Comprando e Vendendo

Desabafo de um vendedor de carros

loja-de-carros-620x465 Desabafo de um vendedor de carros

Olá, meu nome é Luis, e sou vendedor de carros em uma das maiores lojas de nosso país. Embora não tenha muito tempo de atuação ativa neste mercado(atuava indiretamente por sempre ter sido um entusiasta no assunto), em meu pouco tempo de carreira já pude ver muitas coisas desagradáveis ao ponto de me fazerem refletir se continuo ou não.



Você que neste momento lê este texto deve estar imaginando que de antemão começarei a falar sobre os maus profissionais, culpando-os totalmente pelas mazelas que acontecem todos os dias na compra e venda de veículos pelo Brasil, porém uma grande verdade que pude perceber é o fato de que boa parte das coisas erradas tem como origem o próprio consumidor, seja direta ou indiretamente.

Eu acredito que todo profissional gostaria muito de poder trabalhar 100% correto, pois como dizem, não há nada como dormir de consciência tranquila, mas o fato é que, verdadeiramente (e me dói muito ter de afirmar isso) é praticamente impossível ser totalmente honesto, e isso por conta de desinformação e às vezes até má fé dos consumidores, naquela velha ilusão da busca pelo veículo de baixíssima quilometragem e preço abaixo de mercado.

Espremendo o limão, no caso dos preços, o consumidor sempre quer descontos. Quer chegar em casa e dizer à família e aos amigos que ganhou aquele desconto espetacular, saindo na vantagem contra o vendedor. Por conta disso, somos abrigados a apresentar ao cliente preços acima do valor pedido pela loja, para que possamos ter essa margem de segurança, afim de se negociar eventuais adicionais que possam vir ao veículo, como impostos e serviço de despachante, e até certos equipamentos como som e alarme.

Quilometragem então, nem se fala! O consumidor de carros no Brasil tem a ideia errônea de que quilometragem significa contagem regressiva, e que motor de carro só dura até no máximo 150.000 km. Quem possui veículos para vender nessa situação não tem outra opção (Olé!), do contrário não vende.

Se tem uma coisa que aprendi neste mercado é que, infelizmente por enquanto não adianta passar tudo direitinho pro consumidor, todos os valores exatos, enfim. Ele não aceita. O mesmo sempre vai querer, de alguma forma, sair na vantagem contra você.

Consumidor, aprenda uma coisa: compra e/ou venda de carro não é brincadeira. Querendo ou não, envolve consideráveis quantias, por mais barato que o veículo seja; também envolve compromisso (principalmente no caso de financiamentos). Pesquise a média de preços que o veículo pretendido vale, estude sobre o bem que deseja adquirir, e acima de tudo, pare de se iludir. Negócio bom é aquele em que ambos saem na vantagem: o lojista, por mais uma venda, e você, por ter pago um preço justo em um produto de qualidade. Vai por mim.

O texto acima foi enviado a nós por um leitor com o qual já tivemos contato anteriormente, mas neste texto, achamos por bem não o identificar.

COMPARTILHAR:
  • Rodrigo_Luan1

    Isso que ele falou é correto, o problema do mercado brasileiro é o próprio brasileiro.

    • leosilvano

      Não só no mercado. O brasileiro quer levar vantagem em tudo. Desde um gato na TV a cabo até um desvio bilionário de verbas públicas. Está no íntimo da cultura brasileira, infelizmente.

      • Ricardo_Alves

        falou tudo, sempre reclamamos dos políticos, mas eles refletem a nossa sociedade, o nossa cultura. nos enquanto cidadão comum estamos sempre procurando levar vantagem em tudo sempre dando um "jeitinho" para arrumar a vaga para o filho na escola, para tirar aquela multa por estacionamento na vaga do deficiente,
        para ser atendido primeiro mesmo tendo sido o decimo a chegar só porque e amigo do amigo do amigo do medico e por ai vai, somos assim. só a educação para nos tiver deste atraso cultural.

        • Rodrigo_Luan1

          O problema é que essa educação não é o governo quem dá. Tem que ser o pai ou a mãe, nós somos mal educados e sempre colocamos a culpa no próximo.

    • Lexus GS300

      Brasileiro em sua maioria quando não KH na entrada, PID na saida.
      É um povo desonesto no sangue.
      O que eu disse foi forte, mas tolo se eu não apontasse isso.
      Por isso que temos os políticos que constitui o poder nesse lixo de país.
      E podem ter certeza que os políticos não foram importados, vieram do MEIO e foram eleitos por esse POVO.
      Uma árvore má não pode dar bons frutos.

      Por isso que comprar um carro usado muitas vezes é uma loteria. Particulamente só compraria um carro usado se fosse de um amigo ou de um familiar. De estranhos nem PENSAR.

    • Ubaldir

      Generalizando, o problema do Brasil é que ele está tomado por brasileiros. kkkkkk

  • tjbuenf_

    Resumindo: não existe aquele carro de 4 anos com 30 mil rodados.

    • Anderson

      Existe, vendi meu punto 2008/2009 em janeiro com 39.000km. Porém são raros.

    • AndredeAzambuja

      Existir, existe. Nós tínhamos um Palio em casa que compramos usado, mas, em 5 anos, rodamos apenas 28 mil km com ele. Se fosse um zero 2008 e estivessemos vendendo hoje, com 28 mil km, todo mundo diria que o hodômetro foi manipulado?

      • Mr. Potato

        Acho que ele quis dizer que não existe "na prática". Achar um carro desses é loteria, e no fim ninguém vai acreditar mesmo (se estiver comprando em uma loja dessas, não diretamente do proprietário).

    • Mr. Car

      Com 30.000Km não sei, mas com 15.000Km existe sim, e é meu. Quatro anos e quatro meses.

      • bedotRJ

        Pô, Mr.Car, teu Logan tá rodando muito! Achei que estivesse só com uns 7 mil km, rs. Assim não é mais relíquia! kkk

    • paranaiba

      tjbuenf_ existe sim, principalmente nas cidades menores, do interior, aquelas com até 100 mil habitantes, onde as distâncias são curtas, minha namorada mora numa que tem 110 mil, o carro dela é 2009 e está com 15 mil kms, o pai dela tem um Classic 2009 e tá com 10 mil kms, moro numa cidade de quase 700 mil habitantes e minha irma tem um carro 2008 com 50 mil kms, são casos a parte, mas se você procurar acha sim!

      • André

        Ahhh moro numa de 180 mil .. e meu carro eh 2009 e tem 70 mil km .. eh dificil dizer ..

        Existe pouco rodado .. mas eh raro =s

        • Mr. Potato

          Só adicionando uma coisa: já vi carro com 20 mil km rodados em 4 anos que estava um bagaço, e já vi carro com 60 mil km rodados em 1 ano e meio que estava zerado. Tudo é relativo aos cuidados do proprietário e onde rodou tudo isso (cidade detona muito mais do que estrada).

          • Edson Roberto

            Mas agora virou modismo dizer o seguinte bordão: "Carro que utilizou 70% de estrada" para justiificar por vezes uma quilometragem maior. Infelizmente a má fé do consumidor faz com que tenhamos o pé atrás em qualquer situação.

      • radiobrasilcombr

        Correto.. Moro numa cidade de 80 mil hab…. Em 2010 vendi um Astra 2007 com 18 mil km, em 2011 troquei um Vectra 2010 com 19 milkm e peguei um Captiva 2010 com 24 mil km (carro da dona da concessionária, impecável).

        • mho

          No DF essa conversa de carro da dona/gerente não cola.

          Certa vez eu fui numa das css Fiat mais conhecidas do DF e entre um Linea Tjet ou outro carro na seção de usados, eu ví um Marea Turbo com manômetro e um escapamento modificado. Não ia comprar, mas resolvi perguntar para o vendedor sobre a procedência e ele disse que era da gerente dele.

      • DCald

        Pra quem entende, esses carros com baixissima km são pessimo negocio!
        Se o cara não trocou o oleo e correias por prazo, vc pode estar com uma bomba relogio de baixissima km!
        Alem disso, carros usados em percursos curtos tem muito maior desgaste do motor (nunca atingem a temperatura ideal de trabalho!). E tambem pode ter sido usado por pessoas com pouca experiencia (rodam pouco, não?)… e nisso, embreagem, cambio e cia podem ter levado muitos trancos em poucos km!

        Em casa temos um carro 89 com apenas 102mil km rodados (baixissima km pelo tempo)… mas isso é pq está a muitos anos sem praticamente uso nenhum…

        • Pablo

          As peças em borracha e plástico, por exemplo, ressecam com o tempo e quebram independente do uso. Por isso pode ser uma bomba relógio.

        • eduardogege

          Ele deixou bem claro que o carro praticamente não roda há vários anos.
          Em parte concordo com o DCald, realmente um carro de baixa quilometragem pode ter tido mais desgaste por trabalhar menos tempos nas condições ideias. Eu, quando procuro um carro usado, gosto dos que tem média de 1000 ~ 1500 km por mês

        • Roger

          Eu tenho um voyage 92 com 86 mil km, não é TODAS as borrachar que precisam ser trocadas após determinado tempo, troquei ano passado o coxim do cambio, bucha do eixo traseiro, pivo e ponteira de direção, tudo original ainda, e as borrachas não estavam em um estado tão ruim, tanto que eu pedi trocar, mas um dos pivos nem foi trocado pois o mecânico disse para eu não jogar dinheiro fora. Vai ter que trocar mais as mangueiras do que borrachas;

        • Mc_

          Meu carro pertencia ao meu avô, 4 anos e menos de 30 mil km rodados… na primeira longa viagem que fiz, de 500 km, a água do radiador vazou toda pela mangueira que estava ressecada e o motor fundiu rs

      • Carlos_brown

        Como você frisou não é regra, eu moro numa cidade 20 mil habitantes e já rodei pouco mais de 80 mil km com meu carro. Explicação? As distâncias urbanas realmente são curtas, mas no meu caso e creio que seja o de muitos, a rodovia é logo ali.

    • rafa_marcao

      Sim existe. Meu tio tinha um Polo 2001 com 6 mil km (ok, um caso a parte). Minha tia tem um Astra 2002 com 28 mil km. Eu tenho um Siena 2009 com 25 mil km. É só procurar.

    • rafaelbsr

      O Palio que minha mãe usa é 2004/05 e tem 36mil km originais, foi comprado seminovo em 2006 com 11mil km (conhecia a dona anterior). Antes disso ela teve um Mille ELX 1995 que foi roubado em 2006 com 57mil km originais (foi comprado 0km). Eu mesmo comprei um Santana 1995 em 2005 com 44mil km originais, conhecia a dona do carro e o veículo tinha procedência. Nem sempre carro com baixa km teve o velocímetro voltado, mas existem vários sinais que denotam que o veículo tem kilometragem acima da indicada, é só prestar bem atenção neles…

    • o meu tem 3 anos e 1 mês e está com quase 14 mil km…

    • dudupruvinelli

      Claro que existe, mas às vezes um carro de 2 anos com 80 mil km tá melhor que esse de 30 mil que tu falou!

      • Vinicius Anderson

        Eu tenho um fox com 7 meses com 30 mil rodados, enfim, se um dia for trocar pelo cuidado que o carro está vai virar 15 mil pela loja que comprar.

        • Vinicius Anderson

          E olha, meu carro tem exatos 30 mil em 6 meses nunca foi batido e nem risco tem, tem conhecidos meu que o carro tem 2 anos e está com 15mil e ja foi batido 4 vezes, agora me diz qual você compraria?? De 15 mil que ficou mais tempo na funilaria ou um de 30 mil em folha e amaciado.

          • Ricardo_Alves

            acabo de comprar um fox prime 12/12 com 7 meses de uso e 27.000km rodados, carro e feito pra rodar. maquina que não roda destraga, sai de um fox 1. 09/10 60.000km em 3 anos o que para minha cidade e muito já que a media anual e 12.000km, passei ele macio e lisinho super conservado e manutenção em dia entreguei o carro na sexta a tarde e no mesmo dia foi vendido. Carro e ano, para seguro, revenda, cobrança de imposto. E tem aquela do custo beneficio que eu vejo da seguinte forma o cara compra um carro de 100.000,00 e faz uso diário do mesmo seja na cidade, ou viajando, indo pro sito, colocando na terra, este carro sai barato pelo uso , enquanto que se o cara compra um carro de 30.000,00 deixa na garagem vai trabalhar de ônibus da só umas voltinhas nos finas de semana este e o carro mais caro do muno.

            • Hoosier 559

              Não sei porque as pessoas têm tanta neura por quilometragem assim. O carro muitas vezes pode estar rajando motor e fumando que o cara vai direto no odômetro…

              Na minha sincera opinião, carro foi feito pra andar, poucos sabem, mas carros que rodam pouco estão sujeitos a ter muito mais problemas do que aqueles que rodam constantemente. Não existe essa de que carro mais rodado automaticamente é carro inseguro ou que irá quebrar em breve. Bem como existem muitas velhinhas esportistas de 80 anos, com saúde melhor do que muito moleque de 20, existem carros com 10 ou mais anos, mais de 150 mil KM de estrada e saúde melhor do que os carrinhos cheios de colesterol no motor, por falta de uma simples troca de óleo.

              Mas pudera, no nosso país não existe uma cultura do cuidado com manutenções. Aqui temos uma falsa idéia consumista de que "O novo é sempre melhor", e dá-lhe carros caríssimos e financiamentos a perder de vista…

              Enquanrto isso, eu vou na contramão dessa maré…

        • leosilvano

          O pior é que quilometragem significa desvalorização, por mais que 30 mil km de boas estradas sejam equivalentes a uns 12 mil de anda-e-para na cidade.

    • Ireno

      O meu prisma ta nessa faixa ai amigao, e sou o unico dono =) … tem 34 mil km, 4 anos comigo… tem gente que roda pouco mesmo, fazer o q neh

    • atl77

      Aqui em casa o celta tem um ano e 5 meses e tem menos de 8mil km.

    • tjbuenf_

      Pessoal,

      Não é para vcs falarem o que tem (que não está a venda) ou o que compraram de quem conhecia, ou, ainda, de um carro naquela cidade de dois quarteirões. Estamos falando de carros de agência e cc, estas, as principais adulteradoras.

      • dougkmt

        Concordo com vc. O comentário do leitor inicial se baseia no mercado da lojas que vendem os carros. Mas os outros colegas que argumentaram também não estão errados, já que existem carros "antigos" com baixa quilometragem, rs.

      • Cruz

        Bom, você disse "não existe aquele carro de 4 anos com 30 mil rodados." :)

        Existir existe. E, na lógica dos vendedores, estes ou vão estar com quilometragem ainda mais baixa, ou os vendedores não vão ter coragem de mexer, até mesmo porque não precisam.

    • mmcinza

      Na boa, um carro com km muito baixa, me preocupa mais do que um carro com km acima de média (15.000 km/ano)

      o cara que fala que anda pouco com carro e só faz percursos curtos, na realidade o carro dele anda a maior parte do tempo com o motor ainda aquecendo, ou seja com o óleo longe da temperatura ideal..

      • Ricardo_Alves

        exatamente e o chamado uso severo, o carro anda e para sem ter atingido a temperatura ideal de uso, condição extremamente ruim para o motor.

        • Hoosier 559

          E ainda existem muitos outros problemas relacionados ao pouco uso do carro, são eles:

          – O óleo fica constantemente contaminado com gasolina, causando borras no motor, e consequentemente levando ao desgaste prematuro.
          – O motor se desgasta mais por não atingir a temperatura ideal.
          – Escapamento enferruja logo, pois a água não evapora totalmente com o carro frio.
          – As borrachas deformam e se deterioram com um carro que não se movimenta muito.
          – Pneus idem.
          – A gasolina acumulada no tanque apodrece, prejudicando tudo o que têm contato com ela.
          – Entre outras coisas…

    • Cruz

      Tem o meu, na mesma média.

      14 anos e 106 mil rodados.

      • Vmario85

        Comprei o meu em 2010, um 2002 com 39.000 km originais, hoje ele está com 80.500 Km e em perfeitas condições de uso.

    • Filipe_GTS

      Meu último carro tem 5 (cinco) meses e 9.000 (nove mil) km

    • ahsoliveira

      até pode existir mas quilometragem não quer dizer nada, pode ser usado como um indicador, mas você tem que ver como foram rodados estes quilômetros, um parente meu comprou um Sandero 1.6 com dois anos e menos de 4500 km e teve alguns problemas, como por exemplo o carro perdeu a garantia por não cumprir prazos de revisão, o óleo do motor ainda era original dentre outros pormenores que acabaram saindo um pouco caro para um carro praticamente novo.

