*Destaque *Featured Avaliações SUVs Volvo

Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-74 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

O Volvo XC60 2018 é um produto da marca nórdica que fez bastante sucesso na geração anterior e que agora chega em sua segunda geração, mais eficiente e sofisticada, apresentando ainda um estilo mais conservador e dotado de linhas menos fluidas, porém, mais robustas.



As mudanças no visual estão em total harmônia com a proposta atual da Volvo e refletem também a mudança de direção da empresa em relação aos seus produtos, que agora dispensam motores grandes, como o antigo diesel de cinco cilindros ou o famoso seis em linha transversal das versões T6.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-2 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

As nomenclaturas T e D continuam, mas agora resumidas ao propulsor Drive-E 2.0, que no Volvo XC60 T5 2018, oferecido no Brasil, entrega 257 cv e 35,7 kgfm. O downsizing da marca trouxe ao modelo mais eficiência energética e melhor performance.

Além disso, a Volvo agregou mais conectividade a bordo e ampliou a já reconhecida segurança com tecnologias de condução semiautônoma e assistência ao condutor, bem como elevou o nível de luxo no interior, agora bem mais requintado. E quanto ela cobra por tudo isso? Salgados R$ 259.950. A versão Momentum sai por R$ 239.950, enquanto a R-Design, custa R$ 269.950.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-8 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Por fora….

Com um porte bem volumoso, o Volvo XC60 2018 amplia a sensação de conforto e segurança em relação ao modelo anterior. Na frente, faróis full LED adaptativos e direcionais, que ostentam o “martelo de Thor”, um conjunto duplo de filetes de LED que formam a letra “T”, marca que identifica a Volvo na atualidade.

A grade tem acabamento cromado nas bordas e apresenta o famoso logotipo masculino da Volvo, devidamente cromado e uma câmera de monitoramento frontal em seu interior. O para-choque tem um aspecto mais esportivo, mesmo não sendo a versão R-Design, contando ainda com faróis de neblina em LED.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-66 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Nas laterais, belas rodas de liga leve aro 20 polegadas apresentam largos pneus 255/45 R20. Os retrovisores grandes possuem rebatimento elétrico, espelho eletrocrômico e sensor de tráfego lateral, que alerta também sobre a aproximação do veículo no momento da saída do automóvel.

Frisos cromados e aplique de alumínio na base das portas chamam a atenção, esta por sinal com o nome da versão: Inscription. Essa assinatura visual é completada pelas barras longitudinais de alumínio no teto, que tem teto solar panorâmico e antena em estilo barbatana. As lanternas em LED formam o “L” já bem conhecido da Volvo. O protetor tem ainda duas saídas de escape cromadas.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-63 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Por dentro….

Se no exterior as mudanças já impactaram muito no estilo, por dentro, o Volvo XC60 2018 é definitivamente outro carro em relação ao antigo. Nada de console com elemento vazado e uma profusão de botões como nos carros alemães, visto no primeiro. Na versão avaliada pelo NA, o ambiente era em dois tons de preto e branco, lembrando que existem quatro opções.

Assim como no XC90 2018, o Volvo XC60 2018 tem um painel voltado para a conectividade, portando um estilo minimalista, eliminando diversos comandos físicos. O acabamento superior é em material macio, assim como em parte das portas. Há um aplique central em madeira chamado Driftwood, que impressiona ao toque e também visualmente.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-35 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

A multimídia Sensus domina a parte central e se apresenta como um tablet fixo, cuja tela tem 9 polegadas e pode ter fundo preto ou branco. Ele agrega dezenas de funções diversas, podendo ajustar desde o rebatimento dos espelhos na marcha ré até as luzes internas, passando pelo City Safety, conexão com internet, climatização e foco direcional ou fixo para os faróis, entre outros.

A quantidade de personalização e ajustes do veículo é grande e inclui também quatro visualizações diferentes para o quadro de instrumentos digital que, ao contrário do XC90 2018, mantém os mostradores de aparência analógica: Glass, Minimalistic, Performance e o Chrome Rings. O terceiro é independente do modo de condução e do modo Sport do câmbio.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-41 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Câmera de ré, navegador com mapas 2D e 3D, reconhecimento de placas, controle de cruzeiro adaptativo, sistema de som premium com 10 alto-falantes e 330 watts, mensagens de serviço do veículo, desempenho do veículo, Android Auto, Car Play, download de atualizações da nuvem, conexões USB e Bluetooth, entre outras, também estão presentes no dispositivo.

O volante é semelhante ao do XC90 2018, mas não possui paddle shifts, presentes apenas na versão R-Design. O volante tem ajuste mecânico de altura e profundidade, uma característica dessa nova linha de produtos da marca sueca. Ainda assim, tem um belo revestimento em couro claro, bem como detalhes em preto brilhante.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-43 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Os comandos de computador de bordo são limitados, tendo ainda mídia e telefonia. Mas, o destaque fica para o comando duplo para controle de cruzeiro adaptativo e o Pilot Assist II, que controla direção, freios e aceleração de forma semiautônoma até 130 km/h. No XC90 testado anteriormente, esta tecnologia era limitada a 50 km/h.

No ambiente, o Volvo XC60 2018 apresenta muitos detalhes em alumínio, couro claro e revestimentos pretos. O túnel central abriga uma dura alavanca de marchas com os botões estilizados para partida e ajuste dos modos de condução.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-28 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

O freio de estacionamento eletrônico e Auto Hold, que trava os freios com o veículo parado e engatado. Há cobertura imitando a madeira do painel na cobertura dos porta-copos e apoio de braço central com porta-objetos e entradas USB (2) e HDMI.

Os bancos são revestidos em couro claro e tem desenho bem ergonômico e sofisticado, sendo o do motorista com duas memórias para os ajustes elétricos, também presentes no banco do passageiro. Ambos possuem extensores nos assentos. Atrás, não há mais o assento retrátil pra crianças, o que é uma pena. Bem completo, o conjunto ainda conta com difusores de ar nas colunas para maior comodidade de quem vai atrás.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-57 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

A iluminação interna é de LED e o teto solar panorâmico, assim como a persiana elétrica possuem comando único, que não se mostra bem ergonômico, tendo travado as duas ações básicas algumas vezes. Há posições diferentes para seu manuseio, mas o botão é muito sensível. Não agradou.

O porta-malas possui o sensor de abertura e fechamento sem o uso das mãos, mas assim como em outros carros com essa função, nem sempre ativa no primeiro movimento do pé. Pode-se abrir por dentro do carro, pelo estiloso chaveiro com couro e pela maçaneta externa. O espaço geral é muito bom e o habitáculo é bem iluminado. O bagageiro tem espaço mais do que suficiente: 505 litros.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-76 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Por ruas e estradas….

O Volvo XC60 2018 ficou bem mais eficiente e com uma performance melhor que o modelo anterior, mesmo ficando mais pesado. O acréscimo de deslocamento sobre o asfalto é certamente devido ao maior número de equipamentos a bordo com SUV, que pesa 2.115 kg contra os 1.821 kg do XC60 R-Design testado pelo NA há quatro anos (confira aqui a Avaliação NA).

A comparação é válida, pois mostra que a evolução tecnológica pode sobrepujar mesmo um acréscimo de peso considerável. Nos dois casos, o motor é 2.0 Turbo. No antigo, um “FoMoCo” 2.0 GTDI (EcoBoost) de 240 cv e 32,5 kgfm e agora o XC60 2018 apresenta um Drive-E 2.0 Turbo com 257 cv e 35,7 kgfm.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-64 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

O peso extra realmente cortou parte da performance esperada, mas o SUV da Volvo ainda faz melhor na geração atual: 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e máxima de 220 km/h ante os 6,9 segundos e 210 km/h do antigo. Mas como é guiar um equivalente 294 kg mais pesado e pouca coisa mais potente?

Logo de cara, o Drive-E se mostra um motor dócil, macio e silencioso. Ao dar a partida, pouco se ouve do motor, assim como depois dos primeiros metros. Com torque começando em 1.500 rpm, o propulsor logo mostra disposição invejável para um 2.0 a bordo de um utilitário esportivo de porte e peso consideráveis.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-54 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Bem casado com a transmissão automática Aisin de oito velocidades, o Drive-E 2.0 responde muito bem ao acelerador e pede mudanças na casa dos 2.000 rpm no uso urbano, mantendo rotações até abaixo de 1.500 rpm sem emitir sinais de fraqueza, oriundos do temível “turbo lag”. Sempre cheio quando precisa, o motor garante uma condução prazerosa na cidade, sobrando para o SUV nórdico.

Nas saídas rápidas, uma subida repentina até os 2.500 rpm é suficiente para deixar os motoristas do cotidiano um pouco mais atrás. No entanto, se a ideia é realmente saltar na frente, pode-se esperar uma boa arrancada entre 3.000 e 4.000 rpm. Coisas que o downsizing faz em tempos modernos.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-46 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Além disso, trabalha a favor a boa relação de marchas do Aisin, que mesmo no modo Drive, garante uma resposta surpreendente quando exigido. No modo Sport, as reações são mais agressivas e a rotação elevada nos faz lembrar dos já desatualizados motores 2.0 aspirados, mas apenas nesse detalhe, pois o Volvo XC60 T5 2018 anda como se fosse um V6.

Pena não ter paddle shifts na versão Inscription, primazia da R-Design, mas ainda assim nem é necessário buscar a alavanca para mudanças manuais. Esta, por sinal, tem mudança de posição bem dura. Não incomoda, mas poderia ser mais suave. Na cidade, com todo esse peso e usando o modo Eco, focado na eficiência energética, o SUV fez ótimos 9,8 km/litro. Algo bem superior aos 6,8 km/litro do antigo.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-22 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Em realidade, esse resultado é o mesmo obtido no XC60 R-Design com motor 2.0 da Ford e câmbio de seis marchas. Na estrada, a nova geração com o Drive-E conseguiu também bons 13,3 km/litro, igualmente utilizando o modo Eco.

Deve-se lembrar que entre este e o modo Comfort, durante uma condução sem pretensões esportivas ou em velocidade de cruzeiro sem alterações de velocidade, eles se aproximam muito e pouca diferença na performance é notada.

O Comfort já é indicado mais para o cotidiano, quando se tem que sair rápido em algumas situações ou mesmo vencer subidas íngremes com mais desenvoltura, mas nada que não se faça no Eco. Nesse caso há sim diferença na resposta e no consumo, que aumenta pelo corte de força.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-72 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

No Dynamic, o Volvo XC60 2018 tem respostas mais ágeis, pois o sistema altera vários parâmetros da condução, deixando o carro mais nervoso. Não necessariamente é obrigatório mudar o câmbio para Sport para perceber um aumento na agilidade. Nem mesmo o painel muda de configuração.

Mas de volta à estrada, o Volvo XC60 2018 em sua versão T5 Inscription anda muito bem. Retomadas rápidas e sem esforço demasiado, permitem ultrapassagens seguras e um bom cruzeiro elevado com rotação em 2.000 rpm a 110 km/h. Tudo com acústica apurada e sem que o motor seja exigido demais. No modo Sport e com a função Dynamic, o SUV proporciona altas velocidades com conforto e controle total.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-73 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

A dinâmica de condução é excelente, com direção elétrica leve o suficiente e bem direta, passando confiança e conforto ao motorista. Os freios são muito bons e garantem paradas bem agressivas com segura e sem desequilíbrio do conjunto. Isso também em boa parte por conta do conjunto de suspensão bem estável e ao mesmo tempo muito confortável.

Não há câmaras pneumáticas como no XC90 Inscription e, para falar a verdade, nem mesmo há molas helicoidais, pelo menos não na traseira. Na frente o conjunto é o McPherson com braço superior e molas com amortecedores telescópicos.

No eixo traseiro, a suspensão possui uma curiosidade. Além das duas balanças de alumínio e dos vários braços estabilizadores, há dois amortecedores e um feixe de molas de um tipo de polímero amarelo, que une as duas rodas. O conceito é semelhante ao usado pelo finado Fiat Mille, por exemplo. Esse conjunto mecânico é comum dos demais modelos da plataforma SPA quando sem a suspensão a ar.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-47 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Mesmo em lombadas, depressões, buracos ou elevações exageradas no piso, o conjunto se mostra muito macio e em nenhum momento bate no fim do curso. Além disso, dá ao Volvo XC60 2018 bom controle em curvas e desvios rápidos, mantendo uma neutralidade importante para um carro desse porte.

No modo Off-Road, o utilitário esportivo modula bem as forças nos dois eixos, lendo cada roda durante o processo e garantindo tração, controle e segurança na medida suficiente. A gestão de força do conjunto motor/câmbio/diferenciais com o trabalho da suspensão, dá ao modelo um bom comportamento no fora de estrada.

Faltou algo? É claro. O Pilot Assist. O controle de cruzeiro adaptativo a bordo é outro recurso bom, mas o controle direcional chama atenção pela precisão, mesmo com faixas de rolamento quase apagadas.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-9 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Com até 130 km/h de limite, o sistema agora permite rodar tanto na cidade quanto na estrada sem as mãos no volante, mas apenas por alguns segundos, pois um alerta sempre pede que o motorista toque a direção para manter-se alerta.

Mas ainda não estamos num nível de automação elevado, pois a velocidade não varia sem um veículo na frente e nem há uma atenção quanto às curvas feitas em velocidade elevada. Recomenda-se extrema cautela com essa tecnologia, especialmente em estrada com ondulações grandes, mesmo dentro do limite da via e em reta, pois tivemos que corrigir algumas vezes. A tecnologia tem seus limites, então é bom respeitá-la.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-71 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Por você….

O Volvo XC60 2018 em sua versão Inscription vem com um bom conjunto, equilibrado, eficiente e de boa performance. O visual do SUV é interessante, embora seja o interior bem mais atraente pelo requinte e as telas digitais. A atenção nos detalhes é muito boa por parte da Volvo.

Além disso, vem com um nível de equipamentos excelente, pecando apenas por não ter ajuste elétrico da coluna de direção e o famoso assento infantil embutido no banco traseiro. É um utilitário esportivo muito confortável e olha que ainda tem rodas de 20 polegadas e pneus série 45.

volvo-xc60-2018-avaliação-NA-61 Avaliação: Volvo XC60 2018 ficou mais pesado, mas melhorou muito

Bem mais suave ao rodar que o anterior, o Volvo XC60 T5 Inscription tem recheio de dar inveja nos concorrentes e sem opcionais para encarecer seu preço, embora haja acessórios disponíveis. Ainda assim, na essência, vem com quase tudo, apesar de a suspensão não ser pneumática, mas não sentimos falta dela.

A boa surpresa foi a maciez sob pisos ruins e o bom equilíbrio, sem precisar ser firme demais. A tecnologia Pilot Assist dá um toque importante sobre o que chegará nos próximos anos, colocando o proprietário em sintonia com a automação liberada no momento. Em resumo, ele superou as expectativas e vale a pena estar na garagem.

Medidas e números….

Ficha Técnica do Volvo XC60 T5 Inscription 2018

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, turbo
Cilindrada – 1969 cm³
Potência – 257 cv a 5.550 rpm
Torque – 35,7 kgfm a 1.500 rpm
Transmissão – Automática com 8 marchas e mudanças manuais na alavanca
Tração – Integral nas quatro rodas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 220 km/h
Velocidade máxima – 6,8 segundos
Rotação a 110 km/h – 2.000 rpm
Consumo urbano – 9,8 km/litro
Consumo rodoviário – 13,3 km/litro

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Braços triangulares
Elétrica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 20 com pneus 255/45 R20

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.688 mm
Largura – 1.902 mm (retrovisores rebatidos)
Altura – 1.658 mm
Entre eixos – 2.865 mm
Peso em ordem de marcha – 2.115 kg
Tanque – 60 litros
Porta-malas – 505 litros
Preço: R$ 259.950

Volvo XC60 2018 – Galeria de fotos

  • Que coisa linda que ficou essa nova XC60. Os designers dela estão de parabéns – realmente ficou com cara de nova geração, de “carro importado”.
    Achei curioso também essa multimídia “widescreen na vertical”, algo inspirado nos Tesla.

    • ObservadorCWB

      Também me chamou a atenção. Um milhão de vezes melhor que o “tablet FOSTON” das marcas alemãs por exemplo. Fantástico carro para comprar com um ano de uso. Pena que no Brasil a manutenção dos Volvos tenha valores estratosféricos.

      • th!nk.t4nk

        Essa associaçao entre telas escamoteáveis e tablets do Paraguai só existe no Brasil.

        • ObservadorCWB

          Esse “conhece”….. Escamoteáveis ? A maioria é fixa. “Pregada” no painel. Felizmente a Audi anda “trazendo” a CMM para a parte principal do painel. Escamoteável é justamente a solução “chinesa” para países do terceiro mundo evitando roubos e depredações.

          • th!nk.t4nk

            Cara, esse ódio por telas sobre o painel é coisa exclusiva do Brasil, seja fixa, seja escamoteável. Não importa. Ninguém nem sabe o que é “Foston” no resto do mundo. Tá na hora do povo perder esses traumas.

      • delvane sousa

        Essas telas sobre o painel é muito tosco. Não interessa se e BMW ou Mercedes., fica paracendo gambiarra, tipo esqueceram de colocar e depois adptaram por cima. Muito feio.

        • ObservadorCWB

          Só não fale isso para o th!nk …. ele acha o “máximo”..kkk

    • Edson Fernandes

      Na verdade se alguem se inspirou foi a Tesla, já que é marca registrada da Volvo com esse visual vertical (mesmo antes de ter uma tela digital ali).

    • Deadlock

      O problema é que a Volvo está mal com os consumidores americanos (eles conhecem, pois podem comprar), por ora, Volvo não está no meu radar…

  • Daniel

    Quanto será que é a estadia nele? O valor inclui café?

    • Edson Fernandes

      Eu pagaria um dia de estadia para conhecer…rs

  • truco

    belo consumo para um carro de 2T.
    Diferente do q estavam falando do equinox.

  • Yuri Lima

    Sei que são categorias diferentes, mas se eu tivesse 250/270 mil pra um carro SUV, mil vezes esse Volvo ou uma Evoque que uma Toyota SW4.

    • João Cagnoni

      Qualquer carro tem custo X benefício melhor que uma SW4.

    • mjprio

      Nao da nem pra comparar, pois um e Monobloco com suspensões independentes de ultima geração. A outra e uma picape de chassi com capota traseira e eixos rígidos. Se bem que andei nessa ultima sw4 top a diesel e ate estranhei a maciez

  • André

    Corrijam ai NA
    Velocidade máxima: 6,8s??
    0 a 100km/h: 220km/h?

    @carro

    Mas que show de carro, um sonho meu!

  • Ricardo

    Carros da Volvo são pesados pela tecnologia e segurança, já os da FIAT são pesados porque são ultrapassados mesmo. Hehe

    • João Cagnoni

      Não entendi… Qual carro da Fiat é pesado?

      • BMWM

        Todos.

      • Maneco

        Um fiesta daqueles antigos motor Endura subindo a lomba com ar cond ligado tem mais arrancada que um Renegade.

        • beto

          Esses motoristas de teclado….

      • Ricardo

        Todos, comparados com os concorrentes.

        • João Cagnoni

          Não acho…

          • Ricardo

            Veja os pesos.

    • Duh

      É sério que tá comparando uma marca popular com uma premium???

      • Ricardo

        Volvo é uma marca premium que costuma ter carros pesados comparado com os concorrentes por um motivo, FIAT é uma marca popular que costuma ter carros pesados comparado com os concorrentes por outro motivo. Volvo é por motivos aceitáveis, FIAT não é!

        • Duh

          Comparação sem sentido, se fosse para comparar peso seria com Merdez, BMW… . Agr a Fiat que nem devia ser assunto é com outras marcas populares e falando nela, msm sendo pesado o Argo 1.0 asp tem consumo melhor que o super moderno Polo.

          • th!nk.t4nk

            Lembrando que a Volvo nao tem destaque em segurança sobre as rivais há décadas. Hoje em dia todas as premium oferecem basicamente o mesmo nível de segurança.

            • Andre Studart

              Não tem? poupe-me..

              A leitura de placas, pilotagem semi-autonoma foi algo que a Volvo comecou a introduzir desde antes.. principalmente no V40 da geração passada, em que freava sozinho até 30km/h e era algo surpreendente para a época.

              Sim, a tesla tem um padrão elevadíssimo também, mas em termo de pioneiros, Volvo sempre esteve lá, não só isso, mas a segurança em si.

              Se você ver os comentários relativos à estrutura do habitáculo, em batidas, capotagens e CIA verás que XC90, XC60 de atuais geração continuam superiores aos rivais alemães ou qualquer outros, mesmo que estes também se apresentem como carros de segurança elevadissima.

              • th!nk.t4nk

                Veja as notas dos Volvo no EuroNCAP, e depois veja dos concorrentes. A mesmíssima média.

  • REDDINGTON

    Ainda bem que as cores internas podem ser mudadas. Esse branco é lindo, mas o que deve sujar…Muito lindo o carro e econômico pelo motor que oferece.

  • João Cagnoni

    Um bom carro que poderia ser mais barato no BR.

  • Lucas086

    Bonito demais, a Volvo mais uma acerta no visual.

  • Francesco Matarazzo

    Nao vai nem sentir o cheiro do sucesso q foi a primeira geração que praticamente não tinha concorrentes na faixa de preço e design. Agora por 250 pilas tem muita coisa por ai.

    • Freaky Boss

      também tenho essa visão . Pouca gente NO BRASIL compra volvo por ser volvo. Se não tiver custo benefício bom ou design muito acertado , povo compra dos alemães.

  • Fabio Marquez

    Estranhei a falta das borboletas para trocas mauais e a elevação do banco traseiro, não é possível que seja corte de custo, pois estamos falando de um carro que custa 240 mil reais.

    • th!nk.t4nk

      Considerando que a Volvo chegou a ofertar o carro com regulagem manual de retrovisor, eu nao me espantaria. Eles gostam de maquiar bem seus carros, mas olhando a fundo se percebe várias economias porcas.

  • BMWM

    Carro de magnata, só pra gente nobre. Macaco não tem acesso a este tipo de automóvel

    • Maneco

      Também acho. Nem sei porque ainda fico lendo sobre esses carros. Só para passar raiva. E outra: quem tem grana pra essas máquinas nem passa nesse site. Liga pra concessionária e encomenda.

    • mjprio

      Pagodeiros, jogadores analfas e “meninas” da classe Anitta e aberrações como Pablo Vittar compram isso ai com o primeiro salário, mas obviamente nem tem nocao do quilate desse carro. Estao mais pra ostentar junto com a trupe de lambe sacos do mais baixo nivel de onde essas celebridades instantâneas costumam aparecer…. quando alguem estuda sobe na vida com méritos e adquire um desses e “burgues” fascista!

  • Bruno Silva

    Gostei muito desse carro, mas o Q5 tá mais acertado na versão intermediária. Anda muito mais (peso mais baixo, DSG e Quattro), além do interior do Audi me passar mais sofisticação em detalhes, como painel TFT mais moderno e alavanca de câmbio muito mais refinada. No visual, a traseira do Audi me agrada mais também (diferente do Q7, o qual prefiro o XC90). A dinâmica alemã tbm é mais afiada, isso não tem como discutir.

    • rspfreire

      Os equipamentos que tem na XC passam longe do Q5, nem compara, se for avaliar preço à preço o XC dá de capota. Já vem com sistema de condução semi autônoma de série enquanto que na Q5 só pagando mais de 300 mil na versão top e com opcional.

      Única coisa que estranhei foi o fato do XC ser 400 kg mais pesado do que o Q5, aí é foda. Mas mesmo com esse peso todo ele fez 0 a 100 em 6,8, enquanto a Q5 fez em 6,3.

      • Bruno Silva

        Não são tantos itens não, já comparei esse XC60 com o Q5 de 274.990, o Audi não fiz pra trás. Ainda, o Q5 anda mais e tem tração Quattro, é uma opção séria a considerar.

      • th!nk.t4nk

        Bom, nas avaliaçoes da imprensa européia o Q5 dá um esculacho fenomental sobre o XC60. A diferença na dirigibilidade especialmente é bem considerável (até o X3 fica pra trás). É por isso que muita gente paga a mais pra levar a Q5 sem pestanejar, mesmo às vezes tendo gostado mais do visual do XC60. A Volvo é bastante maquiagem, mas em termos de qualidade de projeto ficam pra trás quase sempre.

  • Jonas

    Já tive o prazer de ter uma XC60 T5 R-DESIGN, excelente carro, manutenção caríssima, desvalorização monstra.

    • EMJ

      Somos 2 entao Jonas! Sem dúvidas um dos carros melhores carros que tive, mas compartilho da crítica À desvalorização monstra, infelizmente. No final de 2012 comprei minha T5 RD por R$ 169 mil e quando fui vender em 2014 tive propostas indecorosas de R$ 80 mil, sendo que a tabela estava em cerca de R$ 120 mil. Embora os rivais também tenham uma baita desvalorização, vide Q5, X3, GLK/GLC e até a evoque, na época a XC60 concorria em preço com X1, Q3, GLA, que tinham versões bem mais acessíveis e básicas que jogavam o valor da volvo pra baixo. Quanto À manutenção se comparar com os rivais ,esta na mesma média (1500 reais por revisao). Como bônus tive o excelente atendimento no pós venda da concessionaria OpenPoint de Curitiba, muito acima da média, que fez valer a ótima experiencia com a marca. Hoje estou com um Discovery Sport HSE Diesel e extremamente satisfeito, e cogitei comprar o novo XC60, mas para isso a volvo deveria ter lançado as versoes diesel nos valores que hoje estao cobrando pelas versoes gasolina.

      • Jonas

        Exato. Fui curto e objetivo nas minhas palavras, realmente as manutenções estão na média só a que foge da linha é a revisão de 60.000km que custa(ainda) R$3500,00

      • Fabiano/MG

        Somos dois ! Recebi propostas em uma V60 Rd 2014 na faixa de 70 mil !! Fiquei um ano para vende-la. LR Sport HSE a Diesel manda abraços. Volvo nunca mais

        • Jonas

          Eu também não sei se o problema foi a alta KM. Eu ando em média 30.000km por ano. Depois descobri que o perfil pra esse tipo de carro é pra se andar 5.000km por ano, rs… eu usava no dia a dia mesmo. Demorei uns 5 meses pra vender. E vendi por um preço abaixo do que queria..

  • Carlos

    Sem maldade, mas com 2115kg ele faz 0 a 100km/h em 6,8 segundos? Com aro 20? Insano este numero.. são mais ou menos 125cv e 17,5kgfm “empurrando” cada tonelada de carro. Este conjunto mecanico num hatch 800kg mais leve faria quanto no 0 a 100?

    • Jonas

      Carlos, o meu era o modelo antigo,mas fiz esse vídeo. Por aqueles apps gratuitos de medição(que não tenho a minima se são confiáveias) eu fazia o 0 a 100 em 7, 7,5s https://www.youtube.com/watch?v=9U2beRLfucE

  • Compro Vidro de Perfume Vaziou

    Carro ta foda, mas não vale, Volvo ta loca em cobrar o preço do Top de linha em 2016/17 no modelo 2018, fora que antes tínhamos a opção Dísel que fora removida no BR!! Volto a elogiar o carro, mas esse preço não dá !!

    • mjprio

      Achei sacanagem o fim da versão diesel

      • EMJ

        A versão diesel já foi confirmada para os concessionários mas só deve chegar em 2018. Certamente as versões a gasolina devem ser reposicionadas em preço como esta acontecendo hoje com o XC90, que apesar do valor da tabela a partir de 330 mil se acha por 299 mil para a versao gasolina momentum, e 330 mil para a diesel (tabelada em 360).

        • Compro Vidro de Perfume Vaziou

          Esta abaixo da tabela mas ainda sim acima do modelo anterior, faz isso pra ganhar mais nas venda, já que com esse suposto desconto acaba atraindo compradores !!

  • oloko

    Uno mille pioneiro em suspensões, só agora a volvo ta colocando em seus carros!!

  • wesley souza

    Apesar de eu ter sido proibido de opinar novamente, entrei com outro usuário, e por outra matéria similar a essa eu critiquei pq foi usada fotos de estúdio e não fotos do NA, e critiquei, MAS AGORA VOU ELOGIAR A MATERIA E AS FOTOS, FICARAM NOTA 10! PARABENS N.A

  • mjprio

    Eu sempre achei os carros da volvo fantásticos e de um requinte ímpar. Desde os quadradoes ate esses XC e um show de bom gosto e de recursos.
    Pena a desvalorização e a assistência técnica ser problemática ( o que nao e privilégio da volvo cars. Os caminhoneiros e empresários de ônibus reclamam e na linha marítima / naval e a mesma coisa)
    Alem disso achei uma sacanagem nao trazerem a versao diesel, alem do fato de ser imperdoável a ausência de paddle shifts num carro de tamanha estirpes e com apelo de certa forma esportivo

    • Evandro

      Eu nunca achei a assistência técnica um problema, mto pelo contrário, sempre fui bem atendido aqui, mas a falta dos paddle shifts em um carro desse valor é grave mesmo….

      • mjprio

        Interessante,pois ja vi muitos reclamarem da pos venda dela e da LR. Na questao dos motores náuticos digo por experiência própria que e um inferno. Alem disso sao motores mais “enjoados” que os Scania marítimos, que sao duros na queda.
        De qualqer forma eu adoro esses carros da Volvo e se pudesse teria um X60 sem pestanejar.
        Eu gostava tambem muito dos SAAB. Lamento muito o fim da montadora sueca que tinham belos modelos como os 9000

        • Evandro

          Então, talvez seja a css da minha cidade q seja boa, ou pelo fato do dono ser amigo meu, bom de qualquer forma pra mim tá ótimo…rssss, mas concordo com vc, já vi mta gente reclamar tbm.. abs

  • Fabiano/MG

    Deus me livre de Volvo. Nunca mais na vida. (tenho ate que mudar meu Avatar) Tinha uma V60 R-d que fiquei exato 1 ano para vende-la. O carro é ótimo, rigidez fora no normal, mas a desvalorização não compensa. Nem mesmo a CSS da marca valoriza o carro. Me ofereceram um preço vil (vergonhoso mesmo) na troca de uma XC60 dessa avaliada. Esnobam os próprios carros. Manutenção cara, mesmo para os padrões premium. LR Sport a diesel manda abraço !!!

    • Evandro

      Concordo que seja um carro mais difícil de vender, ainda mais o S60, mas a desvalorização desse tipo de carro é complicada mesmo…. Agora cada css é um caso, aqui em Sorocaba/SP por exemplo, não vejo dificuldades em negociar, nem mesmo nos valores de manutenção, que sempre é pelo menos 60% mais barato que na BMW q tem aqui….

  • Evandro

    Gosto da marca, inclusive tenho um, achei linda a nova xc60, só peca pra mim esse cluster, o anterior era mto mais bonito, esse parece mto básico, sei lá….

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend