Etc Longform

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Já ouviu falar de relação peso potência? Existe uma conta simples de fazer cujo resultado irá ajudá-lo muito na hora de comprar um carro. Para obter o valor da relação Peso/Potência basta consultar a ficha técnica do veículo em sites automotivos, revistas sobre carros e mesmo em tabelas de preços mais completas como a do Jornal do Carro (SP).


Pegue o peso do veículo em quilogramas (Kg) e divida-o pela potência do motor em cavalos-vapor (cv). Assim, no caso de um Chevrolet Onix 1.0, você terá:

1011 Kg / 80 cv = 12,63 Kilo por cv

Isto quer dizer que cada cavalo de potência do Onix em questão carregará um pouco mais que 12 quilos. Ao meu ver este resultado é importante pois indica que o carro é econômico, porém não é tão rápido e que pelo peso não deve vir com muitos equipamentos de segurança e terá preço de carro popular.

No entanto, concordo que assim, à primeira vista, sem parâmetros de comparação parece ser apenas um número. Como saber se uma relação peso potência de 12 é pouco ou é muito? Vou esclarecer mais. Não farei aqui uma lista corrida ou um ranking de relações peso-potência de todos os carros do mercado. Vou comentar os resultados por categoria (populares, compactos, sedans médios, picapes pequenas, SUVs etc.) dando exemplos de alguns modelos, para que você tenha idéia de como seu carro se sai e os destaques positivos e negativos da categoria, se houver.


Vale lembrar que a potência máxima é obtida sempre com Etanol quando o carro é flex e que o peso é o da versão daquele carro que tem aquele tipo de motor, 1.0 ou 1.6, por exemplo.

Um esclarecimento: quanto menor o número, melhor./ Os piores modelos daquele segmento estão marcados em vermelho e os melhores em verde.

Relação peso potência de carro popular 1.0

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Chevrolet Onix – 12,63
Chevrolet Prisma – 12,85
Fiat Mobi – 11,77
Fiat Uno – 13,11
Fiat Argo – 14,35
Ford Ka – 11,84
Ford Ka+ Sedan – 12,02
Hyundai HB20 – 12,37
Hyundai HB20S – 12,62
Nissan March – 12,33
Nissan Versa – 13,71
Renault Sandero – 12,32
Renault Logan – 12,42
Renault Kwid – 10,82
Volkswagen Gol – 11,20
Volkswagen Voyage – 11,87
Volkswagen Fox – 12,82
Volkswagen Up – 11,24

Melhor opção – Renault Kwid

Como os carros 1.0 tem pouca potência, as pequenas diferenças entre os modelos fazem grande diferença no uso prático do dia-a-dia. Veja que os modelos da Fiat, com potência máxima de 77 cavalos, tem relações peso/potência bem ruim, com exceção do Mobi. Uno e Argo tem os piores números, junto com o Nissan Versa. Os destaques são Renault Kwid, Volkswagen Gol e Volkswagen Up. O Kwid sai na frente pois é muito mais leve que os demais, e os modelos da VW se destacam pois tem 82 cavalos, mais do que quase todos, perdendo apenas para o Ford Ka, que não venceu pois é bem pesadinho.

Relação peso potência de carros compactos 1.2 a 1.6

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Chevrolet Onix 1.4 – 9,75
Citroen C3 1.2 – 12,22
Citroen C3 1.6 – 9,51
Fiat Palio 1.4 – 11,44
Fiat Palio 1.6 – 9,07
Fiat Argo 1.3 – 10,45
Fiat Uno 1.3 – 9,69
Ford Ka 1.5 – 9,40
Hyundai HB20 1.6 – 8,12
JAC J3 1.5 – 9,81
JAC J2 1.4 – 8,10
Honda Fit 1.5 – 9,14
Peugeot 208 1.2 – 11,62
Peugeot 208 1.6 – 9,68
Renault Sandero 1.6 – 9,95
Toyota Etios 1.3 – 10,08
Toyota Etios 1.5 – 9,02
Volkswagen Gol 1.6 – 9,85
Volkswagen Fox 1.6 – 10,62

Melhor opção – Hyundai HB20 1.6 e JAC J2 1.4

Aqui as coisas já melhoram bastante, encontramos relações peso/potência bem mais interessantes. Temos as exceções, modelos pesados e com pouca potência, como por exemplo Fiat Palio 1.4, Peugeot 208 1.2 e Citroen C3 1.2, estes dois últimos modelos feitos para entregar economia e não potência. Na outra ponta, o Hyundai HB20 1.6 tem uma relação peso/potência ótima, que chega perto a valores de compactos esportivos, com ótimos 8,12 quilos por cavalo. O JAC J2 1.4 também é ótimo neste quesito.

