Esportivos Fiat Lançamentos Mercado

Fiat lança o “esportivo” Palio 1.8R por R$ 39.990

Quem acompanhava indústria automobilística da década de 1980 vai se lembrar dos Uno 1.5R e 1.6R. E pensando neste modelo, a Fiat lança agora o Palio 1.8R, versão esportiva do compacto. As semelhanças não estão somente no nome. O Palio 1.8R traz outras heranças do Uno apimentado – produzido entre 1987 e 1994 – e custa a partir de R$ 39.990,00, preço sujeito a alterações.

palio_1.8R_08 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990



Por fora, o Palio 1.8R conta com faróis de máscara negra, lanternas traseiras com luzes de direção fumê, rodas de liga-leve de 14 polegadas com novo desenho, pneus 185/60 e protetores das soleiras das portas. Do Uno 1.5R vieram as faixas laterais e o pequeno aerofólio – a tampa traseira em preto fosco ficou de fora, bem como a opção de duas portas. As novidades são grade, coluna central e retrovisores pintados em cinza.

No interior, mais uma vez o Palio 1.8R homenageia o Uno, com cintos de segurança em vermelho, cor presente em detalhes dos tecidos dos bancos e na manopla do câmbio. O painel tem iluminação diferenciada e há pedaleiras esportivas. As opções de cores são vermelho Modena e amarelo Indianápolis, ambas sólidas e presentes no Stilo Schumacher, além do preto e prata, metálicos.

palio_1.8R_02 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

O motor é um pouco mais forte do que o Palio 1,8 HLX convencional. A Fiat instalou o propulsor da Idea e Stilo e linha Corsa, com melhorias e evoluções que lhe deram mais potência. O resultado são 113 cv de potência e 17,8 m.kgf de torque com gasolina e 115 cv e 18,6 m.kgf com álcool. Segundo a Fiat, com álcool, o Palio 1.8R acelera de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e chega a 191 km/h de velocidade máxima. A suspensão ganhou amortecedores mais rígidos que os do HLX e está 1,2 centímetro mais baixa.

De série, o modelo traz ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, computador de bordo e sistema de personalização My Car Fiat. Entre os opcionais, estão o sistema de telefone celular viva-voz Bluetooth, airbags dianteiros e laterais, freios ABS, regulagem elétrica do banco do motorista, CD Player com MP3, entre outros.

palio_1.8R_03 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

A Fiat pretende comercializar cerca de 200 unidades do 1.8R por mês. Como rivais, o modelo vai enfrentar o novo Corsa SS, com o mesmo motor, Clio Dynamique, que utiliza um 1,6 16V de 115 cv com álcool e Polo 1,6 Sportline, de visual (e motor) mais manso. As versões Rallye de Gol e 206 não são mais oferecidas.

palio_1.8R_04 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

palio_1.8R_05 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

palio_1.8R_06 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

palio_1.8R_07 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

palio_1.8R_09 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

palio_1.8R_10 Fiat lança o "esportivo" Palio 1.8R por R$ 39.990

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • zero190

    linso

  • fabiosne

    Época boa. Que arrependimento de nunca ter comprado esse modelo. Os mais entendidos até dizem que o novo palio melhorou, que sua mecânica está bem mais acertada que antes, mas eu gostava mais de antes. O teto era mais baixinho, dava pra fazer as curvas mais fechadas de estrada de interior de maneira mais apimentada. Agora ele está quase da altura do fox, só de estar a 80 km/h na curva já dá um baita trabalho pra segurar o corpo. Tudo culpa da altura dele. Hoje ele tem 117 cv, os vendedores adoram frisar isso e dizer que é o mais potente que o palio já teve. Grande coisa, 2cv a mais que antes só, mas hoje ele pesa 1.060, e antes pesava 960kg……. SÓ 100kg de diferença, quase nada né, rsssssss. Adianta esses 2 cv a mais? Claro que não. Hoje ele tem de torque 16,5 kgfm láaaaaa longe a 4.500 rpm. Antes ele tinha praticamente o mesmo torque do punto 1.8, só que diferentemente do punto, que tem isso também lááááá nos 4.500 rpm, ele tinha já aos 2.800 rpm, e ainda pesava aproximadamente uns 250kg a menos que o punto. Podia ser meio molenga nas curvas, mas e daí, compensava-se isso na retomada logo depois da curva com seu peso levinho e o enorme torque que tinha. Era muito mais divertido. Por 39.990 hoje eu compraria DOIS dele, ao invés de UM punto, só pra durar mais antes que tirassem de linha, rsss, como infelizmente aconteceu. Graças ao Punto, hoje o palio já não é mais o mesmo, e não pode ter motor 1.8 mais. Graças ao consumidores que devem ter enchido tanto o saco da Fiat dizendo que o palio era ruim porque batiam a cabeça do teto, hoje ele tem SEIS centímetros a mais de altura. Virou uma porcaria. Virou um carro familiar, que tem que ter espaço de altura pra levar a sogra, o sogro, os 5 filhos, a mulher, etc, etc, etc… E isso só arruinou a felicidade dos amantes do Palio, que mais andavam é com o carro sozinho, e mesmo quando tinha que ir mais gente, ia do jeito que cabia, e tava bom demais. Hoje virou um carro plastificado por dentro. Eu não tive esse modelo, mas na época eu tinha o 1.4, e para o meu uso já tava bom demais, por isso nunca me passou pela cabeça querer o 1.8. Mas se na época eu já achava o 1.4 bom, fico imaginando o como deve ter sido ÓTIMO esse 1.8R. Hoje o 1.6 até anda bem, pois eu tenho um, mas pelo que já li, ele só anda igual o antigo 1.8R se esforçando em demasia, e mesmo nunca tendo andado no 1.8R, acredito que seja isso mesmo, porque o 1.6 de hoje só anda BEM MESMO acima dos 4.500 rpm, quase matando o carro até os 6.000. Sem andar assim, ele apenas anda comportadinho, mas em baixo giro, sinceramente, meu antigo 1.4 era melhor.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend