Combustíveis Mercado Segurança

Frentistas dão dicas sobre como evitar golpe nos postos de combustíveis

posto-gasolina-bomba-700x466-1 Frentistas dão dicas sobre como evitar golpe nos postos de combustíveis

Há um velho golpe continua envolvendo os postos de combustíveis. Um chip instalado dentro da bomba altera a placa eletrônica que informa sobre a quantidade de litros que estão sendo colocados no veículo e também o valor. Operado por aplicativo de smartphone ou controle remoto, ele faz com que menos combustível seja colocado dentro do carro, mas no final o cliente pagará a mais e levará bem menos.



Só no estado de São Paulo, 55 postos foram flagrados em pouco menos de um ano, sendo 45 na capital e 10 no interior, segundo o Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas). Ainda assim, não houve um padrão nas fraudes, o que deixa a situação ainda mais perigosa para o consumidor, que tem de desconfiar sempre.

De acordo com o Ipem, as fraudes em média reduzem a quantidade de combustível injetado entre 10% e 12%, fazendo com que perca-se 2 litros a cada 20 indicados na bomba. Como exemplo, um posto que vende 300 mil litros por mês, pode faturar a mais R$ 100 mil com a fraude. Mesmo com alguns funcionários envolvidos, os de confiança do proprietário do estabelecimento, muitos frentistas alertam para o golpe e dão dicas de como evitar sair no prejuízo.

gasolina-preço1 Frentistas dão dicas sobre como evitar golpe nos postos de combustíveis

Dicas para evitar o pior

Uma das dicas é desconfiar do preço muito baixo da média do mercado. O barato pode sair caro. Muitos desses postos ficam vazios a maior parte do dia, o que é bem suspeito diante do preço tão baixo. Então, vá onde há movimento, pois as chances de fraude são menores devido a confiança os clientes, especialmente se houver veículos de frota, que são clientes regulares do local.

Outro alerta é ficar de olho no visor da bomba e conferir depois o nível no marcador do carro. Se você tem hábito de sempre colocar a mesma quantidade de combustível por um preço semelhante, a comparação é válida para perceber possíveis alterações.

Também é necessário saber a autonomia do carro e fundamentalmente a quantidade de combustível que vai no tanque. Casos de abastecimento com capacidade muito acima do tanque não são raros, indicando fraude. Se desconfiar, peça para fazer uma averiguação no balde específico do Inmetro, que too posto é obrigado a ter. O combustível colocado tem de bater com o marcador do galão.

Lembrando da sugestão sobre a mesma quantidade de combustível abastecido, faça sempre a reposição do tanque no mesmo posto. Lá, qualquer alteração é um indicativo de fraude, mas também se não houver, é uma oportunidade de evitar golpes em estabelecimentos desonestos. Por fim, suspeitou, denuncie para a ANP: 0800 970 0267. Outro número também pode ser usado: 0800 013 0522.

[Fonte: UOL]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • Lukoh

    Testar com o balde do Inmetro não vai ajudar muito, pois se o tal chip da fraude é controlado remotamente basta desliga-lo na hora do teste…

    • NaoFaloComBandeirantes

      Ía comentar exatamente isso. Não tem jeito com essa turma não.
      Sempre dão “um jeitinho”.

    • fabricioaguirre

      Já vi um teste desses, chegam sem se identificar e com um carro modificado.

      • Luciano RC

        Precisa ser assim, por que é só o cara apertar o botão que a bomba volta ao normal. Então tem que ser de surpresa.
        É uma fraude difícil de pegar, por isso começou a ser feita por muitos. O combustível adulterado é mais fácil de descobrir e não tem como enganar a fiscalização.

    • Carlos Augusto Morais – Grupo

      O teste funciona sim, mas obviamente que o recipiente tem que estar escondido. A globo ja fez matérias sobre isso e o carro estava modificado. Em vez da gasolina ir para o tanque, ela ia para um recipiente medidor. O frentista nem imaginava que era um veículo modificado para desmascarar a fraude…

    • Luciano RC

      Denunciar sim, mas saber se terá consequências é outra. Infelizmente a fiscalização é insuficiente e a fraude é fácil de ser removida.

      • Luciano RC

        Exatamente… lembre-se que toda ação tem uma reação.

