Combustíveis Manutenção

Colocando querosene durante o abastecimento

posto-gasolina-bomba

Alguns proprietários de veículos a gasolina ou diesel adicionam um percentual de querosene no tanque ao abastecer. Há relato de 20%, mas isso deve variar. O motivo da adição do produto é a busca por maior limpeza do motor e lubrificação dos componentes do propulsor.

Será que isso é mesmo válido e seguro? No caso do motor diesel, a baixa octanagem do querosene (entre 15 e 25) não afeta muito o propulsor. Em realidade, ele queima tão bem quanto o diesel, já que o poder calorifico de ambos é muito semelhante.

Ainda assim, apenas em inverno rigoroso – como na Europa, Argentina e países mais frios que o Brasil – o querosene ajudaria a dar fluidez ao diesel. Assim, talvez apenas em regiões mais frias do sul venha a ser necessário, mas no restante do país não. O propulsor não terá sua limpeza alterada pela falta de querosene na mistura.

Já no caso da gasolina, a prática vai gerar um problema sério mais adiante. Como já dito acima, a baixa octanagem do querosene vai afetar o motor de ciclo Otto, pois a gasolina tem em torno de 95 octanas. Mesmo sem a batida de pino (detonação) por conta da injeção eletrônica, o motor perderá potência e o consumo aumentará. Então, nada de querosene ao abastecer.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]





  • Rmx

    Se já não é suficiente os Aditivos mega super octanizantes, Etanoooll o esperto ainda me mistura Querosene na Mijolina para o pobre do carrinho beber !!! EEEEEEE Bananalandios !!

    • Gustavo73

      Gostaria de saber de onde surgem essas idéias mirabólanos.

      • wagner

        …nos motores a gasolina/alcool eu não sei quando começou, mas nos motores a diesel com bomba injetora mecânica (produzidos até 2005) essa pratica é muito comum. Com a vinda dos motores a diesel com bomba injetora eletrônica (common rail) essa pratica já não é mais usada com tanta frequência, mas conheço pessoas que continuam misturando 5 lts de querosene (da marca jacaré) a cada tanque de 150lts de Diesel principalmente na época que precisava fazer a vistoria do controlar exigida até inicio de 2014 aqui em SP.

      • Ygor Soares

        Seu Carysosnonsonsonnnnnn

      • CharlesAle

        Eu já usei esse método faz tempo..Colocava querosene no meu fusca, e dava umas baitas aceleradas, saia uma fumaceira da po**a rsrsrsrs. Mas que no final o funcionamento do motor ficava legal(lisinho), isso ficava!!!!

      • Pedro Cunha

        heheheheheh
        Conheço um cara que põe óleo de ricino no tanque do corcelzinho I GT… Diz ele que é pra proteger o carburador da agressão do álcool… Duvido muito…
        Esses dias ficou empenhado com giclê entupido.

        • Racer

          Tá com dor de barriga o Corcel dele…vai é dar uma disenteria.

    • Marcelo Nascimento

      Ué, mas não é flex? Pode colocar qualquer coisa…

  • Rodrigo

    Nem precisa ter o trabalho de botar querosene. Basta ir em qualquer posto de procedência duvidosa e mandar encher o tanque!

    • invalid_pilot

      Querosene é luxo nesses casos kkkk

      • Gustavo73

        Solvente é o problema.

        • invalid_pilot

          Solvente e outras porcarias

          • Gustavo73

            Mas hoje o mais comum é ter mais etanol do que os 27%.

            • invalid_pilot

              Pra quem tem flex só vai perceber consumo maior… Quem tem mono importado ou antigo de compressão baixa, chora sangue

              • Gustavo73

                Pois é, o 500 EF do meu pai sofre assim como o Fusca 70 que eu tenho.

                • CharlesAle

                  Tive um escort zetec por 6 meses..E nunca vi um carro tão bom para “denunciar” gasolina batizada. Ele ficava com o funcionamento bem diferente, oscilando e tal, era batata, gasolina ruim, mesmo que pouco alterada! Hoje percebo que os carros atuais só se tiver bem alterado para demostrar no funcionamento do motor..No meu escort, era só trocar de posto, com gasolina boa, e depois de algumas voltas que o carro ficava bom novamente..Nunca vi um carro tão sensível a gasolina adulterada..Eu achava essa característica do carro muito boa…

                  • Victor Hugo

                    Meu laguna também é assim. Gasolina ruim, o bicho já começa a falhar. Nem precisa de fiscalização e testes laboratoriais, é só levar o meu laguna que você já descobre na hora.

                  • leomix leo

                    Eu abastecia em um determinado posto de combustível, percebi o consumo de meu carro aumentar e o carro com uma certa dificuldade em ligar pelas manhãs frias, mudei de posto e pronto. O carros ficou mais econômico e sem problemas para pegar pela manhã. Eu notei que ate a quantidade de água que saia pelo escapamento, chegou a quase 0(zero). Isso indica que o posto com certeza misturava muito mais de 27,5% de etanol a gasolina. Tem muitos motoristas que não observam o comportamento do motor e a diferença no consumo, mesmo que seja mínima, um condutor que conhece seu carro 🚗 sente a diferença.

                    • Edson Fernandes

                      Mas isso que vc disse foi legal. Tenho notado que no alcool o meu carro mesmo depois de 2 a 3 minutos ligado e sem movimento ao sair, dá algumas falhadas. Vou trocar de posto para ver.

                  • Gustavo73

                    A eletrônica hoje compensa muita coisa. O problema é que não é legal a longo prazo, pois a gasolina batizada irá trazer problemas a longo prazo além de um consumo maior.

                  • Renato Texeira

                    Meu sogro teve um escort hobby 1.0 e era a mesma. Tanto que nunca mais abasteci no posto que fica aqui perto de casa por conta do comportamento do carro dele após abastecer lá. Mas só pelas práticas adotadas pelo posto já dava para saber que honestidade não é com eles: é comum encherem o tanque até a boca sem pedirem e não venderem gasolina na véspera dos aumentos anunciados pelo governo, só para ganharem mais.

        • SDS SP

          Sim e principalmente os clorados.

  • Ygor Soares

    95 Octanas apenas na Podium da BR ou Rally da Shell né!

    • Gustavo73

      Não essa tem 102.

    • Bruno_O

      E isso com 25% de etanol. Nossa gasolina comum é uma porcaria de 87 octanas, que precisa do etanol pra chegar nas 91 mínimas dos motores atuais. Nossa podium é uma gasolina comum lá fora (91 octanas) com 25% de etanol que eleva sua octanagem pra 95.
      E ainda tem brasileiro que defende que nossa gasolina é das melhores do mundo…

      • Castle_Bravo

        A de outros países é igual, a diferença é que além do etanol, é adicionado alguns tipos de éter (ETBE ou MTBE) na proporção de dez à quinze por cento. Na prática, é igual, somando aos 10% de etanol, temos 25% de “não-gasolina” misturado à gasolina.

    • Francisco

      O problema é que a imprensa automotiva no Brasil insiste em usar o padrão europeu RON Entretanto, o padrão oficial no país, usado pela ANP, é o IAD. O IAD (ou AKI em inglês) é dado pela fórmula IAD=(RON+MON)/2 onde MON é outro padrão. Pela legislação da ANP a gasolina comum (já com álcool anidro adicionado) tem que ser de no mínimo, 87 octanas, as premiuns no mínimo 91. A Podium da BR declara mínimo de 95, todos pelo padrão IAD. Os valores pelo padrão RON são sempre maiores que pelo IAD, cerda de 4 a 5 unidades para o mesma gasolina testada.

  • foradilma

    propaganda da petrobras kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Thiago Garcia de Lima

    Me fala onde tem essa de 95 tipo comum kk

  • Zé Mundico

    O problema é que a esmagadora maioria dos motoristas brasileiros acredita em “produtos milagrosos” que vão fazer o carro virar um foguete ou que vão deixar o motor melhor do que um novo. Tudo embromação, desde aditivo que não limpa coisa nenhuma até querosene que só vai detonar o motor. Para quem não sabe, aditivos são nada mais nada menos que querosene desodorizado adicionado de solventes, tudo isso diluído em gasolina. Enquanto existir mané no mundo, vai existir o ixperto.

    • Louis

      Dificilmente acredito em aditivos, mas utilizei um uma vez que me agradou. Perfect Clean da Koube, o ADG fala bastante deste, diminuiu sensivelmente a rotação em marcha lenta do meu carro, utilizei concentrado apenas 1 vez para limpar o sistema.

  • rayner patrick pontes imanobu

    Faz tempo que não posto nada, mas… matéria com tantos e grandiosos erros não dá!
    Como muitos colegas postaram, gasolina com 95 octanas (IAD) somente a podium petrobrás, isso a nível mundial. As gasolinas premium mundo afora não passam de 93 (IAD).
    Batida de pino é problema de “pré detonação”, e não “detonação”, em motores ciclo otto. Isso se dá sim a baixa qualidade do combustível, mas não somente ela, problemas diversos podem causar isso, me refiro a sensores, válvulas, junta, bico, peças fora de especificação e por ai vai.
    Já no ciclo Diesel, a adição de querosene diminui a densidade do diesel, motores com um sistema de injeção não ideal, podem sentir uma melhora, mas nada que justifique a manutenção. Existe um mito referente a limpeza, mas não tem nada comprovado. Já para os motores euro 5 em diante, o buraco é mais em baixo, a quantidade de sensores e de eletrônica embarcada, tora as peças que já são caras, ainda mais caras e para aqueles que estão na garantia, até mesmo um lubrificante com alto teor de cinza sulfatada pode gerar um alerta na central do “Bruto”, e a perda da garantia.
    Para aqueles que querem aumentar a potência sem ligar para as consequências, existem outros tipos de “fluidos” que não vou citar, que podem ser usados.

  • Marcos Vinicius

    É cada coisa que surge neste pais… Não me surpreendo com mais nada é cada absurdo.

  • Se é pra por querosene no tanque, coloca RP-1 de uma vez.

    Quem sabe o carro não vira um foguete. 😂

  • T1000

    Por isso q não compro carro usado. Olha a bomba…

  • Tem que ser querosene de aviação.

    • Heisenberg

      Para virar o gato a jato… Querosene de aviação só se o automóvel for a óleo diesel e estiver em regiões de extremo frio (pq nessas regiões o diesel vira tipo um gel).

      • Matheus Marques da Silva

        Asas batendo! Marcha de decolagem! Turbinas e jaaaaa! hahaha
        Deu um flash na memória!

  • Pedro Cunha

    Abastecer com querosene?
    Isso vai depender da seriedade do dono/gerente do posto, caso contrário….

  • Racer

    No passado…bem no passado…caminhoneiros colocavam querosene misturada no diesel para facilitar a partida em dias frios. Mas isto nos motores antigos, não era raro ver caminhões estacionados em rampas para facilitar a partida, já que era um motor que não dependia de energia elétrica para funcionar. Na gasolina nunca vi fazerem isto.

  • Wagner Lopes

    Querosene deixo só pro meu jatinho mesmo……kkkkkkkkkkkk.

  • Marcos Souza

    Querosene eu nunca vi fazerem.
    Mas uma coisa que melhorou o consumo do meu carro, foi adicionar militec ao óleo.
    Ele diminui o atrito e o desgaste das peças e da pra notar que o motor funciona “mais redondo”.
    Deveriam fazer um teste com o produto.

    • David

      Uso ele a cada 20 mil kms tanto na picape quanto no carro. Nao e barato mas no final acaba ficando muito em conta devido o atrito reduzido das pecas principalmente quando se bate a chave de manha, e bom saber que ainda existe algum lubrificante nas pecas. Notei um pequeno aumento de economia da picape a diesel. Esse ja uso a mais de 2 anos. No carro ainda nao deu pra registra devido pouco uso.



Send this to friend