Matérias NA Mercado Montadoras/Fábricas Tecnologia

Montadora 100% brasileira ainda é apenas um sonho?

agrale-caminhoes1-620x412 Montadora 100% brasileira ainda é apenas um sonho?

Mesmo sendo o quarto mercado do mundo e sétimo produto mundial de carros, o Brasil não possui uma montadora de automóveis 100% nacional. O México é outro exemplo, mas é praticamente uma extensão do americano, assim como o Canadá. Mas voltando ao Brasil, não podemos dizer que não temos fabricantes de veículos 100% locais. Não é verdade, pois Agrale e TAC (em muito menor proporção) possuem capitais e histórias nacionais.



Mesmo assim, a Agrale fabrica caminhões, ônibus e jipes, mesmo segmento da TAC. E a Troller? Sim, a cearense é de origem brasileira, mas agora faz parte do espólio global da “Fordlândia”. Um artigo do professor Ronaldo de Breyne Salvagni, titular da Escola Politécnica da USP, fala exatamente da falta de uma montadora brasileira, citando como exemplo Embraer, Petrobrás, Vale e Embrapa.

Uma empresa de porte nacional e até internacional, concentraria os esforços em P&D no próprio país, no caso o Brasil. E isso é o que não acontece com as montadoras instaladas aqui. Elas até podem desenhar um carro ou modificar um motor, mas seu centro nervoso, o da criação de plataformas e motores, fica na matriz.

fabrica-agrale-620x437 Montadora 100% brasileira ainda é apenas um sonho?

Os produtos tidos como desenvolvidos aqui, são meras adaptações de produtos globais em produção ou já fora de linha. E entra aí também a redução de custos para gerar lucro para as matrizes. Uma montadora nacional não precisaria atender ao Inovar Auto, por exemplo, já que todo seu P&D estaria aqui. Aliás, o tal programa nem seria necessário nesse caso.

Isso porque a redução de custos seria convertida em maior conteúdo tecnológico nos carros 100% nacionais, já que o fabricante não precisaria emitir lucros ao exterior. Assim, este ganharia maior fatia do mercado, obrigando as estrangeiras a correr atrás da bola…

Tecnologia para quem pode comprar

E dá para sonhar com uma montadora nacional? Sonhar não custa nada, a não ser para quem decide partir torná-lo realidade. É um sonho caro, mas possível. No passado, o Brasil já teve a chance de construir suas próprias marcas, mas com a ajuda sempre bem vinda do governo, isso acabou.

embraer_190-620x343 Montadora 100% brasileira ainda é apenas um sonho?

Agora o mundo mudou bastante (nosso governo também?), especialmente depois da ascensão dos chineses. Eles copiaram carros como podiam, já que o governo local libera essa possibilidade. No entanto, o mundo não aceitou essas cópias da mesma forma que os produtos eletrônicos.

Mais recentemente, tendo isso em mente, os chineses passaram a adquirir tecnologias de quem às tem para vender. Magna Steyr, AVL, Bosch, Magneti Marelli, Bertone, Pininfarina, entre outros, fornecem suas tecnologias aos chineses, que assim podem criar produtos de origem 100% local. Lembrando que nenhum fabricante faz um projeto com 100% de peças de origem local.

O caminho para uma montadora 100% brasileira poderia ser através de acordos de cooperação ou representação de uma marca, em troca de off-set para o desenvolvimento de seus próprios produtos. A malaia Proton começou assim com a Mitsubishi, da mesma forma que as marcas coreanas deram seu salto após os anos 90 com tecnologia adquirida com os japoneses. Agora vemos até algumas marcas chinesas querendo projeção mundial.

O Brasil tem potencial financeiro e humano, como lembra Salvagni, para isso. Hoje “exportamos” profissionais de nível internacional através das filiais das montadoras estrangeiras. É um caminho que a grande maioria dos profissionais da Embraer ou Petrobrás, por exemplo, não fará. Enfim, uma montadora brasileira é um sonho, mas que pode ser realizado. Agora só precisamos de empreendedores que queiram realizá-lo. Caso contrário, continuaremos a chamar as montadoras atuais de “nacionais”.

[Fonte: Folha]

  • anderson_sp

    Enquanto priorizar as industrias de fora e deixar as nacionais como a extinta Gurgel se virar nos 30, não vejo nada no horizonte a favor, não temos patriotismo e um pouco do orgulho americano para que podemos dar valor ao que é produzido aqui, só temos isso para o futebol, onde as pessoas saem as ruas, quebram e protestam por um NADA, agora nas coisas que deveriam interessar não se movem, o mínimo seria saber votar, mas nem isso sabem fazer, o que resta é ficar fazendo correntes em redes sociais que no fim não valem nada, igual aquele jogo de ontem Brasil x Argentina, que a Globo e o Galvão Bueno venderam como se fosse final de copa do mundo, dando mais ênfase aquela m*rda do que o julgamento do Mensalão e sua corja segue impunemente.

    • icarothomas

      E ainda ouço gente falando que a Volkswagen é brasileira. TIPO

    • Tom_Araya

      Gurgel Motores 1988: Comercial Histórico p/ venda de Ações[youtube M6s4A0VhjlI http://www.youtube.com/watch?v=M6s4A0VhjlI youtube]

      • DCald

        Pois eh… acho um tremendo DESRESPEITO uma reportagem falar de fabricante 100% nacional (alias, fala de montadora, erroneamente!) e não citar nem uma vez a extinta, mas MUITONACIONAL Gurgel Motores S.A.

        Tenho um BR 800 89 todo original, comprado em jan/90 com apenas 700km rodados. E o carro é fantastico! recorde de 25,5km/l, facilimo (e até divertidissimo) de guiar na cidade, SEGURO (sim, já fizemos crash test com ele… e foi contra uma carreta e depois capotando), manutenção facilima e rara… ou seja, cumpria o que prometia e tinha muito potencial para evoluir, mas intere$$e$ individuais de governantes (comprados pela FIAT numa longa historia) ajudaram a destruir nossa brasileirissima industria de veiculos.

        • ShereckMG

          Boa noite. Alguém sabe por onde anda a planta desse motor Gurgel? Putz apena nessa semana a Mazda conseguiu chegar a 22 km/l, esse rende 25 km/l!
          Quero essa planta!

          • DCald

            o motor é simples, mas genial…

            Bloco de aluminio-silicio, refrigerado a agua, 2 cilindros e o sistema de ignição "computadorizado" com dupla centelha por ciclo (usa uma bobina para cada vela).

            Pra ajudar (e muito), coloque isso num carro com apenas 650Kg e use diferencial relativamente longo, pneus estreitos, nada de acessorios (dh ou ac) pendurados no motor e voilá!

            Diz a lenda (essa é historia contada por ex-funcionario), que tinha um prototipo de um enertron "vitaminado" (e realmente há fotos desse motor) que vinha com comando de valvulas mais agressivo, molas das valvulas mais fortes, dupla carburação… foi o suficiente para levar um BR 800 a 180km/h… só não foi mais pq o vidro traseiro se soltou com a pressão e o motorista perdeu parte do controle do veiculo…
            O mesmo funcionario disse que, com dupla carburação, o carro ficava mais economico (melhorava e muito o torque), mas economicamente foi barrado pelos maiores custos (mais um carburador e agregados) e pela complicação na manutenção (quem já tentou equalizar 2 ou mais carburadores sabe o que isso significa! huahauhua).
            Tem um "maluco" que adaptou injeção multiponto num BR 800 e converteu para alcool… segundo o proprietario, fazia até 22km/l (com alcool!) na cidade (cidade do interior, e, acredito eu, em baixas velocidades)

            • ShereckMG

              Fantástico! Estou de queixo caído. Não só pela sua informação, mas pelo eterno desperdício do potencial brasileiro relegado ao lixo. Essa obra prima da Gurgel. O cambio automático. Os amortecedores e suspensão por massa – que deu à Benetton de Fernando Alonso seu segundo título mundial, para quem não sabe projectado e desenvolvido por um universitário brasileiro vencedor daquele ano do prémio mundial Renault em inovação para engenharia. Rapaz, tenho de ser o próximo presidente ora ver se alguém de fato começa a acreditar e investir maciçamente em nós. Boa noite.

        • ShereckMG

          Uma ultima. Para quem não sabe, o cambio automático também é invenção nossa vendida a GM em 1930. É de chorar, não?

        • Pedro_Rocha

          Há muitas outras falhas no texto do autor, como não citar a CBT, FNM e a Engesa. Os "exemplos de sucesso" que ele citou (Embraer, Petrobrás, Vale e Embrapa) só existem até hoje porque eram monopólios e foram sustentados com o sangue dos brasileiros que morrem no SUS e passam fome com as aposentadorias do INSS, sendo que a irmã delas FNM sucumbiu exatamente por conta da ineficiência estatal, ainda que possuísse bons produtos no segmento de caminhões.

    • Tom_Araya

      Gurgel BR800: Publicidade de Lançamento 1988 (Gurgel Motores comercial)[youtube 3RBNsk1MYjs http://www.youtube.com/watch?v=3RBNsk1MYjs youtube]

      • diogo_rs6

        O carro certo no tempo errado…. certamente um conceito avançadíssimo que germinou no momento errado. Mesmo para os padrões de hoje parece um carro avançado

        • DCald

          Outras "atemporalidades" da Gurgel:

          1973 – Itaipu E-150 prototipo de carro eletrico
          197x – Selecttraction : Já ouviu falar de "Locker"?
          1981 – Itaipu E-400 e E-500: carros eletricos vendidos para orgãos do governo e para PESSOAS FISICAS (sim, estava disponivel para compra, sob encomenda) Dizem que Chiquinho Scarpa teve um.
          1989 – Já citado BR 800
          1990 – Motomachine, pra quem não conhece, o Smart é uma copia desse Gurgel (só que não tem as portas transparentes e parabrisa rebativel :)
          1994 – SuperCross: Se vc pegar um EcoSport ou Crossfox na cor amarela vai ver uma "pequena" semelhança no projeto…

          Mas, o mais legal é ver hoje o pessoal "descobrindo" que tem que aliviar peso dos carros e usar "downsizing" para ter carros economicos!

      • fabio_augusto

        Caramba, não duvido nada que um popular nos dias de hoje se "desmancharia" em 0:35!!

    • Geovane

      Justamente é o que ainda está faltando no Brasil é a questão deixar o eu de lado e começar a valorizar a sua pátria.

  • fabio_augusto

    Gosto de sonhar quando tem uma possibilidade de se tornar real. É tão desanimante em se tratando do Brasil que nem "perco" tempo sonhando com isso…

    • Geovane

      Não faz assim Fábio,vale apena sonhar.Nos resta é torcer que esse sonho se torne realidade dentro das possibilidades.

  • greicemari

    Foi muito triste ver a TAC deixar Joinville/SC em direção a Manaus buscando "redução de custos" para se tornar mais competitiva..

    • Ranier_Aquino

      eu sou de manaus e nos meus livros de geografia diz que o Brasil é uma republica federativa, e o amazonas é um dos estados federados. no norte e nordeste tambem há brasileiros, não somos uma nação diferente. há uma cultura de segregação, uma cultura praticamente xenofóbica. Aqui há pessoas boas e pessoas más, como em td lugar… Faça nos uma visita, conheça nossa cultura.

      • greicemari

        A questão não é ir especificamente para Manaus (inclusive tenho varios clientes de porte aí), Acre ou para qualquer outro lugar do Brasil, o que está em questão é que em menos de 5 anos de nascimento ela decidiu mudar toda a sua planta em busca de redução de custos, resultado de um governo estadual e Federal que não está nem ai para os que se aventuram neste meio..e para que não fecha-se as portas tomou esta decisão para conseguir se manter no mercado..desculpe se acabei não sendo clara na minha expressão anterior….Principalmente porquer moveram céus e terra para a vinda da BMW para a terra tupiniquim..

    • ahsoliveira

      a TAC foi para Ceará!!!! pesquise antes…

      • JokerCrow

        Caramba, pensei até q era outra empresa kkkkkk Não é por acaso q alguns até brincam q escolheram o Ceará pq é a terra da Troller e pq não mudaria a sigla da empresa rs

  • MyFault!

    Uma palavra: desinteresse.
    Ditado mais certo não há: quem tem interesse dá um jeito, quem não tem dá desculpa.
    E no Brasil o q não falta é desinteressado, gente q reclama (eu), corruptos e corruptores.

  • FSaccon

    Acredito que é difícil entrar da noite para o dia em um mercado que demanda tanto investimento. Possibilidades: 1- Investimento estatal, pois é muito dinheiro investido que demorará anos e anos para ser recuperado, de alto risco, visto que teria que competir com marcas estabelecidas e que possuem capacidade de abafar novos concorrentes. Mas no Brasil, acredito ser impossível uma empresa estatal ser competitiva, eficiente e se pagar neste ramo. Ia virar um novo cabide de empregos. 2 – Empresa privada de outro setor: uma empresa brasileira de transportes começar a fabricar veículos. Teríamos que procurar por fabricantes de caminhão, onibus, implementos agrícolas. Não sei se existe alguma… Outra possibilidade seria começar em um mercado bem específico, como o de superesportivos que a Rossin-Bertin queria e, aos poucos (após consolidada e reconhecida) ir desenvolvendo novos modelos com menor custo e maior produção, até chegar ao mercado de populares, quem sabe.

    É isso que penso. Talvez há uns 50-70 anos fosse mais fácil. O mercado automobilístico é um mercado de gigantes e tem que ter sorte para se tornar uma Koenigsegg da vida (do fundo de quintal para concorrente da Mclaren, Ferrari, Lamborguini….). Hoje, só gostaria que as fabricantes não nos esfolassem como têm feito e cobrassem um preço justo pelo que oferecem. Não vejo a necessidade de um fabricante brasileiro.

    • PortoWF

      Desculpas para não fazer tem muitas!

      • FSaccon

        Sinceramente, se você tivesse dinheiro igual ao Eike Batista (só um exemplo), você entraria no mercado automotivo? Eu não! Tem muitos outros melhores…

        • PortoWF

          Não tenho acesso a 1/100 das informações de negócios que o Eike tem, nem fazendo um esforço imenso poderia supor quais sejam os planos de negocio em que ele pretende empregar seu Capital.

          • FSaccon

            Usei o Eike como exemplo financeiro. Não falei "se você fosse o Eike", mas "se você tivesse dinheiro do Eike", por isso não faz sentido imaginar quais são os pensamentos dele. O que quero dizer é que, se tem muita gente do dinheiro que não entrou neste mercado, alguma coisa eles (não) viram, analisando os "planos de negócio".

            • PortoWF

              Ja disse em outro tópico, se o Governo não encabeçar o projeto ( nos moldes da Embraer), ninguém embarca.
              Empresario no Brasil não é dos mais ousados do mundo…

              • Hellvins

                Esse ponto faz todo sentido, os Empresarios aqui só arriscam com segurança, sem segurança esqueça!

              • mjprio

                O Governo virgula, né! A FORÇA AÈREA BRASILEIRA mais especificamente !!! No nosso país um dos poucos sopros de pesquisa, ciência e tecnologia, bate graças aos Institutos militares(IME e ITA) , bem como suas Secretarias de C&T. Esse governo imundo que está no poder só promove a ignorância. Nem o Lulinha paz e amor fez seu AeroLula com a Embraer!!!!

                • PortoWF

                  Pelo que me consta nos regimes Democráticos como nosso ( goste o Senhor o não), todos os Militares sem exceção são subordinados ao Governo Federal ( se a epoca da criação da Embraer o Modelo de Governo vigente era uma Ditadura Militar em nada muda o fato da ter sido uma iniciativa de Estado e não do Empresariado) visto isso não vejo nenhuma necessidade de se usar a Virgula nesse caso.
                  Em tempo as Universidades também prestam valoroso serviço de pesquisa tecnológica.

                  • PortoWF

                    ps: Há Militares subordinados a Governos Estaduais tb! Havia esquecido deles.

                    • mjprio

                      Pois é , e continuo usando minha vírgula, pois vou fazer algumas observações:

                      Gosto sim da democracia. E em NENHUM, digo, NENHUM governo regido pela ideologia torta de Marx, Mao e Fidel ela existirá. Logo esse (des) governo do PT, é só uma amostra disso. Encher a barriga do pobre pra ele continuar ignorante e alienado;
                      Não desconsiderei a iniciativa das Universidades Civis, muito pelo contrário, As Instituições militares em peso, mandam todos os anos alguns de seus componentes, inclusive civis, fazerem cursos de extensão nelas. Por outro lado, vários civis cursam a ESG(Escola Superior de Guerra). Este intercâmbio é fundamental para a evolução do campo do conhecimento e da Pesquisa no cenário nacional. Aliás, só a Dilma não gosta da ESG e queria fechá-la, não sei porque(…) afinal quem não deve não teme.
                      Militares, assim como os Diplomatas, são carreiras de ESTADO, e são subordinados a ele. O que quis dizer com minha "vírgula" é que hoje poucas instituições (e aí incluo, os Òrgãos de C&T das FFAA) conseguem evoluir no campo da pesquisa, sem interferência desse ridículo governo, que só promove a burrice, desvalorizando a classe docente, que ganha um salário ridículo e trabalha em condições mais ridículas ainda. Mesmo com toda a dificuldade, projetos importantes, como o do submarino nuclear, o processo de implantação da indústria automobilística, o mapeamento da nossa Plataforma Continental e Zona Econômica Exclusiva, a aviação comercial, e o pouco da indústria de Defesa e segurança que temos( muito incipiente, por sinal) saíram das mãos deles( militares), hoje em dia quase sem apoio nenhum do Governo.
                      Portanto, com todo o respeito, uso e defendo esta minha vírgula sim, pois isso e muito mais ela quer dizer, pra constatar que estes que ora estão no poder, em nada contribuem para o Progresso estampado no lema de nossa Bandeira. O que eles querem é sim transformar este país, que tem muita gente boa querendo crescer, num "quintal" stalinista de alienados e dependentes desse assistencialismo podre que vigora atualmente. Temos que investir em educação, pesquisa, tecnologia, pra que depois de ter viajado mais de 20 países e ter feito cursos de pós graduação na área de Politica e Estratégia, não seja conhecido por morar no país da "cerveja, futebol e carnaval" abraços

