Comprando e Vendendo Governamental/Legal Longform Mercado

Os golpes mais comuns em compra e venda de carros

golpe-venda-carros Os golpes mais comuns em compra e venda de carros

A compra de um carro ou sua troca por um melhor estão entre as conquistas mais importantes da vida de uma pessoa. Se as condições do negócio forem vantajosas então, melhor ainda. No entanto, muita empolgação pode transformar o sonho em pesadelo.



Golpes envolvendo compra e venda de veículos, incluindo motos e caminhões, não são novos. Muitos, inclusive, lembram os famosos “contos do vigário” na forma em que são aplicados. Outros são mais atuais e incluem alguma tecnologia dos tempos modernos.

O que é certo é que dois ingredientes estão sempre presentes em um golpe: 1) Um comprador ávido em fazer um ótimo negócio ou em outras palavras levar vantagem (demais); 2) Um inescrupuloso (estelionatário ou bandido mesmo) com a arapuca armada para pegar um desses compradores.

Vamos aos golpes mais comuns aplicados.

Gasparzinho (Veículo Fantasma)

O esquema do carro fantasma é bastante simples: os golpistas anunciam veículos com preços abaixo do mercado e condições muito atrativas em vários meios de comunicação (jornal, internet, revista, rádio e TV). Entre as condições vantajosas estão prestações a perder de vista, taxa de juros baixa ou de zero por cento e entrada de 10 a 20 % do valor anunciado.

Quando o interessado entra em contato, informam que o veículo se encontra em outro Estado, mas que pode ser entregue em qualquer parte do Brasil sem custos. Fornecem fotos e vídeos do veículo e até o convidam para ver o carro, moto ou caminhão pessoalmente.

Nos próximos contatos, independentemente de o interessado ter optado ou não por  ver o veículo de perto, os estelionatários informarão que receberam uma oferta de outro interessado e que estão prestes a fechar a venda daquele veículo.

E que só podem segurar o negócio mediante um depósito ou transferência bancária (normalmente o valor da entrada). Desesperado para não perder o negócio da China, o comprador realiza o depósito ou transferência o mais rápido possível.

Nunca mais o depositante conseguirá contato telefônico. E nunca mais terá notícias dos “vendedores” , do dinheiro e do veículo – que nunca existiu de fato.

Direto  da Fábrica

Através de anúncios em classificados ou dizendo ser amigo, parente ou o próprio funcionário de uma montadora, os espertalhões acenam com a possibilidade de vender veículos diretamente da fábrica, repassando o desconto geralmente concedido a funcionários, que varia de marca para marca e também de modelo para modelo. E que pode ser de 10 a 18%.

Quase sempre a quadrilha arma uma encenação. Numa incrível “coincidência”, aparece o funcionário da montadora, que é apresentado ao cliente e confirma tudo.

Alguns golpistas mais astutos, convidam o interessado para ir até a fábrica. Chegando ao portão encontram, também por coincidência, claro, o amigo, parente ou colega de trabalho já deixando a fábrica em final de turno.

Após uma buzinada ele pára, desce do carro e confirma a possibilidade de negócio. Chegam a mostrar crachá falso, tabelas de preços e opções de compra, tudo em papel timbrado.

Só uma regra não muda nas diferentes encenações. Em determinado momento, o falso funcionário diz que o pagamento total (para compra à vista) ou parcial (entrada, no caso de compra a prazo) dever ser adiantado e deve sair da conta do funcionário para a conta da fábrica para que o negócio seja válido. Passam o número de conta e…adivinhou?

Isso mesmo: ao invés de carro zero, zero de carro. E até nunca mais ao prestativo funcionário e ao dinheiro.

Prisioneiro

O grande negócio aqui é a possibilidade de o comprador adquirir por preços bem baixos, motos, caminhões e carros nacionais ou importados apreendidos por autoridades e que irão a leilão por alguma razão (falências, financiamentos não pagos, excesso de multas, impostos atrasados etc).

Em combinação com outro integrante da quadrilha, podem conseguir acesso a algum pátio onde se encontram os veículos e levar o cliente até ali para ver a mercadoria. E mais uma vez, número da conta do vigarista pra lá, dinheirinho do cliente pra cá. E o carro fica onde está mesmo.

Consórcio Sorteado / Contemplado

Através de anúncios ou contatos pessoais, os golpistas oferecem a venda de consórcios sorteados (ou contemplados) com condições muito atraentes em que o interessado teria direito a entrar num plano de consórcio já contemplado mediante uma taxa de transferência ou comissão para o dono da cota contemplada ou seu representante.

