Fiat Manutenção

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

OBS.: Essa informação nos foi passada pelo editor desta notícia, que é mecânico em uma concessionária Fiat. Segundo ele, já aconteceram cinco casos em sua concessionária, e ele pessoalmente fez o reparo em um desses veículos. É um caso isolado, só que isso não foi destacado na notícia, o que deu a impressão de que o NA estava tentando aumentar o tamanho do problema. Mas reafirmamos que não se trata de uma notícia inventada ou mentirosa com o objetivo de denegrir algum modelo ou a marca Fiat. Não temos esse objetivo.


Uma explicação do autor da notícia, com fotos anexas:

Essa é a peça da Bomba da água acoplada a direção hidráulica.
A da esquerda é direção hidráulica. No meio fica o eixo que liga a bomba da água.
Nesse caso houve o rompimento desse eixo.

O motor E.torQ está apresentando superaquecimento em alguns casos, mesmo em veículos que acabaram de sair da concessionária, segundo mecânicos da rede de concessionários da Fiat. Um cliente rodou meros 31 km com um Punto 1.6 16V e percebeu que o ponteiro estava acima do padrão, e a ventoinha do radiador funcionava constantemente na segunda velocidade. Outro cliente com um Linea conseguiu rodar mais de 1.000 km. Isso serve de alerta, pois tanto o motor 1.6 quanto o 1.8 estão sujeitos ao superaquecimento.


Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

O problema está no eixo que liga a bomba da água com a bomba da direção hidráulica. O eixo se rompe, sem mais nem menos. Fique atento ao ponteiro do marcador de temperatura. Na primeira partida, o carro deve demorar até aquecer. Quando o problema está presente, ele liga a ventoinha em apenas 5 minutos (o normal é entre 20 e 30 minutos em marcha lenta).

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

Outra dica para verificar se há problema no sistema, é após a ventoinha ter ligado abrir o capô, colocar a mão na mangueira que conecta o reservatório do líquido de arrefecimento (muito cuidado ao fazer isso, apenas toque a mangueira) que deverá estar quente.

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

Após verificar a mangueira de cima, deite (literalmente) debaixo do carro (se não houver elevador) e coloque a mão (olhe se possível com uma lâmpada ou lanterna, e com o capô ainda aberto) na mangueira grande que conecta o radiador. Se essa mangueira estiver fria, significa que a água não está circulando, e poderá fundir o motor.

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

Se houver dúvidas, chame um mecânico. Se apresentar o problema, leve seu veículo à concessionária Fiat no guincho.

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento

Motor E.torQ 1.6 e 1.8 tem alguns casos de superaquecimento
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email