    • Dragoniten

      Existe sim. Meu irmão está coincidentemente vendendo o Fiesta dele pra pegar o Fit da minha mãe. É um Fiesta Street 2006 com apenas 38 mil rodados. Sempre usados o carro na cidade, por isso a quilometragem tão baixa.

    • PR Rodrigues

      Tenho um Corolla 09/09 com 30.000km, vai querer?

    • heliofig

      Tive um Clio que vendi com 2 anos e 9.000km e tenho um Corolla 2008/09 com 27.000km. Ambos eu comprei 0km, em concessionária.

      E pra quem quiser procurar, tem muitos Mercedes Benz 2000, 2002 com menos de 30.000km no Webmotors…

    • rickD2

      olha que existe e eu tenho um….c/27milkm desde zero ..e o meu e 2005-um SUBARU WRX;Como tenho 2 carros ,este esta puco rodado

    • Vitor

      realmente meu irmão tem um carro que só usa de fim de semana 2009 e já está com 40.000 km

    • Leonardo

      Isso não é verdade. Tenho 2 carros em casa, ambos com 3 anos de uso.
      Um que uso todos os dias tem 40.000Km, o outro, só para finais de semana tem 10.000 km.
      Tenho todas as notas fiscais e o histórico do carro na Kia para comprovar.
      Antes, vendi um carro com 3 anos e 6 meses com 18.000 Km, esse não ficou 5 minutos no pátio o próprio vendedor dos seminovos ficou com o carro.
      Ou seja, depende do uso que vc faz do carro.
      Sds.
      Leonardo

    • zeuslinux

      Existe até carro com 9 anos com 65 mil km. Eu vendi o meu assim, comprado 0km. Pego trechos curtos entre trabalho e casa, mas em trânsito de médio para pesado.

    • C_Siega

      Existe sim. Tenho em casa um Ford Ka ano 2007 completo, com 34000 km rodados.

    • isaacfederal

      Existe. Tenho um HONDA ACCORD V6 08/08 com 29.000 km originais. Mesmo assim os interessados insistem em querer pagar MUITO menos do que vale, RESULTADO? Prefiro ficar com ele que esta NOVISSIMO do que vender a preço de banana para algum OPORTUNISTA

    • bedotRJ

      Meu Ka 1.6 tem 5 anos e tá com pouco mais de 32 mil km. Menos que isso só o Lgan do Mr.Car, que é 2009 e tá com 7 mil km, rs.

    • Saintclair

      Isso por que você não tem um sogro caminhoneiro e uma sogra que não dirige, ou seja, Fiat Stilo Dual comprado em Julho de 2008 está com 6.500km rodados, isso por que eu fui em São Paulo uma vez no carro e ele foi em Porto Seguro uma vez. Moramos em Governador Valadares MG. kkk, existe.

    • entoni94

      existe sim, meu pai deu o Celta Life 2007, 4 portas, só com Ar, de entrada em um corolla se-g 2009 na própria toyota, o celta estava com 27mil km, e o corolla com 67, o celta foi pego por R$21,000 e o corolla por R$57,000, isso no começo do ano de 2012, creio que foi um ótimo negócio.

    • rgrau

      Comprei um Ford Ka tem 2 semanas na Fiat, 2009/2010, com 17 mil rodados. Vistoriado e comprovado. Vendi um Celta da minha mãe para um colega. 2006/2006, com 38 mil rodados. Se procurar e esperar a gente acha, eu venho procurando a 5 meses. (mas em garagem eu não compro).

  • supico

    Concordo em partes com o vendedor.

    Agora, e o que acha da ganância nos lucros das cc não baixar?

    Assim vocês venderiam muito, ganhariam suas comissões e nós consumidores sairíamos felizes! ;)

    • duhehe

      Esse lucro é muito menor do que você imagina.

      Vamos citar um exemplo simples.
      Carro vale fipe R$ 30.000 , na css eles vão pagar R$ 25.000
      Com esses 5.000 de margem eles tem que arcar com N custos provenientes dos carros como ( consertos [ muitas pessoas entregam o carro na css em estado de bomba relogio] lavagem completa, impostos provenientes da venda, comissão de venda, custos operacionais, custo do dinheiro empregado. )
      Sem contar na garantia de 90 dias.

      Vender carro usado não é tão vantajoso como as pessoas pensam.

      • supico

        Realmente, duhehe.

        O comentário foi em um momento sem reflexão.

        Obrigado por esclarecer!

      • XEi2009

        Hahaaha…. pagar 25k num carro de 30k na tabela???? Onde?? Hoje eles tiram A PARTIR de 20% no preço do carro… isso se o carro estiver em ótimo estado.

        • Leandro

          Como queira, 30.000×20%=6.000
          30k-6k=24k

        • ahsoliveira

          20% de 30k são 6k, logo a comparação dele não está tão distante do mercado! e se for fazer troca por algum modelo da loja dá para fazer uma barganha melhor!

      • Viníciusk

        Não vejo essa realidade que você citou.

        Se pela fipe está valendo R$ 30 mil, eles pagam no máximo 22 ou 23 mil. E não arcam com custos de manutenção, pois quando o carro está meio "esmerilhado" eles fazem repasse, e se está bom vendem o de R$ 30 mil por uns 36-38 mil. E a lavagem nem é tão relevante em termos de custos.

        Aqui na região onde moro (interior do RS) é mais ou menos assim.

        • Tejolo

          Em cidade muito pequena é complicado mesmo, sempre abusam da pedida. Porém as pouquíssimas vezes que comprei usado, foi em css, com garantia de um ano documentada (rede barigui), e paguei abaixo da fipe. eles ainda tem custo de imposto para emitir a NF de venda.

    • Pedro_Rocha

      A impressão que tive é que ele é um vendedor de usados dessas lojas multimarcas, ou seja, uma vítima das 4GG (4 Grandes + Governo).

      • Rafael_CTBA

        eu não sei mais se existem essas "4Grandes". Um exemplo que eu vejo aqui em Curitiba é o preço de Hyundai HB20, 208 e C3 todos vendidos com agio.
        Por exemplo, ontem fui conhecer o 208. O básico por 41000, o intermediário com pintura sólida por 46990, o top manual por 51900.Se os preços são pra cima, porque as Montadoras fazem propaganda com o "preço sugerido"?

        na GM, FORD e na FIAT os preços repassados para mim, foram os mesmos do site, inclusive na FIAT "me ofereceram" um desconto consideravel sobre o preço que você tem lá no "Monte o Seu" no site da FIAT.

        • spock_cwb

          do HB20 nunca pesquisei , mas toda vez que fui atrás de carros do grupo PSA nas concessionárias representantes em Curitiba sempre me deparei com ágio e ágio grande: de 15%, 20%. Mesmo com o "desconto" de PJ que ofereceram para mim ainda ficava acima do sugerido pela montadora ……

          • DCald

            em Curitiba consegui desconto de 5% (merreca, mas, num momento que todos cobravam agio…) na compra do Citroen C4

  • Dragoniten

    Eu estava prestes a postar algo com muito ódio no coração quando li a passagem:

    Por conta disso, somos abrigados a apresentar ao cliente preços acima do valor pedido pela loja, para que possamos ter essa margem de segurança, afim de se negociar eventuais adicionais que possam vir ao veículo, como impostos e serviço de despachante, e até certos equipamentos como som e alarme.

    Apesar de ser absurdo, entendo o lado do vendedor. Só que se não fosse por esse tipo de consumidor ou ideia louca de concessionária, eu poderia ir tranquilamente na css perguntar o preço do carro e dos opcionais, sem ter que ouvir que o preço do carro é 3 mil acima da tabela (aconteceu comigo quando fui ver o 208 na css aqui de Ponta Grossa) e aí ter que chorar até cansar pra ficar ganhando equipamentos "de graça" que já foram muito bem pagos.

    • JPaulo10

      Eu também acho completamente injustificável essa ideia de aumentar os preços porque o "consumidor … Quer chegar em casa e dizer à família e aos amigos que ganhou aquele desconto espetacular".
      Entendo o lado do vendedor, mas acho que numa negociação entre partes, é preferível que o comprador sinta-se satisfeito com a loja por ela pedir um preço justo.
      E o autor esqueceu-se de informar:
      1. o baixíssimo valor que a loja quase sempre paga pelo usado, muito abaixo do valor base da FIPE;
      2. E que, nessa compra, o lojista considera sempre o valor do veículo básico, não importando a presença ou quantidade de opcionais. Por isso os carros VW são ruins: na hora de vender seu usado, ninguém considera os (muitos) opcionais que você colocou para que o carro deixasse de ser "pelado".

      • Filipe_GTS

        O consumidor quer ir pra casa feliz porque ganhou desconto.
        Em razão disso, ele sobe 2mil e depois do choro dá 2mil de desconto.
        O consumidor pateta fica feliz e compra

      • rickD2

        pessoal!nao existe "virgem nesta zona", ja dizia meu tio….santos? no cemiteri ta cheio….

    • aqui em PG é complicado mesmo…

      • Dragoniten

        Com certeza. O vendedor locão queria 43 conto na versão pé de boi do 208. O acabamento é bem mais simples e apesar de ter um interior agradável, tem bastante plástico pra um carro de 43 mil.

    • kitonorat

      a concessionária é obrigada a fazer o preço que estiver anunciado no site. Mesmo que eles digam que é "preço sugerido". Se eles se negarem a fazer o preço do site peça para ele lhe mostrar o código de defesa do consumidor (toda loja é obrigada por lei a ter um exemplar, no mínimo). Apresente ao gerente da loja os artigos que falam sobre a oferta de produtos e serviços. Lá diz que o que o fornecedor anunciou, tem que cumprir, pois a oferta vincula o fornecedor, e caso ele não cumpra, está incorrendo em enganosidade, estando passível de levar ALTAS multas do procon da sua cidade, do ministério público do seu estado, e, também de ter que lhe pagar uma indenização por danos, além de ser obrigado a verdar o veículo pelo valor ofertado (sem nenhum acréscimo).
      Tentaram fazer isso comigo aqui em João Pessoa, Paraíba, e não conseguiram, pois eu refresquei a memória deles sobre o que diz o código.

      Quem lhe disser algo em contrário, está lhe dando informações erradas.
      Tendo dúvidas, ligue para o procon da sua cidade ou para a promotoria de defesa do consumidor do ministério público.

    • Dragoniten

      Parabéns pelo conhecimento, utilidade pública aí, hahaha. Quando um dia tiver condições de comprar um carro zero vou lembrar disso pra fugir dos ágios :D

      Abração!

  • coresplendor

    Isso da quilometragem é certissimo. Brasileiro tem a idéia de que o carro chegou nos 90 Mil Km, tem que vender, tem que repassar logo, passou dos 100K nossa…

    • AniBALL1975

      O que o brasileiro tem que aprender é fazer manutenção preventiva, mas a propria industria o faz pensar de outra maneira, levando o incauto a pensar na curta durabilidade do carro e seus demais componentes

      • fkas

        Eu ia exatamente comentar sobre essa questão da quilometragem. A pouco vi um cara vendendo um carro com 200.000Km rodados (isso, DUZENTOS MIL) mas que estava virtualmente impecável. Ele tinha o registro de todas as manutenções, manual, chaves, fotos, e mais uma porrada de coisas para comprovar que o carro era aquilo mesmo. Este dono é um em um milhão! O brasileiro é muito leniente com a manutenção de seus carros. Uma parte só faz revisões enquanto o carro está na garantia, outra só faz a primeira, alguns não fazem nenhuma… Já tive carros onde eu deixava de fazer as revisões em concessionárias, mas comprava as peças do plano de manutenção nas CSS e levava o carro para uma oficina de respeito (economia pequena, porque é só a diferença do custo da mão de obra), mas nunca deixei de executar exatamente o plano de manutenção de meus carros. Mas isto é uma exceção!
        Certa vez deixei um carro em uma CSS como parte do pagamento de outro. Era um carro tido como "difícil de vender", mas ele estava impecável, com todos os registros de manutenção, notas fiscais, manuais, carimbos, etc. Apesar de estar com 110.000Km e de ser "difícil", eu o entreguei às 10:00hs e ele havia sido revendido ás 14:00 (nem tinha "entrado" de verdade, só deu tempo de lavar). Quem comprou levou um carro melhor que muitos com 1/3 da quilometragem…
        Só que como a norma é "não fazer manutenção", ninguém quer um carro muito rodado.

    • mmcinza

      é bem por aí mesmo.
      O carro chega a 60.000km e já pensam em trocar (efeito revista 4 rodas) ou então tem aquela idéia de que acabou a garantia, tem que vender o carro.

      Segui essa idiotice até 2009, quando decidi parar de perder dinheiro comprando carro novo e comprei um semi-novo, com 3 anos, cuja garantia havia acabado de terminar. Enfim, para muitos, seria uma fria……..mas não foi.

      Hoje o carro tem 120.000km e foi o melhor carro que tive (em relação a mecânica, durabilidade) desde o meu primeiro carro (em 1994).
      Fiz todas as revisões e tenho um bom mecânico e o carro está perfeito.

      Quanto ao carro é uma Toyota Fielder…

      • Pedro_Rocha

        É um carro que te permite isso. Mas vai andar 120.000km em um Classic ou num Gol G4. O que não falta é gente reclamando do carro a partir de 20.000km.

        • mmcinza

          Comecei com Uno, depois fui para Fiesta e Courier, mas quando comprei um carro de categoria acima destes, aí sim entendi o pq o preço muda bastante.

          Na realidade o nível de conforto muda, mas também a durabilidade do material empregado nos carros.

          Então entre um carro 0km popular e um semi-novo médio, que possam custar o mesmo preço, vou preferir o médio.

        • André Leite

          andei 116 mil kms num Corsa Classic, e o carro é show! Vendi para um vizinho tem dois anos e o carro continua mto bom!
          pela minha convivência é falso seu argumento!

        • Herumor_

          andar 120.000km em um classic ou gol g4 sem ser só na estrada a pessoa quer se livrar daquilo pelo trauma e não pela km ehauehauh zuera

        • Diego105

          Tenho um Uno Mille EX 00/00 1.0 com 131.000 Km rodados.
          Quem anda no carro diz que tem uns 40.000…
          Carro quase impecável interna e externamente, sem batedeira nem na suspensão nem dentro do carro, motor (Fiasa) lisinho lisinho, fazendo 17 km/l na estrada e 12 km/l na cidade, motor sequinho, que não queima 1 gota de oleio e ta com toda "força". Peguei o carro com 100.000 km de um dono muito criterioso na manutenção, e eu só continuei, o motor é original, nunca foi retificado pois nenhum parafuso do cabeçote apresenta sinais de ferramente, e alguns possuen uma tinta que vem de fábrica…
          Esse carro, com a manutenção necessária chega tranquilo aos 250.000 km sem retifica.

          • Pedro_Rocha

            Do Mille também não tenho do que reclamar. Andava em um ELX 95 com cerca de 350.000km. Motor e caixa não eram mais originais por vacilo dos donos: o primeiro motor foi para a vala porque o cara tentou chegar em casa com a luz do óleo acesa (motor original já com cerca de 180.000km) e a caixa original (rodou um pouco menos que 300.000km) não teve jeito por conta de entrada de água (um outro dono não tinha pena de enfiar o carrinho em enchentes).

            No que tange a acidentes, já desintegraram um cachorro a 120Km/h (eu estava no carro nesse dia e lembro até hoje do queixo do animal no para-brisa) e bastou trocar o radiador e um farol.

        • Hoosier 559

          Outro mito, de que só carros como Toyota e Honda que têm durabilidade alta…

          A grande maioria dos populares como Gol, Uno, Palio, Corsa etc têm alta durabilidade e facilidade de manutenção. Principalmente na GM e VW as peças são baratas e fáceis de achar. Um carro desses é mais fácil de manter impecável do que os mais caros e complexos, justamente por conta da simplicidade…

        • CyborgPilot

          VC já teve Corsa Classic? Porque o meu (1.6 ano 2003) está com 126.000 kms rodados e está perfeito. O Corsa Wind 1.0 da minha irmã foi feito o motor agora com 167.000 porque o dela roda em cidade pequena e raramente passa de 70 km por hora. tenho vários conhecidos que tem Classic nenhum teve problemas com 20.000 apenas. Quanto ao Gol G4 nunca usei e não conheço pra dizer algo sobre. Outra vantagem que reparo nos Corsa Classic/Wind é que todos os que já andei e conheço, inclusive conheço um ano 1994, todos não batem nada vc dirige e não ouve nenhum ruído tipo peças soltas, suspenção, etc. Ao contrário de muitos populares por aí que com pouca quilometragem tem barulho pra todo lado. Esse é um dos motivos pelos quais eu ainda continuo com o meu Classic.

      • duhehe

        é um toyota né amigo.

        compra um francês ou um importado e faz isso para você ver o quanto vc gasta na manutenção.

        • Gabrielpkz

          toyota tem manutencao barata ne…
          Aqui temos, desde 2007… um megane (2007- vendido) uma grantour (2012) um clio privilege 2007, uma duster 2012 e um sedan privilege 2008(vendido).

          QUAL E O PROBLEMA COM OS FRANCESES?
          Desde 2007 até 2013, com todos esses modelos, nao entendi ainda.

          • ocduarte

            Já tive dois Clio, um C3, um Sandero e hoje uma Grand Tour. Pareço alguém traumatizado com carros franceses?

            • ubiratamuniz

              Tenho dois, um Logan da esposa e um Sandero meu. Antes do Sandero eu tinha uma Xsara Picasso 1.6. Nenhum trauma com carro francês. E já tive dois Hondas Civic, também ótimos carros.

              Dando manutenção preventiva adequadamente QUALQUER carro dura. E sobre os custos, é mais ou menos a mesma coisa, tudo bem que (não vou negar) que a Xsara Picasso dava mais defeito (nem tanto ao ponto de incomodar na verdade) que o Civic que veio antes dela, mas nas raras vezes que o Civic deu defeito foi bem mais caro pra arrumar… então ficou "elas por elas". O que às vezes encarece nos franceses é a hora de M.O. da autorizada, mas no preço de peças originais não é tão caro assim, principalmente pra carro fora de garantia que a manutenção é feita em mecânico particular especialista na marca (mas sempre fiz com peça original, salvo consumíveis facilmente encontráveis como pastilhas de freio).

              As peças originais "genuínas" da Honda são MUITO mais caras que da Citroën ou da Renault.

        • mmcinza

          pois é….o carro da minha esposa é um C3, 2008 com 70.000km. A Fielder está bem melhor que o Citroen.

          Antes da Fielder 2006, tinha comprado um Megané 2008 (novo). O Megane novo em 18 meses deu mais problema que a Fielder.

          Aliás, a Fielder nunca deu problema algum. Só gasto com óleo, pneu, freio e outros itens que recomendam a troca após uma certa kilometragem (amortecedor, correia Poli-V, etc)

          E ambos são cuidados por mim….rs

          • Ricardo_Alves

            você esta certo o brasileiro e apaixonado por carro deste que seja para lavar e passar pretinho e colocar zonzeira e termina ai a paixão, pois quanto entra na manutenção preventiva ai azeda tudo, uso óleo fora da especificação só porque e 10,00 mais barata compra pecas paralelas das paralelas, depois fica dizendo que o carro e um bomba. acabei de comprar um carro semi-novo, e já dei a minha super revisão, troca do óleo, filtro do óleo, filtro de ar, filtro de combustível, filtro do ar condicionado, palhetas, rodizio do pneus, checagem das correias, freios e pastilhas e olha que o carro esta com um ano de uso e 30.000km , todo mundo fica tirando onda porque sou muito zeloso com o carro, mas todo mundo quer comprar o meu, e sempre consigo bons preços e vacilidades na revenda.

        • Mega_ever

          Nao consigo Entender o seu preconceito com franceses. Tenho uma megane 1.6, comprada 0km em 2006. Hoje ela está com pouco menos que 110mil km, e nunca me deu problemas ou me deixou na mao, muito pelo contrario, so me proporcionou alegrias. Quanto a manutençao, fiz todas as revisoes em css, e o preço delas foram bem menores que corollas e civics q amigos. Pretendo trocar de carro esse ano, mas meu perfeito primeiro carro será sempre o "frances que todos tem preconceito".

        • Edson Roberto

          Eu tenho dosi franceses. Um C3 2008 1.4 com 92000km rodados e um Xsara 2001 hatch 2.0 automatico com 137500km rodados. Ambos estão rodando normalmente.

          Eu sou METICULOSO para manutenção. Meus carros não precisam passar por manutenções corretivas porque sou simplesmente CHATO para manutenção. Se aparecer um problema, eu paro e só ando com o carro depois de resolvido. Hoje tudo bem, na falta de um carro eu uso o outro, portanto nunca fico parado e já consigo mandar arrumar o que precisa ser feito. (novamente, seja uma troca de oleo, alguma peça de desgaste comum, por isso o "deixar parado").

          Ambos funcionam perfeitamente sem anormalidade alguma. Exceto o Xsara que ainda como comprei usado quero deixa-lo mais ao meu gosto que tomará um pouco de tempo pois serão itens que eu faço questão de fazer e não necessariamente de ser importante.

          • duhehe

            Bem como você disse, você acompanha e faz as revisões certinho para não ter problemas futuros e sabe o que precisa ser trocado e quanto custa.

            Agora no geral o que acontece é a pessoa ir andando até que o componente X de problema e impossibilite o carro de rodar tranquilamente.
            Não são raros os casos de revisão de 307 e 407 com 80 , 100 mil km orçarem em 3 ,4 mil reais.

      • JPaulo10

        Mmcinza, dá um pulo no Forum 4×4 e veja as maravilhas de lá: proprietário cuidando direitinho da manutenção de seu veículo com 300 mil km. rodados.
        Na compra de um usado, entendo que tudo depende de seu cuidado ao verificar e avaliar itens de desgaste, ou como o antigo proprietário manteve o veículo. E é coisa simples: basta o interessado levar o carro numa ccs. de confiança, onde o mecânico fará uma vistoria em motor/câmbio/carroceria. Várias ccs fazem esse serviço. E não é caro.
        Com um orçamento em mãos, você consegue muito mais facilmente negociar seu veículo.
        PS. sua Fielder é de dar água na boca. Sempre gostei de peruas.

      • coresplendor

        Eu mesmo comprei o meu carro (corsa sedan 1.8 premium) com 60.000 Km, hoje está com 103 mil, e o carro está melhor do que quando eu peguei, manutenção corretiva e preventiva é o que faz a diferença. E sou extremamente feliz e apaixonado pelo meu carro.

        • Hoosier 559

          Engraçado que todas as pessoas que eu conheço que têm um Corsa só falam bem do carro, rsrs.

          Realmente é um ótimo carro, e quando bem cuidado é só alegria!

          • Marciomaster

            Hoosier, corsa é um osso, tive 02, otimo carro, muito resistente.

          • DCald

            tbm tive 2 corsa C… só larguei dele pra subir de nivel… hehe Mas o Corsinha é um excelente carro, que em geral sempre foi "esquecido" pelo mercado…

          • Lexus GS300

            Minha esposa tem um e gosta muito dele. É durável e não tem apresentado problemas até agora, somente a bateria que estragou com o tempo.

      • RodWH

        Mesma coisa aqui. Só tinhamos Gol e Parati, chegava nos 50 mil km vendia e pegava 0. em 2010 trocamos por um Civic 00 e Fielder 08, hoje em dia com 200 e 150 mil km, muito mais conservados que muito carro de 2 anos de idade.. ambos AT com consumo baixo, couro, painel sem grilo, suspensão em ordem.. é só cuidar!

      • arianoneves

        Tive uma também, comprei assim que a garantia acabou, rodei muito e ainda vendi com 80mil rodados mas toda revisada, comprei um azera seminovo com 45mil, mas como tava em garantia, tinha todas as revisões na CCS, fiz umas na CCS e hoje sem garantia, olho os itens que o manual manda e faço a revisão em um mecânico de confiança, o carro está impecável, agora mesmo na revisão de 80mil vou trocar o óleo do cambio, oleo de freio e liquido do arrefecimento (que ainda está na cor verdinha de carro novo), troco porque o manual pede mesmo que não "aparente" precisar! assim quero passar dos 200 mil! Uma dica é nunca acelerar forte o carro quando frio, esperar a temperatura atingir a faixa normal (quase metade) e só depois passar dos 2mil giros por exemplo, quando o motor está frio as peças ainda não dilataram e ficam com folgas, o motor queima óleo e a gasolina contamina o mesmo causando borras.

    • T.Garcia

      Pois é. Adimiro os gringos que as vezes "zeram" o hodômetro e continuam rodando com o carro como se fosse zero.

    • phaelrj

      eu concordo com vc em partes, mas quando vc compra um carro usado , geralmente voce não sabe como o carro fo utilizado…então…as vezes voce faz uma opção de baixa Km(se for real) que com certeza se teve mal uso, pelo menos foi por menos tempo…..

    • pauloreis

      o meu esta com 130 mil, desde 0km, e nunca tive que colocar agua ou ter que completar o nivel do óleo. Sempre que olho estão do mesmo jeito. Claro que faço revisão religiosamente a cada 10 mil, sempre o necessário, sem aquelas inutilidades que as ccs vendem… tipo limpesa de bico onde o carro esta com 10 mil, vejo isso direto e o triste é ver gente comprando e fazendo. Mas, se fosse para comprar um carro com essa quilometragem, a procedência teria que ser comprovada, com notas de todas as revisões e tal, se não, é buxa na certa. Nem o mais robusto dos motores aguentaria a troca de óleo em períodos longos, ou o uso do tipo de óleo errado, por exemplo. A Ford qualificou o motor do meu carro até 250 mil com as revisões feitas corretamente, então, cheguei na metade ainda…

      • Edson Roberto

        Nunca teve que faze-lo porque cuida. Como vc deve rodar mais que 10000km por ano, esses serviços sao realizados (troca de oleo e troca do liquido do arrefecimento + aditivo).

        Para vc ter ideia, quase 5 anos com o meu C3 e eu mesmo NUNCA abri a tampa onde coloca o liquido do radiador (no caso do C3 o corpo do radiador é de plastico e há uma marcação da intensidade o que evita ter que abri-lo). Fiz isso no meu Xsara também, agora só de 6 em 6 meses. (troca dos fluidos, mas geralmente qdo não rodo muito, pois qdo rodo mais, a troca é anual).

    • Lexus GS300

      Essa questão de kilometragem é vista em qualquer país do mundo. Não é apenas no brasil.
      Carro excessivamente rodado é sinal de muito desgastado. É óbvio que há pessoas que rodam bastante em seus carros, mas os mantém impecáveis e com manutenção em dia. O problema é que nem todos pensam assim e o estigma da alta km é óbvia e para muitos é como causa de preconceito. Mas como se faz para dar crédito a palavra de um "tranbiqueiro" que reverte em 80 mil de um carro com 160 mil e uma bom polimento na pintura para deixar o veículo impressionante?

      • ubiratamuniz

        pior que é verdade. às vezes é mais fácil confiar num carro com km alta que não teve o odômetro "tombado" (que você até paga mais barato e ainda reserva uma graninha pra eventuais reparos), do que pagar mais caro num carro "novinho pouco rodado e impecável" e ter uma surpresa bem desagradável depois quando apresenta algum defeito caro.

      • Edson Roberto

        Olha, pelo menos nos EUA e algumas cidades na Europa, ao menos o consumidor tem bom senso de entender que a rodagem a depender do quanto rodou / idade do automovel para determinar uma boa compra.

        Não é incomum por exemplo, na Europa ver carros com mais de 200000km rodados. A grande questão que diferente daqui em que para o Brasileiro carro 0km deveria ser barato mas ele usado deveria ser no mesmo valor que 0km, lá naturalmente não custa nada. Não é só questão de cuidado e sim de bom senso a ver que se o carro 0km é barato, qual o sentido do carro usado ser caro?

    • William

      Concordo plenamente.

      Falo isso comprando um carro com 175.000 rodados e usando diariamente…

  • AniBALL1975

    Nao contou nada de novo, promoções tanque cheio, IPVA gratis, etc… Tudo embutido em financiamento, alem da taxa de retorno das financeiras que é bem alta, alem de comprarem um usado por pelo menos 60/65% do valor Fipe e venderem pela Fipe ai tem como dar "desconto" prefiro um usado de um conhecido, amigo do que um assim de lojas

    • rickD2

      to ate co pena dele!que tal fazermos uma"vaquinha" pro leitinho das criancas dele????kkkkkkk…………

    • Alex

      Meu amigo, a taxa de retorno que era muito alta mesmo agora praticamente não existe, o Banco Central acabou com a festa das ccs, agora tem que ganhar é no carro mesmo.

  • marciolucasxw

    O povo brasileiro é egocentrista isso reflete em nossa sociedade já não se visa o bem comum mas o individual.

  • bbrasil2

    Acho q o problema do caso desse vendedor é o que a maioria dos compradores fazer, generalizar, cada vendedor como cada consumidor deve ser tratado de forma diferente, eu conheci vendedores que nem quero ver novamente e outros que posso voltar a fazer negocio com o maior prazer.

    Pensar dessa forma que ele pensa, é melhor mesmo mudar de ramo !

  • tbc_

    Vendedores e consumidores são e sempre serão concorrentes, estão em lados opostos com um interesse em comum: maximizar o ganho. Seja vendendo mais caro ou barganhando um desconto maior.
    Então, caro amigo vendedor, seu desabafo é válido mas entenda que existem milhões de consumidores que gostariam de desabafar palavras parecidas com as suas, só que do ponto de vista do comprador. Vendedor quer sempre maximizar os lucros, vender mais caro e empurrar serviços desnecessários e caros. Sempre pra ganhar mais.

    Isso é o capitalismo, cada um que cuide do seu dinheiro e dê um jeito de maximizar seus ganhos. Infelizmente é assim que funciona, você interessado em aumentar sua comissão às minhas custas e eu interessado em minimizar sua comissão para gastar menos na compra.

    • GuiCastro

      Falou tudo! Comentário mais sensato de todos!

      Sem mais.

  • Eu não exigiria desconto algum se a concessionária praticasse o valor sugerido pela fabricante, e não tentasse vender o carro por um valor risível.

    É claro que tem consumidor que exige o impossível e quer descontos impraticáveis, mas aí o negócio é negar. Assim como o consumidor inteligente nega a compra de um carro com um ágio grande. Mas não dá pra tratar as concessionárias e vendedores como coitados. Eles tentam lucrar demais, seja cobrando um preço mais alto pelo carro ou cobrando preços piores ainda por peças e serviços.

    • Herumor_

      realmente, quando minha mae pegou o Ka dela e o valor que a css passou era até os centavos igual à tabela da fabricante (mesmo com os opcionais) eu nem disse nada de desconto, problema é um conhecido ter comprado um Polo 0km em outra cidade por R$1.500 acima da tabela e ainda "enxer a boca" quando siz que pagou R$2.500 a menos que na outra css ¬¬

  • Tosca16

    A pilantragem é alta, adulterações e correções de imperfeições recorrentes a alagamentos, batidas e outros que nunca são ditos. Vc tem que saber a procedência do veículo, buscar a fundo todos detalhes, vê peças internas se há oxidação , se há riscos, se tem documentação em dia , n° do chassi e motor , se o volante tá descascando , pedal de freio e embreagem se aparenta quilometragem alta por desgaste de uso e etc… sabe no país onde até supermercado adultera as datas de validade qualquer coisa que comprarmos temos que ter o máximo de cuidado, eu ainda prefiro comprar carros de pessoas conhecidas, amigos mesmo .

  • DougSampaNA

    Meu caro, como vendedor desde os 15 anos de idade e com quase 50 de vida ainda no ramo; posso te dizer que é SEMPRE melhor por todas as cartas na mesa e deixar o cliente entender que o mercado pode ser limpo quando nós vendedores assim procedemos, e que é melhor as vezes vc não ganhar um negócio, mas ganhar a confiança de um futuro cliente, do que usar o procedimento de praxe.
    Construa sua imagem baseado em confiabilidade e honestidade, vc não irá vender igual aos outros, mas como os anos, caso queira proceder assim e aguentar proceder assim, conseguirá uma carteira de clientes que primeiro buscarão voce, sempre.
    Falo por experiencia própria; eu posso me dar ao luxo de não precisar mentir nos negócios, e nem porisso perco minhas vendas; e embora não seja lider de mercado em SP, na minha região eu sou lider de vendas; um negócio contruido ao longo de 3 décadas; muito trabalho, comi muita grama , mas valeu a pena. não se desvie da honestidade em vendas, nunca! Transparencia sempre!

    • digodis

      Quero comprar meu próximo carro com você!!

      • DougSampaNA

        Vou ficar devendo, meu ramo é alimentos; mas obrigado.

    • Bruno

      Se for verdade (coisa que não duvido que seja), parabéns pela sua postura!
      Um absurdo este texto, uma vergonha! O cara age de má fé, adultera o preço para ludibriar o consumidor, dá a entender de que adultera km e é desonesto e ainda fica como o "mostrador de fatos, culpado é o povo (quase sempre é mesmo), etc."

      • rickD2

        ..E A LEI DE GERSON: ele tambem gosta de levar vantage em tudo!!!!

    • dudupruvinelli

      Outro ponto favorável ao consumidor é se a garantia for maior que a estabelecida pela lei. 3 meses é pouco tempo.

      • duhehe

        depende muito do ponto de vista !

        minha familia sempre teve loja de semi-novos ( até 3 anos de uso) e afirmo com propriedade.
        3 meses é uma eternidade, pois muitas pessoas (muitas mesmo) pegam o carro e destroem e no 89 dia aparece com um projeto de carro completamente destruido e pedindo para consertar.
        As pessoas reclamam da garantia de apenas 1 ano de muitas montadoras, mas dar 3 anos de garantia em um veiculo destinado a certos tipos de consumidores é perder dinheiro, pessoas que cuidam do carro é um pequena minoria, a grande maioria destroi completamente.

        • Stilrl

          Neste caso se não quer dar garantia sai do ramo.

    • ocduarte

      Pena que o botão de curtir só pode ser usado uma vez para cada comentário. Ainda que não atue no ramo automotivo (sou bancário) acredito também que devemos prezar pela honestidade, mesmo que isso custe uma venda a menos. Porque a pior coisa é o cliente voltar "dando de dedo" na sua cara na frente de um monte de gente dizendo que você roubou, mentiu ou foi desonesto. Parabéns!!!!

    • SilenceBass

      Parabéns por ser algo que aqui no Brasil tá se tornando: RARO.

      Uma pessoa honesta, quem diria… !

  • Dudu Rodriguez

    Concordo em quase tudo, mercado de usados no brasil é muito mal visto, sendo que a culpa é em boa parte, do comprador.

    Sou filho de revendedor de carro, e não segui esse negócio por força do meu pai, que já não gosta mais do que fez, dá dinheiro, mas como ele mesmo diz: ''me sinto desonesto mesmo não sendo''

  • Duda_li

    Quantas vezes você vai olhar um usado e o vendedor lhe diz que é carro de mulher, tá novo, tá lacrado, nunca rodou em estrada de chão batido, e quer te ferrar num financiamento de 2,8% a.m….

    Me vêm com esse mimimi…

    • dudupruvinelli

      É… carro usado tem que ser a vista. As taxas são muito altas e às vezes tem o problema das peças e do seguro.

    • Geanmatheus

      Como diz um colega meu vendedor: "Carro novo sem detalhe!"
      OBS: Qualquer carro na mão dele é novo sem detalhe. rsrsrs

    • thales_sr

      Bom, carro é uma coisa, preço é outra, taxa de juros é outra totalmente diferente… Negocie valor, e depois vá procurar crédito em outro canto. É o melhor que se faz.

    • PEDRO_HAWK

      Esta história de carro de mulher pra mim não rola. A tirar como a minha mulher trata o carro dela (é sapato, canetas, kit de maquiagem e o escambau espalhados dentro do carro) enquanto dentro do meu, apenas os bancos limpinhos.

      Sem contar a agonia que sinto quando estou de carona com ela: as trocas de marcha ocorrem, no máximo, com 2.000 rpm. O pobre do motor fica pedindo ar…

      • Edson Roberto

        Isso a sua mulher. Vou dizer o caso da minha mãe: Acostumada a andar em carros 1.8 e 2.0, hoje em dia possui motor 1.0. As trocas são por volta de 4000rpm a 4500rpm. Muitos me dirão que usar o motor não faz mal e eu concordo, dureza é ver ela faze risso em qualquer condição sem necessidade.

        O pé é pesado até em transito. Está um dia parado, vai manter primeira marcha até por volta dos 4000rpm para mudar. Mas é como vc disse, os outros detalhes principalmente do interior que matam. Antigamente minha mãe ainda tinha o costume de fumar dentro do carro… (nos meus carros É PROIBIDO FUMAR)

        Já minha mulher ultimamente tem dirigido o carro automatico o que evita as trocas erradas…

  • luiz

    Acho um absurdo um vendedor elaborar um texto em que praticamente imputa ao consumidor a culpa dos "cambalachos" efetuados pelos vendedores! ser honesto ou não vai de cada pessoa/empresa! Sr. vendedor você acha que o consumidor quer vantagem?? o que você acha de ter seu carro ter uma avaliação de 30% a 40% abaixo do valor de mercado??? (pois é isso que todo vendedor faz)… ah… e o carro do vendedor sempre está acima do valor de mercado. Em uma única transação de compra e venda os vendedores ganham uma margem absurda em relação aos valores dos veiculos, os vendedores querem sempre ganhar nas duas pontas. Ah outro detalhe na maioria das situações praticamente não existe negociação, os vendedores são praticamente inflexiveis em relação ao preço. Nunca mais venderei ou comprarei carros de um revendedor.

  • Kléber Masaki

    O negócio é o seguinte, tem muita gente que quer comprar um carro de determinado valor, mas não tem condição pra tanto, e em vez de procurar um meio de melhorar a condição financeira, fica achando que os outros é que tem que abrir mão dos seus valores. Muita gente que reclama preç ode carro, se fosse lojista não exitaria em cobrar valores altos.

  • Bruno

    O sujeito aumenta o valor do mercado para dar desconto dizendo, enganando o consumidor, deixou a entender que adultera km, diz que não trabalha na honestidade e vem falar que o consumidor é o principal culpado pela picaretagem que existe…"ta de brinks com minha face".
    Pagamos preços absurdos em veículos ridículos e ainda, adulterados, batidos, etc. Somos enganados enquanto ao preço e no final…somos culpado…
    É melhor ler este texto, do que ser cego.

    • Bruno

      Isso sem contar o descaso no pós-venda, lucros abusivos nos preços das peças (além dos próprios veículos), etc.

    • thales_sr

      Nããão, sinceramente eu achei ótimo esse texto. Pra mostrar pros "especialistas" daqui do NA que aquele "carro seminovo bem cuidado" que ele achou maravilhoso no webmotors (e que, portanto, quem compra carro novo é otário), pode não ser bem o que ele pensou.

  • DT_Pantera

    Essa história de que é impossível ser 100% honesto é de chorar…. Tem como ser honesto sim. Se carro com quilometragem alta não vende, é simples: não compre. Se não pegar o usado de alta quilometragem não vende o da loja, então muda de ramo, filho, porque não existe justificativa pra desonestidade.

    • Rafael_Phanton

      clap,clap,clap, merece palmas seu comentário.
      Honestidade é honestidade em teor 100%, não existe ser honesto 99%.
      Se és desonesto sempre vai encontrar desonestos também.

    • thales_sr

      Não é impossível ser 100% honesto. O impossível é ser 100% honesto e conseguir viver com a comissão que você vai receber.

      • SilenceBass

        Se for assim, simples: troca de profissão.

        • thales_sr

          Eu apóio! Rapidinho não ia ter mais vendedor de carro e a gente iria comprar carro igual compra refrigerante naquelas maquininhas delivery! rsrsrs

          • Edson Roberto

            A grande questão é… o consumidor mal informado vai até sua loja, se ele ve algo que agrada, não fique com atributos mentirosos. Apenas diga como pegou o carro usado (se for o caso) e pronto.

            Meu pai comprou o Siena 2008 dessa maneira e não a toa comprou outro mesmo siena (só que esse "completo") pro confiança daquele vendedor. Sem contar que para meu pai foi bom porque para ele o valor de venda do seu carro e o de compra do novo foi bem interessante.

  • Rafael

    Que textinho sem pé nem cabeça hein…basicamente o cara está reclamando do fato de o consumidor tentar negociar na hora da compra. Quando eu vou comprar um carro tento negociar o melhor preço, as melhores condições, taxas, etc…além de pesquisar bastante. O vendedor que escreveu esse texto basicamente não gosta de o fato de as pessoas pedirem descontos e tentarem um preço melhor, acha que está sendo "explorado"…uma dica meu caro amigo: Mude de profissão.

  • dudupruvinelli

    Eu sou adepto dos usados e semi-novos mas há de se ter cuidado com os carros adulterados e de enchente! Como o cara escreveu, nem sempre quilometragem alta significa carro ruim. Ontem mesmo fiz um test drive num c4 vtr de um amigo que tá com 80 mil km! O carro tá mais inteiro que o do meu pai, que tem 52mil km! Tudo depende de manutenção e cuidado do carro. O carro é feio pra usar, mas ao longo do tempo tem-se de um jeito ou de outro gastar com manutenção! Uma coisa que eu não entendo é sobre os carros alagados. Vi um jetta aqui em Porto Alegre numa revenda, placa de São Paulo, fedendo e com marcas de barro. O cara que tem um jetta não tinha seguro? Ou a seguradora pega o carro e vende? O que acontece? As pessoas só querem se dar bem!

    • Filipe_GTS

      A seguradora pega o carro e vende… já vi muitos processos judiciais por conta disso. Quando vc pede o seguro eles te obrigam a dar o recibo para eles (seguradora). Eles consertam, molham a mão de algum diretor do detran para retirar a grande monta do sistema, e colocam no mercado…
      É mesmo um absurdo.
      Quem compra esses carros não faz seguro novamente, porque fica num cadastro nacional das seguradoras de carros sinistrados. Aí o cara entra com a ação… O garagista que vendeu se some, e o processo fica correndo na justiça (que não é nada célere)

      • ubiratamuniz

        E isso só acontece porque o revendedor (que geralmente compra o carro no leilão da seguradora) oculta a informação que pagou uma mixaria no carro porque é sinistrado e quer vender pelo preço normal de mercado pra maximizar o lucro.

        Quer vender carro sinistrado? Beleza, informa o consumidor que o carro é sinistrado , deixando bem claro quais são os problemas disso (ex: falta de garantia, impossibilidade de fazer seguro, etc.) e venda a preço condizente com a condição de sinistrado do veículo.

        É tudo questão de transparência. E é transparência que falta no mercado.

  • LeoWing82

    Agora a culpa dos altos preços, ágil, arrogância dos vendedores, despreparo, mal atendimento dentre outros problemas é culpa do consumidor ?!?!?!?! Inaceitável !!!!!!!!!

    • thales_sr

      Sim, basicamente… Veja bem, os preços só sobem… E as vendas batem recorde atrás de recorde? Não dá pra vender se não tiver quem compre.

    • rickD2

      nao e AGIL, mas sim AGIO!!!

  • Marcelo_Machado

    Desculpe, mas quem começou com esse negócio de dar itens na compra dos carros foram as próprias revendas. Uma oferece uma coisa, um brinde. A outra dá um maior e mais caro. Uma 3ª oferece algo melhor…….

    O mercado e logicamente os consumidores se acostumaram com isso. E agoram cobram isso cada vez mais…….

    Quem criou e difundiu que agora aguente as conseguencias.

    Fora que no Brasil essa prática é geral, não só com automóveis. Dar descontos e/ou vantagem em preços que já estão superfaturados, dando a falsa impressão para o consumidor que ele esta fazendo um grande negócio.

    • Pedro

      É verdade, Marcelo. Muitas pessoas se iludem com um simples brinde oferecido pela css ou revenda de usado (som, tapete, frisos etc), o que não deixa de ser uma forma de camuflar o preço final e se recusar em oferecer descontos.
      Sobre o desabafo do vendedor, é lamentável saber que a regra geral é a falta de transparência e de ética (risco moral) nas vendas de veículos.

  • LLOPES

    No mundo perfeito desse vendedor, sera assim "Vendo uma pPeugeot Hoggar 2010 sem ar, sem nada, amarela, por 40 mil". Financiado vai sair por 70mil" FECHADO!! SEM DISCUSSÃO!!
    Muda de ramo,amigo…Vai digitar atras de uma mesa….Sou desse ramo, ë para os fortes msmo…

  • luiz

    (DESABAFO DE UM CONSUMIDOR) Acho um absurdo um vendedor elaborar um texto em que praticamente imputa ao consumidor a culpa dos "cambalachos" efetuados pelos vendedores! ser honesto ou não vai de cada pessoa/empresa! Sr. vendedor você acha que o consumidor quer vantagem?? o que você acha de ter seu carro ter uma avaliação de 30% a 40% abaixo do valor de mercado??? (pois é isso que todo vendedor faz)… ah… e o carro do vendedor sempre está acima do valor de mercado. Em uma única transação de compra e venda os vendedores ganham uma margem absurda em relação aos valores dos veiculos, os vendedores querem sempre ganhar nas duas pontas. Ah outro detalhe na maioria das situações praticamente não existe negociação, os vendedores são praticamente inflexiveis em relação ao preço. Nunca mais venderei ou comprarei carros de um revendedor.

    • Castle_Bravo

      Obrigado Luiz, poupou-me o trabalho de escrever, iria comentar exatamente isto.

      Não há como ter pena de um vendedor que admite ser impossível não "enrabar" o comprador de alguma forma, com a velha máxima de que "todos fazem dessa forma".

  • MecanicoDigital

    Mais um exemplo do quanto somos tolos.
    Essa mania besta de querer levar vantagem em tudo só nos atrapalha… em tudo.

    • Viníciusk

      Verdade. Todo mundo perde em querer levar vantagem em tudo e sempre. Assim o mercado nunca vai ser justo.

  • CharlesAle

    Desculpe os vendedores honestos,mas só tive dor de cabeça comprando em lojas de usados,desde documentação até problemas mecânicos sérios,o problema é a garibagem,maquiam os defeitos para estourar depois que a pseudo garantia acabar,o último carro que comprei,um gol bolinha 96,tinha um remendo no bloco que descobri depois de um vazamento de dágua!!!!além de ter de pagar um serviço de solda no túnel do câmbio,e pior,não paguei barato no carro,depois disso,nunca mais…..

    • MFranklin

      Pois é. Sua desventura serve também para ilustrar outro ponto crucial: a importância do contexto na hora da compra; Sempre leio aqui no NA muitos comentários simplistas que decretam taxativamente "comprou zero km? otário" / "comprou usado? esperto". Como em tudo na vida, há casos e casos. Dentro dos critérios de cada um sobre o uso que fará do carro, as necessidades, a perspectiva de ficar por curto ou longo tempo com ele, etc, é que se deveria avaliar se a pessoa fez ou não um bom negócio.

      • MFranklin

        (cont) Penso que se o sujeito não for um especialista mecânico (ou tiver alguém de confiança que o seja) e se não tiver a sorte de ter conhecidos com usados em bom estado, precisa avaliar com cuidado se realmente vale a pena. Aliás, mesmo quem entende um pouco mais de carros pode ser enganado (afinal, como vc disse, a maquiagem nos carros é um grande problema).
        Talvez muitos dos que comprem usados de segmento maior pagando preço de populares nem sempre se atentam a todos os detalhes envolvidos. A vantagem financiera inicial que salta aos olhos pode ocultar problemas de médio ou longo prazo.
        Obviamente também há casos em que a compra de um carro zero se revele também um mau negócio, por conta de um gasto na aquisição que nem sempre precisa ser feito.

    • PEDRO_HAWK

      Melhor pegar de particular, pois garantia de três meses é o mesmo que nada, sem contar que o particular dificilmente irá atrás de um local para adulterar a quilometragem do seu veículo, enquanto que as lojas…

      … são macaos-velhos nisto.

  • EDGAR__RJ

    Acho que a culpa é de todos… Quando comprei meu primeiro carro em 2007 ( Clio 2002 / 48.000km rodados) , pesquisei e comprei bem barato, e imaginei que iria ficar com ele por no máximo uns 30.0000km … Mas o carro era agradável a dirigir e confortável, e não tive muita despesa, a não ser troca de óleos , aditivos ( freio-arrefecimento-etc), troquei os pneus uma unica vez, e rodei até ele completar 129.000km… E vendi para o meu vizinho em 2011 ;que o tem até hoje. Depois comprei um Megane, usado também com 15.000km, e até agora não me deu despesas extras, atém das revisões.

    Mas o Brasileiro se preocupa com o que o vizinho dele vai ver, e não com o que ele vai pagar a mais…. Então o mercado de carro 0km (populares) cresce, não por qualidade,, mas por visual. E ótimos carros semi-novos , ficam parados em agências, por mero preconceito dos desinformados.

