Etc Tecnologia

Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático

Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático

O que é a função Overdrive Off do câmbio automático? Bem, algumas caixas automáticas possuem uma função bastante interessante, que é chamada de Overdrive Off.


Independentemente de ser uma transmissão por engrenagens normal ou um câmbio com correia/polias (CVT), essa função Overdrive Off pode ser introduzida se necessário, dependendo da proposta do fabricante do veículo.

Ela é acionada por um botão adicional na alavanca de câmbio automático e seu funcionamento é indicado no painel de instrumentos. Basicamente existem três situações onde a função Overdrive Off pode ser usada. Mas primeiro vamos entender o que é a função Overdrive.

O que é Overdrive?

Overdrive é a última marcha do câmbio automático, pode ser a quarta marcha no caso de um câmbio de quatro marchas, ou pode ser a quinta marcha no caso de um câmbio com cinco marchas. E assim por diante.


Normalmente usamos o câmbio com o Overdrive ligado, ou Overdrive On, assim o carro tem à sua disposição todas as marchas do câmbio automático. Na maioria dos modelos não existe indicação de Overdrive ligado, ou seja, só quando deixamos ele em Off é que uma luz aparece no painel.

Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático

Quando usar o Overdrive Off?

Falamos anteriormente que temos três ocasiões onde se pode usar a tecla “Overdrive Off”.

A primeira está relacionada com subidas muito longas, tais como uma serra, por exemplo. Para se evitar uma variação – indesejável muitas vezes – nas trocas de marchas (no caso de engrenagens) ou alternância de rotação (CVT) durante esse trecho, o O/D Off pode ser utilizado com tranquilidade, já que ele então segura uma marcha ou mantém uma relação mais curta, a fim de manter um giro alto e adequado para vencer o esforço de subida.

Em descida de serra ou declives longos, o O/D Off também pode ser usado como freio-motor, mas desde que seja um trecho suave, cuja inclinação não passe de um máximo de 6 graus. Por fim, o terceiro uso dessa função é conseguir atingir a velocidade máxima do modelo.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Utilizando a função Overdrive Off em câmbio automático
Nota média 3 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • sushiman

    Cambio automatico do Etios é bom?

    • Marcio Vianna

      É o mesmo do Corolla anterior – Aisin AT-4 – o que ganhou fama internacional de “inquebrável”.

      • Mr Andrey

        Todos aisin são bons.

        • Marcio Vianna

          Exatamente.

        • Thiago Garcia de Lima

          Astra, Vectra e Zafira também?

        • PEDAORM

          São confiáveis, mas esse AT4 já é muito antiquado, não sei se dá para chamar de bom. Talvez bom para a categoria.

          • Marcio Vianna

            Consegue os mesmos números de consumo de combustível dos câmbios CVT de Nissan e Honda. Não é o mais moderno câmbio automático, entretanto é tão eficiente quanto os atuais.

            • João Cagnoni

              Oi? É tão eficiente quanto os atuais e tão bom quanto o CVT da Nissan e Honda? Em qual mundo você vive?

              • Marcio Vianna

                No mundo real e não no “fantástico mundo do eu sou um grande entendendor de carros”.
                Consumo – gasolina:
                Honda City 12,3 – 14,5
                Nissan Versa 11,6 – 14,1
                Toyota Etios 12,2 – 14,9
                Fonte: Inmetro – Concept

                A quem apenas deseja criticar algo sem antes estudá-lo; a esse Aisin At-4 foi adicionado o moderno composto eletrônico Acelerômetro que mede a inclinação e a aceleração do veículo, o câmbio não é indeciso em subidas e responde imediatamente quando requisitado. Já andei e elogiei o resultado. Levante-se, vá à concessionária e comprove.

                • João Cagnoni

                  Seu “moderno composto eletrônico Acelerômetro” existe no meu AL4 de 20 anos atrás. O Etios apresentou estes números de consumo pois é mais fraco e muito mais leve que os outros que você comparou, com certeza não é por causa do câmbio. Se você acha o câmbio tão bom, compare a evolução do próprio Corolla com AT4 e com o novo CVT. Convido quem já andou nos 2 pra dizer se teria novamente um AT4.

                  • Marcio Vianna

                    Rapaz, aqui temos o Nissan Sentra e adquirimos esse Etios automático para fim empresarial. Sabemos muito bem o que estamos dizendo e ando em ambos com o mesmo prazer e conforto. Ambos são bons automóveis, duas compras conscientes e agradáveis. Não são dê sua preferência? Ok, gosto cada um tem o seu.

                    • João Cagnoni

                      Não sentir diferença entre um Etios e um Sentra pra mim é demais.

