Como levantar a suspensão de um carro?

Como levantar a suspensão de um carro?

Trafegar pelas ruas e estradas de nosso país é praticamente um desafio a partir do momento em que você tira seu carro da garagem. O território brasileiro é conhecido por “ostentar” buracos por todos os lados, além de enormes valetas, sendo que passar por eles pode ser uma tarefa árdua para automóveis mais baixos.

Tanto é que os consumidores têm preferido ultimamente os veículos mais altinhos, o que inclui os compactos pseudo-aventureiros, os crossovers e SUVs e também as picapes, sendo que esses últimos são mais robustos.

Alguns modelos sofrem ainda mais com as ruas brasileiras. Como exemplo, muitos proprietários do Ford New Fiesta reclamam constantemente da baixa distância em relação ao solo desse modelo, sendo praticamente impossível não raspar parte do para-choque em valetas mais acentuadas.

Ou seja, é uma “dorzinha no coração” a cada raspada, além de possíveis danos ao veículo e, consequentemente, ao bolso do dono.

Para esses casos, mudanças na suspensão para tornar o veículo mais alto é algo bem complicado. Muitos acabam optando por usar pneus de perfil mais alto para deixar o carro mais elevado.

Porém, para veículos off-road, os condutores acabam se interessando em possíveis alterações no conjunto de suspensão. Na maioria das vezes, eles têm como intuito erguer a suspensão e, assim, aumentar a distância em relação ao solo para garantir o melhor aproveitamento em trechos acidentados (leia-se terra e lama).

Como erguer a suspensão do meu carro?

De início, vale lembrar que alterar a suspensão original de um veículo é um processo bastante minucioso que deve ser analisado e realizado por um profissional da área.

Afinal, ao erguer a suspensão de um carro, aumentando a sua altura, você estará afetando diretamente a dirigibilidade, aerodinâmica, conforto e estabilidade, por exemplo, de um veículo.

Entre os automóveis off-road, uma das maneiras mais conhecidas para se alterar a suspensão é utilizando um kit lift (lift de suspensão ou body lift). Trata-se de um procedimento realizado por empresas especializadas que alteram praticamente todo o conjunto de suspensão.

Como tudo na vida, esse processo tem vantagens e desvantagens ao promover mudanças no veículo utilizando tal conjunto. Confira abaixo.

O que é lift de suspensão ou body lift?

Na teoria, o kit lift tem a concepção bem simples. É basicamente um kit dotado de um conjunto de peças que são inseridas embaixo da suspensão de um carro para que ele fique mais alto, aumentando a sua distância em relação ao solo. Ele está disponível em duas “versões” diferentes: o lift de suspensão e o body lift.

No primeiro caso, o lift de suspensão eleva a suspensão do carro e conta com uma concepção mais complexa, já que envolve a substituição de grande parte dos componentes, com a adição de itens.

Geralmente, ele é inserido nas molas dos amortecedores de suspensão, permitindo que o carro fique um pouco mais alto em relação ao solo. Em alguns casos, é possível ainda trocar as molas e os amortecedores para se obter um resultado ainda maior.

Por outro lado, o body lift (elevador de carroceria) é menos complexo. Ele consiste em calços empregados no conjunto para levantar a carroceria em relação ao chassi. Esse tipo de alteração não pode ser realizado em um carro de passeio dotado de estrutura monobloco, já que os calços são inseridos entre o chassi e a carroceria.

Logo, acaba sendo indicado para picapes e SUVs dotados de carroceria sob chassi. Tal alteração não carece de mudanças na suspensão, que se mantem como original de fábrica.

Quais as vantagens e desvantagens de uma suspensão com kit lift?

A principal vantagem de se instalar um lift de suspensão ou body lift em um automóvel, sobretudo numa picape ou SUV, está na maior altura em relação ao solo.

Com isso, o carro passa a contar com maiores ângulos de entrada e saída, fazendo com que seu desempenho em trechos mais acidentados e com aclives e declives (além de espaços alagados, por exemplo) seja substancialmente melhor.

Há ainda a possibilidade de se instalar pneus maiores, que podem contribuir para um aumento ainda maior na altura do carro.

Entretanto, também há desvantagens ao erguer a suspensão de um veículo com um lift de suspensão ou body lift. Entre elas, a perda de dirigibilidade (em decorrência do centro de gravidade mais alto), em especial em carros que não são referências neste quesito, como é o caso das picapes.

Logo, com a suspensão mais alta, você precisa ter atenção redobrada em curvas e/ou manobras bruscas para evitar capotamento. Isso pode afetar ainda a dirigibilidade, o conforto e o consumo de combustível do seu carro.

Além disso, caso o kit lift seja instalado por um mecânico não tão experiente na área, é possível que seu veículo comece a apresentar alguns defeitos e desgastes prematuros em parte do conjunto de suspensão, além das rodas, pneus e direção, por exemplo.

Como levantar a suspensão de um carro?

Como instalar um lift de suspensão ou body lift?

Conforme comentamos anteriormente, o lift de suspensão ou body lift devem ser sempre instalados por uma oficina especializada com um mecânico de confiança. Caso você não conheça nenhuma, procure por recomendações de clientes anteriores da empresa antes de deixar o seu carro para que ele seja submetido a tal procedimento.

Nesse processo, além da instalação dos novos equipamentos para aumentar a distância do carro em relação ao solo, é preciso que os demais itens usados no conjunto sejam readaptados para que todo o aparato funcione da maneira correta.

Vale ressaltar que, quanto maior a altura em decorrência da instalação do kit lift, maiores serão as modificações nos componentes do carro.

Quanto custa um kit lift?

Como você já deve imaginar, os preços para a instalação de um kit lift em um veículo são variados. Eles são determinados de acordo com o fabricante das peças, a empresa responsável pela mão-de-obra e ainda o veículo que receberá as alterações.

Numa pesquisa rápida entre as empresas que realizam esse tipo de serviço, um kit body lift de três polegadas (cerca de 7,6 cm extras na suspensão) para modelos como Chevrolet S10, Ford Ranger, Nissan Frontier e Toyota Hilux tem preço que beira a casa dos R$ 5 mil, desconsiderando o custo da mão-de-obra.

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.