*Destaque Tecnologia

O que é um retrovisor eletrocrômico?

fiat-argo-impressões-ao-dirigir-NA-40 O que é um retrovisor eletrocrômico?

É fato que, de um tempo para cá, os automóveis receberam uma série de aprimoramentos para facilitar ainda mais a vida do motorista e dos passageiros e, em diversos casos, aumentar ainda mais a segurança a bordo. Há uma série de recursos que entram nesta lista, como é o caso da chave keyless que permite destravar as portas sem tirar a chave do bolso (algo conveniente quando estamos com as mãos ocupadas) e o piloto automático (útil em trajetos longos em rodovias sem muito tráfego). Outro item é o retrovisor interno eletrocrômico.



A principal função de um retrovisor eletrocrômico é basicamente minimizar a incidência da luz emitida pelo farol de um carro que vem logo atrás. Afinal, uma das coisas mais incomodas no momento em você está ao volante é quando chega um desavisado com farol alto logo atrás e acaba ofuscando a sua visão, tanto por conta dos retrovisores externos como pela peça interna.

O retrovisor eletrocrômico ajusta o seu “brilho” de reflexo de forma automática, seguindo a intensidade da luz projetada sobre ele. Com isso, ao receber uma luz bastante intensa, o acessório usa um ajuste eletrônico para escurecer automaticamente o espelho.

Eles usam um processo chamado de “eletrocromismo”, que emprega dois sensores de luz, sendo um para detectar a luminosidade do ambiente e o outro para observar a iluminação emitida pelos faróis de outros veículos. Tais sensores podem ser fotodiodos, que conseguem converter a luz em correntes elétricas, ou câmeras, que podem enviar sinais para um microprocessador que ajusta a opacidade de um gel eletrocrômico instalado entre os vidros do espelho.



Todo esse comando é realizado por uma corrente elétrica que oxida os compostos dentro do gel. Assim, esses compostos escurecem e limitam a qualidade de luz que é refletida pelo retrovisor.

Esse mecanismo ajuda a evitar o Efeito de Troxler, um fenômeno de percepção visual que se caracteriza pela fixação do olhar num ponto fixo que faz o que está na visão periférica desaparecer. Numa condução do automóvel, a situação é um pouco diferente: se você olha para um ponto de luz muito intensa, logo em seguida você irá perceber algumas “manchas” no seu campo de visão. De acordo com estudos, este fenômeno pode atrasar a reação de um motorista em até 1,4 segundos. Levando para a prática, numa velocidade de 100 quilômetros por hora, você pode rodar por 37 metros a mais até que consiga ter uma reação.

fiat-argo-impressões-ao-dirigir-NA-40 O que é um retrovisor eletrocrômico?

Qual é o automóvel 0 km mais em conta com retrovisor eletrocrômico?

Atualmente, o automóvel 0 km mais em conta equipado com retrovisor eletrocrômico é o Fiat Argo na versão de acabamento Precision. No entanto, para oferecer o equipamento, o modelo precisa receber o opcional Kit Tech, que além do retrovisor eletrocrômico, inclui destravamento das portas e partida do motor sem chave, retrovisores externos com rebatimento elétrico e luz de conforto, ar-condicionado digital, sensores de luz e luminosidade e painel de instrumentos com tela TFT de alta resolução de sete polegadas.

Com todos esses equipamentos, o Fiat Argo Precision tem preço de R$ 65.790. O modelo é equipado com um motor 1.8 litro flex de até 139 cavalos de potência e 19,2 kgfm de torque, acoplado a uma transmissão manual de cinco velocidades. Ele dispõe ainda de sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, sistema start/stop, entre outros.

Outro hatch compacto nesta mesma faixa de preço é o Volkswagen Polo. O retrovisor eletrocrômico está disponível como opcional a partir da versão Comfortline com motor 1.0 TSI de até 128 cavalos e câmbio automático de seis marchas. Ele tem preço inicial de R$ 65.190, mas com o pacote Tech I, que agrega ainda destravamento das portas e partida do motor sem chave, piloto automático, faróis com ajuste automático de intensidade, rodas de liga-leve aro 16, sensores de luz e chuva e volante multifuncional com paddle shifts, chega a R$ 67.390.

Posso instalar um retrovisor eletrocrômico no meu carro?

Sim, em alguns casos é possível. No entanto, você vai precisar de fazer algumas “gambiarras” para incrementar o seu automóvel com tal equipamento. Alguns relatos em fóruns exclusivos mostram diversos proprietários de veículos mais simples, como é o caso do antigo Corsa, que conseguiram instalar o retrovisor eletrocrômico de outro modelo da linha, neste caso do trio Astra, Vectra e Zafira. Os proprietários precisaram fazer uma série de adaptações, principalmente na parte elétrica, já que os modelos não dispõem de preparação para receber esses equipamentos.

fiat-argo-impressões-ao-dirigir-NA-40 O que é um retrovisor eletrocrômico?

E o retrovisor convencional com modo noturno, como funciona?

O seu automóvel certamente deve contar com o retrovisor interno com modo noturno (ou modo dia/noite, como preferir) e você certamente já usou este recurso em situações de condução a noite. Este modo pode ser “ativado” através de uma pequena alavanca posicionada na parte inferior do retrovisor interno, que escurece o espelho e diminui a intensidade da luz emitida pelos faróis do carro que trafega logo atrás.

Isso é possível pois o retrovisor interno dos automóveis conta com uma superfície refletora espelhada na parte interna do mecanismo, mas com um vidro frontal que tem formato mais grosso na parte superior e mais fina na parte inferior, que tem o seu ângulo alterado por tal alavanca interna.

Com o espelho retrovisor na posição normal, o motorista consegue ver o reflexo “original” do ambiente, chegando a cerca de 90 por cento do reflexo da luz da traseira do carro. Entretanto, com o modo noturno ativo, o ângulo do vidro é alterado e o reflexo do espelho é redirecionado, fazendo com que o condutor possa enxergar somente o reflexo da luz no próprio vidro, com intensidade maior de aproximadamente 5% da luz e sem ofuscar os olhos da pessoa.

No entanto, apesar de se tratar de um componente com mecanismo relativamente simples, há muitos carros 0 km que não dispõe do retrovisor interno com modo noturno. Um exemplo é o recém-chegado Renault Kwid em sua versão de entrada Life, que tem preço de R$ 29.990, que não oferece o equipamento nem como opcional. Para contar com o recurso, o comprador precisa partir para a versão intermediária da linha do carro, a Zen, que pode ser encontrada nas concessionárias por R$ 36.490.

COMPARTILHAR:
  • Ricardo

    Meu Polo de 2009 tem este retrovisor.

    • th!nk.t4nk

      O Tempra de 1990 tinha esse retrovisor. Hoje ele é padrão nos carros médios pra cima em vários mercados.

    • Marcelo Alves

      Meu Polo 2009 também, e meu pai teve um Crossfox 2007 que também tinha. Se eu usei esse recurso umas 5 vezes até hoje foi muito (tenho o carro desde 0km).

      • Eduardo Alves

        Voce usa todas as vezes que alguem te da luz alta e o farol nao reflete no seu olho…

        • GRANMA

          rsrsrsrsrsrs

        • Mr. Pennybags

          kkkkkk

        • Edson Fernandes

          Nem precisa de farol alto. Um farol baixo desregulado… os “xenão” da vida… os “Ledão” da vida… vai fazer o retrovisor redução a emissão de luz…

        • Marcelo Alves

          Poucas vezes precisei usar, poucas mesmo, pelo menos dentro da cidade, talvez seja mais útil na rodovia, mas é muito raro eu viajar a noite e das poucas vezes que peguei a estrada a noite eu não estava no meu carro e nem como motorista, então não sei…

        • Marcelo Alves

          ah, só para esclarecer, o retrovisor do Polo tem um botão e um LED verde que acende quando ele está ligado, então ele só funciona se o botão estiver ligado, das poucas vezes que precisei usar eu liguei ele manualmente, pois no restante do tempo eu só ando com ele desligado.

      • FredBarros

        Nesses anos todos vc deve ter dirigido poucas vezes à noite…

        • Marcelo Alves

          Sim, eu usava mais na época em que estava na faculdade, pois eu voltava pra casa depois das 23h, mas mesmo assim eu só ligava essa função quando tinha algum carro com farol alto atrás, era raro acontecer isso. Atualmente eu nem lembro quando foi a última vez que liguei o botão do retrovisor, tem bastante tempo.

      • Edson Fernandes

        Na boa… retrovisor eletrocromico é automatico.

        Sempre ele vai atuar principalmente a noite. Tem farol baixo atrás de vc? Ele está atuando.

        • Marcelo Alves

          O do Polo não, só se vc deixar ele ligado, pois ele tem um botão liga/desliga e um LED para indicar se está ou não ligado.

          • kravmaga

            No Jetta também é assim.

          • Edson Fernandes

            Vixi. Então deve ser uma bateria ali. Porque geralmente os demais são ligados aos sistemas do carro. Então ele fica ativo sempre.

        • Rômulo Júnior

          Eu tinha um golf gt e agora tenho golf highline e nos dois eu posso desligar e ligar a hora q eu quiser, ele tem um botão embaixo pra isso,mas eu deixo sempre ligado aí luz verde no mesmo indica isso.

    • Ricardo

      Fora o sensor no para-brisa e AC digital, coisas quase inexistentes em carros abaixo de 100 mil de hoje em dia.

  • MauroRF

    Um bom equipamento, bem útil, faz bastante diferença para quem viaja muito de noite. Até na cidade, se tiver um farol mais alto atrás, o retrovisor já escurece.

    • Alexandre Volpi

      Teve uma vez que tomei uma alta de um bixenon, de um sr. filho de uma meretriz, puramente por birra, pois estávamos em fila de pedágio. Aquilo foi o suficiente pra me cegar por uns 2 segundos. Hoje faço questão desse tipo de retrovisor.

      • Luis Burro

        Estes Xenon são fod*,mas os azuis são os piores.Lembro de Alguns C5,chegava a dar dor de cabeça e tontura.

        • Ricardo

          E tem demente que é a favor de liberar esse lixo…

          Quando é de fábrica, principalmente modelos mais caros, são excelentes tanto pro motorista quanto pros outros veículos.
          Agora o que vemos é 95% de CHENON, da China, um verdadeiro lixo que deve gerar mais acidentes que muita pista ruim.

          Pego frequentemente pista simples e não paro de dar farol alto nesses FD* que andam com esses Xenon de mendigo!

      • MauroRF

        Tem cada um que se acha dando farol nos outros, já vi vários.

    • leandro

      Eu tinha, mas o Insulfilm que eu usava era tão escuro que não fazia muita diferença.
      Prefiro acendimento automático faróis ou sensor de chuva, muito úteis

      • MauroRF

        Esses outros recursos também são úteis. O acendimento automático é muito prático, especialmente quando se entra em garagens, até a gente pensar em acender, os faróis já são acesos rapidamente.

  • afonso200

    engraçado o azera 10/11 (facelifth) perdeu esse item comparado aos azera 07-08-09….mas ganhou 20cv a mais, 4 comandos variaveis V6… 1 macha a mais.

    • Edson Fernandes

      Mas dá para colocar a parte e vc compra de fora original do Azera. (ou pode-se usar do modelo anterior já que são retrovisores exatamente iguais)

  • Lorenzo Frigerio

    Retrovisores externos escurecidos são importantes também, mas nenhum carro sai de fábrica com eles. E de que eu saiba, só tem azulado.

    • Edson Fernandes

      É dificil no nosso mercado esse tipo de retrovisor. Mas ajuda muito. ´No meu carro não possui (ele é biconvexo apenas).

  • invalid_pilot

    Útil graças aos imbecis que andam com farol alto ou desregulado.

    Poucos sabem, mas a maioria dos carros tem a função anti-ofuscamento manual – sempre uso nessas situações.

    • Pedro Gonçalves

      Tenho uma amiga que sempre pega estrada à noite e não sabia da existência da alavanca no retrovisor… Ela ficava desviando o olhar quando vinha alguém com farol alto atrás.

      • invalid_pilot

        Tirando carros extremamente capados, os demais tem essa função

  • Leo

    Uma das coisas mais úteis do meu carro. Até estranho quando dirijo outro sem o mecanismo…

    • MauroRF

      Esse é mais um dos equipamentos que nos deixam mal-acostumados, rs.

      • th!nk.t4nk

        Assim como sensor de chuva, crepuscular, de estacionamento, de ponto cego, de cansaço e mais recentemente o ACC. Depois que você se acostuma com essas tranqueiras, tá ralado!

        • Edson Fernandes

          Verdade… principalmente o ACC. Que vontade que eu tenho de ter um Golf do modleo Exclusive por conta desse recurso. (o Fusion não caberia nas vagas onde moro)

        • Fernando_S

          Pô, verdade. Estou com o um Passat 2012 com todos os opcionais, Acc, park assist, bancos aquecidos, xenon, sensores chuva, farol, dianteiro, traseiro, lateral etc… e, definitivamente, agora já acho que um sedan médio básico já não vai mais me atender bem.

  • André Andrews

    Sua principal vantagem sobre o sistema manual é que ele deixa TODA iluminação que vem por trás um tom mais escuro, propositalmente. Ao contrário do que muitos podem achar, ele não atua somente em caso de luz alta, mas com escurecimento proporcional à intensidade das luzes que estão por trás, o tempo todo.

    • Edson Fernandes

      Exatamente! E tem gente que “acha” que mal utiliza esse recurso, até pegar um carro sem ele…

  • beto

    Meus últimos carros constam este equipamento que considero inútil com o insulfilm. Lembro que quando criança em 94 meu pai tinha um Monza que já possuía este retrovisor.

  • Brasileiro

    A Partir de 2010 todos os Focus 2.0 vinha de serie com esse equipamento.

  • fschulz84

    Meu ex-Fluence tinha este retrovisor. Na cidade, eu não sentia tanta diferença até pq o trânsito é quase sempre parado em SP então sempre o carro de trás está grudadinho hehe

    Mas na estrada, nossa como isso era ótimo… Poderia tomar até farol alto de xenon desajustado que não me atrapalhava.

    • Edson Fernandes

      Me diga… como está o 208? Que está achando? Conte depois um pouco mais do convivio…

      • fschulz84

        Fala Edson!

        Sinto falta de quase tudo do tuba hehe! Mas o posto de gasolina me lembra o porque tomei a decisão.

        Por enquanto, foi um tanque cheio de gasolina, média de 12,5 km/l só na cidade!

        No mais, é um carrinho até confortável, mais espaçoso do que eu imaginava… Só queria ter pego uma versão Allure ou pelo menos a Active Pack, mas nas condições da locadora, me pareceu bom negócio… Como sou chato com algumas coisas, já troquei pastilha e disco de freios e óleo (tá com 34000kms) e achei as peças até baratas (kit freio com disco, pastilha e fluido por 190,00).

        O motorzinho 1.2 3cc é até espertinho na saída, ainda não peguei estrada mas sei que o giro vai ficar lá no alto… Vou viajar com ele agora no Carnaval, vamos ver como ele se sai!

        • Edson Fernandes

          Pode me falar mais do conforto? É muito duro de suspensão comparado ao tuba?

          Será que poderiamos um dia dar uma passeada com ele? rs pois test drive não vai dar a impressõa que eu gostaria…rs

          Abs e bom carnaval!

  • cefaf

    Meu antigo Fiesta possuía este extremamente útil equipamento. Meu atual Duster não tem. Eu me reacostumei, mas vez ou outra sinto falta.

  • Gabriel M. Vieira

    Meu carro tem (meu Polo Sportline 2009 tb já tinha) e é muito bom. Mas ele funciona bem com as luzes halógenas amarelas/brancas, quando tem algum com xenon ele não funciona bem… (mas tô falando daqueles xenons manolos).

    • Edson Fernandes

      Olha, no Fluence… seja farol de xenon original, paralelo, led, full led, led paralelo… tudo funciona bem! A impressão que dá é que todos os farois estão na mesma intensidade.

      Onde eu percebo que nao é bem por ai? Quando eu olho pelo retrovisor externo que infelizmente não tem essa mesma função.

      • Gabriel M. Vieira

        É no caso do meu C4 ele atua, mas parece que com xenon o negócio não escurece tanto. Mas eu aceito porque muitas vezes é o xenon que é alto demais hahahaha

  • Cristiano

    Monza e Tempra tinham esse equipamento em 1993, saudade do meu Vectra que também tinha, meu Sentra não tem.

  • impostoéroubo

    quanto custa?

  • Bandit

    Nos vectras e astras 2010 / 2011 tinha isso de fábrica

  • Lucas

    Um item que poucos percebem (os desinformados da vida), mas que faz uma diferença enorme.

  • Léo Dalzochio

    Nada substitui o velho retrovisor interno dia/noite. Essas porcarias eletrocrômicas nunca escurecem o suficiente, sempre ofuscando a visão.

  • Ronaldo Prado

    Tive um omega 1993 que tinha até desembaçador nos retrovisores externos desde a versão mais básica. Hoje tenho uma zafira elite que não tem isso, só esse interno mesmo.

  • Rômulo Júnior

    Alguém lembra dos retrovisores externos anti-ofuscante q tinha a cor meio azul,era bem bacana, se via muito em golf,astra no gol g3 gti tinha ,mas agora sumiu.

  • Pedro Henrique

    muito mais barato não andar com o farol alto enfiado na traseira de alguém né…
    ou perder 5 min regulando os faróis que tal?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email