_Destaque Listas Top 10 Mercado Preços

Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

carros-mais-desvalorizam-brasil Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Além dos carros que menos desvalorizam no mercado brasileiro, a agência Autoinforme realizou um estudo para mostrar os automóveis que apresentam o maior índice de desvalorização no País. Há diversos fatores que determinam o bom valor de revenda de um veículo no mercado, como o atendimento, preço de peças, serviços de oficina, custo de seguro, entre outros, formando uma boa imagem do carro junto ao consumidor.



A desvalorização dos carros não está ligada à qualidade do produto, mas sim à estratégia de pós-venda dos fabricantes e importadores.

De acordo com o Estudo de Depreciação Autoinforme, feito com base na cotação da Molicar, o campeão de desvalorização é o Citroën C3 Picasso, que inclusive foi descontinuado no mercado brasileiro em novembro do ano passado com a chegada da linha renovada do Aircross (o oitavo carro que mais desvaloriza). A minivan em sua versão “civil” perde 22,2% do seu valor a cada ano.

A maior parte da tabela de depreciação é composta por modelos de nicho, de luxo ou com pequena participação nas vendas. Confira abaixo os vinte carros que mais perdem valor após um ano de uso:

1) Citroën C3 Picasso – 22,2%

citroen-c3-picasso-2015-5 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O “rei” da desvalorização é o Citroën C3 Picasso, com uma depreciação de 22,2% com um ano de uso. Esse percentual deverá se agravar ainda mais com o fim de linha da minivan. Atualmente, seguindo a tabela Fipe, um exemplar 2015 do modelo na versão topo de linha Exclusive com motor 1.6 litro e câmbio automático tem preço de R$ 47 mil no mercado de usados. Para efeito de comparação, o veículo era vendido por algo em torno de R$ 63 mil.

2) Chery Tiggo – 21,9%

novo-tiggo-fotos-oficiais-18 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O segundo carro que mais desvaloriza é um chinês. Trata-se do Chery Tiggo, atual automóvel mais caro da linha da montadora no País, que apresenta uma depreciação de 21,9% ao ano. Portanto, adquirindo hoje um exemplar do modelo com câmbio automático, que custa R$ 53,7 mil, é provável que você consiga revende-lo daqui um ano por aproximadamente R$ 41 mil.

3) JAC J3 Turin – 21,1%

novo-jac-j3-2014-22 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Em terceiro lugar está outro carro de origem chinesa, mas desta vez da JAC Motors. O sedã compacto JAC J3 Turin, que pode ser encontrado atualmente na versão “S” com motor 1.5 litro e transmissão manual por a partir de R$ 40.990, poderá ser revendido daqui um ano por pouco mais de R$ 30 mil, devido ao seu percentual de desvalorização de 21,1.

4) Hyundai Elantra – 20,3%

elantra-santa-fe-i30-2 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Os carros de origem asiática continuam à tona. Em quarto lugar se posiciona o sedã médio Elantra, da Hyundai, com uma desvalorização de 20,3% com apenas um ano de uso. A geração anterior do carro era oferecida no mercado nacional por R$ 95 mil na versão sem teto solar. Portanto, este mesmo modelo poderá ser revendido no mercado por aproximadamente R$ 75 mil.

5) Citroën C4 Lounge – 20,1%

citroen-c4-lounge-s-2017-2 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Fechando o top 5 dos carros que desvalorizam acima de 20%, o sedã médio Citroën C4 Lounge aparece com uma depreciação de 20,1 por cento com apenas um ano de uso. O modelo da montadora francesa tem preço de R$ 85 mil na versão intermediária Tendance com motor 1.6 litro turbo e câmbio automático. Este mesmo modelo poderá ser vendido daqui um ano por algo em torno de R$ 67 mil.

6) Chevrolet Cobalt – 19,1%

novo-chevrolet-cobalt-2016-externas-NA-27 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Apesar de registrar boas vendas no mercado nacional (pelo menos entre os modelos de sua categoria), o Chevrolet Cobalt também apresenta um percentual elevado de desvalorização após um ano de uso. Segundo o estudo, o sedã desvaloriza 19,1%. Ou seja, a versão LTZ com motor 1.8 e câmbio automático, que tem preço de R$ 66.990, pode ser revendido daqui um ano por algo em torno de R$ 54 mil.

7) Chery Celer Sedan – 18,9%

celer-nacional-4 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Outro modelo da Chery a ocupar este ranking é o Celer Sedan, que inclusive é produzido em solo nacional. O sedã compacto consegue desvalorizar 19,1% com apenas um ano. Portanto, o modelo de entrada, que tem preço sugerido de R$ 39.490, poderá ser revendido daqui um ano por um valor próximo a R$ 32 mil.

8) Citroën Aircross – 18,6%

citroen-aircross-2016-NA-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Como citamos anteriormente, a minivan aventureira Aircross é o oitavo carro que mais desvaloriza no mercado brasileiro, de acordo com dados do estudo. O modelo da Citroën apresenta uma desvalorização de 18,6 por cento após um ano de uso. Com isso, é provável que a versão “Feel” com motor 1.6 litro e câmbio manual, que hoje custa R$ 64.390, seja revendida daqui um ano por aproximadamente R$ 52 mil.

9) BMW Série 5 – 18,1%

bmw-serie-5-2014-29 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O Série 5 é o primeiro carro a aparecer nesta lista, com desvalorização de 18,1% após um ano de uso. Atualmente, o sedã da BMW é oferecido no mercado nacional apenas na configuração M535i M Sport, com motor 3.0 de seis cilindros, que custa R$ 357.950 e poderá ser revendida daqui um ano por cerca de R$ 293 mil.

10) Hyundai Grand Santa Fe – 17,6%

hyundai-grand-santa-fe-2015-2 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O Grand Santa Fe, versão topo de linha do utilitário-esportivo de sete lugares da Hyundai, é o décimo carro que mais desvaloriza no Brasil. O crossover médio tem uma desvalorização de 17,6% após um ano de uso. Logo, um exemplar atual, que é oferecido no mercado nacional por R$ 199.990, poderá ser revendido daqui meados de um ano por aproximadamente R$ 164 mil.

11) BMW Série 6 – 17,4%

bmw-serie-6-2015-4 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Outro carro da BMW a compor este ranking é o Série 6, que inclusive já não faz mais parte da linha atual da montadora alemã no País. O modelo apresenta uma desvalorização de 17,4% após um ano de uso. É possível encontrar no mercado de usados o 640i Gran Coupe com motor 3.0 litros de 320 cv, de ano 2015, por menos de R$ 290 mil – um zero km era oferecido por R$ 360 mil.

12) Nissan Frontier – 16,9%

nissan-frontier-2015-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Em 12º lugar está a picape média Nissan Frontier, que está prestes a ganhar uma nova geração. O utilitário da fabricante japonesa tem uma desvalorização de 16,9% com um ano de uso. Logo, a versão intermediária SV Attack, com motor 2.5 litros turbodiesel, câmbio automático e tração nas quatro rodas, que tem preço sugerido de R$ 141.990, poderá ser revendida daqui um ano por algo em torno de R$ 117 mil.

13) Fiat Freemont – 16,7%

fiat-freemont-2015-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O Freemont já deixou de ser importado ao mercado nacional, mas ainda assim continua figurando no site da Fiat ainda como modelo 2015. O crossover de sete lugares consegue desvalorizar 16,7% com apenas um ano de uso. Sendo assim, a versão de entrada do carro, que hoje tem preço tabelado de R$ 109.950, poderá ser revendida no mercado por aproximadamente R$ 91 mil.

14) Jeep Cherokee – 16,7%

jeep-cherokee-2015-5 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Enquanto o Renegade é o segundo carro que menos desvaloriza no mercado nacional, o Cherokee é o 14º modelo com maior desvalorização em nosso País. O modelo apresenta uma depreciação de 16,7 por cento após um ano de uso. Como exemplo, a versão intermediária Limited, que hoje pode ser encontrada nas concessionárias por R$ 184,9 mil, poderá ser revendida um ano depois por cerca de R$ 154 mil.

15) Mitsubishi Pajero TR4 – 16,7%

mitsubishi-pajero-tr4-oneill-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O Mitsubishi Pajero TR4 é outro carro que foi descontinuado e aparece nesta lista, na 15º posição com desvalorização de 16,7 por cento após um ano de uso. O crossover compacto da montadora japonesa era oferecido em nosso mercado por a partir de R$ 78.990. Portanto, é provável que você consiga encontra-lo no mercado de usados por R$ 65 mil nas unidades de ano/modelo 2015.

16) Chevrolet Tracker – 16,7%

tracker-lt-2016-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

O Chevrolet Tracker é mais um crossover que está entre um dos carros que mais desvalorizam no mercado nacional. O modelo apresenta um percentual de desvalorização de 16,7 depois de um ano de uso. Para se ter uma noção, a versão de entrada LT da linha anterior do carro, equipada com um motor 1.8 litro flex e transmissão automática, que tinha preço de R$ 77.790 nas concessionárias, poderá ser revendida daqui meados de um ano por algo em torno de R$ 64 mil.

17) Dodge Journey – 16,5%

dodge-journey Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

“Primo” do Fiat Freemont, o Dodge Journey aparece nesta lista como o 17º carro que mais desvaloriza no Brasil. O crossover tem preço de R$ 129,9 mil na versão intermediária R/T (a mais vendida da linha do modelo em nosso mercado), que poderá ser revendida daqui um ano por cerca de R$ 108 mil, devido ao seu percentual de desvalorização de 16,5.

18) Suzuki Grand Vitara – 16,4%

suzuki-grand-vitara-2015-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Atual carro topo de linha da Suzuki no mercado brasileiro, o crossover Grand Vitara tem uma desvalorização de 16,4% após um ano. Como exemplo, a versão Premium com motor 2.0 litros, transmissão automática e tração nas quatro rodas, que tem preço tabelado de R$ 104,4 mil, é provável que possa ser vendida daqui um ano por cerca de R$ 87 mil.

19) Ford EcoSport – 16,4%

EcoSport-2017-1 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

Se por um lado os concorrentes Honda HR-V e Jeep Renegade se posicionam como os dois carros que menos desvalorizam no mercado brasileiro, noutro o EcoSport aparece em 19º no ranking de maior desvalorização no País. O crossover compacto da Ford custa R$ 79.150 na versão FreeStyle com motor 1.6 e câmbio manual, que poderá ser revendida daqui um ano por cerca de R$ 66 mil.

20) Volkswagen Amarok – 16,4%

volkswagen-amarok-dark-label-NA-21 Top 20: os carros que mais desvalorizam em um ano no Brasil

A Amarok é a segunda picape média a aparecer na lista, sendo o 20º carro que mais desvaloriza no mercado nacional. O utilitário da Volkswagen registra uma depreciação de 16,4% com um ano de uso. Como exemplo, a versão Highline com carroceria cabine dupla, motor 2.0 litros biturbo a diesel e transmissão automática de oito velocidades é vendida atualmente por R$ 162.990. Portanto, é provável que um proprietário de um exemplar nesta configuração de ano/modelo 2016 consiga revende-la daqui um ano por aproximadamente R$ 136 mil.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend