Antigos Clássicos Sedãs Toyota

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O Toyota Camry, irmão maior do Corolla, é um sucesso de vendas já por quase 40 anos.

Desde 1982 ele é um sucesso, muito mais lá fora do que aqui no Brasil, logicamente.


Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Vamos então contar a história completa do Toyota Camry, em suas dez gerações distintas e também como esse sucesso todo começou.

No início, ele era apenas uma versão de outro modelo, confira:


Toyota Celica Camry 1979 – 1982

A primeira aparição do Toyota Camry dentro da gama Toyota foi em 1979 com a versão intermediária do Celica.

O Celica, por sua vez, era uma versão mais simples de outro modelo: o Carina, vendido entre 1970 e 2001.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O primeiro “Toyota Camry” utilizava uma carroceria médio grande e tinha um motor dianteiro com tração traseira, algo que era muito bem visto para os padrões da época.

Sua motorização se compunha basicamente de um motor 1.6 litro e outra de 1.8 litro. Posteriormente o modelo passou a receber um novo motor 2.0 litros na gama.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Ao contrário do que muitos poderiam pensar, o Toyota Celica Camry não é a primeira geração do Toyota Camry, mas sim um antecessor.

O design geral do modelo era condizente com o período em que foi lançado, usando e abusando de linhas retas e pouquíssimos elementos circulares, como mandava o figurino dos anos 1970 e 1980.

Ele saiu de linha em 1982, quando deu origem ao verdadeiro Toyota Camry.

Toyota Camry 1982 – 1986

A primeira geração do Toyota Camry foi apresentada em março de 1982.

Conhecida pelo código V10, a primeira geração do Toyota Camry se destaca por ser um sedan médio grande com conforto e tecnologias de ponta a um preço acessível.

Desta primeira geração o mundo ficou conhecendo também o Toyota Camry liftback, que era uma versão de quatro portas com o teto bem caído, como num fastback.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O desenho geral do Toyota Camry 1982 era básico e bem discreto.

Na dianteira ficavam os faróis retangulares e nas pontas as luzes de indicação de seta que eram laranjas antes do facelift e transparentes após o procedimento estético.

A traseira do Toyota Camry mostrava um design mais genérico, típico de modelos sedans comuns no mercado tanto japonês quanto no mercado norte americano, com suas enormes lanternas horizontais com linhas retilíneas e simples.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

No quesito motorização o Toyota Camry foi apresentado inicialmente com quatro opções de motores a gasolina, sendo que o modelo de entrada utilizava um motor 1.8 litro e a versão topo de linha utilizava um motor 2.0 litros a gasolina.

Para as versões a diesel, o Toyota Camry recebia duas opções, sendo a primeira um 1.8 litro e a segunda um 2.0 litros também movido a diesel.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O modelo poderia vir com um câmbio manual de 5 velocidades ou um automático de 4 velocidades, o que garantia um conforto extra ao rodar.

O Toyota Camry tinha como um dos seus predicativos o espaço interno que era um dos melhores da categoria devido ao seu entre eixos de 2,60 metros.

O modelo saiu do mercado em 1986 quando deu lugar para a segunda geração que atendia pelo código V20.

Toyota Camry 1986 – 1990

A segunda geração do Toyota Camry ou como também era conhecida, Toyota Camry V20, começou a ser vendida no mercado japonês em agosto de 1986 e em maio de 1988 no mercado norte americano.

O Toyota Camry agora contava com um novo visual externo e interno que estava um pouco mais arredondado se comparado com a primeira geração.

Dessa segunda geração os consumidores também conheceram pela primeira vez a versão perua do Toyota Camry.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O modelo também foi vendido como Lexus ES 250 – marca de luxo da Toyota no mercado norte americano – que ficava entre os intermediários da marca.

O Toyota Camry vinha com opções de motores a gasolina com variantes que começavam em 1.8 litro até o mais potente da gama o V6.

Para os que queriam poupar um pouco de combustível, a única versão a diesel era a 2.0 litros.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

A distância entre eixos não se alterou, garantindo o bom espaço interno para os ocupantes e o bom espaço para bagagens no porta malas.

Também era a primeira vez que o Toyota Camry recebia um motor V6, que tinha 2.5 litros que gerava cerca de 157 cavalos de potência.

O modelo saiu de linha no mercado japonês em maio de 1991 e no mercado norte americano em agosto do mesmo ano.

Toyota Camry 1990 – 1994

A terceira geração do Toyota Camry foi vendida exclusivamente no mercado japonês em julho de 1990.

O modelo chegou com uma nova roupagem mais moderna e condizente com a época em que foi apresentado.

Assim com a geração anterior, o Toyota Camry V30 deu origem ao luxuoso Lexus ES 300.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

A gama de motores era a mesma da geração anterior e a maior mudança era o comprimento que ficava ligeiramente maior que a geração anterior do Camry V20.

No quesito design, novos faróis com desenho mais arredondado eram vistos na dianteira.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Na traseira o Toyota Camry agora apostava em lanternas inteiriças que cobriam boa parte da tampa do porta malas.

O modelo saiu de linha em junho de 1994 quando deu espaço para a quarta geração do Toyota Camry, também exclusivo do mercado japonês.

Toyota Camry V40 1994 – 1998

A quarta geração do Toyota Camry, assim como a terceira, foi feita exclusivamente para o mercado japonês.

Agora o novo Toyota Camry que também recebia o código V40 tinha uma nova carroceria maior e mais moderna, com direito a novos faróis dianteiros que estavam maiores e mais retilíneos que na geração anterior que eram menores e mais afilados.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

A distância entre eixos crescia discretamente, passando de 2,60 metros para 2,65 metros, o que proporcionava um conforto maior e mais espaço interno para os ocupantes e para suas bagagens.

Um discreto facelift foi introduzido no modelo em 1996 e garantiu também que os freios com ABS e airbags se tornassem itens de série em todas as versões.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Nessa geração o Toyota Camry perdia o motor V6, e a oferta de motores também era mais enxuta.

Agora eram dois motores a gasolina, sendo um deles o 1.8 litro e um 2.0 litros e apenas uma versão do motor movido a diesel, que no caso era também um 2.0 litros.

Toyota Camry XV10 1991 – 1996

No mesmo período que a geração V40 do Toyota Camry foi vendida no mercado japonês, uma variante internacional era vendida em mercados como o norte americano e australiano.

O modelo em questão era uma variante reformada do V30 de 1990.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O desenho tinha mais semelhança com o V30 do que o V40 de 1994, com seus faróis menores e mais amendoados.

Dessa geração o Toyota Camry ganhou uma versão cupê e a perua no catalogo de versões.

O modelo recebeu um pequeno facelift que o deixou mais moderno, mas ainda sim longe de parecer com o Toyota Camry de 1994.

O modelo saiu de cena em 1996 quando a Toyota apresentou um novo Toyota Camry que substituiu tanto a versão V30 e o XV10.

Toyota Camry 1996 – 2001

Essa nova geração, foi apresentada em setembro de 1996 nos Estados Unidos e em dezembro no Japão.

Agora sob o código XV20, a nova geração do Toyota Camry tinha uma nova carroceria com faróis maiores e mais retilíneos que os das gerações anteriores e um desenho mais elegante.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

As lanternas traseiras eram do tipo inteiriças, mas agora eram mais finas e retangulares que as dos modelos anteriores.

Algumas características das outras gerações foram mantidas nesta nova geração do Toyota Camry, como o amplo espaço interno e a opção de motor V6, que passava dos 2.5 litros e agora chegava em 3.0 litros.

O modelo recebeu um discreto facelift, antes de se despedir do mercado para dar lugar a nova geração que viria a estrear no ano seguinte.

Toyota Camry 2002 – 2006

Apresentado em setembro de 2001, e considerado como a quinta geração por algumas mídias especializadas, o novo Toyota Camry ganhou um desenho totalmente novo e uma nova plataforma.

Agora sob a plataforma K da Toyota o Toyota Camry ou como também era conhecido pelo código XV30, apostava num visual mais agressivo, com seus faróis maiores e mais triangulares e um perfil mais esportivo do desenho da carroceria.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Na traseira o Toyota Camry ganhava pela primeira vez lanternas na vertical, com um desenho totalmente novo que alinhava estilo e esportividade numa peça só.

A linha de motores agora passava a ser composta por um 2.4 litros na versão de entrada e chegava até o 3.3 litros V6 nas versões topo de linha.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O modelo recebeu um discreto facelift no meio de sua vida, onde ganhou um pequeno ajuste nos faróis e novas lanternas traseiras, que agora passavam a invadir a tampa do porta malas com desenho inédito no sedan.

Este Toyota Camry saiu de linha em 2006, quando deu lugar a uma nova geração que ficava maior e mais encorpada.

Toyota Camry 2006 – 2011

A sexta geração do Toyota Camry foi apresentada durante o Salão do Automóvel de Detroit de 2006.

Essa nova geração apostava num desenho mais esportivo se comparado com as gerações anteriores.

Os faróis agora estavam levemente mais pontiagudos e estavam ligeiramente afastados da grade que assumia um novo formado com o logo da Toyota sob uma peça da mesma cor da carroceria acima de um trapézio invertido.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

A traseira contava com novas lanternas que invadiam tanto a tampa do porta malas quanto os para lamas.

O desenho mais retilíneo dava a impressão de que o sedan estava maior.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

E realmente o Toyota Camry 2006 estava ligeiramente maior que a geração passada, agora ele contava com 4,80 metros de comprimento, 1,82 metro de largura, 1,47 metro de altura e entre eixos de 2,77 metros.

As opções de motores continuavam a ser com opções de quatro e seis cilindros, com potências que variavam de 158 cavalos no motor de entrada – 2.4 litros com 22 kgfm – e chegar até um V6 de 3.5 litros capaz de gerar 284 cavalos de potência e 35,3 kgfm de torque.

O modelo ficou em produção até meados de 2011, quando foi substituído pela sétima geração que foi apresentada em meados de agosto do mesmo ano.

Toyota Camry 2011 – 2017

A sétima geração do Toyota Camry que também era conhecido pelo código XV50 começou a ser produzido em agosto de 2011, e teve suas vendas iniciadas no mercado norte americano em setembro do mesmo ano.

O Toyota Camry ficava ainda mais moderno e agora contava com um desenho que o deixava mais elegante que a geração anterior que apostava mais num aspecto mais esportivo.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O modelo ganhava um novo conjunto ótico com recorte irregular dos faróis, que se uniam por meio de uma barra cromada ao logo.

Os para choques ganhavam novo desenho com cantos mais pontiagudos e na traseira as lanternas apostavam num visual de bumerangue.

O Toyota Camry sofreu um facelift bem profundo, que você pode ver abaixo.

Esse modelo quase é confundido com uma nova geração, pois recebeu uma dianteira com visual bem mais agressivo, com uma grade frontal bem maior que ocupava grande parte do para choque dianteiro.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Agora os faróis eram mais angulosos e as luzes de indicação de seta saíram da peça central e foram parar no para choque em formato de meia lua.

Nas laterais o Toyota Camry ganha uma terceira e falsa janela na coluna C, para aumentar visualmente o tamanho do carro. Na traseira as lanternas ficaram na posição horizontal e agora havia uma peça cromada sustentando o porta placas.

Toyota Camry 2017 – presente

A oitava geração do Toyota Camry foi apresentado de forma oficial durante o Salão do Automóvel de Detroit em janeiro de 2017 e atende pelo código XV70.

Agora o modelo utiliza a plataforma modular da Toyota a TNGA, que serve de base para o Toyota Prius, o CH-R e o futuro Corolla.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O novo modelo usa e abusa de linhas mais expressivas e agressivas, abandonando de vez o estilo clássico e tradicional que o modelo vem colecionando desde sua estreia em 1982.

Agora o modelo tem um visual mais agressivo por conta dos seus diminutos faróis compostos principalmente por lentes de LED e pela sua enorme entrada de ar trapezoidal que ocupa uma área um tanto quanto grande e quase que desproporcional.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Mas fique tranquilo que existe outras opções de grade, essa em especifico é destinada aos modelos híbridos e ao que é vendido por aqui.

Na traseira o modelo usa lanternas em LED que lhe conferem um visual mais elegante e moderno. O modelo está mais seguro do que nunca e aposta firme nessas qualidades tanto no mercado internacional quanto no nacional.

No mercado norte americano o modelo vem com um motor 3.5 litros V6 de 310 cavalos e 37,7 kgfm de torque associado a um câmbio automático de 8 velocidades.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

O modelo também está bem maior graças a nova plataforma modular, com entre eixos de 2,82 metros, 4,88 metros de comprimento, 1,84 metros de largura e 1,45 metro de altura.

O destaque além do bom espaço interno fica por conta do excelente espaço para as bagagens, agora o porta malas carrega 593 litros.

Nos Estados Unidos o Camry tem preços que partem de US$ 23,845 dólares e podem chegar até US$ 32,725 dólares na versão XLE Hybrid.

Toyota Camry no Brasil

Por conta de normas de importação, o nosso mercado só conheceu o Toyota Camry de terceira geração em 1992 quando o modelo era também conhecido pelo código V30.

A versão que foi importada para o nosso mercado era a intermediaria XLE com motor 3.0 litros V6, com direito a um pacote completo o que o deixava em nível de comparação com modelos mais luxuosos do nosso mercado.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Já no ano seguinte, a Toyota disponibilizou a versão de entrada a LE que vinha equipada com o motor 2.2 litros de 16 válvulas.

A versão perua também foi oferecida, mas rapidamente o modelo foi jogado no esquecimento por conta da crescente onda dos sedans médios e hatchs.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Após a vinda da terceira geração, passamos a receber em pé de igualdade as demais gerações, sempre na versão intermediaria e topo de linha com preços que batiam em modelos importados como Honda Accord, Volkswagen Passat e outros modelos.

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)

Atualmente o Toyota Camry está na sua décima geração.

Ele pode ser encontrado no site da montadora e nas lojas espalhadas pelo país por preços inicial de R$ 206.200 reais na versão XLE com motor 3.5 litros V6 de 310 cavalos e 37,7 kgfm de torque associado a uma caixa automática de 8 velocidades e recheado de itens de série.

Ficha Técnica

Toyota Camry 3.5 V6 2018

Motor: gasolina, dianteira, transversal, V6, 3.456 cm3, 24V,
310 cavalos a 6.600 rpm, 37,7 kgfm a 4.700 rpm

Câmbio: automático, 8 marchas, tração dianteira
Suspensão: McPherson (dianteiro) e braços sobrepostos (traseiro)

Freios: disco ventilado (dianteiro) sólido (traseiro)

Direção: hidráulica, diâmetro de giro 12,4 m

Pneus: 235/45 R18 (dianteiro)

Dimensões: comprimento, 488,5 cm; largura, 184,0 cm; altura,145,5 cm; entre eixos, 282,5 cm; altura livre do solo, 15 cm; peso, 1.645 kg; tanque, 60 l; porta-malas, 593 l

Toyota Camry: história, gerações, motores, equipamentos (detalhes)
Nota média 4.5 de 6 votos

Avatar

Kleber Silva

  • Jamilson Junior

    A última geração é a única que se percebe um real cuidado para simplesmente não alongar um corolla e rechear um pouquinho o pacote de itens de série. Nesse, realmente dá pra notar a diferença.

    Porém, em quesito design, ele não é bonito não. Um bonito de verdade é o seu irmão maior, Avalon. Com um interior quase alemão e um design mesclado entre japão, Alemanha e USA, sensacional.

    O que acho mais legal no design tanto do Camry quanto no Avalon são suas grades exageradas inspiradas nos Lexus, é algo que estamos vendo chegar ao fim cada vez mais por conta do Downsizing e Hibridização/eletrificação… Uma pena, sempre gostei de grandes entradas de ar.

    • Cássio

      Também gosto. E grandes entradas de ar induzem a grandes potências, e isso o Camry V6 sempre teve de sobra.

  • Ricardo

    Um Corolla gigante!

  • Yuri Lima

    Desde o seu lançamento até o modelo de 2016 seu desenho sempre foi discreto, para não dizer insosso.
    De 2002 para cá, o desenho se aproximou mais a de um Corollão.
    A de 2017, enfim, deu um ar mais agressivo ao Camry.

  • Phantasma

    Mais um carro que só vê por aqui em Noite de Lua cheia a cada 2 anos

    • G E O

      Também, por esse preço. Não vale a pena mesmo.

    • Hodney Fortuna

      Nos EUA é um carro popular pois é o mais vendido no segmento de passeio!

  • toyo honda

    vai pra europa

  • Baetatrip

    Belissimo carro!
    Por 206.000 pratas….. Ta no preço no mercado
    pena que o povo prefere SUV urbano do que esse Camry V6 (Deve ser delicia p/ viajar!)

    • Charlis

      Permita-me discordar, mas o preço é completamente fora do mercado.
      É um Toyota, marca generalista, e não um Lexus.
      Seu concorrente é Passat e Fusion Titanium, que custam 149K.
      Até o Accord, que também é caro, está por 162K.
      E no mundo dos premiums, de 150K até uns 210K, a brincadeira fica bem mais divertida: BMW 3 Series, MB C Class, Volvo S60, Jaguar XE e Audi A4.
      Logo, realmente é complicado pagar 206K em um Toyota Camry, não?

      Em resumo,
      A Toyota realmente não faz questão nenhuma em vender o Camry aqui.

      []s

      • Thiago

        Perfeito.
        Apenas complementando: no mercado de usados a situação é pior porque o logista sabe que não pode colocar o camry no mesmo preço de carro premium (Audi, MB, BMW) embora ele seja mais caro zero km .
        Resultado: o preço tem que ser lá embaixo para atrair o comprador (que tem que ser fã da marca além disso). Por 120 mil (sem muito choro deve sair fácil por uns 105 mil) vi um 2015 blindado na garantia à venda em CONCESSIONÁRIA. Ou seja, em 3 anos o carro vale a metade.
        Traduzindo: vão pagar 90 mil no seu usado na troca.
        Um cliente meu dono de loja me contou que nem aceita esse tipo de carro no negócio, porque é uma tranqueira para vender (acaba vencendo IPVA com o carro na loja) e o dono do carro geralmente fica ofendido com a avaliação lá embaixo (o dono pensa que é um Toyota e não desvaloriza).

      • G E O

        Imagine o lucro que a Toyota tem vendendo apenas um único Camry.

      • Lucas

        Perfeito!

      • zekinha71

        Isso explica porque sumiu das ruas, só vejo os antigos.

      • Jota V Costa

        Discordo parcialmente. Concordo com o preço, está exorbitante. Eu tive um alfa 164 super, andava bem e era um pau de duro. Troquei num camry 2006, o preço era pouco acima do fusion, andava bem e era ultra-mega confortável e silencioso. Depois, troquei num azera que me custou o equivalente a um corola xei. Não concordo com as comparações, pois, são propostas diferentes, a exceção do fusion. Quem compra um camry é perfil tiozão, no qual me incluo. Jovens, preferem os durinhos, espertos, etc. Já saí dessa fase faz tempo e não sinto saudades. Quando a gente é mais jovem topa camping selvagem, etc., passa um tempo a gente quer hotel 5 estrelas, uma cama confortável e nada de sacos de dormir (que ainda uso no meu trabalho). Descobri que numa viagem longa o que pesa não é o seu pé, é o tempo que você para pro xixi e cafezinho. Igual a um corrida de F1, o piloto anda rápido, se esforça, e perde tudo na parada de box. Hoje prezo mais o conforto, espaço e segurança, que desempenho puro. Prezo muito mais uma suspensão suave que uma dura. Nossas ruas não são as da alemanha. Essa é a proposta do camry. Só não compro hoje um fusion (que considero a melhor relação custo benefício) porque não me sinto seguro, e, me recuso a comprar carro blindado.

        • Charlis

          Eu não estou comparando nada, apenas mencioneis seus concorrentes diretos aqui no BR, que são o Passat, Fusion, Accord, e me esqueci do Azera e Cadenza.
          Nos US existem varios outros.

          Os premiums não são concorrentes, porem o público preferem eles e com razão.
          Em casa nos trocamos o Fusion ela 320i, que nem é concorrente, nem tem o mesmo tamanho, porém o preço era próximo.

          • Jota V Costa

            Isso mesmo são perfis diferentes, tem em comum apenas o preço. Eu poderia compara-la o passat à minha l200, cujo preço é semelhante. Se houvesse apenas uma receita de clientes, haveria apenas um tipo de receita para fazer carros. Eu aluguei uma 328 na bélgica e atravessei alemanha, austria, itália e voltei pela frança. É um ótimo carro, mas pra mim tem sapatinhos de cristal, não foram feitos para o nosso piso. A escolha é sempre uma questão de gosto. Não que na europa não tenha buracos, tem sim, especialmente na primavera, depois que a neve derrete, como eles dizem, lá tem duas estações, a dos buracos e a dos consertos. Só que eles não remendam como aqui. Nem naquelas estradinhas apertadas dos alpes e interior da itália.

            • Charlis

              A 320i nacional, mesmo de runflat, é mais macia.
              Inclusive mais confortavel que o Fusion por exemplo.
              Foi uma boa surpresa.

              Abcs.

              • Hodney Fortuna

                Apesar de o BMW 320i ser de uma categoria Premium eu ainda acho o atual Fusion mais carro! É mais imponente e não perde em conforto ao modelo BMW.

                • Charlis

                  Mas nem há comparação alguma entre ambos.
                  320i até no conforto é mais inteligente que o Fusion.
                  Pra andar dentro da cidade com o Fusion é um pesadelo, a cada valeta você precisa parar o carro, senão deixa radiador no chão.
                  Em desempenho é um baile, no consumo eu faço 17km/l na estrada, da mesma maneira que fazia 13km/l no Fusion.
                  O câmbio nem existe comparação… ZF está anos luz à frente.
                  Freia e faz curvas absurdamente muito mais.
                  E o prazer em dirigir também não há como comparar.

                  Enfim, 320i é MUITO superior na prática, e inferior na teoria, afirmo isso sendo ex proprietario (muito feliz) por 4 anos do Fusion Titanium Ecoboost, e agora há 1 ano com a 320i.

                  Você paga essa conta nas revisões, mas isso é esperado.

                  • Hodney Fortuna

                    Muito bom! Reconheço que a parte péssima do Fusion é sua altura em relação ao solo. Meu vizinho possui um Titanium 2015 e sempre quando ele sai ou chega em casa o carro arrasta o parachoque na pequena subida o que é absurdo! A Ford deveria ter “tropicalizado” a suspensão desse carro para as condições de pista existentes no país.

                  • Carlos Henrique Kroeber

                    A 320i não é feita para quebrar?
                    Achei que ela fosse feita para quebrar e também fosse caríssimap ara consertar

      • Hodney Fortuna

        Sem duvida que o Fusion possui CxB muito superior a esse carro! Estamos falando numa diferença de quase 60 mil que divide o modelo top do Ford ao top do Toyota. Para o brasil o Camry não é um bom negócio. Agora com o otimismo que paira sobre o Brasil pós-eleições acredito que a Chevrolet traga o Malibu já que o Fusion só fica em linha até o ano que vem no máximo. O Malibu é muito parecido em design ao Ford sendo que possui motor ainda mais potente!

  • Raphael Pereira

    o Accord sempre foi mais bonito.

  • Joao Victor

    A segunda geração pra mim é a mais bonita

  • Volkswagen Jetta

    A geração que menos gosto é a última.

  • Christian Balzano

    A 7 geração é mais bonita!

  • afonso200

    2011 acho o mais bonito.

  • Cássio

    Cara, sedãs grandes são muito bonitos, independentemente de qual marca.
    A Toyota sempre teve os V6 mais potentes da concorrência.

  • Diego

    24K $ = 206K R$, triste.

  • Luis Burro

    O de 94 achei q era um Accord com aquela traseira…algumas parecem com o Corolla msmo!

  • Russel Riehle

    Eu tive um Camry 1994 XLE V6.
    Era muito agradável de dirigir. Mas o espaço interno era coisa fora do comum para a época.

  • Jota V Costa

    Tive um 2006, e foi de longe o melhor carro que já tive. Depois troquei num azera, o segundo melhor. No azera conheci o porta-malas, eu sendo a carga de um sequestro relâmpago. Foi quando decidi a contra gosto não ter mais carros grandes. Contingências de viver num país onde bandidos têm mais direitos que nós. Ainda uso pickups por dever de ofício. E ao contrário da maioria, gostaria que houvessem compactos verdadeiramente premiums, que fossem silenciosos, confortáveis (suspensão) e com um motor razoável. Ainda não fizeram tal carro. Vivemos na ditadura de carros duros, barulhentos, etc, mas que tem motores potentes. O polo que o diga. O cliente pede, as montadoras atendem.

  • Takaro

    Possui um 2007/2008, por dois anos. Um míssil!

  • Natán Barreto

    Esse carro no mercado de usados aqui no Rio é uma piada pq os donos acham q por ser Toyota não desvaloriza tal qual Corolla.
    Resultado: Camry 2009/2010 com 70 mil km por 50, 60 mil e ninguém compra.

    Por causa da matéria eu até resolvi ver alguns e os Camry 2012 estão 70, 80 mil! KKKKKKKKKKKK sendo q nessa faixa se compra alemães pouquíssimos rodados por um preço bem mais baixo.

    Toyota e seus fãs cegos são uma verdadeira piada.

  • Hodney Fortuna

    Vcs já devem ter percebido que o design dos Camry sempre antecedem os Corollas? Sempre o Camry foi considerado um Corolla mais bombado e com mais espaço!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email