        Eu sou daqueles que prefere não comprar briga com quem eu sei que não posso brigar. Com certeza, o proprietário de um posto desse é envolvido com mais criminalidade. Então ele pode usar dessa capacidade para me fazer mal. Cabe fazer a denuncia anonima e seguir a vida abastecendo em outro.

  • Matheus

    Não adianta pedir para fazer o teste com o balde pois o dispositivo é desativado pelo controle remoto na hora…

    • Luciano RC

      Por isso, a própria fiscalização faz a visita surpresa com carro adaptado.

  • Daniel Pessoa

    Aqui na minha região tá ficando comum esse negócio. Tava com um carro com tanque de 48l, coube 52l, e nem na reserva estava. Fogo que como é remoto o controle, é muito díficil ser descoberto.

    • Sergio Quintela

      mais uma dica de pegar a mutreta então hem, deixa pra abastecer qdo
      estiver na reserva, bem na ultima gota, aí pede pra completar, sabendo
      que o carro tem XX litros, se der YY na bomba, já sabe que tem fraude.

    • Lucas de Lucca

      Deveria ter chamado a polícia e registrado um B.O., pois munido do cupom fiscal mostrando que te foi vendido 52L e com o manual original do veículo atestando que só cabe 48L não tem nem o que dizer, pego em flagrante.

  • Louis

    Novo golpe não, esse já é manjado.

  • Angelo_RSF

    O Ipem só vai conseguir punir alguém , indo nos postos abastecer com veículos preparados para medir o combustível que entrou no tanque, e então fazer o flagrante.

    • Exatamente…

    • Louis

      Falta vontade, e falta punição exemplar… Mesmo quando pegam, o posto fica alguns dias fechado e depois reabre…

      • Dario Lemos

        Em outras palavras, não adianta nada.

      • vicegag

        Numa atividade em Interlagos, conversei com o pessoal da Petrobras, eles me informaram, que existem vários casos de postos BR que foram descredenciados por irregularidades de quantidade e qualidade, é que ficaram vários anos usando o nome BR, pois a justiça é muito lenta para obrigar a fechar e retirar a bandeira BR.

        • Pedro Henrique

          eu mesmo conheço um que já passou de dono mais de 5 vezes, ja foi fechado por adulteração e o caramba, e ta lá com a bandeira BR novinha… daqui uns meses fecha de novo, muda de dono e continua

          • Cmenusi

            Sem contar os “postos 13R” (que o 1 e 3 ficam tão perto que parece um B e usam adivinhe que cor? É, iguais da BR …)

            • Pedro Henrique

              nossa, esses eu não conhecia não kkkkkkkkkk
              ainda bem que nem abasteço em BR kkkkkk

            • Lucas de Lucca

              hahahahaha cara num acredito, a que ponto chegamos.

      • Ⓜ️arcelo

        Antigamente em sp via-se muitos postos lacrados com placa de concreto, mas o prefeito Maldadd não deu sequencia as fiscalizações.
        Vamos ver agora se volta

  • Wagner Lopes

    Nossa…que super dicas!…..kkkkkkk.

    • Luciano RC

      Vai até acabar a fraude por causa dessas dicas. KKKKKKKKKKKKKKKK

  • Renato Duarte

    mas essa fraude é endossada pelo estado,, antigamente eu gostava de levar um galão de 20 litros pra não mexerem no bocal do meu tanque e também claro pra atestar a quantidade certa de combustivel,, só que a ANP proibiu essa pratica, resultado: postos estão deitando e rolando…

    • De fato era uma excelente idéia! =/

    • Dario Lemos

      Exatamente, tem que adquirir galões aprovados pelo Inmetro.

  • João Andante

    Aqui em Campinas/SP o preço da Gasolina e do Etanol estão girando em torno de R$3,29 e R$2,19 respectivamente nos postos de bandeira. Mas tem um posto no centro que está vendendo esses combustíveis a R$2,93 e R$1,87, esse lugar sempre está cheio quando eu passo. Será que é 100% de certeza que tem alguma fraude no negócio?
    Tenho vontade de abastecer em postos sem bandeira mais baratos, pois o combustível deveria ser o mesmo, mas tenho receio…

    • Um lugar que vale a pena abastecer em Campinas é no posto do Carrefour na Dom Pedro, ali o preço é bom e o hipermercado nunca iria queimar o próprio filme vendendo combustível adulterado. O único problema são as filas enormes em horário de pico.

      • Zé Mundico

        O problema é que o posto não pertence ao Carrefour ou seja qual for a empresa.
        Na maioria das vezes o espaço é alugado ou mesmo administrado por terceiros num contrato de arrendamento comercial.
        Claro que o Carrefour não vai vacilar em alugar para qualquer fulano-de-tal, mas não responde por eventuais fraudes. O contrato é registrado junto a ANP e diz que o arrendatário é o responsável pelo gerenciamento do negócio.

        • ViniciusVS

          O problema é queimar o mercado…

          Isso em vez de atrair consumidor, pode afastar. O cliente vai ligar o posto ao mercado e se for enganado não volta mais no mercado…

      • ViniciusVS

        Morei anos em Jaguariúna e abastecia o carro neste posto do Carrefour Dom Pedro.

        Realmente era muito bom, o problema era a fila de carros, demorava pelo menos uns 30 minutos para abastecer e pagar.

      • Thales Sobral

        Eu abastecia muito nesse posto quando morava em Campinas. Ia em horários mais alternativos pra correr das filas.

      • Alexandre

        Há alguns anos o posto do Carrefour de São José dos Campos (que era um Shell na época) fraudou o combustível colocando água. Saiu a noticia nas mídias locais até. Ou seja, mesmo tendo o nome do supermercado por trás, a fraude pode estar lá.

      • Daniel Pires Pessoa

        Aqui onde moro o posto Carrefour é conhecido…por ser combustível batizado.

    • Guilherme

      Amigo, em Americana o litro de Etanol em postos Shell está R$1,99, e a gasolina R$2,99.

  • Ricardo

    Isso deveria ser prisão perpétua!

  • Leonel

    Como em centenas de outras áreas no país, falta fiscalização. Tem de haver fiscalização séria, efeciente (se pode ser desativado remotamente, tem que montar um “carro armadilha”), multas pesadas (leia-se: a ponto de fechar o posto) e prisão de TODOS os envolvidos, tendo o dono do posto o maior processo. Caso contrário, veremos este tipo de cenário se repetindo diariamente…

  • afonso200

    dai quando um fiscal vai la e faz pelo tanque do carro e tal. depois os caras vao la e matam o fiscal

  • Anderson Trajano

    Moro aqui em São Paulo/SP e o preço do Etanol fica em torno entre R$2,09 e R$ 2,19 em postos das bandeiras Shell, Ipiranga e ALE. Tenho 3 postos de confiança que abasteço a mais de 20 anos, e nunca senti diferença na quantidade ou qualidade. Agora a algumas quadras da minha casa tem uma avenida com postos com Etanol a R$ 1,84 e fila o dia inteiro. É triste, mas quem alimenta essa mercado é o próprio consumidor, que não se preocupa em comprar algo de qualidade. É claro que tem adulteração, seja na bomba ou no combustível.

    • MauroRF

      Opa, Trajano. Vou comentar com você e o pessoal por aqui algo que me chamou a atenção. Estou faz uns 45 dias na minha casa no interior de SP, cidade de Itapetininga. Aqui, etanol em posto bom e de bandeira está 2,49 (um absurdo, mas o cartel aqui na cidade funciona a todo vapor, isso porque a cidade fica a 60 km de Sorocaba, onde se encontra etanol a 1,99, 2,03, 2,09 em posto de Carrefour, ALE no Extra etc.). Enfim, eu tive que vender o Civic para dar parte da grana em um apê em construção e acabei pegando um Ka 3 cilindros. Usei dois tanques de gasolina e agora só uso etanol. Pois bem, aqui na rua de casa tem um posto de bandeira branca que vende o Etanol a 2,03. Meu vizinho aqui do lado diz que coloca sempre lá e que o álcool é bom, que pode confiar etc. Eu, por medo, nunca coloquei lá, mas fui lá e arrisquei. Mandei completar o tanque, tinha apenas 1/4. A bomba parou no automático, mas o ponteiro não subiu até a marcação de “1” (de cheio no painel), ficou um pouco para baixo. Estranhei, mas tudo bem. Ao rodar, nada de engasgos, mas o consumo aumentou. De teimoso, coloquei álcool mais uma vez lá. Novamente, o ponteiro não foi até o fim, mas a bomba parou no automático. Pedi para o frentista completar até a boca (mesmo sabendo que isso é ruim), ele completou até o talo, mas o ponteiro não subiu até a marca “1” no painel. Pois bem, usei esse tanque, novamente o consumo aumentou (rodando em estrada a 100-110 km/h, o consumo caiu de média de 13, 13,5 km/l para 10,5, no máximo 11 km/l, ar desligado). Quando esvaziou o tanque, mandei completar no posto de bandeira de sempre, aí sim o ponteiro subiu até a marca “1”, e o consumo imediatamente voltou ao normal.

      Detalhe: este posto de álcool barato tem filas tão grandes no horário de pico que parecem aquelas filas que se formavam quando o governo anunciava aumento do preço da gasolina nos anos 80. Eu liguei na ANP, disseram que “estariam averiguando o caso”. Pergunte-se se o posto parou de funcionar…

      O interessante foi o comportamento da leitura do nível de combustível que o Ka fez. Eu desconfio de que eles tenham colocado mais água no álcool até um ponto em que não provoca falha do motor, ou adulteraram o álcool com alguma outra coisa a ponto de os sensores de combustível do carro detectarem apenas o álcool, não a água ou o outro produto da adulteração, daí o ponteiro não subir até a marcha de cheio “1”. Quando reabasteci no posto de sempre, o ponteiro subiu até a marca “1” de novo.

      Avisei meu vizinho aqui, que andava reclamando de consumo elevado do Ka 1.0 (2009, Zetec 1.0) da esposa dele. Ele disse que a Eco dele (1.6 2008) anda fazendo 6,5, no máximo 7 km/l por aqui, eu falei para ele trocar de posto e me falar, pois acho que a Eco pode fazer até uns 8 por aqui, que não tem trânsito pesado, nem tantos aclives. Vamos ver o que ele me diz.

      • Anderson Trajano

        É isso Mauro. É como diz um cliente meu … Não existe “almoço grátis ….”. Conversando com alguns colegas que moram no interior, eles disseram que o preço do Etanol vendido pelas refinarias é o mesmo ou muito parecido aqui no Estado de São Paulo. Então se existe alguém vendendo muito mais barato é certeza que tem adulteração, seja na bomba ou no combustível. Mas isso existe desde a época que eu não tinha habilitação e até hoje o brasileiro não aprendeu que combustível muito barato é adulterado. Aliás, acho que tem haver com aquele velho defeito de querer levar vantagem em tudo, até na compra do combustível. Que pena que você se desfez do seu Civic, é um baita carro, mas entendo que foi para algo bacana também. O meu vendi a poucos dias também, para um amigo. Ele foi contemplado numa carta de consórcio e estava com a grana na mão. Disse que esperaria até o dia que eu vendesse o meu para comprar, aí acabou dando certo. Também investi a grana num AP, que coincidência. Abraço

  • Guilherme Batista

    Eu gostaria de saber qual a dificuldade das montadoras em colocar um medidor de combustível que realmente mostra a quantidade de combustível e não somente aqueles indicadores que não ajudam muito.
    Com isso ficaria muito mais fácil evitar as fraudes

    • Luiz Pereira

      A dificuldade é desenvolver algo assim especificamente para o Brasil. Essas fraudes infelizmente só acontecer aqui na bananolândia.

      • Rodrigo

        Morei no México e lá isso era comum também.
        Não duvido que nos EUA e Europa não tenha, a diferença é que se isso é pego lá o posto fecha e os envolvidos vão presos. Se for na China vai pro paredão e a família paga a bala.

    • FrankTesl

      Na prática, a medida mais barata a se fazer para evitar pagar mais por menos é comprar dois ou três galões de 10 litros, encher na bomba verificando se a leitura é de 10 litros mesmo, virar no tanque, enquanto isso encher o segundo na bomba , sempre de olho no medidor. Pelo menos evita do cara querer acionar a maquininha da adulteração do medidor.
      O problema é que vai demorar mais para encher um tanque do carregar bateria de carro elétrico… imaginem uns cinco ou seis clientes fazendo isso, só para medir litro a litro se as leituras da bomba estão certas…

      • Guilherme Batista

        Pois é.
        Na correria do dia a dia é impossível fazer isso, além de que como eles controlam o dispositivo de fraude remotamente, eles podem simplesmente desligar durante esse teste.

    • MauroRF

      Veja o que comentei acima com o Trajano. Desconfio que meu Ka 3 cilindros tenha detectado isso.

      • Guilherme Batista

        Eu li o seu relato, mas é algo que foi muito específico com você, nem sempre vai ser possível reproduzir isso. Além disso o mostrador não é preciso em mostrar diferenças pequenas no volume de combustível.

        Um exemplo que já aconteceu várias vezes comigo, é o ponteiro aumentar ou diminuir dependendo da inclinação da rua, o que faz o medidor achar que pode ter menos ou mais combustível.

        Acho que um medidor digital com uma leitura precisa, resolveria esse problema

        • MauroRF

          Exato, foi específico. Os pontos onde abasteço aqui são planos, também cheguei a pensar nisso do desnivelamento. Apesar de ser específico, esse comportamento do ponteiro de marcar menos quando abastecido no posto sem bandeira me chamou a atenção. Não houve queda do desempenho nem falhas, mas o consumo aumentou. Isso indica que eles adulteram o etanol, só não sei como (eu acho que colocam mais água mesmo).

          • Guilherme Batista

            Sem dúvida seu relato é excelente e pode ajudar bastante os leitores do NA.
            Eu mesmo passarei a ficar de olho nisso ai

    • Alvaro Guatura

      Que isso mostraria o consumo em tempo real também… um ponteiro “bobo” de combustível dá a impressão de que o veículo é mais econômico.

  • Luiz Pereira

    Além da fiscalização ser quase inexistente e ineficiente, falta uma punição exemplar para esse tipo de irregularidade. Se o posto flagrado fosse lacrado imediatamente e o proprietário preso, poucos arriscariam fazer essas gambiarras. Porém, como os donos de posto sabem que não vai acontecer nada (seja porque não há fiscalização ou porque a consequência é mínima), vale a pena prejudicar o consumidor. Aliás, no Brasil é sempre assim: na falta de fiscalização e punição, geralmente os “espertos” levam vantagem sobre os que são corretos.

  • Junior_Gyn

    Ainda vou criar um acessório que vc engata a pistola da bomba de combustível e encaixa ela no bocal do tanque e a mesma faz a leitura instantâneamente de quanto combustível está entrando no tanque do seu carro. Aí ao final vc compara com a leitura da bomba.

    Assim vc terá uma base se o posto está te roubando ou não. E em quanto está.

    • 868686

      Acho que já existe tecnologia capaz e barata o suficiente para permitir que o computador de bordo do carro mostre a quantidade em litros de combustível existente no tanque do carro.

      As montadoras é que são muito lentas para inovar na parte de instrumentação eletrônica dos veículos.

      • daneloi

        Também acho que existe, mas não sei se seria tão barata assim.. ao menos para o consumidor final…

  • Zé Mundico

    Seguinte, garotada. Existe uma maneira super simples de saber se o posto está roubando. Dá um pouquinho de trabalho mas vale a pena.
    Ao abastecer, verifique os dados informados na bomba, tipo preço por litro, quantidade de litros abastecidos e preço total. Está tudo lá e basta prestar atenção.
    Com uma calculadora (pode ser a do celular) faça a mesma conta, isso é, divida o valor pago pelo preço do litro, que dará a quantidade de litros abastecidos.
    O resultado terá que ser EXATAMENTE O MESMO da bomba. Se for diferente, tem alguma coisa errada.

    • 868686

      ????

    • Mas nesse tipo de fraude o sistema não corrige a falha? Tipo assim, eu peço para colocar 50 litros e o dono do posto aciona a fraude e coloca somente 48 litros? Mas na bomba devem aparecer os 50 litros, creio eu? Mesmo que no tanque do carro tenham sido colocados 48.

      • Sérgio Barbosa

        Sim. Acho que ele estava sendo irônico. As fraudes não são tão óbvias como na explicação dada. É claro que na bomba a conta estará sempre correta. O que o consumidor não sabe é quantos litros foram de fato despejados no tanque.

