Polo e Virtus ganham versão Sense para PCD a partir de R$ 69.990

Polo e Virtus ganham versão Sense para PCD a partir de R$ 69.990

A Volkswagen lançou uma versão específica para clientes PCD, a Sense. Ela estará disponível nos modelos Polo e Virtus a partir de fevereiro por R$ 69.990, valor que fica dentro do limite legal de R$ 70.000, onde a isenção fiscal é integral para este segmento, o que inclui ICMS, IPVA, IPI e rodízio em São Paulo. Segundo a VW, as vendas para consumidores portadores de deficiência cresceram 318% em 2018.


Apesar da versão ser a mesma, Polo e Virtus Sense apresentam motorização diferente. O Polo Sense 200 TSI tem motor EA211 1.0 TSI Flex com 116 cavalos na gasolina e 128 cavalos no etanol, ambos com 20,4 kgfm a partir de 2.000 rpm. O câmbio é automático de seis marchas com sistema Tiptronic.

Já o Virtus Sense MSI tem motor EA211 1.6 16V Flex com 110 cavalos e 15,8 kgfm com gasolina ou 117 cavalos e 16,5 kgfm no etanol. Porém, a Volkswagen divulgou em sua nota que a potência do mesmo chega até 120 cavalos. O câmbio também é automático de seis marchas.

Polo e Virtus ganham versão Sense para PCD a partir de R$ 69.990

De série os Polo e Virtus Sense vem com ar-condicionado, direção elétrica, vidros (one touch) e travas elétricas nas quatro portas, luzes de leitura dianteiras e traseiras, chave canivete com controle remoto, USB, suporte para celular com USB, multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas e sistemas Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink.

Além disso, a dupla carrega também controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, bloqueio eletrônico do diferencial, retrovisores com ajustes elétricos e tilt down, rodas de aço aro 15 polegadas com calotas, sensor de estacionamento traseiro, faróis de dupla parábola, entre outros.

Segundo a marca, os modelos Polo, o Fox e o Virtus foram os mais vendidos da VW nesse segmento, que se espera ter presença marcante dos modelos Gol (vice-líder de mercado em novembro) e Voyage, que agora dispõem do mesmo câmbio automático de seis marchas.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.