Relação peso potência de sedans com motor 1.3 a 1.6

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Chevrolet Prisma 1.4 – 9,89
Ford Ka+ Sedan 1.5 – 9,53
Fiat Grand Siena 1.4 – 12,22
Fiat Grand Siena 1.6 – 9,75
Honda City 1.5 – 9,67
Hyundai HB20S 1.6 – 8,24
JAC J3 Turin 1.5 – 10,19
Nissan Versa 1.6 – 9,68
Renault Logan 1.6 – 9,00
Toyota Etios Sedan 1.5 – 9,02
Volkswagen Voyage 1.6 – 9,58

Melhor opção – Hyundai HB20S 1.6

Aqui todos os sedãs compactos com motor entre 1.3 e 1.6 ficam bem aproximados entre si, com a exceção do Hyundai HB20S 1.6, que se destaca positivamente. E o outro destaque é negativo, o Grand Siena 1.4 não consegue alcançar seus oponentes e fica bem para trás, com mais de 12 quilos por cavalo.

Relação peso potência dos hatches médios

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Chevrolet Cruze 1.4 Turbo – 8,63
Ford Focus 1.6 – 9,72
Ford Focus 2.0 – 8,20
Peugeot 308 1.6 Turbo – 8,05
Volkswagen Golf 1.4 Turbo – 8,12
Volkswagen Golf 1.0 Turbo – 9,80
Volkswagen Golf 1.6 – 10,3

OBS.: O verdadeiro destaque é o Golf GTI 2.0 TSI com apenas 5,98, mas como ele é muitíssimo mais caro que os demais, fica em uma posição em separado.

Melhor opção comum – Peugeot 308 1.6 Turbo
Melhor opção esportiva – VW Golf GTI 2.0 TSI

Veja que dentre os hatches médios com motor turbo, a relação peso potência é mais interessante, ficando sempre entre 8 e 9 quilos por cavalo (o Golf GTI chega a 5,98). Quando passamos a modelos 1.6, esse valor chega a 10. Isso fora a superior sensação de se usar um carro turbo no dia a dia, nem se compara com um modelo com motor convencional.

Relação peso potência dos sedans médios

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Audi A3 1.4 Turbo – 8,26
Audi A3 2.0 Turbo – 6,00
BMW 320i – 7,72
Chevrolet Cruze Sedan 1.4 Turbo – 8,63
Citroen C4 Lounge 1.6 Turbo – 8,67
Honda Civic 2.0 – 8,23
Honda Civic 1.5 Turbo – 7,66
JAC J5 1.5 – 10,52
Mercedes-Benz C180 – 9,13
Mitsubishi Lancer – 8,06
Nissan Sentra 2.0 – 9,48
Peugeot 408 1.6 Turbo – 8,33
Renault Fluence 2.0 – 9,57
Toyota Corolla 1.8 – 8,89
Toyota Corolla 2.0 – 8,40
VW Jetta 1.4 Turbo – 8,65
VW Jetta 2.0 Turbo – 6,52

Melhor opção – Audi A3 2.0 Turbo

Dentre os sedans médios, o Audi A3 2.0 Turbo se destaca. O modelo tem nada menos que 220 cavalos de potência, e um peso não muito alto. Por isso é a melhor escolha. Os piores são Sentra 2.0 e Fluence 2.0, ambos com peso um pouco elevado e também um motor não muito potente.

Relação peso potência dos sedans grandes

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Neste segmento a realidade começa a virar sonho para muitos! Os representantes aqui são carros de 5 metros ou mais de comprimento, com muita tecnologia e design. Alguns até medem vaga (508) e outros estacionam para você (Passat). E podem ter até 12 cilindros no motor. Muitos donos, inclusive, como no caso de Omega, BMW Série 5 e Mercedes-Benz Classe E e S, Audi A8, Lexus e Jaguar, sentam-se no banco de trás porque não tem tempo para perder dirigindo. Vamos ver o que o topo da pirâmide reserva aos seus endinheirados e bem sucedidos proprietários em termos de relação peso/potência.

BMW 535i 3.0 Biturbo – 5,50
Chevrolet Omega Fittipaldi 3.6 V6 24v – 6,04
Ford Fusion 2.5 – 8,79
Ford Fusion 2.0 Turbo – 7,34
Hyundai Sonata – 8,29
Kia Optima –  8,62
Mercedes-Benz E 350 – 5,77
Mercedes-Benz E 500 – 4,49
Peugeot 508 – 8,67
VW Passat 2.0 T – 6,93
VW Passat CC 3.6 V6 – 5,44 (marca próxima ao do Audi A6)

Melhor opção não muito cara – Ford Fusion 2.0 Turbo

Veja que quanto menos peso por cavalo o carro carrega, mais reais do seu bolso ele leva. Contudo, você não terá do que se arrepender em termos de segurança, desempenho, status e prazer ao dirigir – ou mesmo ao não dirigir.  Agora se seu negócio é pilotar, dê uma olhada nos números dos carros da categoria abaixo.

Relação peso potência dos esportivos e superesportivos

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro
Fotos de carros – BMW M3

No mundo dos supercarros a história é outra: são seguros, equipados, rápidos, raros e…leves, pois carregam materiais nobres até no monobloco e podem ter chassis tubular de alumínio, muitas peças de fibra de carbono, plásticos especiais na carroceria…e por aí vai. Sem contar o ronco do motor que é música para muitos!

BMW M3 V8 – 3,76
BMW M5 V8 Biturbo – 3,52
Chevrolet Camaro – 4,32
Ferrari 458 Italia V8 – 2,61 Kg por cv
Lamborghini Gallardo LP 560M  V10 – 2,73
Mercedes-Benz C63 AMG V8 – 3,70
Porsche 911 4S – 4,14

Melhor opção – Ferrari 458 Italia

Haja fôlego heim! Podem passar de 300 Km/h e sem os apêndices aerodinâmicos, aerofólios e tudo o mais para prendê-los ao chão, literalmente voariam.

Relação peso potência das picapes pequenas

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Elas caíram no gosto de quem têm um pequeno negócio ou de quem quer um carro que não custe muito mais que um carro popular mas que tenha desempenho melhor. Por isso, muitos jovens optaram por elas. Podem ter cabine simples, alongada, estendida ou dupla. Vamos ver a relação peso potência das picapinhas, quando vazias em suas versões mais básicas.

Chevrolet Montana 1.4 – 10,70
Fiat Strada Fire 1.4 – 12,27
Fiat Strada Adventure 1.8 – 9,05
VW Saveiro 1.6 – 9,95

Melhor opção – Fiat Strada Adventure 1.8

Relação peso potência dos picapes médias

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Vamos considerá-las médias por convenção, mas convenhamos que cresceram e apareceram! Vide antiga S10 e Nova S10 para ilustrar o que digo. Viraram sonho de consumo da classe média e embora sejam 4×4 pisam cada vez menos em estradas de terra. Elas tem uma relação peso potência não tão interessante assim, mas com o torque dos motores diesel é sensacional, o desempenho acaba sendo muito bom.

Ford Ranger – 11,31
Chevrolet S10 – 10,21
Mitsubishi L200 Triton Sport – 9,95
Nissan Frontier – 10,45
Toyota Hilux – 11,78
VW Amarok – 11,52

Melhor opção – Mitsubishi L200 Triton Sport

Relação peso potência das minivans e peruas

Resolvi reunir aqui todos os veículos com apelo familiar e/ou de lazer para fins de semana que comportem pelo menos cinco passageiros e alguma bagagem. As peruas vêm perdendo espaço desde o surgimento de minivans no nosso mercado. E os SUVs (Sport Utility Vehicles) ou utilitários esportivos vêm ganhando terreno à medida que ganharam opções menores, mais baratas e com tração apenas dianteira nas versões mais vendidas.

Chevrolet Spin 1.8 – 11,13
Citroën C3 AirCross 1.6 – 11,57
Fiat Palio Adventure 1.8 – 9,40
Fiat Doblo 1.8 – 11,08
JAC J6 – 11,03
VW SpaceFox 1.6 – 11,16
VW Golf Variant 1.4 Turbo – 8,65

Melhor opção – Volkswagen Golf Variant 1.4 Turbo

A VW Golf Variant é uma ótima perua, com desempenho impressionante, pena que a Volkswagen cobra bem mais caro por ela do que pelo Golf, aproveitando por ela ser uma das poucas opções do mercado.

Relação peso potência dos SUVs

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro

Há SUVs como VW Touareg, Porsche Cayenne e Land Rover Range Rover Sport, Vogue e Evoque que têm muita tecnologia embarcada, boa estabilidade e conforto e desempenho de sedan. As peruas como Mercedes Classe E State e Audi Avant e BMW Touring também. Mas é nos recursos fora-de-estrada que os SUVs se destacam.

E, novamente, assim como no segmento acima, carros de diversos segmentos disputam um mesmo cliente. E aqui, mais do que nunca, brigam com sedans luxuosos e mesmo com picapes médias e grandes (no momento apenas Dodge RAM 2500 está disponível no segmento).

Os SUVs mais desejados começam com modelos que têm motor 1.6 ou 1.8 de 4 cilindros como Nissan Kicks, Honda HR-V, Hyundai Creta, Jeep Renegade, Mitsubishi ASX, Hyundai ix35, Kia Sportage e Honda CR-V. E a partir de certo ponto, como preço parece não ser um problema para quem os compra, opções V6 e V8 e turbodiesel de quatro ou mais cilindros engrossam a lista de opções. No exterior já existem alguns modelos híbridos (motor elétrico mais motor a gasolina) neste segmento, o que pode vir a se tornar uma tendência em tempos ambientais.

Chevrolet Tracker 1.4 Turbo – 8,97
Dodge RAM 2500 6.7 V6 Turbodiesel (3279 Kg/ 310 cv) – 10,58
Ford EcoSport 1.5 –9,07
Ford EcoSport 2.0 – 7,72
Honda CR-V 2.0 – 10,19
Honda HR-V 1.8 – 9,14
Honda WR-V 1.5 – 9,82
Hyundai  Santa Fe 3.5 V6 – 6,59
Hyundai Creta 1.6 – 9,97
Hyundai Creta 2.0 – 8,43
Hyundai ix35 2.0 – 8,98
Hyundai New Tucson 1.6 Turbo – 9,18
Hyundai Tucson 2.0 – 10,62
JAC T40 1.5 – 9,09
JAC T5 1.5 – 9,53
Jeep Compass 2.0 – 9,20
Jeep Compass 2.0 diesel – 10,30
Jeep Renegade 1.8 – 10,02
Jeep Renegade 2.0 diesel – 9,58
Kia Sorento 2.4 – 10,23
Kia Sportage 2.0 – 7,96
Land Rover Range Rover Vogue 5.0 V8 – 5,25
Nissan Kicks 1.6 – 10,02
Peugeot 2008 1.6 – 9,88
Peugeot 2008 1.6 Turbo – 7,12
Porsche Cayenne Turbo – 4,71
Renault Duster 1.6 – 10,12
Renault Duster 2.0 – 8,80
Suzuki Jimny – 12,82
Suzuki S-Cross – 8,15
Suzuki Vitara – 8,01
Toyota Hilux SW4 diesel – 8,66
VW Tiguan 1.4 Turbo – 10,01
VW Touareg V6 – 7,26
VW Touareg V8 – 5,76

Melhor opção dentre os modelos não tão caros – Peugeot 2008 1.6 Turbo

O destaque óbvio aqui é o Porsche Cayenne Turbo, com relação peso/potência de sedan esportivo. E entre os menos caros, os SUVs compactos, temos o Peugeot 2008 com uma relação peso potência invejável de 7,12 quilos por cavalo. Acolhemos a RAM aqui por ela ser a única representante do segmento de picapes grandes no mercado e por concorrer com muitos dos modelos aqui apresentados.

CONCLUSÃO

A Relação Peso/Potência ajuda o consumidor a ter uma noção da sensação que vai ter com o carro que pretende comprar. É claro que este dado por si só não é suficiente para coroar ou crucificar um automóvel. Fatores como torque do motor, câmbios bem escalonados, modernidade do projeto e boa aerodinâmica são outros fatores importantes que podem ajudar um carro não tão leve a parecer melhor e vice-versa.

Apresentamos os números dos carros quando vazios, porém, é possível somar ao peso do carro o peso aproximado dos ocupantes e das bagagens e dividí-lo pela potência para se ter uma idéia de seu comportamento quando cheio.

E apenas para se ter uma idéia dos carros do passado, vamos citar um queridinho do Brasil, o Fusca 1.6 a gasolina: ele tinha uma relação peso potência de 12 Kg/cv (800 Kg/57 cv). Outros ícones do passado: um Opala 4 cilindros 2.5 Álcool tinha uma relação de 14,45 Kg/cv (1272/88) enquanto o mesmo carro em versão 6 cilindros 4.1 a álcool oferecia 11,16 Kg/cv. Um Gol GTS 1.8/S a álcool tinha 9,69 Kg/cv (960/99).

Na minha opinião deveria haver um selo vem visível no parabrisas de um carro exposto no show-room e também na capa do manual do proprietário ostentando, por exemplo, “RPP = 10,22”. Enquanto isso não acontece…Calculadora na mão (todo celular tem) e boa compra! Este número facilita a escolha? O que você acha?

Por Gerson Brusco Gonzalez

Relação peso/potência: faça a conta antes de comprar o próximo carro
Nota média 4.8 de 13 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email