar até 50.000,00 em uma carro e achei que não era possivel comprar um Bravo, mas como tu pagou esse preço num dualogic e eu quero um manual é possivel sonhar!! Abraço!

        • leoalmeida81

          Cara, eu comprei em Itajaí mesmo. Eu estava negociando com o vendedor de PF, e ele tinha me feito 56.000, com os opcionais que eu queria (Abs, sensor traseiro, dualogic, e a pintura metálica). Hoje o Bravo já vem com ABS de série!!!
          Quando eu informei ao vendedor que iria pesquisar o preço para PJ, o cara ficou bem louco, e começou a despencar o preço até chegar nesse valor de R$ 52.500. Mas dá pra conseguir tranquilo um valor melhor para o manual, é só negociar!!! O carro é super exclusivo, cheio de tecnologia e anda muito também. A mulherada baba na rua….Pode comprar que vc vai gostar. Abração.

          • t_L

            Opa.. Muito obrigado pela informação colega! Mas você chegou a consultar o desconto para PJ ou não? Abraço!!

            • leoalmeida81

              Daria uns mil reais a menos, mas é muito burocrático, eles pedem um monte de documento, achei que não compensaria. O carro demora mais tempo para chegar, e fechei na PF mesmo, pelo esforço do vendedor também…
              Abraço…

    • Alex_JW

      Tem razão.

      Se vender bem fosse sinônimo de qualidade, Gol e Uno seriam os melhores do Brasil.

    • Emerson_Lima

      Dei um joinha! O importante é a gente gostar do carro e não o próximo dono.

  • _ROPERCAV_

    Vejo o Bravo na rua e lembro na hora do meu filho jogando guitar hero. rsrsrsrsrs

    • franklinsa

      Fiquei curioso, pq?

      • _ROPERCAV_

        Pq tinha um comercial da tv dele, onde varios Bravos, de varias cores iam passando, e em determinado ponto brilhavam, e um cara em um plano mais alto tocando um instrumento de musica classica. Era como meu filho jogando Guitar hero, as cores vinham (os carros no caso), em detrminado ponto eas brilham e ele toca a nota correspondente a cor na guitarra,igual ao cara do comercial fazia qdo os carros passavam….

  • marciors01

    Não pensem no tjet como um esportivo, os outros hatches médios top custa até mais caro, deve ser considerado um hatch médio top de linha com desempenho melhor do que os seus concorrentes, principalmente porque anda bem em alta e tem um excelente torque, muito maior do que os seus pares 2.0 porque começa lá embaixo.
    É bonito, possui o interior melhor acabado da categoria e vem bem equipado, então não vejo deméritos e é uma injustiça não vender mais, eu não compraria porque é verdadeiro mico, mas é um carro muito bom.

  • GuilhermeD.

    E o C4 Sport, que tem 151cv, ESP, Xenon direcionas e tudo mais por R$63000 (manual) ?

    60% de entrada e mais 24 sem juros?

    • marciors01

      O c4 é boa opção, mas infelizmente não temos como ter o pacote completo por este preço, o c4 tem esp mas vem com apenas ab2, já o bravo não tem esp mas vem com ab7 e bancos que previnem o efeito chicote, é o famoso cobertor curto.

    • meyerbro

      É turbo? Torque de 23kgfm?

      tsc… tsc..

      • GuilhermeD.

        Realmente, não é turbo, mas o torque é de quase 22kgfm.

        1 kgfm de torque faz tanta diferença assim pra você?

        Sem o overbooster, o C4 tem mais torque que o seu adorado 1.4 turbo.

        tsc… tsc…

    • _biolog_

      É a única outra opção que eu consideraria, mas… O visual de esporte nada tem (apesar de achar o C4 muito bonito). Faltaram os faróis mascara negra e rodas17" (resolfen adiantaria). Daí o preço subiria para… 68 mil? E a mecanica Citroen (suspensão, especialmente…) não é boa como a Fiat.

    • vinicarioca

      o ruim e que o c4 muda logo logo…

  • diegolouro

    Eu sou fã da Fiat,mas acho o TJet fraco e beberrão,ele chega a consumir o mesmo ou até mais que meu antigo Marea Turbo,que era 2.0 e 30cv mais forte. No mais,acho o carro belíssimo,mas peca apenas no motor fraco. Existem rumores de um TJet 1.6 em desenvolvimento,se vier,ele resolve o único problema desse carro,pois virá com no mínimo 170cv e mais torque. Hoje em dia eu teria um Bravo TJet (apesar de beberrão) e um Focus Hatch automático,eles são,na minha opinião os 2 melhores hatchs médios disponíveis nessa faixa de preço.

    • mho

      Tjet 1.6 não, Etork 1.6 flex com turbo e está previsto para 2014.
      Quem tiver paciência, que espere. Mas não tenham esperanças de preço baixo embora seja o primeiro motor turbo da Fiat fabricado no Brasil.

    • danielGT

      Não se apoia só nos numeros não cara, andando este motor chega a assustar de tanta força que gera. É outro nivel, motor italiano é outro nivel, sem comparações. Fora o cambio excelente. Fora que o consumo do T-Jet é digno dos melhore desempenho de 1.6 pra baixo.

  • Emerson_Lima

    Gosto do Bravo. Acredito que uma versão com motor 1.6 16V e preço abaixo de 50 mil reais sem perda de equipamentos elevaria as venda desse carro, pois Focus vende bem com 1.6, o Golf(ssauro) e o C4 (este não vende muito, mas a maioria é 1.6).

    • Alex_JW

      Émerson, mas o Bravo 1.8 com 132cv custa o mesmo que um Focus 1.6 com 115cv, e o modelo da Fiat ainda é mais equipado.

      Ou seja, o Bravo tem melhor custo x beneficio, e só não vende mais pq o brasileiro tem preconceito com carros da Fiat acima ds segmentos de entrada.

      A marca italiana precisa com urgência de um carro de imagem para elevar seu status, e o Dodge Dart cumpriria bem esse papel,

      • Emerson_Lima

        A Freemont já deu uma melhorada na imagem da Fiat. Mas o Bravo 1.6 poderia ser mais barato um pouco, o suficiente para trazer novos compradores. Eu mesmo gostaria, pois uso o carro mais de 90% na cidade e o 1.6 cairia bem. Até porque fiquei cismado com o fato do 1.8 E-Torq ter estreitamento nas paredes do bloco. Bom, estou sem carro e amanhã vou ver em Recife o preço do Bravo Essence (o mais em conta rsrs…) e como pagar a diferença (pequena) para comparar com outros modelos.

        • Marcelo_Machado

          Bravo com 1.6 para não valer a pena comprar o 1.8 teria que custar no mínimo 5 mil a menos, o que chegaria no preço do Punto. Resultado, não rola.

    • Filipe_GTS

      Acho que é tradição mesmo enfiada na cabeça do povo. Existe Golf 1.6 de 100cv que vende por 60.000 reais, aquela SE

  • Pedro_Lourenco

    O T-jet é um conceito esportivo. Está longe de ser um esportivo de verdade. Na verdade é um Bravo com motor bombado e alguma perfumaria custando mais do que vale.

  • Tiago_Beneditto

    Sem dúvida, um belo esportivo.

  • mikaelbrian

    tem 152cv mas tem velocidade mxm do focus, stilo, i30 grande coisa pra esse t-jet mas ja vi muitos punto t-jet fazendo 240,5 até 250 será que esse passa ?

    • eduardo82br

      Ao meu ver, esse motor não tem nada de esportivo. Ele equivale à um bom 2.0, só isso. O Astra com o velho Família 2 faz de 0-100 em 9,1s (http://quatrorodas.abril.com.br/carros/comparativos/conteudo_224579.shtml).