                    • PortoWF

                      É pelo visto vc deve achar que a Esquerda come criancinhas tb, como bom Militar conservador, só faltou chama-los de Comunistas.
                      Adoro esse discurso de que o Governo enche a barriga do Pobre para que ele continue ignorante, pelo amor de Deus como se uma coisa tivesse a ver com a outra, ou do contrario deveríamos fazer o que, deixar morrer os miseráveis?
                      Agora o Governo Stalinista ( como vc diz) promovendo as mesmas políticas sociais ( melhor adaptadas) do Governo FHC, tentam desfazer o buraco de desigualdade social que os Militares enfiaram o País , com resultados elogiados em todo mundo e o Senhor, do auge do da sua Pós Graduação em Política Estratégica pretende contestar isso? Conteste a ONU Senhor! Conteste os muito Países que adotam a mesma política de distribuição de renda, que goste o Senhor ou não mata a fome das pessoas.
                      Se elas dão bom juízo ao dinheiro que lhes é dado, já não cabe a mim nem ai senhor Julgar, afinal, o Senhor sendo Militar recebe seus benefícios as custas do Cofre Publico também e eu poderia afirmar do mesmo jeito, que o dinheiro gasto com Militares, não va-lhe de nada ( Veja bem que eu disse poderia, se usa-se da mesma logica que o Senhor)
                      Agora me pergunto se sua frustração é por ter estudo e seu País não ser levado a sério? Como se isso fosse culpa só desse Governo?
                      Ahh faz favor né. Vamos criticar o conjunto da obra, vamos criticar a subserviência dos Militares Brasileiros ao Modelo Americano que apoiou o Golpe de 64, vamos colocar as coisas no devido lugar e dizer pra quem nos lê que hoje o Brasil também e principalmente é conhecido como País de Futebol, do Carnaval e da Pornô Chanchada pelos anos de alienação da Ditadura e da Censura.
                      Não por culpa desse, ou dos Governos Democráticos anteriores.

                    • mjprio

                      Pois é amigo, eu não acho que comunista coma criancinha, mas também dizer que os milicos só vivem as custas do dinheiro publico é um papinho pobre sem argumento que já deu. Vamos aos fatos:
                      O Legislativo, palco de tantas falcatruas e paiol de gente, que guardadas as devidas exceções, que guarda o pior caráter possível, vive as custas dos impostos que vc paga;
                      O Judiciário, hoje conhecido pelo seu estado pré-falimentar, e alvo de tantas suspeitas de corrupção, muitas delas acobertadas pelas togas poderosas de alguns de seus integrantes, não todos, paga altissimos salários, bancados com o meu o seu o nosso dinheiro, sob o pretexto de não se deixarem corromper(…). Quanto aos cargos comissonados, aqueles sem concurso com o que eu tive que prestar pra estar onde eu estou, nem vou comentar
                      Os milicos, apenas 5 anos após o fim da ditadura, já eram uma das entidades com o maior indice de credibilidade de acordo com a opinião pública e hoje divide o primeiro lugar com a PF, tal noticia dada pelo Boechat na BandNews, muito a contragosto dele acredito.
                      Quanto ao ensino no Brasil, meus parentes e amigos bem mais velhos costumam falar do orgulho que era estudar numa escola pública naqueles tempos, onde se tinha ensino e merenda de qualidade. Pois bem, fiz meu ensino fundamental todo nesta mesma escola pública , mas que ao final dos anos 80 e portanto, sob a égide da Constituição Cidadã(…) e da democracia(…de novo) se encontrava no mais absoluto abandono. Só eu sei o sacrifício que meu pai, aposentado e fazendo bico de contador, fez pra me proporcionar uns livros a mais pra eu em casa, estudando 14 horas por dia , pudesse chegar onde cheguei, constatando que eu não aprendi nada. Hoje a frente de uma missão militar embarcada, que presta assistência hospitalar aos povos pobres e ribeirinhos da amazônia(sim somos nós que ficamos mais de 30 dias as vezes levando atendimento médico a eles, com muito orgulho) constato que a situação é ainda pior: as escolas, abandonadas, só servem pros alunos irem bater a presença pra não perder o bolsa família no fim do mês, segundo as professoras, pois as escolas as vezes nem tem luz ou carteiras pra estudar, se limitando a galpões. VOCÊ SABIA DISSO??? Postos de saúde e médicos, só os nossos mesmo.
                      Outra questão, quando precisou invadir o morro e pacificar, chamam os milicos; pra garantir eleições seguras, chamam os milicos, pra acabar de construir as estradas do PAC da DILMA que foram pagas COM O SEU DINHEIRO, foram os Batalhoes de Engenharia que fizeram. Melhor e bem mais barato. O plano de segurança da Rio + 20 , o melhor executao até hoje segundo os organizadores, foram os milicos que fizeram. Será que eles são tão vagabundos assim, num país onde COMPROVADAMENTE se gasta mais com um preso do que com um soldado ou cadete, por mês????(continua)

                    • mjprio

                      continuando – Por fim, sou entristecido com o fato de ser pouco reconhecido pelo meu esforço. Não só por mim, mas pelos tantos professores, médicos, engenheiros, advogados e tantos outros que suam a camisa do seu jeito pra fazer o país crescer. Como disse o sábio: "um país se faz com homens e LIVROS" O bolsa esmola não esta certamente neste contexto. Não são contra ao processo de promoção social, apenas critico o modo como ele é feito. Apesar de tudo, me orgulho dos cursos que fiz; e em muitos deles aprendi demais com "paisanos"( digo de maneira respeitosa) que agregam grande valor ao pensamento crítico desse país que HISTORICAMENTE é alienado, antes, durante e depois do regime militar. Brasileiro não tem memória mesmo.
                      E me pergunto novamente, já foste a Cuba, Russia, venezuela, Argentina, Coréia do Norte, China, pra ver como é. Engraçado , que tirando esta última que já se rendeu a economia de mercado, todos os demais lugares vivem sob o julgo de mentes doentias, que aplicaram um conceito natimorto na visão de seu idealizador, de maneira tão torta??? Pois é, eu já fui a todos eles conhecer de perto a realidade; e não foi a passeio!!
                      ONU – Eles falam o que querem, afinal empurram uma cacetada de ONGs goela adentro de todo mundo, mas pediram pra que as FFAA Brasileiras permanecessem no Haiti indefinidamente, ainda por cima, assumissem as forças de paz marítimas no Líbano. Acho que não os milicos não são tão imprestáveis assim. PORQUE A ONU NÃO DEU JEITO???
                      Por isso antes de qualquer coisa, saia do seu confortável sofá e veja o mundo a sua volta, e enquanto você dorme feliz, há homens e mulheres que se doam em serviço dia e noite pra zelar pela segurança e soberania do seu país, seja de que jeito for, com as limitações que haja, afinal não temos culpa se temos um regulamento que teimamos em seguir, enquanto outros o possuem pra burlá-lo. No mais estou aqui neste site pra curtir minha paixão que são os automóveis, o resto é questão de opinião, só nã me calo diante de certas coisas que vejo e ouço que simplesmente me chateiam.Abraços

              • Pedro_Rocha

                Poderíamos deixar de investir em Segurança e Saúde e criarmos uma nova FNM. Essa é a receita "de sucesso" das estatais brasileiras. E o povo que morra nos hospitais. : /

                • PortoWF

                  Quem foi que te disse que para Investir em algo é necessário desinvestir em outro?
                  Uma coisa em nada justifica a ineficiência da outra.

                  • mjprio

                    Muito bom seu comentário. Opiniões como essa que vc contestou agora, são as que justificam o fracasso. Um governo inteligente, procura promover o país sem deixar de voltar seus olhos para o essencial. Por que ele não se questiona então que o governo que ele deve tanto adorar, está deixando hospitais e escola a míngua pra distribuir assistencialismo barato e criar uma nova horda de gente que não quer trabalhar pra viver da esmola "oficial". Vamos lembrar que o crescimento econômico promove desenvolvimento, e certamente demandará mão de obrar e gerará muitos empregos. Se nós investirmos em educação, no futuro, não teríamos gente desocupada pra pagar bolsa esmola, certo?? Fica a dica!!! Cabe lembrar que hoje as estatais viraram cabide de emprego pros "cumpanheiros" que ainda aguardam pra ganhar polpudas pensões da bolsa "ditadura" sem sequer ter pego em armas, as quais são pagas com o dinheiro do meu, do seu imposto.

                    • PortoWF

                      tirando o discurso político o resto eu concordo!

        • Pedro_Rocha

          Ele entrou com a JPX e faliu.

      • Pedro_Rocha

        "Tentar é o primeiro passo rumo ao fracasso". (Homer Simpson) =D

  • Ranier_Aquino

    não há patriotismo em nosso país, ainda que houvesse uma marca nacional, ela teria dificuldades para se consolidar. exemplo de patriotismo em nosso país: Nissan frontier com aquele famoso adesivo que vem de fabrica no vidro traseiro " Fabricado no brasil, com tecnologia do japão" este eh o marketing utilizado pelas montadoras aqui! "fiat ediçãi limitada Itália".

    Quando houve a invasão japonesa nos estados unidos as montadoras panfletavam "Buy American", isso mesmo, compre produtos americanos, tem apelo maior que este nos eua? o do patriotismo? o brasil não eh um país de brasileiros, eh um país para brasileiros, um país onde residem brasileiros. nossos carros, nossos celulares, nossas roupas, enfim, nada eh realmente nosso. Nosso páis tem um grande potencial, temos recursos humanos, naturais e intelectuais, o que nos falta eh investir em pesquisa educação e infra estrutura…

    • greicemari

      Somos quase um Mexico querendo ser EUA..rrss..

    • livecajo

      o que falta é um bom governo não essa podridao que tem ai, e sempre teve

      • Hellvins

        Mas serio o que seria da ford atualmente se não fosse a intervenção governo dos EUA, e lógico que temos que ter uma industria nacional, alias isso deveria ter sido pensado la atrás , não que seja tarde ainda, mas existem áreas de interesse hoje em dia que chama bem mais atenção do que meio de transportes individuais como carros!

        • ShereckMG

          Hellvins seu exemplo foi péssimo! Henry Ford criou o automóvel quando o mundo andava de carruagens e carroças. A Ford criou esse mercado. Não contou com ajuda do governo americano e na crise americana de 2008 foi a única companhia americana a recusar a ajuda do governo americano. Seus descendentes pediram desculpas públicas por terem relegado a direção da companhia a CEO e pediram condescendia a seu ancestral pelos erros. Estabeleceram o plano de reestruturação da companhia e do nome Ford e realizaram novo juramento de honrar o desejo de seu fundador: levar o aotomóvel a toda a sociedade. Venderam Land Rover, Volvo e Jaguar, pois havia na direção quem defendia a venda da Ford e manutenção da companhia no setorial automotivo de luxo com as três marcas mencionadas. A família recusou, claro, recusou. Desde então vem se esforçando para levar produtos de qualidade ao mundo. Ford Focus, Fiesta, Kuga, Fusion, motore de injecção direta e turboalimnetados, cambio de dupla embreagem coseis relações, em 3 anos cambio de dupla embreagem de 10 relações, plataforma modular, até agora. Ou seja, voltou a ser uma companhia de vanguarda entregando tecnologia acessível, afinal, Só é inovação quando você pode ter! Um abraço.

          • JokerCrow

            Ela não precisava de ajuda pq vendeu a Jaguar e a Land Rover para a Tata (q por sinal tá aproveitando bem mais do q a Ford). Diferente da GM q matou as montadoras (ela deve acreditar q no futuro, se for necessário, possa voltar as marcas). A Ford já saiu da vanguarda faz tempo. Essa de "Só é inovação quando você pode ter!" só rola em propaganda.

            • ShereckMG

              Boa noite. Primeiro, não estou aquietar defender companhia nenhuma, afinal sou brasileiro. Permita-me a discórdia, entretanto. Há dois anos a industria de automóveis projetará uma polarização Volkswagen x Toyota, por seus números expressivos em vendas. Entretanto, duas companhias se reinventaram em linhas opostas. A Honda aperfeiçoou seus componentes, desenvolvendo câmbios automáticos de dupla espiral, encerrando a grande critica ao maior consumo dos câmbios automáticos, veja que o modelo atual tem consumo inferior ao cambio manual e todo gerenciamento e admissão dos motores. Em qualquer comparativo ao redor do mundo o Civic possui o melhor desempenho e menor consumo contra qualquer modelo,do mesmo porte. Isso sãos números. Fato. A Ford desenvolve os motores Ecobooster 1.0, 1.6, 2.0, cambio de dupla embreagem de seis relações e em desenvolvimento um de dez relações e a excelente suspensão multilink no Ford Focus, desbancando um reinado de quase uma década do Toyota Corolla, tornando-se o modelo mais vendido do mundo. Fato. Agora se você considera que os fatos citados não são evoluções… Aí fica difícil estabelecer um mínimo dedebate. Um abraço.

              • JokerCrow

                Evolução é uma coisa e estar na vanguarda é outra. Elas precisam evoluir ou então fica pra trás. Pra mim pouco importa o carro mais vendido no mundo. O Corolla é ou era o mais vendido por ser um carro barato, ter uma mecânica simplista e confiável. Agora dizer que a Ford é a tampa de crush por conta da evolução é demais. Ela tá acompanhando a onda de downsizing nos motores. E se não fizer isso ficará para trás. Muitas outras estão fazendo isso e não é coisa de outro mundo.

                • ShereckMG

                  Boa tarde. Quando você expressa "pra mim pouco importa o carro mais vendido do mundo" mostra a impossibilidade de estabelecer um mínimo de debate, como, alias terminei minhas considerações anterior, demonstrando a subjectividade. Toda discussão sadiabtem de ser objetiva, senão chegaremos ao absurdo de discussões insolúveis. Fica aí a ressalva. Um bom final de semana.

                  • JokerCrow

                    "PRA MIM" é a minha opinião. Quero expor a irrelevância (em minha opinião) de se falar que o carro por ser mais vendido signifique que seja o top. Entendeu? VW Golf ser mais vendido do que o Opel Astra na Europa não significa necessariamente que ele seja melhor. Até mesmo o motor 0.9 Twinair não fez a FIAT ser chamada de vanguardista. Mas como já disseram aí a Gurgel era quem tava a frente do seu tempo (nacionalmente e talvez inter).
                    A Ford tá fazendo o dever de casa e os resultados são esses. E todas outras tbm precisam.

          • AutoNacional

            Sendo um pouco polemico, a invenção do automóvel por uns é dado como sendo de Karl Benz e por outros Henry Ford. Acontece o mesmo na invenção do avião, para uns é Santos Dumont e para outros os irmãos Wrigt.

            • ShereckMG

              Boa tarde. Karl Benz, assim como os irmãos Wrigt projectou mas não apresentou viavelmente seu meio de transporte. Essas polemicas existem porque contemporaneamente homens chegam a produtos por vias distintas mas um é seguido pelos demais. Daí a discussão quem realiza primeiro, o que não é o mais importante, sendo-o quem o torna empresariavel. Mas é como discutir o Sexo dos Anjos, aliás alguém sabe sua autoria? Fica um abraço.

  • gcarlos

    Qualquer marca nacional q sobressaia ou ameace uma empresa maior, com certeza ela será ´´engolida´´, pra crescer toda empresa grande tem q ser de capital aberto pra q os investidores de diversas nacionalidades tinetem dinheiro. Dessa forma, pergunto existe no mundo alguma empresa grande 100% nacional?

  • Ranier_Aquino

    procure um emprego numa montadora nacional como as citadas na matéria…

  • Diggo

    Quase todas as grandes montadoras europeias nasceram em forma de estatais, então no Brasil deveria ser assim também, mas o governo não fez assim, por isso elas patinam.

    • Pedro_Rocha

      Fez e fracassou com o dinheiro dos impostos do povo que morre nos corredores dos hospitais. Já ouviu falar da FNM?

