Carros zero até 70.000 reais

Carros zero até 70.000 reais

Seguindo nossa série de artigos sobre os carros novos em cada faixa de preço, chegou a vez de falarmos sobre os carros zero até 70.000 reais. Será que esse valor permite estacionar boas opções na garagem?


A resposta depende muito do ponto de vista. De um lado, temos carros mais equipados desde sua versão de entrada, enquanto do outro algumas marcas insistem em manter projetos muito ultrapassados à disposição do consumidor.

Vale citar também que o constante aumento de preços criou uma realidade assustadora: gastando até R$ 70 mil, um valor relativamente alto, você conta com apenas 12 opções no Brasil (incluindo modelos bem mais baratos, como Kwid e Mobi).

Essa lista ficou ainda menor depois da saída da dupla Nissan V-Drive e Volkswagen Fox, sendo que este último ainda permanece no site da marca até encerrar seu estoque, então decidimos incluí-lo nessa matéria.

Depois de elencarmos as opções de carros zero até 60.000 reais, (também temos a lista de carros zero até 50.000 reais) a lista atual inclui apenas aqueles que ficam entre esse valor e o teto de R$ 70 mil. Com isso, foi possível reunir exatamente 10 modelos.

Confira a lista completa, lembrando sempre que as imagens são apenas ilustrativas.

Volkswagen Fox – R$ 61.690

Carros zero até 70.000 reais

O modelo mais barato nessa lista, com valor inicial entre R$ 60 mil e R$ 70 mil, continua sendo o Fox. Mas, como todos sabem, isso não vai durar muito tempo.

Recentemente, a Volkswagen anunciou o fim da produção de seu longevo hatch, que durou 18 anos no mercado brasileiro. Foram 1,8 milhão de unidades produzidas em São José dos Pinhais (PR), sendo que mais de 500 mil foram exportadas.

Como o modelo ainda aparece no configurador no site da marca, nada mais justo que incluí-lo nessa lista. Ele é vendido nas versões Connect e Xtreme, apresentando um bom custo-benefício para seu preço.

De série, o Fox sempre vem com direção elétrica, computador de bordo, piloto automático, ar-condicionado, chave canivete, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, faróis de neblina, sensor de estacionamento e rodas de 15 polegadas.

A versão mais cara adiciona rodas de 16 polegadas e rack de teto, mas as duas vem com motor 1.6 de 104 cv e 15,6 kgfm acoplado ao câmbio manual de cinco marchas.

Confira seus preços:

  • Fox Connect 1.6 – R$ 61.690
  • Fox Xtreme 1.6 – R$ 67.430

Hyundai HB20 – R$ 63.690

Carros zero até 70.000 reais

Se o Fox já deu seu adeus e espera apenas as unidades estocadas serem vendidas, o HB20 continua firme no mercado nacional. Se os preços continuarem parecidos, logo ele se tornará o carro mais barato nessa faixa de preço.

Sua versão básica Sense sai por R$ 63,6 mil e vem com quatro airbags, freios ABS com EBD, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, ar-condicionado, direção elétrica, banco do motorista com regulagem de altura, rádio com Bluetooth e rodas de 14 polegadas.

Subindo para as configurações mais caras, o modelo da Hyundai ainda pode oferecer sistema de alerta e frenagem autônomo, alerta de mudança de faixa, câmera de ré, ar-condicionado digital, sensor crepuscular, piloto automático, botão de partida, multimídia de oito polegadas com Android Auto e Apple CarPlay e rodas diamantadas de 15 polegadas.

Com a saída do motor 1.6, a linha do HB20 ficou com as opções 1.0 aspirada (80 cv e 10,2 kgfm) e 1.0 turbo (120 cv e 17,5 kgfm). A primeira tem câmbio manual de cinco marchas, enquanto a outra aparece com câmbio manual de seis marchas ou automático de seis velocidades.

Veja a linha completa do HB20:

  • HB20 Sense 1.0 MT – R$ 63.690
  • HB20 Vision 1.0 MT – R$ 66.790
  • HB20 Evolution 1.0 MT – R$ 70.790
  • HB20 Platinum 1.0 Turbo MT – R$ 81.290
  • HB20 Platinum 1.0 Turbo AT – R$ 87.090
  • HB20 Platinum Plus 1.0 Turbo AT – R$ 93.890

Chevrolet Joy – R$ 64.240

Carros zero até 70.000 reais

O fato do Chevrolet Joy ser mais caro que o HB20 deixa claro que ele se concentra na modalidade de venda direta, pois aqui estamos falando de um modelo inferior ao rival da Hyundai.

Vendido apenas na versão Joy Black, ele tem motor 1.0 de 80 cv e 9,8 kgfm, que é ligado apenas ao câmbio manual de seis marchas. Essa versão tem calotas, capas de espelho e logotipo da marca pintados em preto.

Na lista de equipamentos, não espere muita coisa. O Chevrolet mais barato por aqui vem com airbag duplo, freios ABS com EBD, luz de posição em LED, ar-condicionado, chave canivete, direção elétrica, vidros e travas elétricos, banco do motorista com regulagem de altura e preparação para instalação de rádio.

Para realmente competir com o HB20, é claro que a Chevrolet tem o Novo Onix, que vamos citar no final dessa lista.

Veja a gama do modelo da Chevrolet:

  • Joy Black 1.0 – R$ 64.240

Fiat Uno – R$ 64.990

Carros zero até 70.000 reais

Outro modelo que já está fazendo hora extra por aqui, e que provavelmente terá o mesmo destino do Fox, é o Fiat Uno. A marca italiana já prometeu anunciar seu futuro até o final de 2021.

Por enquanto, ele segue à disposição dos brasileiros como um dos carros mais baratos por aqui, sendo oferecido apenas na versão Attractive 1.0. Antes disso, o Uno também tinha as configurações Drive e Way, contando até com motor 1.3.

O conjunto mecânico atual é outro ponto que reflete a idade do projeto, sendo composto pelo propulsor 1.0 Fire de 75 cv e 9,9 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas.

Assim como o Joy, a lista de equipamentos é bem enxuta: ar-condicionado, direção hidráulica, faróis com máscara negra, conjunto elétrico, rodas de 14 polegadas e os itens de segurança obrigatórios. Nada de luzes de LED ou direção elétrica, muito menos sistema de som.

Como opcionais, o Uno tem o Kit Visibilidade II (R$ 1.100, com limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, além de volante com regulagem de altura) e a predisposição para som (R$ 1.500, com 2 alto-falantes dianteiros, 2 tweeters e antena).

Veja a atual linha do italiano:

  • Uno Attractive 1.0 – R$ 64.990

Volkswagen Gol – R$ 65.590

Carros zero até 70.000 reais

Se tem algo que essa lista deixa claro é mostrar como alguns modelos precisam ser renovados por aqui. O quarto exemplo disso vem novamente da Volkswagen, dessa vez com o antigo campeão de vendas Gol.

A fórmula da marca para o hatch continua bem simples, oferecendo apenas duas versões. A básica tem motor 1.0 de 84 cv e 10,4 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas. Já a mais cara tem o propulsor 1.6 de 104 cv e 15,6 kgfm, podendo ser ligada ainda à transmissão automática de seis velocidades.

Optando pela versão mais em conta, você terá ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura, chave canivete, direção hidráulica, rodas de 14 polegadas, travas e vidros elétricos. A versão mais cara adiciona muito pouco, como as rodas de 15 polegadas.

O diferencial do Gol é sua lista de opcionais, que conta com computador de bordo, ajuste de altura e profundidade no volante, faróis de neblina, sensor de estacionamento, volante multifuncional e até central multimídia, em pacotes que variam entre R$ 1.400 e R$ 7.190.

Confira a gama completa:

  • Gol 1.0 MT – R$ 65.590
  • Gol 1.6 MT – R$ 72.790
  • Gol 1.6 AT – R$ 80.690

Fiat Grand Siena – R$ 66.290

Carros zero até 70.000 reais

Depois de tantas opções com a carroceria hatch, temos o primeiro modelo com mais espaço no porta-malas em nossa lista: o Fiat Grand Siena, que é vendido em duas versões e tem preço inicial de R$ 66,2 mil.

A versão de entrada oferece o pacote básico com ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo e conjunto elétrico, além do motor 1.0 de apenas 75 cv e 9,9 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas.

Se esse conjunto for pouco, você pode optar pela versão mais cara, que tem motor 1.4 de 88 cv e 12,5 kgfm, com o mesmo câmbio. Em termos de equipamentos, porém, nada muda, tendo apenas a predisposição para o GNV como opcional.

O fato é que o Grand Siena oferece um porta-malas de 520 litros como grande vantagem, sendo uma opção razoável para frotistas e outros que precisam desse espaço e podem pagar menos ao comprá-lo com desconto.

Veja suas versões e preços:

  • Grand Siena 1.0 – R$ 66.290
  • Grand Siena 1.4 – R$ 71.290

Fiat Argo – R$ 67.290

Carros zero até 70.000 reais

Grande sensação da Fiat nas vendas desse ano, chegando inclusive a liderar o mercado brasileiro em alguns períodos, o Argo tem se consolidado como um forte concorrente à dupla Onix e HB20.

O problema é que ele está cada vez mais caro, partindo atualmente de R$ 67,2 mil em sua versão de entrada. Ela traz direção elétrica, ar-condicionado, computador de bordo, conjunto elétrico e volante com regulagem de altura.

As outras configurações da gama podem oferecer bem mais, incluindo controle de tração, sensor de estacionamento, Hill Holder, volante multifuncional e multimídia de sete polegadas com Android Auto e Apple CarPlay. Isso, é claro, sem citar seus diversos pacotes opcionais.

Debaixo do capô, o Argo pode aparecer com os motores Firefly 1.0 de 3 cilindros (77 cv e 10,9 kgfm), Firefly 1.3 (109 cv e 14,2 kgfm) ou E.torQ 1.8 (139 cv e 19,3 kgfm), com câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis velocidades.

Confira quanto custa cada versão do modelo da Fiat:

  • Argo 1.0 – R$ 67.290
  • Argo Drive 1.0 – R$ 72.890
  • Argo Drive S-Design 1.3 – R$ 78.290
  • Argo Trekking 1.3 – R$ 78.990
  • Argo Trekking 1.8 AT – R$ 93.290
  • Argo HGT 1.8 AT – R$ 94.890

Volkswagen Polo – R$ 68.430

Carros zero até 70.000 reais

Assim como o modelo acima, o Polo é outro que oferece uma extensa gama de versões em nosso mercado, mas que também não mantém seus preços por mais de alguns meses sem pelo menos um aumento.

Para se diferenciar um pouco da concorrência, a VW decidiu oferecê-lo sempre com quatro airbags, além de assistente de partida em rampa, direção elétrica, ar-condicionado, controle de tração e estabilidade, volante multifuncional, conjunto elétrico e rodas de 15 polegadas.

Com a crise dos chips, o Polo perdeu o sistema de som em algumas versões, que mantém o equipamento apenas como opcional. Esse é o caso das configurações 1.0 MPI e 1.6 MSI, enquanto as versões turbo tem a multimídia VW Play de 10,1 polegadas.

A linha de motores começa com a opção 1.0 de 84 cv, passa pela versão 1.6 de 117 cv e termina nos modelos 1.0 TSI de 128 cv. Isso sem citar a versão GTS, que tem motor 1.4 TSI de 150 cv. O câmbio pode ser manual ou automático.

Veja a linha completa do hatch da VW:

  • Polo 1.0 MPI – R$ 68.430
  • Polo 1.6 MSI MT – R$ 80.130
  • Polo 1.6 MSI AT – R$ 81.230
  • Polo Comfortline 1.0 TSI – R$ 96.890
  • Polo Highline 1.0 TSI – R$ 103.690
  • Polo GTS 1.4 TSI – R$ 126.190

Chevrolet Joy Plus – R$ 68.990

Carros zero até 70.000 reais

Se o Joy é um veículo caro levando em conta o que ele oferece, podemos dizer que o Joy Plus tem um custo-benefício ainda pior com seu preço inicial perto dos R$ 70 mil.

Não há muita diferença entre os dois modelos da Chevrolet, além do porta-malas de 500 litros. Isso quer dizer que o motor 1.0 de 80 cv e 9,8 kgfm tem ainda mais dificuldade para empurrar o sedã de 1.035 kg.

Mesmo assim, o antigo Prisma pode ser interessante para motoristas de aplicativo que preferem o espaço maior no compartimento de bagagens. Com uma lista de equipamentos básica, mas que inclui luzes de posição em LED, ar-condicionado, direção elétrica e banco do motorista com ajuste de altura, ele também não fica atrás de seu irmão hatch.

Confira a gama do sedã compacto:

  • Joy Plus Black 1.0 – R$ 68.990

Chevrolet Onix – R$ 69.290

Carros zero até 70.000 reais

Fechando nossa lista, temos um dos modelos mais importantes do mercado nacional, o Chevrolet Onix. Líder nacional por diversos anos, ele sofreu (e muito) em 2021 com a crise dos semicondutores.

Com a produção voltando ao normal, o Onix tem tudo para voltar às primeiras posições nesse último trimestre do ano. Para isso, ele continua oferecendo uma gama com diversas versões e um ótimo nível de equipamentos.

A versão de entrada já vem com seis airbags, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, ar-condicionado, chave canivete, volante multifuncional, direção elétrica, rádio com Bluetooth e USB, entre outros.

Na outra extremidade, a versão topo de linha Premier 2 oferece faróis automáticos, alerta de ponto cego, sensor de estacionamento dianteiro, lateral e traseiro, lanternas em LED, rodas de 16 polegadas, ar-condicionado digital automático, câmera de ré, carregador wireless, estacionamento automático e MyLink de oito polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem fio e Wi-Fi.

A motorização tem apenas duas opções: 1.0 aspirado de 82 cv e 10,6 kgfm e 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm, com câmbio manual ou automático.

Veja a linha atual do Onix:

  • Onix 1.0 Turbo AT – R$ 68.390 (PCD)
  • Onix 1.0 – R$ 69.290
  • Onix LT 1.0 – R$ 71.690
  • Onix LT 1.0 Turbo MT – R$ 77.790
  • Onix LT 1.0 Turbo AT – R$ 84.090
  • Onix LTZ 1.0 Turbo MT – R$ 81.790
  • Onix LTZ 1.0 Turbo AT – R$ 87.990
  • Onix RS 1.0 Turbo AT – R$ 89.090
  • Onix Premier 1.0 Turbo AT – R$ 93.490
  • Onix Premier 2 1.0 Turbo AT – R$ 97.290

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.