Stellantis apresenta propostas híbridas com motor flex para 2024

bio hybrid stellantis1

A Stellantis apresentou em Betim quatro propostas de carros híbridos e elétricos para o mercado nacional, revelando as plataformas dessas tecnologias que visam redução no consumo de combustível e nas emissões, com uso de etanol e eletricidade.

Antonio Filosa, presidente da Stellantis para América do Sul, comenta: “O Bio-Hybrid faz parte da rota tecnológica da mobilidade acessível e sustentável adotada pela Stellantis. Queremos potencializar as virtudes do etanol, como combustível renovável, cujo ciclo de produção absorve a maior parte de suas emissões, combinando a propulsão à base do biocombustível com sistemas elétricos”.

plataforma bev100eltrica1

Chamada Bio-Hybrid, a linha de plataformas híbridas com motorização flex inclui as versões Bio-Hybrid, Bio-Hybrid e-DCT, Bio-Hybrid Plug-In e BEV (100% Elétrica).

Marcio Tonani, Vice-presidente do Tech Center da Stellantis na América do Sul, disse: “São plataformas baseadas em tecnologias diferentes, que apresentam distintos graus de combinação térmica e da eletricidade na propulsão do veículo. Cada uma destas tecnologias tem sua aplicação e, juntas, atendem a todas as faixas de consumidores, tornando acessíveis os sistemas híbridos baseados na combinação da propulsão térmica flex com a eletricidade”.

plataformabio hybrid2

Basicamente a plataforma Bio-Hybrid é um sistema MHEV com bateria de lítio de 12V, algo que não é novidade na Stellantis, sendo usado pela Fiat na Europa, mas aqui com motor flex, que será provavelmente agregado aos motores GSE 1.0 e 1.3, ambos turbinados e já conhecidos.

Já o Bio-Hybrid e-DCT terá dois motores elétricos, sendo um para a função do MHEV e outro junto ao câmbio, sendo a mescla dos sistemas MHEV e HEV, usando uma bateria de lítio de 48V e tendo modos de condução térmico, elétrico ou híbrido.

plataformabio hybridplug in1

Usando esses mesmos modos, o Bio-Hybrid Plug-In terá uma bateria de lítio de 380 volts e recarga externa que permitirá rodar somente com energia elétrica, mas não sabemos se trabalhará como o Jeep Compass 4xe, que não une os dois sistemas, usando primeiro a energia e depois a combustão…

Por fim, a BEV é a base do carro elétrico da Stellantis, com bateria recarregável de 400 volts, sendo equivalente a e-CMP de origem PSA, mas a Stellantis não mencionou seu nome comercial, como STLA Small, por exemplo.

plataforma bev100eltrica2

Neste último, dificilmente haverá uma produção nacional, diferentemente das demais, pois o foco da Stellantis é o etanol, exceto se houver uma mudança político-tributária que beneficie carros elétricos e isso está longe de acontecer no Brasil.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!
Categorias Sem categoria

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X