      • mjprio

        E que continua morrendo até hoje, Pedro!!! Isso, com toda a bolsa esmola que os terroristas distribuem por aí. Não foi a criação da FNM, da Vale, Petrobrás que causou a fila nos hospitais e a ausência de vagas nas salas de aula. FOI A FALTA DE INVESTIMENTO CORRETO, FOI A CORRUPÇÃO!! OBAMA, em meio a toda crise americana, investiu em um ano 750 milhões em educação, que é o maior bem que um país pode ter!!! Trabalho realizando assistência médica na Amazônia e dá vergonha de ver escolas sem carteiras escolares, sem merenda, sem livros, só pra justificar o aluno ir pra lá e ganhar o bolsa esmola. Escola foi feita pra socializar e preparar o indivíduo pro futuro, pra fazer seu país crescer!!! Acaba que em nosso país um moleque com "ginga" que se torna da noite pro dia um "craque" da bola, ou uma piriguete que ganha fortunas mostrando seus "atributos" como "modelo" virou exemplo de ídolo, enquanto pessoas humildes que crescem na vida pelo estudo e pelo sacrifício, dificilmente são reconhecidas. Precisou um filho de pedreiro, negro( que não utilizou as cotas da vergonha) chegar ao topo do Poder Judiciário, com um currículo invejável na sua área de conhecimento, pra chamar a atenção no País dos Neymares, Michels Telós e Geysis Arruda!!!!

  • Castle_Bravo

    Por mim é irrelevante ter uma fábrica nacional de carros ou não, sendo que isso certamente não refletiria em preços menores pra os consumidores, não há vantagem alguma a maior parte da população, fora obviamente aumentar nosso ego.

  • heliofig

    Entre as principais nacionais podemos citar a Vemag, que como a CAOA e a MMC, são nacionais produzindo sob licença. Coisa que poucos sabem é que a Willys, quando trouxe o Aero Willys, em 1962, deixava de montar automóveis nos EUA, deixando a produção do Jeep para a Kaiser. Ou seja ela se tornou brasileira, desenvolvendo no Brasil o Aero 1963 e o Corcel em 1968, que foi lançado pela Ford, quando adquiriu a Willys com o carro pronto para ser lançado. A Willys desenvolveu muitos modelos, como o Onça e a Rural, que foi produzida no Brasil em modelo único no mundo, antes de ser fechada pela Ford (alguém aí já pensou no futuro da Troller?)

    Tivemos ainda Gurgel e Puma entre as maiores nacionais, sendo que a Puma exportou para EUA e Europa.

    Hoje, a Agrale é a montadora com know how para lançar uma pick up com qualidades para brigar pelo mercado.

    • O_Corsario

      Hehehe a Agrale fica bem quietinha no canto dela, não quer problema com ninguém.

    • Pedro_Rocha

      Tivemos também CBT, Romi e JPX, para citar exemplos de empresas que trabalhavam com tecnologias licenciadas. No caso da CBT, o Javali foi um projeto 100% nacional.

    • DCald

      A Gurgel exportou para mais de 40 paises!

  • livecajo

    Sejamos realista, é capaz de mesmo sendo nacional o preço do caro seja super alto, o problema nao é só o fato de nao ter uma montadora 100% nacional, o que pega são os corruptos que faz de tudo para encher o bolso, sacanear o brasileiro e abri as pernas para um grupo seleto para continuar vendendo suas velharias ultrapassadas, queria sim que tivesse uma empresa com carros 100% competitivos a nível mundial, em conforto segurança e preço justo, mais nosso governo estragaria tudo como sempre faz, afinal temos a Petrobras e olha quanto pagamos em um combustível de baixa qualidade.

  • JJJJunioRRRR

    O Tiu Eike Batista pretendia construir uma fábrica de carros elétricos nacionais, será que ele ainda pretende ? http://info.abril.com.br/noticias/tecnologias-ver

    • greicemari

      HAHA ele prometeu muita coisa, e agora que o mercado está cobrando está arriando as calças…dei uma googlada estes dias e vi coisas escabrosas que estão se desenrolando..

  • BlueGopher

    Hoje em dia não há mais empresas automotivas 100% nacionais, seja de que país forem.
    Há apenas multinacionais, que dividem suas atividades entre diversos países.
    A GM (e outras), por exemplo, desenha e projeta carros completos no Brasil, ou participa de projetos e testes de carros que nem serão fabricados por aqui.
    Na verdade, se uma Fiat, por exemplo, quisesse se tornar brasileira, era só transferir sua diretoria para o Brasil, a Itália se tornaria a subsidiária.
    A "nacionalidade" da montadora é exclusivamente uma questão política ou econômica.
    O Brasil quer indùstria nacional?
    É simples, é só isentar empresas com sede local de pagamento de impostos.
    Todo mundo se mudaria para cá!
    É como ter investimentos na ilha de Jersey, navios registrados na Libéria ou morar em Monaco.
    O objetivo é só não pagar impostos, nenhum outro.
    Quem manda é o bolso.
    Só ele.

  • Isso não é muito difícil de acontecer, o Brasil tem empresários como o Eike Batista que poderiam sem dificuldades e com apoio do BNDES arrematar a PSA.
    Isso mesmo, a Fiat já teve até empréstimo aprovado de 6 bilhoes de euros para arrematar a PSA.
    Não seria difícil para o Eike conseguir o mesmo, tento o BNDES como parceiro.
    Numa escala bem menor, a Proton ( levando de lambuja a Lotus) poderia ser comprada, a VW anda em negociações.
    A questão é que teria que ser um patriota daqueles, ou quem sabe uma volta do Lula poderá fomentar a criação de um pool de empresários para adquirir uma multinacional automotiva.
    Afinal, não o empresário que quiser investir no setor, não precisa necessáriamente ter expertise no segmento. Pra isso ele pode contratar o Carlos Ghosn

    • PortoWF

      Nosso empresário tem pouco ou nenhum espirito animal!
      Se não oferecer 2.000 benefícios e 30.000 garantias, ninguém faz nada.

  • Readgis

    As montadoras estrangeiras, principalmente Ford, ex-GMB (hoje Daewoo) e Fiat foram as responsáveis pelo fim da Gurgel. Hoje elas mantém um lobby muito forte com o des-governo brasileiro para dificultar ao máximo qualquer grande iniciativa brasileira para a produção de tecnologia própria.

  • ahsoliveira

    quem tem que realmente se interessar é governo brasileiro, temos Know how para produzir até veículos elétricos e híbridos, Faz uma parceria, Vale, Gerdau, WEG, Petrobras, Votorantim, GLOBO ( porque não?! afinal propaganda é a alma do negócio. Mas quem disse que esse negócio tem alma), em síntese grandes empresários montando uma montadora, sem apoio do nosso desGoverno não aconteceria de jeito nenhum todos tem o rabo prezo.

  • Trainwreck_jvbo

    Este é o meu sonho caro, se eu tivesse 18 anos e o governo me emprestasse o dinheiro sem juros com certeza eu o realizaria!

  • vfreire85

    eu compraria a saab da nevs. traria os projetos pra cá, faria uma parceria de consultoria com a embraer (remontando às origens aeronáuticas da sueca) e lançaria novos carros.

    • vfreire85

      e ainda colocaria um FNM na grade. só pra contrariar.

  • O_Corsario

    BOm, eu preferia uma FABRICANTE nacional do que uma "montadora"… rs
    Enfim, assunto bem complicado. O Brasil teve várias tentativas mas todas deram meio errado, e nem sempre por culpa do governo.
    As mais tristes, para mim, são a Gurgel e a Puma.
    E, recentemente, a Troller, infelizmente vendida com a benção do Lula, que foi até posar para foto no dia da venda. Uma idiotice. Será que foi por causa da Pantanal? Afinal, ela rachava mesmo ou era balela da FOrd para apagar um quase salto muito grande da Troller?
    Afinal, se a Troller começasse a fabricar uma picape, já estaria, de certa forma, disputando um mercado maior…
    ENfim, especulações.

    • Cafefilosofico

      Posso dizer que realmente a Pantanal tinha problemas….mas eram solucionaveis, o faltou a partir dai foi interesse da Ford (mesmo p/ nao fortalecer outra marca, enfim….) Na verdade a ideia da Ford era transformar o Troller em um jipe de "linha e lata", ou seja, ele deixaria de ser montado artesanalmente para se tornar um jipe bem mais comercial, com obvia reducao de custos, outras versoes, etc…mas alguma coisa, e essa parte eu desconheco, esta/ou deu errado….
      Tb lamento profundamente o total descaso do governo p/ Gurgel, e vide que nos EUA, o Obama simplesmente (quase) estatizou os prejuizos da GM, Dodge etc para mante-las. Ou seja, a coisa nao e' taaaaoooo so' "capitalismo puro", ha todo interesse governamental em manter este tipo de empresa, ainda que minimamente, nacional mesmo.

      • DCald

        A Ford só adquiriu a Troller por causa dos incentivos fiscais que a fabrica da Troller tinha…

      • O_Corsario

        Desculpe a pergunta, mas vc teve contato com alguma Pantanal? Pergunto porque só vi uma, e fiquei muito curioso… A Ford recolheu todas e destruiu, forte isso não?

  • LuisBurro

    Mas cade o incentivo para tal,quantas montadoras quebraram porque não tiveram ajuda?Tem umas perdidas pelo país,mas são quase artesanais!

  • fps3000

    Hoje só é possível existir uma montadora nacional se alguma das indústrias instaladas aqui entrar em crise e investidores brasileiros comprarem a empresa.
    E nesse caso ainda seria necessário que a empresa criada tivesse tecnologia, e competência para se instalar e crescer por aqui.
    Tivemos nossa oportunidade quando a GM quase faliu … teríamos outra? Não sei.

  • Rodrigo_ndf

    Caoa prepara produto exclusivo para criar sua própria marca.
    Com experiência industrial pela fábrica erguida em Anápolis (GO), o Grupo Caoa deve alçar voos mais altos em breve. Produzindo hoje o SUV Tucson e os caminhões leves HR e HD78, ela aproveitará seu conhecimento para criar uma marca própria. Assim, acabará com sua dependência da Hyundai, que deve assumir o controle das operações em solo tupiniquim.

  • Cidadao

    A Troller não deixou de ser brasileira porque a Ford comprou! Se fosse assim a Volvo também teria deixado de ser Sueca e a Chrysler, americana.
    Muitos falam mal de estatais que realmente não são tão eficientes, mas pelos exemplos de sucesso nacional citados na reportagem (Embraer, Petrobrás, Vale e Embrapa) percebemos que são, ou foram estatais. O empresário brasileiro não arrisca em algo que só trará retorno a longo prazo. Se não existisse a ajuda governamental, a Embraer nunca existiria. Também sabemos que o brasileiro não leva a séria a tecnologia nacional já que as próprias montadores utilizam do marketing de o carro é bom porque é japonês, alemão, design italiano, etc

  • Sayd_Jarrad

    Detalhe..EMBRAER não é 100% nacional..os Extrangeiros tem uma boa fatia nas ações principalmente a Boeing. Os principais equipamentos eletrônicos vem de fora.

  • Romis_gtr

    No mercado de carros acho bem difícil, as empresas citadas acima estão em uma gama não muito visada, afinal se formos fazer uma conta rápida veremos que é maior o número de carros aos de caminhões, ônibus, etc….logo o governo mantém o lobby com quem interessa, as 4 grandes……

    Montadora pra carro acho praticamente impossível, o que dá pra tentar torcer é para as chinesas e coreanas tentarem alinhar seus produtos de fora pra cá…..mas também são outros quinhentos.

  • Fábio José Barcelos

    Ainda resta a Marcopolo, Agrale, Troller e a Tac. Mas ate guando, hoje a industria automobilistica representa 60% do BIP do Brasil, já imaginou se as montadoras Brasileiras estive sem no seu apogeu, seriamos uma potência nas Américas. Santos Dumond nos mostrou o caminho, só que esquecemos.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend