Motor Peugeot PureTech 1.2 turbo

 

psa puretech 1


Os fabricantes de automóveis franceses sempre se uniram para fazer determinados produtos a fim de atender os requisitos de seu mercado automotivo ou do europeu.

Isso também permite que alguns projetos possam alcançar êxito dentro e fora das fronteiras nacionais e destacar a indústria do país no cenário internacional.

A PSA Peugeot Citroën é um dos exemplos, pois o outro logicamente é a Renault. A fabricante francesa tem um renome internacional em termos de desenvolvimento de motor e, na atualidade, seu nome – no caso da Peugeot – está intimamente ligado a alguns motores de marcas famosas, em especial com o uso de óleo diesel.

Recentemente, um motor se destacou no cenário europeu por sua eficiência e tecnologia. Este é chamado internamente de EB, mas é comercialmente conhecido como PureTech.

Trata-se de um motor de três cilindros com bloco e cabeçote de alumínio, que a PSA introduziu na gama de produtos da Peugeot, Citroën, DS e mais recentemente nas anglo-saxônicas Opel e Vauxhall.

psa puretech 2

Índice

Família EB

A família de motores EB da Peugeot Citroën é composta basicamente por quatro motores, embora com duas cilindradas, mas sempre com três cilindros e tendo como características principais o baixo consumo de combustível, emissão de poluentes reduzida, boa performance e ótimo torque em baixas rotações.

A primeira versão é PureTech 68, sendo essa 1.0 litro (999 cm3) de 68 cavalos a 6.000 rpm e 9,7 kgfm a 3.000 rpm. Essa variante tem baixa emissão de CO2, inferior a 100 g/km e é oferecida em alguns modelos do grupo.

A PSA poderia ter turbinado essa variante, mas a decisão foi pela versão de volume maior, a PureTech 82. Esta, por sua vez, apresenta volume de 1.199 cm3 e na versão de aspiração natural, tal como o 1.0, ela entrega 82 cavalos a 5.750 rpm e 12 kgfm a apenas 2.750 rpm.

O PureTech com 1.2 litro é oferecido também no Brasil, onde recebeu tecnologia flex com injeção indireta de combustível dotada de pré-aquecimento do etanol, facilitando assim a partida em dias frios.

Na calibração para nossa gasolina (E27) e etanol (E100), o propulsor de três cilindros ganhou mais potência e torque, passando a ter 84 cavalos e 12,2 kgfm com gasolina, mas sem alteração na rotação de potência máxima, que continua em 5.750 rpm.

peugeot 208 allure 12 avaliação NA 50

Já o torque máximo continua sendo atingido a 2.750 rpm. Com exceção do motor EA111 1.6 8V da Volkswagen, o PSA PureTech 1.2 Flex é o motor aspirado pequeno que atinge seu pico de torque máximo em menor rotação.

Com etanol, a potência sobe para 90 cavalos e o torque atinge 13 kgfm. Aqui, o motor equipa os modelos Peugeot 208 e Citroën C3, alcançando elevado nível de eficiência energética.

Tanto na Europa, quanto aqui, esse motor tem se mostrado promissor e vem recebendo diversas premiações por conta disso. O PSA PureTech possui o título de “Motor do Ano” na Europa, na categoria entre 1.0 e 1.4 litro, vencendo em 2015, 2016 e 2017.

Mas os prêmios não são referentes apenas aos motores aspirados da família EB. Os outros dois são turbinados e levam boa parte do crédito.

psa puretech 4

PureTech Turbo

Centrado apenas no volume de 1.199 cm3, o PureTech Turbo possui duas versões de potência e torque, ambas com turbocompressor, injeção direta de combustível e intercooler.

A missão do pequeno é substituir os longevos motores EC5 e EC8, sendo primeiro 1.6 – oferecido aqui nos modelos 208, 2008, C3, Aircross, Partner e Berlingo. O segundo é 1.8 de 136 cavalos, não vendido aqui.

Os dois fazem parte da velha família TU, que está saindo de cena.

Como um bom complemento ao motor Prince, mais conhecido como THP, o PureTech Turbo chama atenção por ter alto torque em baixa rotação, além de performance de motor grande, mas com consumo de motor de entrada.

No PureTech 110, o 1.2 turbinado oferece 110 cavalos a 5.500 rpm e 20,8 kgfm a 1.500 rpm. A outra versão é a PureTech 130, que naturalmente tem 130 cavalos a 5.500 rpm e 23,4 kgfm a 1.750 rpm.

