Chevrolet Linha 2020 Sedãs

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho
Onix Plus 2020

O Onix Plus 2020 faz parte da família Onix, que é dona de um grande sucesso no mercado brasileiro.

Eles são os mais vendidos em suas respectivas categorias e o Onix é o mais emplacado do País. Agora, para vender ainda mais e seduzir consumidores de carros mais caros, a marca lança o novo Chevrolet Onix Plus 2020.


Ao contrário do que você possa imaginar, o Onix Plus não é qualquer versão superior do Onix hatch. Este modelo agora é o sucessor do Prisma, que segue sendo vendido com sua antiga geração na versão de entrada Joy.

Além do novo nome, ele é um carro totalmente novo e não compartilha quase nada com sua antiga geração. Recebeu um visual mais agressivo, ficou bem maior, recebeu equipamentos inéditos e tem até um motor turbo de três cilindros.

Tudo isso para competir com modelos como Volkswagen Virtus, Fiat Cronos, Ford Ka Sedan, Honda City, Toyota Yaris Sedan e Hyundai HB20S.


E já nos arriscamos em dizer que o novo “Onix Sedan 2020” vai dar trabalho!

Confira abaixo tudo sobre o novo carro:

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020 – detalhes

Assim como o Virtus é inspirado no Jetta, o novo Onix Plus não nega inspiração no irmão maior Chevrolet Cruze. O visual do sedã compacto ficou bem interessante e mais agressivo que o da antiga versão, em especial nas configurações mais caras.

A dianteira do novo Chevrolet Onix Sedan usa faróis mais espichados e com recorte mais moderno, além de um layout interno mais refinado. Eles estão interligados à nova enorme grade, que desempenha também o papel de tomada de ar.

Nas extremidades, faróis de neblina e luzes de condução diurna em LED numa peça em formato de bumerangue. O capô tem também uma profusão de vincos.

Visto de lateral, o novo Onix Plus puxa para uma silhueta mais fastback, com caimento suave do teto e o terceiro-volume traseiro mais rebuscado. Há alguns vincos marcantes nas latarias, linha de cintura elevada e uma boa área envidraçada.

Já a traseira tem lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas. O para-choque tem uma porção inferior em plástico preto, em especial na região da placa.

A respeito das dimensões, o novo Onix Plus 2020 cresceu consideravelmente (veja as medidas completas na ficha técnica abaixo). São 19,4 centímetros a mais no comprimento, 4,1 cm na largura e 7,2 cm na distância entre-eixos.

A altura foi reduzida em 7 milímetros, redução quase imperceptível.

Isso se traduz, principalmente, em um maior espaço interno para os ocupantes, em especial no banco traseiro. Por outro lado, o porta-malas foi reduzido e agora comporta 469 litros, ou 31 l a menos que a antiga geração.

Fora isso, o sucessor do Prisma traz 17% a mais de aços de alta resistência. Por conta disso, além da adoção de novos equipamentos, o carro conseguiu a pontuação máxima de cinco estrelas nos testes de segurança do Latin NCAP.

Outro ponto que merece destaque é o peso. Embora seja maior e mais robusto que o antigo, o novo Onix Plus é apenas 25 kg mais pesado que o Prisma, com 1.079 kg. Para efeito de comparação, o rival Volkswagen Virtus TSI pesa 113 kg a mais (1.192 kg).

A Chevrolet diz que, com a nova suspensão, houve uma redução de 6 quilos. Já o novo motor ajudou a eliminar mais 15 kg.

Todas essas mudanças são fruto da nova plataforma GEM (Global Emerging Markets), desenvolvida pela GM em parceria com a chinesa SAIC. Além dos novos Onix e Onix Plus, esta nova base é utilizada pelo novo Tracker e será empregada também no sucessor da minivan Spin e de uma nova picape compacta/média da Chevrolet que chegará nos próximos anos para brigar com a Fiat Toro.

Pulando para o interior, o novo modelo melhorou em relação ao antigo.

O acabamento segue com plástico em praticamente todos os lados, mas o desenho do painel ficou mais moderno e refinado, com recortes diferenciados e destacando a tela “flutuante” sensível ao toque da central multimídia MyLink.

O acabamento varia de acordo com a versão. O painel pode receber uma faixa central em cinza ou caramelo. Na versão topo de linha Premier, o carro pode receber bancos revestidos em couro sintético, mesmo material aplicado no apoio de braço das portas dianteiras.

Ele passa a oferecer também novas soluções de tecnologia. A central multimídia agora é a MyLink 3, com tela de sete polegadas, que é bastante ágil e prática.

O sedã dispõe também de conexão WiFi da Claro, que será ofertada como um serviço a parte por R$ 29,90 por mês.

As versões mais caras podem sair equipadas com ar-condicionado digital, carregador wireless para smartphone no painel, sistema de estacionamento semiautônomo (Park Assist), alerta visual de pontos cegos, partida do motor por botão, chave presencial para destravamento das portas, entre outros.

Vale destacar que o Onix Plus 2020 é o único da categoria que sai de fábrica com seis airbags (frontais, laterais e de cortina) desde a versão mais básica. Dispõe também de controles de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas.

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020 – versões

O Onix Plus 2020 está disponível nas seguintes versões de acabamento:

  • Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo MT 2020
  • Chevrolet Onix Plus LT 1.0 Turbo MT 2020
  • Chevrolet Onix Plus LT 1.0 Turbo AT 2020
  • Chevrolet Onix Plus LTZ 1.0 Turbo MT 2020
  • Chevrolet Onix Plus LTZ 1.0 Turbo AT 2020
  • Chevrolet Onix Plus Premier 1.0 Turbo AT 2020

Onix Plus 2020 – equipamentos

Chevrolet Onix Plus Turbo 2020

Segurança: seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois de cortina), aviso sonoro do cinto de segurança, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, lanterna de neblina, luzes laterais indicadoras de direção, regulagem de altura dos faróis, Isofix e Top Tether para fixação de cadeirinhas infantis, freios com ABS e EBD, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, assistente de partida em rampas, entre outros.

Conforto: banco traseiro bipartido e rebatível, ar-condicionado, chave tipo canivete dobrável, console central com descansa-braço, direção elétrica progressiva, luz de cortesia dianteira e traseira, sistema de luz “siga-me” dos faróis, para-sois com espelho, tomada de força 12V no console central, travas elétricas das portas, porta-malas e tampa de combustível, vidros dianteiros e traseiros elétricos com sistema “um toque”, anti esmagamento e fechamento e abertura automáticas pela chave,

Visual e acabamento: retrovisores externos pretos, grade frontal na cor preta, maçanetas externas pretas, rodas de aço de 15 polegadas com calotas integrais, maçanetas internas na cor preta, bancos dianteiros com encosto de cabeça integrado, bancos em tecido, acabamento interno na cor “Jet Black”, entre outros.

Tecnologia: computador de bordo, comandos do rádio e telefone no volante, sistema de som com rádio AM/FM, MP3 player, conexão Bluetooth e dupla entrada USB, conjunto de quatro alto-falantes, entrada USB dupla para o banco traseiro, entre outros.

Chevrolet Onix Plus LT Turbo 2020

Segurança: recebe alarme antifurto, faróis de neblina e sensor de estacionamento traseiro.

Conforto: ganha volante com ajuste de altura e profundidade e banco do motorista com regulagem de altura.

Visual e acabamento: agrega adesivo de coluna na cor preta, retrovisores externos na cor da carroceria, maçanetas das portas na cor da carroceria, grade frontal com detalhe cromado, rodas de liga-leve de 15 polegadas, entre outros.

Tecnologia: adota painel de instrumentos digital em tela TFT de 3,5 polegadas, sistema multimídia MyLink 3 com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, conexão Bluetooth para até dois celulares simultaneamente e rádio AM/FM, conjunto de seis alto-falantes, sistema OnStar com serviços de segurança e concierge, entre outros.

Chevrolet Onix Plus LTZ Turbo 2020

Conforto: tem ainda faróis com acendimento automático.

Tecnologia: ganha câmera de ré, carregador wireless para smartphones no console central do painel, chave presencial, partida do motor por botão start/stop, sistema Easy Entry de abertura das portas por sensor de aproximação na chave, partida remota do motor pela chave, entre outros.

Chevrolet Onix Plus Premier Turbo 2020

Segurança: recebe faróis dianteiros do tipo projetor e luzes de condução diurna em LED.

Conforto: traz piloto automático, luz de cortesia no porta-luvas, luz de cortesia dianteira e luz individuais de leitura para motorista e passageiro, porta-revista na parte traseira do encosto do passageiro dianteiro, para-sois com espelho com cobertura, câmbio automático de seis marchas, entre outros.

Visual e acabamento: tem ainda friso cromado no contorno inferior do vidro das portas, lanternas em LED, maçanetas internas cromadas, rodas de liga-leve de 16 polegadas e volante esportivo com revestimento premium.

Tecnologia: traz indicador de nível de vida do óleo no painel.

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020 – opcionais

Chevrolet Onix Plus LT Turbo 2020

Pacote R8G (R$ 5.300): volante esportivo com revestimento premium, console central com descansa-braço, piloto automático e câmbio automático de seis marchas com Active Select.

Chevrolet Onix Plus LTZ Turbo 2020

Pacote R8J (R$ 5.200): volante esportivo com revestimento premium, console central com descansa-braço, piloto automático e câmbio automático de seis marchas com Active Select.

Chevrolet Onix Plus Premier Turbo 2020

Pacote R8M (R$ 3.000): alerta de ponto cego, ar-condicionado com controle eletrônico de temperatura e sistema automático de recirculação, bancos com revestimento premium, sistema de estacionamento automático Easy Park e acabamento interno nas cores preto “Jet Black” e caramelo “Maple Sugar”.

Pacote R8R (R$ 3.000): alerta de ponto cego, ar-condicionado com controle eletrônico de temperatura e sistema automático de recirculação, bancos com revestimento premium, sistema de estacionamento automático Easy Park e acabamento interno nas cores preto “Jet Black” e caramelo “Mid Ash Gray”.

Onix Plus 2020 – preços

O Onix Plus chegou praticando preços competitivos, seguindo praticamente a mesma faixa de preços da geração anterior. Confira abaixo os preços do novo sedã turbo da Chevrolet:

  • Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo MT 2020: R$ 58.790
  • Chevrolet Onix Plus LT 1.0 Turbo MT 2020: R$ 61.190
  • Chevrolet Onix Plus LT 1.0 Turbo AT 2020: R$ 66.490
  • Chevrolet Onix Plus LTZ 1.0 Turbo MT 2020: R$ 65.790
  • Chevrolet Onix Plus LTZ 1.0 Turbo AT 2020: R$ 70.990
  • Chevrolet Onix Plus Premier 1.0 Turbo AT 2020: R$ 73.190
  • Chevrolet Onix Plus Premier 1.0 Turbo AT 2020 + pacote opcional: R$ 76.190

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020 – cores

Veja abaixo as cores disponíveis:

  • Preto Ouro Negro (metálica) – sem custo adicional
  • Branco Summit (sólida) – R$ 750
  • Vermelho Carmim (metálica) – R$ 1.590
  • Prata Switchblade (metálica) – R$ 1.590
  • Azul Seeker (metálica) – R$ 1.590

Onix Plus 2020 – motor

Este é, sem dúvidas, o principal chamariz do Chevrolet Onix Plus 2020. Pela primeira vez, um modelo da Chevrolet sai de fábrica com um motor turbo de três cilindros, solução já oferecida há anos por marcas como Volkswagen, Ford e Hyundai, por exemplo.

Ele oferece um motor 1.0 litro turbo flex de três cilindros, que de acordo com a Chevrolet é o motor turbo mais econômico do País.

Ele pertence à família Ecotec da General Motors na Europa e recebeu algumas modificações para ser aplicado no modelo brasileiro.

Este propulsor é dotado de tecnologias como bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando variável de válvulas, coletor de escape integrado, bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável, correia dentada imersa em óleo (que requer troca a cada 240 mil km rodados), entre outros.

Entretanto, ao contrário de modelos como Volkswagen Virtus com o motor 1.0 TSI, o novo Onix Plus com o 1.0 Ecotec Turbo não usa injeção direta de combustível.

De acordo com a Chevrolet, tal tecnologia poderia acarretar em problemas com o nosso combustível e, além disso, aumentaria o custo de manutenção.

Esta ausência da injeção direta de combustível pode ser justificada também para reduzir os custos de produção, algo que não foi citado pela Chevrolet, obviamente, durante a apresentação do novo modelo.

O motor 1.0 Ecotec Turbo consegue desenvolver 116 cavalos de potência, tanto com gasolina como etanol, a 5.500 rpm. O torque, por sua vez, é de 16,3 kgfm com gasolina e 16,8 kgfm com etanol, a 2.000 giros. Junto a ele está associado a um câmbio manual ou automático, ambos com seis marchas.

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020 – consumo

Confira abaixo os números de consumo do Onix Plus com motor 1.0 Turbo e câmbio manual de seis marchas:

Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo MT 2020

  • 9,6 km/l na cidade e 12,2 km/l na estrada com etanol;
  • 13,7 km/l na cidade e 17 km/l na estrada com gasolina.

Agora, os números de consumo do Onix Plus com motor 1.0 Turbo, mas com transmissão automática de seis velocidades:

Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo AT 2020

  • 8,6 km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada com etanol;
  • 12 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada com gasolina.

Onix Plus 2020 – desempenho

De acordo com dados divulgados pela Chevrolet, os números de desempenho são os seguintes:

Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo MT 2020

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos;
  • Velocidade máxima de 187 km/h.

Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo AT 2020

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 10,9 segundos;
  • Velocidade máxima de 185 km/h.

Ao rodar, o novo Onix Sedan se mostra um carro nitidamente superior ao Prisma de antiga geração. O motor turbo garantiu um fôlego extra ao modelo e faz ele se equiparar a outros carros turbo da categoria, como o VW Virtus e o também renovado Hyundai HB20S.

No caso do Onix Sedan 2020, o motor turbo não empolga em acelerações como no Virtus 1.0 TSI (este com 12 cv e 3,6 kgfm extras).

Por outro lado, recompensa no consumo de combustível, já que consegue registrar média de até 17 km/l na estrada.

Apesar da demora da Chevrolet em adotar um motor com tal tecnologia e com três cilindros, o propulsor usado no Onix Plus 2020 entrega um acerto digno de nota e, inclusive, não incomoda com barulhos e vibrações, algo frequente entre carros tricilíndricos.

Ele oferece também suspensão com ajuste voltado para o conforto e também com boa capacidade para absorver as irregularidades do solo. A direção elétrica progressiva foi recalibrada e agora entrega um acerto mais direto.

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho

Onix Plus 2020 – garantia e revisões

Assim como os demais carros da Chevrolet no mercado brasileiro, ele está sendo comercializado com garantia de fábrica de três anos, sem limite de quilometragem.

Entretanto, a Chevrolet ainda não divulgou os preços das revisões do novo sedã compacto. Todavia, de acordo com o divulgado do fabricante, até 60.000 km os valores estão até 8% mais baixos que os da antiga geração.

Fora isso, o tempo para a mão de obra foi reduzido em 16 por cento.

Outra novidade é o intervalo das revisões, que subiu de 5 mil para 10 mil quilômetros.

Onix Plus 2020 – ficha técnica

Motor

1.0 Ecotec Turbo

Tipo

Dianteiro, transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

3 em linha

Cilindrada em cm³

999

Válvulas

16

Taxa de compressão

10,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

116 cv com gasolina ou etanol a 5.500 rpm

Torque Máximo

16,3 kgfm com gasolina e 16,8 kgfm com etanol a 2.000 rpm

Transmissão

Tipo

Manual ou automática de 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado (dianteira) e tambor (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica progressiva

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Aço de 15 polegadas ou liga-leve de 15 ou 16 polegadas

Pneus

185/65 R15 ou 195/55 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.474

Largura sem retrovisores (mm)

1.730

Altura (mm)

1.471

Distância entre os eixos (mm)

2.600

Capacidades

Porta-malas (litros)

469

Tanque (litros)

44

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

375

Peso em ordem de marcha (kg)

1.079

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,305

Onix Plus 2020 – fotos

Onix Plus 2020: versões, equipamentos, motor, consumo, desempenho
Nota média 4.4 de 5 votos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • carnero

    A GM sempre dando tiro no pé no quesito powertrain…
    Implementa um motor totalmente novo no lineup, desenvolve turbo flex e mete uma injeção PFI ????
    Mete injeção direta e aumenta 500 conto nesse carro que ninguem vai sentir. Ja tá caro pra kct

    • Roberto

      Injeção direta e 500 conto não combinam.
      A vw cobra mais de 5 mil, a Hyundai cobra 8 mil.
      A única a oferecer turbo com bom desempenho e preço razoável foi a GM.
      Ela cobra 65 no at6 completo, o mesmo que um Versa ou Logan bem menos recheados.

    • SDS SP

      É uma pena, mas mesmo sem injeção estratificada, o resultado ficou similar ao da concorrência (VW). Consumo ficou até melhor.
      Resta saber o desempenho na pista.

      • V12 for life

        Comparando os números de potência, torque e rotação dos mesmos, deve ser inferior a VW e Hyundai porém nada muito discrepância e de acordo com a proposta do carro.

        • Cesar

          Potencia na gasolina é praticamente a mesma. Perde no álcool. O restante você tem razão. Porém ganha em consumo.

        • João Holmes

          Já perde no consumo (dados do Inmetro) e vai perder na pista também devido a obesidade do Virtus. Isso claro na gasolina onde o Onix é até 1cv mais potente. Lembrando que até o Cobalt 1.8 com 112cv deixou para trás o Virtus TSI na drag race.

          • Mesmo por que a cilindrada 1,8 ajuda no torque final…

      • Josimar Genm Tavares

        Pesa 100kg a menos que um Virtus, acho que isso compensa

    • awatenor

      Compare-se o preço de uma “válvula” (como a VW chama os bicos injetores do TSI >> R$950,00 – experiência própria) com o valor de um bico injetor comum. Duvido que, na hora da troca por defeito, fique tão entusiasmado…

      • Robson

        Eu já ouvi falar também desse alto custo dos bicos VW e convenhamos, com o combustivel que temos aqui, nem acho absurda a decisão de não ter injeção direta. Em ficha técnica não ficou muito atrás do 1.0 TSI e acredito que no dia a dia pouco deve se notar a diferença.

      • Cristiano França

        Sem contar na bomba de alta pressão que também custa uma fortuna.
        Acho que a Chevrolet acertou em cheio em não colocar a injeção direta, pois terá manutenção mais barata, melhor consumo e o desempenho não fica tão distante dos concorrentes.

      • MauroRF

        Assista ao vídeo do ADG sobre os bicos injetores do Golf GTI, é uma facada cada um.

      • Marcelo Alves

        Sem falar naquele problema que acontece com o tempo nos carros com injeção direta: acumulo de sujeira nas válvulas e no nos dutos por onde o ar admitido passa dentro do cabeçote, com o passar do tempo pode dar problemas (se eu não estiver engano, a sujeira pode travar a válvula ou comprometer a passagem do ar), esse tipo de problema não acontece na injeção indireta comum, porque os bicos ficam posicionados no coletor de admissão jogando combustível antes do ar passar pela valvula, aí o próprio combustível limpa os dutos do cabeçote e a própria válvula.

    • Raul Cotrim de Mattos

      Duvido que a GM se esforce para trazer novos motores para o Brasil, visto que parte das montadoras já estão parando de desenvolver novos motores a combustão.

      • Josimar Genm Tavares

        Traz sim, vide os novos motores para a futura Tracker.

    • Lucas Alves

      Mas a marca não pode lançar o carro 💯% logo de cara, se não, não vai ter o que evoluir no futuro facelift!

  • Peuooo

    É uma tristeza, quando um carro novo é lançado e não vem com DRL. Não precisava ser em led, tem acendimento automático do farol, mas como usar essa tecnologia se sempre que tiver que usar a marginal e Cia, terá que ligar o farol? É de uma tristeza sem fim…

    • Cesar

      Tem DRL nas versões mais caras

      • Peuooo

        exatamente, só na Premier. O sandero vem desde a versão básica 1.0… vai entender.

        • Cesar

          São estrategias.
          Concordo contigo que deveria vir desde a mais básica. Não é algo muito caro e se quisesse paodurar colocasse pelo menos a halogena.

          • Peuooo

            exatamente, poderia vir halogena mesmo, como vem no tracker… Esse é um motivo que faz eu não comprar um carro. gosto muito fdo polo tb, mas ter que gastar mais de 70K para ter esse item básico, acho super fora da curva. Fora que desde que isso se tornou lei, o minimo que as montadoras deveriam fazer, era colocar essa bagaça como item de série…

            • Já vi polo básico sem Farol de neblina mas com o DRL em LED..

              • Peuooo

                eu nunca vi, só se as pessoas estão colocando por fora. mas original de fábrica, só na Highline,,,

    • Robson

      Concordo, projeto novo já tinha que englobar isso em todas as versões, é básico já e deve custar pouco incluir. Só faço uma correção, você não é obrigado a utilizar farol aceso nas Marginais durante o dia, a Prefeitura não pode e não vai multar por não utilizar, as placas são apenas uma orientação para utilização.

      • Peuooo

        Sério? Nunca ouvi falar sobre isso!
        Pensei que era pra usar ela sempre ligada nas marginais!
        neste caso então só é necessário nas estradas?

        • Robson

          Perdão cara, você falou marginal e eu automaticamente associei as Marginais Pinheiros e Tietê aqui em São Paulo. Confesso que nas marginais de rodovias nunca li nada a respeito, na duvida é melhor usar mesmo.

          • Peuooo

            exatamente, é a marginal tiete e pinheiros! =) nelas não é necessário acender os farois?

            • Robson

              Não é. Apesar de fazerem parte da BR-116 elas são consideradas avenidas. A prefeitura fica sugerindo a utilização do farol durante o dia, mas não aplica multa por não acender, é só sugestão mesmo.

              • Peuooo

                Pow, que top!

              • Pablo Henrique

                Já aqui na região metropolitana de Salvador, em Lauro de Freitas, no trecho da BA-099 que passa por dentro do município, o uso dos faróis é exigido

                • Robson

                  Mas em São Paulo também é, só as marginais são exceção por terem a administração da Prefeitura de São Paulo e serem consideradas somente avenidas.

                • Ander33x

                  Aqui tbm Pablo, as Rodovias Anchieta, Imigrantes, Regis Bitt. entre outras que atravessam a cidade, sempre tem que manter aceso as luzes, mesmo estando dentro da cidade e com trânsito “vai-e-para”.
                  Não se pode deixar levar pelo trânsito parado, pois mesmo assim ainda é concessão de Rodovia e está sujeito a tais leis.
                  Depois das placas sinalizarem o termino sim, antes disso manter sempre acesos.

        • Mesmo que fosse obrigatório o uso do farol seria somente na pista expressa pois as locais são avenidas ou Rua.

    • Jamilson Junior

      Peuooo, a estratégia das montadoras em colocar LED e DLR apenas nas versões TOP é justamente por isso, o carro fica MUITO mais bonito, e tem muita gente por aí que acaba escolhendo essa versão por ter isso. A mesma estratégia vale por interior biton como o Novo Corolla e próprio ônix, que oferecem isso só na versão top. É um diferencial estético que muita gente paga pra ter.

      • Lucas Alves

        Exatamente! Têm muita gente associando a implantação de determinados equipamentos em certas versões com custo!

    • Você não é obrigado a ligar o farol baixo durante o dia nas vias expressas das marginais pinheiros ou Tietê…

      • Peuooo

        precisa sim, sendo dia ou noite.

        • Não precisa,Eu moro aqui na cidade de SP

          • Peuooo

            eu tb moro em sp, e para tirar de vez a dúvida, acabei indo pesquisar e de fato, na marginal não precisa ligar o farol. As placas que indicam para acender o farol é parte de um programa chamado “marginal segura”. enfim, não é necessário acender em nenhuma das faixas, até mesmo na expressa. Como eu sempre via essas placas, achava que de fato era obrigatório.

  • Aristênio Catanduva

    desempenho pior que os 1.6 16v da peugeout

    • Vitor

      Mas o consumo tbm é bem menor

  • th!nk.t4nk

    Caramba, por que a versão automática é tão mais lenta que a manual? Questiono que raios de câmbio é esse que a GM usou pra conseguer uma piora tão grande no desempenho.

    • Roberto

      Em todas as fabricantes ocorre isto.

      • th!nk.t4nk

        De jeito nenhum. Nos automáticos modernos o desempenho é até melhor do que na versão manual.

        • Com conversor de torque? Em geral com dupla embreagem sim.

          • th!nk.t4nk

            Exatamente. Com dupla embreagem.

          • th!nk.t4nk

            Com dupla embreagem (basicamente todos do mercado) e também vários com conversor de torque (ex: 9G-Tronic).

            • Josimar Genm Tavares

              Pow você tá comparando os câmbios de BMW, MB e JLR com os desse carro feito para países emergentes?Vai reclamar também do acabamento da nova 330i M Sport ser melhor?

            • Josimar Genm Tavares

              Alguma de 6 velocidades?

            • Ernesto

              Qual popular na Europa está usando câmbio 9G-Tronic, Steptronic 8, etc?

        • Charlis

          Exceto o ZF, eu desconheço algum exemplo (câmbio AT, com conversor de torque)!
          Se você sabe, compartilhe conosco.

          []s

          • Todas as transmissões automáticas(Epiciclíca ou CVT) possuem conversor de torque salvo algumas transmissões CVT como a do FIT até 2008 que são por embreagem.

            • Charlis

              Sim eu sei, amigão.
              Mas existe as DCTs que são incomparáveis no quesito desempenho, por isso as exclui.

              []s

        • Roberto

          Moderno talvez.
          No Brasil, dificilmente.

        • As transmissões automáticas tem perdas bem pequenas se compararem com as transmissões antigas AT4 ou mesmo AT3. Somente as dupla embreagem superam as manuais.

          • th!nk.t4nk

            Meus 2 últimos carros tinham melhor desempenho com a caixa automática (com conversor de torque) em relação as versoes manuais. É mito de que apenas as caixas de dupla embreagem ofereçam melhor desempenho. E olha esse Onix: 1,2 s mais lento no 0-100 km/h com a caixa da GM. Isso é uma perda gigante.

            • Mas para o consumidor normal que irá dirigir o carro no dia a dia é um dado totalmente irrelevante.

    • SDS SP

      Nos VW daqui o resultado também não ficou bom e pelo jeito ficou até pior que nos GM.

  • Gabriel Molina Pinheiro

    Carrinho bacana. Todos os carros no Brasil são muito caros. Se observar na categoria dele, em questão custo x benefício ninguém bate de frente. O Virtus pode se sair melhor no desempenho, devido a injeção multiponto. Mas a população, em sua maioria, quer saber de comprar o carro mais completo, econômico e com a manutenção mais barata possível que seu dinheiro possa pagar. Essa é a receita de sucesso do Onix.

  • vi.22

    uma excelente estrutura para fazer a nova montana..

  • Jackson

    corrijam o número de válvulas… São 12 e não 16.

  • Verdades sobre o mercado

    No site da Chevrolet consta o Onix Plus de entrada com AT e nem
    consta opção MT. Eu creio que o site da Chevrolet está errado.

    • Ciro Semensato

      sim, a versao automatica custa 58mil e vem com rodas de ferro com calota e com radio com bluethooth

      depois vem o LT manual por 62mil que acrescenta o mylink novo, por isso a diferença

      • Verdades sobre o mercado

        O LT de 61k é manual, o AT custa 66,5k, está muito estranho a versão de entrada não ter câmbio manual quando a LT e a LTZ tem tanto MT quanto AT. Estranho também está a diferença de preço da Versão de entrada para a LT manual, esta conta não está fechando

        • Rafael Kawamoto Fussia

          vc tá procurando pêlo em ovo, tá certo, tanto pro hatch quanto o plus, a versão de entrada turbo sem sufixo é somente AT sim, vc não tem que entender nada, se trata apenas do novo “advantage”, não tem my link e nem opcionais, versão pra tentar fazer volume, o LT pode receber bem mais itens tanto de série quanto opcionais!

          • Ernesto

            “Vc não tem que entender nada”…Sério isso? O cara tem uma dúvida, um questionamento e não pode fazê-lo? Cada uma…

            • Rafael Kawamoto Fussia

              Sim sério, releia denovo e vai ver que o questionamento foi respondido, versão pra substituir o antigo Advantage AT que era vendido apenas em pacote fechado sem opcionais, qual a dificuldade de entender isso?

          • Verdades sobre o mercado

            Para pra pensar um pouco… Novo Onix (hatch) com motor aspirado e MT por 51.590,00. Onix Plus(Sedan) por 58.790,00, ou seja, uma diferença de apenas 7.200,00 por turbo + AT + carroceria Sedan ?! É no mínimo muito estranho, principalmente se considerarmos que a Chevrolet está cobrando 5.300,00 só pelo AT nas versões LT e LTZ.

            • Rafael Kawamoto Fussia

              Pensar o que? carro pra frotista ou pra quem quer gastar o mínimo e o Onix hatch parte de 48 mil(não 52) no aspirado e 55 no turbo, foi AMPLAMENTE divulgado em todos portais as versões e equipamentos, as diferenças de preço são justificadas pelos pacotes em separado, compare apenas hatch com hatch e sedan com sedan, vo repetir esse carro é o antigo Advantage AT sem o nome, não tem opcionais NENHUM, esquece o LT da tua cabeça pq ele tem 4 versões, básica e mais 3 pacotes de opcionais que são diferentes nos itens sempre aumentando mil reais, 2 mil em sequencia, tanto aspirado quanto turbo, quando vc começa adcionar muitos itens chega na versão superior esse é o problema, e vo repetir de novo, sim os turbos de entrada são automáticos mas sem my link e outros detalhes menores e sem opcionais, o primeiro LT é manual, mais caro mas possue o my link e mais itens de série, vc pode ter o Onix hatch LT com partida por botao e abertura sem chave, my link e wi-fi e carregamento do celular pelo mesmo valor do turbo sem nenhum desse itens, questão de preferência de motor ou itens opcionais, da mesma maneira que tem LTZ turbo por R$ 60.990 => com abertura da porta e partida do motor sem chave, acendimento automático dos faróis, câmera de ré e carregador wireless para smartphone por 61 mil, mas não possue os opcionais do LT3 nem câmbio automático nem rodas de liga, vc que tem que escolher os itens que mais lhe convem e depois o câmbio, só isso, no total o Onix tem 26 versões se não me engano!

              • Verdades sobre o mercado

                No site da Chevrolet o Onix Hatch de 48k(47.590) é o Joy(modelo antigo). O Novo está a partir de 51.590,00

                • Rafael Kawamoto Fussia

                  Vc insiste em falar do LT de teimosia, já falei

                  • Verdades sobre o mercado

                    Preço de tabela é uma coisa, oferta é outra. Se o que escrevo lhe irrita, ignore.

                    • Rafael Kawamoto Fussia

                      bela lógica sua SQN, não é questão de irritar, vc só esqueceu que o Onix hatch só vende a partir de novembro por isso os preços não foram atualizados no site, tirando isso qualquer lugar, mas qualquer lugar mesmo inclusive no youtube, qualquer preço divulgado sobre os carros é o mesmo que descrevi, o Hatch básico parte de 48k aspirado e 55k turbo, e o plus aspirado 55k ou 58k turbo, a partir do LT que os preços são maiores, se não acredita problema seu, vc não vai conseguir provar que o carro parte de 51k, te desafio a fazer isso, esse preço de tabela é sim o praticado nas lojas e não vai poder aumentar até 31/12 e sim eu tenho como provar, se quiser manda o email que te mando em PDF uma proposta de loja pro meu tio com valor de vários carros, segue rigoramente a tabela, enfim quem tá fazendo confusão de preços é vc, basta consultar qualquer site de imprensa, todos constam os mesmos valores, e o Joy vem sendo vendido bem abaixo da tabela, o Prisma tbm!

  • Natán Barreto

    A galera mais uma vez arranjando coisas pra se queixar. Qual carro consegue superar o novo Onix? Linha HB20 e Polo são as mais próximas de conseguir, mas mesmo assim está bem vantajoso.
    1.0 turbo por 58k? Aonde???? Nem nos hatch tem conseguido isso

    • Verdades sobre o mercado

      Custo X beneficio está imbatível, mas estou achando estranho esta versão de entrada só ter AT quando a LT e a LTZ oferecem MT e AT. Meu palpite é que o site da Chevrolet está errado e a versão de entrada a 58k é MT. A diferença de preços e equipamentos em relação à LT é outra coisa que reforça minha suspeita.

      • Ernesto

        Creio que você tenha razão. Se o site estiver certo, muito mais negócio pegar esse sem nomenclatura que é AT e depois faz um upgrade com acessórios de concessionária.

  • Josué

    O carro tá show, quebrou a concorrencia……………….

    • Verdades sobre o mercado

      Em termos de custo X beneficio realmente quebrou as pernas da concorrência, mas creio que não será o melhor da categoria.

      • Fernando

        Pelo pacote Preço X Benefício, acho que sim, heim.

  • Ciro Semensato

    Tem que mexer na materia, o virtus tem 128cv quando abastecido com alcool, na gasolina tem a mesma potencia do onix 116cv, só o torque de 20,4kfgm que se mantem

    outro ponto, o virtus é mais pesado que o onix, se fizer um teste de 0 a 100 o onix leva

  • Preços muito interessantes, quando analisados na comparação de outros produtos na mesma faixa de mercado. Se comparados aos do Virtus então…
    Tende a tornar a liderança do Onix ainda mais sólida.

    • André

      Tá mais barato que Etios sedã aut e muuuuuito mais barato que Yaris sedã

  • Gabriel Molina Pinheiro

    As pessoas parecem que estão esperando um super carro. O objetivo do Onix é ser razoavelmente acessível (levando em consideração os preços da concorrência) e ter bom custo x benefício vindo mais recheado que os outros. A construção de todos esses carros ficam devendo, pois são feitos para mercados emergentes. E quanto à injeção não ser direta, acaba sendo até uma vantagem do dia-a-dia, pois com nossa mijolina se por acaso vir dar problema em um bico, o conserto fica bem mais barato, vide o preço dos bicos injetores do Virtus.

    • Fernando

      A injeção direta é mais cara até para quem quer economizar instalando um kit gnv, pois em veículos de injeção direta, o kit tem que ser de sexta geração que é muito caro.E antes que me digam quem iria colocar gnv em um carro desse? Muitos fazem isso, principalmente motoristas de aplicativos e taxistas.

  • Gabriel M. Vieira

    É chover no molhado falar que os preços dos carros dispararam nos últimos anos. Se não formos entrar nessa discussão, eu tenho que dar o braço à torcer e dar parabéns à GM por ter, no mínimo, melhorado o carro em termos gerais. Eu nunca vou concordar com os preços praticados no Brasil mas, sendo realista, esse carro se tornou um produto interessante quando olhamos o panorama geral.

  • G. de F.

    O pacote de equipamentos de segurança passiva é digno de nota! Provavelmente adotado por conta as notas do Latin NCAP, é algo a mais que deve ser levado em consideração na comparação com a concorrência.
    Quanto a injeção indireta, se a sua adoção foi por prudência da marca ou uma inconfessável economia nos custos do produto, é uma opção razoável, até.
    Enfim, a GM não está para brincadeira. Se já era líder nesse segmento, a tendência é que continue… A ver.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    O de 58 mil é AT6 e não MT

    • Verdades sobre o mercado

      No site consta AT, mas está estranho isso… LT e LTZ oferecem MT e AT e a versão de entrada só tem AT ? A diferença de preços entre a básica e a LT(tanto MT quanto AT) também não fecha com a diferença de equipamentos.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        É PCD, vem com rádio Bluetooth, bancos em tecido, sem retrovisores elétricos, maçaneta preta, rodas de aço com calotas

  • Carlos AM

    A versão que mais agradou foi a Premier.
    A diferença para LTZ é bem pouca e acaba entregando mais, fora o visual diferenciado (faróis, DLR, lanterna em led…)

  • RicardoVW

    Está bonito por fora, mas por dentro quase não mudou!

    • Fernando

      Como assim não mudou? O interior está mais parecido com o do Cruze e nada praticamente do antigo Onix.

  • Samuel Justus

    Eu teria um manual…tenho um polo e gosto muito da vw mas seus carros oferecem menos por mais e isso é foda! Sério candidato na próxima troca com certeza.

  • Guilherme Compassi

    Favor corrigir, está como 16 válvulas, mas o correto seriam 12 válvulas, visto que esse motor tem 3 cilindros e possui 4 por cilindro.

  • mjprio

    Com as estratégias agressivas de negociação da GM esse carro pode sacudir o mercado. Achei coerente não disponibilizar a injeção direta. Imagina a dor de cabeça pra frotistas que devem massificar a aquisição do modelo em função do preço. O desempenho nem ficou tão ruim assim. E o consumo está satisfatório.
    So daria a opção do ar condicionado automático para a versão LTZ. Aí ficaria show e bateria de frente com o Virtus CL com pacote opcional

  • Julio Cesarr

    Eu vejo muitos fios entrelaçados por cima do motor e quando sujar vai ficar complicado… Quanto custaria uma simples tampa metálica igual a do Yaris ?

  • Como é que esse motor 3 cilindros tem 16v? O certo não seria 12 válvulas?

  • Alexandre Maciel

    Impressão minha ou o NA até então não repassou qualquer informação sobre o incêndio numa unidade desse modelo? A GM, também, pelo visto não está interessada em se pronunciar.

  • Josimar Genm Tavares

    Apesar do desenho do Hb20 não agradar a todos, esses dois (4 considerando os modelos 3 volumes) lançamentos acirram o mercado, e faz com que a concorrência corra atrás para modernizarem sua linha. Sim to falando de vocês mesmo Sandero/Logan, March/Versa, Etios/Etios Sedan e Argo/Cronos. E hactchs esquecidinhos C3 e 208. Além da dupla já moderna Polo/Virtus descerem um pouco do salto em relação a valores. Como um todo, novas tecnologias (chave presencial, carregamento de celular por indução, câmeras de ré, central mult., só exemplos) de série, introduzidas nesse segmento “popular” só beneficiam o consumidor, e é legal ver que tem inovações que sequer tem em categorias superiores.

  • Jose Walter Coimbra Moreira

    Engraçado que não saiu a reportagem do Onix Plus pegando fogo na Fábrica da GM. Muito estranho.

  • Junior

    Painel cansado

  • Lucas Ranfer

    me diz. qual o problema de continuar o nome PRISMA??

  • Julio Cesarr

    Por cima do motor eu vejo fios entrelaçados prå todo lado , alguns atė sem capa protetora. O motor não merecia una tampa metålica protetora igual ao motor do Yaris ?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email