Tesla: greve de mecânicos suecos tem apoio com bloqueio de Noruega e Dinamarca

tesla no porto
tesla no porto – foto: odin jaeger/bloomberg

Nenhum carro da Tesla é fabricado na terra da Volvo, Scania, Saab e Koenigsegg, porém, diretamente a empresa americana tem 130 técnicos que realizam os serviços de pós-venda nos carros da marca por lá.

Estes 130 suecos fazem parte do sindicato IF Metall e desde 27 de outubro estão em greve no país escandinavo em busca de melhor remuneração por parte da empresa de Elon Musk.

Como se sabe, a Tesla não compartilha da mesma visão de outros fabricantes de veículos e quer seus empregados longe de qualquer associação sindical, mas na Suécia, a coisa foi por outro caminho.

Sem pós-venda, as entregas de carros da Tesla pararam e tiveram apoio interno, com empresas não distribuindo os veículos, chegando mesmo a não entregar os carros de fato aos clientes.

A justiça sueca, acionada pela Tesla, obrigou revendedores a entregar os carros e os mecânicos a voltar ao trabalho, assim como os estivadores a desembarcar os veículos, mas quando a Dinamarca entrou na história, a situação tomou um novo formato.

Em resposta à greve sueca, trabalhadores dinamarqueses bloquearam a entrada de carros da Tesla nos portos do país, assim como distribuição e entrega dos veículos já em solo danês.

Unidos desde os tempos medievais, quando os vikings singraram os mares com seus robustos drakkars e knorrs cheios de temíveis guerreiros, os dinamarqueses instaram seus parentes da terra dos fiordes.

Na Noruega, assim como no país-irmão abaixo, a Fellesforbundet (Federação Unida dos Sindicatos) instou estivadores e empregados na logística de distribuição e entrega dos carros da Tesla, a também iniciar um bloqueio da marca americana no país setentrional.

Com isso, um “levante” nórdico se ergue contra a Tesla em toda a Escandinávia, impedindo os carros da marca de alcançarem seus novos donos.

Jan Villadsen, presidente do sindicado dinamarquês 3F, disse:: “Tal como as empresas, o movimento sindical é global na luta para proteger os trabalhadores”.

O movimento difere de greves comuns nas montadoras, como a recente em Detroit 3, pois de estivadores a representantes de vendas, passando por caminhoneiros e o pessoal do pós-venda, toda a cadeia logística e de pós-venda está envolvida no bloqueio escandinavo à Tesla.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X