Honda Matérias NA Motos

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)
Honda XRE 300

Sobretudo nos segmentos de motos mais baratas, a Honda domina no mercado brasileiro. E entre as trails a situação não é diferente. A Honda XRE 300 chegou ao Brasil em junho de 2009 e, desde então, se posiciona como a mais vendida em sua categoria.

Mesmo com a fama do motor problemático, a trail japonesa conquistou os olhares dos consumidores locais.


Passados longos 10 anos, a Honda XRE 300 segue praticamente a mesma moto. Todo o projeto é o mesmo. Todavia, neste período, a trail recebeu três reestilizações, sendo a última delas anunciada no fim de 2018 e a mais expressiva de toda a história da motocicleta.

Vale lembrar que a XRE 300 é praticamente irmã da CB 300R, que já foi extinta para dar lugar à CB Twister. E como a XRE 300 liderava com folga, a Honda preferiu por não investir bilhões numa moto completamente nova e optou por mudanças significativas no visual, equipamentos e em alguns pontos na mecânica.

Mas você já deve estar pensando que a Honda XRE 300 não é lá essas coisas pela fama de trincar o cabeçote do motor, certo? Pois bem. A Honda garante que sanou os problemas e a nova XRE 300 2019 não proporciona mais tal dor de cabeça para os novos proprietários.

Conheça abaixo todos os detalhes e os principais pontos da história da Honda XRE 300:

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – história

Foi em junho de 2009 que a Honda apresentou aos brasileiros sua nova dupla de motocicletas para substituir outras duas motos já consolidadas no mercado.

A CB 300R foi anunciada para ocupar o lugar da CBX 250 Twister, enquanto a XRE 300 chegou para substituir a XR 250 Tornado e também a NX4 Falcon 400. Ou seja, uma responsabilidade e tanta.

Enquanto a CB 300R parecia ser uma evolução da antiga Twister, usufruindo do mesmo conceito, a XRE 300 era uma motocicleta totalmente nova em relação à sua antecessora.

O visual, por exemplo, nada tinha a ver com a antiga. O destaque era o farol e o para-lama superior fixados diretamente no chassi, ficando isolados do guidão – algo semelhante aos modelos da BMW e Suzuki.

Para substituir tanto a Tornado como a Falcon, a nova XRE 300 estreou com características para uso na cidade, na estrada e também no fora de estrada. Abandonou o banco liso da Tornado e adotou um assento em dois níveis.

Entre os demais destaques, ela trouxe painel de instrumentos digital com conta-giros, chave de ignição com sistema de proteção shutter-key, farol mais potente e tanque num formato para acomodar melhor as pernas do condutor.

O motor da primeira XRE 300 é o mesmo do modelo atual, um monocilíndrico, refrigerado a ar, com injeção eletrônica. Ele rende 26,1 cv, a 7.500 rpm, e 2,81 kgfm, a 6.000 rpm, atrelado a um câmbio de cinco marchas.

Vale lembrar que a antiga Tornado usava um câmbio de seis marchas. Entretanto, a marca precisou substitui-lo por um de apenas cinco devido ao aumento de torque.

O modelo tinha preço inicial de R$ 12.890 e podia ser encontrado nas cores metálicas amarelo, preto e vermelho.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Em março de 2013, a Honda XRE 300 passou por suas primeiras mudanças. A motocicleta recebeu um visual atualizado, com abas laterais do tanque redesenhadas para acomodar o novo tanque de combustível, que passou a acomodar 13,4 litros.

Ela podia ser encontrada nas cores branca, vermelha metálica e preta.

A principal novidade, porém, foi a introdução do motor 300 flex. Com gasolina, manteve os mesmos 26,1 cv e 2,81 kgfm. Já com etanol, passou a gerar 26,3 cv e 2,85 kgfm. O preço inicial era de R$ 13.290 para o modelo Standard e R$ 14.990 para a variante com freios C-ABS.

A nova XRE 300 2019 está disponível em três versões, sendo que as diferenças ficam por conta das opções de cores e também pelos grafismos.

Em outubro do mesmo ano, a XRE 300 passou a oferecer a versão especial limitada XRE Rally, inspirada no modelo de Team HRC (Honda Racing Corporation).

Ela tinha como diferencial itens na cor vermelha, como a carenagem do farol, para-lama dianteiro, banco e carenagens do tanque, além de grafismos inspirados na CRF 450 Rally e detalhes na cor branca. Sem ABS, custava R$ 13.700.

A XRE 300 Rally voltou a ser vendida em março de 2015, mas agora com grafismos em vermelho, branco e preto, rabeta na cor preta e carenagem do farol também em preto fosco. Ela passou a contar também com freios C-ABS, por R$ 16.576.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Já em fevereiro de 2016, a Honda XRE 300 2016 chegou com novos retoques no visual, com carenagens laterais redesenhadas, novos grafismos e novas cores.

Além disso, ganhou um novo painel de instrumentos, novos comandos no guidão (agora com lampejador de farol) e aumento na capacidade do tanque de combustível, indo de 13,6 para 13,8 litros. A tampa do tanque passou a ser do estilo “aviação”.

Além disso, o motor 300 flex passou a gerar até 25,6 cv e 2,8 kgfm, uma redução frente aos 26,3 cv e 2,85 kgfm da linha anterior. Isso por conta de alterações para atender às novas regras de emissões de poluentes. O preço era de R$ 15.560 para a Standard e R$ 17.750 para a C-ABS.

No ano de 2017, a Honda XRE 300 2018 estreou apenas a nova versão especial Adventure. Por R$ 17.990, o modelo especial contava com um visual de gosto duvidoso, com pintura em preto e prata e grafismos amarelos até nos aros das rodas.

A última e mais relevante das alterações da Honda XRE 300 foram anunciadas em novembro de 2018. Confira a seguir mais sobre a linha atual da trail.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – detalhes

Lançada em setembro do ano passado, a atual XRE 300 2019 traz as primeiras mudanças visuais significativas para a sua linha. Tudo isso para não ficar para trás da nova Yamaha Lander 250, que também foi renovada (embora tenha mantido o mesmo chassi, motor, câmbio e diversos outros componentes da geração antiga).

Praticamente todos os componentes estéticos foram redesenhado. O farol agora tem um desenho diferenciado, aos moldes da CB Twister, e numa nova carenagem.

Junto a ele está o para-lama com um “bico” mais curto e estilizado (como na irmã menor XRE 190), além das abas do tanque mais envolventes. Todas as carenagens laterais e traseiras são novas. Os retrovisores também são novos

Na traseira, o destaque fica por conta da nova lanterna, que aparentemente é a mesma da naked CB Twister. Há também alças laterais maiores. Fora isso, farol, lanterna e piscas são totalmente em LED, que segundo a marca proporcionam menor consumo de energia e maior durabilidade.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

O painel de instrumentos da XRE 300 segue sendo totalmente digital e com visual “black-out”, mas agora tem dados de consumo médio e instantâneo.

Na mecânica, a XRE 300 2019 sai de fábrica equipada com sistema de freios ABS antitravamento de dois canais independentes. Há discos de 256 mm na dianteira e 220 mm na traseira. Por conta dessa e das demais alterações, a trail está mais leve em 5,4 kg, passando a pesar 148 kg a seco.

O motor de 291,6 cc segue sem alterações, podendo entregar até 25,6 cavalos de potência. O câmbio poderia ter sido substituído pelo de seis marchas da CB Twister, mas se manteve com só cinco velocidades.

A XRE 300 2019 é vendida com garantia de três anos, sem limite de quilometragem. A marca oferece também sete trocas de óleos gratuitas.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – defeitos

O motor da Honda XRE 300 tem a fama de ser frágil demais. Logo nos primeiros exemplares, muitos proprietários da motocicleta e também da CB 300R (que usa o mesmo propulsor) reclamaram de problema de trincas e vazamento de óleo no cabeçote.

A própria Honda admite que esse motor da CB 300R e também da XRE é praticamente o mesmo das antigas Tornado e Twister 250. Porém, foram subdimensionados de 249 cc para 291 cc.

Como parte disso e também para atender às exigências de emissões de poluentes, esse propulsor recebeu injeção eletrônica com foco na eficiência, alterações no sistema de mistura ar/combustível (com mais entrada de ar do que de combustível, deixando a mistura pobre para atender ao Promot), óleo inadequado e um sistema de escape que retém os gases mais quentes, dificultando o escoamento sobre pressão.

As alterações incluíam ainda o aumento das válvulas de admissão e escape, implicando numa menor espessura das paredes do cabeçote onde as velas ficam alojadas.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Tudo isso acaba gerando apagões no conjunto, superaquecimento, entre outros problemas. As trincas são frequentes no cabeçote e podem gerar a saída indevida dos gases no momento da explosão interna, com vazamentos de óleo.

Por conta disso, muitas oficinas especializadas passaram a disponibilizar um mapeamento um módulo de injeção, para enriquecer a mistura de ar/combustível.

A Honda atendia às motocicletas defeituosas quando em garantia, mas com uma enorme burocracia para sanar o problema.

Ela considera que são defeitos pontuais, principalmente em motocicletas que são usadas de forma extrema, e recomenda que sejam feitas inspeções a cada 4.000 km para verificação e possível ajuste da folga da válvula.

Contudo, a Honda garante que a XRE 300 não trinca mais o cabeçote desde os exemplares de 2016.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – versões

A nova XRE 300 2019 está disponível em três versões, sendo que as diferenças ficam por conta das opções de cores e também pelos grafismos.

O modelo mais em conta, chamado apenas de XRE 300, tem visual mais pacato e pode ser encontrado na cor Azul Escuro Perolizado e Prata Metálico.

Já a variante intermediária é a XRE 300 Adventure, que tem uma aparência um pouco mais ousada para remeter ao fora de estrada. Ela tem adesivos nas cores laranja, cinza e preto e a inscrição “Adventure” na rabeta. Pode ser encontrada apenas na tonalidade Verde Fosco.

Por último, a XRE 300 Rally tem visual inspirado na CRF 1000L Africa Twin, a trail topo de linha da Honda. Os grafismos são diferentes e ela é pintada exclusivamente na cor vermelha com detalhes em preto e branco.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – preços

Confira abaixo a tabela de preços praticada pela Honda na atual linha XRE 300 2019:

  • Honda XRE 300 2019: R$ 18.200
  • Honda XRE 300 Adventure 2019: R$ 18.690
  • Honda XRE 300 Rally 2019: R$ 18.690

Vale lembrar que esse preço público é sugerido para São Paulo e não inclui frete. Então, você dificilmente irá conseguir encontrar a trail pelo preço de tabela.

Algumas concessionárias chegam a cobrar mais de R$ 20 mil por um exemplar da XRE.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – motor

O motor flex de 291,6 cc quase não mudou desde que a XRE 300 chegou ao Brasil. Em 10 anos, ele recebeu a tecnologia flex e, depois, algumas alterações para atender aos novos padrões de emissões de poluentes.

A atual linha da Honda XRE 300 é equipada com um motor OHC (Over Head Camshaft), monocilíndrico, 4 tempos, arrefecido a ar.

Ele consegue desenvolver 25,4 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e 25,6 cv com etanol, a 7.500 rpm. Já o torque é de 2,76 e 2,80 kgfm, respectivamente, a 6.000 rpm.

Junto a este propulsor está um câmbio manual de cinco marchas e transmissão final por corrente.

Honda XRE 300: história, detalhes, preço, motor (e consumo)

Honda XRE 300 – consumo e desempenho

Ao contrário do que acontece no segmento de carros, as marcas de motocicletas não divulgam dados de desempenho de suas motocicletas (como o tempo necessário para acelerar de 0 a 100 km/h).

Porém, segundo testes externos, a trail pode acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de 11 segundos. Sua velocidade máxima beira os 130 km/h.

Já quanto ao consumo, a Honda XRE 300 entrega médias que variam de 25 km/l a 28 km/l quando abastecida com gasolina. Essa média de consumo pode proporcionar uma autonomia de mais de 350 km com um tanque de combustível.

Honda XRE 300 – ficha técnica

Motor
TipoOHC (Over Head Camshaft), monocilíndrico, 4 tempos, arrefecido a ar
Cilindrada291,6 cc
Potência máxima25,4 cv (gasolina) e 25,6 cv (etanol) a 7.500 rpm
Torque máximo2,76 kgfm (gasolina) e 2,80 kgfm (etanol) a 6.000 rpm
TransmissãoManual de 5 marchas
Sistema de partidaElétrico
Diâmetro x curso79 mm x 59,5 mm
Relação de compressão9,0:1
Sistema de alimentaçãoInjeção eletrônica PGM-FI
CombustívelGasolina e/ou etanol
Sistema elétrico
IgniçãoEletrônica
Bateria12V – 6 Ah
FarolLED
Capacidades
Tanque de combustível/reserva13,8 litros
Óleo do motor2,0 litro
Dimensões
Comprimento x largura x altura2.195 x 838 x 1.215 mm
Distância entre-eixos1.417 mm
Distância mínima do solo259 mm
Altura do assento860 mm
Peso seco148 kg
Chassi
TipoBerço semi duplo
Suspensão dianteira/cursoGarfo telescópico/245 mm
Suspensão traseira/cursoPro-Link/225 mm
Freio dianteiro/diâmetroDisco simples ventilado com pinça de 2 pistões/256 mm
Freio traseiro/diâmetroA disco ventilado com pinça de 1 pistão/220 mm
Pneu dianteiro90/90 – R21 sem câmara
Pneu traseiro120/80 – R18 sem câmara

Honda XRE 300 – galeria de fotos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

            Quem somos

            O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

            Notícias por email