Volkswagen ID.3 perde 7% da carga da bateria após 100.000 km

adac ralph wagner
adac ralph wagner

A ADAC, maior associação de motoristas da Europa com milhões de membros na Alemanha, testou um Volkswagen ID.3 por 100.000 km para comprovar a capacidade de sua bateria depois de longa quilometragem.

Tendo avaliado um VW ID.3 Pro S, que dispõe de bateria de 82 kWh, sendo 77 kWh aproveitáveis de fato, a ADAC percebeu que as células do hatch compacto alemão perdeu 7% da capacidade após 100.000 km rodados.

id3 adac 1
id3 adac 1

Nesse caso, os 93% de carga foram verificados pelos engenheiros do Centro de Testes e Tecnologia da ADAC, em Landsberg am Lech, sendo algo que está dentro dos parâmetros esperados pela equipe.

Como se sabe, a VW – assim como quase todos os fabricantes de carros elétricos – dá garantia de oito anos ou 160.000 km para a bateria, que precisa chegar ao limite da cobertura com pelo menos 70% de carga.

Percorrendo mais da metade da distância limite da cobertura da garantia, o ID.3 foi frequentemente carregado em estações rápidas para a equipe da ADAC atingir a quilometragem o mais breve possível.

id3 adac 2
id3 adac 2

Além disso, contrariando à recomendação, o veículo normalmente ficava pronto para o próximo teste na estação de carregamento com um nível de carga de 100 por cento, às vezes por vários dias, segundo apontou a VW.

Como se sabe, o ideal não é carregar a bateria 100%, segundo especialistas, algo que vale até mesmo para smartphones e notebooks, já que isso reduz a vida útil das células.

id3 adac 3
id3 adac 3

A ADAC examinou oito critérios principais e mais de 300 subcritérios , indo desde tecnologia e segurança até manuseio, facilidade de operação e impacto ambiental.

Além disso, a ADAC recomenda que todas as atualizações de software devem ser sempre instaladas, sendo que no teste, o ID.3 recebeu vários pacotes de atualização, autorizadas pela equipe.

id3 adac 4
id3 adac 4

Recentemente, os modelos ID.4 e ID.5 ganham atualização de ano/modelo e nela, constava um aumento na capacidade de recarga rápida, o que veio também para o ID.3, que agora pode usar estações de 170 kW.

Esse novo software melhorou o consumo de energia em distâncias curtas e temperaturas de inverno de 0 a 5 °C.

A equipe ainda testou o planejador de rotas, que ofereceu duas paradas para carga ultrarrápida ou uma longa com capacidade mais lenta.

 

 

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X