O golpista argumenta que tem contatos com pessoas que podem fazer com que a cota seja sorteada, que o dono da cota já está velho e não quer mais dirigir e que o sorteado do momento passou a vez, pois quer pegar o carro mais pra frente.

E que é muito melhor que financiamento, você pode escolher cor e modelo, pode optar pelo dinheiro ao invés do carro etc. Havendo interesse, são solicitados os dados pessoais do interessado para que se prepare o contrato.

E, claro, o pagamento da  taxa de transferência da titularidade do consórcio e/ou da comissão. Para laçar de vez o cliente, são mostrados documentos que comprovam que o sorteio já ocorreu e que o carro ou o dinheiro está em vias de ser liberado.

A vítima, a esta altura, paga a taxa de transferência. E num passe de mágica desaparecem o vendedor camarada, o carro e o dinheiro.

Veículo Consignado

Golpe aplicado por lojas de carros sem idoneidade. Elas procuram anúncios de venda ou veículos com placa de “Vende-se”. Fazem contato com seu dono e o convencem a deixar seu veículo em consignação com eles dizendo haver alguns clientes interessados exatamente nesse modelo, inclusive na cor e tudo o mais. E que podem vendê-lo mais rápido e por um valor maior.

Em seguida, podem aplicar no proprietário três diferentes golpes:

Assim que aparecem interessados nos veículos, a loja pega documentos destas pessoas e dá entrada em financiamentos, alienando o bem, ou seja, deixando-o como garantia. Depois diz aos interessados e ao dono que o credito não foi aprovado e embolsa o dinheiro.

A loja vende o veículo e não o transfere para o novo comprador. Mas fica com o dinheiro, é claro. Alega ao dono que o carro foi roubado da loja.

A loja vende o veículo, falsificando seus documentos e utilizando procuração de venda falsa. Em alguns casos o veículo é vendido para desmanches clandestinos. Aqui também alegam ao dono que o carro foi roubado. Ou somem do mapa.

Carro NP ou carro finan

NP vem de Não Pago. Neste golpe do carro NP ou carro finan, o Veículo é financiado em nome de laranjas, que receberam algum dinheiro para emprestar o nome ou em nome de incautos, pessoas que nem imaginam que estão envolvidas no negócio sujo. Pode haver participação de funcionários de lojas e concessionárias.

Em seguida anunciam os carros, novos ou seminovos, por um valor bem abaixo do preço de mercado. A razão deste preço baixo está no fato que o veículo foi comprado, normalmente em outro estado, com um financiamento bancário dividido em parcelas que nunca serão pagas.

Como o financiamento não vai ser pago mesmo, tudo o que for conseguido na venda é lucro para os estelionatários.

O veículo, claro nunca poderá ser transferido legalmente. Os golpistas geralmente dizem que o dono sabe e que isto não tem problema. Ou que irão ajudar o novo dono a transferí-lo. O veículo poderá circular normalmente, pois tem documento. Mas é intransferível.

E se a financeira ou quem teve o nome utilizado no documento descobrir? Bem, os golpistas estarão longe, aplicando o mesmo golpe em outra praça. E todo o procedimento legal de cobrança, inquérito policial, processo judicial e o ato de busca e apreensão levam pelo menos dois anos.

Algumas quadrilhas, para ganhar mais tempo, acabam trocando o carro para o cliente antes que ele seja apreendido. E somem com ele ou o revendem em desmanches ou numa localidade distante.

Fica aqui uma dica: apenas saia da loja com um veículo em seu nome. Caso contrário, pule fora. Você poderá estar participando de um esquema criminoso. Ainda que não saiba disso.

Carro de loteria

Existem hoje títulos de capitalização e bilhetes que sorteiam carros ao invés de dinheiro.

E esta modalidade cria oportunidade para a aplicação pelos golpistas de um dos mais antigos golpes que se tem notícia, um verdadeiro conto do vigário reformulado. É aplicado na rua.

Um homem ou mulher bem humilde aborda alguém dizendo que foi sorteado(a) mas que não tem interesse em ficar com o carro, que precisa voltar para sua cidade, tratar de problema de saúde etc. Então propõe vender o bilhete que dá direito á moto ou carro premiado por uma parcela do seu valor de mercado, digamos 20%.

Um outro membro da quadrilha, encontra por acaso esta pessoa que está vendendo o carro premiado e finge conhecê-la de outra cidade. E, ao perguntar como estão as coisas, ouve a estória do bilhete ou título de capitalização. Demonstra interesse.

A dona ou dono do bilhete diz, então que já está fazendo negócio com a – futura – vítima e que por ter palavra de honra agora terá que vender o título a ele ou ela.

Após muita conversa e encenação, inclusive depois de “verificarem” juntos o bilhete na lotérica, a vítima pode ir até um banco, sacar o dinheiro combinado e entregá-lo aos golpistas por livre e espontânea vontade. Só irá perceber que se ferrou ao chegar em casa e contar para alguém.

Você ganhou!

Após a invenção dos telefones pré-pagos e sua proliferação entre presidiários Brasil afora, vira e mexe recebemos ligações de telefones móveis com códigos de cidades do interior do Paraná, Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, entre outros Estados que abrigam penitenciárias, dizendo que ganhamos um carro, uma moto ou outros prêmios.

Curioso aqui é que o prêmio é geralmente anunciado por pessoas que falam um Português vulgar, grosseiro e carregado de gírias. Se não bastasse, pedem que o “ganhador” compre valores altos em créditos para celular pré-pago. São valores da ordem de R$ 300,00, R$ 500,00 e por aí vai.

Em suma, você não irá receber prêmio algum e estará ajudando o crime organizado. Bom negócio?

O Clone

Este golpe tem uma diferença dos outros e uma semelhança com o do Carro Consignado: é aplicado contra pessoas ou lojas que estão vendendo seus veículos e podem ser vítimas de perigosos “compradores”. Também conhecidos como assaltantes.

Ao verem a placa de “Vende-se” ou o anúncio entram em contato com o vendedor, marcam hora para vê-lo ou experimentá-lo. Pedem para dar uma voltinha. E que voltinha! Rodam por horas. Levando o veículo para o Paraguai, para um desmanche ou para uma oficina, onde irão cloná-lo e transformá-lo em um carro clonado ou carro dublê.

Nesta etapa, entra novamente em cena, Vossa Excelência, o Comprador.

E pra finalizar…

Negócio bom pode até existir. Mas convenhamos: negócio da China o cara faz em benefício próprio ou cede para alguém muito chegado dele. Por que alguém iria oferecer a desconhecidos a oportunidade de fazer um excelente negócio?

Além disso, negócio exige atenção. E cautela. Sempre é bom consultar o Renavan do veículo que se pretende comprar com um despachante de sua confiança ou em sites como checkauto ou CarCheck para ver o histórico do veículo. Custa por volta de R$ 25.

Outra boa pedida é pagar uma vistoria que emite laudo técnico, como a da empresa Linces, que trabalha para particulares, lojistas e seguradoras, a partir de R$ 80. Existe ainda o serviço de laudo de transferência feito por empresas como SuperVisão, MultiVisão e TerceiraVisão. A R$ 40. Na dúvida pode ser melhor perder R$ 150,00 do que R$ 150.000,00, não?

E um outro ponto. Vantagem todo mundo gosta de levar. Mas a vontade de levar vantagem demais, dizem os especilistas em fraudes e os delegados, é ganância. E ela é o ímã que atrai o golpe.

E você, já havia ouvido falar nesses golpes? Tem conhecimento de algum outro? Conhece alguma vítima? Já caiu em algum? Espero que não. Aquele abraço. E olho vivo!

Por Gerson Brusco Gonzalez

  • Tripa-Seca

    Ainda bem que ninguém cai nessa aqui no NA: Todos aqui só compram carros semi-novos, com baixa quilometragem, de boa procedência e muito bem cuidado, ao contrário dos carros zero quilômetros pelados.

    • Euzi0

      Pois é, para mim carro usado NORMALMENTE é bomba, se eu fosse escolher entre um zero mais pelado ou o carro do meu pai, ia com o zero. São poucos os que cuidam realmente do carro…

      • Tripa-Seca

        Acho que dependendo do que você procure, um usado pode te atender melhor que um zero-quilômetro. Um dos problemas é para quem vai financiar: As vezes, pelos juros maiores do financiamento, usados do mesmo valor que um zero ficam até 300 reais por parcela mais caros. Eu tinha necessidade de um carro de baixa manutenção, que me levasse de A para B, para andar 90% do tempo sozinho, mas de final de semana carregar meus filhos. Na faixa que comprei meu carro, devo ter visto uns 10 Fit´s, que seria meu escolhido. Todos com bons pacotes de equipamentos, interiores em perfeito estado, com estofados OK e poucos riscos no painel (Passei a entender um pouco onde a Honda conquista seu público). Uns dois Flex (Mais caros, até porque eram mais novos), e nenhum automático. E nenhum com menos de 90 mil rodados. Para quem precisava de um carro de baixa manutenção, não podia arriscar. Outras opções ficavam por conta das versões mais simples de Picasso, também todas muito rodadas, e Scenics. Achei poucos Sanderos, e muito Logans, mas são carros de baixa desvalorização, então se assemelhavam muito ao preço dos zero, mas bem rodados. Decidi optar por carros zero. Então, achei o Gol, um bom carro até, mas foi o que consegui.

        • Euzi0

          Tripa, não disse que carro Usado é ruim ou que não te atenda as tuas (nossas) necessidades, lembrando que estes usados, normalmente possuem maior conforto e itens que zero do mesmo valor… Não sou contra a compra de carro usado, mas no meu caso, eu só comprária com procedencia.

          • Renato_Dantas

            Quando vendi meu Polo sedã na Auto Japan o vendedor fez uma ligação e apareceu em menos de 20 minutos um comprador que o levou na hora, carro com 2 anos de uso e muito bem cuidado, moral da história existe sim carros semi novos melhor que alguns pelados.

            • Euzi0

              Vou repetir o que disse ali em cima;

              Não disse que carro usado é ruim, que não vende, ou algo do gênero, só disse que eu só compraria um Usado, que eu soubesse quem era o dono, como foi cuidado e tudo mais.
              Abraços

              • abu

                sei la, em 2012 comprei um corolla ano 95. por 13 mil., ja ta quase negociado por 15 mil, em três anos, só troca de óleo e gasolina. nunca foi a um mecânico, e isso que o bicho ta com 250 mil km …. achas isso uma bomba??????

          • Tripa-Seca

            Eu entendi. E concordo plenamente com você! São se pode julgar uma escolha alheia sem ter todos os nuances de uma situação.

        • LuccasVillela

          Eu concordo contigo. Eu até pensei em comprar um Megane Sedan ou grand tour usado ou qualquer outro hatch médio (não procurava sedã, o megane era o unico, rs)… Mas e o medo? Eu não entendo nada de mecanica, nao tenho amigo mecanico, se meu carro quebrasse ia ter que levar na renault, esperar dias…

          Aí pra não passar por isso terminei ficando com o C4 hatch 0 km.

          • Renato_Dantas

            Dependendo onde você mora existe firma especializada em auxilar na hora da compra, eles acompanham, fiscaliza e até auxilia na hora de consertar o carro, eles analisam se realmente são necessários as trocas de peças, acompanha o concerto do carro na oficina e demais auxílio em relação ao seu carro, em BH temos estes especialistas.

            • LuccasVillela

              AMO BH :/ Mas infelizmente moro no Rio.

              Mas ainda assim, ficaria sem carro, teria que levar o carro pro conserto, um monte de coisa que não muito legal.

              Claro que carro ZERO também quebra, mas a gente espera que não né.

      • Herumor_

        se procurar bem encontra viu… dificil mas ainda existem usados que prestam… não compro carro zero de jeito nenhum! principalmente pelo fato de pagar muito mais pra levar muito menos… isso no MEU caso (uso pouco e prezo pelos opcionais e motor)

        • Euzi0

          Pois é, eu utilizo bastante o carro, em torno de 1500km – 3000 km por mês rsrs…

          Quando fui comprar um novo, olhei varios carros usados, como A3 (09/10/11), e outros usados com maior recursos, mas optei por um zero que atende muito bem o que eu preciso, até mais …

    • zemarreta

      Sem falar que essa baixa quilometragem é original! Ninguém mexeu no hodômetro… :)

      • duhehe

        até existe carro pouco rodado ! .. mas a adulteração come solto !

        carro com 3 anos com 20 mil km …. ah ta e eu sou o bozo !

        • Dragoniten

          Oi, Bozo.

          O Fiesta do meu irmão tinha uns 17 mil km com 3 anos, é um Fiesta Street 2006, atualmente tem 37 mil rodados. O carro era do meu pai, segundo carro e mal era utilizado. Quando meu irmão tirou carteira em 2008, juntou um dinheirinho e em 2009 comprou o carro do meu pai. Já está rodando há 2 anos, mas como só fica na cidade, a quilometragem é baixa.

        • LR1234

          Meu 206 é 2006 está com 27 mil, uso a moto diariamente, e ele fins de semana.

      • Edson Roberto

        Ta… por isso, que qdo vc vai comprar um carro, vc pode (e segundo a noticia) e deve levar a "Supervisão", se possivel na concessionaria da marca do veiculo e escanear. Que gaste em um carro (quando se tem certeza que vc gostou) por volta de R$300, mas é garantido que vc descobre muita coisa.

        É que muita gente (não digo vc) não fica disposta a procurar e ter certeza da situação e condições do carro que está rodando. Meu pai, sempre cheio de detalhes, comprou um Siena 2008 acreditando que o 2007 que eu mostrei que era o HLX poderia ser mais rodado (ambos tinham quilometragem proxima). No entanto, já teve que troca o amortecedor do Siena. Em contrapartida, o mesmo Siena HLX mostrado por mim, foi comprado por um colega proximo. O mesmo está feliz da vida depois de descobrir (por ter justamente levado a esses que sinalizei) e visto que o siena 1.8 HLX acabara de ter amortecedores, correias e rolamentos trocados.

        Isso sem contar que ao perguntar ao vendedor o motivo de venda do HLX por aquele preço (o mesmo do 1.0 do meu pai "Careca") foi que o cara precisava vender e o vendedor não teve tempo de dar um "tapa" no visual do Siena, pois mal chegou e ja foi vendido.

  • fschulz84

    Pois é,,, O que se vê nas feiras livres supostos "vendedores de lojas" oferecendo para os vendedores particulares deixarem o veículo em consignação não é brincadeira..

    Eu desconfio até de uma formiga passando no chão, prefiro perder um pouco mais e entregar o carro pra uma grande loja ou concessionária do que confiar em pessoas com intenções no mínimo suspeitas.

    E analisando do lado do comprador, realmente o que facilita a aplicação destes golpes é a ganância.

    • Euzi0

      Ou até mesmo você negociar direto com outro comprador, sem perder tanto dinheiro quanto na CSS ou na troca por outro, mas é dificil achar o comprador rsrs

    • FFFuel

      Concordo com você!
      Muito melhor deixar em uma concessionária!
      Não dá para confiar em lojistas nem a pau…

  • civiccorolla

    nem imagina que tinha tantos esquemas.
    valeu, to de olho.

  • WorthWRT

    Eu já ganhei um carro numa mensagem de celular….claro que não acreditei. Liguei pro número de volta e disse que queria o carro, enrolei e disse que estava a caminho para buscar…..fui jogar no pc ;D

    trollando os ladrões =D

    • felipevielmo

      gastando em celular também

  • Jr_Jr

    Quando a esmola é demais até o santo desconfia!

    • RobertoBW

      fala isso para os espertões que caem nesses golpes , se acham mais espertos que os outros e acabam se fu*****.

    • Giorgio

      Qualquer venda de carro zero km no Brasil é um golpe.

    • andre_0102

      Os golpistas estão melhorando, hj a esmola nem é tão grande, fica bem difícil diferenciar "bom negócio" de "bom golpe", todos se dizem alertas e preparados, mas cresce cada vez mais o numero de lesados nesse tipo de golpe, sem falar dos golpes mais usuais que nem chamamos mais de golpe, como contador adulterado, batidas, defeitos e patologias "omitidas". É por isso que tantas pessoas prederem ir na concessionária e ser assaltado, pelo menos não tem "surpresa".

  • RafaelRabeloo

    Carro NP na minha cidade é chamado de 'bululu' tem um conhecido meu que anda de astra 2009 completo por 8 mil, tem uns que nem emplacam . Muita Sugeira anda com carro assim. Coitado de nós que pagamos IPVA,Seguro e outros maior absurdo, andamos certinho e ainda temos aborrecimentos , esses cara num pagam nada so a gasolina e boa. Que país é este.

    • Tripa-Seca

      Denuncia, ué!!

    • O_Corsario

      Aqui em SP aparentemente isto está mais difícil devido aos radares "dedo-duros"…

  • FabioP_

    Não conhecia alguns e nem sabia que tinha tantos tipos de golpe. Impressionante como se tem espaço para esses esquemas.
    Até hoje eu lembro do relato de um braso-europeu comprador de um Fusion com cara de Ecofiesta sobre a facilidade e clareza para comprar um usado numa loja local. Aqui, as vezes até em lojas sérias é meio complicado.

  • Avantimes

    Se a ksa cai, ai eles andam de camburao hehe

  • guga10x

    Aqui no PR e RS o Carro NP eh mais conhecido como "Finam" devido ao fato de que eh financiado no nome de algum laranja e revendido por 3 a 10mil reais, dependendo do carro.. tive amigo que jah comprou marea por 5 mil ha 10 anos atras e rodou muito com ele ateh descobrirem o carro.

  • Jeremy_Hall

    Caramba, nunca tinha ouvido falar em nenhum deles.
    Ou eu ainda vivo na Era da Inocência, ou esse Brasilzão está cruzando a linha…

  • EuMeSmObYmYsElF

    vixe.. por mensagem eu já ganhei casa (nas QL's aqui em brasília.. beirinha do Paranoá… a mais barata que já vi tava a venda por 2 milhoes), carro (BMW 750i, isso em 2003), 500 mil em dinheiro…só trouxa para acreditar… já tive carro clonado… negócio ta feio hoje em dia..

  • dracconitos

    Brasileiro sempre quer levar vantagem em cima do próximo, pra poder contar nas rodas de amigos e se mostrar.

  • BlueGopher

    Diz o ditado que todo dia pela manhã, um vigarista e um ingênuo acordam.
    Até o fim do dia eles se encontram.

    • O_Corsario

      hehehe "um tolo e seu dinheiro logo se separam"…

  • FFFuel

    EXCELENTE TÓPICO.
    Não conhecia muitos dos golpes…

  • tonyecs

    Comprei uma carta de crédito contemplada de um consórcio. Tinha um anúncio no jornal, liguei, marquei com o vendedor na Concessionária, verifiquei todas as informações lá com os vendedores e gerente, conferi toda a documentação e só então paguei a taxa de transferência, transferi o dinheiro para a conta do rapaz e fiz um grande negócio: Uma carta de 24,5 mil que, no final do consórcio, terei pago R$ 28 mil. Valeu muito a pena. Mas se não tomar cuidado, toma golpe, sim.

    • andre_0102

      Se para cada 100 "bons" negócios tiver um golpe bem sucedido ainda teremos um monte de gente chorando o rico dinheirinho.
      Meu pai já caiu em um golpe jurídico, ex funcionário publico(bancário), foi contatado por ganho de causa trabalhista antiga da classe, depois de alguns e-mails e telefonemas foi solicitado o depósito dos honorários do advogado que o resultado da causa seria depositado direto na conta dos beneficiários, e lá se foi o suado dinheiro. Na real ele foi ambicioso só olhou os ganhos, mas o golpe foi muito bem orquestrado.

  • ubiratamuniz

    Não só comprar, mas vender dá um puta trabalho e o risco é muito alto. Eu mesmo tô tendo uma baita dor de cabeça com duas motos vendidas respectivamente em 2008 e 2009.

    Acabo preferindo encarar o deságio e entregar o carro direto na troca por um novo (ou mais novo).

    E mesmo assim não estou livre de riscos: já vi altos casos de clientes que deixaram carro na troca em CONCESSIONÁRIA e elas não providenciaram a transferência do carro pro dono novo.

    Tá difícil, o mundo tá cheio de picaretas, e por mais que você seja "vacinado" e "calejado" contra eles, o risco de achar um picareta que seja mais esperto que você SEMPRE existe.

    • andre_0102

      As vezes nem é só esperteza, os cara passam o dia "trabalhando" no trambique e eu só vendo e compro carro a cada 4-6Anos, é falta de prática.

  • felpsarantes

    No caso do Gasparzinho, mesmo em situações onde eu conheço o vendedor, sei da procedência do veículo, se vier com papo de "Apareceu um comprador interessado, e eu não posso segurar o negócio…"

    A minha resposta sempre é: "Eu interessei pelo veículo, mas não vou fechar o negócio rápido. Estou analisando outras possibilidades. Se surgir alguém interessado e quiser fechar, fique à vontade!"

    • O_Corsario

      É bem essa.. Fechar negócio com pressa? Tô fora!

  • Renato_Dantas

    Enquanto existir cavalo São Jorge não anda a pé, é demais a quantidade de incautos querendo levar vantagem e nessa se ferra todo.

  • O_Corsario

    Meu pai já caiu no golpe do carro "de fábrica", pagou uma entrada e nunca viu seu golf, isso por volta de 2000…
    Além disso, tem uma variante deste golpe, na verdade nem golpe é, apenas chatice: o famoso "outro interessado". Esse até na revenda de zero vc encontra, quando ficam te pressionando que tem outro interessado, que tem que fechar na hora, que nunca vai achar outro carro igual ou daquela cor, etc etc… E adivinhem… Meu pai caiu neste golpe tbm. Triste!
    Mas mto bom esta matéria, deve ajudar muita gente. A receita, aliás, é simples: não tenha pressa e sempre cheque tudo antes de tirar o dinheiro do bolso. Bons negócios existem, mas milagre não.

    • MeekeeB

      O ''outro interessado" é um golpe aplicado no comércio em geral. Tem os que nem "golpe" são, mas é malandragem de vendedor mesmo. Imobiliária também é cheia disso.

      • O_Corsario

        hehehe é verdade… E 99% das vezes é mais negócio dizer: "ok, pode vender então pro outro". Semana seguinte o cara te liga dizendo que o "outro desistiu" e oferecendo condições melhores…

        • Euzi0

          Te ligam de volta oferecendo até a mãe se bobear kkkkk…

          Tem que fazer o VENDEDOR correr atras, assim consegue bons descontos

          • marcio_cr

            As vezes esquecemos que os interessados são eles e não nós consumidores.

  • Acelerando

    Comprei o meu via internet!
    Explicando: algumas ccs tem um canal de atendimento direto a garagistas que recebem ofertas via e-mail. Como tenho um amigo garagista, ele negociou p/ mim um Sentra S CVT 11/12, que saiu a vista R$54.500,00 + comissão.
    Mas não tenho coragem de colar no vidro do carro " vende-se" com meu telefone, aí é dar muito mole para golpistas e bandidagem.

  • MMPaes

    Muito Boa a matéria!

    Sabe porque tem gente quem cai no golpe? É a lei de Gerson, brasileiro tem que levar vantagem em tudo e ai fica facil de dar golpe em OTARIO.

    • Ph4ntomf4

      Falou tudo, amigo!
      O brasileiro se ferra por isso mesmo: gosta de levar vantagem em cima dos outros, mas esquece que do outro lado tem outro que é tão brasileiro quanto ele, que quer levar vantagem em cima dele. Nunca vi tamanha criatividade para fazer o que não deve…
      Excelente matéria, por sinal.

      • andre_0102

        Eu concordo, mas vale lembrar que nem sempre o golpe é tão claro, muitos pequenos golpes, como esconder detalhes de procedência do carro(patologias, batidas, alteração da Kilometragem), podem confundir o comprador(bom negócio ou bom golpe) que leva gato por lebre, mas concordo quando diz que brasileiro tem uma cultura de levar vantagem que atravanca nosso país.

        • Viper559

          Realmente, eu mesmo fui vítima de um desses, peguei um carro batido que só se ajeita com alinhamento técnico. Brincadeira vai custar 700 reais…

    • kbk00

      Com certeza! Nossa, impressionante os tipos de golpes. Realmente, o brasileiro é o povo mais creativo DO MUNDO (by CAOA). kkkkkkk

      Fico pensando no tempo que esses picaretas perdem em arrumar "esquemas" de faturar. Depois reclamam que no Brasil os políticos são corruptos. O que acontece aqui é que ninguém quer trabalhar mesmo, ou ganhar muito fazendo quase nada (Gerson's Law)

      Já perdi a conta também de quantos carros 0 km ganhei através de SMS.

  • Herumor_

    o melhor golpe de todos: DETECTAR GANÂNCIA… depois disso só falta puxar a linha ¬¬

  • bedotRJ

    Esqueceu de falar do maior dos "negócios da China", golpe em que muitas pessoas têm caído com um sorriso de orelha a orelha: comprar JACs, Cherys, Lifans e xing-lings afins. Não há golpe pior do que esse.

  • Avantimes

    Dias atrás vi na TV sobre uma quadrilha que vendeu como novos pelo menos 100 caros seminovos importados dos EUA, anos 2010 e 2011. De marcas como Infiniti, Lexus e até Lamborghinis. E um monte de jogador de futebol comprou. E o honestíssimo pagodeiro Belo também, claro.

    • Dudu_BR

      E o pagodeiro malandro que eh, comprou 2., Agora eu quero ver ele se explicar.(se complicar ta fu…, pq ja nao eh reu primario.)

  • marcio233

    No site do MercadoLivre sempre aparecem as bagatelas e os carros NP. E faz muito tempo… certa vez apareceu um relato de um desesperado procurando um golpista em um dos anúncios.

  • Normal, desde populares até carros de luxo espertões querem gastar menos e alimentam o crime assim como camelos e suas falsificações

  • 3ic

    o maios golpista do brasil é a hyundai

    • Renato_Dantas

      Corrigindo é a CAÔA.

      • 3ic

        Humm..mas tem a benção da hyundai com certeza

  • HSFort

    Vocês estão no brasil, então, isso é coisa muito normal.

  • mikaelbrian

    tem certos golpes que vc pensa como essa pessoa caiu nessa? que mula, mas na hora a pessoa fica animada com o premio e cai nessa msm conheço pessoas que caiu no golpe de presidiarios

  • Tony_76

    A pessoa cai nesse tipo de golpe por dois motivos: 1 – Quer levar vantagem inexistente no mercado sério de automóveis e/ou 2 – É muito trouxa. E se no mundo há espertalhões é porque há, para equilibrar a balança, muito otário na praça.

  • Fabio D.

    Essa do celular eu recebo toda hora… golpe puríssimo, tem que ser burrico demais! huauhauhauha

  • fabioalisson

    Por esses e outros motivos eu prefiro comprar um carro zero, na concessionária da própria marca. Sempre financio uma parte do valor, então sempre o zero, no final das contas, sai menos caro, inclusive meu último financiamento foi sem juros.

    Mesmo um carro usado pouco rodado pode estar em más condições. Experimente deixar um carro zero, por 20 mil km sem trocar o óleo, verificar água. É um carro seminovo, pouco rodado e provavelmente seriamente comprometido, mesmo que não aparente. Vale lembrar também que os carros que dão perda total, são leiloados pelas seguradoras, recuperados e voltam a rodar ("salvados"), porém dificilmente será um bom carro novamente, alguma parcela dos carros com placas de outros estados tratam-se de "salvados". Há de se considerar também que a pessoa que vende um carro pode estar vendendo pois quer se livar de uma "bomba", um carro que só dá dor de cabeça.

    O mesmo cuidado vale para vender o carro, sempre prefiro entregar o usado como parte do pagamento do zero. É melhor "deixar" de ganhar um pouco, do que ser ganancioso e ganhar uma bela dor de cabeça.

    Mas há pessoas que preferem seminovos ou usados, vai do gosto, bolso e necessidade de cada um. Eu prefiro pagar pelo sossego, pegar um zero e ficar tranquilo com o carro por 4 ou 5 anos.

  • Dragoniten

    Pra minha sorte tenho um primo que é gerente de vendas na Hyundai em Floripa. Sempre que aparece uma jóia lá, carrão "velho", mas pouco rodado/bem cuidado, ele sempre dá um toque pra gente aqui em Curitiba.

    As vantagens em ter contatos em lojas de carros, rs.

    • Helder Rueda MK3

      isso é verdade
      ou confiamça de anos onde se compra o carro
      meu pai compra carros em uma loja a mais de 15 anos, e eu to no meu 4º carro e todos comprados no mesmo lugar

  • Márcio

    Todos esses veiculos são golpes, http://veiculos.mercadolivre.com.br/_CustId_13624
    Tem telefone fixo, mais de um estelionatário, mulher e mais duas pessoas pedem um sinal de 1000 reais pra comprar o carro ou moto, quando vai buscar acha uma loja que esta sendo vitima de golpes…

    Não existe os veículos, e seu dinheiro se vai, eu ia pagar ai fui até o local que eles dizia ser a loja, andei 300 km pra ver o produto e cheguei la dei de cara com a porta…

    O problema é que ninguém faz nada.

  • ricardo santos

    Gostaria de saber se alguem já comprou carro NP da empresa MM Multimarcas de joinville/SC ?e se foram iludidos na compra.

  • ssandra

    cuidado com o golpe do carro olx ouu mercadodo livre fica a dica

  • Wilton De Queiroz Vieira

    tem mais um, voce coloca para vender o carro em sites na internet, aparece um cara que mora na africa o um pais bem longe, escreve um texto como se fosse um gringo, e que esta vindo para o brasil, e acorda com o valor do anuncio sem pedir desconto, conversa vai conversa vem, ele diz que vai no banco fazer o deposito, porem, existe uma taxa de transferência para depósito internacional que e pago por cada uma das partes.
    ele claro vai te pedir para vc pagar sua e ele paga a dele
    1800,00 vc paga a taxa achando que o dinheiro vai cair na sua conta, e adeus.
    um espertinho tentou passar essa em mim, e claro não sou doido de pagar para ter que receber.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend