Chery Linha 2018 Matérias NA SUVs

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos

Recomeço. Essa é a palavra para o Chery Tiggo 2018, que agora é vendido no Brasil pelo Grupo CAOA Chery. O Tiggo 2018 foi lançado em março desse ano, depois de ser apresentado no Salão do Automóvel de 2016, com preços entre R$ 59.990 e R$ 66.490, com a promessa de que agora o Tiggo 2018 não deve em nada para seus concorrentes de marcas mais conhecidas.

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos


Aliás, essa era a ideia com o lançamento do primeiro Tiggo, em 2009. Mas naquela época os modelos chineses ainda não tinham a maturidade que demonstram hoje, o que impediu esse e outros de emplacarem boas vendas por aqui. Agora, sob a batuta do Grupo CAOA, a Chery promete uma história totalmente diferente.

A Chery começou a produzir veículos na China no início dos anos 2000, sendo que nos anos anteriores ela era uma montadora de brinquedos e jogos infantis. De início apareceram várias dificuldades para que ela iniciasse sua produção automobilística, mas isso mudou quando o governo colocou um pedido para a produção de táxis.

Para montar uma equipe com especialistas do setor, a Chery contratou diversos profissionais da Daewoo, que estava falindo. Esses levaram não apenas sua experiência para sua nova casa, mas também vários projetos de veículos que ainda não tinham sido lançados. Como resultado, a Chery lançou os modelos QQ e Oriental Son no mercado chinês, veículos muito parecidos com outros da Daewoo.


Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos

O resultado foi que a novata conseguiu vender 28.000 unidades em seu primeiro ano (2000), atingindo depois a impressionante marca de 360.000 unidades em 2008. Lá fora, o Chery Tiggo foi exibido ao público pela primeira vez no Salão de Xangai de 2005, gerando depois uma linha com diversos modelos, de diferentes tamanhos e com uma ampla linha de motores, com opções como 1.6, 2.0 e 2.4. Com o tempo o modelo passou a ser oferecido com câmbio CVT, além das tradicionais opções com transmissão manual.

A história da Chery aqui no Brasil começou em 2009, quando a marca desembarcou no país com a primeira versão do Tiggo vendida por aqui. Na época, o Tiggo 2 era vendido com motor 2.0 16V de 135 cv, com câmbio manual e tração 4×2. Outros modelos foram sendo adicionados à linha da marca chinesa, como o QQ, o que aumentou consideravelmente suas vendas no Brasil. Isso culminou com a sede chinesa optando por construir a primeira fábrica da Chery fora de sua terra natal. O local escolhido foi a cidade de Jacareí (SP), onde a planta pode produzir até 150.000 unidades por ano.

A Chery deposita muita confiança no Tiggo 2018, na expectativa de que um modelo agora mais conhecido e melhor construído consiga uma parte das vendas do aquecido segmento dos SUVs. Ele será um dos principais representantes da marca no mercado, ajudando a Chery a aumentar suas vendas e presença em mais cidades. A ideia, inclusive, é aumentar o número de concessionárias de 25 para 55 lojas até dezembro.

Chery Tiggo 2018 – detalhes

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos

O visual do Tiggo 2018 segue a linha de outros modelos do segmento, que apostam em detalhes que os façam pelo menos parecer um SUV. Os apliques plásticos estão presentes em toda a parte externa. A dianteira tem um ar robusto e com um desenho mais quadrado, com faróis que se alinham com a grade. Abaixo deles aparecem as luzes diurnas, acompanhadas por detalhes cromados.

A lateral do Tiggo 2018 conta com poucos vincos, moldura bem chamativa acima das rodas e uma separação da cor do carro acima da linha dos espelhos. Já a traseira, que destoa do estilo de um SUV, lembra mais um hatch (fica fácil perceber que ela é inspirada no Celer). A parte inferior é toda de plástico, e a tampa do porta-malas conta com uma linha cromada entre as lanternas, como que unindo as luzes de ré.

O interior do Tiggo 2018 tem um bom acabamento, mostrando evolução para o modelo anterior. O ambiente é composto por acabamentos em preto brilhante, cromado e plásticos texturizados, além do couro sintético que cobra uma parte das portas. No painel de instrumentos, o Tiggo 2018 tem computador de bordo e conta-giros que vai na direção oposta a do ponteiro de velocidade. São detalhes que podem ser estranhados de início, como o fato do consumo ser marcado em “litros por 100 km”, e não em km/l, como estamos acostumados. A central multimídia tem conectividade Apple CarPlay e Android Auto, o que certamente é um ponto positivo.

O espaço interno do Tiggo 2018 não deve nada à maioria de seus concorrentes. Com 4,2 m de comprimento e um entre-eixos de 2,5 m, ele apresenta um espaço que fica entre os hatches aventureiros (como Onix Activ e HB20X) e os SUVs. O espaço para a bagagem é bom, com um porta-malas de 420 litros.

Como em quase todo modelo chinês, o Tiggo 2018 apresenta uma extensa lista de itens de série, como trio elétrico, ar-condicionado, sensor de estacionamento, indicador de pressão dos pneus e entrada USB. Se a opção mais cara for a escolhida, essa lista ainda terá ar-condicionado automático, câmera de ré, controles de estabilidade e tração, piloto automático e até teto-solar elétrico.

Chery Tiggo 2018 – novidades

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos

Não é fácil enxergar o modelo anterior quando olhamos para o Tiggo 2018. Fica claro que o modelo melhorou e mudou muito. A opção de motorização, por exemplo, agora é 1.5 flex (o mesmo motor utilizado no Celer), mas com comando variável de válvulas e rendendo até 115 cv e 14,9 kgfm de torque. O conjunto tem câmbio manual de cinco marchas, sendo que a marca prometeu que a transmissão automática chegará em breve (por volta do meio do ano).

O visual do Tiggo 2018 também mostra que o objetivo agora é oferecer um modelo mais urbano, com dimensões mais compactas que o anterior, seguindo a tendência do segmento. Ou seja, o Tiggo 2018 quer brigar com outros SUVs, mas sem deixar de lado o público que atualmente opta por hatches aventureiros.

Além disso, o desenho vai numa linha diferente do que estávamos acostumados a ver nos modelos chineses alguns anos atrás, que exageravam nos cromados e em elementos copiados de outros modelos. O Tiggo 2018 assumiu uma identidade própria, e isso é essencial se ele quer ter sucesso por aqui.

Chery Tiggo 2018 – versões

  • Chery Tiggo Look 2018
  • Chery Tiggo ACT 2018

Cores disponíveis: Preto (sólida), Branco (sólida), Prata (metálica), Marrom (metálica) e Azul (metálica).

Chery Tiggo 2018 – equipamentos

Chery Tiggo Look 2018 – motor 1.5 16V flex, câmbio manual de cinco velocidades.

ITENS DE SÉRIE: Rodas de liga leve 16″, Luz indicadora de direção nos retrovisores, Rack de teto longitudinal, Aerofólio traseiro, Limpador/ lavador do vidro traseiro, Desembaçador do vidro traseiro, DRL – Luz diurna de rodagem, Bancos em tecido e couro sintético, Para-sol com espelho (motorista e passageiro), Porta-copos (dianteiro/traseiro), Iluminação do porta-malas, Freios ABS + EBD, Cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, Cintos de segurança traseiros de 3 pontos (laterais e central), Aviso sonoro para cinto de segurança do motorista, ISOFIX – fixação para cadeira de criança, Airbag duplo frontal, Sistema de monitoramento de pressão dos pneus, Sistema de alarme, Imobilizador eletrônico do motor, Apoio de cabeça central traseiro, Luzes de neblina traseiras, Ar-condicionado, Indicador de troca de marchas, Direção hidráulica, Sensores de estacionamento traseiros, Indicador de velocidade limite, Retrovisores com ajuste elétrico, Vidros elétricos dianteiros e traseiros, Banco do motorista com regulagem de altura, Banco traseiro bi-partido 1/3 – 2/3, Regulagem de altura do volante, Tomada 12V, Rádio, Entrada USB, 4 alto-falantes, Travamento central de portas e porta-malas com controle remoto e Computador de bordo.

OPCIONAL: teto pintado na cor preta (R$ 1.500).

Chery Tiggo ACT 2018 – motor 1.5 16V flex, câmbio manual de cinco velocidades.

ITENS DE SÉRIE: itens da versão Look + Rodas de liga leve 16″ polidas, Volante revestido em couro, Controle de estabilidade (ESP), Controle de tração, Aviso sonoro para cinto de segurança do passageiro, Ar-condicionado automático, Piloto automático, Assistente de subida, Câmera traseira, Volante multifuncional, Teto solar elétrico, Central Multimídia de 8″ com espelhamento de celulares Android e IOS e Bluetooth.

OPCIONAL: teto pintado na cor preta (R$ 1.500).

Chery Tiggo 2018 – preços

  • Chery Tiggo Look 2018 – R$ 59.990
  • Chery Tiggo ACT 2018 – R$ 66.490

Vemos que em um preço de quase 60.000 reais, temos a versão mais simples do Tiggo 2018, com um pouco menos de itens de série do que a versão top do modelo, que custa 66.490 reais. A diferença entre as versões são vários itens que são interessantes para compradores deste segmento, como volante em couro, ar condicionado automático, piloto automático, teto solar, e também os importantes itens de segurança controle de estabilidade e controle de tração.

Essa é, junto com a extensa lista de itens de série, uma das principais estratégias da Chery para alavancar as vendas do Tiggo 2018. Seu preço é realmente chamativo, especialmente quando o comparamos com alguns concorrentes. O Renault Duster Expression 1.6, por exemplo, oferece câmbio manual e apenas alguns itens básicos (como ar-condicionado, direção hidráulica e vidros elétricos) e custa R$ 69.990, enquanto o Citroën Aircross custa R$ 62.990 na versão Live 1.6 com câmbio manual (sendo um produto com valor mais próximo do Tiggo 2018).

Mas talvez o principal concorrente, principalmente por também ser um modelo chinês, seja o JAC T40, que é vendido entre R$ 59.990 e R$ 72.990. Apesar de ter versões mais caras, ele oferece um motor mais potente, o 1.6 16V de 138 cv.

Chery Tiggo 2018 – motor

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos

O Chery Tiggo 2018 usa um motor 1.5 16V flex, que é dianteiro, transversal e com injeção multiponto. Ele rende 110 cv e 13,8 kgfm de torque com gasolina e 115 cv e 14,9 kgfm de torque com etanol, sempre com câmbio manual de cinco velocidades. A expectativa é que a opção com câmbio automático chegue no meio do ano. A potência máxima aparece aos 6.000 rpm, enquanto o torque chega mais cedo, aos 2.700 rpm.

Chery Tiggo 2018 – desempenho

Como citamos acima, a potência máxima do Chery Tiggo 2018 é 115 cv, e ela aparece em altas rotações (6.000 rpm), enquanto o torque máximo de 14,9 kgfm é percebido já aos 2.700 rpm. Essa diferença faz com que seu uso na estrada não seja tão confortável, pois para manter o carro andando bem, é necessário sempre pisar bastante, mantendo as rotações mais altas. Isso faz com que o ruído do motor invada a cabine totalmente, o que torna uma viagem com o Tiggo 2018 bem menos agradável.

O motor 1.5 usado no Tiggo 2018 foi uma melhoria, e ele ficou mais ajustado em comparação com o que vemos no Celer, que usa o mesmo conjunto. Mas isso gera um desempenho apenas razoável. A aceleração de 0-100 km/h é feita em 13 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 175 km/h.

Chery Tiggo 2018 – consumo

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos

O Tiggo 2018 apresenta um consumo de 7,7 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada quando abastecido com etanol, enquanto o abastecimento com gasolina o faz ter médias de 10,9 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada.

Esses números mostram uma considerável melhoria em relação ao Chery Celer, que usa o mesmo motor, provando que a marca realmente deu boa atenção a esse aspecto. Mesmo assim, o Tiggo 2018 gasta mais combustível que alguns concorrentes, como o JAC T40.

Chery Tiggo 2018 – manutenção e revisão

A garantia oferecida para o Tiggo 2018 é de 3 anos. Para isso, o proprietário deve seguir o plano de revisões do modelo, que funciona seguindo o padrão usual, com paradas a cada 10.000 km ou 12 meses, e tem uma tabela de preço fixo, disponível para consulta no site da marca. O valor total para as revisões até os 60.000 km é de R$ 2.758,74.

Ali ela também destaca que a substituição do óleo do motor também é feita com o mesmo intervalo de 10.000 km ou 12 meses. A exceção é quando o carro é usado em condições severas, como constante uso em vias congestionadas, trajetos curtos seguidos de longos períodos com o carro parado, condução em estradas de terra ou regiões litorâneas, utilização frequente como reboque, deixar o carro parado por mais de sete dias, etc. Nesse caso, a troca do óleo deve ocorrer a cada 5.000 km ou 6 meses, o que ocorrer primeiro.

Veja abaixo o plano de revisões para o Chery Tiggo 2018:

  • 10.000 km ou 12 meses – R$ 358,89 (em 3 vezes)

Itens inclusos: filtro de combustível; filtro de óleo do motor; óleo para motor Syntium 3000 SAE 5W-40; inspeção de 36 itens; mão de obra.

  • 20.000 km ou 24 meses – R$ 419,13 (em 3 vezes)

Itens inclusos: elemento filtrante do ar; filtro de combustível; filtro de óleo do motor; óleo para motor Syntium 3000 SAE 5W-40; inspeção de 38 itens; mão de obra.

  • 30.000 km ou 36 meses – R$ 516,48 (em 3 vezes)

Itens inclusos: filtro de combustível; filtro de óleo do motor; velas de ignição; óleo para motor Syntium 3000 SAE 5W-40; inspeção de 42 itens; mão de obra.

  • 40.000 km ou 48 meses – R$ 512,67 (em 3 vezes)

Itens inclusos: elemento filtrante do ar; filtro de combustível; filtro de óleo do motor; óleo para motor Syntium 3000 SAE 5W-40; óleo para transmissão Tutela ZC 75W90 Synth; inspeção de 41 itens; mão de obra.

  • 50.000 km ou 60 meses – R$ 358,89 (em 3 vezes)

Itens inclusos: filtro de combustível; filtro de óleo do motor; óleo para motor Syntium 3000 SAE 5W-40; inspeção de 35 itens; mão de obra.

  • 60.000 km ou 72 meses – R$ 592,68 (em 3 vezes)

Itens inclusos: elemento filtrante do ar; filtro de combustível; filtro de óleo do motor; velas de ignição; óleo para motor Syntium 3000 SAE 5W-40; inspeção de 38 itens; mão de obra.

Chery Tiggo 2018 – ficha técnica

Motor

1.5

Tipo

Dianteiro, Transversal e Flex

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.496

Válvulas

16

Taxa de compressão

10,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Potência Máxima 

110/115 cv

Torque Máximo 

13,8/14,9 kgfm

Transmissão

Tipo

Manual de cinco velocidades

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Disco ventilado (dianteiros) e disco sólido (traseiros)

Direção

Tipo

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

Independente do tipo McPherson,

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

16 polegadas

Pneus

205/55

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.200

Largura (mm)

1.760

Altura (mm)

1.570

Distância entre os eixos (mm)

2.555

Capacidades

Porta-malas (litros)

420

Tanque (litros)

50

Carga útil (kg)

n/d

Peso em ordem de marcha (kg)

1.240

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

n/d

Chery Tiggo 2018 – fotos

Chery Tiggo 2018: preço, consumo, detalhes, equipamentos
Nota média 5 de 1 votos

4.0
  • Carlos Sá

    A Chery começou com os carros Daewoo/GM e se mantei fiel a origem com o painel de Agile.

    • Tosca16

      Nada de Agile, BMW tá criando um novo cluster digital que é na mesma linha dos da Chery; isso é tendência.

  • Alexandre Dias

    Só deveriam arrumar algumas coisas nessa matéria: 1º – Tiggo 2 nunca tinha sido vendido no país como diz a reportagem, o Tiggo 2 é esse carro que começou a ser vendido agora, antes era somente Tiggo e nada mais.. 2º – O Carro vendido agora é o TIGGO 2 que nao é substituto do antigo Tiggo, é um carro totalmente diferente, feito sobre a mesma plataforma do Celer… então acho que podem começar pelo título da matéria.. inserindo um 2 ali.. Chery Tiggo 2 – 2018.. aí sim.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email