Segurança Tecnologia

Como agem os controles de estabilidade e de tração

esp-1-700x472 Como agem os controles de estabilidade e de tração

Este fim de ano está sendo agitado no mercado nacional por causa da obrigatoriedade de airbag duplo e freios com ABS nos carros nacionais. Mas se engana quem pensa que apenas estes itens são suficientes para prover segurança em um automóvel nos dias atuais.



Os controles de estabilidade e tração estão entre outros itens que já estão disponíveis para ampliação da proteção de passageiros e mesmo de terceiros. Eles estão intimamente relacionados com os freios ABS: Controles de estabilidade e tração. É verdade que alguns modelos fabricados e vendidos no Brasil já oferecem estas tecnologias, mas infelizmente ainda vai demorar para que estejam de fato disponíveis em todos os carros brasileiros.

esp-1-700x472 Como agem os controles de estabilidade e de tração

Controle de estabilidade

Como funcionam estes sistemas? O controle de estabilidade, popularmente conhecido por ESP (Electronic Stability Program ou Programa Eletrônico de Estabilidade), é um sistema eletrônico que atua diretamente nos freios e evita que o condutor perca o controle direcional em curvas ou desvios de trajetória, garantindo maior segurança.

O dispositivo analisa a rotação de cada uma das rodas em relação à velocidade do veículo e rapidamente identifica aquela que está perdendo aderência, acionando o freio daquela unidade, a fim de corrigir a trajetória do veículo, evitando que o mesmo rode na pista ou saía excessivamente no tangenciamento da curva. Alguns automóveis utilizam o ESP junto com outros sistemas, ampliando assim a atuação desta tecnologia.

Assim, há controle de estabilidade com influência sobre o sistema de direção ou mesmo agregado ao controle de condução dinâmica, que geralmente oferece modos de dirigir com vários níveis de atuação do ESP, oferecendo maior ou menor (ou até mesmo a ausência total de assistência) ação sobre os freios. O ESP é uma tecnologia que já está se tornando obrigatória na Europa e equipa carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, bem como até motocicletas.

esp-1-700x472 Como agem os controles de estabilidade e de tração

Controle de tração

O controle de tração ou TCS (traction control system) é um sistema eletrônico que evita o giro em falso de uma ou mais rodas de tração de um veículo através dos freios ABS. Ele reduz o torque na roda que está perdendo tração, garantindo maior segurança durante a condução.

Em pisos molhados, neve ou trechos de lama, o TCS é um dispositivo que ajuda o condutor a não perder o controle do veículo ou sair de situações difíceis. A tecnologia geralmente é associada com o ESP, mas em alguns casos, o torque pode ser gerenciado também pelo diferencial eletrônico ou pelo próprio conjunto propulsor. Alguns veículos nacionais (incluindo ônibus e caminhões) utilizam o TCS de série ou em forma de opcional.

O TCS pode ser desativado em alguns veículos, sendo também utilizado em conjunto com o ESP em modos de condução pré-programados ou personalizados. Há casos em que o controle de tração também atua diretamente em curvas, portanto, chamado de “controle de torque vetorial”, já que aumenta o torque em uma das rodas a fim de fazer com que o carro mantenha uma trajetória mais dentro da curva.

esp-1-700x472 Como agem os controles de estabilidade e de tração

Várias tecnologias adicionais permitem também melhor distribuição de torque entre os eixos ou entre as rodas, garantindo maior controle do veículo, embora com custo muito maior que os sistemas mais comuns. Estes dispositivos podem incluir motores elétricos e até barras estabilizadoras com rigidez controlável, por exemplo.

Outros agregam suspensão adaptativa com amortecedores eletrônicos ou magnéticos ou mesmo câmaras (eletro) pneumáticas para compensar inclinação de carroceria, arrancada, descida, curvas em maior velocidade e transposição de obstáculos e terrenos difíceis no off-road, entre outros. Enfim, depois de airbags e ABS, agora o próximo passo é a popularização de ESP e TCS. No Brasil, o carro mais barato com essas duas tecnologias é o Fiat 500 a partir de R$ 43.050.

COMPARTILHAR:
  • Diego

    Não sabia que essa tecnologia erra embutida em ônibus tbm, Interessante

  • Roanlado Silva

    Nada disso porém, substitui a atitude de prudência do condutor! Meu pai dirigiu Kombi caindo aos pedaços fazendo fretes, por anos, sem nunca se envolver em acidentes, já, meu primo conseguiu matar a si e toda a família em uma estrada perfeita dos EUA, num BMW com todos esses itens de segurança!

    • gcarlos

      e o cara do Velozes e Furiosos ….também!

      • pablobmw

        Agora pegue este caso seu caso específico joga na estatística. Vera que é um caso muito específico.

        • gcarlos

          no caso do ator, ficou mais notório por que ele é famoso, ainda mais que porque nos filmes que ele fazia sempre dava certo…..

          No nosso caso, os maiores vilões são consumo de álcool e direção, excesso de velocidade, ultrapassagens perigosas, condições de pista insatisfatórias, e por aí vai. Coisas que o ESP não vai salvar a vida sempre.. PRUDÊNCIA ainda é o item de segurança mais barato e mais seguro. Valeu pela observação!

    • Desculpe amigo mas seu pai não teve nenhum acidente com uma Kombi???? ta de brincadeira…..comparar a segurança de uma kombi com veículo com controle de tração e estabilidade???? cada comentário …cada comparação…

      • Edson Roberto

        Ele não comparou a segurança, ele falou sobre prudencia. Sem prudencia, nem mesmo os carros mais seguros garantirão que continue com vida.

    • thales_sr

      Não fala isso aqui não rapaz…! Por aqui a ordem é que se o carro não tiver esse monte de sopa de letrinhas, você está correndo um risco igual a estar numa guerra.

    • zeuslinux

      Claro que nada substitui a prudẽncia, mas um ABS nos freios faz o carro parar muito antes, evitando p.ex. uma batida no carro da frente no caso de uma freada brusca dele.

      Eu já deixei de bater numa situação dessas justamente por causa do ABS. Na minha frente esta um BMW e na frente dele havia um fusca ferrado que simplesmente parou, estando na pista da esquerda, na frente do tunel da favela da Rocinha para subir no canteiro e entrar para a favela. O BMW (que obviamente tinha ABS) deu uma freada violenta e eu só não arregacei o BMW porque o meu Corolla tinha ABS. Eu estava voltando com o carro cheio de compras e com algumas pessoas, ou seja, mais trabalho para o freio.

      Já derrapei com um Golzinho 1.8 na estrada porque passei em um trecho com óleo em uma curva fechada. Como era só uma poça, talvez um controle de estabilidade desses tivesse feito com que não perdesse o controle do carro.

      • FelipeLange

        Tem que unir prudência a segurança ativa e passiva.

    • Gil

      Velocidade. Esses itens são testados para terem efeito até certa velocidade, só que alguns motoristas(não estou aqui dizendo que foi o caso dele), querem conduzir os veículos a 200 km/h e que os itens de segurança funcionem da mesma forma com que são testados a velocidades de 50 km/h, 60 km/h ou 70 km/h, fica evidenciado que irão funcionar, mas não terão o êxito desejado… Não se pode comparar a velocidade de uma KOMBI com uma BMW, contudo, ainda tem a questão que vc colocou da prudência do motorista…

    • israelita

      amigo Silva,atuo como voluntário(bombeiro militar resgatista)a cerca de 22 anos,e sei bem o q tu queres dizer sobre condução segura,infelizmente o brasileiro em geral é um total ignorante,principalmente em se tratando de trânsito,pois infelizmente é comum o desrespeito ao C.T.B.,e tão grave quanto ou "pior", a falta de consideração pelas outras pessoas;Tempestivo e incisivo seu comentário meu amigo, e q Deus nos guarde dos mal educados, pois só sistemas de segurança ativa(A.B.S.;T.C.S;E.S.P….) e passiva(air bags;pré-tencionadores e limitadores de esforços de cinto de segurança…),"só" isso ñ são suficientes p/ aplacar o grande nº de endemoninhados no trânsito brasileiro!!!.Shalom.

    • Andre Mendes

      Existem sim esses casos de abuso na direção e o fator humano é sempre muito importante, mas o que devemos lembrar, é que esses controles eletrônicos vieram para ajudar a manter o controle da direção em situações adversas e imprevistas, o que pode ser a diferença entre a vida e a morte, até porque ninguém é perfeito e não podemos contar com a sorte……..

  • Doccar

    Daqui 50 anos em toda frota brasileira…

    • israelita

      se me permite só uma observação,com direito de protelamento p/ modelos q subornarem os malditos políticos e as carroças por eles anistiadas.

  • tatu_peba

    Na minha opinião a lei que torna obrigatórios AB2 e ABS poderia ter ido além disso.

    • zeuslinux

      Também acho, pelo menos em carros de mais de 60 ou 70 mil, já que a desculpa é sempre custo a mais.

      O custo a mais, proporcionalmente ao valor do carro, não seria tão caro.

      • tatu_peba

        Exatamente. Esses sistemas são relativamente baratos por não exigirem grandes alterações na mecânica e a eletrônica de sensoreamento fica cada vez mais acessível. No mais, criação de mais alguns blocos / rotinas na ECU.

        • FelipeLange

          O ridículo é ainda ter gente ignorante que acha que controle de estabilidade só serve na neve.

          Um completo absurdo o Nissan Sentra não ter o controle de estabilidade.

          • bandaxadibar

            ridículo é não ser obrigatório, carros sairem de fábrica com este sistema

            • mgbalbo

              Ridículo é precisar ser obrigatório itens de segurança para que os fabricantes disponibilizem.

              • tatu_peba

                Verdade. Mas infelizmente o lucro fala mais alto que as 40 mil mortes anuais. Pode ser por imperícia, falha no veículo, más condições das vias, seja qual for o fator de risco esse número poderia cair muito se os fabricantes olhassem com mais atenção para a segurança. Talvez quando nós consumidores tomarmos consciência de que a segurança deve vir em primeiro lugar na escolha de um modelo. Mas até lá…

                • israelita

                  mas p/ isso acontecer nos consumidores temos q boicotar os maus empresários e eleger políticos menos piores (já q ñ existem bons),p/ cobrar mudanças ñ só profundas, mas principalmente efetivas;pois um bom exemplo resumido é parafraseando a Bíblia:( fé (acreditar) sem obras (fazer), é morta (inútil) ! ).

          • israelita

            meu amigo os mesmos q acham isso,são os mesmos q se espelham e elegem políticos ignorantes e mal informados assim como q permitem esse ciclo de desinformação maldito.

      • bandaxadibar

        Comprei um carro de 44k 0km e veio com ESP e controle de tração…o new fiesta

        • zeuslinux

          Tem certeza mesmo ?!

          O New Fiesta só tem isso nas versões SE e Titanium com motor 1.6 !

          Se o seu for com motor 1.5, lamento não tem não. Está na ficha técnica que pode ser consultada no site da Ford:

          http://www.ford.com.br/servlet/BlobServer/SpecNew

          • FelipeLange

            O próprio povo que compra carro não exige, vejo carro zero quilômetro que não tem nem desembaçador e limpador traseiro, que são baratos até como opcional.

            • tatu_peba

              E mais da metade da frota ainda usa cinto sem pré-tensionador.

          • acorreia

            O SE 1.6 custa, pela tabela Ford, R$ 46.340,00. É possível que ele tenha conseguido um desconto para esse modelo e comprado por R$ 44.000,00.

          • bandaxadibar

            Se mecanico, comprado em setembro, cor branca

        • EliasCe

          Tambem tenho um fiesta SE com ESP e TCS, e o sistema funciona perfeitamente, e ao contrario do que muitos falam que aqui no BR não precisa ou nunca viu funcionar. creio eu que seja porque, pelo menos no caso do fiesta a luz indicadora no painel so acende quendo o carro corta o torque (ou seja em casos de total perda de estabilidade) no uso normal em serras e curvas o sistema apenas freia as rodas sem acionar a luz do painel.

          • thales_sr

            No manual, diz que a luz pisca no painel caso o ESP intervenha. São luzinhas diferentes. O sistema só atua em casos muito extremos, o Fiesta é bom de chão.

  • zeuslinux

    Isso é muito importante mesmo, especialmente em SUVs.

    Só tive coragem de comprar uma SUV que tivesse ESP e TCS e a mais barata 0 km que encontrei (na época) foi a Captiva, que comprei mesmo já não estando "na moda", e pretendo ficar um bom tempo com ela.

    Peugeot 3008 e Freemont também têm em todas as versões.

    ASX, CR-V e Sportage só tem controle de estabilidade nas versões mais caras. A RAV4 e o ix35 eu nem sei se tem nas versões mais caras porque os sites não falam nada sobre ESP ou controle de estabilidade.

    • JrE

      Estou em busca de uma SUV e me preocupo com a segurança que os modelos oferecem. Valeu @zeuslinux por já informar os modelos com estes itens de segurança.

      Quando adquiriu a sua, chegou a dar uma olhada na Santa Fé e Veracruz?

      Você indicaria a compra de uma Captiva para um amigo seu?

      • zeuslinux

        A Santa Fé e a Vera Cruz são carros com motores mais potentes e bem mais caros, estando acima do que eu queria gastar. A Santa Fé nova parece que está muito boa e acho que vale a pena olhar se couber no seu orçamento. A Captiva na época era um ótimo negócio. Agora o preço de tabela está mais parecido com os concorrentes mas acredito que deva ter melhores descontos na negociação (já que não tem vendido muito), além de ter mais segurança e motor que os crossovers concorrentes até 100 mil reais. A Captiva atual também incorporou algumas coisas a mais, como central multimídia touch screen, sensor de ré com câmera e pára-choques pintados. Isso já amortiza parte do aumento de preço.

        Da Hyundai na época só olhei para a ix35 mesmo mas achei muito cara pelo que ela é. Estavam pedindo 99 mil reais na época (maio de 2012) pela versão mais simples com câmbio AT (fazia questão do câmbio). Mas o pessoal da CAOA foi tão nojento que isso foi mais um motivo para eu desistir dos carros da marca. O vendedor disse que simplesmente que a CAOA simplesmente não oferecia test drive porque era política da CAOA. Eu não compro nenhum carro sem fazer TD. Não sei se mudaram essa política, porque é loucura comprar um carro desse preço sem testar.

        Se eu quisesse gastar até uns 120 mil reais eu também daria uma olhada na Tiguan. O único pecado dela é que não tem muito espaço para bagagens, mas é um belo carro. Só não comprei porque para ter o que a Captiva tinha em termos de conforto (bancos de couro, etc) na época, custava 120 mil e paguei apenas 86 mil na Captiva. A Tiguan tem 4×4 mas isso para mim não era imprescindível.

    • Hofmann

      A RAV4 não tem ESP em nenhuma versão, o que não me surpreende vindo de uma marca que, faltando 2 dias para ABS e Airbag duplo serem obrigatórios por lei, ainda vende sedan médio sem ABS por 64mil.

      O ix35 na linha 2013 tinha um pacote na versão 4×2 automática com 6 airbags, ESP e Teto panorâmico, mas na linha 2014 ele só está sendo vendido em pacote único, versão Flex 4×2 automática, com 2 Airbags, Ar manual e sem ESP, por 97mil. Acho que opção pior que esta, só a RAV4 mesmo, pois por esse preço ela vem com câmbio manual.

    • radiobrasilcombr

      O ESP quando em uso no Captiva emite algum sinal?
      o TCS eu ja vi q emite um aviso, qdo certa vez estava numa estrada de chão bem ingreme e tive que parar. Na hora de arrancar o TCS fez diferença na hora q o carro começou a patinar.

      • zeuslinux

        O manual, na parte das luzes indicadoras do painel, mostra só uma luz "Luz indicadora Stabilitrak" e diz o seguinte:

        "Se a luz piscar durante a condução do veículo, significa que o “StabiliTrak®” ou o “Sistema de Controle de Tração” estará auxiliando o veículo com aderência e estabilidade na pista."

        Por isso eu acho que essa luz é acionada sempre que o controle de estabilidade OU o controle de tração forem acionados.

  • Gustav0h

    A muito tempo o ABS e AIRBAG já eram itens obrigatórios na Europa e muito muuuuuuito tempo depois veio passar a ser item de serie do Brasil. E ainda pensaram em prorrogar o prazo imagine quanto tempo levara para popular o ESP e TCS

    • Castle_Bravo

      ABS e airbags ainda hoje não são itens obrigatórios na União Europeia e talvez nunca serão. Não tenho certeza, mas ouso dizer que em nenhum mercado desenvolvido o são.

      • FelipeLange

        O povo que mora em primeiro mundo é exigente, essa é a diferença. Com o povo assim, não precisa nem de lei.

      • Hofmann

        Nos EUA Airbags e ABS são obrigatórios por lei, até onde eu sei. Na Europa realmente não são, mas lá ninguém aceita comprar um carro sem esses itens (ou melhor, nenhum carro com menos de 3 estrelas no EuroNCAP), exceto se forem esportivos de fabricação artesanal – em geral ingleses – como Morgan, Marcos, Ariel e Caterham.

  • PedroTelles

    Qualquer marca que lançar um popular com ESP e fazer uma propaganda pesada em cima disso, vai se dar muito bem nas vendas.

    Imagina uma propaganda assim: O único popular seguro do Brasil, seu por 32 mil reais. Iria estourar.
    Pena que aqui as pessoas dão valor a multimídia, rodas de liga leve e c*agam para a segurança.

  • joéster brondani

    Tenho uma New-Ranger e em estradas de pedra solta/terra seca, ou até mesmo barro, é notório o melhor controle que esses sistemas proporcionan, principalmente andando com a caçamba vazia… ela até tenta sair d trazeira mas logo se nota a luz do esp e o famoso tectec vindo dos reles dos freios :)

    Muito mais segurança

  • Gaf1991

    Eu acredito que aqui ao menos deveria se tornar uma obrigação para um futuro bem proximo , senão me engano na Argentina um desses dois tbm será obrigatório . Esses sistemas são muito necessários , auxiliam e evitam muitos acidentes mesmo , principalmente numa era de um modismo de falsos jipes altos que obviamente não tem a estabilidade igual a de um carro mais baixo como um hatch ou sedan comum . Evitaria que muitos desses falsos aventureiros fiquem de rodas para o ar , e mesmo outros carros também . Acho que a obrigatoriedade do abs e desses controles tbm deveria ocorrer para toda a frota de caminhões e onibus .

  • thales_sr

    Implementar um controle de tração em carro que já tem ABS é uma coisa tão simples, que pra mim já podia vir no "combo" ABS + controle de tração.
    Porém, do ponto de vista da segurança, fora em alguns momentos em poucos estados, onde neva, o controle de tração aqui no Brasil não é algo "oohhh não tem no meu carro, vou morrer". Exemplo: Tentei destracionar uma SW4 automática (TCS desligado) no paralelepípedo molhado, e não consegui. No máximo a roda de dentro ciscou um pouco.

    • Fabio

      Pode ser até simples mas visto a simplicidade dos nossos carros tem um custo mais alto. Eu não sou técnico da área, mas por exemplo eu percebo que os carros que tem ESP e TCS possuem freio a disco na traseira ao invés do tambor. O simples fato de tirar esse tambor defasado aumenta o custo do carro bem como sua manutenção. Imagine que tem quem prefira carro com freio de lona porque dar a manutenção é mais barato. Semelhante a quem prefere carro 8v ao invés dos 16v por causa de manutenção. É cultura, dificil de mudar.

      Esse é mais um caso para o governo obrigar, pq se depender de mercado vai demorar muito. O meu Cruze tem tudo de série. ESP e TCS em todas as versões. Mas pouco adianta eu estar em uma direção segura se vem um gol (novo 2014) desgovernado ao meu encontro.

      • joéster brondani

        Fabio, a nova ranger tem freios a tambor atraz, e tem tcs/esp/ebd/abs, controle anti-capotamento, controle de oscilaçao de reboque… e funciona muito bem (experiencia propria)…

    • Jonas

      Não sabia que a SW4 tinha TSC. Confere?

      • thales_sr

        Sim, pelo menos a top de linha tem.

    • Rodrigo

      Se o carro em questão tiver direção elétrica ou eletro-hidráulica sim, é simples.
      Em carros com direção hidráulica convencionam ou direção sem assistência (mecânica) não dá pra instalar ESP, é fator limitante.

      • arianoneves

        Não é bem assim, tenho um azera do modelo anterior e ele possui ABS+EBD+BAS+ESP+TCS

        • Rodrigo

          O Azera e outros carros que possuem direção hidráulica possuem sim sensores de posicionamento no volante.
          Como disse, não tem como instalar ESP se não houver algum dispositivo eletrônico que monitore a posição do volante. É princípio do sistema de controle de estabilidade. Inclusive está escrito ali na figura "Steering Angle Sensor" (sensor do ângulo de direção).

      • thales_sr

        Tem nada a ver, cara… O ESP não age na direção. Só a Honda que deu uma complementada pra que a assistência da direção dê uma "ajudinha" pro condutor virar pro lado correto, se precisar contraesterçar.

        • Rodrigo

          Os carros que possuem direção hidráulica e ESP possuem sim sensores de posicionamento no volante.
          Como disse, não tem como instalar ESP se não houver algum dispositivo eletrônico que monitore a posição do volante. É princípio do sistema de controle de estabilidade. Inclusive está escrito ali na figura "Steering Angle Sensor" (sensor do ângulo de direção).

          • thales_sr

            Você não falou de sensor de posição no volante.. Falou que "em carro com DH não dá pra ter ESP", o que não é verdade.

  • Fanjos

    Como funciona os controles de estabilidade e de tração:

    Pergunte para a Toyota Br Br Hue Hue…… não…. espera….

  • _Adriano__

    Agora com ab e abs vai reduzir um pouco as mortes no transito, claro que levará tempo, ai o governo vai achar tudo lindo, quando brasil voltar a ser recordista de mortes em transito novamente o governo vai pensar em colocar mais itens de série até lá vamos morrendo por ai.

  • Perneta

    Já tem tanta coisa além desses dois!
    Controle anticapotamento, de arrancada, de descida, de transferência de torque…

  • adilon

    O problema no Brasil é que a segurança não esta adicionada em nenhum governo ou em qualquer situação a favor da nação. Por que se fosse de preocupação da autoridades medidas simples ja teria evitado milhares de mortes. Creio que existe uma industria e sobrevive de mortes ligada ao governo…

  • baetatrip

    Pois e…… Minha TIG tem esse sistema…. E show!
    Tanto no asfalto e terra…… NOTA 10!
    Nunca me deixa no perrengue!

  • Rodrigo

    Apesar de útil e esclarecedor para alguns leigos no assunto, achei o texto superficial, cara de texto retirado do Google.

    Esqueceu de mencionar que para ter ESP o carro precisa necessariamente contar também com direção com assistência elétrica (ou eletro-hidráulica ou qualquer outra tecnologia de servo-assistência que possa ser monitorada eletronicamente), já que o ângulo de esterçamento medido no volante é um dos parâmetros principais, assim como o sensor de força G aplicado na parte inferior da carroceria.

    Mistura controle de tração com bloqueio eletrônico de diferencial (que são sistemas independentes). Não comenta, ainda, que o TCS tem função mais proeminente ao arrancar com o carro, situação em que as rodas motrizes podem patinar. Portanto é mais útil em baixa velocidade do que em alta (onde outros sistemas atuam para garantir a aderência). Não menciona que em câmbios automáticos modernos (como os AT6 das linhas GM e Peugeot) esse controle é feito diretamente na caixa de transmissão.

    • Renan Lima

      O Fiat Freemont utiliza direção hidráulica convencional e possui os referidos recursos…

      • Rodrigo

        O Freemont e o Journey possuem sensores na coluna de direção que permitem detetar a posição do volante em caso de sub ou sobre esterço. Veja na foto abaixo:
        http://bimg1.mlstatic.com/volante-de-direcao-da-d

      • radiobrasilcombr

        Assim como algumas versões do Captiva, hidráulica.

        • Rodrigo

          O Captiva e outros carros que possuem direção hidráulica possuem sim sensores de posicionamento no volante.
          Como disse, não tem como instalar ESP se não houver algum dispositivo eletrônico que monitore a posição do volante. É princípio do sistema de controle de estabilidade. Inclusive está escrito ali na figura "Steering Angle Sensor" (sensor do ângulo de direção).

    • Marcelo

      O tipo de direção não importa neste caso, pode ser até direção sem assistência, como também não importa o tipo de freio (tambor, disco), já que o sistema ABS só atua no fluido de freio, portanto funciona tanto em tambor como em disco.

      Alguns carros possuem o sensor integrado na peça que passa os fios para dentro do volante (o "disk-raid", aquela peça que fica atrás do volante), ou seja, quando o motorista gira o volante, essa peça gira junto e informa ao módulo a posição do volante.

      Agora concordo que o texto está meio simples, principalmente onde foi dito que o ESP monitora a rotação das rodas e identifica a que está perdendo aderência. Na verdade, ele monitora a posição do volante e compara com o que o sensor de "aceleração lateral e rotação do veículo em torno do eixo central" está informando. Se a comparação não bater (volante indica uma direção, mas o sensor central indica que o carro está indo para outra direção), então o sistema determina qual das quatro rodas deve freiar para o carro ir para a trajetória certa.

  • AutoNacional

    Uma coisa que poderia ser feito pelo estado é um levantamento de quantos acidentes acontecem com carros que possuem esses equipamentos, depois comparar com acidentes de carros que não possuem esses equipamentos, naturalmente fazendo uma ponderação em percentual quanto a quantidade de carros vendidos ( o detran tem esses dados ). Desta forma, pode se chegar a um número de fato para ver em quantos acidentes um carro com os equipamentos se envolve em cada 1000 unidades, e por outro lado carros sem esse equipamento. ( é como o índice de homicídios de uma cidade ou estado, se sabe a idade das vitimas, cor, locar onde moram, grau de estudo…). Lembro-me quando me envolvi em um acidente de carro, bateram na traseira do meu carro. No B.O., foram feitos registros quanto a idade dos motoristas, sexo, profissão, endereço e até a cor. O mesmo poderia ser feito com o veículo, tipo com ABS ou sem, com ESP ou sem. Depois se chegaria a dados precisos, e de fato, para ver quantos veículos com determinados equipamentos se envolveriam em menos acidentes.

    • arianoneves

      Eu já li em sites especializados sobre a obrigatoriedade do ESP em todos os carros na Europa em 2013 e nos EUA em 2014, comentava que caso TODOS os carros na Europa tivessem ESP os acidentes cairiam em cerca de 60%. Agora de onde tiraram esse dados eu não sei dizer!

      • thales_sr

        Será que foi igual àquele estudo sobre o ABS, em que o número de machucados com o sistema e sem era exatamente o mesmo? rs

        • joéster brondani

          Nada mais normal, afinal o ABS nao protege de ferimentos. Se tiveres 10 acidentes com carros que tem abs e 10 acidentes com carro SEM abs, o numero de machucados provavelmente será semelhante. A questão é que em situaçoes de risco, haverão mais acidentes em casos onde nao há o ABS… ou seja, os acidentes cairian, simples.

  • zeuslinux

    Achei um vídeo bem didático que mostra para que serve e como funciona o controle de estabilidade:
    http://www.youtube.com/watch?v=6UMRJ02sr7A

  • zeuslinux

    Achei um vídeo bem didático que mostra para que serve e como funciona o controle de estabilidade:
    http://www.youtube.com/watch?v=6UMRJ02sr7A

  • carroca_br

    Custo alto não pode ser desculpa pra não incluírem estes itens nos carros, afinal o 500 é a melhor prova que é possível termos carros vendidos por aqui com mais itens de segurança sem que sejam de luxo.

    Absurdo mesmo é a grande quantidade de carros na faixa entre 50 e 65 mil que não possuem estes itens, é um absurdo (e talvez burrice também?) pagar 50 mil reais em um carro e este não vir com controle de tração e estabilidade!

  • Eduardo

    Acho que pelo menos os carros com o centro de gravidade mais elevados deveriam ser obrigatórios a instalação do ESP e do CT.

  • Denner Wyller

    o melhor eh ter os dois juntos e deveria ser obrigatório em carros SUV princialmente!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email