Tesla Model Y: preços, versões, detalhes, autonomia

O Tesla Model Y foi o último do quarteto “S3XY” de Elon Musk e atualmente é o produto de maior potencial de vendas da marca americana em todo o mundo. Crossover menor que o Tesla Model X, o Y é um carro também mais acessível.


Desenvolvido com base no Tesla Model 3, o Model Y compartilha 75% dos componentes com o sedã, o que lhe garante um custo de produção menor, assim como de manutenção.

Totalmente elétrico e conectado, o Model Y é um utilitário esportivo para cinco pessoas, mas pode levar sete ocupantes com dois bancos retráteis no porta-malas.

Com 4,750 m de comprimento, 1,920 m de largura, 1,623 m de altura e 2,891 m de entre-eixos, o modelo da Tesla tem 500 litros no porta-malas ou 150 litros com sete pessoas dentro.

Tendo linhas inspiradas no irmão, desenhadas igualmente pelo designer Franz von Holzhausen, que apesar do nome alemão é americano, o Model Y tem aparência atraente.

Tesla Model Y – detalhes

Fluido, o formato do crossover considera faróis full LED amendoados e frente sem grade aparente, com o conjunto ótico sendo o mesmo do Model 3.

Mais alto que o sedã, o Y é um pouco mais largo e tem linha de cintura superior, mas a área envidraçada é semelhante. Assim como no 3, o Y tem também teto de vidro panorâmico.

A maior altura permitiu um espaço interno melhor, bem como volume suficiente para se levar duas crianças ou adultos de 1,75 m na terceira fileira.

O arranjo interno é interessante, mas os bancos da segunda fileira não reclinam os encostos para facilitar o acesso de quem vai atrás, apesar de deslizarem, naturalmente.

Tendo vigias laterais maiores que as do Model 3, o Y tem ainda uma tampa do bagageiro ampla e com deflexão na extremidade, ajudando assim na aerodinâmica.

As lanternas compactas em LED contribuem para que o vão de acesso ao bagageiro seja grande e cômodo. Bem limpo visualmente, tem maçanetas retráteis e câmeras laterais nos para-lamas dianteiros.

No Tesla Model Y, o painel segue o layout do Model 3, com tela multifuncional de 15 polegadas e volante minimalista, não tendo HUD e nenhum outro recurso do tipo, além do cluster-infotainment.

Nesta tela, todas as funcionalidades do carro são apresentadas, desde a navegação até itens básicos do veículo. Como foi projetado para ser autônomo, o conceito desvaloriza a instrumentação do painel.

O ambiente é bem minimalista e longe do luxo percebido em carros de mesmo preço e proposta. Nesse ambiente, o foco é na tecnologia através do display central.

Como um “aparelho móvel”, o Model Y foi pensado para ser atualizável e dispor de serviços pagos, que podem ser ativados ou desativados mediante desejo do proprietário.

Também é considerado pela Tesla como um transporte com diversão e entretenimento a bordo, deixando assim que a máquina assuma a tarefa de dirigir.

Nesse pensamento, o carro da Tesla foca em um quarteto de produtos que o torna muito atraente para os consumidores.

Para diversão e entretenimento, o Y disponibiliza uma plataforma de streaming chamada Tesla Theatre, onde é possível assistir filmes, séries e desenhos a bordo, mesmo com o carro em movimento.

Outro produto a bordo é o Tesla Arcade, com jogos, mas que criou polêmica recentemente. Ele permite que se possa jogar no carro e ainda usar o volante em um game de simulação com o veículo parado.

Contudo, um dos jogos podia ser executado com o carro em movimento e isso gerou um alerta da NHTSA, que exigiu que a Tesla bloqueasse a função, o que aconteceu.

Para a condução automática, o Model Y já dispõe do Auto Pilot, que executa funções básicas com auxílio parcial do condutor.

Já o Full-Self Driving, que custa US$ 10.000, deixa o motorista boa parte do tempo apenas a observar a estrada. Até o carro consegue dirigir sozinho num estacionamento para encontrar seu dono.

Esse pacote de quatro sistemas também é complementado por outros, como o Sentry Mode, que usa sensores e câmeras para vigiar o carro em estacionamentos e garagens.

Tendo cancelado as versões de tração traseira, a Tesla concentrou a produção nas versões Long Range AWD e Performance AWD.

Isso significa que os dois motores no primeiro tem 348 cavalos e 53,5 kgfm, enquanto o segundo entrega 456 cavalos e 64,9 kgfm, praticamente o mesmo do BYD Tan, vendido no Brasil.

Com toda essa força, o Model Y LR vai de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e o Performance o faz em 3,7 segundos. A autonomia é de até 531 km no LR e 488 km no Performance.

Tendo preços a partir de US$ 53.940 no Long Range e US$ 58.940 no Performance, o Model Y atua no segmento de luxo do mercado americano, sem ser um carro de luxo.

Seu padrão de acabamento está mais para um Volkswagen, porém, sua tecnologia embarcada é o que determina seu preço, bem mais que o próprio desempenho.

Feito em Fremont, Califórnia, assim como em Xangai, China, o Tesla Model Y será produzido também em Grunheide, Alemanha, e Austin, no Texas.

O potencial de vendas pode ainda levá-lo a outros lugares, visto que Elon Musk já apontou pelo menos a Rússia como um país a ter produção, enquanto a Índia é outra opção, apesar da disputa com o governo.

No aspecto industrial, o Model Y já é revolucionário por empregar processos de moldagem de estampados em aço numa peça única, mas o projeto secreto da Tesla é fazer o carro em apenas quatro partes.

Tesla Model Y – preços e versões

Tesla Model Y Long Range – US$ 53.940

Tesla Model Y Performance – US$ 58.940

Equipamentos

Tesla Model Y Long Range – Faróis full LED, lanternas em LED, rodas de liga leve aro 19 polegadas, câmeras externas, luzes diurnas em LED, maçanetas retráteis, vidros climatizados, vidros traseiros escurecidos, vidro traseiro térmico, para-brisa térmico e degradê, sensores de condução, bancos em tecido, painel com display multifuncional, volante em couro, bancos dianteiros com ajustes elétricos, retrovisor interno eletrocrômico, vidros elétricos, travas elétricas, retrovisores elétricos com antiembaçante e rebatimento elétrico, banco traseiro bipartido e deslizante, teto panorâmico, iluminação interna em LED, carregador indutivo de smartphone (2), porta-luvas iluminado, porta-copos, fonte 127V/12V, bagageiro iluminado, tampa do porta-malas com acionamento elétrico, luzes de leitura em LED, ar condicionado dual zone, bancos dianteiros aquecidos, detalhes do acabamento exclusivos da versão, entrada presencial, alarme, Sentry Mode, Auto Pilot, Tesla Arcade, Tesla Theatre, entre outros.

Opcionais: Rodas aro 20 polegadas, configuração de sete lugares, capacidade de reboque ampliada, acabamento preto e branco, FSD e pintura metálica.

Tesla Model Y Performance – Itens de série acima, mais motores mais potentes, rodas aro 21 polegadas, suspensão mais baixa, spoiler traseiro em preto fosco, pedais de alumínio e pinças de freio vermelho.

Opcionais: Capacidade de reboque ampliada, acabamento preto e branco, FSD e pintura metálica.

Tesla Model Y – motor e bateria

O Tesla Model Y tem dois motores elétricos montados igualmente nos eixos dianteiro e traseiro, alimentados por uma bateria de lítio de 75 kWh.

Na versão Long Range, os motores síncronos de ímã permanente entregam 348 cavalos e 53,5 kgfm. Já a versão Performance tem unidades mais potentes e fornece 456 cavalos e 64,9 kgfm.

As células da bateria são do tipo 18650 de fabricação da Samsung, utilizando cápsulas individuais e sistema de refrigeração líquida com circuito fechado.

Na China, porém, o Tesla Model Y tem células de lítio-fosfato de ferro ou LFP, que garantem uma boa redução de custo com performance semelhante.

Esse conjunto de motor e bateria é montado num chassi tipo skate, com a bateria sob o assoalho e os motores sobre uma base de alumínio integrada na suspensão McPherson dianteira e multilink traseira.

Desempenho e consumo

O Tesla Model Y é um carro de excelente desempenho, com duas versões de tração nas quatro rodas com gerenciamento eletrônico de torque e vetorização em curvas.

Isso permite ao Model Y LR ir de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e atingir 217 km/h. Essa versão do Model Y conta com autonomia de 531 km usando rodas aro 19 polegadas.

Caso seja usado um jogo de aro 20 polegadas, o alcance é reduzido, chegando a 512 km. O consumo médio é de 6,67 km/kWh.

Já a versão Model Y Performance vai de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e atinge máxima limitada de 250 km/h.

Sua autonomia é de 488 km e não é alterada por jogo de rodas, dado ter somente aro 21 polegadas. O consumo médio é de 6,25 km/kWh.

As duas versões são liberadas para a rede de eletropostos Supercharger e o Powerwall, que é o carregador doméstico da Tesla, podendo ser integrado aos painéis solares da Solar City.

Tesla Model Y – tecnologias

O Tesla Model Y emprega diversas tecnologias que o diferenciam dos demais carros, mas dentro do “universo” tecnológico da Tesla. A maior delas é o sistema de condução semi-autônomo, oferecido em duas opções.

No primeiro, o Auto Pilot executa funções básicas de condução, como manter o carro na faixa de rolamento e controlar aceleração, bem como direção e frenagem.

Com um toque no botão de seta, lembrando que o Model Y e outros carros da Tesla usam botões de direção e não haste, o carro automaticamente muda de faixa, mas apenas se estiver livre.

Trata-se de um sistema que monitora o tráfego para evitar saídas de pistas, aproximação perigosa de outros veículos e o controle de distância frontal.

Como complemento, o Auto Pilot tem o Full-Self Driving por US$ 10.000, sendo este um sistema mais complexo e adquirido remotamente, sem intervenção de hardware no carro.

O FSD, como é conhecido, permite que se adicione um destino ao sistema de navegação, que fará a condução em estrada de forma autônoma, mudando até mesmo de faixa de rolamento.

Ele até toma uma saída na rodovia e continua seu trajeto até o destino, mesmo dentro de zona urbana. Essa função é chamada Autosteer e que em breve terá usabilidade plena na cidade.

O FSD garante ainda encontrar uma vaga de estacionamento e manobrar sozinho. Há também a função Sumon, que permite ao carro sair da vaga de um estacionamento e ir até o motorista.

Isso desviando de outros carros ou obstáculos no caminho, mas se a situação ficar muito ruim, com grande número de pessoas e veículos, ele pode simplesmente estacionar numa vaga e aguardar.

O sistema, contudo, é polêmico, porque em algumas situações, os motoristas se arriscam deixando a direção para fazer outras coisas ou sentar no banco traseiro, sem um desligamento do FSD.

O entretenimento a bordo usa uma plataforma de streaming própria da Tesla com filmes e séries, assim como desenhos e documentários. Também há uma plataforma de jogos, até com simulador de carro.

Este, contudo, usa a direção do próprio carro para o condutor apreciar o simulador. Outra funcionalidade a bordo é o Sentry Mode, que monitora o carro usando câmeras para gravar vídeos.

Com ele ativado, o condutor é informado pelo smartphone sobre pequenos impactos contra lataria ou tentativa de abertura do veículo.

Usando câmeras nos quatro lados do Model Y, o Sentry Mode filma o que acontece e envia as imagens para o proprietário.

História

Lançado em 2019, o Tesla Model Y começou a ser produzido em 2020 na Califórnia, mas logo ganhou a linha de produção da China, em Xangai. Primeiro crossover compacto da marca, ele rapidamente virou sucesso.

Buscando ampliar o alcance no mercado, o Model Y surgiu com versões de entrada de tração traseira, quando entregava 203 cavalos e 35,7 kgfm. Com bateria de 50 kWh, tinha autonomia de 393 km.

Na versão Long Range com tração traseira, o alcance era de 483 km com células de 75 kWh. Enquanto o modelo de entrada tinha máxima de 217 km/h, esta opção limitava-se a 209 km/h.

A aceleração dessas versões era de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos na RWD e 5,8 segundos na Long Range RWD. O preço era de US$ 43.190 e US$ 45.000, respectivamente.

Elon Musk decidiu cancelar as duas opções, enquanto buscava aumentar os lucros da Tesla. O bilionário quer fazê-lo no Texas e na Alemanha, mas a produção ainda está atrasada.

Enquanto isso, prepara um plano para produzir o modelo em escala ainda maior na Alemanha e Texas, usando um maquinário sofisticado para moldar o carro em quatro prensas de peça única cada.

Considerado o carro mais vendido no momento pela Tesla, o Model Y promete pelo menos 1 milhão de unidades para 2022.

Tesla Model Y – fotos

Autor: