Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O Toyota Camry, irmão maior do Corolla, é um sucesso de vendas já por quase 40 anos.

Desde 1982 ele é um sucesso, muito mais lá fora do que aqui no Brasil, logicamente.


Vamos então contar a história completa do Toyota Camry, em suas dez gerações distintas e também como esse sucesso todo começou.

No início, ele era apenas uma versão de outro modelo, confira:

Toyota Celica Camry 1979 – 1982

A primeira aparição do Toyota Camry dentro da gama Toyota foi em 1979 com a versão intermediária do Celica.

O Celica, por sua vez, era uma versão mais simples de outro modelo: o Carina, vendido entre 1970 e 2001.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O primeiro “Toyota Camry” utilizava uma carroceria médio grande e tinha um motor dianteiro com tração traseira, algo que era muito bem visto para os padrões da época.

Sua motorização se compunha basicamente de um motor 1.6 litro e outra de 1.8 litro. Posteriormente o modelo passou a receber um novo motor 2.0 litros na gama.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Ao contrário do que muitos poderiam pensar, o Toyota Celica Camry não é a primeira geração do Toyota Camry, mas sim um antecessor.

O design geral do modelo era condizente com o período em que foi lançado, usando e abusando de linhas retas e pouquíssimos elementos circulares, como mandava o figurino dos anos 1970 e 1980.

Ele saiu de linha em 1982, quando deu origem ao verdadeiro Toyota Camry.

Toyota Camry 1982 – 1986

A primeira geração do Toyota Camry foi apresentada em março de 1982.

Conhecida pelo código V10, a primeira geração do Toyota Camry se destaca por ser um sedan médio grande com conforto e tecnologias de ponta a um preço acessível.

Desta primeira geração o mundo ficou conhecendo também o Toyota Camry liftback, que era uma versão de quatro portas com o teto bem caído, como num fastback.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O desenho geral do Toyota Camry 1982 era básico e bem discreto.

Na dianteira ficavam os faróis retangulares e nas pontas as luzes de indicação de seta que eram laranjas antes do facelift e transparentes após o procedimento estético.

A traseira do Toyota Camry mostrava um design mais genérico, típico de modelos sedans comuns no mercado tanto japonês quanto no mercado norte americano, com suas enormes lanternas horizontais com linhas retilíneas e simples.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

No quesito motorização o Toyota Camry foi apresentado inicialmente com quatro opções de motores a gasolina, sendo que o modelo de entrada utilizava um motor 1.8 litro e a versão topo de linha utilizava um motor 2.0 litros a gasolina.

Para as versões a diesel, o Toyota Camry recebia duas opções, sendo a primeira um 1.8 litro e a segunda um 2.0 litros também movido a diesel.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O modelo poderia vir com um câmbio manual de 5 velocidades ou um automático de 4 velocidades, o que garantia um conforto extra ao rodar.

O Toyota Camry tinha como um dos seus predicativos o espaço interno que era um dos melhores da categoria devido ao seu entre eixos de 2,60 metros.

O modelo saiu do mercado em 1986 quando deu lugar para a segunda geração que atendia pelo código V20.

Toyota Camry 1986 – 1990

A segunda geração do Toyota Camry ou como também era conhecida, Toyota Camry V20, começou a ser vendida no mercado japonês em agosto de 1986 e em maio de 1988 no mercado norte americano.

O Toyota Camry agora contava com um novo visual externo e interno que estava um pouco mais arredondado se comparado com a primeira geração.

Dessa segunda geração os consumidores também conheceram pela primeira vez a versão perua do Toyota Camry.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O modelo também foi vendido como Lexus ES 250 – marca de luxo da Toyota no mercado norte americano – que ficava entre os intermediários da marca.

O Toyota Camry vinha com opções de motores a gasolina com variantes que começavam em 1.8 litro até o mais potente da gama o V6.

Para os que queriam poupar um pouco de combustível, a única versão a diesel era a 2.0 litros.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

A distância entre eixos não se alterou, garantindo o bom espaço interno para os ocupantes e o bom espaço para bagagens no porta malas.

Também era a primeira vez que o Toyota Camry recebia um motor V6, que tinha 2.5 litros que gerava cerca de 157 cavalos de potência.

O modelo saiu de linha no mercado japonês em maio de 1991 e no mercado norte americano em agosto do mesmo ano.

Toyota Camry 1990 – 1994

A terceira geração do Toyota Camry foi vendida exclusivamente no mercado japonês em julho de 1990.

O modelo chegou com uma nova roupagem mais moderna e condizente com a época em que foi apresentado.

Assim com a geração anterior, o Toyota Camry V30 deu origem ao luxuoso Lexus ES 300.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

A gama de motores era a mesma da geração anterior e a maior mudança era o comprimento que ficava ligeiramente maior que a geração anterior do Camry V20.

No quesito design, novos faróis com desenho mais arredondado eram vistos na dianteira.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Na traseira o Toyota Camry agora apostava em lanternas inteiriças que cobriam boa parte da tampa do porta malas.

O modelo saiu de linha em junho de 1994 quando deu espaço para a quarta geração do Toyota Camry, também exclusivo do mercado japonês.

Toyota Camry V40 1994 – 1998

A quarta geração do Toyota Camry, assim como a terceira, foi feita exclusivamente para o mercado japonês.

Agora o novo Toyota Camry que também recebia o código V40 tinha uma nova carroceria maior e mais moderna, com direito a novos faróis dianteiros que estavam maiores e mais retilíneos que na geração anterior que eram menores e mais afilados.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

A distância entre eixos crescia discretamente, passando de 2,60 metros para 2,65 metros, o que proporcionava um conforto maior e mais espaço interno para os ocupantes e para suas bagagens.

Um discreto facelift foi introduzido no modelo em 1996 e garantiu também que os freios com ABS e airbags se tornassem itens de série em todas as versões.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Nessa geração o Toyota Camry perdia o motor V6, e a oferta de motores também era mais enxuta.

Agora eram dois motores a gasolina, sendo um deles o 1.8 litro e um 2.0 litros e apenas uma versão do motor movido a diesel, que no caso era também um 2.0 litros.

Toyota Camry XV10 1991 – 1996

No mesmo período que a geração V40 do Toyota Camry foi vendida no mercado japonês, uma variante internacional era vendida em mercados como o norte americano e australiano.

O modelo em questão era uma variante reformada do V30 de 1990.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O desenho tinha mais semelhança com o V30 do que o V40 de 1994, com seus faróis menores e mais amendoados.

Dessa geração o Toyota Camry ganhou uma versão cupê e a perua no catalogo de versões.

O modelo recebeu um pequeno facelift que o deixou mais moderno, mas ainda sim longe de parecer com o Toyota Camry de 1994.

O modelo saiu de cena em 1996 quando a Toyota apresentou um novo Toyota Camry que substituiu tanto a versão V30 e o XV10.

Toyota Camry 1996 – 2001

Essa nova geração, foi apresentada em setembro de 1996 nos Estados Unidos e em dezembro no Japão.

Agora sob o código XV20, a nova geração do Toyota Camry tinha uma nova carroceria com faróis maiores e mais retilíneos que os das gerações anteriores e um desenho mais elegante.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

As lanternas traseiras eram do tipo inteiriças, mas agora eram mais finas e retangulares que as dos modelos anteriores.

Algumas características das outras gerações foram mantidas nesta nova geração do Toyota Camry, como o amplo espaço interno e a opção de motor V6, que passava dos 2.5 litros e agora chegava em 3.0 litros.

O modelo recebeu um discreto facelift, antes de se despedir do mercado para dar lugar a nova geração que viria a estrear no ano seguinte.

