Land Rover SUVs

Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-1 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Para a Land Rover, o Freelander 2 a diesel era o carro que faltava no Brasil. Primeiro porque a nova versão vai permitir o aumento da cota de veículos junto à matriz – que é na Inglaterra, apesar de a empresa ser controlada pela indiana Tata. Atualmente, as remessas giram em torno de 200 unidades mensais, o que é considerado pouco.



Depois, a motorização mais robusta pode ajudar a criar uma imagem mais valente e vigorosa para o utilitário – o Freelander ainda é visto pelos fãs da marca como uma espécie de Land Rover “café-com-leite”. Na equação do diretor-presidente da Jaguar Land Rover para América Latina e Caribe, Flávio Padovan, o resultado pode ser extremamente positivo. “Em setembro, vamos atingir 350 unidades vendidas do modelo diesel por mês”, imagina.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-2 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Mesmo que as vendas do modelo a gasolina sofram grande canibalização, o futuro antevisto pela marca projeta algo como 5 mil unidades de Freelander por ano. Hoje o Freelander responde por 36% das vendas no Brasil, enquanto um modelo maior e mais caro como o Discovery, que tem motorizações diesel e a gasolina, representa quase metade das Land Rover vendidas no país.

Mas o que também leva a essa previsão é o pequeno acréscimo de preço. A versão diesel mais simples, S, sai a R$ 129.900, exatos R$ 7.900 a mais que na motorização atual. Na versão intermediária SE, que custa R$ 147.900, a diferença fica em R$ 4 mil, e na top HSE, em R$ 3 mil – a diesel é cotada a R$ 172.900 contra R$ 169.900 da a gasolina.

A maior diferença fica nos números que cada propulsor fornece. O turbodiesel é um 2.2 litros com 190 cv a 4 mil rotações e 42,8 kgfm a 1.750 rpm. Já o propulsor de seis cilindros a gasolina tem 230 cv a 6.300 rotações e rende 32,4 kgfm a 3.200 giros. A potência 40 cv menor é compensada em parte pelo torque 10 kgfm maior, que dão enorme agilidade para o modelo diesel. O zero a 100 km/h é cumprido em 9,5 segundos com motor diesel e 8,9 com propulsor a gasolina – a máxima, nos dois casos, é limitada em 190 km/h.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-3 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Embora seja novidade no Brasil, o mais comum mundo afora é encontrar apenas Freelander a diesel. Este motor, desenvolvido pela PSA Peugeot-Citroën, está nos modelos vendidos na Europa. O propulsor a gasolina, chamado de SI6, feito pela Ford e usado em vários modelos da Volvo, é aplicado ao Freelander nos raros países que têm alguma restrição ao combustível. Caso dos Estados Unidos, onde o diesel só encanta caminhoneiros, e do Brasil, que proíbe esse tipo de motorização em veículos sem tração integral e reduzida.

Acontece que uma pequena alteração na legislação – na verdade, uma interpretação mais moderna –, que antes só aceitava reduções mecânicas, passou a considerar também as reduções feitas eletronicamente – como a do sistema All Terrain da Land Rover.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-4 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Por isso mesmo, pode-se prever que o Freelander é apenas o primeiro utilitário esportivo médio do mercado que oferece motor diesel – até agora, só modelos maiores tinham essa opção. A tendência é que os rivais se apressem para apresentar suas versões movidas a óleo. Até lá, porém, o Freelander vai estar sozinho nessa trilha.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-5 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Primeiras impressões – Cara e coragem

São Miguel do Gostoso/RN – A Land Rover pegou pesado com a Freelander. Obrigou que uma tropa de duas dezenas de unidades do utilitário cumprisse uma trilha complicada, durante a apresentação do modelo com motor diesel. Foram 350 quilômetros, na ida e volta entre Natal e São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. Entre as duas praias potiguares, asfalto, lama, pedras e, claro, na maior parte, areia. O carro não sofreu nenhuma preparação especial para enfrentar a aventura.

Os pneus, por exemplo, eram próprios para asfalto, o Scorpion Zero, da Pirelli. A decisão não chega a ser bizarra. Pneus esportivos costumam funcionar razoavelmente bem em trilhas na areia, pois têm bom apoio, grande área de contato e sulcos rasos, que não cavam o solo. São bem melhores do que pneus para a lama, por exemplo. Na areia úmida, perto do mar, ou nas dunas, que são bem firmes, o Freelander se sentia bem tão à vontade quanto no asfalto.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-6 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

O fato de ser construído em monobloco – a plataforma, aliás, é a mesma da usada no Volvo XC60 – torna a vida a bordo muito agradável em pisos lisos, como asfalto e areia, e bem pouco aconchegante nos terrenos irregulares, como na terra. Por ter pouca capacidade de torção, quase todo o trabalho de copiar o solo fica por conta das suspensões – que, por sua vez, são firmes, pois o Freelander é um carro pensado para o asfalto. Por isso, o desenho do test drive obedeceu rigorosamente à lógica funcional dos pneus e do carro.

Muitas praias, muito asfalto, pouca terra, raros trechos em lama e trilhas alagadas de se contar nos dedos de uma mão – suficiente, no entanto, para que um dos carros ficasse afogado. Mesmo no caso da areia, a facilidade de travessia está diretamente ligada ao grau de firmeza. Em trechos de areia fofa, é preciso manter uma velocidade alta e controlar firmemente a direção para que não haja esterçamento – se o pneu virar, ele cava a areia e o carro acaba atolado.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-7 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Como em vários momentos o comboio não estava bem distribuído e os carros ficavam muitos próximos, não foram pouco que tiveram de encarar o mau humor dos homens do gincho. Mas é no asfalto, habitat do Freelander, que se pode tirar o que o utilitário esportivo tem de melhor. Um bom nível de equipamentos, bancos confortáveis e uma estabilidade em curvas e retas comparável a carros de passeio.

O motor diesel se mostrou bastante silencioso e tem a agradável habilidade de estar sempre bem disposto – o torque máximo é a 1.750 giros, não muito distante da marcha lenta. E, ao contrário dos que costumam equipar pick-ups e utilitários de trabalho, é bem elástico. Um comportamento próximo ao de um propulsor a gasolina, mas com algumas vantagens: é mais robusto, bem mais econômico e combina melhor com o requinte e o luxo da marca inglesa.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-8 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Ficha técnica – Freelander 2 SD4 SE

Motor: Diesel, dianteiro, transversal, 2.179 cm³, turbo, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e comando duplo no cabeçote. Injeção direta de combustível no sistema common rail e acelerador eletrônico. Tração integral permanente com diferencial traseiro com controle eletrônico.

Transmissão: Câmbio automático com seis marchas à frente e uma a ré com opção de mudanças manuais sequenciais na manopla. Tração integral permanente com diferencial traseiro controlado eletronicamente. Sistema All Terrain em quatro regime de distribuição de torque. Reduzida eletrônica.

Potência máxima: 190 cv a 4 mil rpm.

Torque máximo: 42,8 kgfm a 1.750 rpm.

Diâmetro e curso: 85 mm X 96 mm. Taxa de compressão: 15,8:1.

Freios: Dianteiros com discos ventilados e traseiros com discos sólidos. ABS, EBD e assistência para frenagem de emergência. Controle de descida

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira independente, com conjunto de tirantes, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Oferece controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: Para asfalto 235/55 R18 na frente e atrás em rodas de liga leve.

Carroceria: Utilitário esportivo em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,50 metros de comprimento, 1,91 m de largura, 1,74 m de altura e 2,66 de entre-eixos. Oferece airbags frontais, laterais dianteiros e do tipo cortina. Controle de estabilidade dinâmico com sistema anti-rolagem.

Peso: 1.805 kg em ordem de marcha com 550 de carga máxima admissível.

Capacidade do porta-malas: 755 litros/1.670 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Tanque de combustível: 68 litros.

Produção: Halewood, Inglaterra.

Lançamento da geração: 2006. Facelift em 2010.

Ângulo de ataque: 31,2º

Ângulo de saída: 34,1º

Capacidade de submersão máxima: 50 cm.

land-rover-freelander-2-diesel-auto-press-9 Avaliação completa Land Rover Freelander 2 diesel

Por Eduardo Rocha – Auto Press

5.0

COMPARTILHAR:
  • Henrique

    Sem dúvidas um ótimo carro
    Mas ainda prefiro a BMW X1

    • Movido à Capim

      Somos 2, então.

      • vini_B

        eu tbm prefiro o x1, mais ñ regeitando o freelander q é mt lindo tbm.

        • 000000000000000

          Concordo, sem esquecer da XC60, que atualmente é a que mais me agrada.

      • shdn2010

        3, prefiro muito mais a bmw

    • vdisco

      Eu gosto do design da X1, mas a versão de entrada é f#d@ hein! Motor fraco!
      E na top de linha que custa 200 mil reais o freio de mão ainda é antigo, como de um gol! Pelo menos uma freio de pedal, se não querem colocar o elétrico!

      • blindzector

        Affz…

        meu amigooo… se vc entrar em um pagani zonda, vc vai achar estranho, ele tem freio de mao ^^

        Ohhhhhh!!!!

        Tecnologia ateh hoje colocada vinda de nossos otimos, belos , velozes e seguros carros!

        • vdisco

          É claro que os carros possuem freio de mão!!
          Mas o do X1 é igual ao de um gol! Pelo preço do carro, deveria ser um elétrico, como o do XC 60 ou no mínimo de pedal, como da dupla Cadenza/Azera!
          Freio de mão convencional, do X1, Gol, Siena :http://goo.gl/avk76
          Freio de mão elétrico, como do Tiguan, Discovery 4…: http://goo.gl/8RXYy

    • kiko1974

      Acho engraçado que um monte de gente malha os carros de "luxo" da VW porque têm todos a mesma cara…. gente que nao compraria um "carro caro com cara de fox"…. mas ninguém comenta que a freelander é externamente IGUAL a ecosport, apenas maior!!!! Pois então eu digo: NAO COMPRO CARRO PARECIDO COM ECOSPORT…. hehe

      • Movido à Capim

        Amigo a Ford foi quem copiou os Land Rover, olhas as versões anteriores do EcoSport, todos diferentes. A Land Rover ta em um patamar que o EcoSport não chega nunca, um Fiesta mal acabado com suspensão elevada.

        • kiko1974

          Concordo com vc quanto a qualidade de um e de outro, e em nenhum momento disse que a land rover copiou a ford, até porque seria muito estranho…rsrssr….. Sabe porque a ford nao foi incomodada pela land rover por causa da cópia? porque a ford era DONA da Land rover na época…. E PRA MIM, as duas são feias…..

          • blindzector

            Ohhh eu com uma feia dessa na garagem… tava satisfeito!!!

            aiuhaiuhauihaiuhaiuhaiuhaihua!!!!

      • henrylandder

        se for pra comprar um freelander eu não acharia a Ecosport tão feia…

      • RSM

        Tá, daí vc acordou né isso??

    • blindzector

      HUmmmmm BMW X1 … ela de fato e mais bonita, mas nao tem a lenda escrita …

      Fico com Land Rover…

      • xps1530

        bmw x1 18i e muito fraco, acabamento nao e boa,

  • skulla7x

    NA ta chique em…

  • vdisco

    A diferença de desempenho é mínima, a de preço também. E ainda é mais econômico que a versão à gasolina. Custo x benefício excelente!

  • BlueGopher

    Pensando ecologicamente, gastar energia ao carregar mais de 1.800 quilos nas costas só para levar as crianças na escola, ou ir ao shopping, não é a melhor das soluções.
    Mas que SUVs dão água na boca, isto dão mesmo.

  • x60

    Pode Arnaldo?

    Carro sem reduzida e menos de uma tonelada .

    Libera o mercado que eu quero o meu .

    Este motor PSA Peugeot-Citroën é usado em qual carro na zoropa ?

    .

    • nunes_01

      "Brasil, que proíbe esse tipo de motorização em veículos sem tração integral e reduzida"

      "Tração integral permanente com diferencial traseiro controlado eletronicamente. Sistema All Terrain em quatro regime de distribuição de torque. Reduzida eletrônica."

  • Dolggan

    Nuossa!!! quase 43kgfm de torque!!
    Que delícia!

  • victorluizcosta

    fiquei esperando as notas… hahahahah

  • Skiegaard

    nessa faixa de preço ficaria entre ele eh um XC60. Ao contrario de muitos que sempre vao de SW4.

  • Filipe_GTS

    Tá como assim, Land Rover motor diesel PSA, motor gasolina Ford, que salada :S

    • blindzector

      Meu charaaaa… o mundo hoje e uma salada de frutas…. nao confie mais em TUDO apenas de uma marca…

      Mas o mundo e assim, por ex, os motores da Fiat ateh pouco tempo atras era da GM, os tao conhecidos dos astrassauros e companhia!

  • fcobortoluzzi

    Bela jogada da Land Rover em colocar esse turbodiesel na Freelander, 43 de torque, muito bom!!!
    Seria minha escolha nessa faixa, deve ser bem economica, e não é porque o carro custa 130mil que não é importante se preocupar com o consumo.

    • Romulo_Max

      Exato.
      É tanto que a Land Rover apresentou uma versão hibrida do Range Rover com autonomia superior à 1000km. o.0
      Sem prejudicar o desempenho fora de estrada do carro!

  • Um carro muito bonito e pelo jeito bastante honesto. Sinceramente, a XC60 é muito mais bonita, só não sei se em preço é equivalente.

  • Romulo_Max

    Eu tbm.
    Acabamento mto superior e capacidade tecnica, especialmente no off road, incomparavel!!!

    • tiards

      o pessoal ta esquecendo, é a DIESEL e não gasolina.

      • Romulo_Max

        Eu me referia à ambas as versões. Inclusive a movida à gasolina q é mais barata e compativel com o preço da X1!!

  • blindzector

    É nós…. a Land alem de vc poder levar a qualqer lugar ela e robusta a TODOS os lugares, com todo conforto de um carro britanico… sem contar qe os controles all terrain sao maravilhosos e faz a vida ser mais feliz em toooodo tipo de terreno, por mais qe o carro seja mais para asfalto, ela encara uma ida a uma fazenda distante num lugar muito muito distante!
    X1, e uma BMW, com requintes de asfalto, qe vao a QUASE todos os lugares, e qe por ser mais baixa qe a Freelander, pode ter alguns problemas, afinal moramos na lua , se for levado a situação dos nossos asfaltos!

  • blindzector

    Mas a Land Rover se preocupa com a Usualidade das coisas, e nao apenas com a modernidade, qe afinal de contas, e um carro literalmente todo terreno!

    • fbmj

      Se fosse assim, a Range Rover Vogue não teria o interior mais enfeitado de todos os SUV vendidos atualmente.

    • lachard

      Quase todo….se a lama for muito maldosa, ja éra!!

  • RSM

    Que dúvida cruel, xc60 ou freelander diesel?

  • Bond_007

    Muito linda essa branca.
    Até o final do ano compro uma.

  • Joao_Melo

    um excelente carro pra quem quer agregar conforto espaço e as funções de um 4×4. meu pai, por exemplo, adora fazer passeios off-road pelas praias do nordeste, e, ao mesmo, tempo precisa de algo espaçoso.

  • marcio233

    Agora sim cogitaria um Freelander. A robustez da marca não combina com a falta de opções de motores a diesel. Fácil vai desbancar as vendas da versão gasolina. A eficiência deste motor na carroceria compacta vai garantir diversão e economia, que somente irá ficar devendo na trilha a falta dos pneus mistos. Mas para a proposta da maioria dos seus clientes, está ótimo.

  • lachard

    Cadê o motor diesel do Grand Vitara? Esse ia virar um trator

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email