Manutenção

Dicas de manutenção – carro morre em marcha lenta

volkswagen-gol-g3 Dicas de manutenção - carro morre em marcha lenta

Qual é a causa de um carro morrer em marcha lenta? Olá pessoal. Prosseguindo com a coluna Dicas de Manutenção, vou falar sobre um Volkswagen Gol Power 1.0 16V 2002 com sistema de injeção Magnetti Marelli 4 LBV que morre ao permanecer em marcha lenta.



O problema sempre acontecia ao parar o veículo com o motor em funcionamento. A rotação diminuía e depois o carro morria. Isso acontecia de maneira intermitente. Além disso o consumo do veículo era muito alto.

Carro morre em marcha lenta – análise para descobrir o defeito

Para verificar o que estava acontecendo, foi feita a leitura do sistema de injeção com o aparelho, mas a leitura não apresentou nenhuma avaria. Ao olhar as velas, foi constatado que estavam carbonizadas, resultado de má queima do combustível. Foram substituídas, mas o defeito continuou afinal as velas eram a consequência do defeito, e não a causa.

Foi verificado o sensor de rotação, e percebeu-se que a rotação falhava em certos momentos. O teste comprovou que os pinos 2 e 3 do sensor tinham ausência de sinal, o que motivou o funcionamento irregular do motor, pois o sinal serve de guia para o sistema, apontando qual dos bicos injetores devem liberar a mistura ar/combustível.



A causa do problema

Então descobrimos que o problema era realmente o sensor de rotação. Após a substituição do sensor de rotação o veículo não apresentou mais falhas, e a autonomia do veículo melhorou consideravelmente.

Se este problema estiver acontecendo no seu carro com injeção eletrônica, vale a pena pedir para seu mecânico verificar o sensor de rotação. Se o carro tiver carburador, uma análise completa deverá ser feita para descobrir o problema, que muitas vezes está no próprio carburador.

Outras causas

O exemplo acima é de um caso em específico, mas ilustra bem o que geralmente pode acontecer com um carro funcionando em marcha lenta. Porém, existem diversas outras causas que podem influenciar no funcionamento do motor e provocar o desligamento do mesmo. Sensores, módulos e atuadores podem apresentar falhas, ao mesmo tempo em que bomba de combustível, filtro de combustível, sensor de marcha lenta, coletor de admissão e entrada de ar falsa.

Bomba

Um dos primeiros suspeitos no caso de desligamento do motor em marcha lenta é a falta de combustível se o veículo não tem histórico de problemas nesse caso. Alguns carros apresentam erros no marcador de combustível, tanto analógico quanto digital. Por isso, quando acender a luz da reserva, não demore em reabastecer o veículo, a fim de evitar mais dor de cabeça e também multa, se estiver transitando e, o carro parado no farol ou congestionamento, tiver pane seca.

Nesse mesmo sentido, se o tanque está cheio ou possui combustível suficiente, outra causa para a “morte” momentânea do motor pode ser a bomba de combustível. Quando se roda por muito tempo na reserva ou se tem costume de sempre estar com o nível muito baixo, a bomba de combustível pode acabar falhando pela sucção de impurezas do combustível depositadas no fundo do tanque, que naturalmente serão aspiradas pelo dispositivo, embora tal possua um filtro para evitar isso. Mesmo assim, o excesso de sujeira pode mesmo afetar o desempenho da bomba.

Mas nem tudo é sujeira. A bomba de combustível pode apresentar falhas próprias, tanto de origem elétrica quanto mecânica, ocasionada por desgaste excessivo ou prematuro. Nesse caso, o fornecimento de combustível será afetado, podendo assim provocar falhas e desligamento do motor durante a marcha lenta. Muitos comunicados de recall são referentes a problemas na bomba de combustível, incluindo até vazamentos com risco de incêndio.

Filtro

Mas de volta à sujeira do combustível, esta geralmente também passa pela bomba de combustível quando em quantidade menor ou partículas muito pequenas, que acabam se depositando no filtro de combustível. Por conta disso, esse item precisa ser sempre trocado de acordo com o manual de revisão do veículo, evitando assim problemas graves no fornecimento de combustível, pois um entupimento interrompe o fluxo e acaba por fazer o motor morrer. Cada modelo ou marca possui um período específico para troca do componente, que é barato.

Sensor

Como descrito no relato acima, o sensor de marcha lenta é o principal vilão por fazer o motor morrer nessa condição de funcionamento, onde o propulsor está trabalhando em seu nível mínimo de rotação adequada, que varia de carro para carro e até mesmo de combustível.  A coisa toda começa pelo TPS, que envia dados para o módulo da injeção e este, por sua vez, comanda a ação do atuador de marcha lenta.

Mas o que é o sensor TPS? Trata-se do dispositivo que mede e controla a posição da borboleta, que é ligada diretamente – de forma eletrônica ou mecânica – ao pedal do acelerador. Assim, conforme sua posição, este sensor sabe o quanto de aceleração o motorista está exigindo do motor. Isso é interpretado pelo módulo ou ECU do motor, que então faz cálculos em milésimos de segundo para determinação o quanto de potência está sendo exigida e altera avanço da ignição, tempo de injeção de combustível e o volume do mesmo, entre outros.

Assim, quando há um defeito no TPS, não só a informação da posição da borboleta é errada, mas em consequência, o módulo recebe informações que não condizem com a realidade e pode enviar comandos errados para o atuador de marcha lenta e para o sistema de injeção de combustível, que pode ser simplesmente cortado em caso de falhas, evitando assim danos maiores ao propulsor e meio ambiente.

Ignição e injeção

Outro ponto que pode apresentar falhas no funcionamento e fazer o motor morrer é o sistema de ignição com defeito ou desregulado. Nesse caso, o motor pode estar com o tempo de ignição adiantado ou atrasado. No primeiro caso, o motor apresentará rotação elevada, com fornecimento de potência de forma abrupta e irregular, podendo ainda apresentar falhas e falta de força.

No segundo caso, a rotação fica muito baixa e há demora na resposta do motor ao acelerador. Isso também pode ajudar a fazer o motor morrer em saídas, quando se exige o algo a mais do motor. O próprio módulo de injeção pode apresentar falhas graves e alterar ou bloquear a injeção de combustível, provocando o desligamento do motor. A imprecisão nos dados faz com que sistemas de proteção acabem por desligar o motor, a fim de evitar danos maiores.

Uma das causas para esta falha é o aterramento de sensores, falta de tensão nos dispositivos ou mesmo alta tensão, que pode danificar muitos componentes eletroeletrônicos. O mesmo em relação a interruptores e sensores, estes últimos colocados nos pedais de acelerador, freio e embreagem, a fim de obter informações em tempo real sobre as intenções do motorista durante a condução.

Erros de interpretação de posição podem levar a alteração na rotação do motor em marcha lenta e falhas que podem resultar em desligamento. Também falhas estruturais no motor, especialmente geradas por pistões e bielas com funcionamento irregular, podem alterar os resultados obtidos pelo sensor de rotação e assim passar falsas informações ao sistema.

Entrada de ar falsa

Nesse caso, pode-se ter três origens para o problema, que pode também fazer o motor morrer. A primeira é o sensor MAF. Mas o que é isso? Este é literalmente o sensor de fluxo de ar, que mede a vazão de ar admitido para que haja a mistura ar-combustível que será injetada na câmara de combustão, para que haja a ignição por meio de centelha.

Falhas nesse sensor permitem que informações erradas sejam enviadas ao módulo do motor, que assim modificará o atuador de marcha lenta de forma errada e até o sensor TPS acabará por posicionar a borboleta de forma errada, ocasionando falhas e até o desligamento do propulsor.

Outro componente que pode ocasionar entrada falsa de ar é o coletor de admissão com junta de vedação queimada. Isso é devido ao aquecimento excessivo do motor, provocado por diversos motivos que não estão ligados diretamente ao tema desta matéria. Com essa junta queimada, haverá passagem de ar exterior para dentro da câmara de combustão, aumentando a quantidade de ar na mistura de forma exponencial, o que ocasionará falhas e fará o motor morrer. A troca do item pode custar caro, dependendo do motor, apesar de que a junta em cima não tem custo tão elevado.

Uma terceira origem de entrada de ar falsa é a mangueira do hidrovácuo do servo freio. Trata-se de um dispositivo mecânico que reduz a força exigida no pedal de freio em seu acionamento. A pressão admitida por este para seu funcionamento é obtida com o funcionamento do motor. Se esta mangueira estiver furada ou algum componente de seu encaixe estiver danificado, a perda de pressão irá alterar o funcionamento do motor através de sua rotação e isso acabará pode gerar falhas no funcionamento e desligamento do mesmo.

 

 

 

Veja também: Cheiro e vestígio de óleo no escapamento

Veja também: Dicas para não errar na hora de comprar um carro usado

COMPARTILHAR:
  • Hodney

    No meu Fiat Mille EP ocorre o seguinte: Ao acelerar mais, sinto que o carro "perde força". Para que se estabilize, preciso pisar duas vezes no acelerador para que ao pisar fundo, o motor responda. Aparentemente, o motor quando é solicitado um pouco mais pelo acelerador, "engasga" dando a impressão de que está sem força.
    Antes disso, a causa principal foi, acredito, incompetência do técnico em trabalhar na injeção do carro como também a troca das velas e dos bicos injetores. Mesmo com a tentativa de ajustar a injeção por meio de um computador, o carro nunca mais voltou ao nornal. O que pode ser isso?

    • O módulo pode não estar conseguindo calcular a mistura ar/combustível correta quando vc pede potência. Algum sensor que dá a referência para o módulo pode apresentar problema, não enviando a informação de que vc está pedindo "mais motor". Pode haver falhas nos atuadores, como o sensor do pedal do acelerador, sensor do corpo de borboleta, etc… Não conheço a mecânica do Mille (por incrível que pareça), portanto não tenho como te dar muitos detalhes. Como vc trocou os bicos, seria bom vc avaliar a vazão deles em outra oficina. A diferença na vazão pode ocasionar a "falta de motor".

      • Hodney

        Muito obrigado pelo esclarecimento Metal!

      • Hugo Vinícius

        No meu Celta VHC 1.0 07/08, percebi que o consumo de gasolina é muito parecido com o de álcool. Independente da relação do preço da gasolina e do álcool, sempre compensa colocar alcool no meu carro….

    • V8_sempre

      A injeçao do Mille EP ta longe de ser das melhores ! Verificada a parte mecanica obvia… Verifique a parte eletrica… Muitas vezes, basta somente trocar um fio !

      Provavelmente vc tem problema com consumo tbem… Esse modelo bebe muito para um carro 1.0, mas da pra conseguir medias acima de 9 km/l na cidade e 13 km/l na estrada… Muita gente diz que vc precisa regular as emissoes de poluentes para os niveis corretos (Poucas oficinas fazem isto)… Uma vez que ele nao tem SONDA LAMBDA !

      • "Uma vez que ele nao tem SONDA LAMBDA !"

        oO Por favor, me explique isso direito!!! Como ele não tem Sonda Lambda??? Quem faz a leitura da queima do combustível???

      • Hodney

        Realmente ele não é muito econômico. Faz em média na cidade uns 9km/l. Agora não entendi como é que ele não tem SONDA LAMBDA! Que tipo de injeção então esse modelo possui já que é monoponto? Como é que então funciona?

  • douglasmartins1

    Qual o preço de um sensor de rotação?

    • Infelizmente não sei lhe dizer.

    • karlus

      Olha no mercado livre .

  • Sias

    E não tinha nada gravado na memória da injeção sobre a falha no sensor?

    • Nem sempre ele indica a avaria, cada caso é um caso. Depende muito também do modelo do aparelho que está sendo usado.

      • Sias

        Nos meus tempos de oficina usávamos o Tech1 da GM e, pelo menos nas primeiras injeções ficava tudo gravado, mesmo se fosse uma falha esporádica. Pena é que ele é específico da GM e não podíamos usar em outras marcas.

    • Ou será que brasileiro não foi deixando esse veiculo ficar do jeito que ficou? "ah ta falhando" … deixa,.. qdo parar a gente vê.

  • Leocasemiro

    Em Marilia? ctz que é combustivel ruim!

    • jpcasella

      Não necessariamente, em Marília tem postos de combustíveis sérios, como BR, Shell e etc… Em Marília sempre abasteço no BR próximo do estádio do MAC ou no Shell ao lado do McDonalds

  • paulopcnafita

    Tenho um gol 16v que morre em esquinas e retomadas sera que é este problema?

    • Nem todos os problemas são iguais.
      Mas serve como base, comece a verificar os itens conforme o artigo.
      Se não for o mesmo problema aí tem que quebrar a cabeça com as possibilidades.

  • RafaelRabeloo

    Sei que naum tem muito aver o assunto mais vou falar um fato que ta acontecendo "comigo" hoje 22/1/11 meu pai foi fazer uma viagem no linea dualogic ou o "trancologic" haha mais ai o carro estava voltando para N sozinho e naum era a porta aberta nem nada levou na concessionaria eles disseram que era o problema da caixa de macha se naum me engano…E naum quiseram dar um carro reserva fase o que !!Foda…Penssa voce fazendo uma altrapassagem e o carro volta para N, muito perigoso a fiat naum sustenta com matar o povo com as rodas que estao soltando e ainda tem essa do trancologic.Quando ele levar na concessionaria e arrumar essa semana falo pra voces o certo que ocorreu!

    • pablogarcia

      Desse jeito a Fiat perde a liderança mesmo. A cada dia restam menos clientes vivos. hehe

    • doug_bc

      Perigoso demais confiar nos Fiat…
      Nunca vi ninguém falar bem dessa caixa automatizada…
      Rodas voando com caso de morte…
      Com todo respeito a quem tem carros dela e gosta da marca mais jamais compraria a geração atual da Fiat…

      • V8_sempre

        Ha uma logica…

        Mesmo novo, acontece de as vezes uma marcha nao engatar na 1a tentativa…

        Embreagem e cambio se desgastam com o tempo e enrijecem… Como se comportaria aquele monte de motorzinhos que fazem as trocas nestas condiçoes ?

        Nao me admira os americanos e japoneses nunca usarem cambio deste tipo ! Ao menos, nunca nem ouvi falar !

        Pelo jeito, ate a GMB desistiu de usar este cambio… Continua so na Meriva, ao contrario de todas as especulaçoes que sairam por ai… E olha que a GMB usa uma caixa de origem alema ! Taxistas, que rodam mesmo com o carro, tbem ja reclamam da caixa da Meriva EasyTronic !

    • RafaelRabeloo

      O problema que relataram foi a central do dualogic que esta com defeito é um carrão mais desse jeito num da naum , eles atualizaram o software do dualogic esses dias

  • GTO

    por isso carburador é a melhor coisa.. kkkkk

    • Sias

      Não digo a melhor coisa mas que era muito mais difícil ficar a pé, era. É legal um carro cheio de eletrônica embarcada mas quando estraga…até achar o defeito…

      • matheusfr94

        é, meu tio já teve uma parati quadrada GLS 1.8S ( a TOP), quando dava defeito no carburador, ele mesmo botava pra funcionar de novo!

        • V8_sempre

          Carburador… Requer muito mais manutençao que a injecao !

          • Sias

            Discordo. Tivemos vários carros carburados em casa: F75, C10, C20, Belina II, Chevette, Variant I (carburação dupla), Kombi e nunca tivemos problemas significativos, a C20 então, que meu pai comprou 0km, nunca foi preciso sequer abri-lo. Carburador quando dá problema é sujeira ou bóia…

            Não defendo a volta do carburador, mas quanto mais simples o sistema, mais fácil é a manutenção.

    • Geralmente é possível resolver o problema apenas com um graveto, rsrs
      Lembro-me de quando meu pai tinha um Fusca, e estávamos viajando. Do nada o carro parou de acelerar. Acho que quebrou o cabo do acelerador, coisa assim. Havíamos percorrido 1 km fora da cidade ainda. Ele achou um graveto, colocou no acelerador do carburador e voltamos para a cidade, rsrs

  • Sias

    Esta eu já vi fazerem também…aquele cabinho de aço rompia muito fácil.

  • ARISTEU

    Tenho um gol g2 99 e ele morre de manhã, Do a partida ele funciona por uns 5 segundos depois morre, ai tenho que ligar novamente e esperar ele esquentar o motor ( carro é e sempre foi a gasolina) Se eu tentar sair com ele ainda frio, o motor praticamente não tem força, o giro nem sobe e se acelerar muito sai tipo uma estalada pelo escapamento. mas quando o carro ta com motor quente funciona normalmente. o que pode ser?

    • V8_sempre

      Pode ser muita coisa… Desde um filtro entupido a ate a esquecida bomba de combustivel ! Qquer bom mecanico pode medir a pressao do combustivel !

      Se precisar trocar, vc pode procurar uma da Magnetti Marelli… Geralmente bem mais barata ! Usada na FIAT e em alguns VW !

      Mas tem tbem a Bosch… Usada na GM !

      Mas tanto uma, qto a outra, costuma disponibilizar modelos para todos os carros !

    • Deve ser analisado tudo o que faz parte do sistema de alimentação, ignição, injeção e mistura.

      O filtro de combustível pode estar entupido, a bomba de combustível pode estar com baixa pressão, o combustível pode ter perdido a octanagem por ficar mais de 3 meses no carro sem abastecer, pode ser vela, cabo de vela, transformador trincado, pode ser o sensor de temperatura do ar e da água…

      Analisando alguns desses itens certamente achará o defeito.

  • EuMeSmObYmYsElF

    no meu Clio 1.6 16V tive um problema parecido, mas nem tanto.. algumas vezes, quando o giro do motor diminui (lá pelas 1500-2000 RPM) o motor apaga e a direção trava… quase tive um acidente por causa disso e quase voei aqui nas tesourinhas de brasília (pesquisem no google pra verem o que poderia ter acontecido) pq a direção travou… ninguem até hoje resolveu meu problema e agora estou com medo de dirigir esse carro denovo

    • V8_sempre

      A direçao jamais poderia travar se o motor somente desligar ! Somente se voltasse a chave a posiçao original ! Se no Clio funciona assim… Realmente parece muito preocupante !

      • tandre_br

        Eu acho que por "trava" ele quis dizer "perde a assistência hidráulica".

    • Como assim: "pesquisem no Google pra verem o que poderia ter acontecido"?
      Já que vc é de BSB vc poderia entrar em contato comigo para olharmos esse defeito juntos.

      No entanto, carro Renault tem uma manutenção um pouco mais complexa.
      Por exemplo: a posição do motor é contado da esquerda para a direita, e não como a maioria, da esquerda para a direita. Portanto, se vc foi em alguma oficina fazer um serviço, o cara pode ter invertido o cabo de vela, ou algum outro componente.

      • EuMeSmObYmYsElF

        "pesquisem no Google pra verem o que poderia ter acontecido"?
        eh pra galera q n conhece brasilia e n sabe como são as tesourinhas aqui…

        • AH, entendi… Mas creio que os de Goiânia são piores por terem aqueles negócios de concreto.
          O cara que errar ali já era!!!

          Em falando nisso eu me acidentei recentemente na W5 na primeira tesourinha (como vcs dizem, ou balão em Sampa) e como era de noite, chovendo, de moto e sem iluminação naquela região, eu passei reto…

  • vini_c_a

    No Corsa Efi, tinha um problema comum no atuador de marcha lenta, que ficava logo abaixo da capa do corpo do TBI, R$ 70,00 para comprar uma atuador novo, soltava-se 2 parafusos, um conector, trocava-se o atuador e tudo sanado em 20 min.

    • E o ajuste básico? Como é feito sem o aparelho?

      • vini_c_a

        Na verdade ele só manda informações para a ECU sobre a posição da borboleta e quanto jogar de gasolina, mantendo o carro ligado, até onde sei não há ajustes.

        • Nos VW se não fizer ajuste básico a marcha lenta fica instável. Afinal como o módulo vai reconhecer a posição do novo atuador? A lógica é haver ajuste básico para o atuador. Enfim, como eu não conheço esse modelo…

  • vini_c_a

    Não tirando a importância do mecânico nem a experiência deles, mas sempre que alguém tiver um problema com o carro, procure na internet, sempre existem mais umas 5 pessoas +/- que já tiveram o mesmo problema que você e dividem com outros usuários de fóruns como se deve resolver.

  • MINQiz_

    Esse motor é conhecido como o campeão da carbonização. :D
    É quase certo olhar um escapamento de um golzinho desses e vê aquela fumacinha azulada…

  • Edgar_Morales

    Boa noite tenho um gol g3 2000, 1.6 motor ap, é o seguinte foi trocado, embreagem, bomba de combustível, filtro de combustível, atuador de marcha lenta, limpeza dos bicos, filtro de ar, limpeza dos sensores, bateria, casquilhos do motor, alem de inúmeras resetadas na central e o meu problema persiste, em uma estrada vejo um quebra molas a mais ou menos cem metros e piso na embreagem e deixo o carro chegar ele morre, vez por outra ele resolve ficar rateando, levo pra oficina reseta funciona uns 10 dias, depois volta tudo de novo.
    Obs. sempre abasteço no mesmo posto, troquei pra testar, no scanner não acusou nada. Se puder me dar uma luz agradeço. Obrigado.

  • diego

    Tenho um gol power 16v 01/02…ja fiz limpeza de bicos,troquei as velas e os cabos, correias,sensor lambda..mas mesmo assim depois de dar a partida e ficar na lenta o carro fica qrendo afogar…a rotação nao passa de 800..ate zerar…
    levei na oficina o mecanico passou o scaner e deu o tempo de injecao acima de 9segundos sendo q o normar seriam de 2 a 5 s….

  • Eric

    Bom dia. Tenho um gol plus 1,0 16v e esta exatamente com o mesmo problema. em rotação baixa ele morre, isso começa a partir do acionamento da ventuinha, quando o motor esta a 90º.

  • Tallys Cristiano

    Tenho um Gol Special ano 2000, as vezes (esta aumentando a frequencia que acontece), vou reduzir a marcha e o carro simplesmente apaga, quase nao da pra perceber, soh percebo pq acende as luzes do painel como se tivesse acabado de virar a chave, ou qndo solto a embreagem q o carro trava ou pega no tranco. Bateria dele está boa segundo o eletricista, e isso geralmente ocorre qndo reduzo pra segunda marcha, algumas vezes pra terceira tbm…o que pode ser? Obrigado desde já.

  • Ronybergson Muraby

    Tenho um gol bola 2002/2003, ligo o carro e o funcionamento é normal até dar uns 10 min, comerça um cheiro de queimado (gasolina) até aí tudo bem, o que está me deixando de pouca paciência e dos mecânicos onde já levei para quatro oficinas sendo duas de alto porte da cidade, e nada. Bem após começa o cheiro com poucos minutos o carro morre, e se eu saío com ele em baixa aceleração ele morre, principalmente quando vou freiar, passar sobre um quebramola e pará no semafaro. Será que esse tópico vai me ajudar?

  • Davi De Oliveira Costa Filho

    tenho um gol g3 1.0 16v ano 2000 nele esta acontecendo algo parecido quando tenho que reduzir marcha e piso na embreagem as vezes ele morre e não liga mais .(nem no tranco ele para ligado,ele liga mais em seguida morre a nao ser que esteja pisando no acelerador )quando espero um tempo ele liga normal .esse defeito vareia muito as vezes e frequente mais as vezes fica horas sem acontecer. ja troquei velas,cabos de velas,bateria mais o defeito persiste oque pode ser ?

  • Daniel

    Tenho um Gol 1.0 16v turbo, tive que troca o eixo de comando, após trocado o carro nao para na lenta de forma alguma, ja troquei o TBI tmb mas nao resolveu, o que pode ser?

  • Ademir Sousa

    Olá tenho um gol 98 16v e ele liga mas quando eu ando pouco e paro ele não liga mais como se tivesse engasopado ai com muito custo ele liga mais fica saindo muita fumaça levei no mecânico ele fez todos os testes e não encontrou nada ele coloco o raster e consta um erro no central mais já levo o central pra conserta eo defeito não para eai o que eu fazo alguém pode me ajuda pfv

  • Ederson da silveira

    Meu palio fire 2002 4porta quando vou parar com ele e piso na embreagem começa o motor morer devagar e acende a luz de olheo e desliga e as veses fica motor querendo morer e alguns segundos volta arotaçao normal e começa denovo a quer morrer o motor ja levei no mecanico ele olhou tudo e nao aparece defeito algum.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email