Toyota Camry 2002 – 2006

Apresentado em setembro de 2001, e considerado como a quinta geração por algumas mídias especializadas, o novo Toyota Camry ganhou um desenho totalmente novo e uma nova plataforma.

Agora sob a plataforma K da Toyota o Toyota Camry ou como também era conhecido pelo código XV30, apostava num visual mais agressivo, com seus faróis maiores e mais triangulares e um perfil mais esportivo do desenho da carroceria.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Na traseira o Toyota Camry ganhava pela primeira vez lanternas na vertical, com um desenho totalmente novo que alinhava estilo e esportividade numa peça só.

A linha de motores agora passava a ser composta por um 2.4 litros na versão de entrada e chegava até o 3.3 litros V6 nas versões topo de linha.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O modelo recebeu um discreto facelift no meio de sua vida, onde ganhou um pequeno ajuste nos faróis e novas lanternas traseiras, que agora passavam a invadir a tampa do porta malas com desenho inédito no sedan.

Este Toyota Camry saiu de linha em 2006, quando deu lugar a uma nova geração que ficava maior e mais encorpada.

Toyota Camry 2006 – 2011

A sexta geração do Toyota Camry foi apresentada durante o Salão do Automóvel de Detroit de 2006.

Essa nova geração apostava num desenho mais esportivo se comparado com as gerações anteriores.

Os faróis agora estavam levemente mais pontiagudos e estavam ligeiramente afastados da grade que assumia um novo formado com o logo da Toyota sob uma peça da mesma cor da carroceria acima de um trapézio invertido.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

A traseira contava com novas lanternas que invadiam tanto a tampa do porta malas quanto os para lamas.

O desenho mais retilíneo dava a impressão de que o sedan estava maior.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

E realmente o Toyota Camry 2006 estava ligeiramente maior que a geração passada, agora ele contava com 4,80 metros de comprimento, 1,82 metro de largura, 1,47 metro de altura e entre eixos de 2,77 metros.

As opções de motores continuavam a ser com opções de quatro e seis cilindros, com potências que variavam de 158 cavalos no motor de entrada – 2.4 litros com 22 kgfm – e chegar até um V6 de 3.5 litros capaz de gerar 284 cavalos de potência e 35,3 kgfm de torque.

O modelo ficou em produção até meados de 2011, quando foi substituído pela sétima geração que foi apresentada em meados de agosto do mesmo ano.

Toyota Camry 2011 – 2017

A sétima geração do Toyota Camry que também era conhecido pelo código XV50 começou a ser produzido em agosto de 2011, e teve suas vendas iniciadas no mercado norte americano em setembro do mesmo ano.

O Toyota Camry ficava ainda mais moderno e agora contava com um desenho que o deixava mais elegante que a geração anterior que apostava mais num aspecto mais esportivo.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O modelo ganhava um novo conjunto ótico com recorte irregular dos faróis, que se uniam por meio de uma barra cromada ao logo.

Os para choques ganhavam novo desenho com cantos mais pontiagudos e na traseira as lanternas apostavam num visual de bumerangue.

O Toyota Camry sofreu um facelift bem profundo, que você pode ver abaixo.

Esse modelo quase é confundido com uma nova geração, pois recebeu uma dianteira com visual bem mais agressivo, com uma grade frontal bem maior que ocupava grande parte do para choque dianteiro.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Agora os faróis eram mais angulosos e as luzes de indicação de seta saíram da peça central e foram parar no para choque em formato de meia lua.

Nas laterais o Toyota Camry ganha uma terceira e falsa janela na coluna C, para aumentar visualmente o tamanho do carro. Na traseira as lanternas ficaram na posição horizontal e agora havia uma peça cromada sustentando o porta placas.

Toyota Camry 2017 – presente

A oitava geração do Toyota Camry foi apresentado de forma oficial durante o Salão do Automóvel de Detroit em janeiro de 2017 e atende pelo código XV70.

Agora o modelo utiliza a plataforma modular da Toyota a TNGA, que serve de base para o Toyota Prius, o CH-R e o futuro Corolla.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O novo modelo usa e abusa de linhas mais expressivas e agressivas, abandonando de vez o estilo clássico e tradicional que o modelo vem colecionando desde sua estreia em 1982.

Agora o modelo tem um visual mais agressivo por conta dos seus diminutos faróis compostos principalmente por lentes de LED e pela sua enorme entrada de ar trapezoidal que ocupa uma área um tanto quanto grande e quase que desproporcional.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Mas fique tranquilo que existe outras opções de grade, essa em especifico é destinada aos modelos híbridos e ao que é vendido por aqui.

Na traseira o modelo usa lanternas em LED que lhe conferem um visual mais elegante e moderno. O modelo está mais seguro do que nunca e aposta firme nessas qualidades tanto no mercado internacional quanto no nacional.

No mercado norte americano o modelo vem com um motor 3.5 litros V6 de 310 cavalos e 37,7 kgfm de torque associado a um câmbio automático de 8 velocidades.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O modelo também está bem maior graças a nova plataforma modular, com entre eixos de 2,82 metros, 4,88 metros de comprimento, 1,84 metros de largura e 1,45 metro de altura.

O destaque além do bom espaço interno fica por conta do excelente espaço para as bagagens, agora o porta malas carrega 593 litros.

Nos Estados Unidos o Camry tem preços que partem de US$ 23,845 dólares e podem chegar até US$ 32,725 dólares na versão XLE Hybrid.

Toyota Camry no Brasil

Por conta de normas de importação, o nosso mercado só conheceu o Toyota Camry de terceira geração em 1992 quando o modelo era também conhecido pelo código V30.

A versão que foi importada para o nosso mercado era a intermediaria XLE com motor 3.0 litros V6, com direito a um pacote completo o que o deixava em nível de comparação com modelos mais luxuosos do nosso mercado.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Já no ano seguinte, a Toyota disponibilizou a versão de entrada a LE que vinha equipada com o motor 2.2 litros de 16 válvulas.

A versão perua também foi oferecida, mas rapidamente o modelo foi jogado no esquecimento por conta da crescente onda dos sedans médios e hatchs.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Após a vinda da terceira geração, passamos a receber em pé de igualdade as demais gerações, sempre na versão intermediaria e topo de linha com preços que batiam em modelos importados como Honda Accord, Volkswagen Passat e outros modelos.

Toyota Camry: história, versões, motor, equipamentos (detalhes)

Atualmente o Toyota Camry está na sua décima geração.

Ele pode ser encontrado no site da montadora e nas lojas espalhadas pelo país por preços inicial de R$ 318.690 reais na versão XLE com motor 3.5 litros V6 de 310 cavalos e 37,7 kgfm de torque associado a uma caixa automática de 8 velocidades e recheado de itens de série.

Ficha Técnica

Toyota Camry 3.5 V6 2020

Motor: gasolina, dianteira, transversal, V6, 3.456 cm3, 24V,
310 cavalos a 6.600 rpm, 37,7 kgfm a 4.700 rpm

Câmbio: automático, 8 marchas, tração dianteira

Suspensão: McPherson (dianteiro) e braços sobrepostos (traseiro)

Freios: disco ventilado (dianteiro) sólido (traseiro)

Direção: elétrica, diâmetro de giro 11,2 m

Pneus: 235/45 R18 (dianteiro)

Dimensões: comprimento: 4.885 mm; largura: 1.840 mm; altura: 1.455 mm; entre-eixos: 2.825 mm; altura livre do solo: 150 mm; peso; 1.620 kg; tanque: 60 l; porta-malas: 593 l.

Kleber Silva

Kleber, 28 anos, designer e apaixonado por carros desde pequeno. Formado em design gráfico pela UNIP, ouvinte assíduo de música pop e master chef nas horas vagas.