EUA anunciam imposto de importação de 100% para carros chineses

eua porto
eua porto

O governo Biden anunciou uma medida extrema para evitar a entrada de carros elétricos chineses no mercado americano, sendo uma tarifa maior para o acesso desses e no caso, o imposto de importação passa de 25% para 100%.

A administração dos EUA, por meio do presidente Joe Biden, disse que não permitiria que a China “controlasse injustamente o mercado” de veículos elétricos e outros bens essenciais.

Em realidade, não foram apenas os carros elétricos sobretaxados pela Casa Branca, mas também baterias, chips de computador e suprimentos médicos básicos, entre outros.

Biden disse à BBC: “Se a pandemia nos ensinou alguma coisa – precisamos de ter um abastecimento seguro de bens essenciais aqui em casa”. A sobretaxa adicionará aos cofres americanos nada menos que US$ 18 bilhões.

Mas, nem todos os produtos chineses terão imposto de importação de 100%, sendo que as células solares passaram de 25% para 50%. Todavia, outros subiram muito, como aço e alumínio, que foram de 7,5% para 25%.

Biden segue a administração anterior, que já havia aumentado bastante o imposto de importação de bens feitos na China e tornava difícil a entrada de carros elétricos chineses no mercado americano.

Agora, dificilmente qualquer iniciativa chinesa nesse sentido será minada por uma sobretaxa realmente colossal, criada para proteger a indústria americana, onde as montadoras locais já disseram que não teriam chance alguma contra os chineses.

Dessa forma, os EUA blindam-se contra produtos chineses que podem afetar sua indústria, porém, a mesma tem boa participação no mercado chinês e Pequim deverá retaliar o governo americano impondo taxas maiores para carros americanos importados.

Todavia, GM e Ford possuem sócias chinesas e isso torna difícil para Pequim retaliar a indústria local. A Tesla também está na China como montadora. O que se pode esperar?

Possivelmente incentivos fiscais pesadíssimos sobre players chineses, alimentando assim a guerra de preços e ampliando a ação destas marcas em mercados onde os americanos tenham presença, levando a guerra fiscal para outros lugares fora dos states.

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!
Categorias EUA

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X