Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

O ano de 1985 foi um dos mais importantes para a história do Brasil e, naquele ano, o país e o mundo chegavam à metade dos famosos anos 80. No mercado automotivo nacional, as mudanças iam acontecendo gradualmente.


Com apenas quatro grandes montadoras de automóveis e mais duas em um nível inferior, o Brasil amargava quase uma década de isolamento comercial, onde a importação era totalmente proibida.

O brasileiro que não podia viajar ao exterior, apenas tinha uma vaga ideia do que existia, através de revistas, jornais, TV e raros livros.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Sorte de quem podia ver algo diferente nas compras no Paraguai, enquanto as embaixadas eram uma gota no oceano. Enquanto isso, os quatro grandes fabricantes iniciavam uma lenta modernização, tentando se desgarrar dos anos 60 e 70.

Ainda tínhamos nosso fabricante de esportivos e uma montadora “100% nacional” quase disruptiva. Isso sem contar a miríade de carros fora-de-série de vida longa ou curta.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Naquele cenário de 1985, quem tinha carro novo podia levantar as mãos para o céu e agradecer. Já que dependia do salário mínimo, parecia um sonho inalcançável. Passados 35 anos, muita coisa mudou.

Temos inúmeras marcas (foram bem mais nos anos 90), mas os preços altos ainda distanciam uma pessoa que ganha salário mínimo de um carro novo. Contudo, a quantidade necessária para se obter um carro diminuiu bastante.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

No início de 1985, o salário mínimo era de Cr$ 166.560,00. O carro mais barato da época era o Fusca, que custava Cr$ 12.016.576,00. Para se obter o clássico da VW, eram necessários 72,1 salários mínimos da época.

Seria como um plano de 72 meses pagando um salário mínimo. Hoje, essa compra equivaleria a 44,9 salários mínimos, que no momento é de R$ 1.045. Atualmente, são necessários 37,7 desse piso para a compra de um Renault Kwid.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

De volta ao passado, em 1985, alguns dos carros mais caros eram realmente para poucos. O Alfa Romeo 2300 Ti-4 (perto do fim), pedia 434,9 salários mínimos.

Custando seis vezes mais que o Fusca ou mesmo o Fiat 147, ele estava no topo, seguido de longe pelo Puma GTB, que exigia 352,9 mínimos para entrar em qualquer garagem.

Entre 200 e 300 salários mínimos, havia vários modelos como Opala Comodoro e Diplomata, Santana nas versões mais caras, assim como o Del Rey. Os esportivos da Puma e utilitários como a picape D-10 estavam nesse nicho.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Já a faixa entre 100 e 200 salários, representava a maior parte da diminuta oferta que o brasileiro podia comprar. Para alívio de alguns, a Fiat tinha apenas quatro modelos nesse caso: Fiat Oggi, Uno CS/SX e Panorama CL.

Na GM, o Monza dominava essa faixa e trazia modernidade por um preço competitivo. Com a reputação criada pelo Fusca, a VW criava um abismo entre seu clássico e os demais.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Apenas o Gol BX e o Furgão, além da Saveiro S, custavam menos que 100 salários mínimos. O Passat, por exemplo, custava na mesma faixa do Monza…  Já a Ford era famosa por seus preços altos, embora o acabamento fosse bom.

O Escort flertava com os compactos da VW, mas o Corcel pensava poder custar como um Monza. Com 160 salários, ficava difícil alguém pensar no duas portas da Ford diante do Chevrolet. Não à toa, foi líder até 1986.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Agora, para quem não podia pagar acima de 100 salários mínimos, as coisas não eram boas. Hoje, por exemplo, até 100 salários mínimos dá para comprar um SUV compacto já com preço fora da realidade ou mesmo se dar ao luxo de um sedã médio.

Em 1985, as opções eram poucas até 100 salários. Na VW, só Fusca e Gol BX. Já na Chevrolet, o Chevette era outro porto seguro para quem precisava de um carro barato e confiável. Agora a Fiat era a marca mais em conta.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Dava até para pegar o moderno Uno em sua versão mais barata, ainda distante do Mille. O restante era baseado no 147, mas com direito a perua. Falando nisso, a Marajó também custa até 100 mínimos.

Nos utilitários, as picapes leves eram acessíveis até 100 salários, incluindo até da VW, mas você tinha que esquecer a Ford. Pouco acima, dava para se aventurar com um Gurgel X12.

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

 

Já os valentes e duráveis utilitários com motor diesel exigiam acima de 200 salários, exceto o jipe da Toyota. O Bandeirante perua quase o mesmo que a luxuosa Veraneio, mas a série 20 surgiria em meados do mesmo ano.

Um esportivo acessível era o Gol GT 1.8 com menos de 150 salários, mas hoje ele equivaleria a pouco mais de 96 mínimos. Nem dá para pegar um Volkswagen Polo GTS, mas um Sandero R.S. o comprador levaria e com troco.

Os exclusivos da Puma eram acima de 180 mínimos e o icônico Passat GTS Pointer em torno de 190. Esse sim se equipara em preço aos atuais Polo GTS e Virtus GTS.

Agora falando em carro elétrico… Sim, existia em 1985! A Gurgel ainda vendia o Itaipu, que na tabela aparece em versão picape com cabine simples. Diferente dos atuais elétricos, aquele custaria hoje R$ 116 mil, bem longe do JAC iEV20…

Preços dos carros no Brasil em 1985, e uma comparação com hoje

Naturalmente, existem anos “luz” de distância entre a picape com baterias de chumbo-ácido e o lítio-fosfato de ferro do pequenino chinês.

Na tabela abaixo, extraída da revista Quatro Rodas de janeiro de 1985, listamos os preços dos carros divulgados na época com seus respectivos preços em cruzeiro e o quanto equivalia ao último salário mínimo na ocasião (já que sempre subia).

Também comparamos com a quantidade necessária de salários mínimos na atualidade, com base em preços atualizados para 2020 com base nos cálculos do Banco Central do Brasil.

Marca/modeloPreço em Cr$ (Janeiro de 1985)Salários mínimos (Novembro de 1984)Salários mínimos (2020)
Alfa Romeo 2300 Ti-472.431.610434,9270,8
Fiat 147 C12.766.53076,647,7
Fiat 147 Spazio/CL15.122.94090,856,3
Fiat Oggi17.173.800103,164,2
Fiat Uno S15.937.22095,759,6
Fiat Uno CS17.482.75010565,4
Fiat Uno SX19.764.270118,773,9
Fiat Panorama C15.115.14090,756,5
Fiat Panorama CL16.711.280100,362,5
Fiat Pickup13.621.17081,850,9
Fiat Fiorino13.763.68082,651,5
Fiat Uno Furgão10.979.35065,941,0
Chevrolet Chevette14.133.38884,952,8
Chevrolet Chevette SL16.068.21996,560,1
Chevrolet Chevette Hatch14.439.75686,754,0
Chevrolet Chevette Hatch SL16.453.02698,861,5
Chevrolet Chevette 4P15.528.15293,258,1
Chevrolet Chevette SL 4P17.571.932105,565,7
Chevrolet Chevette Marajó14.678.91888,154,9
Chevrolet Chevette Marajó SL16.798.300100,862,8
Chevrolet Chevy 50013.785.69582,851,5
Chevrolet Chevy 500 SL15.066.24390,556,3
Chevrolet Monza 2P26.454.882158,898,9
Chevrolet Monza 2P SL/E29.074.603174,6108,7
Chevrolet Monza Hatch23.905.369143,589,4
Chevrolet Monza Hatch SL/E26.661.775160,199,7
Chevrolet Monza 4P27.078.620162,6101,2
Chevrolet Monza 4P SL/E29.756.720178,7111,2
Chevrolet Opala 2.5 2P25.563.162153,595,6
Chevrolet Opala 2.5 4P25.761.489154,796,3
Chevrolet Opala Comodoro 2.5 2P30.064.616180,5112,4
Chevrolet Opala Comodoro 2.5 4P30.388.763182,4113,6
Chevrolet Opala 4.1 2P28.991.586174,0108,4
Chevrolet Opala 4.1 4P29.130.045174,9108,9
Chevrolet Opala Comodoro 4.1 2P33.089.252198,7123,7
Chevrolet Opala Comodoro 4.1 4P33.385.310200,4124,8
Chevrolet Opala Diplomata 2.5 2P44.333.374266,2165,7
Chevrolet Opala Diplomata 2.5 4P44.520.651267,3166,4
Chevrolet Opala Diplomata 4.1 2P48.057.583288,5179,7
Chevrolet Opala Diplomata 4.1 4P48.251.842289,7180,4
Chevrolet Opala Caravan 2.527.796.407166,9103,9
Chevrolet Opala Caravan 4.130.534.152183,3114,2
Chevrolet Opala Caravan Comodoro 2.529.925.519179,7111,9
Chevrolet Opala Caravan Comodoro 4.133.916.277203,6126,8
Chevrolet Veraneio33.703.822202,4126,0
Chevrolet Veraneio SL42.169.076253,2157,7
Chevrolet C-10 2.521.943.259131,782,0
Chevrolet D-1038.118.941228,9142,5
Toyota Bandeirante Jipe30.932.300185,7115,6
Toyota Bandeirante Pickup35.216.600211,4131,7
Toyota Bandeirante Perua40.865.500245,4152,8
Puma GTI30.509.619183,2114,1
Puma GTC33.580.947201,6125,5
Puma GTB S2/S358.774.569352,9219,7
Puma P-01837.888.403227,4141,6
Volkswagen Fusca12.016.57672,144,9
Volkswagen Gol S16.757.904100,662,6
Volkswagen Gol LS17.724.615106,466,2
Volkswagen Gol BX14.209.56385,353,1
Volkswagen Gol GT 1.824.772.021148,792,6
Volkswagen Gol Furgão13.315.78179,949,8
Volkswagen Voyage S 2P19.267.586115,772,0
Volkswagen Voyage LS 2P21.094.251126,678,9
Volkswagen Voyage Super 2P25.435.938152,795,1
Volkswagen Voyage S 4P19.267.586115,772,0
Volkswagen Voyage LS 4P21.094.251126,678,9
Volkswagen Voyage Super 4P25.435.938152,795,1
Volkswagen Parati S22.260.591113,683,2
Volkswagen Parati LS25.625.376153,895,8
Volkswagen Parati GLS27.135.261162,9101,4
Volkswagen Saveiro S16.021.51996,259,9
Volkswagen Saveiro LS17.721.051106,466,2
Volkswagen Passat Special 2P22.760.682136,785,1
Volkswagen Passat GTS Pointer 1.831.529.522189,3117,9
Volkswagen Passat LS Village 2P24.592.522147,691,9
Volkswagen Passat LS Village 3P25.780.669154,896,4
Volkswagen Passat LS Village 4P24.422.878146,691,3
Volkswagen Passat LSE Paddock31.430.041188,7117,5
Volkswagen Santana CS 2P27.855.386167,2104,1
Volkswagen Santana CG 2P32.325.652194,1120,9
Volkswagen Santana CD 2P41.876.313251,4156,6
Volkswagen Santana CS 4P28.744.558172,6107,5
Volkswagen Santana CG 4P34.337.053206,2128,4
Volkswagen Santana CD 4P43.753.593262,7163,6
Volkswagen Kombi Standard24.522.645147,291,7
Volkswagen Kombi Pick-up CD22.609.927135,784,5
Volkswagen Kombi Pick-up CD Diesel34.344.966206,2128,4
Ford Escort 3P18.052.140108,467,5
Ford Escort L 3P19.579.967117,673,2
Ford Escort GL 3P21.572.254129,580,6
Ford Escort Ghia 3P25.186.793151,294,2
Ford Escort 5P18.835.870113,170,4
Ford Escort L 5P20.343.885122,176,1
Ford Escort GL 5P22.501.652135,184,1
Ford Escort Ghia 5P25.974.528155,997,1
Ford Corcel II L25.280.681151,894,5
Ford Corcel II GL27.331.960164,1102,2
Ford Belina L27.156.313163,0101,5
Ford Belina GL29.236.215175,5109,3
Ford Del Rey GL 2P29.174.073175,2109,1
Ford Del Rey GL 4P29.863.288179,3111,7
Ford Del Rey Ghia 2P38.275.022229,8143,1
Ford Del Rey Ghia 4P38.920.491233,7145,5
Ford Del Rey Scala Ghia38.932.234233,7145,5
Ford Pampa L17.574.845105,565,7
Ford Pampa GL19.153.527115,071,6
Ford F-10022.457.217134,884,0
Ford F-1000 Diesel36.922.093221,7138,0
Gurgel XEF23.468.000140,987,7
Gurgel X1217.170.000103,164,2
Gurgel X12 TR19.332.000116,172,3
Gurgel G800 Básica22.158.344133,082,8
Gurgel G800 CD 3P25.575.000153,595,6
Gurgel Itaipu E500 CS29.852.000179,2111,6

[Fonte: Revista 4Rodas/Banco Central do Brasil]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.