Fiat Hatches

Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-1 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

No final do ano passado, o câmbio automatizado Dualogic – antes restrito aos modelos da Fiat com motor 1.8 16V – passou a ser oferecido também nas versões de motorização 1.6 16V da marca italiana. Ou seja, como toda novidade, esta tecnologia estreou em veículos mais caros e aos poucos começa a tornar-se mais comum no mercado. No caso da linha Punto, o surgimento da versão Essence 1.6 16V Dualogic, oferecida por R$ 47.350, teve a importante missão de tornar o modelo mais competitivo dentro do nicho dos compactos premium.



A função estratégica de combinar o câmbio Dualogic com o motor 1.6 16V na linha Punto fica mais evidente quando se constata que os rivais diretos Citroën C3 1.6 16V automático – de R$ 48.800 – e Volkswagen Polo i-Motion 1.6 8V – de R$ 45.510 – já ofereciam o câmbio automático ou automatizado. E ainda há o Honda Fit 1.5 16V EX i-VTEC Flex, que com transmissão automática sai por R$ 65.720. Era necessário oferecer o equipamento também em uma linha mais acessível – a versão Essence 1.6 é responsável por 35% das vendas do Punto em 2011. Enquanto as versões de motorização 1.8 16V dividem apenas 15% destas vendas, a versão mais básica do compacto ­ a 1.4 Attractive ­ representa 50% do total de unidades comercializadas.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-2 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Mas, mesmo com este novo item de conforto, as vendas do Punto não parecem ter sofrido mudança – continuam sendo comercializadas, em média, 2.500 unidades ao mês. O que pode significar que o mercado ainda esteja se acostumando com a nova opção. Nas versões 1.8, 53% das vendas do compacto premium são equipadas com o câmbio automatizado. Com três primeiros meses de mercado, a versão Dualogic já representa 21% das vendas da Essence 1.6. No total, 15% das vendas da linha Punto já são na versão automatizada.

Quando a motorização 1.6 16V E.torQ chegou à linha Punto em meados de 2010, foi alterada também a nomenclatura das versões que trocaram as antigas siglas EL, ELX e HLX para as atuais denominações Attractive, Essence e Sporting. Antes da introdução do motor 1.6 16V E.torQ, eram oferecidos apenas os motores 1.4 litro de 85/86 cv, além do “veterano” motor 1.8 litro de 115 cv, da antiga parceria com a General Motors. Com os novos motores produzidos pela FPT no Paraná, a antiga unidade propulsora da GM deixou de ser utilizada. As novas opções de motorização incrementam o desenho “fashionista”, inalterado desde a primeira versão, criada pelo designer italiano Giorgetto Giugiaro e vendida desde 2007 no Brasil.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-3 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Embora o câmbio automatizado Dualogic tenha sido adotado em versões mais baratas, o preço do acessório parece ter sofrido mudanças para cima. Quando surgiu, em meados de 2008, acompanhando o lançamento do já aposentado Fiat Stilo 2008 1.8 Flex, o câmbio custava R$ 2.490. Mas no caso do Punto Essence 1.6, a regalia não sai por menos que R$ 2.730. No entanto, a diferença de preço na versão 1.8 do mesmo modelo é de R$ 2.550. Na ponta do lápis, percebe-se que o opcional de conforto estranhamente custa mais caro para os modelos mais baratos. Sutilezas do insondável mercado brasileiro de automóveis.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-4 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic – Instantâneas

# O Fiat Punto brasileiro é baseado no Grande Punto europeu, lançado no Salão de Frankfurt de 2005.

# No Brasil, o compacto foi lançado em 2007 e é produzido na planta da Fiat de Betim, em Minas Gerais.

# A plataforma do Punto também serve ao sedã Linea.

# A versão 1.6 litro do Punto tem 117 cv de potência. Pelo menos 2 cv a mais do que a antiga versão 1.8, que era equipada com o motor GM.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-5 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Fiat Punto Essence Dualogic – Ficha Técnica

Motor: Etanol ou gasolina, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote. Injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio automatizado com cinco marchas à frente e uma a ré e opções de mudanças sequenciais na alavanca. Tração dianteira. Não oferece controle de tração.

Potência máxima: 115 cv com gasolina e 117 cv com etanol a 5.500 rpm.

Torque máximo: 16,4 kgfm com gasolina 16,8 kgfm com etanol a 4.500 rpm.

Diâmetro e curso: 77,0 x 85,8 mm. Taxa de compressão: 10,5:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson com braços oscilantes em aço estampado fixados ao subchassi, barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Traseira semi-independente, com travessa de torção de seção aberta, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Não oferece controle de estabilidade.

Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. ABS e EBD como opcionais.

Pneus: 195/55 R16.

Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,03 metros de comprimento, 1,69 metro de largura, 1,50 metro de altura e 2,51 metros de distância entre-eixos. Oferece airbag duplo frontal como opcional.

Peso: 1.194 kg em ordem de marcha, com 400 kg de capacidade de carga.

Capacidade do tanque de combustível: 60 litros.

Capacidade do porta-malas: 280 litros.

Produção: Betim, Minas Gerais.

Lançamento mundial: 2005. Lançamento no Brasil: 2007

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-6 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Ponto a ponto – Punto Essence Dualogic

Desempenho – O novo motor E.torQ com 117 cv de potência parece ainda não ser o ideal para proporcionar emoção a bordo do Punto Essence 1.6. O compacto ainda deixa a desejar para subir ladeiras e realizar manobras em baixa rotação do motor. O câmbio automatizado representa um conforto durante os momentos de trânsito, mas definitivamente não é um aliado muito fiel quando se quer estacionar. Sem desenvolver bem em baixa rotação, o carro simplesmente não responde sem que se pise mais fundo no acelerador, o que representa um certo incômodo. Leva algum tempo para se acostumar ao estilo “manhoso” do Dualogic. Nota 6.

Estabilidade – Bem firme ao solo, o Punto não demonstra grandes deficiências em altas velocidades. Nas curvas, o carro se comporta bem, torcendo dentro da normalidade. Nas frenagens mais bruscas também se manteve seguro, mas a frente mergulha um pouco mais do que o desejável. Nota 8

Interatividade – A posição para dirigir é interessante. O condutor não precisa de muito esforço para se instalar confortavelmente. Com ergonomia agradável no banco, ele peca apenas por ser um pouco baixo, o que faz com que se perca a visibilidade plena da dianteira do carro. Os ajustes elétricos dos espelhos também são bem simples. O que incomoda é a falta de um botão para destravar as portas. Para abrir o carro para algum passageiro entrar, é necessário utilizar as maçanetas. Nota 7.

Consumo – O modelo avaliado conseguiu obter um consumo médio de 7,8 km/l, rodando apenas na cidade, e abastecido com etanol. Nota 7.

Tecnologia – O motor do compacto da Fiat tem projeto bem recente, além do modelo disponibilizar vários recursos de conforto e segurança, como sensores de luminosidade e de obstáculos, airbags frontais e ABS. Porém todos são opcionais. O lado positivo fica por conta do sistema interativo Blu&Me, que é eficiente nos comandos por voz e funciona bem com os dispositivos Bluetooth. O ponto negativo é o câmbio automatizado. Apesar de proporcionar descanso total para o pé esquerdo do motorista, sua imprecisão eventualmente torna as manobras desconfortáveis e irritantes. Nota 7.

Conforto – Como se trata de um compacto, não surpreendem suas limitações de espaço interno. Os ocupantes do banco traseiro possuem apenas um espaço satisfatório para viajar. O isolamento acústico não chega a ser um problema, mas também não é perfeito. No entanto, encontrar a posição mais agradável para dirigir é algo simples. Nota 7.

Habitabilidade – O espaço interno é limitado, o que é agravado pela falta de uma iluminação mais eficiente. As luzes que possui são destinadas apenas à primeira fileira de bancos. O porta-malas é pequeno e ainda tem o fundo irregular, devido ao ressalto do nicho onde se guarda o estepe. Nota 6.

Acabamento – O acabamento não é de um carro de luxo, mas é bem trabalhado. Os plásticos utilizados no painel não são rígidos e ainda formam um ambiente agradável devido as suas disposições em diferentes tonalidades. Sem contar que estão bem encaixados e não possuem rebarbas nem defeitos aparentes. O Punto ainda conta com detalhes metalizados e em black piano, que ajuda a quebrar um pouco o ambiente fosco e empresta algum requinte. Nota 7

Design – O desenho do italiano Giorgio Giuggiaro sempre foi o ponto forte do Punto. Com linhas arrojadas e atraentes, o compacto se destoa dos concorrentes por possuir um visual mais equilibrado. Os destaques ficam por conta dos belos faróis angulosos e a frente em bico, que combinadas com a grade cromada da versão Essence, produz um ar ainda mais estiloso ao compacto da Fiat. Nota 9.

Custo/benefício – Os R$ 47.350 pedidos na versão Dualogic Essence 1.6 litros 115/117 cv do Punto incluem uma lista bem básica de itens de série – ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, computador de bordo e faróis de neblina. No entanto, a mesma versão com câmbio manual sai por R$ 44.630. Ele está situado bem na faixa de preços do carros do segmento, como o C3 1.6 de 110/113 cv Exclusive – com ar-condicionado digital e rodas de liga leve aro 15, além do som de série –, que custa R$ 48.800. Ou o Polo 1.6 i-Motion, que sai por R$ 45.510. O carro testado contava com um kit que incluí rodas de liga leve e telecomando na chave canivete, o que eleva seu preço a R$ 55.408. Nota 6.

Total – O Punto Essence 1.6 16V Dualogic somou 70 pontos em 100 possíveis.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-7 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Fiat Punto Essence Dualogic – Impressões ao dirigir

O novo motor 1.6 não chega a comprometer o desempenho, mas também não chega a produzir emoções fortes ao dirigir. Devido a seu baixo desempenho em regime de baixas rotações, a unidade propulsora deixa um pouco a desejar. O câmbio automatizado Dualogic faz com que o compacto da Fiat se torne confortável nas horas onde não se pode pisar fundo no acelerador. No entanto, as trocas de marchas em modo Drive apresentam certos “engasgos”, o que é parcialmente sanado pela opção da utilização em modo manual.

Estacionar o carro pode ser considerado um desafio. Sem ter uma espécie de sintonia fina na aceleração, graças ao câmbio automatizado, é muito difícil manobrar sem sofrer com os solavancos. Mesmo ao tirar o pé do freio, o Punto só sai da inércia com acelerações mais fortes, o que causa irritação e gera dificuldade ao condutor para colocar o carro em vagas mais apertadas.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-8 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Quando o estacionamento é deixado para trás e chega a hora de acelerar na estrada, o motor 1.6 16V E.torQ finalmente mostra a que veio. O carro consegue boas retomadas ­– apesar dos eventuais solavancos causados pelo câmbio – e atinge velocidades elevadas em causar qualquer sensação de descontrole.

Se em alguns aspectos acaba aparecendo como o “vilão” da história, o câmbio automatizado Dualogic proporciona evidente conforto na hora de enfrentar os constantes congestionamentos das vias da cidade. O que pode ser um diferencial para conquistar novos consumidores. O compacto premium da Fiat peca em alguns aspectos básicos, como o pequeno porta-malas e os acessos complicados. Mas tem a seu favor um visual moderno e arrojado. E a opção do cambio Dualogic é bem coerente com o público-alvo do modelo.

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-9 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

fiat-punto-essence-dualogic-auto-press-10 Avaliação completa do Fiat Punto Essence 1.6 Dualogic

Por Rafael Carnevale – Auto Press

4.0

  • Robson Iecker

    O punto é um otimo carrro…….
    e esse pos e contas estão certos…….

    • alyalysson

      e a visão pelo retrovisor interno não é ruim?
      por causa do vidro traseiro pequeno?
      é uma impressão que tive quando sentei dentro de um (mas não dirigi)

    • HCO

      Minha Avaliação
      Pontos Positivos: Design atraente e o carro ser atualizado com a Europa (eu acho)
      Pontos Negativos: Acabamento Fiat,motor Fiat e logotipo da Fiat

      • netto

        Fosse um VW tu beijava o chão pelo qual ele passasse, beijava não? :p rsrsrs Brincadeirinha ;)

        • Marcelo_Machado

          Ele beijava até se o simbolo fosse da Chana ou outra chinesa qualquer. O problema é a Fiat.

    • Milton_GT

      Não acho que os pros e contras estão certos não.
      Está certo que o Punto é um carro esportivo que serve a um nicho de mercado. Eu como gosto de carros esportivos, tenho um HLX 1.8 e para mim é o melhor carro fabricado no Brasil. O cambio Dualogic não me interessa ter, eu gosto do Manual mesmo.
      O Punto é um carro apaixonante na estrada, mas a estrada tem que ser boa, como as de São Paulo, para mim, repito, é uma carro nota 10.

      • ThorBH

        vc ainda é inexperiente meu jovem, esse deve ser seu primeiro carro 1.8. Tenha calma na hora de fazer uma generalização, pois seu punto anda pelo menos 4s mais devagar que o TJet em Interlagos…

      • rafa_marcao

        Estou afim de pegar um Punto 1.8 usado porém estou com receio do porta malas pequeno.

  • MarlonJean

    Ficou um Carrão com esse 1.6 e na versão Essence tem um ótimo Custo X Beneficio, eu ia comprar um, mas como o pai estava bancando 50% não deixou falou que não gostou, comprou um Focus Sedan (claro que não reclamai dai) mas eu acho um ótimo carro, RECOMENDO MUITO, bonito e gostoso de pilota, e boa matéria Eber Gostei!

    • AJPINHEIRO

      seu pai é um homem sábio, afinal de contas, quem vai gostar de um punto quando se conhece um focus?

      • MarlonJean

        Sim, é que era para comprar um carro mais barato, mas já que ele quis bancar um mais caro eu topei na hora né! Apesar das 12 vezes a mais que tenho que pagar agora!

        • AJPINHEIRO

          vai pagar as 12 vezes, mas vai ter umas 48 vezes mais carro, pois vc tá pagando por um médio de verdade! e não por compacto premium.

          • MarlonJean

            12 vezes a mais que eu digo, porque, eu tinha um limite de 1300 por mês, no Punto seriam 36X e no Focus teve que ser 48X pelo preço maior. Mas não me arrependo, recomendo qualquer um dos 2, ótimos carros, aliás com esse probleminha da Toyota agora o Focus é uma ótima opção, mais espaço, motor potente, manutenção barata, mais conforto, e como tem menos na rua todo mundo acha que é um carro superior (status), alem do preço mais em conta !

  • 000000000000000

    Legal esse Punto Dualogic , mas preferiria um automático de verdade.

    • Duílio_Ferrari

      eu não tnho preguiça d usar a embreagem não, prefiro um manual mesmo.

      • bittcorp

        Não diria que é preguiça… pra quem anda no trânsito dos grandes centros, câmbio automatico/automatizado é bem cômodo…
        Como esse não é o meu caso, anda muito em estrada, prefiro o câmbio manual.
        O que eu não gosto mesmo são esses câmbios automáticos "indecisos" e os automatizados com seus "trancos"… mas, gosto do CVT.

      • rafaelmoraes99

        Eu tbm prefiro o bom e velho manual…..

        Mas vcs vao concordar comigo…no transito caótico onde vc anda e para a cada 10 metros, um cambio automático eh perfeito! rs

        • DougSampaNA

          pra quem só usa carro pra passeio, o custo do AT não compensa, mas quem usa todo dia dentro de uma grande cidadde, e dirigi aí uns 50 ou 60 kms dentro dela…AT na cabeça!! Sem contar que na estrada o bicho esta a 3.200 rpm a 120 km/h, relações de marchas bem acertadas
          Meu classic AT é uma maravilha dentro do transito pesado, mas me aborrece o fato de que o engate da 1a marcha dele é forte, então pra não ficar pisando com força no freio em parada de farol, eu desengato; acho que todo AT devia ter um sensor que desengatasse o cambio em velocidades de 3 km/h como os antigos Astra AT, que tinham este conforto no cambio.Eu dirijo muito e detesto trocar de marcha 500 vezes por dia, no fim do dia seu joelho está um caco…cambio manual nem a pau, nunca mais!!!

          • Marcelo_Machado

            Nisso os Automatizados levam vantagem, não precisa ficar pisando forte no freio ou colocar em Neutro qdo se esta parado. Nos Automatizados eles ficam em ponto-morto qdo se esta parado.

      • MatheusFR94

        é, os mais puristas são adeptos das caixas manuais mesmo…
        os carros q eu já dirigi são todos manuais, é bom vc ter o carro ao seu controle, na sua mão!

        • Marcelo_Machado

          No Automatizado no modo manual vc tem o controle do carro, na sua mão. Comportamento igual ao mecanico, só que sem o pedal da embreagem para encher o saco nos congestionamentos. Vc pode pegar uma boa estrada de serra e cambiar como no mecanico e qdo se tem as "borboletas" no volante fica ainda mais divertido.

          • MatheusFR94

            certo, mas deve ser desgastante na hora de estacionar, onde em algumas vagas vc tem q ter precisão milimétrica para mover o carro, e sem o controle da embreagem isso fica dificil.
            mas o bom é isso, variedade de opções para diferentes gostos!

            • basket133

              será que meio complicado estacionar carro automatizado .

        • MattTr00

          fico triste em ouvir todas essas coisas, gente que nao gosta de trocar de marcha. gosto eh gosto, mas antigamente as pessoas gostavam do ronco do motor do carro, do vento pela janela, da direçao que se sentia o carro, do cambio duro e cheio de manhas pra trocar… hoje só querem saber de DH, AC, trio eletrico, AT… um tempo atrás os homens eram mais "machos"

          • basket133

            Acho que meu sangue é de americano .

        • ThorBH

          eu gostei do CVT do Fit antigo e do Sentra, show de bola

  • BHauber

    E se você quiser emoção ao dirigir compre um T-Jet..
    Diversão garantida!

    • Grizzi

      Exatamente… compra um carro intemediario e quer EMOÇÃO? …. T-Jet existe para isso !!!!!!

    • JulienAvril

      Prefiro o C4 2.0 Sport !

      • BHauber

        Meu comentario não é de preferências, é apenas uma resposta ao autor que quer emoção ao dirigir um Punto..

  • netto

    Um dos poucos carros nacionais verdadeiramente bonitos, pena que a Fiat vai estragá-lo com essa nova reestilização europeia.

    • lucasfs87

      apoiadissimo!!!! nao gostei nada dessa mudança na europa!!!! esse atual é bem mais bonito!

    • Marcelo_Machado

      O exterior realmente é controverso, mas o interior vai melhor muito em beleza e qualidade de acabamento.

      • netto

        Isso é verdade, a Fiat vai ganhar pontos com isso!!! E cifras também, né rsrsrs :p

      • DiMais

        ele vai precisar mais do que só um corpinho bonito pra não perder para o Palio, que vem com tudo nessa nova geração.. e o interior será o fator decisivo para distanciar ambos.. fora outros aspectos menos visíveis a "olho nu"..

  • lcsmoretto

    Adoro esse carro, tenho um ELX 1.4 (2008). Não conheço o 1.6 mas o motor 1.4 é um desastre, além de fraco é bem gastão devido ao peso do carro.. Mas outras qualidades do carro tornam ele bem interessante.
    Pra mim resumiria o carro assim:
    Prós: Design, conforto, quantidade de opcionais e o interior bem mais "moderno" que os concorrentes
    Contras: Motor fraco, consumo elevado e preço do carro

    • Marcelo_Machado

      E o modelo que vende mais é o 1.4. Até achei estranho essa proporção de 50% de Attractive. Vejo uns 90% de Attractive nas ruas, mal vejo o Essence.

      • DiMais

        já por aqui vejo muito mais 1.6 16V rodando pela cidade, vai de cada região também

  • O Punto é realmente muito bonito, mas alguns detalhes como o porta-malas ou mesmo o cambio Dualogic fazem o consumidor pensar duas vezes antes de comprá-lo.

  • b3t0rj

    O q mata o Punto é o preço! só isso!

    • felipe_freedom

      Melhor mesmo, só Honda Fit!

      • Marcelo_Machado

        O preço do Fit então!!!!!! 65K pelo automatico!!!!!! Dá pra comprar Bravo/Focus/i30,etc!!!!!!!!!

        • Leandro1978

          O próprio Punto completo chega a exorbitantes R$ 62.180.

          • MeekeeB

            Qualquer carro completo fica exorbitante… os adoradores do Focus aqui devem saber os absurdos 74 mil cobrados pelo titanium, Fit top de linha mais caro que Civic, e assim vão os absurdos automotivos do Brasil.

  • BHauber

    Meu Sporting chega essa semana!

    o/

    • Marcelo_Machado

      Mecanico ou Dual?

      • BHauber

        Mecânico!! E vermelho! kkk

      • basket133

        dual logic agora com piloto automatico muito bom . alem das trocas no volante muito melhor que cambio manual .

    • Fernando

      Parabéns amigo.. prepare-se para ver pescoços quebrando quando vc passar na rua!

  • W_Santos

    É um bom carro. Infelizmente o custo beneficio mata nesse modelo, tudo é opcional.

    • doug_bc

      Acho ele meio caro pro que ele entrega… E não sabia do peso dele… É alguns quilos mais pesado que um Astra… Só a nível de exemplo…
      Esses compactos-premium tem preço dos antigos carros médios… Só que são inferiores… No caso do Punto ele é inferior ao Stilo ou o Bravo…
      Nunca simpatizei com essa categoria dita "compactos-premium"… Pra mim ou o carro é compacto ou é um médio… Não vejo nenhum carro nessa categoria que tem um custo X benefício grande… kkk

      • Leandro1978

        O problema que eu vejo nos compactos "premium" do Brasil, é que, em sua maioria, são modelos que deveriam ter tirado de linha outros, mas chegaram a preços maiores e, com isso permitiram que os modelos "inferiores" ou gerações anteriores continuassem. Se não estou enganado, o Polo deveria ter tirado o Gol de linha, tanto que possuía versão com motor 1.0 16v. O New Fiesta tirou de linha o Rocam em muitos mercados. Inclusive acho, como já comentei abaixo, que o Punto deveria ter tirado de linha o Pálio. Porém isso não é exclusivo de nosso mercado. mesmo na Europa há exemplos disso. A Peugeot manteve ou relançou o 206 mesmo após o lançamento do 207. Já li que a Citroen fará o mesmo com o C3. Porém aqui há um certo exagero com a permanência de alguns modelos extremamente defasados, como Mille e Gol G4,mas é aquilo, as montadoras oferecem o que o mercado quer ou aceita.

        • Corvo

          Exatamente…aliás, na Europa ou em outros mercados, o Polo europeu é o carro de entrada da VW, porém a VW quer nos fazer passar ela como premium quando não é..é um bom carro sim, mas não passa de um Gol melhorado caro. New Fiesta mesma coisa. O 206 ainda é fabricado na Europa…pena PSA não comercializar aqui o verdadeiro 207…mas concordo também com isso…as vezes as culpadas não são só as montadoras..se não as necessidades próprias do mercado

          • MatheusFR94

            lembrando: o nosso 207 (206 remendation) teve a ideia feita aqui, um facelift tosco sobre o 206, aí levaram ele pra Europa, mas falando a verdade ao consumidor: lá ele é 206+ (plus), um modelo mais acessivel que o 207 (o verdadeiro).

          • ThorBH

            na Europa tem o Fox abaixo do Polo. Antigamente tinha o Lupo. Pelo o que parece, eles repudiaram o Fox, tanto é que essa nova reestilização não chegou para eles, creio que uma nova geração do Lupo substituirá a raposa por lá…

        • Marcelo_Machado

          Colocando uns opcionais no Punto ele chega no preço do Bravo Essence. Esses carros "premium" até poderiam existir se já viessem mais completos, sem tantos opcionais.

        • DiMais

          foi uma divisão bem brasileira, onde se viu que poderia cobrar mais por menos.. o Palio deveria ter entrado no lugar do Uno como o basicão da turma e o Punto logo acima.. mas no Brasil….

    • pauloomota

      verdade.. tudo é opcional.. o 1.4 nao presta e o preço é muito alto.
      são esses os unicos problemas que eu vejo no punto.. mas o 1.6 mto bom!

      • doug_bc

        o 1.6 é muito criticado pela imprensa amigo… sério
        acho que dos e-torq o único que realmente tem desempenho animador é o 1.8..
        basta ler sites e revistas…

  • Leandro1978

    Eu acho o Punto um carro bonito e ainda atual. Inclusive acho que o Punto deveria ter aposentado o Palio quando foi lançado, mas enfim…Pessoalmente, não gosto dos câmbios automatizados, prefiro um automático, mesmo que de 4 marchas ou mesmo um mecânico "normal". Achei o carro caro, principalmente pelos equipamentos de segurança serem opcionais, porém não procurei ver como são os concorrentes, mas deveriam ser equipamentos de série em todos.

    • pfcmacedo

      Não sei se você enfrenta transito todo dia, mas pra quem enfrenta automaticos ou automatizados são de grande ajuda, no mais nossos automatizados estão engatinhando ainda, creio que va melhorar muito (já melhorou bastante). Espero que daqui a uns anos cambio manual somente em esportivos

      • Marcelo_Machado

        Com os Automatizados de dupla embreagem até os esportivos vão deixar de ser manuais. Veja o caso do A3. O Automatizado (STronic) é mais rápido na pista que o mesmo A3 mecanico. O próprio S3 que é a versão mais esportiva tem o STronic, com a vantagem de poder fazer as trocas sem tirar as mão do volante devido às "borboletas".

    • pauloomota

      Isso.. Concordo contigo.. se tivesse aposentado o palio.. consequentemente o Bravo seria bem mais barato!

      • Marcelo_Machado

        O Bravo não seria mais barato pois ele é médio e tem o preço igual aso dos outros médios do mercado.

  • rudacs

    O carro testado contava com um kit que incluí rodas de liga leve e telecomando na chave canivete, o que eleva seu preço a R$ 55.408! Wtf? Eu comprei o meu Sporting 1.8 16V Dualogic por 54mil!!

    Então esse carro estava com todos os opcionais (teto, airbag, blue&me, …) pra ter esse preço, e não simplesmente a chave canivete e a roda de liga leve!

    Por favor corrigir!!

    • DougSampaNA

      O colega, quanto pagou no seguro e aproximadamente quanto faz este carro no alcool na cidade?
      Eu dirigi uma idea dual 1.8 novinha esta semana, achei a dh pesada, e o deslanche do carro em saidas um tanto pesado; nas trocas de marcha induzidas por mim (tirando o pé do acelerador pra faze-lo trocar marcha) o mesmo não trocava abaixo dos 2500 rpms, isso no plano.
      Talvez por causa do Idea ser mais pesado que o punto a calibragem da empbreagem seja assim, mas confere as minhas impressões com as suas?
      Abraço.

      • rudacs

        Na cidade faço 8 e na pista faço +- 11 pra 12. Estou ainda com 1500km. Deve melhorar com o tempo.

        • DougSampaNA

          OK Obrigado a voce e ao Marcelo Machado; como o Idea era da empresa que represento, foi comprado para uso da gerencia. Mesmo 1.8 132 cvs, é apenas razoavel. Vou fazer um teste drive num punto 1.8, quem sabe é melhor; só receio do valor do seguro; na minha faixa de idade(+ de 40) não é tão caro, mas pra quem tá acostumadoa pagar 1.330 do Fit e 800 do corsa, to com receio da facada…quanto voces pagaram de seguro nos seus carros?

          • Marcelo_Machado

            Não sei o valor cheio dos seguros porque fiz endosso nos 2, só vou renovar em set e dez/2011. Mas não foi barato. Acredito que o do Punto seja menor. A Idea é Adv e tem muitas peças(plastico pra todo lado) então encarece a reparabilidade e aumenta o seguro. O Bravo é lançamento então eles enfiam a faca.
            Não sei a sua urgencia em comprar o carro, mas no 2º semestre a Fiat vai reestilizar o Punto, ele vaificar igual ao europeu. O exterior ficou um pouco controverso, uns gostam outros não. Mas o nivel de acabamento interior e o painel vão melhorar muito. Caso fosse vc esperaria mais um pouco, até porque se não gostar do novo vão vender o atual com bons descontos qdo houver as mudanças.

  • KTA2010

    Dois conselhos para a Fiat: 1º) poderia adotar o mesmo sistema do Easytronic da GM, que na marcha ré acelera sozinho, como em um câmbio automático, ficando mais fácil manobrar o carro em balisas; 2º) poderia diponibilizar as borboletas de trocas de marchas no volante, como item de série neste carro….

    • Marcelo_Machado

      Não sabia dessa caracteristica do Easytronic na ré. Seria bom no Dual tb, manobrar o carro dando ré em ladeira enche um pouco o saco.

  • DiMais

    amigos possuem esse carro, e dentro da linha fiat ele é um "Punto" fora da reta, já que normalmente os Fiat são mais molengas e voltados para o conforto o Punto é mais direto e rígido.. ótimo carro, bem acabado ele deveria estar entre nossos compactos tradicionais, mas foram criados os premium e deram status para ele assim como os outros concorrentes. enquanto não for lançado o DSG da Fiat vamos ter que engolir o dualogic em toda a linha, exceto no 500 que terá automática Aisin conforme já foi noticiado.

    • Marcelo_Machado

      Se esses "premium" já viessem mais completos pelo preço que tem hj pelados acho que valeriam a pena, mas aqui no BR as montadoras adoram vender opcionais.

  • Corvo

    É um bom carro, pena que é caro pelo que é…além de ser tudo opcional…em qualquer mercado do mundo é um carro de entrada, e aqui Fiat, por não aposentar Palio, colocou num patamar acima sendo um hatch premium, ídem Polo e VW…se voces prestarem atenção, o nicho de mercado é C3, Polo, Punto, todos carros que em outras partes são compactos e aqui, ficam meio perdidos em termos de concorrencia.

  • Cil

    Embora eu ache que são carros com propostas diferentes, pelo preço que se paga pelo Punto dualogic, eu levaria o C3 ou o 207 (não fosse o resultado no Latin NCAP para este último) automáticos.

    Agora, interessantes os dados de vendas do dualogic hein. Parece mesmo que os câmbios automatizados/automáticos estão caindo no gosto do povo.

    • basket133

      Esses automaticos da pegeut são muito problematicos.

  • macielpb

    por esse preço prefiro o fox pime já vem com abs e air bag de série e outos mimos como ajuste de volante e banco trazeiro corrediço

  • Nickfrancebresil

    Se eu fosse a Fiat , excluia o PAlio , e deixava no lugar , para bater de frente com o G5 , com o preço do palio , acho que levantaRIA BOAS VENDAS PARA O punto , assim motivaria os consumidores , esse carro e popular , claro que as peças nao sao baratas e nem o imposto do leao aqui , mais seria uma boa soluçao para que se torna um icone para Fiat esse carro , e nao perde nada feio paro o G5

  • pauloomota

    To de acordo com a galera do NA.. é um ótimo carro.. na Versão 1.6 é claro.. bonito.. Mas.. era pra ter substituido palio, era pra ser mais barato.. e ter mais itens de série.. por que eu montei um carro desse no site da fiat e tudo é opcional como disseram! Se a Fiat resolvesse esses probleminhas que a galera do NA fala.. ( sonho )

    • Fernando

      Só se substituissem o gol pelo Polo.
      Pq a vw pode ter um intermediário e a Fiat não pode?

  • GusMenVin

    Esse motor deve ser rápido, quando ele está em velocidade mais alta.

  • CanalhaRS

    Sempre gostei do punto, e acho que a restilização que está vindo, vai deixar ele ainda mais bonito, principalmente por dentro.
    Mas ele tem umas falhas de engenharia incompreensíveis (tipo não ter um motor e cambio bem acertados) e custa muito caro. É só questão de marketing. Se não existisse o maldito segmento de "compactos premium" a Fiat o venderia dentro da dezena 30.
    Uma pena

  • Boblop61

    Concordo que os volumes de vendas do Punto são baixos, assim como o C3 e o Polo (lá atrás). De fato são caros, apesar de apresentarem um refinamento melhor. Não dá pra compará-lo com o Palio, assim como o Polo é muito superior ao Gol de hoje, entretanto, nosso mercado é muito complexo e a visão da grande população tem comprado Palio até hoje, de uma geração de 1996, levando-se em conta que ele vem sendo maquiado de lá pra cá. Não vejo diferenças e sou da opinião que o Palio deveria ser aposentado e ser substituído pelo Punto, pois, assim seria um progresso, mas as coisas não são tão fáceis assim, pois, o número para esses carros são 35k e não 45k, portando, estão desenvolvendo um Palio para situar-se entre Gol, Fiesta e outros. Quanto a esse cambio, com esse motor 16V, não casa bem, pois, esses motores exigem acelerações maiores, pois, o torque baixo no início, deixa todo o conjunto meio impreciso, pelo menos foi o que senti quando experimentei, e em comparação com o Polo, por se 8V e um pouco mais acordado, fica mais fácil de se habituar, pois, se acostuma muito rápido com seu tempo…Não sei se concordam comigo…

    • PauloECosta

      Exato! O mesmo câmbio acaba casando um pouco melhor no motor 8v já que tem mais torque em baixa e o câmbio não estica muito para passar de marcha, assim, o tranco acaba sendo também menor que o 16v.

    • douglasmartins1

      O Negócio é o Seguinte:
      – Câmbio Manual e Automatizado: Motor 8V;
      – Câmbio Automático: Motor 16V, pra sentir a força quando pisa com vontade, e ele faz o KickDown!!! É emocionante aquela redução de marcha!

    • Marcelo_Machado

      A Fiat mudou o software do Dualogic, deixou ele com as trocas mais suaves por causa das críticas dos trancos e soluços. Na minha opnião piorou por isso e não pela troca do 8v para 16v. Todo mundo que troca de 8v para 16v mesmo no manual estranha, acha que falta força em baixa. No 16v vc precisa esticar um pouco mais as marchas, basta pisar um pouco mais que o Dual estica as marchas.

  • MatheusFR94

    todos estão lembrando do mau posicionamento do Punto (e tambem "New" Fiesta, C3 e Polo) em nosso mercado…
    também fico de cara com essa gambiarra mercadológica, colocar carros extremamente pelados como sendo de entrada, e os modelos citados como "premium"… sendo que deveríamos ter esses "premium" como sendo de entrada…
    mas a sacada é: povão não quer abandonar a tradição de Gol, Palio, Celta e afins… aí resulta nessa presepada de mercado aí!

  • douglasmartins1

    Eu acho o Punto um carro muito bem acertado, em tudo! SImplesmente o visual dele é demais!
    Muitos vão me atacar pedras, mas ainda acho a traseira do Punto, e o próprio Punto muito mais bonito do que o Bravo.
    Outro ponto a elogiar é o ótimo Consumo no Álcool.

    Lógico, tem também os pontos fracos, que seria o Câmbio Dualogic, e o Motor que não desenvolve bem em baixas rotações. Imagina num morro querer passar uma segunda marcha, abaixo dos 2000RPM ?

    Mas de resto, o carro é muito bonito, e respeitável!

    • Marcelo_Machado

      Por que vc precisa passar segunda marcha abaixo dos 2.000rpm na subida de um morro?????

      • douglasmartins1

        Não é questão de ser preciso, é questão de Força do Motor. Se botar uma câmera no carro de cada um que tem carros 8V, verá que a maioria na cidade, efetua trocas entre 2000~2500RPM e são trocas satisfatórias. Não quer dizer que toda hora a marcha será trocada em 2000RPM, mas é sempre bom ter muita força em baixa, pois contribui muito para um conforto ao dirigir.

        Pensou o incômodo de toda ter que esticar a marcha, porque o carro não aguenta? (ok, sei que tem carros assim, mas não gosto).
        Só Gosto dos 16V aliado a um Câmbio Automático, pois aí sim compensa e o Câmbio que "se vire nos 30" para engatar a melhor marcha, e não teria o incômodo de esticar a marcha.

  • JHerzev_Potiguar

    Acho o Punto um carro bonito, uma pena que vão estragar o design dele igual fizeram com o Punto europeu, transformando um belo carro em um bagre chamado Punto EVO. Se eu estivesse querendo comprar um, com certeza compraria antes dos remendos.

    • mandabala

      Estou rezando para que o Evo nunca chegue!

    • CanalhaRS

      Gosto é gosto, eu acho que o EVO é uma boa evolução para o atual. Você já viu o interior dele? Vai deixar o atual parecendo fiat 147.
      Eu quero que venha logo sim!!!

      • JHerzev_Potiguar

        O interior ficou legal, mas duvido que a Fiat não o empobreça no brasileiro. O ideal é que colocassem o interior do Evo no modelo atual…gosto é gosto, e eu acho o EVO horrível.

        • Marcelo_Machado

          Pelo que venho lendo de sites confiáveis e que não tem errado nessas informações o interior vai mesmo ser igual ao europeu, subir de nível. Por causa do novo Palio, o interior do Punto tem que ser melhor que o do novo Palio.

  • Colla1

    Tambem o acho muito bacana.

  • mandabala

    Meu objetivo de vida é nunca precisar comprar um carro com um câmbio desses. De qualquer marca!

  • Marcelo_Machado

    É realmente vale a pena mesmo. Mas guarda uma grana pras revisões que são bem carinhas no Kia.

  • VTTy

    Não é que aquela teoria do amor e ódio se aplica aqui? Não sou admirador da fiat, mas o ódio em volta dela pulando qualquer contexto histórico, soa bem… ridículo. Não tenho vergonha de ter um fiat, vw, ford, gm. Tenho vergonha de entrar em sites e ver comentarios de haters que, em vez de mexer os pauzinhos para mudar a realidade desse preços astronômicos, ficam bancando de posers maaaster entendidos de carros.

    Voltando a matéria, esse motor/cambio ainda tem muito o que melhorar.

  • AJPINHEIRO

    não vejo problema algum se o cara disse o que achava e não faltou com respeito com ninguém nem com o regulamento do fórum.

    agora, vc que ficou sentido aí com os estereótipos…

    o cara nem falou nada que lhe ofendesse…ou vc prefere automático pq tem respostas mais lentas que os manuais?? só disse os motivos básicos de se optar por um câmbio automático, que estão unicamente ligados ao conforto, comodidade.

    e cara, sendo essa a opinião dele e tendo em vista que a preferência dele não traz malefícios nem a vc nem a ninguém, ele pode morrer com ela e não tem problema algum.

    e aproveitando o ensejo e tendo em vista que denúncias de terceiros são efetivas desde semana passada, quero te denunciar à moderação por ter desrespeitado a ordem e os colegas de fórum, pois acredito que seu trocadilho com "fuque iou" caracterize ofensa. agora, se houver bom senso da parte da moderação do site, farão vc arrumar uma boa desculpa de erro de digitação ou existência de uma expressão regional para "fuque iou", ou vão fazer vc apagar essa porcaria de desrespeito com seu colega.

    P.S: espero que o numeral 86 que sucede seu nome seja referência ao fato de vc ter sido o 86º a criar uma conta com o nome rodolfo, pq se isso for uma referência ao ano que vc nasceu e vc tiver 24~25 anos é palhaçada ficar pagando de maduro pra gente com quase sua idade.

  • Alesr50

    O consumo dele tá melhor do que o do 1.4 não?

  • basket133

    com esses preços ja devia ser dupla embreagem .vai roubar no inferno .

  • mauricar20

    Eber, depois que atualizei a injeção do meu Punto 1.6, o desempenho em baixas rotações melhorou muito, e nem parece o mesmo carro! Não seria o caso de uma reeavalição desse tópico do post?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend