Matérias NA Segurança Trânsito

Quantos carros possuem seguro no Brasil?

Quantos carros possuem seguro no Brasil?

O seguro é um serviço de proteção muito importante para o automóvel e que muitas pessoas ainda ignoram, especialmente por causa do custo. Apesar do DPVAT, que é o seguro obrigatório, aquela cobertura para o automóvel ainda não atinge boa parte dos proprietários de veículos no país. Mas, quantos carros possuem seguro no Brasil? De acordo com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg), o país possui uma frota de 17,1 milhões de carros segurados até 31 de dezembro de 2017.


Segundo o relatório da CNSeg, 70% dos carros registrados no Brasil não possuem qualquer tipo de cobertura para proteção do bem e de terceiros. Isso representa 31 milhões de veículos sem esse benefício. Isso significa que essa imensa frota de veículos, em caso de acidente, não terá um serviço que providenciará sua recuperação e nem aquela do veículo de terceiro, revelando que os custos com a reparação veicular são enormes no país. O montante é bem expressivo e mostra que existe um potencial gigantesco no setor de seguros no mercado brasileiro onde, para o consumidor, contratar seguro de automóvel ainda é um benefício caro e que impactará negativamente no orçamento familiar.

DPVAT

Quantos carros possuem seguro no Brasil?

No mercado, todos os carros possuem seguro no Brasil apenas para custeio das despesas médicas hospitalares. Esse é o conhecido DPVAT, que é o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. De caráter obrigatório, esse seguro é pago por todos os proprietários de veículos do país, independente se o mesmo tenha ou não um seguro para cobertura de danos ao veículos e à de terceiros. Pago anualmente, o chamado “seguro obrigatório” é pago junto com o IPVA e possui cobertura em todo o território nacional.


Através da Lei n°11.482/07, essa cobertura custeia as despesas com internações, medicamentos, consultas e cirurgias para todos os cidadãos que se envolvam num acidente com veículo automotor, independente se for ou não proprietário do veículo ou seu dependente. De acordo com a Seguradora Líder, empresa que administra esse seguro nacional facultativo, o valor para todo tipo de automóvel de passeio é de R$ 45,72. Confira abaixo qual o valor pago para cada tipo de veículo no DPVAT para 2018:

  • Automóveis – R$ 45,72
  • Micro-ônibus/ônibus – De R$ 103,78 à R$ 164,82
  • Ciclomotor – R$ 57,61
  • Motocicleta – R$ 185,50
  • Caminhão/carga – R$ 47,66

No caso do prêmio, dos valores indenizáveis, o DPVAT paga até R$ 13.500 para invalidez permanente, o mesmo valor integral para caso de morte e R$ 2.700 para despesas médicas e hospitalares. De janeiro a abril de 2018, foram pagas 116.085 indenizações, sendo a maioria (71%) por invalidez permanente, o que significa 82.771 casos. Já as despesas médicas e hospitalares ficaram com 20.875 indenizações (18%), enquanto morte representou 11% com 12.439 óbitos. No total, houve queda de 8%, sendo 13% em invalidez e 1% em morte, mas as despesas médicas cresceram 11% em igual período de 2018.

RC e Carta Verde

Quantos carros possuem seguro no Brasil?

Então, se todos esses carros possuem seguro obrigatório para coberturas de danos pessoais e morte, então por que a quantidade de carros sem seguro ainda é elevada no Brasil? Diferente de outros países ou bloco econômicos, como a União Europeia, por exemplo, o país não possui um seguro nacional obrigatório contra danos ao veículo. Na Europa, todos os carros possuem seguro que indeniza os proprietários de veículos envolvidos em acidente, mas ele funciona apenas para custear as despesas de terceiros, sendo chamado RC (Responsabilidade Civil).

É algo semelhante ao seguro Carta Verde. Trata-se de um seguro obrigatório pago por todos os proprietários de veículos em trânsito pelos países do Mercosul (Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela). Essa cobertura é obtida em qualquer seguradora do país ou nos bancos do Brasil e Banrisul. Ele não substitui o seguro não substitui a cobertura que o carro possui no Brasil. Assim, em caso de uma colisão por culpa de outro veículo e o mesmo não tenha seguro, as duas partes terão de entrar em um acordo do outro lado da fronteira. O Carta Verde cobre somente:

  • Danos materiais causados à terceiros
  • Danos corporais como morte, invalidez e despesas médico hospitalares causados à terceiros
  • Custos judiciais e pagamento de honorários advocatícios do segurado

Seguro Auto

Quantos carros possuem seguro no Brasil?

O seguro de automóveis no Brasil tem custo que varia por causa de diversos fatores. Por isso não há um prêmio exato a se pagar em território nacional. Muito vai depender do histórico do proprietário ou motorista e da região aonde mora. O modelo do carro também influencia muito no valor do seguro. Carros mais visados pelos ladrões, por exemplo, tendem a ter valores mais elevados. Idade, estado civil, quantidade de pessoas que andam no carro, local de estacionamento do veículo, se tem ou não garagem, tudo isso influencia na hora da contratação do seguro.

Para buscar esses 31 milhões de veículos sem seguro, várias empresas do setor criaram planos populares com parcelas mensais bem pequenas, muitas começando em R$ 70,00, por exemplo. Existe ainda o seguro de motor e câmbio, mas de cobertura limitada. Mesmo assim, 70% da frota nacional roda sem qualquer cobertura contra danos. Então, apenas 17,1 milhões de carros possuem seguro e estão protegidos em caso de acidentes e outros imprevistos.

Quantos carros possuem seguro no Brasil?
Nota média 3 de 9 votos

  • Fanjos

    Pior é o pessoal que além de andar com “pau veio”, caindo os pedaços, sem seguro, ainda anda como um doente mental, correndo, costurando e não dando a mínima para nada no melhor estilo HuE HuE br br gibe moni

    • Luconces

      E o que tem de gente na maldade, que joga carro em cima de propósito, é a rodo!

      • Fanjos

        Esse fds eu presenciei uma dessas cenas, uma picape chinesa velha contra um golzinho bolinha de um aba reta, o gol estava na minha frente e vi a picape já ameaçando jogar o carro na frente a qualquer segundo, já pisei no freio e deixei o selvagem passar mas ele queria mais…queria entrar na frente do gol tb, jogou o carro com tudo em cima do gol e quase bateu, só não bateu pq o cara do Gol puxou com tudo para o lado, aí o que acontece quando vc vai dando uma de doido? Acaba encontrando alguém mais doido que vc!
        O cara do gol entrou em modo Full Pistola Manolo Edition e saiu correndo atrás da picape xing ling, e jogou o carro com tudo em cima da picape que subiu em cima do canteiro para não bater, o cara do gol já desceu xingando, berrando, chutando a picape e deve ter rolado uma verdadeira treta de buteco, o farol abriu, dei minha leve risada sarcástica por ver o cara da picape recebendo a punição da vida e segui meu caminho deixando os selvagens para trás.

        • Ricardo

          Não faltam FDPs como esses da pickup que citou.

          • Abdallah

            Não generalizando, mas parece que a maioria que sai de pick-up se acha o dono do mundo no transito.

        • Louis

          São justamente esses vermes os que mais geram acidentes.
          Gostam de ficar provocando, fechando, colando, se acham os espertalhões no trânsito, não passam de frustrados que levam uma vida medíocre e querem demonstrar alguma suposta superioridade dirigindo agressivamente.

          • invalid_pilot

            O inverso existe tbm, os que dirigem parecendo estar em outro mundo, se arrastando e irritando os demais condutores.

            • Louis

              Sim, também dá raiva, a pessoa dirige atrapalhando o trânsito e quando você vai ver, está falando no celular, conversando distraído com passageiro, ou admirando a paisagem…Gente folgada sempre existirá…

              • invalid_pilot

                Sim, pior que esse tipo geralmente não facilita ou anda na direita, quer andar no meio ou esquerda

            • Fanjos

              Ah sim, principalmente aqueles que ficam na faixa da esquerda dirigindo na metade da velocidade da via

              • Edinaldo_Tapica

                Se tiver até na metade tá respaldado por lei nobre fanjos. O que não pode é ultrapassar o limite….

              • Luis Burro

                Ou os q vão na velocidade máxima permitida e ñ dão passagem pq estão dentro da lei.
                Faixa esquerda é pra ultrapassagem,a velocidade vai de cada um!

            • Mr. Pennybags

              Eu costumo dizer que o cara sai pra passear e leva todo mundo junto. Não importa se quem está atrás tem compromisso, se está a trabalho. O que importa é ele.

              • Edinaldo_Tapica

                Mas pior que a Lei existe e está pra ser respeitada. Limite máximo, ou até no mínimo metade da máxima. Se você tá apressado o cara que tá andando na média mão tem culpa. A culpa é sua por não se organizar corretamente com seus compromissos

                • James

                  sobre a questão da Lei prever o transito na metade da máxima, também tem na mesma Lei o artigo 198 que considera infração àquele motorista que transitando na faixa esquerda deixar de dar passagem quando solicitado.

                  • Edinaldo_Tapica

                    Para ambulância, bombeiro e polícia né? Porque se o cidadão da faixa da esquerda tiver na velocidade máxima e pedir passagem além do policial provavelmente multar o apressado (ou um radar), se o cidadão que não der passagem for pedir recurso junto à JARI, as chances de sair deferimento são bem altas…

                    • James

                      Vou ser mais completo qto a legislação em questão. O fato de quem pede passagem na faixa esquerda ao que já está no limite da máxima, o sujeita a ser flagrado na infração de excesso velocidade. Mas a questão é que circular na faixa da esquerda e não dar passagem a quem pede, configura desrespeito a tres artigos do CTB: 1) do artigo 198 mencionado, que determina que deve se dar passagem quando na faixa esquerda a quem solicitar, e 2) artigo 29 IV determina que faixa da esquerda é para os veículos deslocando mais rápido, faixa esquerda é destinada a ultrapassagem e deslocamento de veiculo mais rápido.

                      Por fim, o artigo 30 orienta que todo condutor ao perceber que alguém quer ultrapassá-lo, se estiver na esquerda, deve deslocar para a direita. Ou seja, a lei em diversos artigos determina que não se pode deixar de dar passagem qdo na esquerda, a quem solicitar. Configurado represamento da faixa esquerda pelo motorista à outros, nenhum órgão dará razão e deferimento àquele q infringiu vários artigos do CTB.

                    • Mr. Pennybags

                      Errado! artigo 29 IV determina que faixa da esquerda é para os veículos
                      deslocando mais rápido, faixa esquerda é destinada a ultrapassagem e
                      deslocamento de veiculo mais rápido.
                      Se a pessoa estiver acima da velocidade e levar multa ela manda o boleto pra vc pagar? Não, então o problema é dela ou seu?

                • gordao00

                  Nossa velho, falou besteira. Não é pk vc ta no limite que num tem que dar passagem. Você não é o fiscal da via. E eu não entendo essa neura que as pessoas tem em dar a passagem. Po, me sinto tão bem quando to na esquerda e vem uns caras chutados, já vejo pelo retrovisor e abro passagem, simples assim.
                  Outra coisa que percebo também no trânsito atual é que pouquissimos motoristas dirigem atento ao retrovisor. Parece que virou item de beleza. Ridiculo.

                  • Edinaldo_Tapica

                    Pois não sou, e se eu tiver no limite, continuo sem dar! Passe por cima fella!

                • Anderson Neves

                  Edinaldo, você está enganado. Quando se está na esquerda você é obrigado a dar passagem a quem quiser passar, sob pena de multa. Mesmo que você já esteja na velocidade máxima da via, você é obrigado a dar passagem….
                  Sabe por que? Simplesmente a pessoa pode estar em urgência, levando alguém para o hospital. A legislação tem que prever todas as situações possíveis.

                  • Edinaldo_Tapica

                    Continuo sem dar, em 20 anos de direção, nenhuma multa… Por excesso de velocidade conheço vários que levaram…

                    • Mr. Pennybags

                      Não dando você está infringindo o CTB: artigo 29 IV determina que faixa da esquerda é para os veículos
                      deslocando mais rápido, faixa esquerda é destinada a ultrapassagem e
                      deslocamento de veiculo mais rápido.

                • Mr. Pennybags

                  Olá, Edinaldo. Vou considerar teu comentário apenas como ingênuo e não como má-fé, que é o que parece, pois você diz que eu estou apressado e sou culpado de não me programar. Você faz essas afirmações com base no quê? Em nenhum momento eu disse para desrespeitar a lei. Pela tua foto vc é um senhor que já tem uma certa idade, certo? Então, sem ofensas em respeito aos teus cabelos brancos apenas informo que sempre programo meus compromissos, pode ficar tranquilo! Receba meus melhores cumprimentos, abraço!

            • Marcelo Martins

              Hoje em dia o que não falta são esses motoristas que estão realmente em outro mundo, o mundo do zap, face, e outras redes sociais vendo somente bobagens e atrapalhando a todos totalmente distraídos andando a 2 km/h ou não andando qdo o semáforo abre e segura todos atrás dele e outras barbeiragens … mas se está na minha frente taco a buzina sem dó para ficar esperto, nunca usei tanto a buzina como atualmente ….

        • pmol30

          Gostei do modo ” FULL PISTOLA MANOLO EDITION “, rindo demais aqui imaginando a cena do motorista pistola.

      • Luis Burro

        Muita liberdade ñ presta.As pessoas estão pagando pela perda do sistema antiquado de ensino q era autoritário e opressor,mas ao menos o pessoal aprendia a ter educação e respeito.

        • Luconces

          Ai entramos em outra questão, você pode ter a liberdade de ir e vir que quiser, desde que pague o seguro obrigatório para terceiros.

          Do jeito que tá é cada um por si e torcer para se acontecer uma batida, que a pessoa tenha seguro. Tristeza.

          • Luis Burro

            Mas ñ é só a garantia de ter,as pessoas deveriam se preocupar em evitar acidentes ao máximo. Ngm sabe quais podem ser os resultados.

    • REDDINGTON

      Justamente…vi um dia uma cena que eu fiquei de cara…um moleque de uns 18 anos no máximo, num corsa wind entrou na lateral de uma…RANGE ROVER SPORT, nas duas portas direita…Imagina o desespero…o dono da Range saiu pos a mão na cabeça e ficou parado…ele NÃO tinha seguro…e também acredito que não pagaria a franquia sei lá de uns 20 mil no mínimo…

    • vicegag

      E muitos motoristas de sucata sem seguro, depois da colisão e sendo responsáveis da colisão, dizem: “ Cada um com seu prejuízo “.
      Uma dúvida, se tenho seguro com cobertura para terceiros (pessoais e materiais), ao pagar o DPVAT, não estou pagando em duplicidade?

    • Edinaldo_Tapica

      Pior ainda são os que andam em “pau novo” andando como um energumeno confiando no seguro ultra master para eventual c4g4d4…

  • Ricardo Blume

    Se morássemos em um país justo, nosso salário não iria para pagar seguros e sim usufruí-lo de outras maneiras para, assim, termos uma melhor qualidade de vida para nós e nossas famílias. O salário mínimo pode dobrar de valor que continuaremos gastando cada vez mais para termos o básico para viver e com segurança. É muito injusto morar no Brasil.

    • beto

      O Brasil nunca será justo com o povo sem cultura e educação.

  • Luconces

    Precisaria ter algo obrigatório a nível nacional para todos nos moldes da Europa, EUA ou Canadá.

    O que eu já gastei de seguro sem precisar usar, não tá no gibi.

    Outra coisa, seria interessante ter uma investigação em cima disso, o que deve ter de empresa fechada nas cotações padrão, também não deve estar no gibi.

    Eu passei dos meus 18 aos 28 (sendo aos 25 já casado) escutando que meu seguro iria abaixar, que o modelo de carro iria influenciar. Mesmo tendo garagem em casa e no trabalho sempre foi a mesma ladainha.

  • Ricardo

    Se fosse um valor justo garanto que 70% dos carros teriam seguro. Mas como tudo no Brasil é abusadamente caro, sempre um querendo se dar bem encima do outro.

    • Eduardo Brito

      O problema é que seguro contra terceiros não é obrigatório, então muitas vezes, em caso de acidente, o seguro do carro que tem seguro paga o carro segurado e o do terceiro, por isso é caro.

      • Marcelo Martins

        Paga o do terceiro somente se vc for o culpado, senão não paga.

    • Caio Elisei

      Seguro no Brasil é caro exatamente pela falta de massa segurada. Quanto mais gente segurada tiver, mais barato ficariam as apólices, pois seguros em geral (automóvel, residencial, saúde, etc) são feitos no princípio do mutualismo: a contribuição de todos (os valores cobrados pelas apólices) geram benefícios individuais para cada um dos contribuintes (os pagamentos dos sinistros). Mas claro que nessa nossa conta final também entram as fraudes, o custo Brasil, a mordida do governo, etc.

      Só para constar; um seguro apenas para terceiros, com cobertura de R$ 50.000,00 para danos materiais e danos corporais + Assistência 24h, sai na faixa de uns R$ 500,00 por ano!!! A maioria não faz por pura falta de senso de comunidade – sou corretor de seguros e já ouvi de alguém quando ofereci um seguro de RC: E o meu carro? Eu fico sem cobertura? Azar do outro…

      • e vamos dizer que as coberturas aqui são ridículas, eu contratei um de 100 mil reais para danos
        na europa (eu sou italiano sei como é por la) os valores são milionarios

      • kravmaga

        Seguro contra terceiros com um valor razoável deveria ser OBRIGATÓRIO para o licenciamento anual. Não tem seguro ? Não renova o licenciamento !

        Tirar 70% dos carros do trânsito também aliviaria bastante as vias.

        Não tem dinheiro e nem responsabilidade ?! Ande de transporte coletivo !

      • Ricardo

        Como querem massa segurada com esses valores absurdos!!?? Se fosse realmente R$ 500 teria seguro no meu carro, mas nunca vi cotação, por mais antigo e baixo que seja o valor do carro, por menos de R$ 2.000.

        • Henrique Gouveia

          Eu pago R$1700,00 no Onix.

          • Ricardo

            Acho um absurdo, 5% do valor do carro todo ano.

            • Henrique Gouveia

              Acho um completo absurdo. Mas tenho quase certeza que se tirar do seguro no dia seguinte me roubam o carro.

              • Ricardo

                Lei de Murphy

  • Nicolas_RS

    DPVAT é uma das piores coisas que existe no Brasil, o famoso “paga coisa pros outros”, isso deveria ser particular e não “publico”.

    • André Luis Versiani

      Pior é que desde que me entendo por gente é a mesma Lider a corretora contratada pelo governo.

      • Caio Elisei

        A Lider não é a corretora…é um consórcio de seguradoras.

        • André Luis Versiani

          Muito obrigado pela informação, realmente não sabia.

  • REDDINGTON

    O seguro pra cobertura de terceiros deveria ser obrigatório. Quem já recebeu uma batida e ouviu “não tenho como pagar” sabe o quanto isso é foda. Fora que se todos os carros tivessem seguro, o valor com certeza iria abaixar.

    • Louis

      Nos EUA, se o culpado não tiver como pagar, pode ir preso. Por isso é país desenvolvido, as pessoas são responsabilizadas pelos seus atos.

    • Allan Marconato Marum

      Me aconteceu em 3, TRÊS, 3 oportunidades.
      Uma Kia Besta, um carro vermelho e um Ford Fiesta… se somar o reparo de todos passou de R$ 3.000,00 e eu nunca vi um ÚNICO centavo de real. Dois estão com B.O e processos civis. O do carro vermelho foi alguém que deu ré no Mc’Donalds e amassou minha porta, sei que era vermelho porque a atendente do drive viu a cena mas segundo o Mc’Donalds a câmera não pegou (não me deixaram ver a imagem e duvido que sequer tenham olhado).

    • Alexandre Borges

      Eu tive q entrar no juizado de pequenas causas pra cobrar a franquia q paguei de um cara q bateu no meu carro (ele nao tinha seguro, eu tinha). E mesmo assim o FDP só pagou 70% do valor.

      • REDDINGTON

        Foda né..entrar na justiça pra ainda não ter o valor justo devolvido…não concordo com isso nunca.

      • Leonardo azevedo

        É isso mesmo… mas mesmo tendo recebido menos do que deveria vc fez o que todos deveriam fazer so assim pra esse povo aprender a ter um seguro pelo menos contra terceiros

    • Navaman

      Sempre achei isso.
      E por coincidência, muitos sem seguro parecem ser bem pouco cautelosos dirigindo.

    • seria o minimo, eu que sou estrangeiro quando soube que o seguro contra terceiros aqui não é obrigatório fiquei espantado
      pra não ter problemas eu contatei um

    • Jefferson Ferreira

      Se deixar por isso mesmo sempre vai ter pessoas falando “não tenho como pagar” porque vai compensar… Hoje em dia é tão simples ir no juizado especial com a documentação e abrir a ação…

      • REDDINGTON

        Ok. Se o cara não tem NADA no nome dele, NADA imóvel, carro, moto NADA…e ai. O que a justiça poderia fazer? Não sou advogado mas acho que nada.

        • Jefferson Ferreira

          Se ele não tiver nada pra executar, você pode protestar a dívida, já dá uma dificultada na vida da pessoa já que ela não vai ter crédito em lugar nenhum com o nome dela.

          • REDDINGTON

            Certo, mas eu continuaria no prejuízo igual…nada muda. Esse é o ponto. Agora se ele tivesse um seguro contra terceiro tava tudo certo.

            • Jefferson Ferreira

              Mesmo segurado não é garantia que irá receber do causador do acidente, por exemplo, caso o condutor que provocar o acidente esteja embriagado ou que ele desrespeite alguma cláusula do seguro (tipo 3º não segurado dirigindo) o seguro vai se recusar a pagar… Ai vai ter que entrar com ação contra ele de qualquer jeito! Por isso é importante se acontecer fazer o B.O e se precisar entrar com ação já fica tudo no jeito!

              • REDDINGTON

                Sim entendi. Valeu!

  • Fernando Oliveira

    Além de ser algo muito caro, os critérios para o valor do prêmio pelo menos pra mim, não têm muita lógica. Meu caso mesmo, sou homem, 38 anos, casado, 10 anos de CNH, carro pernoita em garagem em cidade do interior de MG e nunca tive nenhum sinistro. Tenho um Aircross 12/13, adquirido em Junho de 2016. Ao pegar o carro fiz imediatamente o seguro, valor do prêmio: R$1.700,00. No ano passado, ao renovar foi para R$2.100,00, classe de bônus 1, na mesma seguradora. Questionei o corretor, o motivo do aumento e o mesmo respondeu que “houve um aumento de sinistros no ano anterior e o custo foi repassado para todos os segurados”. Ora, este custo deveria ser repassado para os clientes que tiveram sinistro e não para todos…. Muito a contra-gosto, renovei. Agora, está chegando a hora de renovar e na cotação que eu mesmo fiz, o menor valor foi de R$2.500,00 na mesma seguradora, classe de bônus 2. Como é possível???? É por estas e outras, que 70% da frota nacional continua sem seguro… Estou pensando seriamente em não renovar ou no máximo fazer somente com cobertura contra terceiros e assistência, que sairá por “módicos” R$1.074,00, que ainda considero caro.

    • Fabricio

      procura uma corretora online.. são dezenas.. algumas enormes.. esse teu preço vai baixar.

    • Jefferson Ferreira

      Ai fica difícil mesmo! Aqui quando eu renovei com o mesmo carro o valor diminuiu. Deve variar de seguradora para seguradora!

      • Milton Cesar

        Varia pela idade do veículo também, quanto mais antigo mais caro o seguro.
        Minha mãe fez direto pelo Santander (sem corretor)! economizou uns 400 reais, somos também do interior de MG.
        Quem sabe não te ajuda?

    • Estão lhe enfiando a faca… aqui em minha cidade, Sul de Minas, não vou entrar em detalhes a respeito do modelo, mas é um carro importado de R$ 120.000, para uma pessoa casada com 35 anos está saindo R$ 3.000 por ano o seguro. Vc está pagando proporcionalmente o dobro, e ainda por um modelo que não pode ser considerado de peças caríssimas ou qualquer coisa assim.

    • Ducar Carros

      Geralmente as seguradoras cobram mais barato pelo primeiro seguro, para roubar o cliente. Depois que você já está com ela, tiram o desconto na renovação. Essa é uma das razões que raramente fico na mesma seguradora, você tem que ter um bom corretor, que trabalha com muitas, para ver, anualmente, qual tem o menor preço.

    • Guilherme Batista

      Ta muito caro esse seguro, pode procurar outra sem dúvida. No meu caso tenho um Fiesta 2015 que tem tabela FIPE parecida com seu Aircross. Também tenho 10 anos de CNH e nunca utilizei seguro pra nada.
      Moro em BH e o carro pernoita em garagem e etc.
      Meu seguro ficou em R$ 2700,00 por 2 anos ( R$ 1350,00 por ano ) sendo que está incluído um condutor menor de 25 anos.

  • zekinha71

    Somente 30% da frota tem seguro, e as seguradoras estão fazendo um esforço pra cada dia diminuir ainda mais.
    Todo ano o valor do carro despenca, mas o seguro só sobe, e a desculpa é sempre por causa do carro, daí perguntei o que um March tem pra subir o seguro, roubo que não é, e a resposta foi um barulho de grilo do outro lado.

    • Lareiro

      Essa resposta dificilmente teremos de um atendente da Porto ou de um corretor. Acho que quem sabe mais são os analistas da empresa que montam esses cálculos e variáveis.

  • Fuscao

    As seguradoras também não ajudam… Eu por exemplo, tinha seguro em apenas um dos carros, já com bonus 10. Esse ano troquei um e pelo valor ser alto resolvi fazer o seguro desse, e pra minha surpresa o histórico de anos e anos de seguro sem nenhum incidente não vale nada, a classe do bonus no segundo carro fica 0, como se fosse alguém que nunca fez seguro! Além de tudo os valores são abusivos, no que tenho bonus 10 o seguro ainda fica em quase 5% do valor do carro. E ainda esperam ganhar mais clientes…

  • afonso200

    e se fosse tabelado seguro 400-600-800-1200-1600 reais e assim por diante, cada categoria de carro por cavalaria. todo mundo teria seguro

    • Jefferson Ferreira

      Não existe isso, porque o conta é o perfil do segurado, como alguém que usa o carro pra trabalho, para em qualquer, mora em região de alto índice de roubo/furto lugar vai pagar o mesmo que alguém usa o carro só para locomover e usa estacionamento só porque tem o mesmo carro ? Não faz o menor sentido!

  • Fábio Paranaíba

    Não entendi essa conta: se 31 milhões de veículos sem seguro correspondem à 70% dos carros registrados no Brasil, como pode ter 17,1 milhões de carros segurados?

    • FPC

      E eu achando que era o único Fábio Paranaíba que tinha por aqui.

  • Rodrigo

    estou com um paliozinho 1.0 2001 8v que peguei em um negócio aqui na minha padaria, eu o troquei por pães de sal, haha, isso mesmo. ele é avaliado em 11 mil, fiz o seguro total dele. passado-se 4 meses do seguro, eis que me distraio e bato em uma saveiro 2017, haha, 3,2 mil o conserto da Saveiro e o meu foi a franquia, que é o valor de R$ 1,180 reais! é caro, paguei 5 x 240, praticamente a franquia. mas fazer o que? me salvou de uma traulitada ainda maior.

  • Hodney Fortuna

    Nos EUA todos os carros são obrigados a possuirem seguros pelo menos para terceiros! É comum que lá as pessoas adicionem seus próprios carros para serem cobertos no seguro! Por lá há dois planos: o plano para terceiros que custa aproximadamente 400 dólares e o de cobertura do próprio carro que varia, começando em aproximadamente 1200 dólares! A única taxa pública que se paga por um carro nos EUA é a taxa estadual para manutenção de estradas que varia de acordo com o peso do veículo, independente do modelo: tanto faz você possuir um Versa quanto uma Ferrari o imposto é o mesmo! Ao passo que o sistema socialista de imposto do brasil varia de acordo com o modelo do carro onde o modelo mais caro a venda o próprietário pode pagar até 100 mil reais em IPVA!
    Se não houvesse o IPVA e o governo obrigasse que todos os carros possuissem seguro, pelo menos para terceiros, creio que os gastos governamentais causados por acidentes com vitimas poderia reduzir muito e assim tornar os hospitais públicos menos lotados já que parte dessas vitimas poderiam ser atendidas em hospitais particulares! Mas o peso socialista do governo brasileiro não permite essa flexibilização!

    • Luis Burro

      Governo tá nem aí com a população,a culpa ñ é do sistema.Se ñ tivesse IPVA teria outro imposto.

  • Ludwig

    2018 foi o último ano que paguei seguro. Nos últimos 5 anos, gastei mais de 10 mil com algo que nunca usei, é muito dinheiro. Pretendo instalar um rastreador e uma trava em meu carro. Dizem que perda total é igual ganhar na mega sena, vou arriscar.

  • Pipo pipo

    Se o preço do seguro fosse justo, talvez mais proprietários se animassem a fazer. Na empresa do meu tio haviam 10 veículos, todos devidamente SEM seguro. Quando questionei o motivo ele alegou que era mais econômico reparar ou substituir o veículo que segurar toda a frota e que dificilmente todos eles dariam PT ao mesmo tempo.

  • Fernando

    Fico imaginando que carros seriam esses sem seguro? Novos? Ou usados de 10/20 anos?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email