Home Governamental/Legal O Brasil falhou ao esquecer o transporte ferroviário

A falta de investimentos em suas ferrovias levou o Brasil a um grande caos: o excesso de caminhões e carretas nas rodovias. Hoje o país paga caro por não ter enxergado o transporte ferroviário como o mais apropriado para cargas.

Os grandes caminhões que rodam por aí geram grandes despesas, ao contrário dos atuais trens: consomem muito combustível, poluem mais em relação ao peso que carregam, causam mais acidentes e destroem o pavimento. Os trens consomem e poluem pouco comparados ao que são capazes, têm vias próprias, são mais seguros e, portanto, representam a melhor alternativa.

O setor de caminhões é bem rentável aqui no Brasil

Países desenvolvidos e alguns emergentes investiram pesado nesse tipo de transporte desde o início do século passado. Como não havia caminhões eficientes, o transporte terrestre de mercadorias era feito por “marias-fumaça”, sempre movidas a vapor. A evolução fez surgir a locomotiva a Diesel, bem mais ágil e “ecológica”.

Naquelas épocas o Brasil também investiu bastante em estradas de ferro e locomotivas importadas; havia muitas delas para escoar a produção de alimentos, madeira e minerais. O governo, porém, perdeu o interesse a ponto de abandonar tudo. Talvez por falta de inteligência, talvez por receber pressão de lobistas (que não deixa de ser falta de inteligência) interessados no transporte rodoviário, que hoje representa 60% do setor de cargas.

Este é o tipo de transporte que mais gera problemas. A começar pelo custo elevado: uma carreta precisa de motorista, litros e litros de Diesel, muitos [e frágeis] pneus, pavimento resistente e manutenção constante. Depois vêm os riscos: avaria de cargas (por assaltos e acidentes) e problemas mecânicos frequentes.

E a implantação de transportes alternativos no Brasil não é um problema financeiro, pois países como China, África do Sul e Chile já possuem trens de alta velocidade (TAV), aptos a 300~400 km/h. Nos países desenvolvidos, eles fazem transportes intermunicipais e interestaduais de pessoas e cargas. O Japão é expoente em malha ferroviária; e nem tem um relevo dos melhores.

Países precavidos investiram bastante nas ferrovias e já usam trens eletromagnéticos, bem mais silenciosos e econômicos que os antigos

Por outro lado, aqui no Brasil não há investimentos maciços nestes meios. As principais cidades não estão ligadas por trens de alta velocidade e a consequência é que há muitos caminhões e congestionamentos nas pistas de acesso a grandes metrópoles. São Paulo e Rio de Janeiro conhecem bem esses problemas.

O único projeto verde-e-amerelo é o TAV que operará entre Rio de Janeiro e Campinas, passando, é claro, por São Paulo. Não é um projeto ambicioso se comparado aos de outros países (a geografia comprova isso), mas a falta de interesse coletiva (inclui-se aqui o povo) acaba atrasando as negociações com possíveis investidores. A estagnação é comprovada pelo fato de não haver decisão quanto à tecnologia a ser aplicada (a tradicional, que roda sobre trilhos, ou a eletromagnética Maglev); tudo ainda está no papel e assim ficará por tempo indeterminado.

Poucos caminhões nas rodovias representa mais segurança para os veículos menores e menos despesas com consertos de vias

O investimento em transportes mais inteligentes proporciona uma queda considerável do tráfego de caminhões pesados nas rodovias mais movimentadas e inerente queda no custo de manutenção destas. Há redução de acidentes e os carros de passeio ficam mais seguros. Até a natureza ganha benefícios com o menor consumo de Diesel.

É claro que os caminhões devem continuar rodando, pois oferecem uma flexibilidade que jamais será atingida por um veículo que precisa de via exclusiva. Como Hyundai HR e Fiat Ducato, utilitários menores e ágeis dominarão o setor de transporte de cargas em perímetro urbano. Os maiores, em menor quantidade farão os serviços de longas distâncias.

Cabe ao povo cobrar dos governantes investimentos e soluções inteligentes para o setor ferroviário e outros transportes alternativos ao rodoviário. Por causa da falta de visão, no passado e no presente, o cidadão está pagando caro e a economia do país está bem prejudicada.

O crescimento do Brasil um país que pouco se preparou para o futuro, não foi como um amadurecimento, mas como a evolução de uma ferida. Na contramão de outros países, ele foi irresponsável ao deixar de lado a forma mais eficiente de se transportar riquezas.

Diego Sousa



  • adriano

    ja houve um plano bem grande de expansao de linhas ferreas e ate compraram locomotivas que hoje estao sucatedadas em depositos, procurem sobre isso. Isso q da a ignorancia da administracao do pais. Reclamamos dos politicos q nao presta, mas os politicos SAO O POVO, se os politicosnao prestam eh pq o povo nao presta.

    • McLarenF1

      concordo com você!

    • bullittkowalski

      Não ponha a culpa em nós, em mim ou em você, isso foi uma política de transportes adotada na época de JK, infelizmente. Priorizou-se o transporte rodoviário na época por ser mais barato apenas a título de investimento inicial, sendo que obviamente investindo em trens, apesar do alto custo de implantação, tem-se o retorno do investimento mais rápido pela sua maior eficiência.

      O JK errou em muitas coisas, se fosse americano seria só mais um presidente. Ele queria desenvolver o Brasil o mais rápido possível, ou seja, "50 anos em 5". O transporte rodoviário é de implantação mais rápida, seja na construção das vias, seja na montagem de um caminhão.

  • marcos silva

    Um dia quando o Brasil for um país sério…. são muitos lobistas….

    • luiz

      Quer dizer, NUNCA. Esse país pára para ver futebol. Funcionários públicos e até alguns trabalhadores do setor privado são dispensados para ver a "seleção" entrar em campo

      • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

        hsauhsuahsuahsua Brasil-sil-sil. Verdade. Enquanto este país for alienado pela Globo nada vai dar certo.

      • bullittkowalski

        Que coisa ridícula, não entendi a relação.

        Quer dizer que se deixarmos o futebol de lado e trabalharmos normalmente seremos um país sério?

        Sabe que a Holanda também pára pra ver sua seleção jogar.

    • Bruno Vinicius

      Lobista existe no mundo inteiro, nos EUA é profissão regulamentada, o problema mesmo é o povo brasileiro que não gosta de política e não faz questão de fiscalizar nem de cobrar dos políticos o que é melhor por país.

      • T. Motta

        Pois é, lobista é até um profissional que, no campo político, exerce até mesmo influência positiva. O problema é que muitos confundem com tráfico de influência e corrupção.

  • Renan

    um dos problemas disso, foi a grande procura de transportes feito por caminhoes, a procura de emprego nesse área subiu,
    e não ouve melhorias de forma alguma (que eu conheça) a questão de locomotivas no BR conforme dito no texto.

    • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

      Ele fala sobre a troca das marias fumaças por locomotivas diesel. Isso houve há muito tempo.

  • pedro

    O problema que tudo no Brasil é feito para agradar interesses. Não existe decisão para priveligiar o interesse nacional, ou seja, sempre é para beneficiar A ou B. Se vc fala em ferrovia no Brasil vc apanha de todo lado. Desde Sindicalistas, até montadoras e passando por ambientalistas ninguem quer ver o Brasil ir para frente, mas quando precissam de algo, sempre se lembram do tal "Brasil" para ir pedir dinheiro e tal. Outro e na minha opinião é o principal culpado são os empresários. Se eles sabem que o transporte ferroviário é melhor por que não investem nele? Os empresários do Brasil não gostam de investir em algo novo, vide a cabotagem, que foi aberta e nenhuma empresa nacional se habilitou ou investiu para tal, onde uma empresa sueca ou norueguesa esta hoje fazendo sozinha(!) o transporte de cabotagem aqui.

    • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

      Em parte concordo. Porém transporte é algo que o poder publico deve investir. PPP é outra história.

  • pedro

    Continuando:

    É muito facil botar a culpa no governo. Sempre digo que se tivermos um governo que ponha o país para a frente ele será derrubado pois aí a "muleta" de que a culpa é do governo não poderá ser usada. Ele tem culpa no problema do transporte? Sim, mas não é o unico e nem o principal e nem depende de 100% dele para se resolver. Detalhe: Nos EUA grande parte das ferrovias eram privadas, não esperaram o governo ir faze-las!

    • http://intensedebate.com/people/TMotta T. Motta

      O problema é que, hoje, camarada que tem R$ 400.000,00, consegue comprar um caminhão e trabalhar com ele, às vezes contratando motorista. O cara que tem cinco milhões tem lá sua frota de caminhões.

      Pense nessa grana e tente investir em trem… você não compra nada.

      Nesse setor, a culpa é do governo e do povo… o empresário, neste caso, é vítima.

    • T. Motta

      O problema é que, hoje, camarada que tem R$ 400.000,00, consegue comprar um caminhão e trabalhar com ele, às vezes contratando motorista. O cara que tem cinco milhões tem lá sua frota de caminhões.

      Pense nessa grana e tente investir em trem… com essa grana não se compra nada.

      Nesse setor, a culpa é do governo inerte e do povo que não pressiona… o empresário, neste caso, é vítima.

  • wlauber

    pq naum mostra isso pra alguem q trabalhe nos "maiores portais de telecomunicação" do Brasi,l no G1 ou no R7 pra ver se eles publicam no jornal. Com isso a populção brasileira vai juntoo apoiando eu axoo. eu iriaa…

    • RicardoBH

      A sua ideia e boa e pertinente. Mais nossos canais de noticias recebem milhões de reais para não mostrar certos tipos de politicagem, para deixar sempre debaixo dos panos. É o que disse Machado de Assis, "os problemas politicos que aparecem para o povo não me assustam, mais aqueles que ficam por baixo dos panos, esses sim me apavoram". Esse é o problema do nosso país. A Falta de instrução, e o mundo de dinheiro concentrada em polos.

      • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

        Exatamente. Ou vocês acham que Jornalismo é algo sério. Os grandes grupos de comunicação do Brasil estão concentrados nas mãos de apenas 5 familias, 3 delas envolvidas na política diretamente. O grupo Globo desde seu princípio mostra apenas o que não lhe causará problemas. Quer notícia mesmo, procure em blogs na Web, em muitos, para evitar ler apenas uma ou duas versões. As televisões, grandes jornais, revistas e portais são SEMPRE tendenciosos.

  • http://intensedebate.com/profiles/dieguu dieguu

    Ótimo texto. Incrível como nosso país é atrasado.Em tudo ! =/

  • Gustavo

    pessoal isso foi JK que decidiu pois, para atrair as industrias automotivas ele teve que fazer um acordo com elas que seria: parar de investir em ferrovia e construir estradas e esse contrado é valido para 50 anos.
    então ano que vem 2011 termina o contrato, quero ver se MULA vai "fazer o brasil nos trilhos…"

  • Gabriel Silva

    O potencial para transporte hidroviário também é grande…e a falta de uma infra de transporte bacana faz falta em muito lugar longe do eixo Rio-SP. Por exemplo a produção de grãos do MT tem uma dificuldade imensa de escoamento em virtude das distâncias dos portos e da péssima condição das estradas. O mesmo vale pra produção de frutas tropicais no interior do Nordeste. Uma malha ferroviária boa, tanto pra transporte de carga como de pessoas, seria um ótimo acontecimento pro Brasil. O fato de um blog especializado na indústria automobilística reconhecer isso é muito bacana, significa mais gente de olho nesse problema.

    Parabéns ao NA pela iniciativa ^^

  • http://intensedebate.com/people/rcvb00 rcvb00

    Excelente artigo, concordo plenamente com a opinião do articulista. Neste ano de eleições, ainda não ouvi de nenhum dos três candidatos principais planos para implementação de uma rede ferrroviária no Brasil, que no primeiro momento deveria se concentrar em transporte de cargas. Por outro lado, ouvi na rádio por essas semanas alguma notícia sobre uma tentativa do governo central de implementar uma sucessora da RFSA que agoniza em liquidação até hoje.

  • http://intensedebate.com/people/Lucas_iTouch Lucas Guimarães

    Que texto maravilhoso!

  • rivo

    O lobby dasfábricas de caminhões acabou com o investimento em bons tansportes terrestres. Não que os caminhóes sejem ruins em tudo, pois não tem como botar estações de trem em tudo quanto é canto, mas estes podiam ser mnos usados.

    Por estas terras, quando alguem fala em tirar caminhões e olocar trem, vem um bandinho de, de (deixa pra lá) argumentar que tal troca ia acabar com os empregos dos caminhoneiros, o desemprego ia subir, familias iam passar foem etc etc. Não deixa de ser verdade, mas todos os que trabalhavam com máquina de escrever morreram quando os computadores chegaram? E as pessoas que trabalhavam nos bancos, morreram tb todos?

    Podemos trocar os caminhões pelos trens sim, no começo vai ser dificil, caminhoneiros desempregados, mas com o tempo estas pessoas arrumam outra coisa para fazer, ficar o dia sentado esperando a morte pq perderam o emprego é que não vai acontecer.

  • http://intensedebate.com/people/Snoop_Fox Snoop_Fox

    Gostei do artigo. Bem escrito e fundamentado. Infelizmente parece que, mais uma vez, somos vítimas de lobistas e de gente do próprio governo.

  • http://gugaaa.deviantart.com/ Gustavo Miranda

    O incrível é que esse tema já é antigo e até agora nada mudou. É incrível como estamos atrelados aos interesses das grandes corporações a ponto de "funcionar" como eles querem que funcionemos. Me enoja o egoísmo de quem realmente tem poder para mudar isso e não está nem aí, já que conseguiu alcançar o seu status com a rede de facilidade e conveniências que a sua sociedade "construtora de homens" lhe dá. Não sabem que estão em um tabuleiro de Xadrez, pensam que são o Cavalo e a Torre e que os peões somos nós, classes D, C e B, mas na verdade, eles é quem são os peões, protegendo a verdadeira Torre e o(s) Cavalos (multinacionais) e mal sabem quais são as verdadeiras intenções do Rei e da Rainha, porque até eles são ludibriados pelo Bispo… vichhh, acho que tenho que parar de beber…

  • http://intensedebate.com/people/Romerovinicius Romerovinicius

    Excelente, aqui no RIO DE JANEIRO tem trem de pasageiros para todos os lugare da zona norte, baixada e parte da zona oeste, mas ficaram abandonados por muito tempo. De alguns anos pra ca foi privatizado e melhorou muito, ainda falta,mas melhorou..

    O que me deixa P… é quando falo para amigos usarem o trem para o trabalho aqui no rio, do meu bairro para o para o centro que demora 30 minutos, preferem ir de onibus na hora do rush que demora no minimo 1:30hs , por acharem que ainda é como antes, sucateado, sujo e etc…coisa de burro…. Fla

  • http://intensedebate.com/people/fl4v10r04l fl4v10r04l

    uma vez falei isso no "carros orfaos" e varias pessoas me atiraram pedras..

    alegando – pasme – sobre o emprego dos caminhoneiros.. e que nao da pra transportar mercadoria perecivel de trem.. e que eu tinha que agradecer a caminhoneiro pela minha comida e bla bla bla…

  • Clayton Lus

    Dois paralelos que gostaria de fazer:
    1º Apesar de muitos feitos ainda lembrados como presidente, a maior caca que o Presidente Juscelino Kubitschek foi dizer que o Brasil não precisava de transporte ferroviário. E foi aí que parou-se o investimento.
    2º Os trens de alta velocidade do Chile e da África do Sul não chegam a mais de 160 km/h.

    Parabéns pelo texto, foi de evidenciou a real do transporte sobre trilhos.

    • http://intensedebate.com/profiles/rdish rdish

      Na verdade, o processo se intensificou na era Getúlio Vargas.

  • @JacquesNetto

    O Brasil falhou em tanta coisa…

  • http://intensedebate.com/profiles/deminho deminho

    Infelizmente o senso crítico da grande maioria dos brasileiros é muito baixo.
    As melhorias não acontecem por falta de vontade política e os políticos que lá estão, nada mais são do que nós mesmos, os eleitores.
    Um país que ainda elege indivíduos como Paulo Maluf, José Sarney e Fernando Collor está fadado a viver na miséria.

  • deminho

    Infelizmente o senso crítico da grande maioria dos brasileiros é muito baixo.
    As melhorias não acontecem, por falta de vontade política e os políticos que lá estão, nada mais são do que nós mesmos, os eleitores.
    Um país que ainda elege indivíduos como Paulo Maluf, José Sarney e Fernando Collor está fadado a viver na miséria.

  • Roberto

    bresil preçiza urgente de ferrovias que ligue todas capitais aos portos e entre elas mesmas.
    o produto brasilero paga muito emposto e o tranporte tbm jah paga muito tudo isso mais tranporte ineficiente e demorado o bresil so perde

  • Gerson Gonzalez

    Ferrovias no Brasil: este é um tema impossível de se abordar sem falar em Política. Política no dicionário se refere à antiga ciência de se resolver situações importantes e delicadas para o bem comum. Aqui no Brasil o bem comum cede lugar ao benefício particular dos empresários e políticos corruptos eleitos pelo próprio povo! Talvez um seja reflexo do outro. Sarney em 1986 comprou vagões que não serviam nos trilhos e estes apodreceram. Em 2010 quem é o presidente do Senado? O mesmo Sarney! Quem conseguiu uma liminar censurando o jornal Estado de São Paulo? O filho do Sarney! Quem tinha dinheiro vivo em casa e é candidata ao Governo do Maranhâo? A filha do Sarney. Outras famílias como essa, a de ACM – que era como um Deus na Bahia, a família Arraes em Pernambuco e outras atrocidades como Marco Maciel e o Heráclito Boca Mole do Piauí são os que decidem tudo, inclusive os transportes. Será que a Copa 2014 sai mesmo? Até FIA duvida e vai deixar a Inglaterra pronta pra uma eventualidade de a corrupção minar esse evento. Ou há alguem que duvida que as obras vão ser perigosamente atrasadas de propósito? Sabe que merecemos esse vexame? Assim, mexendo-se com um sonho, quem sabe o povo do Samba, do Carnaval e da Bunda não dè valor a outros temas como Saúde, Educação, Saneamento e Transporte?

    • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

      Onde assino?

  • http://intensedebate.com/people/Paulo_Ricardo Paulo_Ricardo

    acho q com trens ou não, a venda de caminhões continua a mesma pois os trens não levarão os produtos até o destino final. isso será feito através de caminhões. então ninguém perde só q os caminhões não irão mais cobrir distâncias tão longas para isso.

  • http://twitter.com/felipeclimaco @felipeclimaco

    nossa parece ate q pra ser motorista de caminhao é preciso phd, qualquer pessoa q trabalha dirigindo caminhao consegue outro emprego praticamente do mesmo nivel sem muito esforço, area de construção civil ta cheia de oportunidade…

    • http://intensedebate.com/people/TMotta T. Motta

      Não é bem assim. Não é porque muitos caminhoneiros perderão o emprego que não se deve construir vias férreas, concordo. Mas caminhoneiro, hoje em dia, ganha muito bem, não os compare com pedreiros, pois os salários destes são infinitamente inferiores.

    • T. Motta

      Não é bem assim. Não é porque muitos caminhoneiros perderão o emprego que não se deve construir vias férreas, concordo. Mas caminhoneiro, hoje em dia, ganha muito bem, não os compare com pedreiros, pois os salários destes são infinitamente inferiores. Caminhoneiro ganha, normalmente, mais que mestre de obra, por exemplo. O salário gira fácil em torno de cinco mil reais.

  • René

    O Brasil ainda é um país populoso mas não povoado, a lógica era onde houvesse estradas haveria postos, cidades, fazendas, borracharias… então foi uma forma (errônea) de povoar o país.

    Basta lembrar da transamazônica (década de 70), SDS

  • Claudio

    Se pensa inocente demais, não se conheçe a História ai se chega a conclusões erroneas!
    O pais não esqueceu do trem!
    Foram anos de lob, feito pelas montadoras de caminhão, para que as ferrovias fossem deixadas de lado a favor do tramsporte de caminhões!
    Essa é a verdade única e fundamental para estarmos na situação de hoje, e nada vai mudar se não chegar um presidente macho o suficiente para peitar esse tipo de situação, o famoso lob que acontece em vários setores desse país!

  • Claudio

    Pulo ricardo esta certo!
    Muitos produtos e passageiros deveriam ser levaods pro trens também agrandes distancias, e os ônibus e caminhões fazendo as distribuições, é como a árvore com seu troco sendo o trem e os galhos sendo os outros transportes! Perfeito!
    De quebra seria difícel dizer que um motorista sofreu acidente por diriger a noite toda a base de rebites!

  • Rafael Marinheiro

    ACORDA POVO BRASILEIRO, ACORDA BRASIL !!!!!!

  • Pablo Rodrigues

    Que texto mau escrito, cheios de erros de concordância além de afirmações sem nunhum embasamento.

    • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

      Só tenho uma coisa a dizer: Escreva um melhor e envie. Estou esperando.

    • adriano

      valeu SARNEY JUNIOR!!! coronel da bahia

  • fejuncor

    Não há interesse desta estrutura criminosa chamada União em modificar a malha ferroviária brasileira, mesmo porque o custo dessa modificação é altíssimo. Pensando bem os políticos são burros, se aprovarem um projeto desse já imaginou quanto eles meteriam de propina no bolso?

    Ademais, tendo em vista que o monopólio do petróleo e do próprio governo, se usássemos trem de carga – movido a outras formas de energia como carvão – isso significaria uma "perda" para a corruptocracia, e, por fim, o custo das mercadorias iriam diminuir, portanto a arrecadação de imposto também.

    Viu questão de lógica financeira para o burocratoparasitismo.

    E o povo "sifu."

  • German

    Meus parabens meu chará! Um tema que pouca gente para pra pensar, mas que é de suma importancia!
    Mas infelismente, é o Brasil…

  • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

    Ganham bem? Meu tio é caminhoneiro e a realidade é phoda. Então não vem com papinho de ganha bem, porque quem ganha mesmo é dono de transportadora e este não sabe não o cheiro de um caminhão.

  • T. Motta

    Amigo, esotu falando da realidade brasileira. Seu tio é caminhoneiro? Ótimo, conheço três TRANSPORTADORES, além disso, um deles é meu irmão. Caminhoneiro não ganha horrores, mas está longe de ser comparado a trabalhador de construção civil. Se no seu estado, que, com toda certeza, não é Mato Grosso ou outros de produção agrícola, caminhoneiro ganha pouco, isso é uma infelicidade.

    Caminhoneiro ganha bem em relação ao resto de outros trabalhadores que não têm curso superior, fato. Se eles ralam muito, isso é outra história, porque trabalham muito mesmo e merecem todo centavo que ganham.

    Outra coisa, estou falando de caminhoneiro de longa distância, o que é pertinente ao tópico e não "fazemos mudanças".

    • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

      Bom, moro no Paraná. Eu em Curitiba. Ele no noroeste, próximo a Paranavaí e ao MS (Estados agrícolas). Segundo. Ele muitas vezes fica até dois meses longe de casa puxando carga pro Brasil inteiro. Terceiro. Falei caminhoneiro e não fretista. Fica claro pra você a diferença?

  • http://intensedebate.com/people/millemiglia millemiglia

    Ninguém lembrou de comentar que um dos principais motivos que levou o transporte ferroviário a não se desenvolver no Brasil, além da politicagem, foi que não havia uma bitola padrão para os trens. É isso mesmo, trens que transitavam no Sul/Sudeste tinham bitola de largura diferente dos trens que transitavam no Norte/Nordeste e isso impedia a comunicação das linhas. Isso ocorreu porque empresas de origens diferentes fizeram as linhas nas duas regiões e cada uma usou o tamanho de bitola que usavam em seus países de origem. Se naquela época houvesse uma padronização da largura das bitolas dos trens certamente teríamos uma malha ferroviária bem desenvolvida.

  • McLarenF1

    mais uma falha? minha nossa! são tantas

    Valeu Diego Souza, essa notícia foi ótima!

    precisamos deste tipo de informação, e precisamos também de ação, pois o culpado mesmo somos nós, que não cobramo, vemos um impostômetro e dizemos, nosssa q raiva, e fica nisso…

    ;)

  • http://perludum.blogspot.com Tiago dos Santos

    Um dos melhores textos que já vi aqui. Muito bom.

  • http://intensedebate.com/people/NANNDO_SP NANNDO_SP

    Voce falou em Maluf, lembrei de um fato quando o mesmo era governador e importou locomotivas que não tinham a mesma bitola da ferrovia e depois foram abandonadas, não lembro muito bem dos detalhes, alguem sabe o que aconteceu nesse episódio?

  • http://intensedebate.com/people/NANNDO_SP NANNDO_SP

    Nada justifica a falta de investimento no setor ferroviário, acho inacreditável o sul do país ser ligado apenas pela Régis… abarrotada de caminhão! isso mostra que o Estado Brasileiro (elite politica) só existe pra roubar e explorar mesmo, são piores que Comando Vermelho e PCC juntos! Sem falar no roubo de cargas nesse país que voce simplesmente não consegue fazer um seguro de carga… tentei durante 5 anos fazer seguro de estoque e sem sucesso, algo que em qualquer país que tem furacão e terremoto é absolutamente normal! É uma vergonha sem tamanho e pensar que a própria polícia tá envolvida até o pescoço em inúmeros roubos de carga pois o ganho chega a ser milionário, desde que a polícia começou a pegar mais pesado contra o roubo de carga, curiosamente o crime só subiu! Ta faltando governo…

  • raposão

    e o mula vai fazer estadio pru curintcha…. fielzão vem aí… a copa é nossa, pré-sal é nosso, mas o dinheiro vai para elless….

  • rat on the bat

    eu sei a solução…. EXPLODE TUDO! e cpmeçe desde o começo!!!!

  • blue marcian

    A culpa é do povo sim, e se você não tem educação tb é culpa nossa, o problema é que a união faz a força, mas aqui são jogos de interesse, alem do que brasileiro prefere parcelar um celular de R$ 1000 em 10 vezes do que comparar um livro de 50 reais, a maioria não tem civilidade nenhuma, não fazem nada certo , não preservam seu habitat, o gringo faz o quiser por aqui, biopirataria , trafico de crianças,devastam a amazonia e ganham dinheiro a nossas custas e dai para pior!!!!! Meu amigo isso tudo é problema seu, meu e de todos nós!!!!!!! só que eu já tentei fazer palestras, protestos, tento seguir fila ser civilizado,,separo lixo, usar redes sociais para um fim benefico e não para falar da vilha alheia etc.. o problema é que o brasileiro já nasceu com o seu CEREBRO PROSTITUIDO…..EM UM PAIS QUE A ENFERMEIRA TEM QUE ESCOLHER 1 DE TREZ BEBES PARA MORRER , POIS NÃO TEM CAPSULA DE OXIGENIO SUFICIENTE.. NA BOA ISSO TUDO PARA MELHORAR TEM QUE EXPLODIR E FAZER TUDO DENOVO!!!!!!!!!!!!!

  • Leonardo Flip

    Quase me emocionei com esse texto -q
    Mas falando sério, concordo com tudo o que foi dito. O Brasil não evolui porque não quer.
    EUA, Japão e Europa estão anos-luz à nossa frente porque sabem onde e como investir.

  • A vida continua

    É facil colocar a culpa no povo, mas quem defende os santinhos vai la p/ ver se eles vão te atender o dar a vocês um premio por defendelos.
    Como dizer da educação do povo, se a rede publica é a pior que tem, alguem viu o resultado? E quem é responsável pela a educação, investimento na área, da um salario digno aos professores e muita outras coisas mais é o povo né? Sinto em dizer isso mais o Brasil vai dai para pior, e não adianta coloca a culpa no povo, até porque quem coloca não deve anda de trem ou outro meio de transporte porque não ve a porcaria que esta todos os meios de transporte. O é o povo que além de paga imposto de primeiro mundo e ter serviços de terceiro mundo, tem que pega um carrinho de mão uma a pá e sai para concertar as ruas e tudo mais. Defenda aquele que levanta cedo p/ trabalha, não esses safados engravatados a não ser que vcs seja um…….

  • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

    "Esta história de que mercadoria perecível não pode ser transportada de trêm é verdade, mas nem tudo neste mundo é alimento perecível. " Depende do trem… depende do trem. Se atingir uns 160km/h é melhor que caminhão. Quanto aos onibus rodoviários, estão longe de acabar.

  • http://intensedebate.com/people/pablojuangarcia pablojuangarcia

    E Curitiba que nem tem trem. Aconteceu um acidente com um onibus aqui (de jan a maio foram 361 acidentes)e o que acontece é que a inspeção é feita de 6 em 6 meses e a olho. Sim, a URBS, empresa da prefeitura que controla o transporte não tem máquina (chamada linha de inspeção) para realizar o serviço. Piada. Detalhe: ela custa 100mil reais. Existem 2,4 milhões de passageiros todos os dias pagando R$2,20. É só fazer a conta. Em um dia poderiam ser compradas dezenas destas maquinas. Cada a segurança? Só o prefeito tem, no seu carro de 170k reais.

  • Thiago

    Não se esqueça que você também é o povo. Você fala do povo como se você não fosse um deles!…
    Então quer dizer que a educação brasileira é culpa minha? é culpa sua? culpa dos seus vizinhos?
    Os políticos dizem na cara dura: "A culpa é do povo! A culpa, é da imprensa!" e você concorda??? a culpa é do povo? a culpa é da imprensa? pense nisso… pense mais amplo!..

  • hellitonsm

    Sobre a sua proposta eu não aceitaria nem 1.000.000R$ pois esse dinheiro não paga uma vida principalmente a minha que fica em sério risco com tantas carretas transitando, o proprio JK aqui mencionado morreu em um acidente de transito colidindo com uma carreta.
    E mesmo aqueles mortes que ocorrem em colisão entre automoveis pequenos poderiam ser evitado com a alternativa de uma linha de trem em vez de usar o transporte atual.
    O problema não é falta de seriedade e sim falta de inteligencia mesmo.