                    • Marcio Vianna

                      Essa é a sua opinião? Nossa alterou o meu dia.

                    • João Cagnoni

                      Vai apelar? Continue argumentando. Fanboy de marca é assim, quando perde a conversa muda de assunto. Falando nisso, consultei o Sentra 2.0 CVT e está com consumo bem próximo ao Etios 1.5 AT, sendo o mesmo consumo usando etanol na estrada. Mas afinal, câmbio de 4 marchas é ruim, só é bom quando é Toyota, né? Pare de defender marcas meu amigo… Estão te empurrando um 4 marchas por um preço altíssimo, abra os olhos para a realidade. O Etios é o carro que a Toyota tem vergonha de oferecer em países desenvolvidos.

                    • Marcio Vianna

                      Adoraria, mas algumas pessoas mantém-se produtivas mesmo sob condições adversas – frio, chuva e etc. Então, siga seu dia, pois seguirei o meu.

                    • João Cagnoni

                      Me dá o dedinho? Vamos fazer as pazes?

                    • Marcio Vianna

                      ;)

                    • Marcio Vianna

                      Custou R$ 12.000,00 a menos do que as demais opções. Todas são caras devido à primazia da economia financeira em detrimento da economia produtiva que consome 45% do orçamento público e esta transformando os brasileiros em escravos da dívida para benefício de 10.000 famílias muito bem arquitetado por Meirelles durante o primeiro governo Lula, quando trocou a dívida externa brasileira com o FMI da 4% de juros ao ano pela emissão interna de títulos do tesouro remunerados pela Selic + inflação anual – o mesmo que está retornando como o gênio da economia. Pesquise a respeito. Tenha um bom dia.

                • João Cagnoni

                  Aproveitando o meu tempo livre, frio e indisposição pra trabalhar, consultei a tabela oficial do Inmetro. Os números divergem dos seus: Etios X 1.5 AT4 – 12,0/15,0, City 1.5 CVT – 12,0/15,0, Versa CVT: 12,0/14,0. O Etios ainda possui 150kg a mais que os outros 2, e o motor é mais fraco, principalmente em relação ao Versa. Não dá pra comparar.

                  • Marcio Vianna

                    Considerando os seus números – nem vou questionar a autenticidade – os dados são os mesmos!
                    É, realmente não dá para comparar…
                    Nossa não sabia que é você quem carrega o automóvel e não o contrário – que diferença faz o peso sendo o consumo o mesmo?!?

                    • João Cagnoni

                      Está me perguntando a diferença que faz o peso no consumo?

                    • Marcio Vianna

                      Não, o resultado objetivo, já que o consumo é o mesmo. Interpretação.

          • Mr Andrey

            Claro que sim, eu acho ele bom apenas não tem nenhuma esportividade ou mta tecnologia, porém ele troca as marchas automaticamente e de modo bem suave,seu propósito, então eu considero bom. Vlw

            • Guilherme

              Eu tenho um vectra 2.2 at4 e já andei em cruze at6. O vectra não tem nenhuma esportividade mesmo, mas o câmbio do cruze chegava a irritar de tanta indecisão (não sei se melhoraram a programação). Acho que depende muito do acerto do fabricante mesmo. Já andei na zafira tb e parecia q o motor ia explodir, de tanto q o conversor de torque patinava. Chegava a irritar qq aceleração leve o motor subia pra 3, 4k rpm

              • João Cagnoni

                O Cruze é fraco e pesado perto do Vectra, a indecisão é falta de força, assim como acontece no Civic 1.8. Compare o torque dos motores.

                • beto

                  Neste ponto vou discordar já que já tive estes 3 carro que vc citou. Nesta comparação cruze anda mais e tem o mesmo consumo.

              • Efulefante

                Provavelmente porque a o toque máximo ou boa parte dele está por aí nessa faixa de rotação

        • João Cagnoni

          Aisin e ZF são ótimos câmbios.

    • beto

      É bom, mas os concorrentes já tem 6 marchas. Combina com o design do etios, bem anos 90.

      • João Cagnoni

        Etios será o novo Palio, com tecnologia da década de 80.

    • João Cagnoni

      Depende do caso. Eu não aceitaria um AT de 4 marchas em um carro 0km.

  • Alvaro Guatura

    Nunca vi esse ícone no painel

    • “ela pode ser introduzida se necessário, mas isso depende da proposta do fabricante do veículo.”
      Galera que não lê/interpreta direito as coisas… ZzZzZZZZzz

      • Alvaro Guatura

        Li e interpretei, querido.
        Se facilita pra você entender, eu nunca vi esse ícone no painel de nenhum carro que eu dirigi ou andei de carona.

        • Pipo pipo

          Na Fielder tem, no Grand Vitara aparece como “Power”. No Suzuki ele apenas segura a marcha engatada por mais rotação, já na toyota você sentia imediatamente mais força no motor. Não sei se fui claro mas é a minha experiência com esses dois carros.

          • saosao

            Eu usava no corolla, e pelo que pude perceber, ele apenas não engatava a 4a. marcha, tendo como resultado o descrito na reportagem.

    • duhehe

      No corolla (2002~2008) tem, no Tiida e na Livina tbm,

    • xyzR2

      Kia Picanto 2004-2008 tbm tem, mas discordo quanto a atingir velocidade máxima embora nunca tenha passado dos 120.

  • Marcos Souza

    Alguns câmbios dispensam essa função como o gf6 da GM. Ele tem um acelerômetro que sente quando o carro está numa subida ou descida e não sobe marchas para não perder rotação no caso das subidas e faz o freio motor no caso das descidas.
    O único jeito de fazer o câmbio subir marcha numa subida é mudar manualmente e no caso das descidas ou vc muda manualmente ou acelera…

    • Edson Fernandes

      Exatamente o mesmo no Fluence que apesar de ser CVT ele tem essa inteligencia. Caso queira, tem a operação sequencial se necessário tbm.

    • Pacheco

      O Cambio da PSA tem a mesma coisa. Vc está numa descida e alem dele não soltar o cambio, ele até reduz marcha fazendo freio motor. Numa freada mais forte, ele até joga o giro lá pra cima ajudando no controle do carro.

  • Alexandre Monteiro

    Essa função está normalmente presente em câmbios mais antigos, praticamente todos o câmbios automáticos de 6 ou relações (câmbios automáticos de engrenagens) já não possuem mais essa função, devido acelerômetros e inclinômetros que detectam a necessidade ou não de uma retenção de marchas.

    • th!nk.t4nk

      Até estranhei fazerem uma matéria sobre algo já ultrapassado.

      • Pacheco

        Cambio CVT ainda possui. Mas os cambios atuais sequenciais, raramente tem.

    • Giuliano Luchetti

      o seu inclinômetro por acaso é oq o resto do mundo conhece como giroscópio? ou nível???

  • André

    Overdrive nada mais é que a marcha com relação mais longa, em cambio automáticos sem este dispositivo, para fazer o “overdrive off”, basta usar a função manual e reduzir uma marcha ou no caso de um cambio simples como o do Etios, colocar a alavanca no 3.

  • pedro rt

    in off- uma funcao diferente e muito pouco usada em todos os carros e o tal CUT OFF vc tira a chave da ignicao a uma determinada velocidade e qdo se diminui no transito vc coloca a chave dnovo na ignicao… da pra economizar com isso

    • Thiago Garcia de Lima

      Dai quando o volante travar voce enfia a chave onde? Cutoff ocorre quando se retira o pé do acelerador acima de determinada RPM, no meu carro é à 1600RPM por exemplo.

      • Raone

        Ai ele enfia a chave no cutoff dele quando faltar freio e a direção travar!!!

    • Boris

      impressionante

    • Zé Mundico

      Puxa, deve ser emocionante economizar desse jeito!!

    • PEDAORM

      Não tentem isso em casa!!!

  • Raone

    Materiazinha mais meio boca… Todos os cambio automáticos de hoje já tem uma função semelhante que se aciona automaticamente, sem necessidade de botão nenhum.

    • Thales Sobral

      Dá um desconto, 4 rodas foi boa 20 anos atrás.. Hoje em dia tá fraquinha…

    • Ciro Junior

      Pra pessoas que ainda tem o carro com esta função, serve sim.
      Respeita o trabalho dos outros.

  • Matheus Conrado

    Nos câmbios modernos isso não existe mais… no Gf6 No momento que ele sente qualquer ladeira ele reduz a marcha, e em qualquer subida a marcha é reduzida rapidamente pra evitar a perda de desempenho.. Nos At4 esse botão desativa a última marcha e o giromfica mais alto…

  • Aires Jone

    Eu tenho usado muito quando não necessito de ter o carro a correr muito. É como se ela desabilitasse a 4a velocidade da caixa e assim me permitisse fazer ladeiras sem ter o pé no travão.

  • Eliezer

    Temos um Nissan Grand Livina aqui no serviço que tem essa função…

  • Fernando

    No automatizado i-motion deve ser o modo S (sport), pois ele faz isso (segura as marchas até uma rotação elevada).

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email