O que é líquido de arrefecimento?

O que é líquido de arrefecimento?

Os carros com motor refrigerado a água possuem líquido de arrefecimento, que permite a troca de calor entre o propulsor e o radiador, onde efetivamente ocorre essa alteração na temperatura com o contato externo, atmosférico.


Então, o que é líquido de arrefecimento?

Antigamente, os carros podiam ter refrigeração a ar ou por meio de água. Hoje em dia, no entanto, apenas as motos ainda conseguem ter rendimento suficiente como o primeiro.

Entretanto, os automóveis todos precisam de um sistema de refrigeração com líquido de arrefecimento.

O motivo é que a troca de calor é mais eficiente com um fluído do que apenas com o ar atmosférico.

Por isso é necessário ter esse elemento líquido para fazer o arrefecimento do motor, evitando danos e equilibrando o funcionamento do mesmo, onde eficiência e desempenho atingirão níveis adequados.

O que é líquido de arrefecimento?

O que é líquido de arrefecimento?

Qualquer fluido utilizado para fazer a troca de calor num sistema de refrigeração é denominado líquido de arrefecimento.

Esse elemento pode ser tanto água quanto um fluído específico para refrigeração, como aquele utilizado pela Honda em seus sistemas de refrigeração selados, que não necessitam de troca frequente.

O líquido de arrefecimento circula dentro do motor, passando pelo bloco e cabeçote, onde acumula a temperatura elevada gerada pelas explosões da combustão da mistura ar-combustível.

Esse calor é então transportado para fora do propulsor através de conduítes metálicos e mangueiras até o radiador, que é o trocador de calor para este tipo de refrigeração.

No radiador, o líquido de arrefecimento passa por serpentinas que ficam expostas ao ar atmosférico, que assim resfria esse líquido, especialmente se acionado o ventilador, que puxa mais ar para acelerar o processo de queda de temperatura.

Assim, o fluido retorna para o motor por meio da bomba d´água, que injeta-o sob pressão no propulsor.

Dessa forma, com um líquido de arrefecimento mais frio, o motor passa a trabalhar numa faixa de temperatura menor, evitando superaquecimento.

Para evitar uma queda brusca nesses níveis, o que traria problemas ao funcionamento do motor, a válvula termostática só permite que esse fluído quente chegue ao radiador em determinada temperatura.

Tipos de líquido de arrefecimento

Água com aditivo

O que é líquido de arrefecimento?

O líquido de arrefecimento é de grande importância para o sistema de refrigeração dos carros modernos. Na maioria dos casos, utiliza-se a água para realizar esse serviço de troca de calor.

No entanto, apenas água não é suficiente para que o rendimento desse fluido seja satisfatório.

Por isso é necessário a diluição de um aditivo em uma parte do total de água. Ele permite que o ponto de congelamento natural da água seja reduzido, evitando assim que o líquido de arrefecimento congele em 0°C, permitindo que o motor possa funcionar corretamente em temperaturas bem baixas.

Além disso, eleva o ponto de ebulição da água (100°C) para um pouco acima, dando assim ao motor uma faixa de temperatura de funcionamento mais adequada, geralmente entre 90°C e 110°C. Mas não é somente isso.

O aditivo ainda reduz a oxidação dos metais que estão em contato com a água, tendo assim a função de manter limpo o sistema de galerias e bomba.

Caso contrário, os resíduos de oxidação entupiriam esses dutos de refrigeração, provocando superaquecimento e danos ao motor.

Líquido de arrefecimento específico

O que é líquido de arrefecimento?

Algumas marcas utilizam um líquido de arrefecimento específico para seus motores, como é o caso da Honda.

Componentes químicos mais fortes que o aditivo comum, como monoetilenoglicol, água desmineralizada (exceto a marca japonesa), aditivos anticorrosivos e corantes fazem parte de alguns desses produtos, que custam bem mais que um simples litro de aditivo comum.

Na Honda, por exemplo, adiciona-se um galão (3,78 litros) que dura dezenas de milhares de quilômetros sem necessitar de troca ou reposição.

No Fit da primeira geração, a substituição no manual do proprietário indicava 140.000 km! Com um sistema de refrigeração selado, esse líquido de arrefecimento específico mantém a eficiência na troca de calor, sendo raramente dado a superaquecer.

Com estas propriedades, o funcionamento do motor ainda necessita de alguns minutos de funcionamento e circulação desse fluido para que a temperatura adequada seja atingida.

Geralmente não há medidor de temperatura no painel, mas duas luzes de alerta. Uma azul para baixa temperatura, a qual, quando se apaga, indica plena eficiência do motor. E a vermelha, quando algo está errado, geralmente superaquecimento.

Ricardo de Oliveira
Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

51 comentários em “O que é líquido de arrefecimento?”

        • Melhor e mais seguro compacto Premium da categoria. Esse problema do arrefecimento aconteceu em poucos carros.Problema é que quando aparece na mídia o pessoal mal informado acha q o problema está em todos os veículos.foram menos de 3% de veículos afetados

            • Argo não chega nem aos pés do Polo.Qualidadade de construção e plataforma anos luz na frente da Fiat. Em acabamento pode até ser melhor mesmo.Mas o restante inclusive motorização o Argo é muito inferior.

                • E o Pistão do E-tork quebrando vc já viu falar?Eu sempre tive VW e nenhum dos meus carros eu tive problemas com motor ou correia dentada.Já estou no meu quinto VW Polo.Meu pai tem um gol com 300.000km e nunca mexeu no motor.

                    • A do meu foi trocada por um preço em conta e sem ficar fora de ponto. A do Up é chatinha de trocar por conta do espaço no cofre, mas o restante da linha é tranquilo.

                  • Não nego que o TSi é melhor que o eTorq, mas dizer que a mecânica do Argo é inferior a do Polo apenas de baseando neles tá errado. Não são nem as versões mais vendidas dos carros. Do Argo é só “versão de vitrine” e do Polo caiu muito as vendas depois dos aumentos enormes de preço e lançamento do MSi AT6.

                    • O Argo é realmente um bom carro mas o polo é um dos carros mais vendidos no mundo e tem que ter um conjunto mecânico de qualidade superior. As vendas dele caíram um pouco por causa do preço elevado.

                    • Motores Firefly também são mundiais. Foram desenvolvidos no Brasil pra serem usados em toda a linha FCA pelo mundo.

                    • Quanta bobagem que vc escreve,onde que POLO é um dos carros mais vendidos do mundo?

                    • Não vou discutir com voce.Tenho experiência de 15 anos na área de Inspeção Veicular no INMETRO e sou Perito de veículos .Se você pesquisar nos principais canais de informação vai saber qual foi eleito o melhor motor 1.0 turbo do mundo. Você precisa estudar mais um pouco e deixar de ser amador em seus comentarios.

          • Melhor e mais seguro compacto Premium da categoria.
            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
            Esses fanboys da VW matam o povo de rir e nem esquentam de passar vergonha na internet.

              • Não sei. Mas só para ficar no grupo Volkswagen, tem o Audi A1, que é um compacto PREMIUM. Agora Polo/Virtus, Argo/Cronos, 208, C3, Fiesta… são apenas compactos comuns. Já Sandero, Onix, Gol, etc… são compactos de entrada, que dizem ser popular, mas pelo preço não tem nada de popular. E tirando a zueira com o premium, o Polo/Virtus é bom. Acho legal o Argo também.

      • Existem casos pontuais de falha de projeto, mas muitos é por negligenciar a manutenção preventiva: utilizar água da torneira para completar, não fazer uma revisão periódica, não saber a proporção correta de aditivo.
        Muita gente tá mais preocupada em colocar belas rodas de liga leve e entre outros penduricalhos de personalização do que fazer uma simples manutenção.

  1. Tá aí um item que a maioria dos proprietários negligencia.
    Não duvido que a esmagadora maioria dos carros que vejo encostado nas rodovias por problemas seja por conta do sistema de arrefecimento avariado.

  2. o liquido especifico da Honda nada mais é que o Pentosin EXTRA,,,, na honda ja vem diluido 50/50, ja o frasco da Pentosin EXTRA é concentrado, ou seja 1 litro bota 1 litro de agua,,, é bem mais em conta por ser o produto direto com a marca….a hyundai tambem usa o mesmo (i30, azera, elantra, santa Fé, veracruz , acho que ate os HB20 usam, é o que tem de melhor em liquido de radiador,,,, juntamente com o MOTUL Inugel Expert ULTRA (o ultra é concentrado,) pois tem um que ja vem diluido,……. usa-se 3 litros de concentrado e o resto vai agua isso em motores grandes V6….. ja em motores ate 2.0 vai 2 litros de concentrado e o resto agua, em motores 2.4 … 2.5 … 2.7 vai 2,5litros de concentrado o resto agua. ….

  3. Esse sistema da Honda é bem interessante, eu não sabia, evita que o dono muitas vezes sem noção ou negligente coloque água da torneira ou faça uma mistureba de aditivos dentro do sistema, são poucos que fazem a troca completa e o reservatório de água com o tempo parece uma casa de João de Barro de tão marrom que fica.

    • Basicamente o aditivo usado desde os anos 80 sempre foi o base monoetilenoglicol. O aditivo de polímeros serve apenas pra proteger contra corrosão. Não é tão lubrificante quanto o outro, ferve a 100 graus e congela a 0 graus. Aditivo de polímeros, só é bom pra quem fabrica, pois dá um lucro danado… nenhuma montadora usa e nem recomenda.

      • Se colocarem, o mais caro, não há problemas, o problema é se colocarem o “batizado” que é o resto de um usado misturado com água. Isso é mais comum, que andar com as pernas.Eu não troco/completo óleo, fluídos de arrefecimento ou de freio em postos de abastecimento, só faço isso em casas especializadas ou nas autorizadas acompanhando, já vi muita coisa errada que fazem, dispenso.

  4. É um dos itens mais negligenciados pelos brasileiros, que tem a mania de apenas ir “completando” com água até a coisa virar uma bôrra parecida com uma lama. E tome entupimento, motor cuspindo, retentores derretendo, válvulas batendo e o cara com a maior cara de jumento manhoso: “mas eu completei semana passada”.

  5. Cultura inuti (ou não)

    No primeiros carros arrefecidos a agua, era normal ver carros em que o motor fervia, por inumeros motivos. Só se lembrar da quantidade de carros parados no acostamento no meio da serra, na volta do feriadão da praia, isso lá pelos anos 90.
    Então, a GM percebeu que grande parte dos clientes dava uma atenção especial aos carros que tinham a fama de “não ferver”, com isso, ele alterava o mostrado de temperatura, que mesmo quando estava a 90º, a temperatura ideal de trabalho, ele sempre mostrava “um pouco menos”, a fim de deixar o cliente tranquilo, pois “Os carros da GM trabalham sempre frios, e não fervem”

    • É verdade, purissíma. Astra, Vectra, Celta, Corsa e Meriva, possuem demarcações “lá embaixo” que causam essa impressão.Mas Cruze e Nova S10, já mostram o ponteiro “no meio” igual a Fiat, por exemplo. Peugeot e Critoen, tendem a ir mais acima do meio e depois se mantem no meio.É uma questão de marcas, mas que afetam e muito o psicológico do motorista receoso que fica olhando no painel, a temperatura.

    • Isso é por causa das buscas no google. Com certeza milhares de buscas por mês com o título da matéria devem ocorrer, e o site pode ser a primeira opção dos resultados. Tenho alguns sites sobre loterias, é impressionante que as pessoas fazem buscas óbvias no google que parecem de simples resposta para quem conhece do assunto, um exemplo são buscas como quantos números tem a mega sena ou quanto custa apostar na mega sena. Qualquer apostador leigo sabe essas respostas, mas milhares de consultas com essas perguntas são buscadas diariamente no google.

    • Por incrível que pareça, até um matéria sobre pneus é bem vinda, pois a grande maioria acha que Pneus são todos iguais, desgastam igualmente e outras coisas mais e não é assim.

  6. Até uns 10 anos atrás, eu achava bobeira usar aditivo, caro e só colocava água.
    Depois que comecei no aditivo, verificava sempre o nível, como eu fazia com água, para ver se tinha que completar.
    Como uso aditivo nos meus últimos 2 carros, nunca precisei nem completar e hoje eu até esqueço que isso existe.
    Tenho nem coragem mais de usar somente água no radiador.

Deixe um comentário