Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático

Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático

Você sabe o que é a função Overdrive Off do câmbio automático? Bem, algumas caixas automáticas possuem uma função bastante interessante, que é chamada de Overdrive Off.


Independentemente de ser uma transmissão por engrenagens ou um câmbio com correia/polias (CVT), a função Overdrive Off pode ser introduzida, dependendo da proposta do fabricante do veículo.

Ela é acionada por um botão adicional na alavanca de câmbio automático e seu funcionamento é indicado no painel de instrumentos. Basicamente, existem três situações onde a função Overdrive Off pode ser usada. Mas primeiro vamos entender o que é a função Overdrive.

O que é Overdrive?

Overdrive é a última marcha do câmbio automático, podendo ser a quarta marcha no caso de um câmbio de quatro marchas, a quinta marcha no caso de um câmbio com cinco marchas, e assim por diante.

Normalmente, usamos o câmbio com o Overdrive ligado, ou Overdrive On, assim o carro tem à sua disposição todas as marchas do câmbio automático. Na maioria dos modelos não existe indicação de Overdrive ligado, ou seja, só quando deixamos ele em Off é que uma luz aparece no painel.

Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático

Quando usar o Overdrive Off?

Falamos anteriormente que temos três ocasiões onde se pode usar a tecla “Overdrive Off”.

A primeira está relacionada com subidas muito longas, tais como uma serra, por exemplo.

Para se evitar uma variação – muitas vezes indesejável – nas trocas de marchas (no caso de engrenagens) ou alternância de rotação (CVT) durante esse trecho, o O/D Off pode ser utilizado com tranquilidade.

Isso vai garantir que o câmbio segure uma marcha ou mantenha uma relação mais curta, a fim de manter um giro alto e adequado para vencer o esforço dessa subida.

A segunda situação é em descidas de serra ou declives longos, quando o O/D Off também pode ser usado como freio-motor.

É importante ressaltar, porém, que isso deve ser feito em trechos suave, cuja inclinação não passe de um máximo de 6 graus. Em situações diferentes, com inclinação maior, o sistema pode ser sobrecarregado.

Por fim, o terceiro uso dessa função é conseguir atingir a velocidade máxima do modelo.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.