  • Cardoso

    Sou vendedor de Carros Zero Km, estou trabalhando na quarta montadora diferente e à 8 anos nesta função.
    Sempre pensei em mandar um desabafo como este para o NA, mas não quiz começar este debate pois isso é uma questão de opinião. Existem os clientes que querem ver todos os valores como realmente são, e valorizam muito isso, e também existem aqueles que querem ser iludidos.
    É muito fácil identificar isso em uma breve conversa com o cliente.
    Não sou o maior vendedor de carros, mas consigo um número bom de vendas e trabalho sendo o mais transparente possível, por isso consigo dormir tranquilo e tenho certeza que fiz minha parte para realizar o SONHO DO CARRO NOVO de algumas centenas de pessoas e familias na minha região.

  • junior

    Também sou vendedor de automóveis, boa parte do que ele relatou é verdade, so não concordo na parte de não passar a verdade poruqe o consumidor talvez """force""" para que isso aconteça.
    No meu caso vendo carros ZERO KM, mas preciso concordar com ele, a maioria dos consumidores acha que tem que nos sugar.. ou não se comprometem conosco também… atendi um cliente que veio em minha loja… adorou o carro """" porque eu exerci meu papel de realizar o melhor atendimento possivel""" fez test drive com o carro da minha concessionária… e pasmem… fiz o carro por um calor de R$ 1.800,00 reais abaixo do valor do site da montadora ( algo dificil de ver por aí ) e o cliente saiu ligando para concessionarias de varios estados vizinhos e acabou comprando em SP… porque conseguiu por R$ 500,00 a menos ainda… sou um lixo então? palhaço ? não fiz uma negociação ruim, prestei meu melhor atendimento como todos meus clientes me consideram… pra no final o cliente se leiloar por aí??? o dia que o consumidor mudar o mercado realmente vai mudar!!!!!

    • Alex

      Mas se o outro fez por R$ 500 a menos vc tbm poderia não?

      • junior

        outro estado, frete… ok?

    • RaceLogic

      Quer dizer que o consumidor tem que pagar 500 reais a mais? Por você ter feito nada mais nada menos que a sua obrigação?

  • flaviano

    Sao em sua grande maioria extremamente desonestos…a cabei de comprar uma carro seminovo em uma agencia e me garantiram 2 ou 3 semanas para me entregarem o recibo porque era leasing,apesar de quitado seria o prazo correto…dpois de 2 meses o recibo nao apareceu e foi so enrolaçao,so me devolveram porque fui com um advogado e iria leva-los na justiça…moral da historia,sabiam dos problemas do veiculo e mesmo assim me venderam,pegaram meu dinheiro com a ma intençao de me enrolarem…porem so aceitei meu dinheiro de volta com 2500,00,e ais o que gastei no veiculo,so viajem de 60km foram 9,pois a agencia era a 60km de minha residencia…

  • deleted674103

    Entendo o que o rapaz quer dizer, sou gerente de seminovos num dos maiores grupos do Brasil. Sou vendedor de carros desde os 18 anos e to com 40. O problema é que o cliente quer sempre "levar vantagem" as vezes beira o ridículo querendo negociar conosco. Nós somos os vendedores, nós temos o produto e parece que é o inverso, o cliente chega na loja, quer por preço no produto, calcula ganhos….ou seja, faz papel de otário. Otário mesmo! sabe pq? o produto não é dele, ele não tem o direito de colocar preço na coisa dos outros. Por um acaso vc ou eu, colocamos preço na conta de luz? Ligamos lá e falamos assim: a conta é 100,00 pago 50,00. Existe isso? no posto de gasolina, vc barganha preço? pede desconto? na cia aérea vc chora desconto na internet? no restaurante vc pede desconto no preço do rodízio? então pq caramba os caras enchem o saco numa loja de zero e usado? E a gente ainda faz aquela cara de que é normal….que tudo bem…quando na verdade dá vontade de falar pro cara ir montar uma loja, aí lá ele coloca os preços que ele quer.

    • Filipe_GTS

      Então, é como o cara do texto disse. Ele quer sair da loja com um sorriso estampado no rosto dizendo que venceu o vendedor e comprou baratinho. Pura necessidade de afirmação social e tentativa de elevar o ego a qualquer custa. Isso acaba fazendo com que o vendedor utilize artimanhas para enganá-lo, realmente. Foi uma ótima observação do autor do texto.

    • Led Sedan

      hehehe. Vc é vendedor de BSB? Aqui só tem este tipo de vendedor. Péssimo atendimento! Vc quer comprar carro e parece q ta pedindo favor!!! Claro q tenho q pedir desconto!!!!!!!!!!!!!! Devo ser otário mesmo…

    • tbc_

      Os consumidores pedem desconto na compra de carros porque existem vendedores como você que elevam o preço injustamente. E você é o típico vendedor folgado, onde está o respeito com o cliente? As coisas estão muito erradas hoje em dia. Vendedor tá se achando pq sobra gente pra comprar carro e atingir meta de vendedor. Queria ver se fosse como antigamente quando a demanda não era tão alta e os vendedores se colocavam na sua posição de vendedores e não de folgados.

      • Indianopolis

        Pra começo de conversa, o que você entende como injustamente? você conhece todos os gastos de uma operação de compra e venda? Aluguel, encargos sociais, trabalhistas, custos operacionais, garantia, revisões? Antigamente quando? quantos anos você tem pra dizer esse "antigamente"? Qual sua experiência na compra de veículos usados? qual sua experiência no mercado? O que é pra vc um vendedor "folgado"? Entenda que como consumidor, talvez você não tenha a visão global do negócio e não tendo essa visão, nós nã chegamos a um denominador comum. pense nisso.

        • Eugênio

          Impressiona muito uma pessoa de 40 anos falar tanta besteira assim. A pessoa não ''bota preço'', e ainda que fosse, não há mal nenhum; ela negocia como em qualquer outra coisa. Quando você compra uma casa, você negocia o valor. Quando você compra um pacote de viagem, também negocia o valor.
          Que merda é essa? Esse povo acha que o consumidor é ótário? Já somos massacrados por vocês vendedores que se passam de bonzinhos, mas frequentemente vendem bombas-relógio aos clientes, sem contar inúmeros problemas de naturezas diversas pós-compra. Carro no Brasil custa um absurdo, é normal que qualquer um queira negociar o preço, e como disseram acima, toda concessionário bota um valor lá em cima já para poder negociar e dar o desconto que o cliente quer, em outras palavras, ela vende no preço que queria inicialmente e ainda deixou o consumidor feliz ao achar que pegou barato. Ninguém é bestinha, nesse ramo ninguém perde dinheiro a toa não. Era só o que faltava, agora o consumidor é o ''malvado''. Quero ver alguém aqui que depois de ter comprado um carro seja tratado da mesma maneira por um vendedor ao retornar à concessionária que vendeu o veículo, vocês não são coitadinhos não, muito pelo contrário!

        • DougSampaNA

          Boa noite colega, vc como eu sabe que negócio envolve anseios, dos dois lados, não deveria haver vencedores de qualquer um dos lados, mas sim, gente satisfeita com a realização de um bom negócio; eu detesto quando minha empresa quer ficar me orientando o que e quanto eu devo tentar empurrar nos meus clientes, ora o feeling nos diz se será bom pra ele ou não, assim como tambem detesto ser comprimido demasiadamente por um cliente meu que acha que tenho descontos que não tenho mais de onde tirar; o negócio de carros é do tipo pouco pessoal envolve de 1 a 3 contatos da parte dos compradores com os vendedores; e portanto, se eu não compro com o mesmo vendedor com frequencia, é uma relação que pode não se basear na transparencia, já que parece que é um jogo e cada lado pensa que precisa vencer; esta é a dificuldade do seu negócio; como ser suficientemente transparente, sem ser sacana, e demonstrar porque seu negócio é o que PODE ser o melhor para o cliente no momento; e se não der certo, ora, vc está ali pra isso mesmo, atender e da melhor forma possivel, para concluir o negócio ou não, o comprador tem a ultima palavra ainda que não agrade vc; tambem é verdade que nem sempre o cliente tem razão, não há como vender sem pagar os custo, comissões e despesas do negócio, mas o cliente vem sempre em 1o lugar e deve ser tratado como tal. Com 33 anos de mercado e 25 na mesma empresa, sendo 01 de 1 time de 50 colegas, acho que conheço um pouquinho sobre vendas …tente a transparência e a mais absoluta honestidade; vc não vai se arrepender.

      • Diego105

        Quando fui comprar meu carro (Uno 2000) em Vitoria ES um dos fatos que me deixaram animado e me fizeram fechar o negocio foi o preço abaixo da média que estavam pedindo pelo carro (9.000 R$ ao invés de uns 10.500 R$) e o vendedor foi super honesto, mostrando uma série de carros na mesma faixa de preço, garantindo o perfeito estado da mecanica, e quando tinha um carro mais barato um pouco ele já avisava que era uma carro mais usado, que teria que passar por manutenção etc.
        A loja me vendeu o Uno (quase impecável) por 9.000 mas não tirou 1 centavo, o que acho melhor e mais honesto do que colocar 10.500 e eu ter que chorar pra ele vender pelos 9.000.

    • Rafael_Phanton

      kkkkkkkkkkkk, rachei de rir da sua cara agora.
      Ele não pode por preço nos seus carros?
      Então ele chega com o carro dele lá pra lhe vender e você interessado pergunta à ele:
      Quanto quer pelo carro? A resposta: quero 15.000,00. E vc muito simpático diz: pago 10.000,00.
      Você coloca preço no que é dos outros e não podem por nos que você vende?
      Essa hipocrisia que cerca os "espertos" é pra rir mesmo.
      Digo isso porque as lojas tem custos sim, funcionários, aluguel, impostos e etc mas, loja quer tirar tudo isso em uma ou duas vendas mensais e quando vendem pra um "comprador otário" riem da cara deles sem nenhum pudor.
      Sejamos francos, usados estão encalhados até o pescoço e por isso quem está comprando não é otário e sim, sabe que o mercado da brechas para bons descontos.

      • Indianopolis

        Atolado até o pescoço? Que planeta você vive? Eu to comprando até carro na web pra vender camarada. Nunca vendemos tanto como agora. E a minha posição no negócio diz que eu posso sim colocar preço no carro dos "outros" e não admito que coloquem no meu. Isso se chama comércio, Eu sou o lojista, eu tenho o poder de compra. Faz assim, compra na web de particular, aí quando vc tiver um bloqueio judicial, multa, motor com numeração irregular, carro sinistrado…vc reclama pro PAPA.

        • Rafael_Phanton

          Você não me engana, está vendendo e defendendo seu peixe.
          Vivo no planeta Brasil, onde 30% da lojas de usados fecharam as portas ano passado, isso é claro, pode sim ter beneficiado quem ficou no mercado, quem aguentou e colhe frutos agora mas, a tendência é piorar, um mercado pequeno como o nosso não aguentará tanto tempo.
          Todo mundo pode colocar preço no que quiser, tanto quem compra quanto quem vende. Basta as partes concordarem e se não chegarem à um acordo, o negócio não é concretizado.
          Você ainda vende na JAC motors?
          Por isso é tão nervoso, vende tanto que só vejo um JAC por semana e olhe lá.

          • Indianopolis

            Não amigo, não trabalho mais na Jac Motors. Quanto ao mercado, você está redondamente enganado. Trabalho num grupo grande, temos mais 20 concessionárias no Brasil. Abriremos mais 10 pontos de venda de seminovos. Nunca vendemos tanto. Temos falta de carro, aliás todo mundo tá sem carro, viro meu estoque de 100 carros todo mês. Mercado pequeno? tendência é piorar? 30% fecharam as portas. Parei por aqui.

            • Rafael_Phanton

              Vou encerrar aqui com uma ressalva.
              Se você trabalha num grupo grande, se você é funcionário então: o estoque não é seu, você não é o comprador, você não é o lojista e nem é quem tem o poder de compra, e não é temos mais de 20 lojas, e sim, eles tem mais de 20 lojas e eles abrirão mais 10 lojas.
              Isso tudo é poder do dono da empresa.Então ao menos que seja o dono do enorme grupo, fale na primeira pessoa.Caso contrário baixe a bola pois, aqui todo mundo já percebeu que você é daqueles que estão desesperados pra vender e ganhar o seu no fim do mês.
              30% foi um erro meu, foram cerca de 10%, de qualquer forma é um número expressivo.
              Fato é, usado está dando prejuízo, só quem tem estoque novo é que está conseguindo repor o prejuízo que tiveram por terem de vender carros com preços menores do que pagaram.

              • Indianopolis

                Amigão, só te falo o seguinte, baixa a bola você, em nenhum momento eu te desrespeitei, coloquei meu ponto de vista, se vc não concorda e se sente um otário como um dos muitos que vem aqui fazer papel de troxa, o problema não é meu. Em algum lugar no meu post eu ofendi vc pessoalmente? tá vestindo a carapuça? lamento. E no post de baixo vc me chama de burro. Tá certo, valeu pelo elogio, espertão.

                • Murilo

                  Quem vê esse cara pensa que ele comprou o mundo…
                  E TA ESPERANDO O TROCO !!!

                • SilenceBass

                  Não desrespeitou o Rafael não…

                  desrespeitou TODOS NÓS, CONSUMIDORES. Que, inclusive, VOCÊ se inclui.

                  Ou vive de luz ?! Mora debaixo da ponte ?! Anda de Pogobol ?!

              • radiobrasilcombr

                Se gabar com o dinheiro/bens do outros, PODE ISSO ARNALDO?kkkkkkkkkkkk

                • Rafael_Phanton

                  Aqui pode tudo kkkkkkkkkkkkkkk, e o mais engraçado que é daqueles que defendem a empresa e nada mais leva com isso.Ou estou enganado e ele ganha muito bem por ser puxa saco.

                  • Stilrl

                    Amigo não sei como tem estomago pra responder esse cidadão, o cara fala como sê foce o dono de rede CSS sendo gerente de seminovos considerado quase como um subemprego no meio em que ele trabalha, e sê realmente for.

                    Nem perderia meu tempo respondendo.

                    • Rafael_Phanton

                      Eu apenas continuei porque não me importo realmente com as ofensas dele e sim, para tirar um sarro com o comentário.
                      Tanto é que ou ele mesmo deletou o perfil, ou foi sugerido por alguém, não sei.
                      E não venho aqui para brigar com ninguém mas, o cara é muito topetudo, nojento mesmo, daqueles que ficam na aba dos outros e ainda se acham os donos da empresa em que trabalham, é pra ter pena de gente assim, infelizmente meu caro, é o que mais tem por ai, pessoas mentirosas como esse cidadão.
                      Gerente de seminovos? O que é isso? kkkkkkkkkk, você tem razão.
                      Abraços

        • spock_cwb

          "Faz assim, compra na web de particular, aí quando vc tiver um bloqueio judicial, multa, motor com numeração irregular, carro sinistrado…vc reclama pro PAPA. " …

          ah sim, porque quando isso acontece com uma loja de usados voces devolvem o dinheiro rapidinho né ?? Jamais ficam enrolando ou dizendo que não é problema de vocês …. [SUPER IRONIC MODE ON]

          • AniBALL1975

            O que não entendo é que vendedor de multimarcas, dizer que tem garantia, procedencia etc, pesquisando com particular acha-se bons carros e podendo ainda fazer pericia cautelar , alem de levar no mecanico de minha confiança, então essa problemas futuros so cai marinheiro de 1ª viagem, o papo para boi dormir, fui….

            • PEDRO_HAWK

              Você resumiu a minha história com carros. Enquanto marinheiro de primeira viagem, coloquei a responsabilidade da compra do primeiro carro (usado) nas mãos de um vendedor amigo de família. Pior não poderia ter sido. O carro tinha problema crônico com rolamento da roda dianteira (era um Corolla) e a grande garantia de três meses foi o suficiente para encobrir o problema.

              E como reclamar, sendo que quem vendeu é "amigo". Colocar a amizade entre famílias em cheque?

              É como dizem: amigos, amigos, negócios à parte.

              Já no final do ano passado peguei um Focus Sedan Ghia 2009 de um particular. Comprei 10% abaixo da FIPE, sendo que eu, e APENAS eu tomei todos os cuidados possíveis para fazer um bom negócio. Resolvi usar o meu conhecimento e experiência adquiridos a meu favor. Verifiquei itens específicos, levei em mecânicos, verifiquei manual e notas fiscais dos serviços executados, bem como puxei todo o histórico do carro no check-auto.

              E tenho a certeza que fiz um ótimo negócio, pois o carro está espetacular. Revendas multimarcas nunca mais!

        • Luciana

          Amigão, sem o dinheiro do cliente, voce quebra em um mes. Pense nisso. Teria como voce me informar qual a loja onde voce trabalha? Estou comprando um carro novo para mim e quero ter certeza de que eu passarei LONGE da sua loja.

    • André Leite

      Meu caro Indianapolis, seu cometário foi UM TIRO NO PÉ!!!
      Já reparou que todos seus exemplos não há um vendedor? Na conta de luz a conta chega com o que foi consumido e pronto paga-se a conta, na cia aera (pela net) há algum vendedor ? no restaurante tem algum vendedor? A compra nesses lugares são mto facéis com a ausência do vendendor…..não há ninguem inflando o preço para ganhar mais..

      Vamos abaixar a bola meu caro Indianopolis, quem dá o preço não é o vendedor é o mercado…. vamos com calma néh…..

      Se a passagem aerea nao vende um softwarezinho da cia abaixa o preço e faz promoção, se o avião esta cheio a passagem fica cara,,,,é o mercado meu caro, não é o vendedor….

      Vendedor é um mero detalhe e indigesto problema na compra e venda de automoveis, imoveis….

      gostaria eu de comprar um carro pela internet SEM VENDEDOR e por um preço tabelado e justo!

      ! as vezes honesto as vezes com produtos maquiados elevando os preços?

      • Rafael_Phanton

        A inteligência dele não permite que enxergue isso, não vai adiantar explicar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, e quem compra na loja dele é que é otário.

    • O_Corsario

      Ué, negociar preço é normal. OU vc não negocia preço quando alguém vai lá vender um carro para sua loja? Ou então coloca um cartaz na loja escrito "desculpe, mas não negociamos preço" e pronto.

      • Rafael_Phanton

        Ele é super simpático com os compradores kkkkkkkkkkkkkkkk, aliás, ele é o cara, com poder de compra, que não admite que coloquem preço nos carros dele, isso ele disse ai em resposta ao meu comentário, é pra rir muito, o NA nos dá esse prazer de rirmos até chorar com gente assim.

        • CyborgPilot

          Me digam onde é a loja desse cidadão que não quero nem passar na porta. Tô correndo de gente arrogante.

    • Alex

      Me fala onde é sua loja que num passo nem na porta!!!

    • Petro

      OK. Mas ta esquecendo que o DINHEIRO é dele cliente. Ah, na conta de luz nao vem agio. Quem sera o otário?

  • Viníciusk

    Que isso? Texto de picareta? Picareta sim, porque faz picaretagem, como ele mesmo admitiu. Mente, adultera e distorce preços. Por isso que meu próximo carro não vai ser usado nem "semi-novo". Só se for um carro que conheço de alguém que eu conheço.

    O cara ainda fica chorando, reclamando dos descontos que o consumidor pede, mas quando eles pegam o carro, pagam bem abaixo do valor da tabela Fipe, e depois vendem acima do preço de mercado, alegando que "é carro de mulher, fez todas revisões, era carro de garagem, só viajava de vez em quando, tá com todos lacreas e as marcas de fábrica ainda…".

    Sei… eu sou burro, mas bem burro mesmo, pra acreditar nisso. O consumidor é o ruim da história né?

    O problema real de tudo é a ganância. O fabricante precisa de muito e mais muito dinheiro. A concessionária também. As garagens que vendem usados também. E o consumidor também é ganancioso e ostentador. Quer mais e mais, e quer mostrar que é o que não pode realmente ser.

    Falta consumo consciente. Comprar o necessário e apenas isso.

    Eu mesmo tenho um velho Uno, e depois vou provavelmente comprar um 0km (um Logan, Sandero [tenho 1,93 de altura] ou outro de não muito mais acima de R$ 30 mil e com manutenção agradável ao bolso) para ficar com ele uns 10 anos tranquilamente.

    • O_Corsario

      Acho que é mais simples: todo mundo quer fazer um bom negócio. O problema é quando alguém, para dar a ilusão de bom negócio para outro, joga sujo. É o que este cara faz.

      • Mc_

        "Gente, só roubo porque vocês me obrigam a fazer isso!"

        rsrsrs

        aparece na loja dele com, por exemplo, um Citroen Xsara em perfeito estado pra ele não te tratar igual um lixo… qualquer um que não tenha um Gol prata é motivo de piada em revenda de usados e agora vem falar que a culpa é nossa?

        • O_Corsario

          Exatamente, reclama que o consumidor quer dar preço no carro dele mas ele não dá preço também no carro do consumidor?
          Acho que esta mentalidade tem resquícios lá no passado, quando carro era um bem raro, que um vendedor "conseguia" um para vc, e se não fosse com sua cara não vendia. FAla sério, quem aceita essas coisas hoje em dia?

  • Stilrl

    TEXTO SEM NOÇÃO, E RIDÍCULO! (O SUJO FALANDO DO MAL LAVADO)

    Minha empresa sofre concorrência de produtos RECONDICIONADOS, importados ILEGALMENTE para o Brasil e vendidos COMO NOVOS e COM NOTA FISCAL FRIA.

    Os clientes quando nos procuram citando valores 30 a 40% inferiores aos nossos NÃO SABEM que estão comprando PRODUTOS RECONDICIONADOS. ELES não tem obrigação de saber isso.

    Cabe ao vendedor SABER INFORMAR ao CLIENTE as peculiaridades do mercado no seu seguimento.

    Sê tem RAIVA do CLIENTE, é pq vc não tá preparado para fazer a VENDA!!!

    CULPE A SUA EMPRESA POR SER DESONESTA E NÃO O CLIENTE!!!

    CULPAR concorrência e cliente por trabalhar de forma desonesta, pra mim é DESCULPA DE 171

    • Rafael_Phanton

      Excelente comentário.Prove ao cliente que o seu produto é, se realmente for, superior ao da concorrência.
      Os lojistas estão nesse desespero porque o que mais tem são dívidas e vendo seu patrimônio ruir diante do mercado de encalhados no setor de usados.

    • ahsoliveira

      Texto dele está mais coerente que o seu, aconselho ler de novo e ver o que ele realmente diz!
      um vendedor de qualquer área deve saber informar sobre seu produto, MAS acima de tudo é o CLIENTE que deve saber pelo menos o básico sobre o que ele está comprando, coisa que brasileiro no geral não procura saber!
      No seu caso denuncie seus concorrentes tanto para as autoridades responsáveis como para seus clientes, mesmo que de cara não surta efeito continue insistindo!

      • Eugênio

        Quem compra não tem obrigação de saber, quem tem que saber as informações, os detalhes, é quem vende. E tem que passar a informação verdadeira, o que muito raramente acontece.

      • Stilrl

        Olha meu amigo coerente, acho que sê o NA ainda tivesse "DISLIKE" tu já tava com uns -100 fácil.

        • ahsoliveira

          Eu não dormiria a noite por causa disso!!!
          veja o seguinte, eu não estou defendendo o cara autor do texto, mas o que ele diz está coerente SIM, está é a dura realidade! NÃO estou defendendo o lucro abusivo de montadoras, revendedores nada, mas me diga uma coisa aquilo que está escrito no texto é mentira?! como tudo mundo um pouquinho informado acho os preços de carros aqui absurdos, negócio de status porque seu carro é caro, besteira, pergunte a um americano um status que tem um Hyundai ou uma Cherokee?!
          muita gente não faz manutenção preventiva nos carros, andam as vezes até deixar em um estado lastimável e depois bota a bola para frente, NÓS pagamos o preço na hora da revenda por essas pessoas e é isso que este texto mostra! COERENTE NÃO?! eu entendo seu comentário concordo em parte com ele, não se pode justificar as sujeiras de um setor pelos clientes, mas a negligência por parte deste alimenta a deturpações presentes neste setor.
          DICAS PARA NEGOCIAR COM REVENDEDORES:
          -Faças as manutenções em dia e GUARDE os comprovantes, principalmente das manutenções nas autorizadas;
          -Sabe aqueles adesivos de troca de óleo?! cole-os numa folha e deixe junto do manual do veículo;
          -Não jogue o manual fora e venda o carro com ele, assim como você deve exigi-lo numa compra;
          -Se for negociar a troca por um outro na loja você tem a faca e o queijo na mão;
          -Faça com que o vendedor (comprador neste caso) veja vantagens no seu veículo;
          -Não venda nem compre por emoção;
          -Aprenda a calcular taxa de juros efetiva em um financiamento, o vendido geralmente te dá a nominal;
          -Seja Coerente na sua contra proposta exponha argumentos a favor, se não chegar a um consenso vá embora! procure outra!

          todo mundo faz isso né?!!!

    • rickD2

      e SEGMENTO nao seguimento…

    • Cristian Rodriguez

      A compra de carros pelo brasileiro é levado muito mais na emoção do que qualquer outra coisa, o sujeito as vezes ganha 1.000 reais e paga 500 reais só de prestação.
      Então qualquer diferença para essa cidadão é uma tremenda vantagem, por que na realidade se um vendedor for honesto e dizer é melhor vc andar de transporte publico por que manter um carro no Brasil é muito caro.
      A pessoa se ofende e vai parar no primeiro picareta que incentiva-lo a fazer essa loucura………..

    • AF_Alves

      Concordo plenamente com você.

  • Filipe_GTS

    Esplêndido texto.
    Quase emocionante.
    Um ponto que quero reforçar: o cara prefere ser enganado e levar um suposto carro com 28.000km a aceitar um carro bem cuidado com 140.000km!
    É muita patetice…
    Quem vive de usados pensa que nós (compradores de novos) rodamos pouquinho e cuidamos bem!
    Tolos…

    • Castle_Bravo

      Um carro no Brasil com nossas estradas e nosso combustível de origem muitas vezes duvidosa, bem como a política de muitos proprietários de fazer apenas manutenção corretiva ao invés da preventiva, sim, chega aos 140 mil caindo aos pedaços, querendo ou não.

      Qualquer um sabe que um carro com 28 mil quilômetros, tem menos chances de dar problemas, mesmo que o dono anterior tenha relaxado um pouco, ainda há como recuperar sem gastar muito.

      Se sabes cuidar bem de teu carro para manter ele até esta quilometragem, parabéns, és exceção, não regra, por isso dificilmente terás algum reconhecimento pelo teu zelo.

  • CleidsonTV

    Meu pai comprou um Fiesta em 1999. Vendeu em 2002 com 5 mil km (isso mesmo, 5 mil) o cara da concessionária não queria aceitar o veículo. Meu pai trocou por outro Fiesta. Ele só andava com o carro aos domingos. Claro, morávamos em uma cidade do interior. Em uma cidade grande nunca iam aceitar o carro do meu pai, iam dizer q o velhinho adulterou o hodômetro.

  • Guilherme

    OU seja o COMPRADOR tem que se contetar com preços que o vendedor ''avalia''??
    Isso se chama concorrencia ou ate mesmo poder de compra !!!
    Por isso cada dia ficara mais dificil de enrolar o comprador

  • pumagtb

    Dependendo do carro é um bem durável desde que se faça as manutenções corretamente, tenha uma condução adequada e respeite o limite do veiculo. Vejo carros com 15 anos de uso inteiro, assim como novo, tipo 1 a 2 ano de uso se desmanchando, se o dono não cuidar não tem jeito. O que mais irrita nessas lojas é a desvalorização que colocam em cima do veiculo do cliente posto em negociação.

  • tbc_

    Sinceramente, vendedor de carro deveria ser extinto. Todas as informações sobre os carros podem ser encontradas na internet, preços, características técnicas e avaliações de revistas especializadas. Pra que preciso do vendedor? Pra pagar comissão?
    O ideal seria uma loja virtual de carros onde pudéssemos comprar sem contato com vendedor. Quando compro um carro, já sei tudo sobre ele. Não preciso de vendedor, na verdade ele só atrapalha o verdadeiro menor preço que posso obter no veículo.

    • _William

      Acho que em pouco tempo isso vai se tornar uma tendência, porque quanto mais o tempo passa, menos necessária se torna a presença de um vendedor, todas as informações estão disponíveis via internet mesmo. Já que tem um monte de concessionária por aí que quando se entra ninguém vai atender , não vai fazer muita diferença em algumas delas.

    • thales_sr

      Pra mim, carro poderia ter um tipo de comércio igual eletrodoméstico: Uma loja "multimarcas" que vendesse Kia, VW, Ford, e uns 2 BMW pra dar um luxo ao local… E na hora de precisar de assistência, ou fazer revisões, procurar uma oficina credenciada pelo fabricante (não necessariamente uma oficina da marca).

  • Supramagnus

    Traduzindo: cale a boca e compre o carro que eu quero vender, pelo preço que eu quero vender, nas condições que eu quero vender. Tá bom…

  • Marquinhos

    Eu moro no interior e rodo no máximo 10.000 km por ano com o meu carro, não passa disso.

  • Herumor_

    mais engraçado foi colocar o pug 206 1.0 da minha mae por um valor bem abaixo da tabela e pouco abaixo do de mercado (que era bem abaixo da tabela tambem), primeiro o comprador acha que o carro tem tramóia, ai voce explica que o preço médio do carro é x e voce ta pedindo x-y porque já comprou outro ai o animal querendo ganhar em cima de voce que te pagar x-y² ¬¬

    o negocio é o comprador achar que saiu ganhando na sua cabeça e não dele ter saido com um carro bom, de procedencia e barato ¬¬

  • spock_cwb

    "Eu acredito que todo profissional gostaria muito de poder trabalhar 100% correto, pois como dizem, não há nada como dormir de consciência tranquila, mas o fato é que, verdadeiramente (e me dói muito ter de afirmar isso) é praticamente impossível ser totalmente honesto," …..

    Tá de brincadeira né ?? E ainda vem falar que a culpa é do consumidor …

    esse texto é quase uma defesa ao estelionato ….

    • rickD2

      e isso ai!!!!

  • O_Corsario

    Bom, pelo que deu para entender, nesta loja adultera-se quilometragem e pede-se mais do que o valor para, na negociação, chegar no valor normal.
    Ok, isso vai colar com um público, mas não com todo o público. Uma pessoa um pouco mais alerta e que pesquisou vai notar o preço alto demais no começo e, olhando o carro, notar marcas de uso incompatíveis com a quilometragem apresentada.
    Ou seja, esta loja vai acabar atendendo apenas áqueles que caem naquelas histórias do tipo "carro com seis anos, 5.000km e única dona que usava para ir no super-mercado depois de tomar banho".
    Sò que um dia o cara nota que o carro não estava tão inteiro, um mecânico vai notar que o desgaste de diversos componentes não era bem aquele, um amigo vai comentar que vc pagou caro demais… E daí o que acontece? Temos mais um que NUNCA mais vai comprar carro usado alegando que as agências são picaretas.
    Me lembrou a estratégia das D´Paschoal ou Caçula de Pneus, que no começo eram as queridinhas dos desavisados automotivos pq com seus serviços-iscas grátis que viraram uma revisão forçada condenando praticamente tudo. No começo deu certo, mas a longo prazo…

    • ubiratamuniz

      ixi, isso ainda existe de montão, só são outras empresas que fazem isso atualmente.

      • O_Corsario

        Exatamente, e daqui a uns anos serão outras… São aquelas empresas do mesmo dono que estão sempre mudando de nome e de endereço… rs

  • Absinthe666

    Infelizmente o consumidor prefere ser enganado e pensar que fez um ótimo negócio
    meu carro hoje tem 4 anos e 45mil KM e todo mundo fica dizendo ''vish ta na hora de trocar hein passou de 50mil km vira uma bomba''
    eu nunca alterarei o hodômetro para conseguir vender, mas se que se eu usa-lo por mais alguns anos vai ficar impossível vender no particular, terei que entregar em alguma revenda a preço de banana.
    sempre comprei carros usados e aqui em casa vários passaram de 100mil KM, inclusive uma parati com GNV de primeira geração e nunca fiz motor nem nada
    esse mito tem que acabar,

  • _William

    Esses "vendedores" são os mesmos, que na hora de comprar um carro pra revender, querem pagar 30% do valor do carro ou até menos, me engana que eu gosto, depois me vem com essa de que a margem de lucro não é grande? Por isso que eu sigo o ditado, "Não caia em palavra de vendedor". Infelizmente só tem uma meia dúzia que são honestos.

    • Eugênio

      Meia dúzia é muito! Conheço gente que comprou carro com vazamento no óleo da direção hidráulica, que acabou afetando outras partes, cujo conserto deu mais de 1000 reais, mas na hora da compra o carro estava "100%, doutor'!".
      Se todo brasileiro gosta de passar vantagem, não seria diferente nesse ramo, que envolve gente com dinheiro, porém pouco conhecimento sobre o veículo num lado e gente com pouco dinheiro, mas com razoável conhecimento do outro. Ou seja, basta o carro aparentar bem – mas cheio de vícios redibitórios – e o vendedor ter uma boa lábia, que o carro será vendido.

    • Cristian Rodriguez

      Esses "clientes" são os mesmos que na hora de vender um carro usado como parte de pagamento querem que a empresa paguem o preço real do carro. Vc quer incluir um veículo como forma de pagamento vc deve ter noção que a empresa vai revender ele depois logo, não pagará o que vale o veículo pois como ela vai vender acima do preço? Seus parentes vão comprar esse carro?

  • Antonio

    Gostaria de saber do vendedor, se o comprador não pedir desconto ele vendera o carro pelo preço justo (dando o desconto já que ele disse que vende o carro mais caro em função dos pedidos de desconto)?
    Uma revista de grande circulação nacional, quando simula uma venda com um carro de teste com 60.000km rodados os compradores(vendedores) dizem que o valor e menor pois o carro está muito rodado. E quando vendem também dão desconto pela alta quilometragem?
    Resumindo o que ele escreve não se deve ler. Na hora de comprar o seu carro eles dizem que o seu carro é o que tem mais defeitos mas na hora de vender é o melhor carro que existe.
    Vendedores são todos iguais, só o produto deles é o melhor.

  • MattOKiller

    Carro honesto e intacto só comprando carro de idoso

    • cepereira2006

      Olha, já vi idoso batendo o carro uma vez por mês.

    • Cezar

      Não confunda idade com capricho, pois capricho independe da idade… outro mito muito errado é, carro de jovem(entre 25 a 35) é mau cuidado sempre e carro de velho é bem cuidado, em muitos casos é o contrário… capricho, cuidado,etc… independe da idade. Reveja seus conceitos amigo.
      Abraçs…

  • Marcus Maciel

    Me desculpem, mas discordo em número, gênero e grau a colocação do comentário inicial do vendedor. Não é questão de querer ter vantagem e sim de negócio. A loja já compra o veículo por um preço abaixo, só que a vendedora quer ter lucro alto, não se contenta com lucro líquido de 3%, onde em lugar nenhum você consegue uma aplicação com este rendimento, quer tirar 20, 30% (líquidos), em países civilizados isto é considerado um assalto. Tudo na vida, em se tratando de negócio, seja um apartamento, um lote, uma televisão, umas férias, etc. você busca um valor que você considera ideal, justo para aquele objeto negociado. Agora o ponto alto do comentário do nosso ilustre vendedor é falar que a culpa é do consumidor em querer um veículo de baixa quilometragem …, o famoso bom, bonito e barato, mas afinal, quem não deseja isto. Se eu for comprar um veículo, pretendo um que não me dê problemas, não seria louco de comprar um carro com 200.000 mil quilômetros e todo destruído, se ele o faz, bacana, cada um com seus gostos. Então senhores, continuem pechinchando, negociem o máximo que puderem, procurem veículos semi-novos, conservados e tudo que tem direito, porque somente assim as vendedoras de veículos somente aceitarão estes tipos de veículos e não pagarem preços de bananas em carros destruídos e depois tentar passar um carro com as características de "semi-novo", com odômetro alterado e todo maquiado, por um preço nas alturas. O famoso: levou gato por lebre.

    • _William

      É meio engraçado eles falarem que os compradores só querem carro de baixa quilometragem e que tem carro muito rodado em bom estado de conservação, porque vai lá tentar vender seu carro bem conservado e com KM alta, eles quase fazem você pagar pra ficar com seu carro, não tem nem aí pro estado geral do carro, aí depois vem aí com essas lorotas no "desabafo". Quando são eles fazendo trocentos compradores de idiota e conseguindo margens de lucro exorbitantes, tá tudo certo, tá tudo bonito, aí agora que o consumidor tem acesso a informação e estão sabendo negociar melhor, vem chorando com essas baboseiras…

    • Wilian

      Lucro de 20% líquido na revenda de um automóvel? Raro de se acontecer, e não se esqueça do risco da garantia. Sim, o pós-venda custa caro, e manter uma loja aberta também.

      Normalmente o cliente quer comprar o carro abaixo das tabelas e quer que se pague as tabelas do seu.

      Mas cabe ao bom vendedor conduzir bem os possíveis bons negócios e rejeitar aos maus.

  • Pedro Prado

    Descordo do amigo Vendedor!

    Se o brasileiro soubesse EXATAMENTE quanto custa o carro, ou seja, qual foi o custo de produção e qual o lucro aplicado na venda, seria muito mais fácil a negociação, quem sabe muito mais fácil a venda. O brasileiro quer sempre tirar vantagem, porque sabe que estão sempre tirando vantagem dele, principalmente o governo e as grandes empresas. Nada mais justo do que brigar por um desconto ou uma vitória.

    Se eu sei que o preço aplicado ali é de 30% de lucro pra fábrica e mais 10% de lucro pra revenda, porque devo aceitar isso, se meu salário quando muito é reajustado em 5%? É esse o pensamento do brasileiro. Agora se fosse aplicado as formas de apresentação de preço como nos EUA e Europa, onde o lucro da operação toda fica entre 3% e 10%, então teríamos outro cenário.

    • Cristian Rodriguez

      Se o Brasileiro fosse tão esperto como vc diz, Pedro ele não compraria carro novo, e seguraria o seu usado por um bom tempo. Ai ele forçaria o mercado a se adequar os preços para baixo, os veículos terem os preços que realmente valem, sem Pseudos Descontos enganosos………

    • rickD2

      eu tambem DISCORDO!!!!

  • LTD1976

    Ah tá, a culpa agora de sermos roubados é das vítimas, não dos ladrões! Inversão total de valores, deveria ter vergonha de escrever uma coisa dessas.

  • anderson_sp

    É o famoso jeitinho brasileiro que alguns devem ser orgulhosos de fazer, querer botar a culpa no consumidor por sua desonestidade não cola, muitos vendedores vendem porcarias maquiadas ou recuperadas de leilão como se fossem novas, fazem maracutaias para tirar o Sinistro do documento e por aí vai, o consumidor vai atrás do produto e na maioria das vezes ele comprou exatamente por aquilo que o vendedor vendeu, portanto se há mau caratismo nesta área pode ter certeza que são pelos lojistas mesmo.

  • granrs78

    Por isso que Km marcada no painel não quer dizer nada, pois é ilusão achar que os carros mais antigos as Km ainda não chegaram nos 100 mil Km, claro que existem poucas excessões. O ideal é ver o estado geral do carro, se tem algum retoque ou se foi batido, e se a Km for baixa procurar o livrinho das revisões para ver se realmente é verdadeira a informação do painel do modelo. No mais, mesmo modelos Okm podem dar dor de cabeça, pois carro é loteria Okm ou usado.

    • Filipe_GTS

      que é loteria é, mas 0km tem infinitamente menos chances de dar zica
      e concessionárias, geralmente, são empresas mais sérias e mais fácil de se cobrar a garantia
      em tempo: revisões carimbadas no manual não dizem nada, pois muitas concessionárias não são tão sérias assim como acabei de mencionar (frisei "geralmente" em aposto) carimbam o manual em branco por contra própria

      • granrs78

        Como que revisões carimbadas no manual não significam nada? Os carimbos mostram que o carro foi revisado, e se o sujeito mexeu no hodometro, as revisões denuciam se foi feita essa prática ilícita. Com as revisões em dia o carro acaba tendo"uma ficha"em qualquer concessionaria da marca ficando, inclusive sua Km original e o tipo de serviço efetuado no veículo. Por isso que acontece com a maioria dos carros com Km baixa principalmente em carros usados com uns 10 anos, geralmente quando vc pede para ver o manual de revisões "os vendedores"que fizeram alguma adulteração respondem que o carro não possue o manual ou o antigo dono perdeu o livreto. Se isso ocorrer é melhor procurar um outro modelo.

        • Filipe_GTS

          Não significa nada. O vendedor coloca o carimbo e faz um rabisco por conta própria, quando o carro chega com o manual todo em branco, é simples. TEm muita gente que faz só a 1ª revisão ou nenhuma!

          • granrs78

            Já tive inumeros carros semi-novos e usados, e todos os modelos tinham as revisões em dia. Principalmente agora que as garantias são mais extendidas com 3 à 6 anos, a grande maioria para não perder a garantia fazem sim as revisões na concessionaria. Se vc tiver alguma dúvida a respeito disso, quando for fazer uma revisão, quando for entrar na oficina de uma concessionaria, é só pedir para o mecanico ou chefe de oficina e puxar a ficha do seu carro pelo manual de revisões para ver se o vendedor usou de má fé e carimbou por conta própria o manual de revisão do seu carro, pois os computadores são interligados com todas as concessionarias e serviços efetuados no carro.

  • ToNemAi_

    Cara nunca vi um profissional falar que é (qse) impossível ser honesto… Por isso vemos nos filmes americanos como eles são tratados e como tratam as pessoas. Por conta de alguém pedir um desconto é isso que merece? Caso um dia algum vendedorzinho tente me passar a perna e consiga e eu descobrir vai sofrer uma serie de processo.

    • Cristian Rodriguez

      Vc não deve conhecer realmente o trabalho de um vendedor nem no Brasil, quanto mais nos EUA. Se vc conhecesse um pouco do mercado americano vc saberia que lá o preço é real e não fica essa pechincha ridícula que os brasileiros fazem talvez querendo imitar árabe, já vi vendedor se esforçar e dar um baita atendimento para o cliente sair da loja e comprar em outra empresa com outro vendedor que só tirou o pedido, as vezes por motivos ridículos 100 reais de diferença, um jogo de tapetes, insul-film. Sempre o consumidor dando uma de esperto.
      Ai o vendedor que for mais esperto, segura até uns 300 reais na manga, por que o cliente malandro faz o cheque paga, e fala olha mas vc vai me entregar com tanque cheio, jogo de tapetes, insulfim……….

    • rickD2

      por isso que o BRASILl ocupa a 55a posicao no ranking dos paises MENOS CORRUPTOS DO MUNDO!!!!

      • ToNemAi_

        Rsrsrs

  • Viajante

    Concordo plenamente no que se refere a quilometragem, mas tenho que falar que o problema parte das próprias revendas, pois quando chego para avaliar meu carro na troca de um novo a primeira coisa que mencionam é que devido a quilometragem não tem como pagar um bom preço. Tenho um veiculo com dois anos de uso e 80.000 km, todas as revisões realizadas. Então de que vale tratarmos bem o veículo, inclusive fazendo todas as revisões.

  • Fake_of_Silva

    Quando eu comprei meu carro, Punto T-Jet 09/10 em outubro de 2011, ele estava com 13 mil kms rodados com as revisões carimbadas no manual. Tinha ralado nas rodas e alguns riscos nos parachoques, o carro era de um senhor de mais de 50 anos que gosta de esportivos (eu vi o nome dele no manual do carro e liguei). Ele me disse que os arranhões eram obra do filho dele, mas como o carro não tinha amassados nem sinais de batida, relevei. O valor do carro era de 51 mil, achei muito caro mesmo (um novo sairia por 57 mil), conversei um pouco e o vendedor me fez por 49 mil, que era o valor da fipe na época mesmo. Ainda bem que eu não comprei com o nosso amigo vendedor aí de cima, pois ele teria jogado o preço em 53 pra dar o desconto e eu pagar 51…

    • Oba_

      Colega tem algo de estranho no seu carro, revisões na Fiat são por quilometragem e não por tempo como em todas as outras marcas, como são a cada 15mil km independente do tempo que demore o seu carro não deveria ter feito nenhuma revisão. Se está carimbado é porque passou dos 15mil km, se foi carimbado 2 vezes rodou 30mil km. Repare que no próprio manual consta a quilometragem correspondente a revisão.
      Tenho um Fiat atualmente por isso fiquei curioso para saber se alguma concessionária faz revisão por conta não respeitando o que o próprio fabricante recomenda e informa como correto com o único intuito de ganhar dinheiro.
      Se puder responder se constam carimbo na parte das revisões seria de grande utilidade para comunidade, no aguardo, obrigado.

  • Castle_Bravo

    Quem compra alguma coisa achando que perdeu? obviamente se eu vou comprar algum produto, pode ser até uma bala, eu quero obter uma vantagem, pois se não não investiria meu dinheiro nisto. Obviamente no mercado de automóveis, imóveis ou qualquer outro bem caro, a barganha é fundamental, e isso acontece em qualquer negociação de grandes valores, independentemente do país ou nacionalidade.

    Ouvir choro de picareta reclamando de clientes… nunca pensei que veria isso! será que aqueles que costumeiramente são feitos de otários estão se tornando um pouco menos mansos?

  • Guilherme

    OU seja o COMPRADOR tem que se contetar com preços que o vendedor ''avalia''??

  • feacomm

    No mínimo curioso esse desabafo.

  • Silvinn

    Eu acredito que na verdade é uma mistura de consumidor e revendedor.

    E quando digo revendedor vou logo me referindo as concessionarias.

    Então você vê desde o cliente que quer entrar no carro com 5 anos de uso e quer ver no painel 50 mil km e já vi acreditem se quiserem, revendedores subir a km do carro pois o consumidor jamais acreditaria que tal carro teria 30 mil km devido ao ano e alguns detalhes externos!

    Por outro lado, temos as concessionarias que em sua maior parte não se contentam em ganhar 5 mil, e sobem para 10 mil a margem de lucros…talvez 15,20 em alguns carros, que por sua vez fazem tal carro de tal marca possuir um mercado ruim, porque eles mesmos desvalorizam para ganhar mais em cima!

  • Diego

    Vivemos numa sociedade doente, o povão cultiva os valores errados. O problema é moral, é falta de caráter, é falta de vergonha na cara.
    Tem coisas neste país que só a safadeza explica, é coisa de doido.

  • SilenceBass

    Resumindo:

    sentemos e choremos.

    Sem falar que o vendedor TAMBÉM é consumidor e certamente dá as suas "choradinhas".
    Num mercado tão inflacionado, é EVIDENTE que o consumidor de automóvel quer MAIS por MENOS.

    Se não tem a oferecer, seja honesto e deixe evidente isso, mande o consumidor p/ outra loja.

    Mas isso tu não vai fazer, né…

  • Arnaldobsb

    Vendedor corretissímo. Também iniciei minha carreira vendendo carros usados, e me chamou a atenção que todo o cliente entra no carro perguntando e indo olhar primeiro a quilometragem, ao invés de vero estado geral do carro, ou se tinha manutenção em dia. Me lembro de um Celta que recebemos na troca com 230 mil km rodados, ele foi repassado para um outro logista, e ele baixou a km para 60 mil e vendeu o carro. E te digo que deve estar rodando até hj sem maiores problemas. Enfim, o cliente tem que ser conciente.

  • diegopolla1

    Pessoal, a dica realmente é pesquisar.
    Conheço lojas em que você é sempre bem atendido. Há sempre respeito, atenção e negociação adequada com o cliente.
    Conheço lojas em que se acabou de vender um carro mais caro, qualquer cliente que entrar não interessa. O dinheiro do mês está garantido, então este idiota que acabou de entrar não interessa. Depois, quando o dinheiro acaba, se desespera atrás do primeiro cliente e quer comprar o carro do cliente a preço de banana e vender o seu a milhões. Cabe a nós declinar.

    Um colega de empresa conseguiu juntar uma boa grana e seu sonho sempre foi ter um CIVIC. Ele foi até uma loja da honda num sábado pela manhã, com roupa normal, camiseta, chinelo de dedos. Foi ignorado pelos vendedores. Saiu dali e passou na GM, conheceu o CRUZE(recém lançado) foi bem atendido e comprou a vista.
    Imaginem que o sonho do cara há anos era ter um CIVIC. Ele tinha dinheiro pra comprá-lo a vista. Venceu sua emoção e deixou o seu dinheiro em quem atendeu bem.

    Quanto ao vendedor do post e outros que compraram a questão aqui, lembrem-se. As práticas consideradas normais por vocês, tem nome, é estelionato.
    O cliente querer uma negociação adequada é um direito, uma necessidade. E se ele não conseguir, não é cometido nenhum crime. Ele apenas vai embora sem o bem.

    • mho

      Cada um pensa de um jeito.
      Se eu gostasse tanto assim do Civic, eu iria olhar o carro na css com calma, engoliria a raiva e só depois puxaria conversa com o vendedor.
      O seu amigo foi mal atendido naquele instante mas um sonho talhado a anos não pode ser mudado apenas por um capricho de outra pessoa. Outra coisa, você só precisa do vendedor para te vender o carro e nada mais.

      Minha história pessoal resumida:
      Em 2006 a GM lançou o Vectra C ou popularmente conhecido no NA como "Astrão", na época eu gostei muito mas mal tinha dinheiro para comprar um Mille. Em cinco anos, ralei um bocado mas desta vez tinha o dinheiro para comprar.
      Fui em umas cinco concessionárias, negociei o valor, pensei algumas semanas e depois comprei. Aturei um vendedor enjoado que ligava mas não abaixa o valor, desconfiei de outro que oferecia coisas demais mas não queria escrever nada, mas no fim fiz negócio com aquele que vendeu com o melhor custo benefício que consegui achar.
      Estou muito satisfeito e não penso em vendê-lo tão cedo, pois o carro ficou do jeito que queria.

  • AutoNacional

    Se fossemos levar a lei ao pé da letra ( incluindo a moral e bons costumes ), sempre que se compra um carro usado em estado de conservação precária ( mecânica que não esta em dia, carro que passou por alagamento, carro batido ) a culpa, e responsabilidade, deveria ser mais do dono anterior do que do logista. Pelo simples fatos de que o logista é um mero intermediador, e nada mais.

  • Daniel Ramos

    Concordo, mais pena que palavras de um não geram atitude….

  • GustavoHM

    Resumindo, o cara é pilantra e quer jogar a culpa em quem compra o carro.
    É logico que um carro com 150 mil km vai ser mais difícil de vender que um com baixa km..

  • Walter Silva

    Minha única crítica é que as concessionárias deveriam respeitar o preço sugerido. É frustrante ler matérias sobre um lançamento e concluir que o valor divulgado cabe em seu bolso. E aí você chega na concessionária… decepção! No caso do Peugeot 208 estão cobrando em média 4 mil a mais em cada versão, um valor muito acima, mesmo incluindo um tipo de pintura específica. Isto é iludir o consumidor. Um desrespeito!

  • thiago

    ajudar o proximo se todo mundo pensasse assim o mundo seria melhor! como isso infelizmente vai demorar pr acontecer o jeito é termos muita paciencia…

  • YoOdEx

    Não concordo com esse lance da negociação citada pela autor. É claro que você quer conversar para chegar num preço melhor, chorar desconto, deixar para comprar outro dia. Isso é negociação. Se for bom para o vendedor, ele vai aceitar abaixar sua margem. Se não fosse assim, tudo de tabela, nem precisava de vendedor. É só comprar pela internet (no caso de carros novos), afinal, no site da montadora tem muito mais informações corretas do que a maioria dos vendedores sonham em saber. Depois de encomendar era só buscar na concessionária a versão que você escolheu.

    É claro também que vou buscar um carro pouco rodado. Vou atrás de oportunidade, do mesmo jeito que eu vendo carro muito rodado, e sei que ele é rodado e vale menos mesmo. Um motor roda até 150 mil tranquilo. Problema são os freios durarem, suspensão, buchas, acabamento.. Carro pouco rodado obviamente é mais garantia de pouca manutenção. Eu prefiro pagar 45 mil em um modelo com 20 mil km (reais) rodados, do que pagar 40 mil num modelo idêntico, mas com 100 mil km.

    • mho

      Concordo.
      Se você não conhece a história do carro que está comprando, é melhor pegar um que está menos rodado pois não tem como avaliar os itens que você falou apenas com os olhos ou fazendo uma volta na rua.

  • eduquadros

    NÃO CONCORDO.

    Trabalho com vendas em outro segmento o de café e atendo tanto publico de elite quanto os com menos poder aquisitivo e ambos os seguimentos sempre existe pedidos de descontos, procura por melhor preço, concorrência e digo mais, quem tem mais dinheiro é quem mais chora. Temos a ideia que carro com mais de 150.000 km não dura não por ignorância e sim por conta da indústria automobilística brasileira que sempre nos entregou porcarias com prazo de validade.
    Quem deveria fazer o papel de mudar essa ideia é o próprio mercado de carros usados, mas pelo visto os próprios empresários não acreditam nisso, ou seja desvalorizam um carro com alta quilometragem para compra dão um “olé” e vendem gato por lebre, ganham duas vezes, desvalorizando e enganando. Tive muito trabalho pra vender um carro que estava com 60.000 km nas revendas de carro queriam me pagar nada por ele por causa da quilometragem.
    O mercado em geral que não tem preços fixos trabalha sempre com uma margem para poder negociar isso é totalmente normal em vários segmentos, qual vendedor não chora na hora de uma compra, ou será que o vendedor de carros usados não gosta de ganhar um desconto em algo que compre?.
    O consumidor tem o dever de barganhar, chorar, pedir um desconto, hoje trabalhamos com uma carga tributária enorme e salários baixíssimos , ninguém acha dinheiro na rua e nem ganha dinheiro fácil, então ninguém rasga dinheiro também, sempre precisamos fazer malabarismo para podermos ter um “sonho” de consumo.
    Enquanto o mercado continuar achando que a solução é levar vantagem de forma ilícita, enquanto vivermos de corrupção e termos a ideia que quem ganha é quem engana nosso Brasil não vai para frente e vamos continuar alimentando essa roubalheira e essa ideia ridícula de ter que velar vantagem não importando os meios.

    • O_Corsario

      Palmas! Falou tudo.

  • RAFAEL D'AMICO

    DAKE, é isso tudo que vc disse. Vendi um Astra completo sem um risco, motor amaciado até os 2.000 Km. Fiz a primeira troca de óleo com 1.000 e a segunda com 3.000 , a partir daí de 5 em 5, só com AC DELCO 5W30 . ANO DO CARRO ? – 2010 , KM NA VENDA : 12.034.
    DETALHES : anunciei a não apareceu ninguém, verdade só depois de 3 anúncios e 21 dias apareceu UM "MENINO" 24 ANOS. Viu o carro roudou rodou, fez um monte de peerguntas . E me disse o Vô , tenho 65 anos, quanto o Sr. qué, o que eu anunciei no jornal "CORREIO POPULAR , de Campinas. 34.000 mil .
    O Sr. dá um desconto 28 ou 29 eu levo já. NÃO . E nos despedimos.
    PASSADOS DOIS DIAS O CARA APARECEU EM MINHA CASA COM UM MECÂNICO E UM FUNILEIRO QUE SÓ OLHARAM O CARRO . E… Carlão pode pagar o que o velho quer é carro novo.

    EM TEMPO > vai aparecer neguinho logo logo escrevendo que assim até "eu".
    EM TEMPO > COMPREI UM – OMEGA AUSTRALIANO 2008 COM 23.000.

  • rafapiloto195

    Engraçado…as revendas só querem ganhar…imaginem o cenário em que vou comprar um carro usando outro como parte de pagamento…

    1 – A loja ganha em comprar meu carro muito abaixo da tabela.
    2 – A loja ganha quando me vende o carro dela acima do que vale…ou do site da fabricante…
    3 – A loja pega o meu carro e revende para outra pessoa e portanto ganha pela terceira vez…
    4 – Só que essa pessoa usou o carro dela como entrada, então a loja ganhou a quarta vez…
    5 – E ai a loja repassa esse carro dela para outra pessoa… (quinto ganho)
    6 – Faça isso vezes 4 semanas vendendo uns 5 carros por semana…bom né?

    bom já deu pra perceber que esse vendedor está chorando de barriga cheia certo?
    Por isso que, o melhor negócio ainda é com conhecido…

  • Carlos Homem

    tjbuenf, não entendi sua observção. O meu Pálio tem 11 anos, está com quase 28.000 rodados, ano 2002.

  • Tito Reis

    A maior verdade desse texto quem escreveu foi o Eber:
    "O texto acima foi enviado a nós por um leitor com o qual já tivemos contato anteriormente, mas neste texto, achamos por bem não o identificar."

  • expresso222

    Estelionato é crime e lugar de criminoso é na cadeia!

  • mho

    Algumas coisas que acabo desconsiderando no atendimento do vendedor e que muita gente dá valor:
    1- Se é atencioso;
    2- Se dá cafezinho, água ou refrigerante.

    Po…, eu estou procurando um carro com o melhor custo benefício e nada mais. E outra coisa, é um saco o vendedor ficar do seu lado enquanto você está vendo o carro, se eu me interessar eu pergunto as condições de pagamento e possíveis descontos.

  • Cezar

    1)Não trabalhar idoneamente(revendedores de carros usados) e justificar isso, colocando a “culpa” nos consumidores é muita falta de caráter. Tipo, não sou honesto e não trabalho honestamente, pq o consumidor vem aqui e me pede desconto no valor, abaixo a km dos veículos pq o consumidor não compra com alta quilometragem, etc… tentar justificar a canalhice pondo a culpa no consumidor é a coisa mais ridícula que já li. O “consumidor”(nem todos) não mudam pq vcs não mudam.
    Se pedirem desconto diga: esse é o preço mínimo e já esta com desconto ou na promoção.
    Se perguntarem a quilometragem alta, responda. É alta mas o carro é lacrado(caso seja) de procedência e de único dono(caso seja) e diga, a quilometragem é original e aqui a gente não baixa quilometragem como na maioria das revendas de usados.

  • Cezar

    2)Vc revendedor de usados, agindo assim(honestamente), com certeza só conquistariam clientes, pois as pessoas indicariam comprar carro nessa loja, pela raríssima idoneidade dela.
    Culpar a falta de idoneidade e que age de ma fé, culpando consumidor é ridículo. Não cola. É por culpa sua(revendedor desonesto) e de 99% das revendas de usados que agem assim, que eu não compro carro usado há anos(já estou no meu 2º zero) e nunca mais compro usados por culpa de pessoas que agem como vcs revendedores malandros. Simplesmente pq não da para acreditar em absolutamente nada em que vcs digam sobre o carro. Só compraria usado de particular e de conhecido, fora isso só zero, pois saberei como vira o carro, ZERO.

  • kohlsgrün

    A unica conclusão é que o consumidor brasileiro é um dos mais ignorantes que existe.
    Trabalhei também em CSS e é inacreditável o que os consumidores são capazes de fazer sem pensar.
    Mas neste mundo é assim, "Trouxa é quem não sabe comprar e esperto é quem sabe vender."

    Eu já não "dou bola" para vendedor, a matemática não bateu, não compro.

  • Rafael

    Ele ta certíssimo, no início do ano quando procurava um veículo para substituir o meu antigo Prisma, pesquisei MUITO, por uns 40 dias, até então que encontrei um AGILE LTZ com AB2/ABS, resumindo, top de linha. Queria um Polo, mas o bicho não baixa de preço nem a pau, então resolvi ficar com o Agile. No pátio da CSS vi ele sujo, pneus arriados e um amassado pequeno acima da caixa de rodas traseira esquerda. O preço: R$32,900.00 sem IPVA. Ele tava com 12.500kms rodados e era 11/11. Dei uma checada geral no carro como: Manual para verificar se as revisões batiam com a quilometragem; estado dos pneus, estado de outras peças e extintor. O carro tava nos conformes. Daí fui pro preço. Na negociação ele saiu por R$31,900 COM IPVA 2013. Excelente compra pra mim e excelente venda pro vendedor que deve ter pego ele na troca de um novo por uns R$27,000.00. Poderia ter pego um ONIX 0km mas o carro vinha "pelado" e 1.0 litros. Agora vou passar mais 4 anos com um veículo BOM que tem ainda cherinho de carro novo e apesar das críticas dele, manutenção baixíssima, motor 1.4 que anda bem na estrada e completo.

  • edumonge

    Um Engenheiro para atuar precisa ter CREA – Um médico precisa de CRM – um advogado de OAB – e um vendedor de carros ?? existe alguma regulamentação para esta atividade ?? ou é só malandragem e " experiência "' ??

  • SilenceBass

    Relendo esse "desabafo" só consigo pensar numa coisa:

    esse país já era, porque…

    o problema do Brasil é o brasileiro.

    (ainda mais esses aí com seus "jeitinhos"… é difícil ser honesto? Se mata então , filhão).

  • Fabio

    E vai piorar daqui uns anos com as quotas para universidade publica que esta incentivando a usar escola publica no fundamental e médio. Esse é o Selo Brasil de qualidade. Vantagem, vantagem e sacanagem. O texto serventia refletir que o brasileiro sou eu… É você… Os de casa…. Vizinhos… Ou seja, os brasileiros que dizemos por aí somos nos mesmos, reflita se voce não faz…
    Os políticos sao apenas nosso reflexo.
    Abs

  • crisburatto

    Por outro lado o consumidor que está procurando fazer um negócio honesto, já está preparado e bem informado dificilmente encontra o atendimento que procura. Cabe ao bom vendedor saber identificar esse cliente. Mas é muito mais fácil ser tirador de pedido, o preço é esse, pagamos isso no seu e se não estiver satisfeito, tchau. Não estou te vendendo nada, estou fazendo um imenso favor em perder meu tempo com você, todo informado, enquanto tem muito otário louco pra perder dinheiro no usado, pagar caro no novo e fazer um financiamento com condições que em um país sério iria levar gente para trás das grades.

  • Edson Roberto

    Orra, não passar dos 2000rpm? Meu carro automatico geralmente faz as trocas de marchas em 2500rpm, acho que trocar em uma faixa de rotação baixa não vale para qualquer carro. Até 3500rpm (obviamente quando necessário) rodar com o carro não é ruim.

    Curiosidade, pode dizer um pouco sobre valores de manutenção? Se puder é para ter uma ideia mesmo.

    Abraços!

    • Oba_

      Na Fiat está expresso no manual qual é a velocidade de troca de marcha para obter o menor consumo possível, na VW também se não estiver enganado.
      Vou consultar o manual e depois descrevo quais as velocidades exatas que a montadora recomenda, a menos de 60km/h recomendam mudar para 5 marcha.
      Através da velocidade indicada é possível concluir que é muito mais próximo de 2000 rpm do que 2500 rpm.

  • Vitor

    Isso é um mal do povo brasileiro mesmo, sempre querer dar o jeitinho, sempre querer levar vantagem.
    Semana passada, estava a procura de um Punto usado com algumas caracteristicas, como farol de milha, etc. Caminhando pela rua achei o veículo exatamente do jeito que procurava, e na hora comprei, pelo preço que o vendedor me disse e sabendo que o carro mesmo assim estava pouco acima da tabela e nem pensei em pedir um "descontão".

  • Flavio

    Lendo este texto me sinto mais idiota.

    Fui neste FDS na Ford Mix Alphaville trocar minha CAPTIVA SPORT FWD 3.6 2009-2010 (FIPE: R$ 62.651,00) por um Fusion Titanium 2.0 (SITE: 114.990,00).

    Pensei, com uns 53.000 troco de carro, certo? Errado, precisaria de 86.000, pois o vendedor ofertou o Fusion por 123.000 (8000 de ágio) e ofereceu 37.000 pelo meu carro (25000 a menos). Quando indaguei que me carro na tabela estava 62.651, ele me disse que o carro já estava muito rodado com 73000 km. E eu (consumidor) que tenho culpa?

    Resumo, ainda não troquei o carro, e NUNCA MAIS voltarei a fazer negocio com esse picareta e seu bando.

  • Luis

    eu

  • Luis

    Eu só queria que meus amados consumidores, antes de me pedirem o maldito desconto, verifiquem antes se o veículo que estou oferecendo se encontra a preço de mercado, só isso. Se assim for, fica impossível se conceder o tal desconto. Se tenho um bem que vale, por exemplo, 25, e sei que por esse preço poderei vendê-lo fácil, não quero menos que isso.

  • ana j

    caro luiz li o seu desabafo e ficou um pouco com medo,pois adquiri um carro novo ,estou achando que levei gato por lebre. vc como vendedor sabe me informa a diferença Duster teach road para simples. pois com tanta sacanagem que cheguei a pensa e simplesmente eles, pode coloca um adesivo qualque no carro. ….Pois no meu doc. saiu somente duster 1,6 nao fala nada mas .e normal sai so assim no doc. do carro……………………………

  • Pomarola

    Concordo quase que totalmente com o vendedor, só não concordo na parte de que o consumidor deve praticamente ficar calado e pagar por algo mais caro desde que seja bom. Se o consumidor tem que comprar mudo, pq o vendedor pode "enfiar a faca"? O exemplo sempre tem que vir de cima, ou seja, as lojas que devem oferecer preços justos para produtos de qualidade. Se ainda assim o cliente ficar pechinchando, é só não vender, simples assim.

    Mas como diz o velho ditado: O mal do Brasil é o brasileiro!

  • Icaro

    Ah para com isso… a função do comprador é conseguir o preço mais baixo e a do vendedor conseguir vender no seu preço. Esse eh o mercado!
    Ai os caras maquiam todo o carro pra vender uma bugiganga a um preço absurdo e ainda tem a pachorra de botar a culpa no consumidor. NADA JUSTIFICA.

    eh igual às pessoas que quando não encontram vaga para estacionar, simplesmente inventam uma em cima da calçada.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email