Quanto custa pintar um parachoque?

Quanto custa pintar um parachoque?

Já pensou em pintar um parachoque do seu carro, devido a riscos ou amassados? Com certeza você ficou se perguntando quanto custaria o serviço.


A situação é cotidiana no trânsito e gera alguma dor de cabeça aos proprietários de veículos. No anda-e-para das cidades, um pequeno descuido e pronto! Lá se vai o pintura reluzente da frente do carro, que encostou no veículo da frente.

Nessa hora, uma das perguntas que vem à mente é: Quanto custa pintar um parachoque?

Veja também: Quanto custa pintar um carro inteiro?

O parachoque é por definição a parte do veículo que foi desenvolvida para absorver pequenos impactos. Antigamente, eles eram metálicos e depois passaram a ser feitos de materiais plásticos resistentes, mas geralmente sem pintura.

Hoje em dia, ele se funde com o desenho da carroceria e a pintura é a mesma.

Mesmo assim, uma das partes do carro que mais estão sujeitas a ralar é mesmo o parachoque, tanto dianteiro quanto traseiro.

É aquela manobra para sair de uma vaga de rua, a encostadinha em um objeto fixo ou pequena batida de quem vem atrás. Para situações onde apenas a pintura foi afetada, a saída é a repintura do mesmo.

Quanto custa pintar um parachoque?

Quanto custa pintar um parachoque?

O custo de pintar um para-choque varia de acordo com os danos. No trânsito, o protetor do carro pode sofrer riscos, arranhões ou pequeno amassados.

Se a área afetada não for maior do que 20 cm, o recomendável é fazer apenas um retoque na pintura, evitando-se assim de repintar a peça toda.

O custo de se repintar apenas uma parte do parachoque varia de acordo com a oficina e técnica do profissional. Por isso, tanto para reparar uma parte quanto para pintar a peça toda, o recomendável é pesquisar e, mais importante, ter referência do trabalho feito.

Em média, uma reparação na pintura, apenas em uma parte que está danificada, custa de R$ 250 a R$ 400 num bom profissional.

Para um parachoque inteiro, o orçamento pode ficar na casa de R$ 400 a R$ 700. Outro fator que pode acrescentar mais valor ao serviço é a tonalidade e o tipo da cor.

Cores metálicas já são mais caras que as sólidas (geralmente branco, preto e vermelho de carros mais simples), mas as cores perolizadas superam em muito o valor das metálicas.

Mesmo nas sólidas, cores como preto e vermelho, podem acabar gerando orçamentos mais altos. Para um serviço como esse, o profissional pintor precisa executar algumas etapas do processo de repintura.

Ele vai precisar lixar a parte danificada para eliminar a tinta original.

Após isso, é necessário passar um produto para remover a sujeira, deixando a superfície bem limpa. Então, o próximo passo é aplicar um fixador PU com pelo menos duas demãos. Daí, aplica-se a tinta igual a do carro, repetindo a demão para reforçar.

Por fim, a repintura necessitará de um polimento para dar brilho e assim se harmonizar com o restante da peça, se for o caso, ou do carro inteiro, se o serviço foi pintar um parachoque inteiro. A reparação do parachoque é importante para a estética do veículo.

Isso significa que o mesmo será mais valorizado estando com um visual melhor do que riscado ou batido. Isso eleva seu valor de mercado e também preserva a beleza do produto.

Então, pintar um parachoque requer não só pesquisar, mas também ouvir aquela opinião de quem já fez o trabalho.

Para quem quer colocar a mão na massa, pode-se adquirir os produtos separados e fazer o serviço, usando lixas, removedor, primer PU e tinta spray.

Todo o kit custa em torno de R$ 80.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.