Empresa cria bafômetro que só libera veículo após teste negativo para álcool

caminhão de teste do bafômetro móvel 2
bafômetro móvel 

O consumo de bebida alcoólica por motoristas é um dos maiores problemas do trânsito brasileiro e por mais medidas legais que sejam implementadas para punir condutores alcoolizados, eles continuam a assumir o volante sem condições.

Mesmo que exista blitz de Lei Seca e que empresas de transporte tenham bafômetros nas sedes das companhias, não é difícil que um motorista consuma álcool durante a viagem, colocando sua vida e a de terceiros em risco.

Pensando nisso, a startup SIGHIR, do Rio de Janeiro, em parceria com o Instituto Federal Fluminense (IFF) e apoiado pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), desenvolveu um bafômetro portátil, num investimento de R$ 1 milhão.

Todavia, esse bafômetro móvel é integrado ao veículo e só libera a partida do mesmo após o condutor testar negativo para alto teor de álcool no organismo.

caminhão de teste do bafômetro móvel 1
caminhão de teste do bafômetro móvel 

O dispositivo da SIGHIR tem um projeto pautado no baixo custo, tanto que o canudo onde o motorista precisa soprar para medir o teor de álcool no organismo, é descartável e similar ao de um achocolatado de caixinha.

Segundo a empresa, isso permite substituir a cada uso ou condutor diferente, bem distinto de um sistema semelhante de origem alemã, o qual é fixo e só pode ser trocado por outro fornecido pela fabricante germânica.

Aliás, em termos de custo, a SIGHIR fala que seu bafômetro veicular custará de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil ante R$ 15 mil do equipamento semelhante feito na Alemanha.

Outro recurso do equipamento nacional é o intervalo de tempo para teste, sendo feito de modo a evitar que o motorista consuma álcool após a partida do veículo ou que use outra pessoa para liberar a ignição.

Caso o motorista não consiga parar no momento indicado para um novo teste, poderá adiar até um ponto seguro. A SIGHIR espera que o dispositivo esteja logo em produção não só para caminhões, mas também ônibus e automóveis.

[Fonte: Auto Data ]

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X