      • Zé Mundico

        Tá, mas se entrar 48 litros e cobrar 50, o preço final não vai bater.
        Pode até ser que “bata” na bomba, mas é uma proporção errada.
        A “sua” conta da calculadora é que servirá para tirar a prova.

        • Marcelo Alves

          Essa fraude altera a leitura de litros da bomba, provavelmente faz o sensor interpretar que a quantidade de combustível que passou foram 50 litros, mas na realidade passaram 48 litros, dessa forma no visor da bomba irá ficar tudo certo e não será possível perceber a fraude, o único jeito de descobrir seria desviando o combustível do carro para um galão separado escondido dentro do carro e então conferir a real quantidade de combustível que entrou no galão.

    • FrankTesl

      Na prática, a medida mais barata a se fazer para evitar pagar mais por menos é comprar dois ou três galões de 10 litros, encher na bomba verificando se a leitura é de 10 litros mesmo, virar no seu tanque, enquanto isso encher o segundo galão na bomba , sempre de olho no medidor. Pelo menos evita do cara querer acionar a maquininha da adulteração do medidor na sua frente
      O problema é que vai demorar mais para encher um tanque do que carregar bateria de carro elétrico… imaginem uns cinco ou seis clientes fazendo isso ao mesmo tempo, só para medir litro a litro se as leituras da bomba estão certas…

    • Wagner Lopes

      A fraude é exatamente no sistema que informa para a central da bomba quantos litros passaram pelo medidor de volume. Exemplo: passam 10 litros pelo contador de volume mas um chip no meio do caminho distorce o valor e informa para a central da bomba que passaram 11 litros entendeu…

    • Guedes

      Putz, cara. A fraude consiste em justamente enganar quem faz esse tipo de conta. O bomba mostra a conta correta, mas o que entra é que não está correto. Uma simples conta não vai detectar. Se fosse assim, ninguém era enganado.

  • Cincinato

    A resolução do problema é bem simples:

    Auditorias surpresas, o posto que for pego terá que ser fechado sem volta.
    E o dono tem que devolver boa parte do lucro obtido.

    Não pera, estamos no Brasil 😧

    • Freaky Boss

      desde que comprovado, também acho que o remédio é fechar o posto ou aplicar uma multa monumental de grande.
      Mas aqui no Brasil a mania é passar a mão na cabeça e chamar de coitadinho e ouvir professor de universidade dizer que está tudo lindo porque não feriu o “estado democrático de direito”.

  • Guido Ferreira de Almeida

    Um carro que informa a quantidade de litros no tanque é o Omega CD. Alguém podia fazer esse teste, o tanque é grande, são 70 litros, da pra ver certinho se estão fraudando ou não.

  • Pedro Henrique

    uma dica fácil é
    abasteça sempre no mesmo local de confiança, sempre abasteça o tanque cheio se possível e com isso em mente SAIBA quanto de combustível cabe no seu tanque e a quantidade que indica a reserva, vá abastecer sempre na mesma época se possível, assim você sempre vai ter um mesmo valor, sempre no click da bomba e você vai notar se foi a menos ou se marcou a mais.

  • konnyaro

    A solução para isto no Brasil seria voltar a utilizar as primeiras bombas de abastecimento, onde o combustível era bombeado dentro de uma cuba de vidro graduado em litros para depois ser enviado por gravidade ao tanque do veículo:
    https://ipemsp.files.wordpress.com/2010/05/nova1.jpg

  • Rodrigo

    Isso só vai acabar quando os cidadãos de bem tiverem novamente o direito de andarem armados.
    Roubou? Vai comer azeitona e pegar o recibo com o cão…

    • Guedes

      E se não roubou e comeu azeitona faz como? volta com a azeitona?

      • Rodrigo

        Não faz, mas pode ter certeza que outros pensariam 25x antes de cometer o mesmo tipo de delito.

        • Guedes

          Vamos então confiar no discernimento da nossa educada população, e em todos virarem juízes e poderem executar sentenças de morte a hora que quiserem! vai dar certo sim, pode confiar!

  • Carlos Vinicius Amadeo Rosin

    Reportagem bem furreba hein…..está tão confiável que é a mesma coisa de perguntar pro frentista se a gasolina dele é boa..kkkkkkk

  • FPC

    eu acho que uma maneira de saber se há adulteração ou não, é ter um carro com computador de bordo e quando for abastecer sempre pedir para encher o tanque até o primeiro travamento. Dai você faz a média na bomba e compara com o computador de bordo, se der uma diferença gritante é porque tem algo errado, pelo menos no meu up! a média é sempre identica entre bomba e CB, pelo menos no Etanol, chega a ser exato, agora na Gasolina dá uma diferença de meio km/l.

  • Eng Turbo

    Existe uma outra adulteração que não é tão divulgada. Vc para na bomba de gasolina, abastece e paga por gasolina, porém o que é colocado no tanque é alcool. Como eu sei disso? Fui vitima e depois que entrei em contato com a ANP pra abrir uma reclamação e realizar a denuncia, me dei conta de como funciona o “esquema” entre a ANP e postos corruptos.
    Era um posto de bandeira, extremamente movimentado e com preços ACIMA de média.

  • sigma7777777

    Sigo sempre a primeira dica, pois certamente se existe bom movimento no posto, tanto de frota quanto de caminhoneiros, é sinal de que alguém tem um olhar bem apurado e às vezes também é devido a comida do restaurante ser boa e barata rs.

  • cepereira2006

    Outra forma de controlar é conhecendo o seu carro. Em uma rotina é fácil estabelecer o consumo médio do seu carro com um aplicativo. Uso o Fuelio, grátis para Android. Se ao abastecer o carro em determinado posto ele passou a “consumir” mais , desconfie deste posto.

  • Antonio Luiz DE Cario

    Por ai a gente chega a conclusão, que este pais não são só os politicos que não presta tambem o povo a grande maioria são desonestos.

  • Marquinhos

    Só sei que já passou da hora dos carros terem um sistema que nos avisaria os litros abastecidos por meio de um aplicativo no celular ou pela própria tela do carro . Ouvi dizer de um protótipo que estava sendo desenvolvido pelo SENAI em Bauru que faria isto, mas depois nunca mais ouvi nada.

  • João R

    Como um país pode ir para frente com seres humanos canalizando energía dessa maneira tão mezquina e péssima (ainda por cima possuindo um posto de combustível para faturar e lucrar)?
    Existem pessoas do BEM colaborando, cada um com sua pequena parte, trabalhando por aí, fazendo acontecer e pagando pelo que precisam sem querer roubar a ninguém… e mesmo assim, surgem canalhas querendo tirar vantagem e lucro disso???

    Esse país o que precisa é de uma FISCALIZAÇÃO rigorosa com multas astronómicas em aqueles sistemas que gerem fraude nas multidões. No exemplo dos postos.. muito simples: NOTIFICA com 90 días de antecedência das medidas rigorosas a serem aplicadas… e depois aplica sem pena alguma e quem brincar com isso… tira a licença do posto, fecha a tornera e fim da história!!!

    Assim que um posto sofrer as consequências… publica o punido num site que o resto de postos tenham acesso e podem ter certeza que o resto vão pensar 2 vezes na hora de brincar com essa P$%A de sisteminha-chip!

  • 1945_DE

    Infelizmente o consumidor não tem como se proteger. He Brasilsão veio de gerra. Não muda nunca.

  • jkpops

    Abasteço em alguns postos shell e tambem em um da rede orion esta tem uns12 postos o etanol está 1,99 e a gosolina 2,99 mas tem um posto ipiranga que está 1,89 desconfio pois geralmente os postos ipiranga são até mais caros que os BR e Shell

  • HENRY ME

    Já denunciei na Anp sem reposta

  • Lucas de Lucca

    Sempre completo até o primeiro desarme da bomba assim que acende a reserva. Nessa condição sempre varia entre 42 ~ 43 litros. Se ficar acima disso desconfio e não volto no posto nunca mais.

  • Robert

    mudou minha vida essas dicas …kkkkkkkkkkkkk. não entendo como perdem tempo escrevendo essas besteiras. Materia infantil, pelo visto não sabem como os donos de postos agem para fraudar.

  • José Barbosa

    Vai chegar uma hora em que ou vamos ter que gastar uma nota com sensores absurdamente precisos, para contestações judiciais, ou criar algum tipo de “balde” no qual o frentista bota o combustível e depois carrega para o tanque.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend