Ford História Vans Veículos Comerciais

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Embora a Ford do Brasil nunca tenha produzido vans por aqui, a marca americana tem um produto global de peso, a Ford Transit.


A terceira van mais vendida da história teve quatro gerações e continua a ser muito importante em mercados da Europa, EUA e outras regiões.

Vendida no Brasil entre 2009 e 2014, a Ford Transit não conseguiu emplacar aqui devido ao custo de importação.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações


De um produto localizado no Reino Unido, a van conseguiu ampliar os horizontes com uma configuração de maior versatilidade.

A Ford Transit se tornou um dos produtos mais importantes do setor automotivo mundial e foi produzida em diversos lugares.

Depois de 8 milhões de unidades, o modelo hoje tem variantes que tomam seu nome em multivans e furgões menores.

O nome se tornou tão popular que, em alguns lugares, o termo “Transit” é geralmente associado com furgões e vans.

Ford Transit

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

 

A Ford Transit é uma van comercial vendida na Europa, EUA, África e Ásia, além de alguns mercados da América Latina.

Na Europa, a van possui vários derivados que utilizam o mesmo nome, alguns de outras categorias.

Transit Courier, Transit Connect, Transit Custom e Transit Chassis se junta ao produto principal.

Em configurações diversas, a Ford Transit basicamente tem versões de passageiro e furgão.

No mercado europeu, ela utiliza o novo motor EcoBlue 2.0 diesel já preparado para o Euro 6.2.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A Ford Transit europeia tem atualmente três configurações desse motor diesel, que logo equipará a Ranger argentina na próxima geração.

O veículo comercial pode ter 105 cavalos com 36,6 kgfm, 130 cavalos com 39,1 kgfm e 170 cavalos com 41,1 kgfm.

O novo motor EcoBlue 2.0 utiliza o aditivo AdBlue para reduzir as emissões através do sistema SCR (Redução Catalítica Seletiva).

A Ford Transit moderna possui sistema Start&Stop, regeneração da bateria, modo de condução econômica, entre outros.

Com peso bruto total (PBT) de até 3.500 kg, a van de passageiros pode levar até 15 pessoas.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Todos os assentos possuem cintos de segurança de três pontos e ajustes de encosto, bem como basculamento em alguns para facilitar o acesso.

Na versão denominada “Van”, que em realidade é um furgão, o volume do baú varia de 6,1 m³ até 15,1 m³.

Essa configuração tem nove configurações no furgão e quatro na “Kombi”, que também pode levar passageiros.

A Ford Transit tem ainda opção de tração nas quatro rodas e possui freios traseiros a disco também.

Controle de tração e estabilidade, assim como assistente de partida em rampa também fazem parte do pacote.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Este, aliás, traz ainda a multimídia SYNC, volante multifuncional com diversos ajustes, piloto automático e banco do motorista elétrico.

Com tração dianteira de forma nativa, a Ford Transit europeia dispõe de câmbio manual de seis marchas, inclusive na versão AWD.

Já na versão automática de seis marchas com conversor de torque, a tração obrigatoriamente é dianteira.

Navegador GPS, aplicativos específicos e conexão Bluetooth com comando de voz faz parte dos itens, que incluem ar condicionado e direção elétrica.

O modelo tem ainda sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, controle de estabilidade de vento lateral, controle adaptativo de carga e reboque, bem como sistema anticapotamento.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A Ford Transit tem tamanho variando de 5,53 m a 6,75 m de comprimento e com entre eixos de até 3,75 m.

Existem versões de rodado duplo no eixo traseiro, ampliando a capacidade de carga e mudando de categoria de peso.

Nos EUA, a Ford Transit usa o mesmo motor Duratorq 3.2 de cinco cilindros da Ranger, mas com 180 cavalos.

Além disso, a versão americana dispõe ainda dos propulsores a gasolina V6 3.7 Ti-VCT de 275 cavalos e o V6 3.5 EcoBoost com 320 cavalos.

Basicamente, as versões europeia e americana são quase idênticas, dadas as características gerais.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A Ford Transit tem frente curta e para-brisa avançado, além de teto bem alto e portas laterais corrediças.

Na Europa, ela emprega faróis duplos com repetidores de direção e lanterna embaixo dos projetores.

A grade hexagonal com frisos cromados é algo presente nos dois lados do Atlântico Norte.

As portas curtas têm janelas enormes, facilitando as manobras.

O pára-choque avançado tem faróis de neblina e as molduras laterais se aproveitam do mesmo visual dos protetores.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Nos EUA, a Ford Transit é vendida junto com a Série E (Econoline) e também tem versão de chassi-cabine.

Na linha 2020, a van-furgão vem com diversos itens de segurança avançados.

Entre eles controle de cruzeiro adaptativo, alerta de colisão com frenagem autônoma, farol alto automático e câmera de ré.

Há também sistema de manutenção de faixa com correção, alerta de tráfego traseiro e de pontos cegos.

Além do modo Eco, tem o Normal e os específicos Mud & Ruts e Slippery.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Na tração AWD, a força pode ficar 100% na traseira ou 100% na dianteira.

A diferença em relação ao europeu é a posição do motor em longitudinal, o que favorece a tração traseira e a AWD.

Na Europa, a tração dianteira existe e o motor tem posição transversal.

Um novo motor V6 3.5 com injeção direta de combustível deve fazer parte da gama americana.

A transmissão automática de 10 marchas do Mustang também é aplicada na linha 2020.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A Ford Transit chama atenção pela segurança, tendo airbag duplo e airbags de cortina que atendem todo o salão de passageiros.

O modelo 2020 traz ainda a conexão 4G LTE com Wi-Fi e integração de 10 dispositivos móveis e alcance de 15 metros.

A multimídia é a SYNC 3 com os sistemas Google Android Auto e Apple Car Play.

Outro destaque é o controle parcial do veículo através do smartphone. Na Europa, a Transit tem controle remoto para diversas funções.

Novas lanternas traseiras foram adicionadas, assim como rodas de liga leve estilizadas.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Com estrutura feita em aços galvanizados, a Ford Transit tem garantia de 12 anos contra corrosão perfurativa, mas somente na Europa.

O habitáculo do condutor e passageiros da frente tem porta-trecos sob os assentos e no teto, tendo ainda vários espaços ocultos para segurança no dia a dia de trabalho.

Na China, a Ford ainda produz a terceira geração em tamanho padrão, enquanto a Nova Transit é um modelo menor,d e tamanho médio, semelhante ao Transit Custom ou Torneo europeu.

Este modelo é vendido com motores 2.0 EcoBlue e EcoBoost, bem como opção automática

Atualmente, a Ford Transit é fabricada na Turquia (Kocaeli), EUA (Claycomo, Missouri) e Rússia (Yelabuga).

Ford Transit – primeira geração no Reino Unido

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A origem da Ford Transit é um pouco complicada, visto que a própria marca não reconhece um produto que vendeu.

No caso, trata-se do Ford Taunus Transit.

Este furgão germânico era muito parecido em proposta com a Kombi da Volkswagen e foi feito até 1965.

Para a Ford, ele era um Taunus e não uma Transit de fato.

No mesmo ano em que o Taunus alemão saiu de cena, surgia a Transit na Inglaterra.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Com um estilo desajeitado, não parecia que um veículo com visual pouco funcional durasse tanto.

Enquanto o furgão alemão parecia mais versátil, o predecessor inglês mais datado e parecia uma adaptação.

A frente era curta e tinha um capô curvado com faróis redondos bem elevados.

A Ford Transit de primeira geração tinha retrovisores sobre os para-lamas, um estilo que continua no Japão até hoje.

A grade do motor era bem baixa e acima havia o nome Ford estampado.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A carroceria era reta atrás com portas laterais, que podiam ser dos dois lados ou apenas de um.

As janelas não seguiam um padrão estético e nem de tamanho.

Havia também uma entrada com porta dupla atrás.

A Ford Transit tinha ainda uma versão furgão totalmente fechada.

Equipada com motor V4 Taunus 1.3, 1.5 ou 1.7, a van rapidamente caiu no gosto dos empresários britânico.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Porém, o sucesso foi muito maior que o esperado, mesmo em tempos onde a VW Kombi já era considerada referência dentro e fora da Europa.

Rapidamente a fábrica de Langley, Inglaterra, não dava conta e pegaram uma antiga planta de produção do Hawker Hurricane da Segunda Guerra, para atender a demanda.

A Ford também percebeu que podia ampliar a oferta e adicionou o motor Essex V4 2.0, que foi acompanhado do Essex V6 3.0.

Com diesel, a saída foi pegar o Perkins 1.8 com seus fracos 45 cavalos para atender novos clientes.

Um motor diesel York 2.5 tinha mais cavalos e foi adicionado acima do Perkins.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

As versões diesel eram curiosas por terem grade central na frente e não inferior como na gasolina.

Diante do sucesso britânico, a Ford Transit passou a ser feita no continente, em Genk, Bélgica.

Também foi produzida na Turquia, África do Sul, Holanda, Nova Zelândia e Austrália.

Neste último, a Transit ganhou motor de seis cilindros em linha 3.3 litros.

Atualização

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Em 1977, a Ford promove uma atualização da Transit, mas as mudanças foram muito além do que se faz hoje em dia.

Se fosse no Brasil, a Ford Transit de 1977 seria considerada uma nova geração.

A frente ficou mais quadrada e ganhou faróis de mesmo formato e com piscas quase integrados.

A grade retangular com o logotipo da Ford dava uma imagem de produto global.

Mas, as janelas ainda tinham o mesmo tamanho e forma da geração anterior.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Essa Ford Transit atualizada foi muito versátil, tendo versões de passageiro curta ou longa, furgão e até um miniônibus chamado Transit Coach.

Teve motores 1.6 Kent e Pinto, 2.0 Pinto, 2.8 Colonia V6, 3.0 Essex V6 e um diesel York 2.4.

No Brasil, mesmo sem a Transit, a empresa Furglass fez uma reprodução da mesma em fibra de vidro e a chamou de Furglaine.

Ford Transit – segundo modelo europeu

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Em 1986, a Ford decidiu por um fim ao modelo clássico, que foi o principal comercial leve da marca fora dos EUA.

Então, surge uma nova Ford Transit com um visual que hoje compõe todas as vans do mercado mundial.

Diferente do modelo quadradão anterior, o novo comercial era aerodinâmico, alto e muito mais espaçoso.

Com uma plataforma que deixava pouco espaço para motor e muito para carga, a Transit mudou completamente.

Sua estrutura era chamada “one-box” com piso baixo e plano, salão amplo e com portas laterais e traseiras.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Motorista e passageiros dianteiros se sentavam em nível elevado.

Rapidamente ganhou variantes diversas, incluindo uma picape com chassi exposto para implementos como baús, por exemplo.

O Essex V6 3.0 foi o único motor do anterior que foi usado.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Os demais eram os 2.0 e 2.9 V6 do Ford Scorpio, antecessor do Mondeo.

Um diesel 2.5 de origem Land Rover (Perkins-Maxion) era outra opção.

A tração era traseira.

Ford Transit – terceira geração global

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Antes do modelo que chegou ao Brasil, que era uma atualização, a Ford Transit tinha outro aspecto.

Lembrando muito veículos japoneses e com um estilo fora do padrão global da marca, a terceira geração era bem europeia.

A frente era curvada sobre faróis retangulares e com logo da Ford perdido numa frente quase sem grelha.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Embora parecesse mais um carro que uma van, a Ford Transit III inovou ao ter tração dianteira ou traseira.

Na primeira, o motor era transversal, enquanto na segunda, longitudinal.

Em 2006, ganhou a atualização que a deixou mais global, vide detalhes em “Brasil”.

Quarta van, americanizada

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A Ford incorporou o nome Transit em diversos comerciais leves de porte diferentes.

Além do modelo padrão, descrito no começo do texto, existem variantes multivan (Courier) e van média (Connect).

Pela primeira vez, a Ford decidiu colocar a linha Econoline (Série E) de lado para focar na Transit.

A Mercedes-Benz fez o mesmo com a Sprinter nos EUA e a FCA com a Ducato, igualmente vendida por lá.

Ford Transit no Brasil entre 2008 e 2014

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

A Ford Transit foi vendida no Brasil entre 2008 e 2014, importada da Turquia.

O modelo foi comercializado com dois tipos de motor, que eram movidos apenas por diesel.

Ela chegou trazendo inovações, como câmbio de seis marchas totalmente sincronizado e com maciez de carro de passeio.

Este câmbio era o Getrag MT82, o mesmo empregado em automóveis da Ford.

Além disso, a Ford Transit desembarcou com freios a disco nas quatro rodas e sistema ABS.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Em sua terceira geração e estreando no Brasil, a van vinha ainda com um visual bem atual, com faróis verticalizados.

A grade era incorporada ao para-choque, enquanto os retrovisores grandes permitiam ampla visão das laterais.

A Ford Transit tinha maçanetas embutidas e grande área envidraçada, dotada de vidros colados escurecidos.

A porta lateral corrediça podia ser eletrificada para acionamento automático.

Além disso, trazia rodas de aço sem calotas aro 16 polegadas com pneus 215/75 R16.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Com lanternas simples e verticais, ela tinha também duas portas traseiras com abertura em 180 graus.

Por dentro, a Ford Transit era bem equipada e tinha um painel bastante completo.

Ar condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, retrovisores com ajuste elétrico, sistema de som com CD player, piloto automático, cinto de segurança com três pontos para todos os 13 passageiros, entre outros.

A Ford Transit tinha ainda assistente de partida em rampa, o que facilitava a saída em aclives acentuados.

O modelo comercial da Ford estreou em dezembro de 2008 e chegou em três versões: Furgão Curto por R$ 83.990, Furgão Longo por R$ 93.290 e Van com preço sugerido de R$ 103.910.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Seu motor era o quatro cilindros turbo diesel Puma 2.4 TDCI da família Duratorq, que entregava 115 cavalos a 3.500 rpm e 32 kgfm a partir de 1.750 rpm.

Este propulsor era montado em longitudinal e seu câmbio era ligado ao eixo traseiro rígido através de eixo cardã e diferencial.

A suspensão dianteira era independente McPherson com molas helicoidais e a traseira usava feixe de molas semielípticas.

A Transit Van media 5,680 m de comprimento, 1,974 m de largura, 2,393 m de altura e 3,750 m de entre eixos.

Pesando 2.420 kg, ela dispunha de 1.130 kg de carga útil. O tanque tinha 80 litros, com o consumo rodoviário sendo de 11,5 km/l.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Na cidade, a Transit fazia em torno de 9 km/l.

Seu desempenho era fraco, indo de 0 a 100 km/h em 20 segundos e final de apenas 145 km/h. Como se tratava de um veículo de uso mais urbano, até que o desempenho estava de acordo.

Logo de cara, a Ford Transit chamou a atenção do mercado com sua proposta realmente inovadora em alguns aspectos, especialmente o de segurança.

Em 2012, a Ford Transit recebeu uma modificação visual sutil, adiciona a cor cinza brilhante à grade, bem como calotas nas rodas de aço.

O interior e a configuração dos assentos era a mesma de antes, mas o modelo 2012 tinha um diferencial importante, o motor.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Saiu o Duratorq 2.4 para a entrada do Durtatorq 2.2 Puma com características semelhantes, porém, mais eficiente.

Com duplo comando no cabeçote e 16V, o propulsor entregava 125 cavalos a 3.500 rpm e 35,7 kgfm a 1.450 rpm.

Além de mais potente, era também mais forte.

Câmbio, eixo cardã e diferencial eram os mesmos, mas o desempenho mudou.

A final caiu para 140 km/h, mas a aceleração de 0 a 100 km/h baixou para 18 segundos.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

O consumo passou a ser de 12 km/h na estrada e 10 km/l na cidade.

Com 2.358 kg de peso, a Ford Transit 2012 tinha capacidade de carga ampliada para 1.342 kg.

Em 2014, porém, as coisas mudaram para a van da Ford.

Alta do dólar e custos adicionais de um produto importado em pleno regime Inovar-Auto, encerram sua carreira aqui.

A marca americana anunciou em agosto de 2014, o fim da importação turca.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações

Na mesma época, a Ford havia retomado a produção dos caminhões F350 e F4, feitos na fábrica de Taboão, hoje à venda.

Num segmento onde havia Renault Master, Fiat Ducato, Peugeot Boxer, Citroën Jumper e Mercedes-Benz Sprinter, sem contar a Iveco Daily, as chances de sucesso de um produto importado da Ásia Menor era muito pequena.

Mesmo assim, em 2013, a Ford chegou a vender quase mil unidades no ano da Transit.

Sem planos de nacionalização, o modelo deixou de ser vendido ainda sob esperança de retorno, mas foi em vão.

Ford Transit: anos, modelos, motor, versões e detalhes das gerações
Nota média 5 de 4 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • passis

    Com a produção da nova Transit Connect no México, junto com a picape Courier/Ranchero, diria que as chances de voltar são consideráveis

    • rodrigosr

      acho que são zero.
      Transit era um produto comercializado pela rede de Caminhões, que em breve deixa de existir.

      • passis

        Mas podia passar para um cantinho de algumas concessionárias de carros de passeio. Se compartilhar a mecanica com a picape, faria sentido.

  • Marcus Vinicius

    Penúltimo Produto da ford europa no Brasil o último foi o 1.0 Ecoboost que equipou uma versão do último fiesta nacional

  • Andre Cupertino

    Essa geração vendida bonito abrasivo usava faróis de Fusion G1?

    • leomix leo

      Parecido, mais são um pouco maior. Os do Fusion tem uma lente mais complexa.

  • Robinho

    Este primeira geração, acho linda!

  • Jackson

    Muita gente se f……. com a transit a Ford desistiu do carro que era muito bom mas como manter um carro sem peças de reposição varias empresas de turismo tiveram duzias desses carros nas suas frotas e agora isso se tornou uma bomba..

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email