Mercedes AMG: a história, os modelos e seus motores

mercedes a45 amg 11

Mercedes AMG é a denominação mais recente da AMG Motorenbau und Entwicklungsgesellschaft mbH sob controle da Mercedes-Benz.


A empresa de engenharia automotiva ganhou fama e atraiu a atenção da Daimler-Benz.

Com 55 anos de história, a AMG fez muito mais que apenas preparar motores, ela criou uma divisão de performance da Mercedes-Benz que deu poder aos carros de luxo da marca alemã.

Igualmente germânica, a AMG criou um laço comercial tão estreito com a Daimler, que foi adquirida em 1999, passando a se tornar uma divisão da Mercedes-Benz.

Apenas em anos recentes, a denominação mudou para Mercedes AMG, assim como surgira a Mercedes-Maybach e Mercedes-EQ.

Mercedes AMG – detalhes

mercedes amg eqe 7

Forjando motores para carros de corrida, hoje a Mercedes AMG desenvolve não só os motores mais fortes para os carros da marca, como também os próprios carros são modificados na linha de montagem.

Com propulsores assinados pelo engenheiro-montador, cada motor da AMG foi construído para ser o melhor de sua classe e não decepcionar os clientes em hipótese alguma.

A Mercedes AMG vai além dos carros da estrela de três pontas. Ela também fornece motores preparados para a Aston Martin, Lotus e Pagani.

Do motor 2.0 mais potente do mundo a um dos últimos V12 ainda em produção, a Mercedes-AMG tem uma seleção de carros e motores para nenhum entusiasta de esportivos botar defeito.

Com uma linha separada de produtos, ela concorre direta com a BMW M, Audi Sport e Jaguar Land Rover SVO, assim como a Volvo Polestar.

mb amg gle 63 s coupe 1

Apenas com as duas primeiras é que a disputa tem maior valor, pois, assim como a alemã, reproduzem linha de esportivos similar, com cada uma buscando sobrepor a outra.

Os modelos da Mercedes AMG são atualmente divididos em seis plataformas: MFA2, MRA1/2, SL, G, GL e EVA, esta última elétrica.

O grupo de motores envolvidos nesses produtos começa pelo M139, um 2.0 Turbo com 387 ou 421 cavalos, passando então para o seis em linha 3.0 M256 de 367 a 435 cavalos.

Já o V8 4.0 M177 biturbo é polivalente, com potências de 476, 485, 510, 571, 585, 612 e 639 cavalos. Ele é o motor mais trabalhado na AMG, sendo o último “V” em produção da marca.

Todos os M139, M256 e M177 são montados à mão e recebem assinatura. A AMG não faz mais motor V12, com os últimos ainda em estoque.

Mercedes AMG – modelos atuais

mercedes benz gla 35 amg

Quais Mercedes são AMG?

A gama atual da Mercedes AMG é composta por hatch, sedãs, cupês, conversíveis, peruas e SUVs, incluindo ainda dois modelos elétricos e um utilitário 4×4.

Estão listados no portfólio da AMG, as classes A hatch, A Sedan, CLA, CLA Shooting Brake, C Coupé, C Cabriolet, E Sedan, E Coupé, E Cabriolet, E Touring, CLS, GT, SL, EQE, EQS, GLA, GLB, GLC, GLC Coupé, GLE, GLE Coupé, GLS e G.

Modelos AMG com a plataforma MFA2

Mercedes AMG CLA 45 S 2020 1

Eles usam os motores M260 e M139, sendo o primeiro um quatro cilindros 2.0 com turbocompressor e injeção direta, entregando 299 cavalos e 40,6 kgfm.

Ele trabalha com uma caixa de dupla embreagem AMG Speeedshift 7G-Tronic, tendo ainda tração nas quatro rodas 4MATIC.

O conjunto é oferecido nos modelos “35” como intermediários entre as versões Sport e AMG 45 e 45 S.

Estas possuem o motor M139, um 2.0 Turbo com 387 cavalos e 48,8 kgfm, mas nas versões “S”, o poder sobe para 421 cavalos e 50,9 kgfm.

Ele é o motor 2.0 litros de maior potência por litro no mercado mundial.

Nos modelos 45 e 45 S, o M139 trabalha com uma caixa de dupla embreagem com oito marchas e a tração 4MATIC+ permite o modo drift, com 100% de força nas rodas traseiras.

Mercedes AMG A 45 S 4MATIC 2021 2

Dos modelos pequenos, baseados na plataforma MFA2, estão listados os modelos abaixo:

  • Mercedes AMG A 35 4MATIC
  • Mercedes AMG A 45 4MATIC+
  • Mercedes AMG A 45 S 4MATIC+
  • Mercedes AMG A 35 4MATIC Sedan
  • Mercedes AMG CLA 35 4MATIC Coupé
  • Mercedes AMG CLA 45 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes AMG CLA 45 S 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes AMG CLA 35 4MATIC Shooting Brake
  • Mercedes AMG CLA 45 4MATIC+ Shooting Brake
  • Mercedes AMG CLA 45 S 4MATIC+ Shooting Brake
  • Mercedes AMG GLA 35 4MATIC
  • Mercedes AMG GLA 45 4MATIC+
  • Mercedes AMG GLA 45 S 4MATIC+
  • Mercedes AMG GLB 35 4MATIC

Modelos AMG com a plataforma MRA/MRA2

Mercedes AMG GLC 43 4MATIC 2021 1

Os carros da Mercedes AMG com a plataforma MRA, ainda possuem motorização a combustão e são de porte maior, com mecânica baseada nos motores M256 e M177, sendo o primeiro um seis em linha 3.0 e o segundo, o V8 4.0 litros.

O M256 é um 3.0 hibridizado que substituiu o M276, que era um V6 3.0 biturbo, sendo o novo motor também biturbo e entregando 367 cavalos na versão 43 e 435 cavalos na 53.

Ambos têm motor elétrico de 22 cavalos e usam sistema MHEV (EQ Boost).

A gama AMG sobre a MRA contempla ainda o motor V8 4.0 biturbo com 476 cavalos na 63 e 510 cavalos na 63 S.

Em modelos maiores, como o E 63/63 S, a potência do V8 biturbo chega a 571 ou 612 cavalos.

amg gt 11

O AMG GT 4 portas é um caso a parte e tem 585 cavalos na versão 63 e 639 cavalos na 63 S.

Destaque mesmo é o AMG GT 63 S E-Performance com até 843 cavalos, sendo um plug-in com motor elétrico traseiro de 204 cavalos (temporários, pois, normalmente é 95 cavalos) no eixo traseiro.

É o AMG mais potente atualmente, indo de 0 a 100 km/h em menos de 3 segundos.

A transmissão de dupla embreagem é a AMG Speedshift 9G-TCT com nove velocidades e tração nas quatro rodas.

Há somente duas exceções para o 4MATIC, o AMG GT 43, que tem tração somente na traseira.

Na plataforma MRA, porém, é importante frisar que, os Mercedes AMG C 63 Sedan e Touring não são mais produzidos. O famoso sedã que peitava o M3, indo de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos, por ora, morreu.

mercedes amg glc 63s coupe 2

Dos modelos médios e grandes, baseados na plataforma MRA, estão listados os modelos abaixo:

  • Mercedes AMG C 43 4MATIC Coupé
  • Mercedes AMG C 63 4MATIC Coupé
  • Mercedes AMG C 63 S 4MATIC Coupé
  • Mercedes AMG C 43 4MATIC Cabriolet
  • Mercedes AMG C 63 4MATIC Cabriolet
  • Mercedes AMG C 63 S 4MATIC Cabriolet
  • Mercedes AMG E 53 4MATIC+
  • Mercedes AMG E 63 S 4MATIC+
  • Mercedes AMG E 53 4MATIC+ Touring
  • Mercedes AMG E 63 S 4MATIC+ Touring
  • Mercedes AMG E 53 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes AMG E 53 4MATIC+ Cabriolet
  • Mercedes AMG CLS 53 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes AMG GT 43
  • Mercedes AMG GT 43 4MATIC+
  • Mercedes AMG GT 53 4MATIC+
  • Mercedes AMG GT 63 4MATIC+
  • Mercedes AMG GT 63 S 4MATIC+
  • Mercedes AMG GT 63 S 4MATIC+ E-Performance
  • Mercedes AMG GLC 43 4MATIC
  • Mercedes AMG GLC 63 4MATIC+
  • Mercedes AMG GLC 63 S 4MATIC+
  • Mercedes AMG GLC 43 4MATIC Coupé
  • Mercedes AMG GLC 63 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes AMG GLC 63 S 4MATIC+ Coupé

Mercedes AMG: modelos GL

mb amg gle 63 s coupe 1

Eles utilizam uma plataforma diferente para SUV, maior e derivada da antiga base da DaimlerChrysler, que deu origem a modelos da Jeep, por exemplo. Não é a mesma base, mas uma evolução da mesma nestes SUVs da Mercedes-AMG.

Os modelos GLE e GLS utilizam motores 3.0 seis em linha com EQ Boost e 435 cavalos na 53, além de V8 4.0 biturbo com 571 ou 612 cavalos, este último na versão 63 S.

São SUVs grandes e rápidos, que vão de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos, como no caso do GLE 63 S. Isso tudo com mais de 600 cavalos, que a AMG conseguiu extrair do V8 M177.

O maior modelo, o GLS 63 tem 612 cavalos e nem é descrito com 63 S, sendo essa a única opção do V8 4.0 biturbo para o modelo de sete lugares, indo de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos.

  • Mercedes-AMG GLE 53 4MATIC+
  • Mercedes-AMG GLE 63 4MATIC+
  • Mercedes-AMG GLE 63 S 4MATIC+
  • Mercedes-AMG GLE 53 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes-AMG GLE 63 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes-AMG GLE 63 S 4MATIC+ Coupé
  • Mercedes-AMG GLS 63 4MATIC+

Mercedes AMG: modelos SL

mb sl amg

A plataforma do SL é própria dele, que pode se considerar um privilegiado no portfólio da Mercedes-AMG ao lado da Classe G.

Remontado aos anos 50, o produto é um dos ícones da marca e agora somente como um esportivo AMG.

Essa é a primeira vez que o SL é vendido apenas como AMG, sendo chamado R232 por derivar do anterior R231. Outra novidade é a tração 4MATIC+ como item de série no SL.

Mesmo assim, essa opção tem função drift com tração apenas nas rodas traseiras, herança do clássico SL.

Roadster, o SL 55 tem um V8 4.0 M177 com 476 cavalos, porém, o SL 63 tem o mesmo motor, mas com 585 cavalos, uma potência similar ao do AMG GT 63.

Esta última opção, tem aceleração de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e final de 315 km/h.

  • Mercedes-AMG SL 55 4MATIC+
  • Mercedes-AMG SL 63 4MATIC+

Mercedes AMG: Geländewagen

mb amg 63 1

Mercedes AMG G 63

O Mercedes-AMG G 63 é o herdeiro do modelo conhecido como Geländewagen, sendo um utilitário 4×4 da marca que existe desde 1979 e se tornou um dos veículos militares mais difundidos no mundo.

Preferido em lugares como a Rússia, o G3 atual ainda está na terceira geração do modelo, cuja quarta geração já foi apresentada.

Com o M177 e a caixa de dupla embreagem AMG 9G-TCT, o G 63 tem chassi de longarinas reforçado para suportar a performance do conjunto.

  • Mercedes-AMG G 63

Mercedes AMG: modelos com a plataforma EVA

mercedes amg eqe 2

A plataforma EVA sustenta os modelos EQE e EQS, ambos disponíveis na Mercedes-AMG com propulsão 100% elétrica, tendo dois motores (um em cada eixo) e potência combinada de 476 cavalos no EQE 43 e 625 cavalos no EQE 53.

Este último pode alcançar 687 cavalos no modo overboost por alguns segundos, indo de 0 a 100 km/h em 3,3 segundos e com autonomia de 518 km.

No EQS 53, a potência é de 658 cavalos, alcançando 761 cavalos no modo overboost. Ele vai de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos.

  • Mercedes-AMG EQE 43 4MATIC
  • Mercedes-AMG EQE 53 4MATIC+
  • Mercedes-AMG EQS 53 4MATIC+

Mercedes AMG – modelos antigos

c30 amg

30 AMG – Um dos raros AMG movidos a diesel, o C 30 CDI AMG surgiu na geração W203 com um cinco em linha de 231 cavalos, mas durou dois anos (2002 a 2004).

32 AMG – Esta série da AMG tinha o motor M122 V6 3.2 com 355 cavalos, que equipou modelos como C 32 AMG e SLK 32 AMG, sendo ambos equipados com compressor.

43 AMG – Aqui, estão os antigos C 43, E 43, GLC 43, GLE 43 e SLC 43, todos com V6 3.0 biturbo entre 367 e 401 cavalos.

45 AMG – A série 45 basicamente serviu aos modelos A 45 e GLA 45, com o M133 2.0 turbo de 360 ou 381 cavalos (4MATIC).

55 AMG – O SLK 55 AMG tinha um V8 M152 4.0 aspirado com 415 cavalos no roadster alemão.

slk 55 amg

Teve ainda muitos outros modelos 55 AMG, como C 55, CLK 55, E 55, CL 55, CLS 55, G 55, S 55, SL 55 e ML 55.

55 AMG Kompressor – Eram os modelos SLK 55 e G 55 equipados com um V8 5.4 com compressor que teve de 476 a 517 cavalos. O M113 chegou a equipar o S 55 AMG com 360 cavalos.

63 AMG 5.5 – O motor M157, um V8 5.5 biturbo equipou os modelos E 63, S 63, M 63, G 63, GL 63, GLE 63, GLS 63, CLS 63 e SL 63, feitos a partir de 2009. Tinha de 585 a 685 cavalos.

63 AMG 6.2 – O M156 é um V8 6.2 biturbo que equipou vários carros da AMG nos últimos anos, sendo eles Mercedes AMG C63S, C63, CLK 63, CL 63, E 63, S 63, ML 63 e o famoso SLS AMG.

Este teve o V8 5.5 de 571 a 631 cavalos, mas o SLS AMG teve mais uma versão, sendo essa elétrica e chegou a 816 cavalos.

63 AMG 6.3 V12 – Apenas os modelos S 63, G 63 e CL 63 tiveram o V12 6.3 da AMG, sendo ele aspirado e com 450 cavalos.

65 AMG – Chamado M275, o V12 6.0 biturbo da AMG se tornou icônico no G 65, equipando ainda os S 65, SL 65 e CL 65, tendo ele 630 cavalos e produzido até recentemente.

Mercedes AMG – história

mb 190 amg

A Mercedes-AMG GmbH nasceu em 1999 com a compra da AMG por parte da então DaimlerChrysler. Com sede na pequena cidade alemã de Affalterbach, a empresa manteve seu centro administrativo no país após a aquisição.

Na época, a DaimlerChrysler assumiu o controle acionário da AMG, que até então era uma empresa independente, que preparava os carros da Mercedes-Benz, assim como a Alpina fazia com a BMW, por exemplo.

Em 2005, a Mercedes-AMG teve sua totalidade de ações compradas pela ainda DaimlerChrysler, resultando numa subsidiária da Mercedes-Benz. Ainda assim, demoraria mais de uma década que a definição de marca atual.

Antes, os carros da AMG eram todos Mercedes-Benz com a classe e o tipo de motor, para então surgir a designação AMG, como Mercedes-Benz A 45 AMG. Hoje, é Mercedes-AMG A 45.

Nascida em 1967, pelas mãos de Hans Werner Aufrecht e Erhard Melcher, a AMG é a sigla para Aufrecht, Melcher e Großaspach, este último o nome da cidade natal de Aufrecht.

Inicialmente, a AMG preparava blocos de motor de competição, porém, nos anos 70, começou a desenvolver pacotes de atualização e preparação para os carros de rua da Mercedes-Benz.

Como customizadora, ela seguiu os passos da Alpina e paralelamente mantinha sua atividade de engenharia das pistas de corrida.

Teve ainda as opções Black Series e o SLS AMG Electric Drive, sendo este último com 750 cavalos e 0 a 100 km/h em 3,9 segundos.

Com o passar do tempo, a AMG se especializou em Mercedes-Benz e construiu relação próxima com a marca, até esta adquirir seu controle no final dos anos 90.

Hoje, o desafio da Mercedes-AMG não é mais preparar motores V6 e V8, como inicialmente, mas atuar com a eletrificação, algo bem distinto do que fazia até pouco tempo.

Mercedes AMG – fotos

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.