BYD fala em “boato” no caso do imposto para carros elétricos

byd seal awd 5

O retorno do imposto de importação para carros elétricos está gerando expectativas e também agitação no mercado automotivo nacional e no entendimento da chinesa BYD, o assunto “não passa de um boato”.

Foi isso o que disse Alexandre Baldy, conselheiro especial da BYD no Brasil, ao se referir à retomada da cobrança do imposto de importação, que os carros elétricos no momento estão isentos.

Baldy comentou: “Nada formal ou oficial nos foi passado pelo governo e o assunto não está inserido no programa Mobilidade Verde. O que sabemos, e foi dito pelo presidente Lula em viagem à China, é que o governo estaria comprometido com a descarbonização da mobilidade e a presença de empresas como a BYD eram bem-vindas no Brasil.”

Em Brasília, o assunto estaria sendo discutido pelo governo e Uallace Moreira, secretário de Desenvolvimento Industrial, Inovação, Comércio e Serviços do MDIC, Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, teria confirmado.

Sobre o fim da isenção, Moreira comentou: “As decisões serão tomadas com previsibilidade, como pretende nosso ministro [do MDIC] Geraldo Alckmin. Não será publicado junto com o Mobilidade Verde e Inovação e é um assunto que envolve outros ministérios. Mas temos a sensibilidade de que é preciso incentivar a produção local e a geração de empregos”.

Um retorno do imposto de importação impactaria diretamente as marcas chinesas que estão chegando com força, como BYD e Great Wall, que estão focando mais nos carros elétricos, ainda que tenham nos projetos, os híbridos flex.

byd fabrica 1

Nesse caso, Baldy comentou sobre o projeto da BYD para Camaçari: “Não posso colocar a equipe para trabalhar dentro de um cenário ainda incerto. Nosso planejamento segue e pretendemos começar a importar os veículos a partir de um porto na Bahia, assim que assumirmos a fábrica.”

Já sobre a renovação do regime especial tributário para o Nordeste, Baldy falou que qualquer resolução a respeito não muda em nada os planos da BYD para a região.

Ainda falando da fábrica, o executivo disse: “As máquinas estão prontas. Os embarques começam assim que assumirmos a unidade”.

Isto se dará no dia 9 de outubro, em cerimônia na Bahia com a presença do CEO Wang Chuanfu e da vice-presidente global Stella Li, mas o presidente Luis Inácio Lula da Silva não estará presente, por conta de recuperação médica.

Com mais de 50 mil currículos recebidos, a BYD prepara Camaçari para seu salto no país, onde Baldy sinalizou: “Nossa capacidade inicial será de 150 mil unidades e queremos produzir de seis a oito modelos na fábrica, em uma segunda etapa.”

[Fonte: Auto Data ]

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!
Categorias BYD

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X