Manutenção Matérias NA

Quanto custa pintar um parachoque?

Quanto custa pintar um parachoque?

Já pensou em pintar um parachoque do seu carro, devido a riscos ou amassados? Com certeza você ficou se perguntando quanto custaria o serviço.


A situação é cotidiana no trânsito e gera alguma dor de cabeça aos proprietários de veículos. No anda-e-para das cidades, um pequeno descuido e pronto! Lá se vai o pintura reluzente da frente do carro, que encostou no veículo da frente.

Nessa hora, uma das perguntas que vem à mente é: Quanto custa pintar um parachoque?

Veja também: Quanto custa pintar um carro inteiro?


VEJA TAMBÉM:

O parachoque é por definição a parte do veículo que foi desenvolvida para absorver pequenos impactos. Antigamente, eles eram metálicos e depois passaram a ser feitos de materiais plásticos resistentes, mas geralmente sem pintura.

Hoje em dia, ele se funde com o desenho da carroceria e a pintura é a mesma.

Mesmo assim, uma das partes do carro que mais estão sujeitas a ralar é mesmo o parachoque, tanto dianteiro quanto traseiro.

É aquela manobra para sair de uma vaga de rua, a encostadinha em um objeto fixo ou pequena batida de quem vem atrás. Para situações onde apenas a pintura foi afetada, a saída é a repintura do mesmo.

Quanto custa pintar um parachoque?

Quanto custa pintar um parachoque?

O custo de pintar um para-choque varia de acordo com os danos. No trânsito, o protetor do carro pode sofrer riscos, arranhões ou pequeno amassados.

Se a área afetada não for maior do que 20 cm, o recomendável é fazer apenas um retoque na pintura, evitando-se assim de repintar a peça toda.

O custo de se repintar apenas uma parte do parachoque varia de acordo com a oficina e técnica do profissional. Por isso, tanto para reparar uma parte quanto para pintar a peça toda, o recomendável é pesquisar e, mais importante, ter referência do trabalho feito.

Em média, uma reparação na pintura, apenas em uma parte que está danificada, custa de R$ 250 a R$ 400 num bom profissional.

Para um parachoque inteiro, o orçamento pode ficar na casa de R$ 400 a R$ 700. Outro fator que pode acrescentar mais valor ao serviço é a tonalidade e o tipo da cor.

Cores metálicas já são mais caras que as sólidas (geralmente branco, preto e vermelho de carros mais simples), mas as cores perolizadas superam em muito o valor das metálicas.

Mesmo nas sólidas, cores como preto e vermelho, podem acabar gerando orçamentos mais altos. Para um serviço como esse, o profissional pintor precisa executar algumas etapas do processo de repintura.

Ele vai precisar lixar a parte danificada para eliminar a tinta original.

Após isso, é necessário passar um produto para remover a sujeira, deixando a superfície bem limpa. Então, o próximo passo é aplicar um fixador PU com pelo menos duas demãos. Daí, aplica-se a tinta igual a do carro, repetindo a demão para reforçar.

Por fim, a repintura necessitará de um polimento para dar brilho e assim se harmonizar com o restante da peça, se for o caso, ou do carro inteiro, se o serviço foi pintar um parachoque inteiro. A reparação do parachoque é importante para a estética do veículo.

Isso significa que o mesmo será mais valorizado estando com um visual melhor do que riscado ou batido. Isso eleva seu valor de mercado e também preserva a beleza do produto.

Então, pintar um parachoque requer não só pesquisar, mas também ouvir aquela opinião de quem já fez o trabalho.

Para quem quer colocar a mão na massa, pode-se adquirir os produtos separados e fazer o serviço, usando lixas, removedor, primer PU e tinta spray.

Todo o kit custa em torno de R$ 80.

Quanto custa pintar um parachoque?
Nota média 4 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Eduardo 1981

    Ainda ontem retirei o carro de uma estética automotiva onde tinha pintado todo o parachoque. Ficou PERFEITO! ao custo de 350 pila.

  • Ricardo

    Difícil achar um latoeiro que queira fazer só um retoque, qualquer risquinho já querem pintar a peça toda e cobrar uma fortuna.

    • Rubem

      por isso eu faço do meu quando tem. só pegar código da cor, airbrush, nebulizador, uma mangueira bem grande ( evitando assim o reservatório para um um jato uniforme) e verniz. massa plástica e lixa 400, 600 e 1000.

      • Ricardo

        Tem que ter paciência e habilidade para fazer isso.

    • Highlander

      Conheço vários, mas só fazem se o carro for novo, se já tiver pintura desgastada por ação do tempo não fazem!

      • Ricardo

        Daí cobram o mesmo que pintar a peça toda. Haha

  • Samluzbh

    Aqui em BH existem varias lojas especializadas em pintura de parachoques algumas ate emprestam um enquanto pintam o seu, a partir de R$250,00.

  • Emygdio Carlos

    Por essas e outras, muitos jovens estão totalmente desinteressados na aquisição de automóveis, muito menos em gastar dinheiro para conseguir uma CNH.

    Os custos para se ter e para manter um carro são muito altos.

    As opções de aplicativos de transporte estão a todo o vapor.

    E num futuro distante, os autônomos ou semi darão ainda mais escolhas às pessoas.

    • TchauQueridos

      Realmente no br os preços estão astronômicos.
      Se fizer as contas de quanto custa um veiculo, com impostos, combustível, seguro, manutenção, depreciação e custo de oportunidade, cai de costas!

      • Matthew

        Não acho os valores tãããão absurdos assim. A gente que tá pobre mesmo. Se o cara tiver uma empresa rigorosamente dentro da lei pagando todas as obrigações, não acho absurdo cobrar 400 reais pela pintura de um para-choque. Pessoal só leva em conta o material que é relativamente barato, mas tem que considerar também a mão de obra, aluguel, impostos, o risco de ter que refazer o serviço em garantia por qualquer motivo etc. Por isso que nos EUA a cultura do DIY (Do it Yourself) é tão difundida. A mão de obra é caríssima, então as pessoas acabam fazendo estes serviços por conta própria. Fora que a matéria desconsidera o seguro também. Esses dias a lente da lanterna do meu carro descolou, uma original na concessionária tava mais de 700 reais. Acionei o seguro, tirei meia dúzia de fotos pra aprovarem o serviço, dois dias depois já tava agendada a troca na oficina credenciada mais próxima. Paguei só a franquia de 90 reais, tinha quase certeza que iam colocar uma peça paralela qualquer. Quando cheguei lá, vi o técnico com a caixa lacrada com o logo da GM. Peça zerada e original de fábrica.

      • Emygdio Carlos

        Perfeito!

      • Sonfav

        Será?
        Combustível > não calibra o carro direito, não sabe dirigir sem usar nem o pedal do acelerador nem o do breque ( tem que estar apertando algum ), não se programa para usar o necessário, dirige igual um animal e etc. ( é o que eu vejo todo dia numa parcela grande de pessoas – sempre apressadas )
        Manutenção > troca de óleos, filtros, e peças eventualmente não ficam tão caro assim… ainda mais dirigindo de forma correta. Mas…. para quem não sabe dirigir fica caro mesmo. Ou aprende ou paga.
        Seguro > Se o salário da pessoa não permite pagar o seguro sem sacrifícios, das duas uma > Ou ele vive num local muito perigoso… daí não tem jeito.. vai embora pra um lugar decente ou tenha um aumento por viver numa zona de guerra. Ou ele realmente não ganha o suficiente pra ter um carro. Agora, se dirige com cuidado e mora num local normal, um seguro não é necessário para pessoas com boa educação financeira.
        Depreciação > Se quer trocar de carro todo ano.. vai sofrer mesmo. Mas.. de novo. Ganha pra isso ou não? Se não ganha, não faz.
        Custo de oportunidade >
        Carro é como geladeira. Você compra por necessidade. Você não calcula o custo de oportunidade da geladeira, do sofá, da sua casa e do seu celular, certo?

    • Sonfav

      lol… que pessoas?
      Já pensaram o que acontecerá com o nível de emprego numa sociedade que não valorizará mais o trabalho “braçal”?
      É o raio do consumismo. A turma quer é consumir e consumir e consumir. Não querem adquirir coisas de valor, bem feitas, por pessoas habilidosas naquilo, que receberam bem para produzir.
      O resultado é robô pra todo lado… e quando chegarem esses autônomos todos, nem pra recarregar a bateria elétrica precisará do humano para conectar o plug ( que talvez nem existirá ). Então… quem será transportado? quem pagará pelo transporte e com o quê?
      E esses jovens espertinhos, com seus apps evoluidíssimos e conectados… estão arranjando emprego aonde, que eu não estou vendo? Não sabem nem somar 2 e 2.. e 50% deles ou mais saem da faculdade sem saber interpretar textos de suas próprias áreas de formação.
      Não é que o jovem de hoje é esperto ao não gastar dinheiro com CNH.
      É que o jovem de hoje não tem dinheiro nem pra CNH, que dirá para um carro… não porque é esperto.. mas porque é burro igual uma porta, com exceções cada vez mais raras.
      Algo muito distante do jovem de 20 anos atrás, que tinha serviço desde os 12, fácil.

    • Pior que é mais ou menos a realidade. Eu entre amigos da minha idade (por volta dos 21-26 anos) sou o único a ter carro próprio e um dos poucos a ter a referida CNH. A maior parte não quer os ônus de se ter um veículo (manutenções, preço de compra, seguro e etc) e nem mesmo quer o trabalho de dirigir um. De maneira geral, não veem utilidade em ter um veículo próprio. Claro, há exceções, mas são raras, em maior parte por aqueles que realmente precisam de um veículo para trabalho e sabem dos custos envolvidos.

      Quanto aos custos envolvidos, principalmente parando para pensar em início de carreira, é elevado, porém o que eu vejo em alguns casos é: o cara compra um carro, faz um financiamento grande (nada contra, apesar dos juros imensos e as vezes o fazem no limite de renda – tendo pouca margem para manutenções e etc) e se queimar uma misera lâmpada ele terceiriza o serviço – aumentando assim o custo de propriedade do mesmo (itens básicos poderiam ser feitos pelos mesmos). Então é uma combinação de desinteresse, custo elevado, renda baixa, falta de disciplina e de controle de finanças. Contudo, todos os meus amigos usam os ditos aplicativos para se locomover e a razão é muito simples: contornar os problemas citados acima.

      • Emygdio Carlos

        Ricardo, parabéns pelo seu relato!
        Obrigado!

      • Emygdio Carlos

        Assino embaixo!

  • Henrique

    o Custo é baixo, o valor cobrado é tão absurdo que quase dá pra comprar um veículo novo .

    • Matthew

      Bom, tem que pagar o aluguel do estabelecimento, ISSQN, mão de obra etc. Qualquer profissional funciona desse jeito. Tem dentista cobrando até R$ 300,00 por um limpeza, se vc for ver o custo dos materiais utilizados no procedimento, também acharia absurdo o valor.

  • Diego Lip

    Paguei 400 reais para repintar o parachoque do meu Nissan, que tem cor laranja.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email