China: motorista morto dentro de carro recebe tickets de cobrança da zona azul

sedã motorista morto 1
sedã motorista morto 1

Seria cômico se não fosse trágico. Tanto na vida quanto na morte, nós somos cobrados, de um jeito, ou de outro… Na China, um motorista que perdeu a vida a bordo de seu carro foi cobrado pela vaga que estava ocupando.

Isso aconteceu na avenida Pingfu, distrito de Jinniu, na cidade de Chengdu, bem conhecida por suas indústrias diversificadas, terceiro maior salão automotivo da China e por ser a terra dos pandas.

Lá, em uma vaga de estacionamento do tipo zona azul da citada Pingfu, um infeliz condutor parou seu carro numa vaga cuja cobrança é como em outros lugares, por período.

Não sabemos se ele chegou a sair do carro e ir até o destino pretendido, mas o que se sabe de fato é que ele estava dentro de seu automóvel quando subitamente seu fôlego de vida se foi, encerrando sua carreira nesse mundo.

A partir daí, o mórbido sistema de coisas que governa o mundo começou a girar o relógio da insensatez humana e da indiferença ao alheio, com um ticket de cobrança sendo afixado no para-brisa do sedã compacto de cor branca.

Na cinzenta Chengdu, a luz difusa do ambiente poluído parece distorcer a visão e impedir que se perceba que um homem que está ao volante, não está dormindo…

O agente do estacionamento não percebe que ali não há mais vida, num lembrete funesto de que a morte prevaleceu mais uma vez, afixando novamente outro ticket de cobrança, enquanto o frio domina o corpo que jaz no automóvel branco.

O tempo passa e alguns desconfiam haver algo errado com aquele homem, que não desperta em seu carro estacionado por um tempo maior que o normal.

Ao verificarem o veículo e seu dono, que mesmo na morte já está devendo dois períodos de estacionamento, o laudo chega antes do legista: morte súbita.

Para consternação de alguns, a macabra cena ganha outra conotação, ao circular pelas redes sociais do grande firewall, onde se diz que os tickets de cobrança são multas por estacionamento rotativo.

De cobrado após a morte, o motorista adormecido para sempre, não sabe que seu carro – convertido em féretro provisório – agora é autuado falsamente por mensagens da internet dos muitos compartilhamentos da vida.

A polícia de Chengdu rebate, negando ter emitido multas para o veículo, já que a lei local proíbe que se autue carros parados com alguém dentro, vivo ou morto…

 

 

 

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X