*Destaque Híbridos Honda Japão Linha 2019 Sedãs

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos
Honda City 2019 EXL

Apesar da soberania dos sedãs médios, os modelos de porte compacto também têm vez no mercado nacional. O Honda City 2019 se posiciona como um dos mais vendidos da categoria e estreou recentemente uma nova gama com boas novidades.

Por a partir de R$ 62,5 mil, o novo City 2019 se diferencia do modelo anterior pelo visual com retoques (inspirado no irmão Honda Fit), interior com novos detalhes de acabamento e lista de equipamentos mais recheada em todas as versões de acabamento.


Essas novidades foram introduzidas no início deste ano como forma de seguir vendendo bem mesmo após o lançamento de novos modelos. Recentemente, a categoria de sedãs compactos passou a contar com os inéditos Volkswagen Virtus e Toyota Yaris Sedan.

O sedã da Volkswagen se destaca pelo conjunto mecânico para lá de eficiente e a tecnologia, enquanto o modelo da Toyota chama a atenção dos consumidores pela confiabilidade da marca.

Você conhece todos os detalhes do novo Honda City? Confira:


Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019 – detalhes

O Honda City 2019 ostenta faróis dianteiros e luzes de neblina em LED, grade dianteira com novo formato, para-choque redesenhado, novas rodas de liga-leve de 16 polegadas com acabamento diamantado, lanternas de LED, spoiler traseiro e para-choque traseiro retocado.

O interior, por sua vez, apresenta um novo sistema de entretenimento com tela sensível ao toque, novos revestimentos para os bancos e detalhes pretos na manopla de câmbio.

A respeito dos equipamentos de série, o Honda City 2019 estreia também novos recursos de segurança. Todavia, ainda segue devendo importantes itens como controles de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas.

Com perfil mais aerodinâmico, o Honda City oferece por aqui grade cromada com faróis de perfil mais dinâmico, assim como para-choque com spoilers integrados e faróis de neblina, além de lanternas traseiras bipartidas e friso cromado na tampa do porta-malas.

As rodas de liga-leve de 15 polegadas estão presentes apenas na versão DX, enquanto as demais são equipadas com conjunto de liga leve aro 16, apresentando desenho moderno. Nas versões mais caras, maçanetas cromadas e retrovisores com repetidores de direção são oferecidos.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Por dentro, o Honda City 2019 possui painel com apliques metalizados de tonalidade tungstênio e parte central em preto brilhante nas versões EX e EXL.

Agora renovado, o quadro de instrumentos continua com três mostradores circulares com iluminação dos aros por LEDs azuis e dois vincos com tonalidade, chama atenção, mudando para verde quando o veículo está em condição de consumo eficiente.

Além disso, econômetro, nível de combustível, hodômetro, autonomia, consumo, entre outros, estão presentes num display digital. O volante de três raios das versões EX e EXL possui comandos para computador de bordo, mídia e telefonia, bem como paddle shifts, acabamento metalizado e revestimento em couro.

O ar-condicionado é automático e dispõe de comandos touch screen, além de acabamento em preto brilhante. Já a multimídia vem com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, navegador GPS e comandos de voz, isso na versão topo de linha.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019 – novidades

Introduzido no mercado brasileiro em setembro de 2014, o Honda City de segunda geração é aquele carro que já apresenta sinais de cansaço nas concessionárias. Porém, para elevar a autoestima do veículo, a marca anunciou no início deste ano as primeiras mudanças, como novidades para a linha 2019.

Entre as alterações, o City 2019 passa a dispor de uma dianteira retocada. Lá, ele exibe uma grade redesenhada com desenho que avança sobre os faróis, grosso filete cromado que destaca o “H” da Honda na parte central e um outro filete cromado, mais fino, na parte inferior.

Além disso, ele adota faróis totalmente em LED em sua configuração mais cara, a EXL. Nos demais modelos, há faróis com refletor duplo e lâmpadas halógenas. Em todos os casos, há luzes de condução diurna em LED.

O conjunto inclui ainda um para-choque com desenho mais marcante, com uma tomada de ar hexagonal na parte central e faróis de neblina com moldura pentagonal na cor preta. Há também limpadores de para-brisa com palhetas tipo flat blade.

As laterais exibem como única novidade o novo conjunto de rodas de liga-leve, de 15 polegadas no caso do modelo de entrada Honda City DX ou de 16 polegadas no caso das demais versões.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Partindo para a traseira, o Honda City 2019 recebeu lanternas com novo layout interno e guias em LED a partir do City LX, além de para-choque com desenho mais horizontal, com detalhe central que imita um difusor de ar, formando conjunto com os refletores.

O interior do carro não recebeu muitas novidades para a linha 2019. Há apenas uma nova cor para o painel a partir do City LX e bancos com novas opções de revestimento em tecido ou couro, dependendo da configuração.

O sedã passa a contar ainda com novos equipamentos de série desde a versão de entrada. Agora todos os modelos saem de fábrica com recursos como vidros elétricos nas quatro portas com sistema one-touch e fechamento automático pela chave.

Já na versão mais cara, há recursos como airbags frontais, laterais e de cortina, bancos revestidos em couro, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, navegador GPS e comandos de voz, câmera de ré em três ângulos, retrovisores externos com rebatimento elétrico, piloto automático, entre outros.

O Honda City 2019 pode ser encontrado na rede de concessionárias nas novas cores Branco Estelar perolizado e Azul Boreal metálico. Há ainda as tonalidades Branco Tafetá (sólido), Prata Platinum e Cinza Barium (metálicas) e o Preto Cristal (perolizado). A marca oferece três anos de garantia, sem limite de quilometragem.

Honda City 2019 – versões

  • Honda City DX 1.5 MT 2019
  • Honda City Personal 1.5 CVT 2019
  • Honda City LX 1.5 CVT 2019
  • Honda City EX 1.5 CVT 2019
  • Honda City EXL 1.5 CVT 2019

Honda City 2019 – equipamentos

Honda City DX 1.5 MT: equipado com airbag duplo, freios ABS com EBD, luzes diurnas em LED, chave tipo canivete com telecomando, cinto de três pontos e encosto de cabeça para os cinco ocupantes, sistema Isofix, vidros, travas e retrovisores elétricos, banco do motorista e volante ajustáveis em altura, apoio para o pé do motorista, ar-condicionado manual, abertura interna manual do tanque de combustível, sistema de som com USB e Bluetooth e dois alto-falantes dianteiros, painel de instrumentos com computador de bordo, vidros elétricos com one-touch nas quatro portas, grade frontal cromada, bancos em tecido, entre outros.

Honda City Personal 1.5 CVT: exclusivo para PcD, recebe retrovisores externos com luz indicadora de direção, controle de cruzeiro, painel de instrumentos com iluminação Bluemeter e sistema de som com quatro alto-falantes.

Honda City LX 1.5 CVT: conta com faróis de neblina, alarme, apoio traseiro de braço com porta-copos, volante com ajuste de altura e profundidade, rodas de liga-leve de 16 polegadas, lanternas traseiras com guias em LED, banco traseiro bipartido e rebatível, volante com ajustes do sistema de som, maçanetas internas cromadas, painel de instrumentos com iluminação branca, detalhes internos na cor prata, entre outros.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City EX 1.5 CVT: passa a dispor ainda de airbags laterais, apoio central de braço revestido em couro, ar-condicionado digital com comandos sensíveis ao toque, câmera de marcha a ré multivisão com guias de referência, sistema de som com tela LCD de cinco polegadas, quatro alto-falantes e quatro tweeters, volante multifuncional com revestimento em couro, Bluetooth com comandos HFT (Hands-Free Telephone) no volante, entre outros.

Honda City EXL 1.5 CVT: adota airbags laterais do tipo cortina, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, navegador GPS, quatro alto-falantes e quatro tweeters, Bluetooth com comandos HFT (Hands-Free Telephone) no volante com função Voice Tag, retrovisores externos com rebatimento elétrico com acionamento interno e pela chave, faróis alto e baixo, luzes diurnas e lanternas em LED, acabamento das portas e alavanca de câmbio em couro, câmera de ré em três ângulos e com indicação de distância por cores, entre outros.

Honda City 2019 – preços

  • Honda City DX 1.5 MT 2019: R$ 62.500
  • Honda City Personal 1.5 CVT 2019: R$ 68.700
  • Honda City LX 1.5 CVT 2019: R$ 74.200
  • Honda City EX 1.5 CVT 2019: R$ 79.900
  • Honda City EXL 1.5 CVT 2019: R$ 85.400

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019 – motor

Assim como outros modelos da marca japonesa, o Honda City 2019 vem apenas com o motor 1.5 i-VTEC, que pertence à geração mais atual de motores da empresa. No exterior, existem versões mais modernas, inclusive com injeção direta de combustível e potência de 130 cv.

Com comando único no cabeçote, mas com a tecnologia VTEC, o pequeno quatro cilindros em linha permite abertura e fechamento das válvulas de acordo com o desempenho do propulsor.

No VTEC, dezesseis válvulas entram em rotações mais altas, quando o veículo precisa de melhor performance, enquanto apenas oito válvulas atuam em baixas rotações para obter mais torque nessas condições.

A tecnologia FlexOne está a bordo do 1.5 i-VTEC do Honda City 2019, consistindo em pré-aquecimento do combustível em partidas a frio, retirando assim o tanque de gasolina do cofre do motor, que até pouco tem era usado e ainda exigia um bocal separado para abastecimento.

O motor 1.5 i-VTEC entrega 115 cv a 6.000 rpm com gasolina e 15,2 kgfm a 4.800 rpm no mesmo combustível. Com etanol, o propulsor oferece 116 cv a 6.000 rpm e 15,3 kgfm a 4.800 rpm.

Ele trabalha com um câmbio manual de cinco marchas, mas o Honda City 2019 é mais procurado pelo CVT com sete posições de marcha, oferecido apenas nas versões LX, EX e EXL, sendo que as duas últimas possuem paddle shifts.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final 

  • Honda City MT 2019 – 10,2 segundos e 180 km/h
  • Honda City CVT 2019 – 11,3 segundos e 175 km/h

O Honda City 2019 tem uma boa performance. O sedã compacto da marca japonesa evoluiu bem desde a primeira geração que chegou ao Brasil, em 2010. Deve-se lembrar, porém, que o modelo é bem mais antigo, até mesmo em relação ao Fit, tendo sido lançado sobre uma plataforma que já tinha sido usada pelo Civic nos anos 90.

Após o lançamento do Fit em 2001, a Honda decidiu migrar o City, antes chamado Aria, para esta base, criando assim um sedã com linhas emprestadas do monovolume. Por seu visual pouco atraente, a marca evitou traze-lo em seus primeiros anos como derivado do Fit, que aqui chegou em 2003.

O Honda City 2019 tem apenas o propulsor 1.5 i-VTEC que entrega 115 cv a 6.000 rpm com gasolina, enquanto que com etanol fornece 116 cv a 6.000 rpm e 15,3 kgfm a 4.800 rpm. Este motor tem boas respostas em baixa rotação, graças ao sistema VTEC, que utiliza apenas oito válvulas para atuação em baixas rotações, a fim de obter mais torque.

Ele responde prontamente quando solicitado e tem funcionamento suave. Elástico, ele tem uma boa faixa de potência e torque ao longo das rotações, traduzindo-se em um conforto a mais ao dirigir. Este motor também apresenta um baixo nível de ruído e é bem robusto, durando centenas de milhares de quilômetros se apenas forem feitas as revisões do manual.

Com transmissão manual de cinco marchas, o Honda City 2019 tem uma pegada mais ágil, elevando de giro rapidamente e podendo ser explorado ao máximo nas saídas e retomadas, feitas em plena segurança. O câmbio tem mudanças macias e precisas, com bom escalonamento.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Esse conjunto confere ao sedã uma aceleração de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos com velocidade máxima de 180 km/h. No consumo, o modelo faz 8,6 km/litro e 10,3 km/litro com etanol, respectivamente cidade e estrada. Na gasolina e na mesma ordem, ele entrega 12,4 km/litro e 14,6 km/litro.

Quando o Honda City 2019 é equipado com CVT, ele verdadeiramente está em sua plenitude. O sedã foi certamente desenvolvido para usar esse tipo de câmbio, que casa perfeitamente com sua proposta.

Com funcionamento linear, a caixa com polias variáveis e cintas de aço oferece uma manutenção de rotação impressionante, fazendo com que o modelo alcance quase 80 km/h em 1.500 rpm. Rodando a 110 km/h, ele aponta para 2.000 rpm, o que significa conforto e economia, tendo ainda baixo ruído interno.

Nas retomadas, ele é realmente mais lento que o manual, assim como nas saídas, mas nesse caso não muito. Basta colocar no modo Sport que ele pula na frente.

Nas reduções, ele permite ao veículo rolar com mais facilidade, mas se o motorista quiser fazer uma retomada em seguida, o gerenciamento eletrônico segura a relação aonde está e eleva o giro, entregando assim mais disposição para ultrapassagens, por exemplo. De modo geral, o Honda City 2019 tem uma ótima dirigibilidade.

Honda City 2019 – consumo

Cidade 

  • Honda City MT 2019 – 8,6 km/litro com etanol e 12,4 km/litro com gasolina
  • Honda City CVT 2019 – 8,5 km/litro com etanol e 12,3 km/litro com gasolina

Estrada

  • Honda City MT 2019 – 10,3 km/litro com etanol e 14,6 km/litro com gasolina
  • Honda City CVT 2019 – 10,3 km/litro com etanol e 14,5 km/litro com gasolina

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019 – manutenção e revisão

Incompreensivelmente, a Honda não disponibiliza uma tabela de preços de revisão para seus carros, o que é bem prejudicial para a imagem da marca e ainda mais para seus clientes, isso porque todos os consumidores hoje em dia se preocupam também com o custo de manutenção, a fim de que caibam em seus orçamentos, especialmente os donos do Honda City 2019.

Com revisões a cada 10.000 km, o serviço da Honda consiste em manutenção rigorosa nestas paradas. O serviço não é comparável ao da Toyota, mas não é como de uma Peugeot, por exemplo. Embora alguns concessionários antecipam alguns serviços, várias peças e fluídos previstos são especificados no manual do proprietário, sendo que os itens trocados podem ser substituídos conforme sua orientação.

Preste muita atenção para ver se o item que necessita de troca em determinado período será trocado antes do tempo, tal como o fluído de refrigeração do motor (os Honda não utilizam água com aditivo).

Óleo lubrificante, ruela do dreno do cárter, fluído de freio, filtro de combustível, filtro de ar, velas, correias em “V” e ocasionalmente fluído de refrigeração estão incluídos nos serviços das revisões que a Honda mantém no Brasil. Anote tudo o que for feito e guarde as notas para o futuro comprador de seu carro. Ainda assim, o novo dono pode encontrar algum defeito não visto pela revisão.

Por exemplo, geralmente a cada 40.000 km o fluído da caixa de transmissão CVT também precisa ser completado, mas nunca totalmente substituído. A calibração é necessária, mas pode ser feita até pelo proprietário, seguindo alguns passos que podem ser conhecidos através de fóruns de internet.

Tenha atenção quanto ao recall do Honda City 2019, pois o chassi entra na lista e o revendedor terá que executa-lo durante a revisão. Para saber o histórico de um carro usado, por exemplo, basta leva-lo aos concessionárias Honda, pois estes possuem um registro detalhado dos serviços e dos veículos, cujo banco de dados disponibiliza essas informações.

Troca de óleo e filtro de óleo, geralmente são mais baratos na rede do que nas oficinas terceirizadas, tendo ainda garantia e na especificação correta, mas preste atenção no serviço e evite gastos desnecessários, pois as revendas tendem à empurrar mais custos aos clientes.

O óleo lubrificante usado no Honda City 2019 é o sintético 0W20, que substituiu o antigo mineral 10W30. Alguns donos têm evitado esse óleo nos carros usados, mas enquanto estiver na garantia, siga o manual.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos

Honda City 2019 – ficha técnica

Motor

1.5 i-VTEC

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1497

Válvulas

16

Taxa de compressão

11,4:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 115 cv @ 6000 rpm / Etanol: 116 cv @ 6000 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 15,2 kgfm @ 4800 rpm / Etanol: 15,3 kgfm @ 4800 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 5 marchas / CVT 7 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Aço ou Liga Leve aro 15 polegadas / Liga Leve aro 16 polegadas

Pneus

185/60 R15 / 185/55 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

4455

Largura sem retrovisores (mm)

1695

Altura (mm)

1485

Distância entre os eixos (mm)

2600

Capacidades

Porta-malas (litros)

536

Tanque (litros)

46

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

350 (MT), 383 (CVT)

Peso em ordem de marcha (kg)

1076 (MT), 1137 (CVT)

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

Honda City 2019 – fotos

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

Honda City 2019: preço, consumo, fotos, equipamentos
Nota média 5 de 2 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email