Manutenção Matérias NA

Motor ferveu: o que fazer?

motor-ferveu-1024x685 Motor ferveu: o que fazer?

Capô aberto, muita fumaça e aquele ar de desespero no rosto do motorista. Talvez você já tenha visto alguém parado no acostamento da estrada com esse problema, ou já tenha passado pessoalmente por isso com o seu próprio carro. Ter que interromper sua viagem e parar o veículo porque o motor ferveu é mesmo uma situação chata, mas ela não precisa ser tão complicada assim.



Claro, não devemos menosprezar esse problema. Quando o superaquecimento no motor ocorre, ele pode trazer outros danos piores a alguns componentes, ou até iniciar um incêndio. Por isso é importante entender por que isso ocorre, quais são alguns indícios que devemos ficar atentos, como evitar o problema e, o principal, como agir se você estiver nessa situação.

Por que o motor pode ferver?

Muitos não entendem os motivos disso, já que os motores hoje são mais modernos e duráveis em comparação com os usados em veículos mais antigos, de décadas atrás. O fato é que, independente das mudanças que foram sendo implementadas ao longo dos anos, o motor não vai funcionar como projetado em altas temperaturas. O ideal é que ele trabalhe entre 90ºC e 100ºC. Quando essa temperatura é ultrapassada, ocorre o superaquecimento e o motor ferve.

A maneira que os veículos tem para evitar que isso ocorra se chama sistema de arrefecimento, e ele funciona com alguns componentes, como radiador, mangueiras, bomba d’água, ventoinha, vaso de expansão e válvula termostática. Aliás, eles não servem apenas para manter a temperatura até certo limite, mas também ajudam o motor a esquentar mais rápido.



Quando você liga o carro de manhã, por exemplo, ele obviamente está frio. Normalmente, ele demoraria mais para esquentar e chegar na temperatura ideal para trabalhar. Mas aí ocorre o fechamento da válvula termostática, que deixa o líquido refrigerante circulando sem passar pelo radiador, onde ele seria resfriado.

Quando a temperatura chega na casa dos 90ºC, a válvula termostática vai abrindo aos poucos, permitindo agora a passagem pelo radiador, que manda o líquido frio. Assim o motor trabalha com a temperatura certa.

Além desse líquido (uma mistura de água desmineralizada e aditivo a base de etileno glicol), a própria passagem do ar com o carro em movimento ajuda a resfriar o motor.

Mas o que acontece quando o carro está parado, como num congestionamento, por exemplo? Obviamente, o ar não entra e ai a temperatura começa a subir. O motor ainda tenta aliviar isso por ligar a ventoinha, que força a passagem de ar pelo radiador.

Em último caso, quando a temperatura sobe ainda mais, ou algum dos componentes que citamos não está funcionando, ocorre o superaquecimento e o motor ferve. Como perceber que isso vai ocorrer e como agir numa situação como essa?

Quais são os indícios de que algo está errado?

motor-ferveu-1024x685 Motor ferveu: o que fazer?

É importante ficar atento aos sinais que o carro dá de que algo não está funcionando corretamente e o motor pode ferver. O primeiro deles, e também o mais simples, é notar a marcação de temperatura do motor, que pode ser vista no painel. Se o indicador está quase no máximo, é hora de parar e ver o que está acontecendo.

Além disso, o painel de instrumentos também tem uma luz vermelha (normalmente com um símbolo de termômetro) que vai acender caso a água do radiador não esteja mais na temperatura ideal para resfriar o motor.

Se a ventoinha fica ligando a todo momento, isso é outro sinal de problema (ou, no mínimo, de seu mau funcionamento). E, em último caso, fique atento ao barulho do motor. Caso ele esteja superaquecido, você deve notar alguma diferença.

O motor ferveu! E agora?

motor-ferveu-1024x685 Motor ferveu: o que fazer?

Como dissemos acima, essa situação não precisa ser desesperadora. Mas você também não pode simplesmente ignorá-la. A primeira coisa a ser feita é encontrar um lugar seguro, parar o carro e desligar o motor. Se continuar dirigindo, o motor vai continuar esquentando, e até mesmo um incêndio pode começar.

Depois que fizer isso, veja se é possível abrir o capô, para que o motor esfrie (só é preciso tomar cuidado se o capô ainda estiver muito quente, pois isso pode causar queimaduras). Aí é preciso esperar, talvez 20 ou 30 minutos.

Se com esse tempo o calor já diminuiu, você vai conseguir observar como está o nível do líquido no reservatório e completar com água, mas apenas para ir até um mecânico. É importante que alguém dê uma boa olhada para descobrir a causa do superaquecimento.

Talvez mais importante do que dizer o que podemos fazer quando o motor ferve, seja mencionar o que NÃO fazer nessa hora:

  • NUNCA abra a tampa do reservatório com o motor ainda quente, pois isso pode causar graves queimaduras!
  • Não adianta colocar água gelada no reservatório, pois essa mudança brusca de temperatura só vai danificar ainda mais o motor.
  • Ter pressa para resolver o problema pode ser perigoso. É preciso esperar o motor esfriar e esperar mais um pouco para abrir o reservatório.

Como evitar que o motor ferva?

É muito importante que o sistema de arrefecimento esteja funcionando bem. Para isso serve a manutenção preventiva, que ajuda a identificar algum componente com defeito ou quebrado, evitando um problema pior depois.

Outro ponto importante é em relação ao líquido que vamos usar. Colocar apenas água, sem a mistura com os fluídos, aumenta as chances do motor ferver. O motivo é que a mistura correta contém uma solução com aditivo anticongelante.

Além de ajudar o motor a trabalhar em temperaturas abaixo de 0ºC, como o próprio nome indica, ela permite ao motor trabalhar em temperaturas mais altas, pois faz a temperatura de ebulição subir para 115ºC. Se usamos apenas água pura, esses limites ficarão em 0ºC e 100ºC.

Verificar o nível desse líquido regularmente, talvez em base semanal, é outra coisa importante. Se você perceber pelas marcações do reservatório que o nível está baixo (com o carro frio, isso seria abaixo do nível máximo), leve seu veículo num mecânico e verifique o que está acontecendo. E, pelo menos uma vez por ano, seria bom trocar todo o líquido, fazendo uma limpeza do sistema e a troca do aditivo.

COMPARTILHAR:
  • El Gato Negro

    “NUNCA abra a tampa do reservatório com o motor ainda quente, pois isso pode causar graves queimaduras!”

    Já vi FRENTISTA fazendo isso. Tanto ele quanto as pessoas em volta se machucaram.

    • Andrew B.

      É o típico caso que você entende que eles estão se preocupando com seu carro. Assim, você sempre voltará ao posto para abastecer! hahahaha…
      Ao abrir a tampa do reservatório,é água querendo sair e ar querendo entrar. Simples. Bolhas de ar no sistema. Aí ferrou.
      E quando puxam a vareta do óleo,com a velha frase conhecida: O nível está baixo,tem que completar!
      Bater metas,se não patrão manda embora..

  • leandro

    Em breve, com os carros elétricos se tornando viáveis, essas cenas ficarão apenas na memória

    • Paulo Lustosa

      Caso consigam autonomia de 800km sem recorrer ao motor a gasolina pra recarregar bateria no caminho, aí sim.

      • Saulo Gomes

        Um dos Teslas já está em 1000.

        • Nicolas_RS

          Sim a surpreendente 48km/h…Imagina percorrer 1000km a 48km/h? É o sonho de todo piloto de Formula1, adrenalina PURA!

          • Saulo Gomes

            Vai falando, quando menos esperar só vai ter carro elétrico, já são melhores em tudo, só falta preço.

            • Nicolas_RS

              KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      • Mauro Schramm

        Eu tinha um Escort a álcool cuja autonomia era de 350 km.

        • Paulo Lustosa

          CHT ou AP? Já consegui percorrer 700km com o tanque de um Del Rey CHT a álcool (57L) com o motor, carburador e ignição totalmente ok.

          • Mauro Schramm

            Era um CHT, ano 1988. Acho que o tanque tinha 45 litros. Essa autonomia era no uso urbano.

    • AlemãoMoreira

      lembro o colega que alguns híbridos ou elétrico ainda mantem sistema de arrefecimento, motor elétrico e bateria também esquenta.

      • leandro

        Está equivocado, elétrico é refrigerado a ar. O híbrido é a pior solução, tem componentes dos dois sistemas, logo manutenção dupla..
        Híbridos só vão servir para longas autonomias (ônibus/caminhão) e também como ponte até os elétricos chegarem de vez

    • Rubem

      em compensação em um defeito mecânico, o motor inteiro praticamente é descartado

      • leandro

        Isso nem eu e nem vc podemos afirmar, ainda não conhecemos, mas motor elétrico convencional vc troca escova e rolamento tá 0km novamente

      • Saulo Gomes

        Dura no mínimo 10 x mais, motores elétricos são jogados fora de velho não pq queimam.

  • 1945_DE

    O que fazer? Prepare o bolso.

  • Saulo Gomes

    Pergunta besta, é só parar de comprar Fiat que você não vai ter mais este problema.

    • HelderV6

      Virou carplace aqui ?

  • Louis

    Já vi em algum lugar que, se o carro estiver superaquecendo, seria bom desligar o ar condicionado, ligar o ar quente e abrir as janelas. Teoricamente faz sentido, mas não sei se ajuda de forma significativa, já que o ar quente utiliza o líquido de arrefecimento para trocar calor.

    • Luciano RC

      Funciona sim… o radiador do ar quente vai transferir uma parte do calor para o ar e segurar mais uns minutos. Pode ser o necessário para encontrar um local seguro para estacionar e buscar solução para o problema.

      Um erro grande que já conheci quem cometeu: A temperatura começar a subir e reduzir a velocidade. Dependendo do problema, isso só agrava já que não entra ar no sistema fora o da ventoinha.

    • Ediomar

      Quando tinha um Vectra fiz isso e o ponteiro imediatamente baixou ,ali dentro do painel tem uma boa quantidade de água fria armazenada e abrindo o ar quente ela se mistura ,mas é só pra poder andar um pouco mais mesmo,no meu caso foi o cebolão do radiador que tinha dado defeito não acionando a ventoinha.

  • Ocorreu comigo uma vez em um corsa 96 e o selo do motor rompeu. Eu não sabia que aquilo existia e o susto foi muito bom. Acho que foi a primeira coias diferente do super básico que aprendi.

    • Louis

      Sabe se o aditivo de arrefecimento estava em ordem? Um dos motivos de corrosão nos selos, é a ferrugem pela má manutenção do sistema.

      • Luciano RC

        O que tem de carro com água cheia de ferrugem. Pior que dependendo do estado da água, nem adianta trocar ou limpar… o correto é sair arrumando tudo que está errado e só ai trocar a água.

        • Victor Hugo

          se colocar aditivo em carro assim, sai vazando por todo lado…

          • Luciano RC

            Sim… as vezes, é melhor deixar como está do que mexer.

      • Rapaz. Primeiro carro. Não sabia de nada. Era só água mesmo por não saber que existia fluido e por não ter grana.

  • 1/2 URSO 1/2 CÃO

    Nunca tive problema de superaquecimento em nenhum dos meus carros, porém uma vez aconteceu algo curioso que relato aqui: Estava no trânsito anda e para da marginal Tietê aqui em sampa e na época eu tinha um vectra motor 2.2 16v com cambio AT, estava um baita calor e eu com a/c ligado e seguindo o transito na boa quando sem mais nem menos o motor apagou sem qualquer luz ou indicio de problema, tentei dar a partida e ele nem virava, como estava bem ao lado de uma baia de escape, consegui encostar o carro e ao abrir o capô para verificar o motor, ví o reservatório de expansão de água vazio, no dia anterior estava no nível normal, tomei um susto. Por sorte havia um posto do outro lado da pista, fui lá e trouxe um galão de água, coloquei e caiu tudo no chão na hora, aí eu ví que uma mangueira havia partido. Enfim chamei o guincho, levei na oficina, mangueira trocada e água reposta, tudo voltou ao normal. O que achei curioso foi o fato do motor apagar e o que o mecânico me disse é que o vectra dispunha de um sensor que ao detectar que a água havia vazado provavelmente muito rápido, cortou a corrente para evitar superaquecimento e consequente dano ao motor.

    • Rubem

      em alta velocidade o motor mantem a temperatura, não subiria. esse sensor é da temperatura e não do rompimento do sistema. ele desliga o carro para não causar danos maiores

  • Retrato do Papai

    meu carro atual é 2013/2014 e tem 46.000km, estou com ele a quase 2 anos e já rodei 10.500km, nesse meu tempo de uso tive que completar 500ml no reservatório de expansão, isso é normal? já fiz uma análise minuciosa e não encontrei vazamento algum… obs: o carro em questão é um fox 1.6 8v

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email