Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Mesmo não sendo um dos mais equipados e com o visual mais arrojado da linha, o Jeep Renegade Sport é o modelo que mais vende dentre as variantes do SUV compacto (responde por cerca de 40% do mix de vendas).


Ele custa quase R$ 90 mil e compete diretamente com as versões intermediárias ou de entrada de HR-V, Creta, Kicks e T-Cross.

O Renegade Sport é comercializado em configuração única, sempre com motor 1.8 flex e câmbio automático. Tem vários pacotes opcionais e pode receber até ar-condicionado automático digital de duas zonas, item exclusivo na categoria.

Confira abaixo tudo sobre o modelo:

Jeep Renegade Sport – detalhes

Um dos principais chamarizes do Renegade é, sem dúvidas, o seu visual. Ele tem uma carroceria com formato mais quadrado, digna de um jipinho mesmo, além de algumas características como os faróis circulares, grade frontal com sete fendas e lanternas com desenho que lembra galão de combustível americano.

Além disso, tem um interior bem-acabado e com bom espaço para até quatro adultos. Possui plástico emborrachado no painel e plástico texurizado de boa aparência e suave ao toque nas portas e demais regiões do habitáculo.

O Sport possui bancos em tecido e pode receber revestimento em couro como opcional pelo preço extra de R$ 2.250.

A lista de equipamentos não impressiona e traz apenas o essencial – fica devendo, por exemplo, uma central multimídia com tela sensível ao toque e espelhamento de smartphones, algo já ofertado pelos rivais.

O conforto a bordo também é garantido pelo bom isolamento acústico e o conjunto de suspensão independente do tipo McPherson nas quatro rodas.

Peca no porta-malas, que tem capacidade para 320 litros, ampliado recentemente com a adoção de estepe de uso temporário. Para se ter uma ideia, este porta-malas tem a mesma capacidade do porta-malas de um Renault Sandero, modelo menor e de categoria inferior.

Um dos principais pecados do Renegade Sport Flex, porém, é o seu motor 1.8 E.torQ. Ele é insuficiente para um carro tão pesado – o modelo tem 1.393 kg. Isso rende uma relação peso-potência de 10 kg/cv.

Para efeito de comparação, o HR-V tem relação de 9,18 kg/cv.

Por conta disso, o câmbio automático precisa trabalhar sempre com trocas de marcha em rotações mais altas para beneficiar o desempenho – mesmo que ele, ainda assim, não fique tão ágil.

Contudo, o consumo do carro se torna elevadíssimo, um dos piores (senão o pior) da categoria.

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Jeep Renegade Sport – equipamentos

Segurança: airbags frontais, freios ABS, alarme, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, controle eletrônico anti capotamento, controle de estabilidade para trailer, freio a disso nas quatro rodas, assistente de partida em rampas, freio de estacionamento eletrônico, luzes de condução diurna, monitoramento da pressão dos pneus, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, Isofix para fixação de cadeirinhas no banco traseiro, Panic Break Assist, entre outros.

Conforto: ar-condicionado manual, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas com one touch, travas elétricas nas portas e porta-malas com travamento automático a 20 km/h, piloto automático, banco do motorista com regulagem de altura, volante ajustável em altura e profundidade, apoia-braço central dianteiro com porta-objetos, bolsa porta-objetos atrás do banco do motorista, banco traseiro bipartido e rebatível, chave canivete com telecomando, entre outros.

Visual e acabamento: maçanetas e retrovisores externos na cor preta, rodas de liga-leve de 17 polegadas, revestimento externo nas colunas das portas, refletor lateral cristal, rack de teto na cor preta, bancos revestidos em tecido com costura preta, pavimento do porta-malas com revestimento duplo, porta-celular, porta-óculos, entre outros.

Tecnologia: sistema de som com tela sensível ao toque de cinco polegadas, comandos de voz e Bluetooth, seis alto-falantes, sistema start/stop, painel de instrumentos com tela TFT de 3,5 polegadas, indicador de trocas de marcha, entrada USB para os ocupantes do banco traseiro, entre outros.

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Jeep Renegade Sport – opcionais

Pack Uconnect (R$ 4.000): central multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, ar-condicionado digital de duas zonas e sensor de estacionamento traseiro;

Bancos revestidos parcialmente em couro preto (R$ 2.250);

Pack Audio (R$ 3.400): central multimídia com tela sensível ao toque de 6,2 polegadas, Bluetooth, entradas USB e auxiliar, navegador GPS, câmera de ré, TV digital e DVD player e comandos de áudio no volante;

Pack Convenience (R$ 770): faróis de neblina e sensor de estacionamento traseiro;

Pack Outdoor (R$ 510): frisos laterais, adesivo de capô e protetores de soleira;

Pack Landscape (R$ 2.400): barras transversais e estribos laterais;

Pack Protection Plus (R$ 700): protetor de cárter, parafusos antifurto nas rodas, protetor para-barro dianteiro e traseiro e badge Jeep Authentic Accessories;

Pack Traveler (R$ 3.090): barras de teto, bagageiro de teto e estribos laterais;

Pack Bike (R$ 1.600): suporte de bike de teto, adesivo de capô e lateral e barras transversais em alumínio.

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Jeep Renegade Sport – preços

Veja a seguir o preço do Renegade Sport 2020:

  • Jeep Renegade Sport 1.8 Flex AT 2020: R$ 89.990

Jeep Renegade Sport – cores

A Jeep vende o Renegade 2020 com duas opções de cores sólidas e outras três metálicas. Destas, somente a cor vermelha não tem custo adicional.

Veja abaixo as cores do Renegade Sport:

  • Vermelho Colorado (sólida, sem custo adicional);
  • Branco Ambiente (sólida, por R$ 750 adicionais);
  • Preto Carbon (metálica, por R$ 1.550 adicionais);
  • Cinza Antique (metálica, por R$ 1.550 adicionais);
  • Prata Billet (metálica, por R$ 1.550 adicionais).

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Jeep Renegade Sport – motores

A atual linha do Renegade 2020 está disponível somente com o motor flex. Trata-se do 1.8 Flex E.torQ da FCA, que atualmente equipa também outros modelos da Fiat, como a picape Toro (que divide a base e vários outros componentes com o Jeep), além do Argo, Cronos, Strada e Doblò.

Este propulsor conta com quatro cilindros em linha, 16 válvulas, cabeçote de alumínio, bloco de ferro fundido e comando por corrente.

Recentemente, o 1.8 EtorQ recebeu algumas mudanças para aumentar os números de potência e torque e ainda melhorar os números de consumo de combustível.

Adotou bomba de combustível e alternador com funcionamento sob demanda, sistema de partida a frio sem tanquinho auxiliar de gasolina, óleo de baixo atrito no motor e câmbio, novo coletor de admissão variável e sistema start/stop de desligamento automático do motor em paradas.

Ele consegue gerar 135 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e 139 cv com etanol, a 5.750 rpm. Seu torque é de 18,7 kgfm e 19,3 kgfm, respectivamente, entregue a partir de 3.750 rpm – de acordo com o fabricante, 85% do torque está disponível a 2.000 giros.

Junto ao 1.8 E.torQ está um câmbio automático de seis velocidades com conversor de torque e sistema de tração dianteira. Até a metade de 2019, o Renegade Sport Flex tinha também a opção de câmbio manual, que foi descontinuado com a chegada do Renegade 2020.

Além do Renegade Sport Flex manual, a Jeep deixou de oferecer o Renegade Sport Diesel. Este modelo foi descontinuado na linha Renegade 2018. Até a linha 2017, esta configuração podia ser encontrada na rede de concessionárias por R$ 115.990.

O Renegade Sport Diesel contava com um motor 2.0 Multijet II turbodiesel de quatro cilindros, com cabeçote de alumínio, intercooler, injeção direta de combustível, turbocompressor, entre outros. Ele rende 170 cv, a 3.750 rpm, e 35,7 kgfm, a 1.750 rpm.

Tem câmbio automático de nove marchas e tração 4×4.

Hoje o Renegade Diesel mais em conta da linha é o Jeep Renegade Longitude Diesel, que parte de R$ 134.990.

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Jeep Renegade Sport – consumo

Veja abaixo os números de consumo do Renegade 1.8 flex, segundo os dados do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Inmetro:

  • Consumo de 6,9 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada com etanol;
  • Consumo de 10 km/l na cidade e 12 km/l na estrada com gasolina;
  • Notas “D” na comparação relativa na categoria e “C” na comparação absoluta geral do Inmetro.

Jeep Renegade Sport – desempenho

Confira a seguir os números de desempenho do Renegade Flex:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 11 segundos;
  • Velocidade máxima de 183 km/h.

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Jeep Renegade Sport – garantia

O Renegade Sport é comercializado com garantia de fábrica de três anos, sem limite de quilometragem.

Como opção, a Jeep oferece a opção da garantia estendida Mopar Vehicle Protection, com mais 12 ou 24 meses de proteção, adicionais aos três anos da garantia de fábrica.

Jeep Renegade Sport – revisões

Diferente dos rivais, que possuem revisões com intervalos de 10.000 quilômetros rodados, o Jeep Renegade possui revisões a cada 12.000 km ou por ano, o que ocorrer primeiro.

As cinco primeiras revisões do Jeep Renegade Flex têm preços tabelados e divulgados no site oficial da marca. Confira:

  • Revisão de 12.000 km ou 1 ano: R$ 454
  • Revisão de 24.000 km ou 2 anos: R$ 784
  • Revisão de 36.000 km ou 3 anos: R$ 866
  • Revisão de 48.000 km ou 4 anos: R$ 784
  • Revisão de 60.000 km ou 5 anos: R$ 1.411

Jeep Renegade Sport – concorrentes

Hyundai Creta Smart 1.6 AT 2020 – R$ 86.490

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Em primeiro lugar desta lista está o Creta em sua versão de entrada Smart. Ele vai fechou o ano de 2019 como o SUV compacto mais vendido do Brasil. O Hyundai é mais barato que o Renegade Sport e oferece a mesma dose de equipamentos.

Tem monitoramento da pressão dos pneus, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, repetidores de seta nos retrovisores, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, start/stop, computador de bordo, volante com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista com ajuste de altura, sensor de estacionamento, piloto automático, sistema de som com Bluetooth, entre outros.

O motor usado no Creta Smart é um 1.6 litro flex, que entrega até 130 cavalos de potência e 16,5 kgfm de torque, combinado a uma transmissão automática de seis velocidades.

Nissan Kicks SV 1.6 CVT 2020 – R$ 92.790

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Segundo SUV compacto que mais vende no Brasil, o Nissan Kicks entrega uma boa relação de custo-benefício na versão intermediária SV. Este modelo usa exclusivamente um motor 1.6 flex de até 114 cv e 15,5 kgfm, com câmbio CVT, que se dá bem com o baixo peso do carro.

Ele tem itens de série como rodas de liga-leve de 17 polegadas, piloto automático, assistente de partida em rampas, controles de estabilidade e tração, chave presencial, partida por botão, sensor de estacionamento, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, central multimídia com tela touchscreen de sete polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, entre outros.

Honda HR-V LX 1.8 CVT 2020 – R$ 94.400

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

Este é, talvez, o principal concorrente do Renegade. Lançado na mesma época, o Honda HR-V pode ser adquirido por a partir de R$ 94,4 mil. Ou seja, mais caro que o seu rival na versão Sport.

A versão LX do HR-V é equipada com ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, piloto automático, câmera de ré, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista com regulagem de altura, descansa-braço central dianteiro com porta-objetos, luzes diurnas e lanternas traseiras em LED, faróis de neblina, freio a disco nas quatro rodas, assistente de partida em rampas, controles de estabilidade e tração, rodas de liga-leve aro 17, sistema de som com Bluetooth, entre outros.

Seu motor é um 1.8 litro flex, que desenvolve até 140 cavalos de potência e 17,3 kgfm de torque, combinado ao câmbio automático do tipo CVT que simula até sete marchas.

Volkswagen T-Cross 200 TSI AT 2020 – R$ 94.490

Renegade Sport: motor, consumo, equipamentos, preços, desempenho

O T-Cross até tem uma versão mais barata, mas com câmbio manual. O Volkswagen T-Cross automático mais em conta custa R$ 94,5 mil e sai equipado com um motor 1.0 TSI turbo flex de até 128 cavalos e 20,4 kgfm, com transmissão automática de seis velocidades.

Tem seis airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, volante ajustável em altura e profundidade, banco do motorista com ajuste de altura, direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico, luzes diurnas, computador de bordo, rodas de liga-leve aro 16, sensor de luminosidade, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som com Bluetooth, volante multifuncional, entre outros.

Jeep Renegade Sport – ficha técnica

Motor

1.8 E.torQ Flex

Tipo

Dianteiro, transversal, gasolina e/ou etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.747

Válvulas

16 (4 por cilindro)

Taxa de compressão

12,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

135 cv na gasolina e 139 cv no etanol a 5.750 rpm

Torque Máximo

18,8 kgfm na gasolina e 19,3 kgfm no etanol a 3.750 rpm

Transmissão

Tipo

Automático de seis marchas com conversor de torque

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos ventilados (dianteira) e discos sólidos (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Traseira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 17 polegadas

Pneus

215/60 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.232

Largura (mm)

1.805

Altura (mm)

1.658

Distância entre os eixos (mm)

2.570

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

400

Tanque (litros)

60

Porta-malas (litros)

320

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.393

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.