_Sem Categoria

Carros automáticos até 40 mil

Carros automáticos até 40 mil

No mercado de carros novos, com R$ 40 mil nas mãos, não dá para comprar um carro automático. Nem ao menos automatizado. Mas, para ter um bom carro com esse equipamento de conforto na garagem. Então, selecionamos alguns carros de diversos segmentos e com até cinco anos de uso, que oferecem esse tipo de transmissão, que pode ser automática com engrenagens, automatizada de dupla embreagem ou CVT.


Como a maioria dos consumidores tem ressalvas quanto ao câmbio automatizado comum, decidimos retirar essa opção da lista abaixo, incluindo apenas modelos com sistemas puramente automáticos, que não apresentam os indesejáveis buracos nas mudanças de marcha, sendo dispositivos mais sofisticados e que oferecem maior conforto e até mais economia que a tecnologia que automatiza um câmbio de mudanças manuais.

No grupo, estão presentes carros de alguns segmentos, tendo hatches compactos e médios, sedãs compactos e médios, minivans e utilitários esportivos. Alguns modelos também estão presentes na lista de até R$ 30 mil. Outro ponto é que nem todas as opções estão incluídas, sendo que alguns modelos importados de baixo volume ou mesmo raros no mercado, não representam uma boa opção, devido aos custos maiores com reparabilidade e manutenção.

Então, confira abaixo algumas boas opções de carros automáticos até 40 mil, que atendem a diversos perfis de consumidores no Brasil:


Citroën AircrossCarros automáticos até 40 mil

Nasceu como minivan e virou crossover. O Aircross tem porte compacto e chama atenção pelo acesso fácil ao interior, além de oferecer bom espaço interno, versatilidade e porta-malas coerente com 403 litros. Seu motor 1.6 16V tem até 122 cavalos e bom torque, mas sua transmissão automática tem somente quatro marchas no modelo 2013. O câmbio EAT6 chegou apenas recentemente. A versão Exclusive tem bom conteúdo, mas a série Atacama conta com visual mais atraente, embora não tenha tanta oferta quanto as demais. O C3 Picasso é outra opção, mais urbana e elegante.

Citroën C3

Carros automáticos até 40 mil

Um hatch que chama atenção pelo estilo e conforto é o C3. As versões com para-brisa Zenith são as mais interessantes, assim como a Exclusive, que vem bem completa, incluindo sistema de entretenimento. A Tendance, no entanto, é mais fácil de achar. Com 300 litros no porta-malas e dimensões bem contidas, o compacto da Citroën se apresenta já com visual atualizado por esse preço, o que é muito bom para evitar uma desvalorização maior. Motor e câmbio são os mesmos do Aircross, o que lhe confere desempenho melhor.

Chevrolet Cobalt

Carros automáticos até 40 mil

O sedã compacto da General Motors é uma opção muito boa para quem quer um carro grande, com bom espaço interno e porta-malas generoso, com 563 litros. Das versões oferecidas, a LTZ automática é a mais interessante, apesar do sistema de áudio desatualizado em relação ao MyLink dos modelos mais recentes. O motor 1.8 VHC Flex de até 108 cavalos entrega bom torque em baixa, o que garante respostas melhores e economia. Ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, rodas de liga leve e faróis de neblina são de série.

Chevrolet Spin

Carros automáticos até 40 mil

A minivan da Chevrolet é uma alternativa para quem tem família grande ou precisa de muito espaço no porta-malas. O espaço é bem generoso e geralmente tem 710 litros com cinco lugares, mas com sete, o espaço cai para apenas 162 litros. Apesar das críticas ao design, a Spin chama atenção por sua versatilidade, sendo uma opção boa a versão LTZ, apesar da maior oferta da LT. O conteúdo é satisfatório com ar, direção, trio e rodas. Seu motor 1.8 8V Flex dispõe de até 108 cavalos. É confiável e robusto, enquanto o câmbio de seis marchas é bom.

Ford New Fiesta

Carros automáticos até 40 mil

Para quem gosta de um compacto premium de estilo moderno ainda hoje e com boa dirigibilidade, ele cai muito bem. Tem boa oferta entre os carros automáticos até 40 mil e, quando equipado com esse tipo de transmissão, oferece somente o motor Sigma 1.6 com até 128 cavalos, o que é muito bom, mas a transmissão é a Powershift de dupla embreagem. Se a correção foi feita, menos mal. Caso contrário, vá e faça antes de algum problema. Fora isso, é um carro apreciável, apesar do porta-malas com 280 litros apemas. SE e Titanium são as opções mais encontradas.

Ford Focus

Carros automáticos até 40 mil

O hatch médio da Ford é encontrado geralmente na geração antiga, que não vinha com o Powershift, mas uma caixa automático de 4 marchas. Apesar de relatos de defeito, é uma opção interessante se o carro estiver em ordem. Seu motor 2.0 16V de até 148 cavalos, garante boa performance, mas não com tanta economia. A GLX é a mais ofertada no mercado e já traz ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, sistema de áudio, rodas de liga leve, entre outros. O bagageiro tem apenas 328 litros, mas o sedã tem 526 e mesmo preço.

Honda CityCarros automáticos até 40 mil

O sedã compacto japonês tem uma boa relação custo-benefício. Com estrutura robusta e de boa qualidade, o City tem desempenho adequado com o motor 1.5 i-VTEC de até 116 cavalos, mas seu câmbio automático de 5 marchas não tem a mesma eficiência em consumo do modelo da geração seguinte, que tem CVT. Ainda assim, é um bom carro e é encontrado tanto na versão LX, quanto na EX. Dê preferência pela segunda, mais completa. Seu porta-malas tem 506 litros, o que é muito bom para seu porte.

Hyundai HB20/S/X

Carros automáticos até 40 mil

 

O vice-líder pode ser adquirido entre os anos de 2013 a 2016, sendo que desse período existem dois estilos diferentes de para-choque. No mercado, a versão Comfort Style é a mais encontrada. Ela traz sistema de áudio integrado com USB e Bluetooth. Pouco alterado desde seu lançamento em 2012, o HB20 mantém o bom conjunto. Motor Gamma 1.6 de até 128 cavalos e câmbio automático com seis marchas são destaques. O bagageiro tem bons 300 litros, mas o sedã HB20S peca por oferecer apenas 450. Os mais antigos são da versão Premium. As versões HB20X Style e Premium são também acessíveis, assim como o HB20S Premium.

Peugeot 208

Carros automáticos até 40 mil

O Peugeot 208 antes da atualização visual era um carro com acabamento pouco melhor, tendo inclusive iluminação interna em LED. O hatch tem motor 1.6 tem até 122 cavalos e o câmbio de 4 marchas, ajudam. Com gasolina, ele até oferece economia mas no etanol o consumo é elevado. Multimídia, i-Cockpit, direção elétrica, ar-condicionado dual zone, teto panorâmico, bancos envolventes, DRL´s em feixe de LED, entre outros, atraem.

Renault Duster

Carros automáticos até 40 mil

O SUV compacto da marca francesa tem uma boa relação custo-benefício, mas não agrada em acabamento. Se isso não for problema, ele te oferece bom espaço interno e porta-malas generoso com 475 litros. Robusto, o Duster foi feito para países como o Brasil e assim ele cumpre bem seu papel em conforto. As opções no mercado de usado geralmente se resumem à Dynamique e Tech Road, esta última mais rara. Seu motor 2.0 tem até 142 cavalos e o câmbio automático de 4 marchas limitam a eficiência e a performance.

Renault Fluence

Carros automáticos até 40 mil

Há um sedã médio que muitos ignoram, mas que é um bom carro. Este é o Fluence ainda está no site da Renault, mas sua produção já cessou. Mesmo com cinco anos de uso, pode-se encontrar muitas unidades com quilometragem boa e em estado de conservação satisfatório. Equipado com motor 2.0 de até 143 cavalos, ele atrai por seu câmbio CVT, que ajuda em consumo e conforto. A chave-cartão é um destaque do modelo. Versões Dynamique e Privilége são as mais encontradas. Porta-malas, por exemplo, tem 530 litros.

Carros automáticos até 40 mil
Nota média 4.7 de 3 votos

  • carloscomp

    Gostaria de deixar minha contribuição, comprei um Focus 2.0 AT usado com 50 mil km em 2014, na própria Ford, e só fiquei 7 meses por conta de problemas de injeção incorrigíveis pela mesmíssima Ford. Não compro mais Ford e não recomendo a ninguém.

    • Lareiro

      Que pena! Mais um problema a somar ao Powershift rs

      • carloscomp

        Mas nem era, era o AT de 4 marchas com conversor de torque…

    • Danillo Barros

      Eu gosto desse Focus, mas a Ford não ajuda… Acho que eles tem raiva do Brasil por conta da Fordlândia… Kkkkkkkkkkk

    • José Barbosa

      Cara, o Focus, de todos os carros que já tive, foi o único que eu não sabia resolver alguns de seus problemas mecânicos. Pior, nem os mecânicos de confiança sequer tinham ideia. Por isto, na hora de revender, o mercado recusa.

      • Scot Lemmon

        Tenho um Titanium 2012, estou com ele a 5 anos e só troquei o coxim superior (que por sinal dá problema em todos os focus), o carro está com 130k e não mexi com óleo de cambio (recomendado para 100k). Acho que carro tem um lance de sorte. Agora, quanto as concessionárias…nem vou comentar, as piores experiencias que tive.

        • José Barbosa

          Além da idade, o meu dava problemas clássicos em temperaturas extremas. Tinha um que o carro começava a falhar (este ninguém descobriu) quando estava muito quente (> 30°C) e com o tanque relativamente baixo. Embora eu jurasse que era a bomba, meu mecânico de confiança testou e estava tudo bem com ela. Já no frio “extremo” (< 5°C), o painel se "apagava" por completo. Isto e outros problemas, principalmente elétricos, com extrema dificuldade de encontrar peças e pessoas que soubessem consertar, me fizeram entender porque o carro tem tanta rejeição do mercado, embora seja uma máquina mecanicamente muito interessante, quando funciona.

      • Paulo Reis

        Cara, é apenas questão de know how. Sugiro acessar e seguir ao Clube do Focus no Facebook, ou nas paginas forum. Lá tem uma informação rica de defeitos e soluções. Mechanico não conhece os classicos problemas da admissão variável do 2.0 duratec, da qual sim vai dar uma surra no cara mau informado. Até a própria css ford pode te deixar na mão se forem ruim de mecãnico, olha que acontece. É um carro confiável e fácil de levar caso você esteja ciente destes clássicos problemas: admissão variável por solenóide e, coxim hidraulico direito – ambos acontecem a cada XKM e, fácil detecção para quem conhece. Além do coxim do agregado da suspensão dianteira, da qual pode fazer barulho antes dos 100 mil KM. No mais, é preventiva básica, onde as peças, algumas caras, outras normal, duram muito mais que um carro da mesma categoria. Sendo o AT 4 marchas, um pré avaliação de um especialista vai lhe dizer se está íntegro. Este câmbio é suave, porém, ele sofre mais com um uso indevido, sabendo utilizar vai encontrar vários relatos de modelos com 150 mil sem problemas. Quando mal uso os problemas aparecem logo. Tenho um Titanium 2012 AT e, só alegria.

        • José Barbosa

          Bem, defeitos clássicos eu também tive. Na época que morava no sul do país (em que o clima varia muito), numa semana de calorão meu compressor do ar condicionado pifou. O dono da oficina disse que eu já era o terceiro, e em breve esperava receber mais, era quase um clássico.
          Não é um carro tão “modernoso” a ponto que justifique mão de obra tão especializada. Se você pensar que os concorrentes diretos seriam o Astra, Golf e Linea, é “muita frescura” necessitar de uma mão de obra tão especializada. Já o problema do que acho que é a bomba ninguém nunca resolveu. Como eu morava perto de uma cooperativa de táxi, o que nunca me faltou foi mão de obra que saiba mexer com tudo quanto é tipo de carro, bem como indicar outros profissionais.

          • Paulo Reis

            José, ai que esta, não é frescura não, é conhecimento mesmo. Procure no youtube videos de mecânico com dicas sobre o problema de adimissão/injeção do duratec. Vai perceber que são poucos, mas certeiros na solução – bem simples alias. Também, seguindo o clube do focus no face, relatos de gente da qual não conseguiram arrumar em tal mecânico e pedindo dicas? Não se compara com Astra e Golf (fora a versão turbo), motores de concepção simples. Sendo a injeção FIC – ford injection control, ja elimina metade dos mecânicos nos serviços de scanner – maioria utiliza injeção de mercado: delphi e magnetic marelly. Sobre o A/C, não vejo relatos com tal frequência, no meu caso, acho que pelos bancos de couro, em dias muito quente de fato demora a esfriar o carro. Só com o recirculador de ar fechado que consigo boa temperatura.

      • Unknown

        Os outros carros que você teve foram fusca, brasília e gol quadrado. Kkkkkk

        • José Barbosa

          Não, tive carros que apresentam defeitos previsíveis.

    • Gustavo Baeta

      Tive um Ghia hatch A/T 2010 por 3 anos, excelente carro, dinâmica incontestável, convivi com alguns problemas solucionáveis, contudo minha decisão de vendê-lo foi quando problemas de injeção surgiram aos 85mkm.

    • V8 Biturbo

      Os problemas que eu conheço no Focus são o powershift (crônico), caixa de direção (inúmeros casos) e bomba.

  • Paulino Lino

    O Fluence é um excelente carro. Bom motor, transmissão CVT que gera muita confiança e sem falar no ótimo espaço interno e porta malas. Pra quem não liga tanto pra desvalorização e fica um bom tempo com o carro vale muito a pena.

    • Leandro Figueiredo

      Da pra achar Fluence CVT 2012/13 por 35k. Melhor cxb junto com o City.

      • Paulino Lino

        Concordo!

    • honerb

      Excelente carro. Tenho um há 6 anos. Confiável e com manutenção fácil.

    • Luciano Souza

      Comprei um Fluence Privilege 15/16 com 23.000km!! Carro perfeito, com 6 airbags, Controle de tração e estabilidade, teto solar, xenon de fabrica, banco de couro, muito mais confortavel que Civic e Corolla!! Amplo espaço interno!! Estou adorando o carro.

      • Paulino Lino

        Parabéns pela compra. Além de ser um bom carro eu ainda o acho muito bonito. Parabéns mesmo!

    • José Barbosa

      Principal problema é o consumo, que parece ser muito alto se comparado com outros veículos do mesmo porte.

      • Paulino Lino

        Sim mas o motor 2.0 não ajuda no consumo. Vc tem razão em relação a isso.

        • Luciano Souza

          È verdade!! Mas é um 2.0!! Anda bem…

      • Luciano Souza

        Sim, mas para quem saiu de uma Toro 1.8, é mais economico!! Estrada faz 12km/l na cidade 7 km, na gasolina.

        • Unknown

          Na estrada ok, mas 7 na gasolina na cidade é doído hein!

    • Guilherme Batista

      Acho que vale muito a pena, principalmente pq já compra desvalorizado então no final acaba perdendo menos.

      Acho mais negócio do que pagar 15k a mais pra ter um corola ou civic com mesmo nivel de equipamento.
      Prefiro guardar a diferença e investir

  • Felipe

    É um crime indicar qualquer carro com câmbio AL4, câmbio frágil e problemático. Todos os carros da Peugeot e Citroen de 4 marchas usam esse cambio que é péssimo. Podiam ter colocado o cruze na lista. Uma verdadeira barganha pelo preço.

    • Leandro Figueiredo

      Não sei pq a Pug insistiu tanto tempo nesse câmbio. Era melhor ter apenas opções manuais do que sujar mais o pós venda da marca. Agora já utilizam o ótimo Aisin de 6 marchas em toda a gama, mas muita gente se afasta devido a fama dos automáticos da PSA. E acho que o cruze automático passa de 40 mil no usado mais barato à venda.

      • Felipe

        Você encontra 2012 LT sem couro por 37-38

    • Murilo Ramos

      Tive dois carros com cambio AL4 e nunca deram dor de cabeça alguma, porém os cliente que tinham carros abaixo de 2011 com esse cambio reclamavam muito mesmo!!!

      • G E O

        Minha irmã teve um C4 hatch automático. Era 2010. Deu problema assim que saiu da concessionária rsrs

    • Leonardo Teixeira

      Eu tenho um 307 AT, ele é problemático por causa das próprias montadoras que falaram que o óleo era vitalicio. Troquei o óleo e as solenoides de pressão e nunca mais tive problema, gastei 1200 reais pra deixar o cambio novo. Difícil achar um cambio AT com preço tão bom de manutenção

    • Celio

      Tenho um 307 2010 desde 0 km e esse projeto inútil de câmbio já me deu problema 2 vezes. Uma com apenas 12.000 km e a outra agora aos 50.000 km. Carro ótimo, mas o câmbio não serve nem para peso de papel. Não recomendaria Peugeot e Citroën com AL4 nem para inimigos.

    • Vinicius Vasques

      Acho que você está uns 5 anos atrasado em mecânica da PSA. O AL4 saiu de linha pro AT8 quando o C3 e o 208 chegaram em 2013. O único “problema” foi ter mantido as mesmas 4 marchas que deixaram ele um cambio bastante beberão.

    • Bruno@BRN.CS

      Felipe, qual o relato de problemas que você sabe sobre esse câmbio? O consumo elevado já conhecia, mas problemas crônicos ainda não ouvi nada diferente dos pares.

      • Felipe

        Só pesquisar no google meu nobre, “problemas cambio AL4”

  • Leonardo

    Se gasolina não for um problema, o melhor carro até esse preço que se pode comprar é o Azera do modelo antigo. Carro bastante confortável e bem acabado e muito potente.

    • El Gato Negro

      Normalmente não indico e não me encantam os Hyundai. Mas você citou, pra mim, a única exceção. Concordo contigo! O Azera, no modelo antigo, bem conservado, é um excelente negócio.

    • Lucas

      Você tá certíssimo, o problema é encontrar exemplares em bom estado de conservação… A maioria caiu na mão dos vileiros que rebaixam, enchem de som e nunca levam na oficina. Aliás, esse foi o mesmo destino dos Civic 2010, 2011… Uma pena.

    • Guilherme Batista

      Eu vou de Accord que apesar de ser V6, tem o desligamento de cilindros que o deixa com consumo de 2.0

  • Verdades sobre o mercado

    C3 Aircross (ou C3 Picasso) não recomendo mesmo ! Tive um C3 Picasso 2013 comprado com 22.000 km, muito novo (trabalhei no ramo por 21 anos, portanto conheço bem um bom automóvel). Não era automático, mas já bebia bem no manual, imagine no automático de 4 marchas ! Além disso me deu manutenção que normalmente não deveria dar antes de 60.000km: eletroventilador, buchas de suspensão dianteira(que acabaram estragando os pneus) e problemas na parte elétrica com gastos de mais de R$ 1.000,00 e carro no meio da rua. Total do prejuízo: R$ 4.500,00 em um ano e apenas 10.000km rodados, sendo que os serviços foram feitos em boas oficinas idependentes. É um bom carro, mas o consumo e a manutenção jogam forte contra.

  • Richard

    [off] Falando em carro AT, alguém que já dirigiu ou tenha o Onix automático, poderia falar do consumo e do desempenho com ar ligado e desligado desse carro?

    • Danillo Barros

      Eu tenho um prisma AT e é bem tranquilo em consumo, mas vc percebe que sobra câmbio e falta motor. 15km/L na Br andando a 100/110.

      • José Barbosa

        Considerando que ele é o mesmo e dá conta do Ecotec do Cruze (não sei se o atual, mas o antigo com certeza), é para sobrar câmbio mesmo.

    • Raul Pereira

      Tenho um Onix 15/15 AT LT, não da um pingo de dor de cabeça. Só o freio que começou a fazer um barulho bem chato em pisadas mais pesadas e persiste mesmo depois da revisão e troca de pastilhas e freios. O consumo é em dentro de um padrão pro AT. Faço a média de uns 7 no etanol dentro do bairro

      • Richard

        até q não está ruim, o atual deve ter um consumo melhor com as alterações que a gm fez no motor e câmbio.

    • Wellington Myph13

      Do anterior o consumo é bem elevado, médias de etanol na cidade entre 5-6km/l e estrada já chega em 10 por causa da 6a marcha, mas se passar de 120 ele baixa de 10…
      O novo já teve melhora na configuração do câmbio, e as alterações no motor melhoraram bem o consumo, chegando entre 7-8km/l de etanol na cidade e de 11-12km/l na estrada.
      Isso são consumos de uso Normal, nada vovô, sem ficar “passeando” em avenidas…

  • Mayck Colares

    Já tive o c3 (ano passado) e o 208 (esse ano) justamente buscando nessa faixa de preço semi novo, comprei os 2 com 20 mil km, são carros muito parecidos. O 208 é mais suave na direção, o c3 tem um pouco mais de trancos no câmbio. O para-brisa zenith do c3 é bem mais interessante que o teto do 208. E o interior do 208 é muito mais bonito. De diferença em equipamentos são os tetos o 208 tem a central multimídia que o c3 do meu ano não tinha e o ar digital 2 zonas que no c3 era única. O c3 tinha a mais o retrovisor fotocromico. Ambos são bons carros.

  • Raul Pereira

    Estamos quase comprando um 208 Active Pack PCD pra minha mãe aqui em casa. É um carro bem completo em equipamentos e valor atrai muito, mesmo agora no ultimo mês que atualizou para 18/19 e subiu um pouco ainda tem valor de parcela muito menor que das outras marcas – a única que alcançou foi o March SL CVT, mas acho que ele além de feio é bem pior de mercado aqui em São Paulo, fora que muitos reclamam dos defeitos que a Nissan anda dando. Estava fazendo uma conferência final dos equipamentos e o único defeito é que não tem Hill Assist e ESP. Mas até ai o uso que ela fará é dentro do bairro, o trabalho dela fica a 10 min de casa, então acho que para isso, não fará diferença, a considerar o preço final financiado. Alguém tem alguma opinião ara ajudar a decisão?

    • Hugo Leonardo

      Eu tenho um 208 Griffe, meu carro anterior era um Fiesta SE Powershift. Pesquisei bastante e conversei com proprietários, porque sempre ouvi falar muito mal da Peugeot e não queria sair de um carro problemático pra pegar outro. Só que eu me surpreendi muito com o 208. Já tem 1 ano e 8 meses de uso, 34 mil km rodados e até agora zero problemas, nem ruídos, nada. Só manutenção preventiva.

    • Wellington Myph13

      Um Polo Comfortline sai por 67500, daria uns 5-6mil a mais que o 208, mas tem muito mais coisa…
      Tentei encontrar a lista de itens de série desse 208 Active Pack mas não achei. Não parece nada além do básico.
      Honestamente, o carro é bom, mas mesmo como PCD, não terá nenhum “retorno” com a venda em 2 anos, vai ter que “dar” ele em alguma revenda ou até mesmo se tentar vender no particular…
      Se pegar um Onix ou Prisma LT AT6 como PCD, terá um bom carro, talvez menos acabado e com desempenho mais acanhado, mas certamente mais econômico e terá um bom retorno na revenda em 2 anos.
      Carro não é investimento, mas um carro de mercado adquirido como PCD traz retornos de 3 até 8mil dependendo do modelo. Tenho cliente que faz isso e a cada 2 anos ele fatura entre 5-6mil reais, sempre trocando de Honda Fit pra Honda Fit, e recentemente pegou um Creta…

      • Vinicius Vasques

        O 208 pra PCD é a Active Pack AT6, custa na casa dos 41k com todos descontos.

        • Wellington Myph13

          63.990,00 que fica 44.990,00 com as isenções. Tá no site deles.
          Só que não achei a lista de itens de série dele.
          Deve ser o “básico”: CMM , vidro nas 4, retrovisor elétrico, trava elétrica, alarme, chave canivete, rodas de aço 15″ e talvez faróis de neblina…

          • Vinicius Vasques

            hum, aumentou bastante o preço hein? De série vem o básico mesmo, completando sua lista:volante com couro, rodas de liga leve 15″, farol de neblina e controle de velocidade.

            • Wellington Myph13

              Mas aí está bem completinho… Apesar de parecer básico, muitos outros cortam metade dessa lista aí nas versões mais baratas…

              • Vinicius Vasques

                Vai por mim, o 208 fase 1 deixava o atual no chinelo em questão de equipamentos e acabamento.

  • João Holmes

    Se for para pegar Aircross ou C3 Picasso melhor pegar logo um C4 Picasso. Acha fácil um por 35k.

  • Samuel Batista

    Uma opção interessante nesta faixa de preço é o Kia Picanto. OK, ele realmente é pequeno (porta malas minusculo) e a motorização é fraca (1.0), mas é um veiculo leve, urbano, ágil (direção elétrica), e bem completo. Uma pena que, pelo menos no meu caso, o consumo está sendo beeem alto… fazendo entre 9,5~10km/l na gasolina na cidade. Paciencia rs

    • José Barbosa

      Não sei a geração atual, mas a antiga além de ágil era incrivelmente frágil. Não vale nem um pouco a pena, era algo compreensível quando câmbio automático era uma raridade entre os compactos, o que, felizmente, tem mudado.

  • Vinicius Vasques

    Não Felipe, não são …vou explicar. O câmbio automático de 4 marchas da PSA que atualizou o AL4 se chamava-se AT8 (mas continuava com 4 marchas). O AT8 basicamente resolveu os problemas de quebra e consumo de óleo que fizeram a má fama do AL4. Isso aconteceu em 2011 no Palas, 307 e 407 e ampliou com a chegada do C3 e 208 no Brasil. Em 2016 o AT8 ainda recebeu uma nova atualização melhorando o consumo (retrabalho de relação e adição do modo ECO), até ser aposentado pelo Aisin AT6 como você colocou no link.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email