Asiáticos Mercado Montadoras/Fábricas Preços Veículos Comerciais

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros

No princípio era a Kombi. A saudosa “perua” da Volkswagen foi o precursor do transporte leve nos centros urbanos do Brasil. Agora ela já prepara os documentos para dar entrada no INSS. Afinal, são 60 anos de serviço e sem férias! Depois dela, algo menor e mais barato surgiu na reabertura das importações. Era a Asia Towner. A pequena coreana chegou, mas não sozinha. Ela trouxe também a japonesa Suzuki Super Karry. Mas a coreana fez sucesso, mas no auge disse adeus e deixou milhares de órfãos no país.


Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros

Da segunda metade da década passada para cá, esse nicho de mercado deixado pela minivan começou a ser ocupado por fabricantes chinesas, começando pela Chana, agora Changan. Logo depois, surgiram Effa, CN Auto e mais recentemente chegou a Rely, que deverá ser lançada oficialmente muito em breve. Ela pertence à Chery. O mercado para este tipo de veículo também tem atraído a atenção da GM, que testa minivans da chinesa Wuling já há algum tempo.

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros


Com menos de 4 metros, bom volume interno para carga, motor 1.0 e acabamento simples, elas ainda contavam no início da carreira no Brasil com preços baixos, chegando alguns modelos em versão picape a custar menos de R$ 20.000. Mas com o IPI adicional para importados, ficou difícil manter esse atrativo do preço baixo, por isso pelo menos duas delas já confirmaram fábricas no Brasil: Changan e CN Auto. A Effa já tem uma linha de montagem em Manaus.

A Changan (ex-Chana) sofreu inicialmente com o nome pouco apropriado para o Brasil, mas ainda assim conseguiu vencer o preconceito e emplacou suas minivans. Atualmente a marca dispõe dos modelos Mini Star CS e Mini Star CE. Estes dois possuem motor 1.0 de 53 cv e capacidade para até 1.000 kg. Os modelos Picape Star, Star Family (van) e Star Utility (furgão) são maiores e tem motor 1.3 de 82 cv. A Mini Star CS custa R$ 28.632.

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros

A CN Auto foi outra que chegou e rapidamente fez sucesso, ainda mais por ter ressuscitados os nomes Towner e Topic no mercado. O primeiro modelo também é chinês (Hafei) e conta com versões Passageiro, Pickup, Furgão e Baú. Também tem motor 1.0, mas com 48 cv e visual moderno. Ela chegou a ser vendida com kit para cachorro-quente, por exemplo. Ainda há a Towner Jr. Pickup, que possui quatro versões e preço menor. A outra da CN Auto é a Topic, que é porte grande, motor 2.0 de 123 cv a gasolina com opção GNV. Esta tem até versão Escolar e Ambulância, além de Passageiro e Furgão. Falta um motor diesel. A Towner Passageiro está custando R$ 28.942 na tabela Fipe.

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros

Já a Effa Motors começou com outros modelos da Hafei e também reservou um pedaço do mercado para si. Hoje ela tem duas linhas de minivans utilitárias, sendo a primeira e mais antiga é a ULC, enquanto a segunda (mais nova) é chamada de Start. As duas linhas possuem versões picape, furgão e passageiros, além de oferecer opção baú e cabine dupla, como as rivais. Ela tem motores 1.0 de 46 cv e 47 cv. A marca de origem uruguaia ainda lançou caminhões leves da JBC e JMC, além de uma picape diesel e um popular 1.0 M100, o primeiro chinês de passeio no Brasil. A ULC picape custa R$ 20.480.

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros

Com produção programada para o Brasil, estas marcas voltaram a oferecer preço baixo para seus pequenos comerciais, já que estão incluídas no Inovar Auto e deixaram de pagar os 30% adicionais do IPI. Carga leve no meio urbano? As chinesinhas estão aí, prontas para o serviço.

Minivans chinesas conquistam transporte leve nos centros brasileiros
Este texto lhe foi útil??

24 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

    • É o brasileiro não gosta muito de carros chineses ou coreano mas hj a Kia é um dos melhores seguimentos . Sou a favor dos Chineses no Brasil para acabar o grande cartel montados pelas fabricas "NACIONAIS" e o GOVERNO que cada lucram 100 % nas vendas de um nacional . Queremos comprar carros importados pois o que falta nessas marcas são as famosas propraganda .Quando se dá dinheiro a mídia explode no comércio mas as empresas chinesas eles vendem o produto e a mídia são os clientes satisfeito , mas como todo o veículo acontecem erros de montagens e a galera mete o pau. Tenho um colega que comprou uma Towner 2010 já vai fazer 3 anos e só faz as revisões .Vai como o condutor ver o carro e usa na finalidade dos mesmos transportar pessoas e cargas, se um motor é 1.0 não queira que ele seja 1.4 ou 1.6 .

  • Essas vans e picapes chinesas estão infestando (no bom sentido) as ruas. Será que a Kombi será substituída pela van chinesa da GM? Já esteve em testes no Brasil mas sumiu…

    • Olha, se a GM lançasse seu produto com ar, direção, vidros e travas com air bag e ABS custando por volta de R$30000… ela certamente comeria todas as chinesas numa cacetada só. Inclusive a Kombi iria embora.

      Ainda mais considerando que essa passaria por um acerto voltado a necessidade brasileira, daria muito certo. A GM iria ver suas vendas de utilitarios crescer tanto que a demanda por um produto desse perfil seria acredito eu, até maior que de seus modelos de venda para consumidor pessoa fisica.

  • Essas vanzinhas tinham que inovar no visual também. Lógico que a função desses carros é o trabalho e a versatilidade, mas todas elas tem esse focinho asiático sem sal. Falta originalidade no segmento.

  • Pessoal compra esses carrinhos chineses para moer, em são paulo tem muito levando coisa de jardinagem, vidro, gas ( essas atrapalham o transito, pois não saem do lugar por causa do peso)

  • Acho que o mercado já está amadurecendo ao ponto de começar aceitar também os keicar japoneses. Não seria nada mal uns Suzuki e Daihatsu pra competir com Uno e Celta

  • A única vantagem que vejo nesses microutilitários chineses é a pressão sobre as marcas mais consagradas. Chana, Effa… todas essas marquinhas estatais chinesas têm uma qualidade absolutamente deplorável. Com menos de alguns meses de uso já estão caindo aos pedaços, além de oferecerem quantidade nula de segurança.

  • vou contar uma experiência um tanto quanto bizarra:

    A empresa em que trabalho possui uma Towner Jr, na ultima revisão foi constatado que deveria ser substituído os rolamentos das rodas, então depois de muito procurar por eles em lojas de auto-peças e não ter sucesso, nos deram uma dica de onde encontrar, e realmente achamos numa "loja de bicicletas", pois os rolamentos são idênticos à rolamentos de bicicletas de competição, isso mesmo kkkkkk….

    Então fica a dica, se você está com dificuldades para encontrar estes rolamentos, procure em lojas de peças para bicicletas que lá irá encontrá-los.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email