Etc Manutenção Matérias NA Segurança

Tabela de pneus: velocidade e peso

pneu

A segurança é um dos pontos mais importantes para qualquer motorista, determinando inclusive a compra (ou não) de um modelo específico. Carros com sistemas mais avançados, com uma nota melhor em testes de colisão ou simplesmente um número maior de airbags costumam ter a preferência de muitos consumidores.


Mas não são apenas esses itens que devem ser analisados. Outros elementos de um automóvel, incluindo os obrigatórios, também são significativos. E, nessa lista, os pneus certamente estão entre os mais importantes, sendo algo observado até mesmo na lei: o Código de Trânsito Brasileiro, no Artigo 230, Inciso XVIII, fala sobre a proibição de trafegar “em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído, prevista no art. 104“. Ser pego nessa situação resulta em multa grave, ou seja, cinco pontos na CNH e R$ 195,23 de prejuízo.

Mas além da importância de rodar com pneus conservados, o que inclui sua data de validade, como já falamos aqui no NA, também é interessante saber quais as condições indicadas para o pneu específico do seu carro. Mas como descobrir essa informação no pneu? Quais os limites de peso e velocidade que cada pneu tem? E na hora de trocar os pneus, posso utilizar um produto com limites diferentes do original?

Como descobrir as informações de peso e velocidade do pneu

pneu-sulco


Olhar pela primeira vez as informações na lateral de um pneu pode nos deixar um pouco confusos. Afinal, são várias letras e números, cada uma indicando uma informação diferente. Algumas informações são mais relevantes, e é importante que elas sejam compreendidas pelo condutor. Para isso, basta entender o que cada letra ou número representa usando a tabela apropriada, que tudo fica mais fácil.

Para descobrir as informações sobre peso e velocidade, precisamos olhar os números e a letra que aparecem logo depois das medidas do pneu (como 175/70 R14, por exemplo), um dado que a maioria das pessoas já conhece e sabe identificar. Logo depois desses dados, você vai notar que aparecem dois números e uma letra, sendo que os números se referem ao índice de carga, e a letra, ao índice de velocidade. Vamos falar um pouco sobre cada um deles.

Índice de carga do pneu

Os pneus são sempre testados em laboratório para determinar qual a carga máxima que eles podem suportar, o que garante a segurança dos ocupantes do veículo em todas as situações.

Esse índice é representado por dois números, que informam qual a carga máxima que aquele pneu pode levar. É importante ressaltar que os números impressos no pneu não se referem à capacidade máxima em kg, mas sim a um código que deve ser consultado numa tabela. A carga máxima suportada pelo pneu, multiplicada por 2, deve cobrir o peso total do eixo do veículo.

Veja abaixo a tabela com os índices de carga para cada pneu:

CódigoKgCódigoKgCódigoKg
6529085515105925
6630086530106950
6730787545107975
68315885601081000
69325895801091030
70335906001101060
71345916151111090
72355926301121120
73365936501131150
74375946701141180
75387956901151215
76400967101161250
77412977301171285
78425987501181320
79437997751191360
804501008001201400
814621018251211450
824751028501221500
834871038751231550
845001049001241600

Índice de velocidade do pneu

Assim como os pneus são testados em relação à carga máxima que podem suportar, eles também são submetidos a testes que visam determinar sua velocidade máxima, e isso está sempre atrelado à carga máxima. Ou seja, o índice de velocidade indica que aquele produto pode rodar a “X km/h”, mesmo estando com a sua carga máxima.

Confira abaixo a tabela com os índices de velocidade:

Códigokm/hCódigokm/h
B50P150
C60Q160
D65R170
E70S180
F80T190
G90U200
J100H210
K110V240
L120Z> 240
M130W270
N140Y300

Cuidados na escolha e na manutenção dos pneus

pneus-calibrar

Todo carro sai de fábrica com os pneus adequados para seu uso normal. Por isso é importante estar atento a isso na hora de trocar os pneus originais, se certificando sempre de colocar um jogo de pneus com indicação igual ou superior, em relação a velocidade e carga máximas, ao que estava indicado nos pneus anteriores.

Além disso, ter certeza de que o pneu que você vai comprar é o indicado para seu carro vai garantir um menor consumo de combustível, já que eles estão sempre em contato com o solo. Também garantem mais segurança, pois os pneus precisam atuar na frenagem, receber a força de tração, amortecer e suportar todo o peso do veículo e dos ocupantes. Também é importante ressaltar que tais índices se referem a pneus em bom estado. Quando eles estão danificados, carecas, com algum corte, murchos ou são recauchutados, é óbvio que tais informações não se aplicam mais.

Levando em conta o uso de um jogo de pneus, porém, é fato que sua manutenção acaba sendo tão importante (ou até mais) do que a escolha dos pneus certos. Segundo o Escritório de Eficiência Energética e Energia Renovável, do Departamento de Energia dos Estados Unidos, pneus bem calibrados aumentam a autonomia do carro em até 3%, o que é considerável quando pensamos no uso de um carro por meses ou anos.

O rodízio dos pneus também é importante, e é algo recomendado pela maioria das montadoras e dos fabricantes desse produto. Isso ajuda a manter um desgaste uniforme dos pneus dianteiros, que acabam se desgastando mais (além de receber o peso do motor, já que a maioria dos modelos por aqui tem tração dianteira).

Esse rodízio deve ser feito de acordo com o tipo de tração do veículo, mas sempre levando em conta o tipo de banda de rodagem, que pode ser unidirecional (não podem mudar de sentido no rodízio), simétrico (podem rodar em qualquer sentido) ou assimétrico (igual ao unidirecional).

Veja como proceder em relação ao rodízio se o carro tem tração dianteira, traseira ou 4×4:

TRAÇÃO DIANTEIRA – os pneus traseiros passam pra frente de forma cruzada e os dianteiros vão pra trás em linha reta.

TRAÇÃO TRASEIRA – nesse caso a troca é invertida, com os pneus traseiros passando pra frente em linha reta e os da frente vão para trás de forma cruzada.

TRAÇÃO 4×4 – veículos assim devem fazer o rodízio em “X”, mudando de eixo e de lado.

PNEUS COM MEDIDAS DIFERENTES – os pneus apenas trocam de lado, não podendo mudar de eixo.

COMPARTILHAR:
  • Mario Souza

    Muito boa postagem. Informação nunca é demais e para quem sabe é sempre bom relembrar!

  • Silvio Williams

    olá quero saber col é a calibragem do pneus que vai no Peugeot 307 ano 2008.
    e a medida dos pneus certa.
    Obrigado. Sílvio williams

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email