Ambos possuem versões com Start&Stop, que é o sistema de desligamento automático do motor com o carro parado e engatado.

Ambos já atendem as normas Euro 6 e podem receber transmissões manuais de cinco ou seis marchas, além de automáticas com seis ou oito velocidades. A dupla é um pouco mais fraca que os motores que estão substituindo, mas isso é apenas em potência (6 cavalos para 1.6 e 1.8).

Por outro lado, a força disponível em baixa chega a superar o motor 2.0 usado anteriormente pela Peugeot, bem como a faixa de força plana que permite manter a carga máxima em um regime de rotação bem amplo, garantindo assim mais conforto ao dirigir e performance superior aos motores EC que estão saindo.

psa puretech 7 1

Usado na Europa e na China, o PureTech Turbo só falta chegar ao Brasil, onde se espera que equipe o Citroën C4 Cactus, que chega ao país nos próximos meses. Mesmo na versão de 110 cavalos, o rendimento é muito superior ao 1.6 de até 118 cavalos e dará ao crossover o melhor de dois mundos: performance e economia.

Tudo isso com baixa emissão de poluentes. Também se espera que tenha tecnologia flex e que mais adiante equipe também o Peugeot 2008, assim como o 208 e Aircross. Na Europa, o PureTech Turbo é usado até em modelos médios, mas isso não deve acontecer aqui por conta do Prince THP.

Na China, o motor entrega 136 cavalos e é chamado de THP, embora não pertença à família Prince. O mesmo ocorre com a atualização deste para o novíssimo 508, sendo chamadas as versões de 180 e 225 cavalos de PureTech.

Peugeot 308 2018 30

 

Veja na lista abaixo, alguns modelos que recebem o motor PureTech:

Peugeot

  • Peugeot 108 1.0 68 cv
  • Peugeot 208 1.0 68 cv – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv
  • Peugeot 2008 – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Peugeot 301 – 1.2 82 cv
  • Peugeot 308 – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Peugeot 3008 – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Peugeot 408 – 1.2 130 cv (China)
  • Peugeot 5008 – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv

Citroën

  • Citroën C1 – 1.0 68 cv
  • Citroën C3 – 1.0 68 cv – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv
  • Citroën C3 Aircross – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Citroën C4 Cactus – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Citroën C4 Picasso – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Citroën Grand C4 Picasso – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Citroën C4L – 1.2 130 cv (China)
  • Citroën C-Elysée – 1.2 82 cv

DS 

  • DS 3 – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • DS 4 – 1.2 130 cv
  • DS 4S – 1.2 136 cv (China)
  • DS 4LS – 1.2 136 cv (China)

Opel/Vauxhall 

  • Opel/Vauxhall Crossland X – 1.2 82 cv – 1.2 110 cv – 1.2 130 cv
  • Opel/Vauxhall Grandland X – 1.2 130 cv

psa puretech 5

Futuro

Produzido pela Française de Mécanique, empresa local que produz motores para a PSA desde os anos 70, mas que também faz os motores Energy da Renault, situada em Douvrin, o PureTech também é produzido em Trémery, o que se deu bem recentemente.

Fora da Europa, apenas Xiang Yang, na China, faz o propulsor. A demanda é alta e espera-se que atinja um milhão de unidades fabricadas até 2019. Ao lado do Prince (EP), a família EB compõe hoje a espinha dorsal em termos de motorização a gasolina da PSA.

Em realidade, as duas famílias sustentarão a gama híbrida futura, visto que a PSA abandonou a evolução dos motores diesel BlueHDi. O PureTech será fundamental não só na Europa, mas no Mercosul, equipando a nova geração de carros da Peugeot e Citroën na região.

Por ora, a empresa francesa não estendeu o turbo para seu motor de 82 cavalos, mas pode faze-lo se as metas de emissão não forem alcançadas.

Da mesma forma, seguindo o caminho de sua conterrânea Renault, a PSA pode gerar até uma versão mais potente do EB, que poderia alcançar 160 cavalos ou pouco mais para substituir o 1.6 THP de 165 cavalos.

Ou seja, haveria um 1.2 PureTech Turbo bem mais potente, mas a mudança poderia gerar um aumento necessário de volume, chegando a 1.3 talvez. Por ora, o Prince continua atuando de 125 a 275 cavalos.

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.