      • danielGT

        ele é rende mais que a maioria esmagadora dos 2.0 do mercado, só que é um 1.4. Bebe menos que os 2.0 e anda mais. E também o fato de o velocimetro mostrar 240 não significa que o carro está esta velocidade. A velo real do Punto T-Jet é de 206km/h, a mesma do Bravo inclusive.

      • AutoIng

        Aceleração 0 a 100 km/h não diz tudo. Experimente colocar um Astra e um T-Jet lado a lado a 60 km/h, e faça uma retomada pra 120 km/h. O T-Jet vai fazer na metade do tempo tranquilamente. Carro turbo você não analisa só por 0 a 100 km/h e nem pela cavalaria, pois o que importa no turbo é a curva de torque bem planificada a partir de uns 3 mil rpm (ou seja, nessa rotação ele já entrega o que o 2.0 atmosférico só vai entregar a 6 mil rpm).

  • marcelofalves

    esse carro, por 85 mil, se vc for na concessionario e chorar bem, cai pra 78 ou ate 75 mil, o desconto no Bravo ta bom, justamente por nao ter emplacado em vendas, um amigo vendedor da fiat, me ofereceu um tjet azul maserati completo menos xenon e couro, de 80 mil diz que bem conversado com gerente, sai por 71 mil, interessante ate, só a cor que não rola, montei um no site da fiat, tjet cor solida + teto + couro e radionav fica 78 mil, e conversando talves chegue nos 70 mil, é de se pensar, o seguro do Bravo tb nao esta tao alto em relação a outros no mesmo nivel

    • Alex_JW

      É isso que o pessoal não vê, ou não quer ver, o preço de 85 mil apresentado na matéria é o do Bravo completíssimo, top do top com tudo que tem direito.

      Só que o preço praticado nas CCSs é outro, muito mais baixo.

      Esse que seu amigo te ofereceu por 71 mil tá excelente, tivesse eu grana hoje iria aí buscar na hora!

      Bom depoimento.

  • alvarovalves

    A versão TOP é bem cara mesmo, já a versão de entrada, além de vir mais potente e mais completa do que muito hatch médio em suas versões mais básicas, está sendo vendida por R$ 50 mil, isso, se eu não me engano já com Air-Bag e ABS.
    É um caso a se pensar, pois apesar de não ser um Focus ou um I30 (em refinamento, e dirigibilidade), eu considero o Bravo um dos melhores do seu seguimento, com um bom motor, que movimenta muito bem o carro.
    Ainda mais com esses bons descontos que a Fiat vem dando.

    • Alex_JW

      Exato, Álvaro.

      Hoje, quem compara as versões de entrada de i30, Focus e Bravo, só não leva o modelo da Fiat por preconceito, só pode.

      Generalizando, claro.

  • BlueGopher

    Considerando a análise de preços feita pelo comentarista, concluimos que um Punto T-Jet poderia custar R$ 55 mil, e não R$ 63.6 mil como a Fiat quer.

  • FFFuel

    Eu queria um!!!!!

  • parmeso

    Comprei focus 2.0 há seis meses e antes fiz TD no bravo, achei a direção extremamente leve mesmo no modo normal. Pareceu carro de dondoca.

    • Marcelo_Machado

      Pelo contrário, é para quem sabe realmente dirigir e não fica todo assustadinho com medo de perder o controle do carro.

    • vinicarioca

      é a função city po… é um botão que você pode habilitar ou desabilitar… e desabilita sozinho a partir dos 40 km/h.

      é uma perfumaria show de bola, tiro o carro do estacionamento usando só o dedo indicador hahhaha

    • WFurlani

      Quando aperta o overbooster a direção fica mais rígida, assim como quando aumentamos a velocidade.É muito bom mesmo!!!

    • AutoIng

      Tem dono de Porsche que diz que o GT-R é carro de dondoca porque é mais fácil de guiar que o 911. Aham, uma desculpa bem esfarrapada pra não assumir que o carro do concorrente anda mais e ainda por cima faz isso de forma mais fácil e confortável ;)

  • REUSAN

    Ele perdeu o C x B do Stilo só isso,por isso ñ decolou!

  • mandabala

    Tesudo! Pegar um 2011 ano que vem, vai ser show!

    • WFurlani

      Eu tenho um, e vale a pena. Peguei com preço bem inferior a tabela. É show mesmo!!!
      Já tive um C4, mas prefiro o Bravo mesmo.

  • Luis Felipe CD

    Esse carro em azul é muito mais bonito, sofisticado e imponente, mas as pessoas botaram na cabeça que "branco é cor de rico"…

    • REUSAN

      kkkkk!Aqui, em BH branco é táxi!Então, os taxistas são milhonários !

    • danielGT

      O Bravo branco fica lindo, nossa consegue chamar mais atenção do que o (também lindissimo) Azul.

    • _biolog_

      Amarelo também fica maravilhoso…

  • Eduvinhas

    Nao tenho fiat mas ja vi que e so falar de fiat que chove preconceito

    • AutoIng

      Não só Fiat, mas também Renault, Peugeot, Nissan, Citroen, etc. Muita gente tem raivinha dessas marcas, sabe-se lá por que.

      • Eduvinhas

        talvez prq nunca tiveram nenhum . aqui em casa temos um stilo que desde novo e olha q ja tem 3 anos , nunca deu problema nem soltou roda nenhuma . milagre? naoo o carro e bom e ponto

      • Jorge_Armado

        Muita gente prefere Gol/ Voyage com super-calotas…:D

  • Marciomaster

    O carro ficou muito bonito, mas continuo com receio de motores turbo, nenhum deu certo no Brasil até agora, portanto não arriscaria meu rico din din nessa mecanica, iria de 1.8 aspirado, aliais iria de outro carro pois tenho opções melhores nessa faixa de preço.

  • Alex_JW

    biolog, vc tá falando sério?

    O tom do seu post não demonstra isso.

    O que tem a ver o post e a situação hipotética da minha filha "namorar com preto"? Eu namorei com uma negra, e não me arrependo. Em meu grupo de convívio tenho amigos de várias raças e credos.

    No meu post fiz uma brincadeira, tanto é que abusei dos "hahah" ou "..rs..", em nenhum momento procurei ofendê-lo, pelo contrário, parti para a descontração.

    Sinceramente não entendi o tom da sua postagem, mas cada um com seu cada um.

    • vinicarioca

      eu tbm não entendi… mas cuidado com o teto lunar… as mulheres se tornam mais fáceis em qualquer parada.

      é quase como aquela estória do boto rosa hahahahah

  • BrunoMulsane

    E um carro bonito, mas sem personalidade. Muito fácil de ser confundido com o punto. Minha escolha seria um focus, não pelos gadgets que ele não oferece nas versões simples, mas pela qualidade mecânica que todos sabem que o ford oferece.

  • VPE

    Eu tenho um Bravo 1.8.Pesquisei muito em internet,revista.Fiquei em dúvida entre Bravo ou i30,dirigi os 2,acabaram as minhas dúvidas. Acabamento muito superior,manutenção bem mais fácil e barata, motor muito mais eficiente,torque em baixa e responde muito rápido e algo que notei não só no i30 mas tbm no Veloster,eles tem um freio que na minha opinião precisa ser redimensionado,exigem muito espaço para frear.

    • vinicarioca

      tbm to satisfeitissimo com o meu… que carro fantastico.

  • rbcunha79

    Lindo carro. O que estraga é o preço.
    A FIAT poderia ser mais agressiva com a concorrência reduzindo preços do Bravo e Linea de forma a desbancar (no preço) Focus, i30, Civic, Corolla e Cruze.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend